A Assessoria Parlamentar do Ministério da Integração Nacional faz parte do Sistema de Acompanhamento Legislativo (SIAL).

O Sistema é gerenciado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, que tem a atribuição de coordenar as ações conjuntas. A tarefa da Assessoria Parlamentar é auxiliar o ministro em sua representação política e legislativa e ocupar-se das relações do Ministério com Congresso Nacional. Também cabe aos assessores acompanhar a tramitação de projetos e disseminar informações sobre as matérias de interesse do MI discutidas pelos parlamentares para obter sua adesão. A equipe elabora pareceres sobre matérias legislativas e atendem às solicitações encaminhadas por congressistas ao Ministério.

Os assessores parlamentares também ajudam a organizar a agenda de compromissos e eventos do ministro que tenham a participação de parlamentares ou que envolvam o Congresso Nacional, e acompanhar as audiências concedidas aos congressistas. É ainda função de a Assessoria Parlamentar incentivar a formação de bancada informal preocupada com o desenvolvimento integrado do país e com a diminuição das desigualdades inter e intraregionais.

A Assessoria Parlamentar vincula-se à Presidência do Tribunal e tem por finalidade prestar apoio e assessorar o Presidente, os Ministros e demais autoridades do Tribunal em assuntos relacionados ao Congresso Nacional. Atribuições Compete à Assessoria Parlamentar:

  

Planejar, coordenar, acompanhar e executar ações de intercâmbio de informações do tribunal com o Congresso Nacional relativas a assuntos legislativos; Acompanhar no tribunal a tramitação dos processos e expedientes originários do Congresso Nacional, de suas Contas, Comissões ou de parlamentares; Prestar apoio à Secretaria-Geral de Controle Externo no relacionamento com o Congresso Nacional decorrente de assunto inerente externo; Acompanhar, no Congresso Nacional, as matérias de interesse do Tribunal e propor ao Presidente a elaboração de estudos ou pareceres pelas unidades técnicas, quando for o caso; Desenvolver trabalhos técnicos, estudos e pesquisas relacionados com assuntos legislativos que forem determinados pela Presidência do Tribunal;

coordenar. Providenciar o registro. . em assuntos específicos. pesquisas e outras atividades relacionadas à sua área de competência. relativamente à sua área de atuação. nos sistemas informatizados ou. certidões a serem expedidas pelo Tribunal a pedido de interessado ou de denunciante. em nome da unidade. Aprovar regulamentos e manuais relativos ao funcionamento das atividades e dos processos de trabalho relativos à sua área de competência. controlar. as competências. encontros de dirigentes. da definição dos cursos. Planejar. supervisionar e avaliar as atividades das unidades subordinadas. os normativos expedidos pelas instâncias superiores. visando subsidiar o planejamento estratégico e a definição de diretrizes no âmbito do Tribunal. o funcionamento. Participar. os Ministros e os Auditores em matéria de sua competência. Organizar. bem como de dados e informações específicas. Fornecer subsídios para a proposição de programas de intercâmbio de conhecimentos ou de ação conjunta com órgãos e entidades cujas competências se correlacionem com as matérias pertinentes à sua área de atuação. conforme o caso. evitando duplicidade de esforços e fragmentação dos processos de trabalho. bem como provê-las de orientação e dos meios necessários ao bom desempenho. a simplificação dos procedimentos e a delegação de competência aos titulares das subunidades ou gerentes e coordenadores de projetos para despachar. Acompanhar o cumprimento de metas e avaliar os resultados na sua área de atuação.                Realizar pesquisas acerca de expectativas e de demandas do Congresso Nacional com relação ao controle externo. observar a legislação. o desempenho de equipes e a flexibilidade. a descentralização. as atividades e a distribuição de funções comissionadas relativas à sua área. lotes ou processos que tramitem na unidade. de acordo com as disposições regulamentares. dirigir. por meio de portaria do titular. por meio de portaria do titular e em consonância com esta Resolução. Elaborar. as normas e instruções pertinentes quando da execução de suas atividades. Assessorar o Presidente. autonomia e responsabilidade gerencial. seminários. assim como as medidas de outras áreas essenciais para o cumprimento de metas das suas unidades subordinadas. em coordenação com o Instituto Serzedello Corrêa. das ações executadas sobre documentos. observando o disposto nesta Resolução. participando do planejamento e da execução de projetos ou atividades pontuais que demandem conhecimentos especializados ou específicos de sua área de atuação. ou expedi-las se houver delegação. organizar. buscando fortalecer o planejamento. Gerenciar e assegurar a atualização das bases de informação necessárias ao desempenho da sua competência. Indicar servidores para exercer as funções comissionadas relativas à estrutura. em homepage sob responsabilidade do Tribunal. Prestar apoio a Secretaria-Geral de Controle Externo. Negociar as ações de sua competência necessárias ao alcance de metas de outras unidades. Organizar o funcionamento e as atividades relativas à sua unidade. ao funcionamento e aos projetos inerentes de sua área.

de forma a propiciar análises. que ele necessita de um gabinete povoado de servidores. outro tormento: do que ganham. tantos mais quanto maior for o volume da sua ignorância. especialmente de negociações financeiras complexas. pronunciamentos e respostas a entrevistas com perguntas mordazes e respostas inteligentíssimas “do chefe”. certamente será manchete no jornal de amanhã). pelo desconhecimento de uma série de coisas. No fundo é fundamentalmente por isso. http://www. e. para estabelecer uma relação sentimental mais ou menos estável. Desempenhar outras atividades afins que lhe forem cometidas por autoridade competente. nas horas mais estapafúrdias do dia ou da noite. manuais e ações referentes à sua área de atuação e que visem ao aperfeiçoamento de atividades da unidade. até mesmo. pois precisam estar disponíveis. de certa forma. as . parte vai para o partido político do chefe (ao qual precisam estar necessariamente filiados) na forma de mensalidade. ou melhor. metas e indicadores de desempenho. Deputado Estadual. Com isso tem a feliz oportunidade de colocar as suas idéias na boca do parlamentar (e se a idéia for muito boa. funcionários públicos. A começar pela singela circunstância de não terem estabilidade no emprego. O fato incontestável é que a vida dos assessores parlamentares é um inferno. pareceres.html Dizem que a primeira coisa que um assessor parlamentar tem que aprender é que o nome da sua função não é açessor (por mais que o chefe insista em escrever desse modo) ele sempre se confunde com os “ss’’ e o “ç”. em função dos compromissos. apesar de serem. formular planos e executar. Essa é uma das razões pela qual ele precisa montar uma assessoria. Outro benefício associado à função do assessor parlamentar é o desenvolvimento da capacidade de negociação. claro. controlar e avaliar os resultados. e se assim não fosse não existiriam assessores parlamentares no mercado. Um dos assessores parlamentares de um Vereador. declarações.    Definir metas para a unidade em consonância com o planejamento estratégico e diretrizes de implementação da gestão pela qualidade total. o armazenamento e a atualização das bases de informações gerenciais. Manter sistemática apropriada para assegurar a coleta. promovendo os ajustes necessários quando for o caso. avaliações e relatórios sobre suas atividades. O salário é outro mistério. Mas há vantagens no exercício do posto. redige todos os discursos. parte vai para a igreja do chefe na forma de dizimo. ou muito idiota. em consonância com as orientações da Secretaria de Planejamento e Gestão. notas oficiais.br/Institucional/Organograma/Secretaria/Aspar.gov. Tampouco tem horário definido de trabalho. projetos e demais interesses do chefe. Estabelecer rotinas e procedimentos e propor normas.tcu. e parte vai para o chefe mesmo. ou Senador da República. horários. Com tudo isso lhe pesando as costas (e o bolso). relatórios. Deputado Federal. o assessor parlamentar enfrenta uma fantástica dificuldade para constituir família.

adjunto. Em Administração. fazendo com que ele seja uma fonte de informação confiável. trata-se do integrante do staff ou da equipe de assessoria. Coadjutor. de “negociatas”. assessorar juntamente a CNBB. Paróquia. ajudar. Dessa maneira às vezes sobra algum para um dedicado e discreto assessor. do Lat. ajudante. por vezes. Pessoa colocada como adjunto. pela presidência de um instituto. -oris.quais. s. Juiz substituto. Pessoa que tem como função profissional auxiliar um cargo superior nas suas funções.ONGs. auxiliar. na Igreja Católica faz assessoria para determinada(s) pastorais.Comunidade Eclesial de Base(CEB) e Capelas.com/2010/08/da-vida-dos-assessores-parlamentares. pela diretoria da empresa. . de empresas. Ant:letrado que assistia ao juiz leigo para o ajudar ou letrado que acompanhava os embaixadores. Ajudante.). Política de Comunicação Social As diretrizes gerais da Política de Comunicação Social são estabelecidas pelo centro diretivo do assessorado (ou seja. assistente ou participante de funções de outrem. coadjutor 3. atividades. segundo a abordagem clássica de Henri Fayol. movimentos e setores que é convidado(a) para auxiliar. etc. Ir para: navegação. m.blogspot. dar conselhos. de modo que as atividades do assessorado sejam apresentadas e vistas alinhadas aos objetivos nacionais e. Cidade. auxiliar) adj.(fonte: Priberom) Assistente. s. 1.adj. http://viniciusjanoski. pesquisa (latim assessor. companhias. pelo conselho diretor. governo etc. Regional.   Confiança→ necessidade de demonstrar a utilidade e os benefícios das atividades do assessorado. Diocese.html Origem: Wikipédia. Nela devem estar contidos princípios amplos porém claros sobre os objetivos a serem perseguidos pelas atividades da Assessoria de Comunicação. a enciclopédia livre.2. Legitimidade→ constitui-se no respeito às instituições nacionais e à ordem política vigente. Que ou quem assiste ou assessora. principalmente. m. = adjunto. s. por despeito uns poucos rotulam. assessore. Decanato ( Micro-Região). que sejam consideradas positivas para a sociedade e jamais sofram suspeitas de serem danosas ou ilícitas. m.

Verdade→ a convicção de que os produtos de Comunicação se sustentam na ética do assessorado em todos os seus ramos de atividade. .  Responsabilidade Social→ por meio de identificação do assessorado com o interesse público através do desempenho de sua função social.