F A T E B FACULDADE DE TELÊMACO BORBA

Credenciada pela Portaria 875 de 23/06/2000 – DOU de 27/06/2000 CNPJ 00.904.138/0001-15

EXERCÍCIOS DE FÍSICO QUÍMICA I
CURSO: Engenharia Química EM SALA DE AULA DISCIPLINA: Físico química I PROFESSOR: Rui Cezar PERÍODO: 3 TURMA: ANO LETIVO: 2012 1 – 3 mols de um gás ideal expandem-se isotermicamente contra uma pressão oposta de 100 kPa de 20 para 60 dm³. Calcule o trabalho e W, Q, ΔH e ΔU. (exerc 1 pg 151). 2 – a) 3 mols de um gás ideal a 27°C expandem-se isotérmica e reversivelmente de 20 para 60 dm³. b) 3 mols de um gás ideal a 27°C comprimem-se isotérmica e reversivelmente de 60 para 20 dm³. Calcule o trabalho para cada caso e o trabalho cíclico. (exerc 4 pg 151) 3 – 1 mol de gás ideal é mantido sob pressão constante de oposição de Pop = p = 200 kPa. A temperatura é alterada de 100ºC para 25ºC. sendo Cp = 3.R/2, calcule W, Q, ΔH e ΔU. (exer 8, pg 152) 4 – Sujeitando 1 mol de um gás ideal, cujo Cv = 12,47 J/mol.K, a várias mudanças de estado, qual será a variação de temperatura em cada caso? (exer 1, pg 151).

a) Perda de 512 J, destruição de 134 J de trabalho

b) Absorção de 500 J, produção de 500 J de trabalho c) Sem escoamento de calor, destruição de 126 J de trabalho 5 – A 25ºC o coeficiente de expansão térmica da água é α = 2,07*10-4 K-1 e densidade = 0,997 g/cm³. Se elevarmos 200 g de água de 25ºC para 50ºC, a pressão constante de 101 kPa. (exer 12, pg 152).

a) Calcule o trabalho b) Dado Cp = 75,3 J/mol.K, calcule Q, ΔH e ΔU.
6 – Uma expansão adiabática de 1 mol de gás ideal a uma temperatura inicial de 25ºC o trabalho produzido foi de 1200 J. se Cv = 3R/2, calcule a temperatura final, W, Q, ΔH e ΔU. (Exerc 17, pg 151) 7 – Numa dada mudança de estado são destruídos 44 J de trabalho e a energia interna aumenta 170 J. Qual é a capacidade calorífica do sistema se a temperatura aumenta 10 K? (exer 2, pg 151) 8 – Calcule Q e ΔU para transformação de 1 mol de hélio a volume constante de 25ºC para 45ºC. Cv = 3R/2.
Rua Marechal Floriano Peixoto, 1181 – Bairro Socomim – Cx Postal 2051 84.266-010 - Telêmaco Borba – PR Fone (42) 272-9555

43 + 0. pg 153) 13 – Ver exemplo 7.R/2. ΔH e ΔU para esta transformação.138/0001-15 9 – Para a prata Cp = 23.V = nRT Equação dos gases ideais Rua Marechal Floriano Peixoto.R/2 e está inicialmente a 25ºC e 100 kPa. com > 1.K. 1181 – Bairro Socomim – Cx Postal 2051 84. até que a temperatura do gás atinja 325 ºC. a) calcule W para tal expansão se um mol de gás se expandir de V1 para V2 e se T1 = 300 K e T2 = 200K.9 + 0. e ‘n’ = 2.904. W. Cp = 20. vale a relação pVn = C. ΔH e ΔU 12 – Comprime-se adiabaticamente um mol de gás ideal que possui Cv = 5.3 pg 134 Formulário: P. Calcule ΔH no caso de 3 mols de prata serem aquecidos de 25ºC até o ponto de fusão a 961ºC a 1 atm de pressão. calcule Q.K).266-010 . (exerc 11. (exer 23.F A T E B FACULDADE DE TELÊMACO BORBA Credenciada pela Portaria 875 de 23/06/2000 – DOU de 27/06/2000 CNPJ 00. usando-se uma pressão constante igual a pressão final. pg 152) b) se Cv = 5.00628T J/mol. (Exerc 10 pg 126) 11 – Se um gás ideal sofre uma expansão politrópica reversível. 10 – Calcule ΔH e ΔU para a transformação de um mol de um gás ideal de 27ºC a 1 atm para 327ºC e 17 atm. Q. (pg 126).042 T (J/mol.Telêmaco Borba – PR Fone (42) 272-9555 . onde ‘C’ e ‘n’ são constantes. Calcule a pressão final.

9686*104 lbm.266-010 .K = 82.0820578 L.ft²/s².K = 4.314 J/gmol.e m n= M m ρ= V − M .K = 8.ΔV trabalho de expansão/compressão reversivel definição de energia (variação interna) irreverssivel definição de entalpia Capacidade calorífica Rua Marechal Floriano Peixoto. g .138/0001-15 n Pi = Pt .K = 0.h R .T Definição de número de moles de uma substancia.K = 1.lbmol.gmol. 9.Telêmaco Borba – PR Fone (42) 272-9555 . gmol Pi = pressão parcial do componente ‘i’ Pt = pressão total do sistema xi = fração molar do componente ‘i’ g – aceleração da gravidade.atm/mol.m²/s².314*10³ kg.xi = Pt i nt A pressão parcial de um gás numa mistura é proporcional a sua fração molar Equação para cálculo da pressão em uma determinada altura ‘h’ em uma coluna gasosa.98721 cal/mol.atm/mol.81 m/s² h – altura de coluna gasosa R – Constantes dos gases = 8. Definição de densidade P – pressão V – volume n – número de moles T – temperatura absoluta m – massa. g ρ – densidade P0 – pressão de referência M – peso molecular.dV 2) dU = dQ – dW 3) H = U + P.K x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x1ª lei da termodinâmica 1) dw = Pop. 1181 – Bairro Socomim – Cx Postal 2051 84.904.F A T E B FACULDADE DE TELÊMACO BORBA Credenciada pela Portaria 875 de 23/06/2000 – DOU de 27/06/2000 CNPJ 00. P = Po .0578 cm³.

dP  ∂T  p Equações gerais 8) W = Pop.F A T E B FACULDADE DE TELÊMACO BORBA Credenciada pela Portaria 875 de 23/06/2000 – DOU de 27/06/2000 CNPJ 00.dT +   .R.exotérmico (diminuição) + endotérmico (aumento) se volume constante se volume e temperatura constante. ΔT Q=0 processo irreversível processo reversível (integral da equação dos gases ideais a volume constante a pressão constante em processo adiabático .Telêmaco Borba – PR Fone (42) 272-9555 . 6) dU  ∂U  = Cv .T. Convenções de sinal Produção de trabalho  Destruição de trabalho  Perda de energia  Ganho de energia  14) du = dQ = Cv.dT +   . 1181 – Bairro Socomim – Cx Postal 2051 84.ln(V2/V1) 10) 11) 12) 13) W = ΔQ .266-010 .. Rua Marechal Floriano Peixoto.138/0001-15 4) Cv = dQv  ∂V  =  dT  ∂T V 5) Cp = dQp  ∂H  =  dT  ∂T  P 5) das duas equações anteriores tiramos.ΔH ΔU = Cv.dV  ∂V T 7) dH  ∂H  = C p . ΔT ΔH = Cp.904..(compressão) + (expansão) .dT 15) du = dQ = 0 16) Cp = Cv + R 17) Cp ≈ Cv para sólidos e líquidos .ΔU 9) W = n.