Nextel Telecomunicações Ltda.

Rua Bela Cintra, 1.196-2' andar 01415-908 - Cerqueira Cesar São Paulo - SP - Brasil

Tal: (5511) 2145-1467 Fax: (5511) 3120-5895

--.—• r. •

• São Paulo, 11 de maio de 2011. Ofícios n° 114/2011-SIGILOSO e 10712011-SIGILOSO Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° anterior 12023-03.2011.4.01.3500)

136

Senhor (a) Doutor (a) Juiz (a) Federal,

/ (.J?secreiatia u Etret3 BobA nn Rod!t a QCtrdS q.r'-h

Em atenção ao ofício em epígrafe, informamos que as interceptações das linhas relacionadas na ordem judicial e seus respectivos rádios foram prorrogados para os períodos a seguir:

Os dados cadastrais da linha (62) 7812-082( IMSI: 724009002754425 seguiram diretamente no endereço eletrônico da autor Jadj policial responsável.

o
Rua Bela Cintra, 1.196- 2 andar 01415-908 - Cerqueira Cesar São Paulo - SP - Brasil

Nextel Telecomunicações Ltda.

Tel: (5511) 2145-1467 Fax: (5511) 3120-5895

NEr

- - - _ • a. •.•

- - -

137
Ressaltamos que o IMSI: 724009001082701 foi desativado em 08/02/2011, inviabilizando a interceptação. Considerando que os IMSIS Internacionais não pertencem à Nextel Telecomunicações Ltda. do Brasil, a interceptação realizada apenas possibilita a captura de sinal / áudio quando a linha estiver err território brasileiro, dentro da área de cobertura. Salientamos ainda, que não possuímos acesso ao banco de dados de clientes das bases de outros países ou de informações como AUDIt, localização de ERE's e relatórios de chamadas efetuadas e recebidas. Além disso, informamos que as senhas concedidas permanecerão vigentes até o término das interceptações. Por fim, solicitamos o encaminhamento da via original do ofício em referência. Ficamos esclarecimentos que se fizerem necessários. à disposição para quaisquer

Aproveitamos a oportunidade para apresentar protestos de elevada estima e distinta consideração.

Nextel Sig i

da.

Ao (a) Excelentíssimo (a) Senhor (a) 1». (a) PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA M. M. Juiz (a) Federal da jia Vara Federal da Comarca de Goiânia / GO.
1

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

Brasília, 26 de maio de 2011 CT - 636/2011

O

]Exmo. Sr. Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 14. Juiz de Direito da 11 Vara Criminal da Comarca de Goiânia - GO Goiânia - Goiás

j38

Ref. Ofício n° 17512011 Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500

£ecebido(3) m fle Yzre em '?0QS12/1 s 'íors. ouetaria zstrøin l3'fl,,!L'. ctç,adô 4t3;

Meritíssimo Juiz,

IY

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recebido por esta operadora via fac-símile em 2310512011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Inicio Início Linha 6296889239 6296499889 6196639223 6196637031 6292085336 6196724262 Tecnologia GSM 354051043863650 GSM GSM 355111040667500 1 GSM GSM O 12 15300 57 944501 GSM GSM 355712030370740 1 GSM GSM 012423000451330 1 GSM GSM 012650009398500 1 GSM IMEI Período/Data 27/0512011 à 10106/2011 27/05/2011 à 10/0612011 27/05/2011 à 10/0612011 27105/2011 à 10/06/2011 27/05/2011 à 10/06/2011 27/05/2011 à 10106/2011 24/05/2011 à 07/06/2011 24/0512011 à 07/06/2011 03/06/2011 à 17106/2011 03106/2011 à 17/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23105/2011 à 07/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos e localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERE's) é disponibilizado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofício de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais, Localização de ERD's e Histórico de Chamadas de quaisquer linhas de interesse na investigação, ao Ilmo. Delegado Dr. MATREUS RODRIGUES. As senhas vigoram pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento manual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão nas respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. / is

CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

o fe r97ços Especisia P/esidêna de Recursos Od. 02 Bloco C Mezanino 70319-900 - Brasília/DP Fone (015611 3962-7663 3962-7923

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondénda postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisição do juiz competente. 1

No tocante a plataforma VIGIA, informamos que as interceptações foram vinculadas ao login FBHOR, para acesso ao referido sistema.

•' 139

Outrossim, ressaltamos que os históricos de chamadas e localização de ERB's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse MM. Juízo, a saber "( ... )troca de cartão SIM( ... " foram efetuadas as interceptações telefônicas dos IMEr's utilizados pelas linhas em questão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por esta operadora não esteja de acordo com o pretendido Dor V. Exa.. solicitamos, mui resneitosamsnts. flue

Nessa esteira, informamos que os sistemas de interceptação telefônica não

permitem o monitoramento automático de todos os IMEI's eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do IMEI previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em tela ". . . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação..." permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n°. 9.296/96 realiza as atividades requisitadas pelas autoridades competentes referentes à interceptação telefônica, com todas as cautelas inerentes a tais procedimentos, mantendo o sigilo necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de quebra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve) , disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "on une", 24 hs por dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de Chamadas e Localização de ERE's de linhas de interesse da investigação, mediante o fornecimento de senha pessoal e intransferível obtida através de ordem judicial prévia e específica. O acesso ao plantão e a senha cadastrada pela autoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador, juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas realizadas pelas autoridades ou policiais autorizados são de exclusiva e integral responsabilidade dos mesmos, uma vez que somente estes possuem a informação de quais linhas e/ou pessoas são envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Sendo absolutamente certo que as escutas telefônicas realizadas e os respectivos dados telefônicos fornecidos são exclusivamente acompanhados e analisados por tais autoridades e/ou policiais, a quem compete tal providência, tornando inaplicável e despropositado qualquer juízo de valor por parte da operadora, no sentido de discernir quais linhas estão ou não ligadas à investigação. Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmente, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadasdas em

As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

CONFIDENCIAL

D1viojo,Xs44(çoa npeciais V1celPeaidê*ia de Recursos 5s.i. 02 Bloco C Mezanino P 70319-900 - srssilia/oP Fone: (01561) 3962-7663 3962-7923

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiais, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrini Mirabete assevera que o poder investigatório concentra-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão vejamos: "...Tem o Ministério Público legitimidade para proceder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgânicas estaduais. E. aliás, de sua atribuição 'acompanhar atos investiga tórios junto a organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procurador-Geral' e 'assumir a direção de inquéritos policiais, quando designados pelo Procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15. incs. Til e V. da Lei Complementar n. 40. de 14-12-2981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no inquérito policial em face da demora em sua conclusão e pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investigatórios e de auxílio à autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998, p. 75)..." Não obstante, a principal atribuição e objetivo desta área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigações, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que contprovadaaente guardem interesse à investigação e/ou que são citadas nas conversações, somente seria possível se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudios das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de um terminal móvel ao redirecionamento indicado pela Autoridade competente, bem como fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, fornecimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais" de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigaçães", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo de dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que esta operadora tem o firme propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas e, para tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim o requisitam, - relatório das consultas realizadas p elos p oliciais, p ara cue a e Mil zelar p ela devida ut das iudic evitandoRelativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de usuário' é uma facilidade de rede que possibilita ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço.

1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que permite a identificação do si o código está vinculado, bem como, de forma unívoca, um usuário ou terminal de uso serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por número da linha telefônica. ,
CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da

o qual eo

vivo

Diviajo Especiais Vice Pr 44'idancii de Recursos 02 Bloco c Mezanino CEP 70319-900 - Braailia/DF Fone: 01561) 3962-7663 3962-7923

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

Tal facilidade está caracterizada como um direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; aumento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados. No que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial: Art. 4°. Para fins deste Regulamento aplicam-se as seguintes definições: II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessárias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora' e utilizada para atualização da EDO; III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerenciada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: VII- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: VI- disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefone, a informação se determinado Código de Acesso pertence ou não a sua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Doadora 3 deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora4, imediatamente após a fase de autenticação", para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora; Art. 44. A portabilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração de uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único A denúncia da relação contratual com a Prestadora Doadora é realizada com a Solicitação de Portabilidade pelo Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento. Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado
2

141

Entidade Administradora: pessoa jurídica independente e de neutralidade comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operadora) de onde é portado o Código de Acesso. Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o Código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que são Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora.
CONFIDENCIAL
Ás informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Pro p riedade da VIVO

a

Diviflo 4ios Especiais ice Psidência de Recunot Vscs Qd. 02 Bloco C Mezanino CEP - Bxaellia/OF Fone, 1015611 3962-7663 3962-7923

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondênda postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade competente (autoridade policial responsável pela diligência, bem como ao juízo autorizador da quebra de sigilo em vigor) do momento que se será efetivada eventual portabilidade de código de acesso de usuário atualmente pertencente a esta operadora, bem assim com a indicação da prestadora que o
.J.

A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso enten a necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça. Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (htt1//consultanu1nero.3Jfl.net.hr:8080/consu1tanumerp/)

12

No que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas. Por fim, informamos que cópia desta carta foi enviada para o e-mail montecarlo@dpf.gov.br - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DIVISÃO VICE P

ESPECIAIS CIA DE RECURSOS VIVO

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

Divisão de Serviços Especiais

Vice Presidência de Recursos scs Qd. 02 Bloco C Mezanino CEP 70319-900 - Brasília/DF Fone, 101561) 3962-7563
3962-7923

Li

-'SI
Santo André, 27 de Maio 2011. Exmo(a) Sr(a). Dr(a). PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz(a) Federal 1 I a VARA FEDERAL DE GOIANIA/GO GOIANIA/GO C.T..n° 042820/201 1ASP/GRAOP Rei'.: Oficio: 17812011 Oficio extrajud: 23612010-NUCADIP Processo: 13279-78.2011.4.01.3500 Controle: 12023-03.2011.4.01.3500

Ido (o n2 II. Vmertq

sh'ta Soh;d;na RocriÇ1WS

4.

trh' ci 1? %r4

Exmo(a) Sr(a). Dr(a):: Em atenção à referência em epígrafe, informamos que em cumprimento ao disposto no art. 12° da Resolução 59 do CNJ, de 09 de Setembro de 2008, encaminhamos para ciência e verificação de V. Ex 3, cópia(s) do(s) documento(s) supra mencionado (s), contendo os números interceptados e a data em que a medida cautelar de quebra de sigilo foi programada por esta operadora, identificadã no carimbo com o campo de EXECUÇÃO. Ressaltamos que em casos de prorrogação de interceptações, a medida será iniciada a partir do término da anterior, salvo disposição contrária na determinação. Eventuais irregularidades que impossibilitem a operacionalização, tais-como; ausência de canal de desvio, ilégibilidadeparcial, evento de portabilidadeeoutras serão comunicadas em oficio apartado. A TIM, preocupada .com o meio ambiente e a sustentabilidade de seus processos utilizou para envio - uma cópia de manejo do oficio executado. Desta forma, eventuais rasuras ou inscrições à mão devem ser desconsideradas, visto que as mesmas foram inseridas de maneira à facilitar o processo. - Sendo o que' nos cumpria para o ' momento, permanecemos à disposição para eventuais esclarecimentos. REsPEITpMMENTE TIM CELAR S/A

• • •

TM CELULAR S/A. Caixa Postal 91 - CER 09015-970 - Santo André --SP. • 'rel:(11)2113-6633-Fax:(11)2113-6634graop@timbrasii.com.br

1.

144-\

T T7

1

3jcÇH rrr: —: 4
i-'tn:r- --r---d

__

_________

____.•-I .
•. ...

.

__7 ' 1

IM
LO !YT EX

j

1•.
'trfl'

itt

VR

JUSIIÇAF OEC:MP

EMGOPÁS A
.

. .
•.
1

•.

GQJaGO'2SÔuriGde21t., .
,IuI I_hfl •tlW

O!kikzrlflt'2a'T1
QUEBRA DE £
!IU I.tJl.Q-tJ

.E

azati nt.3or R;JfltPQu R!.O.TtÍ DEPAUC.

I/D3r2crPl
SRIDPFiCJE

C!? F€I,SRCL

:

SEGREDO DE Jti

Senho

lAfs DE SIGILO DAS 4

o c

urgtncia que -^ acessos} tetofúri indu,irvjo ed ccitt da zu ri
fc!ck'-,o a ser

RODRIt5LIES,
n. r::t;:.gjcfj
Fw ±If
• •t

rifSnaç6e
t.tc

itrerK-i!

te(c&!05 !16O auu.
• a) o htslcrto

d' pc.sPdo-

que ?a:;ti¼erern C -

by. .i it;c1aj uÇo c


:

JUsTçA PEaEALEt&GoIÁt- 1

-t

-

O Z11 4.51 35G0L dtt&iJ>ua eta 1JOS/2O 1 ffiGSJaLTQ p&fCí& swo - REQt DFTAM TO s(tPOLICX $EO2RAL SEGREDO DE JUSTIÇA 5enho'$ RespØnMveI,

ornrn/2o11 -?sfG&oso st na te

•?T..,

•: '-:

('e-: mTEflJCR 2023-

.

è

-. . A fl eikisttulratÃoo hn flafê, em q'iàfd Sèttnl*da QIJ$RA D SGH.ÇO DAS COtÕnCAÇÕES TELEFÕt4IAS requtsit a-Vcs Senncna tom & o niêntora-mèrt ao(} tugériçta, que sejam-. àerr4ntadasL a esc(s) teSieøs) rf(s {62J 81fl-6S46,.. (627 StØjS274 « 162} $234 9999 •nctu,fldb võz e 4ados UexI S sons e Hfl3€PSj peit prezo tia 16 qurnte) dias a cóntav. 8 sa fet p,aL mpIeft2Qã4 q4e dev!a w direelonada para * aeso téIefASi a s*-. rtdap pele(a} Od* }IG PcLFeraI 0v MATNaUS SSi O22 e-m'av tOJS32' CPF r RCORKWES nakkdts -1àt4 'fSt$QP ybr t&dri M) flqa aAjD fone4, á br4dS poe* 4$eiiõ solc4adas, Ja»&i àaacLficadas irdsn cct /'o «e- Wiba pesoaI e as tpb3Uaç flØk1&( '*r4naçâo iangferjize& fçcza PçestMor* prètbd de
a) a hI5i&Tco 4g 9

- qttrnanSeren. .

dantat4cm * wr *r$'ctltQbs ,?. @pr snde4a p4etc i&zia ia a Estaçe R4ia Mé *rm& chsfltada ton$ârt nó rtetrqs'ks hfl4ors da L&flr4cecões
k - • - . -

c+*'»tas pMLt*4! ecebj4 p4j5% acessp(s) t&efcntco(e . peddodgY *sMw*(is} peFas sbs*aC bem com6dès taçmrraf • -' qp.' -- '.- -:... '?- •/

--

- Y - - - - bAEMPRESATJMSIA- A!tançí?id GSti;n° 29; Sq GW4otM:Ttiot . - CEP O1ii-3W SAN YOANDRÉ1$P - -. .WeL t2Z S..tn. P4C3GC-t t*452} *m t,Ua. ask&c

str1saftnÇa SM 6 rta) Responsáve{ < AV9lp ÀOSØkGÃO P($LICOS.

- - -.

, .4

PODER JUIICIÁRIO JUSTIÇA FDERAL EM GOIÁS
DÉCIMA PRIMEIRA VARA
(CrtinØodu0flcigrt179J2O11)

146

envolvendo (s) acesso(s) telefônico(s) acima; o) disponibirizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a
d) a

10 do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (lREt)du ESN) autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos oe alvos monitorados, mesmo com a troca de cartáo SIM; e) acesso 1 istema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora telecomunicações a ser Sanado para obtençto, em tempo real, dos dados refi tez ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, Inclusive di ações inten,acionale, bem como dos terminais que mantiverem contata com os nurr * monitorados; f) caso nA seja disporilbilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens MS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço ei tnlco: montecaflodpf.gov.br. 2J Nos casos em que 'quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição ebtiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora telecomunicações deverá comunicar imediatamente a esta Juizo e à autoridade em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecom receptora.

4

a', Reijulsilo que ~ . Prestadora confirme a este Juizo os números cuja efetivação fdra deferida e a data em que efetivada a lnterceptaçáo, para fins de controle jqdiiaI do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investiççSo Reso lução 59/2008, art. 12, CNJ) 4J Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de 4ustiça, os nomes das p«soas, com a indic ação dos respecbvoa registros funcionais qie por torça de suas atribuições, téni conhecimento de medidas de interceptaçõEs telefónicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalizçiõ, tara fins de indMdualizaçâo de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8° e 10, última figura, ambas da Lei n° 9.296, de 2410711996). 54 A implementação da quebra de sigilo 'ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 l iames p 1 3MP e 24 horas p1 demáis serviços, contaias do recebimento. Caso não se1a tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo 2

(.J

ii1

PODER JUIb1CIÁRIC

JUSTIÇA rSERAL.EM GOIÁS DÊØIMA PRIMEIRA VARA

(Condnuaçado1don979,2Ol1)

.0; 147

de 24 horaó., as dificuldades encontradas e o prazo previsto em floras; para 1mplernenta4o dàs medidas. G! Fica .ipressamente vedada a interceptação de outros números não disciiminado4 neste oficio.
71 O atido resposta ~(à indicar o i%úmero do procedimento ou do oficio

do larttáoiujJídâri6. sob pena de recusa de seu recebimento. pela Secretaria. • 81 Esta .reqiislçSo não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. - 91:f. ainda, essa Prestadora advertida do disposto no arligo 10 da Lei n° 9.298186, qu4 assim dispõe: . • • Ajrt. 10. Constitui crime realizar Intercõptaflo de comunicaçÕes telefônicas, Ide Informática ou telemática, ou quebrar segredo. da Justiça. Sem sutorizaçio )udiclal ou com objetivos não autorizados em lei.. • P9na; reclusão, do 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Aen&samente. . . .. . . .

PAULO AUGUSTO MO . EIRA LIMA Juiz FederalSubstituto da 11 1 Vara

.

-

. .•

• . .•

•-'

I

1

SIGILOSO.j

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL STJPERINTENDtNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL MJCLEO DE INTELIGENC1A POLICIAL

Oficio n°: 236/2010— NUCADIPiNIP/SRJDPF/DF Brasília/1)F, 23 de maio de 2011 A Sua Senhoria Assessor Jurídico da Operadora rIM Assunto: Autorização de interceptação telefônica Oficio Judicial u°: 1784011 Data: 23 de maio de 2011 Juiz: Paulo Augusto Moreira Lima Vara: Décima Primeira Vara Federal de Goiânia - GO Senhor Assessor, Solicito de Vossa Senhoria providências visando à execução do Oficio Judicial supra, que autoriza a concessão/prorrogação da interceptação te1ebnica do(s) telefone(s) abaixo relacionado(s):

RECEBI

/2011

EM!

Item 1
1.

Telefone

1

IMEI/SER

1 62.8118.6546 2. 62.8103.8211 3.1 62.8234.9999

Direcionar • para DDRJCANAL §1.3799.4166' Concessão 61.3799.4169' Coucessõ 61-3799.4171/ 1 Concessão

E-mail para envio de dados: montecarlo(iidpf.pov.br USUÁRIO VIGIA: PF_CORDF
• Toda e qualquer correspondência deverá ser encaminhada ao Delegado Chefe do Núcleo de Inteligência Policial - N[P, SAIS Quadra 07, lote 23, Setor Policial Sul, Brasília/DF Superintendência de Policia Federal, CEP 70610-902. Atenciosamente, Paulo César Rabelo Agente de Polícia Federal Matricula 13487

SAIS Quadra 7-Lote 23- Setor Policial Sul Brasília-DF - CEP 70610 .901 - Fone: (61) 2024-7543

Cmii flSÕ

1

/

IMI
Viver sem fronteiras

...a teu9
Telecom SEGREDO DE JUSTIÇA

CT n2 042813/201 1/ÀSF/GRAOP,. Ofício n2 17612011 Inquérito Policial n2.13279 -78.2011.4.01.3500 Excelentíssimo (a) Senhor (a) Doutõr (à) Juiz (a) Federal Paulo Augusto Moreira Lima 11 Vara - Gdiás- GO

peuecaria -

freta 8ofadana Rociri5 $ -i ?tïacia 1P\.r Santo André, 26 de-maKde01

II'

o

CARTA RESPOSTA

(

\\

O presente doct

anexos,, contém

informações que to e de caráter 5onfidencial do destinatárid) acima, sendo seu sigilo protegido por lei seu usoregulado por política interna das empresas TIM e INTELIG Telecomunicações. Cumpre-nos informar que, caso não seja destinatário do mesmo, á leitura. cópia arquivamento e/ou divulgação por sua parte são indevidas e terminantemente proibidas. Caso você o tenha recebido indevidamente, solicita-se a devolução do para o remetente.
E

7

M

/

E

1
RAO8

r

1
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade TIM. Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 Santo André - SP Te]: 112113-6633 Fax: 112113-6634 gTaop@tirnbflsil.com.br

'LI
Viver sem fronteira,

Telecom

> intelig
b 149
II

CT n2 042813/2011 IAS P/G RAO P Ofício n 2 17612011
Inquérito Policial n2 .13279 -78.2011.4.01.3500

11

SEGREDO DE JUSTIÇA

,Santo André, 26 de maio de 2011.

Excélentíssimo Senhor,

TINI Celular S.A, prestadora de serviços de telefonia fixa e móvel conii Telecomunicações Ltda. prestadora de serviços relativos

3SMe lntelig

nacionais e internacionais (DDD e 001), assim como telefonia-fixa, e epigrafe, serve-se da presente para apresentar e expor o '(\ \ quanto-segue Preliminarmente, cumpre-nos consignar que atender a demanda do Poder Público de que Relacionamento e Apoio aos Órgãos Público 7 S / para atender ininterruptamente asçde termii cadastrais, das comunicações téíèfônicàs e / \ Poder Publico relativo a informacoes-nece progresso.

dè ligações ao ofído em

déambasasempresas responsável por e\ 3igilo.telêfônico é denominada Gerência de AOPçtehdo esta a única área competente júdiciais de quebra de sigilo de dados icas, bem como-as demais requisições do às investigações criminais e judiciais em

\

( -Nossà-Misâb - s \Exercer a atividadei de quebra de sigilo telefónico, ( ",,' , atendendo a cada situação de forma única, com ética e • éficiência, sob o compromisso da excelência no .1' \ '-s atendimento às autoridades, a fim de auxiliá-las na e" ordem pública e na proteção da sociedade, mantendo , .-y sempre a segurança das informações -e , privacidade de nossos clientes. -1

HAoa'

2
CONFIDENCIAL - As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade riM. Caixa Postai 91 - CEP 09015-970 Santo Andró - SP Te!: 112113-6633 Fax:! 2113-6634 graop@hmhrasil.com.br

• - -

-

/ £111
Viver sem fronteiras

1

-

-'?nfr!ig
Telecom
SEGREDO DE JUSTIÇA

CT n°042813/201 1/ASP/GRAOP Ofício n2 17612011 Inquérito Policial n2. 13279 -78.2011.4.01.3500 Em atenção ao ofíciô em epígrafe, informamos que para realizarmos a interceptação e monitora mento do tráfego de pacotes IP (Protocolos de Internet) faz - se necessário que nos informe o link SFTP, indicando-.o I.P; Porta; • Usuário/Lo qin; -. Senha

150
-'

S\

Desta forma, tão logo recebamos os dados acima, estaremosprontamente atendendo ao requerido. Sendo o que nos cumpria paia o momento, jermanecemos à inteira disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais que façarnnecessarios.

CI

e Apoio aos órgãos Públicos GRAOP

/y

7 (.1
\

[;.
o

RAO8

3 -
• Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 Santo André - SP Tel: II A 13-6633 Fax: 112113-6634 - graori@timbrasil.com.hr

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade TIM

São Paulo, 30 de maio de 2011./çw
f. '

Eis.

Ao Exmo. (a) Sr. (a) Dr. (a) Juiz (a) de Direito da (o)

11a VARA COMARCA DE GOIÂNIA - GO Dr(a).Paulo Augusto Moreira Lima Ref. Ofício/Alvará n o . 10812011 Processo n°. 13279-76.2011.4.01.3500 (N° anterior 12023-03.2011.4.01.35001

ecebido (a) na II . VM em

Rua 19, 244, 8 0 Andar, Centro Goiânia - GO - CEP 74030-090 tría Sohadana RodrigZE.s S#t'cia j. 11' n-

Prezado (a) Senhor (a),

Em resposta ao Oficio em referência, informamos que, o alvo 62.9339-1661, foi devidamente prorrogado até 28/0512011, conforme determinação contida no ofício/alvará em epígrafe. Comunicamos ainda que, foi providenciado o credenciamento de senha para acesso a dados cadastrais, bilhetagem e Erb em tempo real dos assinantes que fizerem contato com os alvos monitorados, até dia 2810512011 à autoridade MATHEUS RODRIGUES , conforme determinação. Sendo o que tínhamos a informar-lhe permanecemos e à disposição para qualquer esclarecimento adicional, apresentamos, desde já, votos de elevada estima e consideração. Respeitosa

Setor de

Ofícios

CLARO S.A. - Rua Flórida, 1970- Brooklin Novo - CEP 04565-907 - São Paulo - SP - Brasil

152
Santo AIIdM, 30 de Maio 2011. Exmo(a) Sr(a). Dr(a). PAUILO :ALJGUSTO MOREIIL&LIMA Juiz(a) Federal 1 r VARA FEDERAL DE (JOJANIA/GO GOTANIA/GO C.T. n°042813/2011 ASWGRA0P Ref.: Oficio: 17612011 -SIGILOSO Oficio extrajud: 23412010 - NUCADIPfNLP/SRIDPF/DF Processo: 13279-73.2011.4.01.3500

Etr&a BGdan Zodrigw.'s

$ 5dtcria (j5id 4"t

Exmo(a) Sr(a). Dr(a).:

-

'1

Em atenção à referência em epígrafe, informamos que em cumprimento ao disposto no art. 12° da Resolução 59 do CNJ, de 09 da Setembro de 2008, encaminhamos para ciência e verificação de V. Ef, cópia(s) do(s) documento(s) supra mencionado(s), contendo os números interceptados e a data em que a medida cautelar de quebra de sigilo foi programada por esta operadora, identificada no carimbo com o campo de EXECUÇÃO. Ressaltamos que em casos de prorrogação4e interceptações, a medida será iniciada a partir do término da anterior, salvo disposição contrária na determinação. Eventuais irregulariddes que impossibilitem aoperacionalização, tais como; ausência de canal de desvio, ilegibilidade parcial, evento de portabilidade outras serão comunicadas em oficio apartado. A TIM, preocupada com o meio ambiente e a sistentabilidade de seus processos utilizou para envio =uma.cópia Àe manejo4o-oflcioexecutado1Westaforma,--eventuais rasuras ou inscrições à-mão -devem rser..L desconsideradas, visto que ás mesmas foram inseridas de maneira à facilitar o processo.. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição para eventuais esclarecimentos.

7'-

L o

TIM CELULAR S/A 1, Caixa Postal 91 - CEP 09015-9- 0 - Santo André -SP. Tel: (11)2113-6633 - Fax: (11)2113-6634 graop(timbrasil.com.br

-.7 "

a PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/GO, 23 de raBio de 2011. Oficio rt 17é12011 -SlGlLOSO QUEBRA 11* SIGILO ti' 13279-78,2011.4.01.3500 (P4" ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distnbuida em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N° 08912011 - SR/DPFR)F REQTE: DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL _-----I L7'Ç r.j SEGREDO PE JUSTIÇA Senhor(a) Responsável,

153

ID OFÍC1O:JJL, DATA liq 5 rRÇÃO õnCIO:_Q_EXECUÇÃO INTL RF1CAÇAO INTL._S43 e,
9

1. Afim de instruir os autos em epígrafe, em que foi detemiinada QUEBRA DE SIGILO ÔAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, qúe seja implementada a prorro9ação da interEeptaçâo e do morfitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s). (62) 8226-4064 a (61) 8102-5444, incluindo voz e dados (textõ& sons e Imagens), pelo prazo de 4jkuinze) dias, .a contar de sua . . efetiva implementação, que deverá ser direclonada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polida Federal, Or. MATHEUS RODRIGUES, matricula n°)0.532, CPF n°170.631 .Õ38-22, e-mail: montecadodptgovbr, telefone: (61) 2024-7616. Requisito quê sejam fornecidos à autoridade, policial, quando Solicitadas,.. as infomlaçèes abaixa especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransteriveÇ ficando esse Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros nio autorizados por este Juízo: a) o histôiic das chamadas efetuadas e recebidas polo(s) acesso(s) telefónico(s) adma, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b)a kicailzadão da Estação Rádio Base - ERS (com endereço comp)eto) utilizada na úIfra chrnbda constante nos registros dessa Prestadora de . telecomunicações Iluttrísslmo(a) Senhor(a) Responsável GERSNCI&DE RELACIONAMENTO E APOIO AOS ÔRGÃOS PÚBLICOS DA EMPRESA TIM SIA Rua Alexandre de Gusmão, n°29, Bloco C, vila Homem, Thon SANTO ANbRÊISP ' CEP: 09.111-310 .
Rua 19, rf 244,8' ti ga,, Ceita, GO%5I1GQ-CÉP 74Â6O-O9Ç-Tdetaw*: 462) 32$.191911910 - Far. (0213225-1701.

oMuDaj

PODER JUDICIÁRIO JUSI1ÇA fEDERAL EM cøiÁs DÉCIMA PRIMEIRAVARA

(Connu$ÇOdO oficio 1°176F201l)

154

envolvendo a(a) acesso(s) telefônico(s) acima; o) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da einveatigaçád e de demais terminais ou usuários que possuam vinculo cOm a investigaçâõ 0) a identlflcaç*o do(s) código(s) seilal(is) do(s) equipamento(s) '(1[)ou SN) monitorado(), autorizado(s) também a interceptação de outros acessos ativados nos equipanient4s dos alvos monttondos mesmo com a troca de cartào SIM; e)acesso aÓ sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações 5 ser acionado para obtenção em tempo real, dos dados referbntos ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive áa4 ligações internacionais, bem como dos terminais quemantivererfl contato com os númros monitorados; f) caso nâó seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados pari endereço sônico: mocai1otdPf.gOV.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefónicos objetos desta requisição stiverem (ou forem)' submetidos, ao processo de portabilidade, essa Prestadora de teleoomunicaOes deverá coniunicRr imediatamente a este Juizo e â autoridade FÓSPOnSáVeI em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme 'a este Juízo os nCun&os cuja efetivação fóra deferida e a data em que efetivada a Interceptação, para fins de controle judiçt'al do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investi no 592008, art 12,0NJ). ri' Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de .)ustça, os nomes das pessoas, com a lndlcaçõo dos respectivos registros funcionais qUe por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pele eperacionafliação, para fins de indMdlJalizaçãO: de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8' e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 2410711998) & A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas SMP e 24 horas' p/ demais serviços. contadas do recebimento. Caso não sa tecnicamente possivel, essa prestadora de . telecomunicações deverá comunicar d4 forma circunstanciada a este Juizo e à autoridade responsável, no prazo

41

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA PI EDERAL EM GOIÁS
DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Cuaçtodaofietoflbll6I2011)

-

155.

de 24 horda, as dificuldades encontradas e o prazo prevista em horas, para i. implementa*ao das medidas.
4. Fica expressamente vedada .a interceptação de outros números não

dise,iirniáadd$ neste ofício. . O oficio resposta deverá indicar o número do procedimento ou do oficio do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8 Esta requisição não terá Validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo $ números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Ler if 9.296/96,qu assim dispõe: Àrt 10 Constitui cdmõ malhar interceptação de! Counlcaçâes telefônicas, Í, de infonMtica ou telomática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorlzaçfo)judiçiat ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, á multa, • Átendosamente. PAULO AUGUSTO MOREIRA UMA Júiz Federal Substituto dai? Vara

SIGILOSO j $

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPEINTENDENCIA REGIONAL NO D1&rRITO FEDERAL NUCLEO DE INTELIGENCIA POLICIAL

Oficio n&: 234/2010 - NTJCADIP/NMSR/DPF/DF A Sua Senhoria Assessor Jurídico da Operadora flM Assunto: Autorizaç ão de btterceptaço tclefbnica Oficio Judicial n°: 17612011 Data: 23 de maio de 2011 Juiz: Paulo Augusto Moreira Lima Vara: Décima ~eira Vara Federal de Goiânia - GO Senhor Assessor,

Brasília/DF, 23 de maio de 2011

RECEBI EM L_Lj2011

E

Solicito de Vossa Senhoria providênçias visando à execuçao do Oficio Judicial supra, que autoriza a concessào/protrogaiio da interceptação telefônica do(s) telefone(s) abaixo relacionado(s):

tir4ii

Telefone kL cso'S
'. cc' L

Direcioflar para a DOR/CANAL

Situação

.8102.5444 2. Z 1. 62.8220.4084

61.3799.411E

ct t k. 61.3799.4114

E-mail para envio de dados: moàtecarIo(dnf.90V.bT USUÁRIO VIGIA: PF_CORDF
Toda e qualquer correspondência deverá ser encaminhada ao Delegado Chefe do Núcleo de Inteligência Policial - NU', SAIS Quadra 07, lote 23, Setor Policial Sul, Brasília/DF Superintendência de Policia Federal, CE? 70610-902. Atenciosanlente,

pásàrRabelo Agente de Polícia Federal Matrícula 13487
SAIS Quadra 7- Lote 23 - Setor Polielat Sul Brasilia-DF - CEP 70610-901 - Fone: (81) 2024-1543 -

rwn s-

'Esta correspondénda se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém infonneções protegidas áelo sigilo Judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde Já que asia reprodução, distrlbuiçáo e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei." Goiânia, 2510412011
CT - 1302/2011

SEGREDO DE JUSTIÇA

5 -.,•-

)

Exmo. Sr. Dr. Paulo Augusto floreira Lima !4. Juiz Federal da 11 Vara da Justiça Federal em Goiás

.

157

REF.OF. 101/2011 Processo: 13279-78.2011.4.01.3500 Meritíssimo(a) Juiz(a),

aecebtdo (o) na 11' Vara em

e&ol&ia - 11' V ri

o!na Rodrii's
QA3tC4d6

1I'r,3

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recebido par esta operadora via fac-símile em 2310412011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.200e - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Início Início Linha 6196637031 Tecnologia Período/Data GSM 23/04/2011 à 08/05/2011 23/04/2011 à 08/05/2011 355712030370740 GSM IMEI

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos e localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERB's) é disponibilizado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofício de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais, Localização de ERS's e Histórico de Chamadas de quaisquer linhas de interesse na investigação, ao limo. Delegado Ur. MATEBUS RODRIGUES. As senhas vigoram pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento manual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão nas respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência • da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisiç&o do juiz competente. No tocante a plataforma VIGIA; informamos que as interceptações foram vinculadas ao login FSHOR, para acesso ao referido sistema. Outrossim, ressaltamos que os históricos de chamadas e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam ' sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha.

CONFIDENCIAL AS lnformaçaes

contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

Roa 136-c QO.17-44, n 150 - - Setor sul 74093-280 Goiânia - GO (62) 3942-4796 / 5794 Tel; (62) 39426284 Fax;

SEGREDO DE JUSTIÇA

"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

.

Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse Nu. Juízo, a saber "(... troca de cartão SIM(...)" foram efetuadas as interceptações telefônicas dos 1MEI's utilizados pelas linhas em questão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por esta operadora não esteja de acordo com o pretendido por V. Exa., solicitamos, mui respeitosamente, que nos sela um novo a serem Nessa esteira, informamos que os sistemas de interceptação telefônica não permitem o monitoramento automático de todos os INIEI"s eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do IMEI previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em tela ". . . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação..." permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n°. 9.296/96 realiza as atividades requisitadas pelas autoridades competentes referentes à in€eEceptação telefônica, com todas as cautelas inerentes a tais procedimeitos, mantendo o sigilo necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de quebra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve), disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "on une", 24 hs por dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de Chamadas e Localização de ERE's de linhas de interesse da investigação, mediante o fornecimento de senha pessoalí e

o acesso ao plantão e a senha cadastrada pela autoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador, juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas realizadas pelas autoridades ou policiais autorizados são de exclusiva e integral responsabilidade dos mesmos, uma vez que somente estes possuem a informação de quais linhas e/ou pessoas são envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Sendo absolutamente certo que as escutas telefônicas realizadas e os respectivos dados telefônicos fornecidos são exclusivamente acompanhados e analisados por tais autoridades e/ou policiais, a quem compete tal providência, tornando inaplicável e despropositado qualquer juízo de valor por parte da operadora, no sentido de discernir quais linhas estão ou não ligadas à investigação. Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmente, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadastradas em nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiais, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrini Mirabete assevera que o poder investigatório concentrá-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão vejamos:
• Tem o Ministério Público legitimidade para proceder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgmnicas estaduais. E. aliás, de sua atribuição 'acompanhar atos investigat6rios junto a organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procurador-Geral' e 'assumir a direção de inquéritos policiais, quando designados pelo Procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15, ince. III e V, da Lei Complementar n. 40, de 14-12-1981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no

CONFIDENCIAL
As informaçdes contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO - -

Pag2/5

Rua 136-c QO.F-44. n' 150 - - Setor Sul 74e9328e Goiânia - GO (62i 3942-4796 / 5794 Tel (62) 3942-62e4 Fax,

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

inquérito policial em face da demora em sua conclusão e pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investigatórios e de auxílio & autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998, p. 75)..."

Não obstante, a principal atribuição e objetivo desta área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigações, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que comprovadamente guardem interesse à investigação e/ou que são citadas nas conversações, somente seria possível se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudios das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de um terminal móvel ao redirecionamento indicado pela Autoridade competente, bem corno fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, fornecimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais, " de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigações", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo de dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que esta operadora tem o firme propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas e, para tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim O requisitam, relatório das consultas realizadas pelos policiais, para que a autoridade judiciária e Ministério Público possam zelar pela devida utilização das senhas concedidas -isidicLRimente. confrontando as informacões orestadas nela

Relativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de usuário' é uma facilidade de rede que possibilita ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço. Tal facilidade está caracterizada como um direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; aumento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados.
No

que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial; Art. 4°. Para fins deste Regulamento aplicam-se as seguintes definições:

1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que permite a identificação do serviço o qual o código está vinculado, bem corno, de forma unívoca, um usuário ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por número da linha telefônica.
CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são propiletárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO PagJ/5
Rua 136-C QD,F-44. n° 150 - - Setor Sul 74093-280 Goiânia - GO (62) 3942-4796 / 5794 Te): (62) 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abnixo identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário notifica-se, desde já. que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessárias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora 2 e utilizada para atualização da BDO;
.1

III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerenciada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: vii- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: VI- disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefone, a informação se determinado Código de Acesso pertence ou não a sua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Doadora 3 deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora4, imediatamente após a fase de autenticação 5 , para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora; Art. 44. A portabilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração de uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único. A denúncia da relação contratual com a Prestadora Doadora é realizada com a Solicitação de Portabilidade P!42 Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento.

160

Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade com p etente (autoridade nolicial resoonsável Dela dilicïência, bem izador da Quebra de si q ilo em vi q or) do momento

receberá. A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça.

2

Entidade Administradora: pessoa jurídica independente e de neutralidade comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operador) de onde é portado o Código de Acesso. Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o Código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que são encaminhados à Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora.
CONFIDENCIAL
As Infoniaç6es contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Pro p riedade da vivo Pag 4 / 5 Rua l36-c QO,F-44, n_150 - - Setor Sul 74093-290 Goiânia - GO Tel, (62) 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 F.

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo Judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notiflca-se, desde já, que sua reorodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei."

Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da AER Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da Telecom, a saber, (bp:/Jconsultanumero,abr.net.br:8o8o/consuitanumero/): No que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas. Por fim, informamos que cópia desta carta foi enviada para o e-mail montecarlo@dpt.gov.br - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DIVISÃO DE VICE PRESII

CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO Pag 5 / 5
1.

Rua ]36-C QD.F-44, n' ise - -Setor sul 74e93-28e ooiánia - co 62) 3942-4796 / 5794 Tal: 1621 39426284 Fax:

São Paulo, 06 de Junho de 2011.

162

Ao Exmo. (a) Dr. (a) Juiz (a) Federal da i ia Vara Justiça Federal de Goiás Dr (a). Paulo Augusto Moreira Lima Rua 19, n o 244 - Centro Cep: 74030-090 Goiânia GO Ofício: 173/2011 Processo: 13279-78.2011.4.01.3500

Estre ! ath .:n, Roúig;s

Prezado (a) Senhor (a),

Em resposta ao Ofício em referência, informamos que, o alvo 62 9339-1661, foi devidamente prorrogado até 1210612011, conforme determinação contida no oficio/alvará em epígrafe. Sendo o que temos para o momento. Respeitosamente,

Ç74D3
CLARO S.A.
Setor de Atendimento a Ofícios
AS

CLARO 5k - Rua Flórida, 1970- Brooklin Novo - CEP 04565-907-- São Paulo - SP - Brasil

ci
São Paulo, 07 de Junho de 2011. Ao Exmo. (a). Sr.(a). Juiz de (a) de Direito do (a) 11a Vara Goiânia - GO Dr.(a) Paulo Augusto Moreira Lima Rua 19, 244 - 8 1 Andar - Centro CEP: 74030-090 Goiânia - GO Ofício n°: 17912011 ProceSsm 1327978.2011.401.3500
^01 061

163

Estr!3 Bt'3afl odêÇ d

o do alvo Em resposta ao Oficio em referência, informamos que, a interceptaçã 62.9216-4628, 62.9178-7195 e 61.9350-9426, contida no ofício/alvará emepígrafe, foi devidamente realizada no período de 2410512011 à 0810612011. Informamos ainda que foi providenciado o credenciamento de senha para acesso a dados cadastrais, bilhetagens e localização de erb do interlocutor pelo prazo de 15 dias à autoridade MATHEUS RODRIGUES, conforme determinação. a disposição para qualquer Sendo o que tínhamos a informar, permanecemo s votos de elevada estima e esclarecimento adicional, apresentando: desde já,
con sideração.

Respeitosamente.

Ah
Setor de Atement0 a Ofícios
li

CEP 04565-907 - So Paulo SP - Brasil Brooklin Novo C LA RO - Rua Flõrida, 1970 Fax: (11)35796780(11)94156780 Telefone: (11) 3579-6700 (11)9 415-6700 / --

SEGREDO DE jUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado € contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua repiod(iç.io, distribuição e divulgação estão proibidas e su)eitas às penas da lei' Goiânia, 25/0412011 Ct - 130312011 o c ) Enso. Dr. Paulo Augusto Moreira lima IC4. Juiz Federal da 11' 'tara Federal da Justiça Federal em Goiás Goiânia - Goiás

3

-.-y

REF.OF. 097/2011 - SIGILOSO Processos Quebra de Sigilo n°. 13279-78.2011.4.01.3500 i p n o 089/2011 - SR/DPF/DF

!Ô27 1à;
Enftrcb O2v:da!i rÇ2S

Meritíssimo Juiz,

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recebido por esta operadora via fac-símile em 2310412011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Linha 6296889239 6296499889 355111040667500 6196639223 012153005794450 Il'llII 354051043863650 Tecnologia GSM GSM GSM GSM GSM GSM Período/Data 27/04/2011 à 11/05/2011 27/04/2011 à 11/05/2011 27/04/2011 à 11/05/2011 27/04/2011 à 11/05/2011 27/04/2011 à 11/05/2011 27/04/2011 à 11/05/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos e localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERB's) é disponibilizado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofício de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais, Localização de ERE's e Histórico de Chamadas de quaisquer linhas de interesse na investigação, ao limo. Delegado Dr. MATREUS RODRIGUES. As senhas vigorara pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento manual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão nas respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisição do juiz competente. No tocante a plataforma VIGIA, informamos que as interceptações foram vinculadas ao login FSHOR, para acesso ao referido sistema.

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

Rua 01)F-44. n 150 - Setor Sul 74093-280 Goiânia - 00 tei 62) 3942-4796 / 5794 62) 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário ai,',ixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário notifica-se, de'je já, que sua reorodução, distribuiçào e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da ei.'

Outrossim, ressaltamos que os históricos de chamadas e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (li) 5105-6945, mediante a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha.

16 5

Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse MM. Juízo, a saber "( ... )troca de cartão SIM( ... ) II foram efetuadas as interceptações telefônicas dos IMEI5 utilizados pelas linhas em questão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por esta operadora não esteja de acordo com o pretendido por V. lixa., solicitamos, mui respeitosamente, que nos seja encaminhado um novo ofício indicando as providências a serem adotadas. Nessa esteira, informamos que os sistemas de interceptação telefônica não permitem o monitoramento automático de todos os IMEI's eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do IME1 previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em tela ". . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a inveatigaçio..." permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n°. 9.296/96 realiza as atividades requisitadas pelas autoridades competentes referentes à interceptação telefônica, com todas as cautelas inerentes a tais procedimentos, mantendo o sigilo necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de quebra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve) , disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "on une", 24 hs por dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de chamadas e Localização de ERE'S de linhas de interesse da investigação, mediante o fornecimento de senhapessoal e obtida O acesso ao plantão e a senha cadastrada pela autoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador, juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas realizadas pelas autoridades ou policiais autorizados são de exclusiva e integral responsabilidade dos mesmos, uma vez que somente estes possuem a informação de quais linhas e/ou pessoas são envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Sendo absolutamente certo que as escutas telefônicas realizadas e os respectivos dados telefônicos fornecidos são exclusivamente acompanhados e analisados por tais autoridades e/ou policiais, a quem compete tal providência, tornando inaplicável e despropositado qualquer juízo de valor por parte da operadora, no sentido de discernir quais linhas estão ou não ligadas à investigação. Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmente, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadastradas em nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiais, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrini Mirabete assevera que o poder investigatório concentra-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão vejamos:
Tem o Ministério Público legitimidade para proceder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgânicas estaduais. É, aliás, de

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados I'rooriedade da Vivo

Rua 136-C 00 F 44, n' 150 - Setor Sul 74093-280 iânia (62) 3943-4796 / 5794 Te!

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém informações protegidas pelo sigilo Judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatãnio, notifica-se, desde já, que tia rnpnodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas as penas da lei."

sua atribuição 'acompanhar atos investigatórios junto a organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procurador-Geral' e 'assumir a
direção de inquéritos policiais, quando designados pelo procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15, íncs. XXI e V. da Lei Complementar n. 40, de 14-12-1981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no inquérito policial em face da demora em 3ua conclusão e pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investigatórios e de auxílio à autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998. p. 75)..."

166
-

Não obstante, a principal atribuição e objetivo desta área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigações, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que conaprovadamente guardem interesse à investigação e/ou que são citadas nas conversações, somente seria possivel se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudíos das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de uns terminal móvel ao redirecionamento indicado pela Autoridade competente, bem como fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, fornecimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais" de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigaçôes", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo de dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que esta operadora tem o firme propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas e,_ para , tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim o requisitam, relatório das consultas realizadas pelos policiais, para que a autoridade judiciária e ministério _Públiç_ppam zelar pela devida utilização das senhas concedidas judicialmente, confrontando as informações prestadas pela operadora e autoridades autorizadas, evitando-se o uso indevido das mesmas. Relativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de usuário' é uma facilidade de rede que possibilita ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço. Tal facilidade está caracterizada como uns direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; aumento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados. No que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial:
1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que permite a identificação do serviço o qual o código está vinculado, bem como, de forma univoca, um usuário ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por número da linha telefônica. CONFIDENCIAL -
Rua 136-C 44, o' 150 - setor Sul OD.F-74093280 - 00 1621 3942-4791 / 5794 Fax, (62) 3942-6284

As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Prooriedade da vivo

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao desunetário abaixo identiricado e contém irdormações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já. que sue reproduçlo, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas as penas da lei.

Art. 4. Para fins deste Regulamento aplicam-se as seguintes definições: II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessárias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora 2 e utilizada para atualização da EDO; III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerenciada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: VII- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: Vi-disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefone, a informação se determinado Códi go de Acesso pertence ou não a sua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver . submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Voadora 3 deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora4, imediatamente após a fase de autenticação 5 , para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora; Art. 44. A portabilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração de uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único. A denúncia da relação contratual com a Prestadora Doadora é realizada coma Solicitação de Portabilidade pelo Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento. Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade competente (autoridade policial responsável pela diligência, bem como ao juízo autorizador da quebra de si g ilo em vigor) do momento que se será efetivada eventual portabilidade de código de acesso de usuário atualmente pertencente a esta operadora, bem assim com a indicação da prestadora que o receberá. A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da

167

Entidade Administradora: pessoa jurídica independente e de neutralidade comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operadora) de onde é portado o Código de Acesso. ' Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o Código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que são encaminhados à Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora.
CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO Rua 136-C 12D.F-44, n 150 - Setor Sul 74093-280 Goiânia - CO 1621 3942-4796 / 5794 Te] (62) 3942-6264 Fax:

2

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário at'nixo identificado e contém Inforrnaçes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, nolifica-se, descia já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei,"

mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça.

168

Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (http://consultiinumero.abr.net.br:8O8O/coflsultaflUmero/) No que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas. Por fim, informamos que cópia desta carta foi enviada para o e-mail montecarlo@dpf.gov.br - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DIVISÃO fl VICE PRES

Qo.F-44, n' 150 - Setor Sul As informações contidas oeste documento são proprietárias 74093280 Goiânia - GO e para uso conidençiai dos destinatários explicitados, 1621 3942-4796 / 5794 Pro p riedade da VIVO Fax- 1e21 1943-6254

CONFIDENCIAL

Rua

NextelTelecoísunicações Ltda.

Rua Bela Cintra, 1196- 2 3 andar 01415-908 - Cerqueira Cesar São Paulo - SP - Brasil

Tel: (5511) 2145:1467 Fax: (5511) 3120-5895

-- e—. • r. - - -

São Paula, 14 de junho de 2011.
Oficio n° 18812011-SIGILOSO Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500
(3

169

r 11 Vcr g r

Senhor (a) Doutor (a) Juiz (a) Federal,

Em atenção ao ofício em epígrafe, informamos que as linhas relacionadas na ordem judicial e seus respectivos rádios , foram prorrogadas para as períodos a seguir relacionados:

Ressaltamos que a linha (61)' 7817-0840 encontra-se suspensa desde 16/05/11 e a linha (61) 7813-1856 encontra-se desativada desde 08/02/11.

F e
t

Nextel Telecomunicações Ltda.

Rua Bela Cintra, 1196 - 2d andar 01415-908 - Cerqueira Casar São Paulo - SP - Brasil

Tal: (5511)2145-1467 Fax: (5511) 3120-5895

a n

.w a r a • — Caa W.2

170
Outrossim, informamos que as senhas foram disponibilizadas e permanecerão vigentes até o termino das interceptações. Por fim, solicitamos o encaminhamento da via original do oficio em referência, Ficamos esclarecimentos que se fizerem necessários. à disposição para quaisquer

Aproveitamos a oportunidade para apresentar protestos de elevada estima e distinta consideração.

Nextel TeIecomucações Ltda. Sigilo das Comunicações

Ao (a) Excelentíssimo (a) Senhor (a) Dr. (a) PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA M. M. Juiz (a) Federal da ll a Vara Federal da Comarca de Goiânia / GO.
II

F

TIMb

171
Santo Andié, 14 de Junh 2011.

Exmo(a) Sr(a). Dr(a). PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz(a) Federal li a VARA FEDERAL DE GOIANLAJGO GOIANLAJGO C.T. n°047712/201 IASP/GRAOP Ref.: Oficio: 19212011 Oficio extrajud: 26812010-NUCADIP Processo: 13279-78.2011.4.01.3500 Controle: 12023-03.2011.4.01.3500

S
U;reWVa de

Eztfl 3otadfl od!itS

- u•

$Dít'

da 1?

Exmo(a) Sr(a). Dr(a).:

-

Em atenção à referência em epígrafe, informamos que em cumprimento ao disposto no art. 12° da Resolução 59 do CM, de 09 de Setembro de 2008, encaminhamos para ciência e verificação de V. Exa, cópia(s) do(s) documento(s) supra mencionado(s), contendo os números interceptados e a data em que a medida cautelar de quebra de sigilo foi programada por esta operadora, identificada no carimbo com o campo de EXECUÇÃO. Ressaltamos que em casos de prorrogação de interceptações, a medida será iniciada a partir do término da anterior, salvo disposição contrária na determinação. Eventuais irregularidades que impossibilitem a operacionalização, tais como; ausência de canal de desvio, ilegibilidade parcial, evento de portabilidade e outras serão càmunicadas em oficio apartado. A TIM, preocupada com o meio ambiente e a sustentabilidade de seus processos utilizou para envio uma cópia de manejo do oficio executado. Desta forma, eventuais rasuras ou inscrições à mão devem ser desconsideradas, visto que as mesmas foram inseridas de maneira à facilitar o processo. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição para eventuais esclarecimentos. RESPEITOSfVIENTE. TIM CELIJLSfA

TIM CELULAR 5/A. Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 - Santo André - SP. Tel: (11)2113-6633 Fax: (11)2113-6634 graoptYmbrasiLcom.br

t

1

ow?-íz I.1/172

-

PODEL JU JCIARIO JUSTIÇA E ER.AL;EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEÍRA VARA

Goiânia/GO, 06 de junho de 2011 Oficio n° 192J2011-SlGlLOSØ QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78,2011.4.013500 (N° ANTERIOR 1201303. 20114.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N°089/2011 - SR/DPFÍDË REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA :.. Senhor(a) Responsável

-n;--

(\J

rJ '--4

—4

è.

1. Afim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que seja implementada a prorrogação da interceptação e do monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(a) ri9(s)62) 8220-4084X(62) 1111103-82711,N 62) 8234-9999 e \ (51) 8102-5444, Incluindo voz e dados (textos, sons e Imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefónico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES,. matricula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, -e/ou pelos Agentes de Policia Federal, LUIS CARLOS PIMENTÈL DA GAMA, FÁBIO ALVAREZ SHOR, DANIEL GUERRA . FERREIRA, KELLEN KEUFFER MENDONÇA e PAULO GERAIDo WALRAVEN ARA0JQ, ou outro autorizado pela Autoridade Policial, email: montecarlo@dpf,gov.br, telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas. as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida do fornecer qualquer infõrmação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das cftamàdas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais Ilustríssimo(a) -Senhor(a)Responsável GERÊNCIA DE RELACIONAMENTO E APOIO AOS ÓRGÃOS PUBLICOS

AØÍ

DA- EMPRESA TIM SIA

-

Rua Alexandre de C3usrnão, n° 29, Bloco C, Vila Homero Thon SANTO ANDRÉ/SP CEP: 09.111-310 Rua ia, n°244,3 andn, Corto, Cot4niSCQ-CEP: 74.03ØO90-T?Met (82) 3225-i91911910- Fax: (62) 3220-1701.

V

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA
- 1

(ÇomUnucou do Oficio G 19212011)

173

-

que mantiverem contato com ás números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constanté nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; e) disponibilizar o acesso aos dados cadastril do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação ede demais terminais ou usuários que possuam vinculo com a invetigaçãõ; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (lMEI ou ÊSN) monitorado(s),autorizàdo(s)- também a iriteiteptação de okjtrosacessos ativados nos equipamentos dós alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e)acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tràfego de ligações dos acessos telefônicos itønitdrados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que maniiverem contato com os números monitorados; . t) caso não seja disponibilizado .ó acesso on-line ao histórico de chamádas é mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: mÕntecar1o(dpf.gãvbr
2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos õbjetos desta

requisição estiverem (ou forem) submetidos ao prõcesso de portabilidade essa Prestadora de telecomunicações de'erô comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em quà momento foi (ou será)efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. • - 3. Requisito que essa Prestádorá confirme a este Juizo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a, interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigaçãà (Resolução nó 59I2008, art. 12, CN4 4. Semestralmente, essa Prestadâra deverá indicar à . Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respeátivos registros funcionais que por , fõrça de suas .atribuições, têm, conhecimento de medidas de Inte-eptações telefônicas deferidas; bem • como doi responsávõis pela • ope'racionaiização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos • termos dos artigos8' e 10, última figura, ambas da Lei n ô 9.298, de 24I07I196). 5.A imp lementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumpnda 2
Ii

N

U

/

-

j(1
• t

LI

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(CominuaçaadQ Oficio n'1s2,2011)

17.4 -

dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais-serviços, contadas dá recebimento. emai Caso não seja tecnicamente possível essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juizó e à autoridade responsável, no prazo âe 24 hors, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementaçào das medidas. • . 6 Fica expressamente vedada a interceptação de outros numeros não •! -. . discriminados neste ofício: 7.. O oficio resposta deverá Indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa do seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. . . . 9.Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar Interceptação de comunicações telefónicas, de Informática ou telimática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. -- - Pena: reclusão, do 2 (dois) a 4 ( quatro) anos, e multa, Atehciosarnente, PAULO,AUGUST0 MOREIRA LIMA Juiz .jderaèúbstituto da 11 Vara

• -

. .

$

.

.

-

1

3,

1 /

--

L!__Q 1 L O.S O
17:
SERVIÇOP!FEDERAL SUPERiNTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL NUCLEO DE JNrELIGENcIA POLICIAL

MJ DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

Oficio n°: 26812010 ASua Senhoria Assessor Jurídico da Operadora TIM Assunto: Autorização de interceptação telefónica BrasflÏãfDF, 6 dà junho de 2011
H

RECEBI EM Oficio Judicial 0; 192/2011 Data; 06 de junho de 2011 Juiz: Paulo Augusto Moreira Lima Vara: Décima Primeira Vara Federal de Goiânia - GO Senhor Assessor, •

1

12011

Solicito de Vossa Senhoria providências visando à execuçãb do Oficio Judicial supra, que autoriza a C oncessão/prorrogação da interceptação telefónica do(s) telefone(s) abaixo - relacionado(s):

Item

Telefone .81

IMEI/SERIAL

1

Direcionar « pará a DDRICANA 61 379941-69 61.3799.4171 61 ;3799.4114

Situação

4.
usuÁmo VIGIA: PFCORDF-

'E-mail para envio de dados: montecar1o(âdpf.gov.br - ri

Toda e qualquer correspondência deverá ser encaminhada ao Delegado Chefe do Núcleo de Jnteliflncia-Policial. - NT?, SAIS Quadra 07,. lote 23, Setor Policial Sul, Brasília/DF Superintendência de Policia Federal, CEP 70610-902. Atenciosamente,

Paulo César Rabelo Agente de Polícia Federal
MatrfcWà 13487 SAIS Quadra 7- Lote 23 - Setor Policial Sul BrasfJia-DF-- CEP 70610-901 - Fone: (61)2024-7543

1

ncr

1.

t(fJlt //

•..•± :H.

176
Santo André, 14 de Junho 2011. Exmo(a) Sr(a). Di(a). PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz(a) Federal li a VARA FEDERAL DE GOIANIAIGO GOIANIA/GO C.T. a° 04771112011 ASPíGRAOP Ref.: Oficio: 19512011 Oficio extrajud: 26912010-NUCADIP Processo: 13279-78.2011.4.01.3500 Controle: 12023-03.2011.4.01.3500

0Wa

tS**(l1,Ibv

Etro1a N'i:r- !odrigps

Exmo(a) Sr(a). Dr(a).: Em atenção à referência em epígrafe, informamos que em cumprimento ao disposto no art. 12 0 da Resolução 59 do CNJ, de 09 de Setembro de 2008, encaminhamos para ciência e verificação de V. Exa, cópia(s) do(s) documento(s) supra mencionado(s), contendo os números interceptados e a data em que a medida cautelar de quebra de sigilo foi programada por esta operadora, identificada no carimbo com o campo de EXECUÇÃO. Ressaltamos que em casos de prorrogação de interceptações, a medida será iniciada a partir do término da anterior, salvo disposição contrária na determinação. Eventuais irregularidades que impossibilitem a operacionalização, tais como; ausência de canal de desvio, ilegibilidade parcial, evento de portabilidade e outras serão comunicadas em oficio apartado. A TIM, preocupada com o meio ambiente e a sustentabilidade de seus processos utilizou para envio uma cópia de manejo do oficio executado. Desta forma, eventuais rasuras ou inscrições à mão devem ser desconsideradas, visto que as mesmas foram inseridas de maneira à facilitar o processo. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição para eventuais esclarecimentos. RESPEITOSNTE, TIM CELU1%S/A

TIM CELULAR S/A. Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 - Santo André - SP. Tel: (11)2113-6633 - Fax: (11)2113-6634 aop'timbrasil,com.br

.4

q / /

177
PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/CO, 06 de junho de2011. i-na QUEBRA DE SIÕILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 12023- 03.2011.4.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N°069/2011 - SRJDPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL
II 1 IOIIJILUaU

SEGREDO DE JUSTIÇA

L)/.Pt LXEC:J) HSLRÇÀO OFICïO Senhor(a) Responsável, L.ECUÇAO 1I\!T \ïrJ1CAÇÂcí INT:

!:

(JHC:o:JLL

.1.

ei
'-4 Cjd

'-4

7 o Li

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, órn que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICÃÇt5ES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que sejam Implementadas a interceptação e o monitoramento o acesso(s) te!efôniço(s) n°(s')i(61,) 8118-5426: incluindo voz e dados (textos sons e imagens), pelo prazo deiS (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a serindicâdo pelo(a) Delegado(a) de Polida ' . Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n 170.631.038-22, e/ou pelõs Agentes de Polícia Federal, LUIS CARLOS PIMENTEL DA GAMA 'FÁBIO ALVAREi SHOR, DANIEL GUERRA FERREIRA KEL,LEN REUFFER : MENDONÇA e PAULO ÓERARDO WALRAVEN ARAÚJO, ou outro autorizado pela 'Autoridade Policial, Õ-maiI: montecarlo©dpf.govbr, telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por . meio 'de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestado pa proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não óutorjzados por este Juíza: a) o £IstÕrlco das chamadas efetuadas e , recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a Pedido do(s) responsável(js) pelas Investigações, bem como dos terminais / Il ustríssimo(a) Senhor(a) Responsável GERÊNCIA DE RELACIONAMENTO E APOIO AOS ÓRGÃOS PÚBLICOS' DA EMPRESA TIM S/A Rua Alexandre de'Ousmâo, n° 20, Bloco C,-Vila Homem Thon . SANTO ANDRÉ/SP . CEP: 09.111-310
Rua 19. ry6244, ø'andar, Gemi-o, (62)

/II

(62) 3226-1701.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOlAS, DÉCIMA PRIMEIRA VARA .(Canftnhls*daOffcn'1gsJ2o11) que mantiverem Contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ÉRB (com endereço completo) utilizada na última , chamada constante rrosrÓistros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefónico(s) acima; c disponibilizar • o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) diva(s) da investigação .e .dØ, demais., terminais ou iisuáhos que possuam ;vriculo com a, investigaà; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IME ou ESN) monitorado(s), autorizado(s) também a interceptação de outros acessos ativados nós equipamêntos dos alvos monitoradosmesmo pom a trova decartão SIM; C) acesso ao sistema informatizado VIGIA ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a seracionado para-obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acesos telefônicos . monitorados, inclusive das ligações int&nacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato COM os números monitorados; . . . ... f) caso não seja disp g r,ibillzado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diárió referente a tais dados para -. . endereço eletrônico: montecarlci@dpf.gov.br . - . 2. Nos casàs em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processó de portabilidade; essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Júlzo e à . autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. . . . 3. Requisito que essa Préstadora confirme a ~Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data ei,i q ue efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de avesso da autoridade durante a investigação (Resoluçâõ no 59l2008, art. 12; CNJ). 4 Semeatralmente, essa Prestadóra devera indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm - conhecimento de medidas de interceptações telefônicas defendas, bem como . -dos responsáveis pela / operacionalização, para fins de individuanzação - de eventual res ponsabilidade, nos termos dos artigos r e 10, última figira, ambas da Lei n° 9.296, de 2410711996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida 2
2

178

PODER JUDICIÁRIO

/ .. (ConllnuaçodoOfico rio 19sio11)

JUSTIÇA FEDERAL EM GOl4S DÉCIMA PRIMEIRA VARA

c

179

dentro de 2 horas p1 SMP e 24 horas pF demais'serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente p oSsível, essa PrestadoS de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável no prazo de 24 hóras, ás dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementaçao das medidas. 6. Fica expressamente vedada, a interceptaçüõ do outros números não discriminados neste oficio. 7:0 ofício resposta deverá indicar onúmero do procedimento ou do oficio do plantão judiciário, sobpena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. S. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. g. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispôé: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de cornunicições telefônicas, de informática ou telemática, ou quebiar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 . (dois) a 4(quatro) anos, e multa. • AtenciosameS,

-

PAULO AUGUSTO MOREÍRA LIMA. Juiz Federal Substituto da 11' Vara

M

'e

3

-

1 SIGILOSO 1

1 -

SERWÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL PEmNtENDwcIA REGIONAL NO DISFRITOFEDER&L
XIT Tri tC flT' fl7T'T '

-

Oficio n?: 269/2010 • A Sua Senhoria Assessor Jurídico da Operadora TIM Assunto: Autorização de interceptaçâo teIe±nica Ofício Judicial n° 19512011 Data: 06 de junho de 2011 Juiz: Paulo Augusto Monfro Lima Vara: Décima Primeira Vara Federal de Goiãnia - GO Senhor.Asessor, Solicito de Vossa Senhoria P rovidências visando à execução, do Oficio Judicial supra, que autoriza á concessão/prorrogação da interceptação telefônica dó(s) telefone(s) abaixo relacionado(s):
fi

Brasília/DF, 6 de junho de 2011

RECEBIEM

1

12011

Item

Telefone .81

1 TÏ

IAL

Direàionar para a :DDRJCANAL. 61.3799.4109

o
LJ

E-mail para envio de dados: n1ontecarIo(dyf.gõy.bt USUÁRIO VIGIA- FF_CORDF
3-

Toda e qualquer correspondência deverá ser encaminhada ao Delegad6 Chefe do Núcleo de Inteligência Policial - NIP, SAIS Quadra 07, lote 23, Setor Policial Sul, Brasília/1),É Superintendência de Policia Federal, CE? 70610-902, Atenciosamente, Paulo César Libelo Agente de Polícia Federal Matrícula 13487

- -

SAIS Quadra 7! Lote 23- Setor.PoliçiaF Sul Srasilia-DF - GEP 70610-901 -Fone; (61) 2024-1543

o - «tdc/" /
OK
0

E

-

1
- -

1

til
Viver sem fronteiras -

•-'?nté!ig
Telecom
SEGREDO DE JUSTIÇA
1

CT n 9 . 042820/2011/ASP/GRA0P Ref: ofício 178/2011. Quebra de sigilo 13279.78.2011.4.01.3500 Excelentíssimo (a) Sehor (a) Doutor(a) Juiz(a) Federal Paulo Augusto Moreira Lima
1 -

1l Vara Federal Goiânia/GO EsIre!t Rc

Santo André, 2-1 dé jun CARTA RESPOSTA

de 2011.

r

-

nrx

\N "Y

o presente documento,. Iincluindo seus anexos, \ \ Ji
.-•f

contém informa çõàs ue/são para conhecimento e // de caráter ccínfidencial do destinatário acima,
sendo seu sigilo protegido por lei e seu uso rtdo' or'olítica. interna das empresas TIN

\

INPELIG Tlecomunicações. Cumpre-nos informar que cá não seja destinatário do mesmo, •a ieitd&a, cópia, arquivamento e/ou divulgação por sua parte são indevidas e terminantemente proibidas. Caso você o tenha recebido indevidamente, solicita-se a devolução do mesmo para o remetente.
A93

1
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade TIM.
1!

Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 Santo André - SP

Tel: II 2113-6633 Fax: 112113-6634
gnop@timbrasil.coni.br

Viver sem fronteiras

Telttom

>intelig
:..

SEGREDO DE 'JUSTIÇA

CT n 2 . 042820/2011/ASP/GRA0P Réf:ofjcjo 17812011

182

Quebra de sigilo 13279.78.2011.4.01.3500

Santo André, 21 de junho de 2011.

Excelentíssimo Senhor,

, TIM Celular S.A, prestadora de s rvi ços &e telefonia .\ fixa e ' móvel ccitt. tecnologia GSM e inteii,çe Lecomunicaçoes Ltda. w prestadora de serviços relativos à operackbna izao de ligações nacionais e internacionais (DDD e IJDI), assim cba
D

(\.

tetJ2efonia fixa, em

atenção ao ofício em epígrafe, serve-s--dapreser :e para apresentar e expõr o quanto segue:

/2

\

--'

Pre ambas as 'empresas resp de quebra de sigilo' te: e Apoio aos Órgãos/ competente para -atende de quebra de sigilo de e telemat1c4.:bem relativo a infori'naçõc judiciais em progrsso.

mente.; duiffpre-no> consignar que a área de // \ // íVel potC'aténder a demanda do Poder Público nico édenõminada Gerência,de Relacionamento sendo esta a única área niër±uptamente as determinações judiciais os cadastrais, das comunicações telef6nicas as demais requisições do , Poder Público necessárias às investigações criminais e

}ossa Missão --- Exercer a ativïdade de quebra de sigilo telefônico, atendendo a cada situação de forma única, com ética e \ j,, .-." eficiência, sob o compromisso da excelência no

atendimento às autoridades, a fim de auxiliá-las na ofdem pública e na proteção da sociedade, rnantendp sempre a

- -
A93

segurança das informacões e privacidade- de nossos clientes.

ri
D

2

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos, destinatários explicitados. Propriedade TIM.

Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 - Santo André -SP Tal: 112113-6633 Fax: 112113-6634 graop@timbrasil.corn.br

IMJ
Viver sem fronteiras

-têllg
Telecom
SEGREDO DE JUSTIÇA •

CT n 2 . 042820/2011/ASP7GRA0P Ref: ofício 178/2011 Quebra, de sigilo 13279.78.2011.4.01.3500 Cumprê-nos informar que recebemos ooficio supra em 24 de maio do ano corrente autorizando o monitoraménto de
ri

183

algumas linhas telefônicas, o que foi devidamente cumpridb. Esclarecemos ainda que a referida ordem determita, a interceptação, telemática dos dados., assim, intotmamos quaté o 5TFPpelo\ presente momento não recebemos o link qual >serão .. ,fl\ • .. . .• enviadas, diretamente a autoridade policialÇ os dados telematicos gerados. Ainda informamosKue'..no link enviado, obrigatoriamente devem • estar indicadoso nümèro ! 'de IP, Porta, Usuário e Senha, sendo que a idicaE2 d\Diretório é opcionãl. Sendo «Çqüe \iios'\/cumpria para o momento, permanecemos .à adicionais que f .nteira dispctsiçãt' para quaisquer esclarecimentos ;am necessarios

Respeitosamente,
Gerência 'déTI Linento'e Apoio aos Órgã'V GRAOP cos-

(

A93

3

1

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade TIM.

Caixa Postail -CEP 09015-970 Santo André — SP Tel: 112113-6633 Fax: 112113-6634 graop@limbrasil.com.br

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judidal e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

o )

t

Goiânia, 11/05/2011 CT - 143212011 Ermo.Sr Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 1*!. Juiz Federal Substituto da 11' VAPJ& FEDERAL da Comarca de Goiânia Rua 12, Quadra C-15, S/N' - Jardim Goiás Goiânia Goiás 74805480 nz 11 ¶',r,

u. 184

oT/fl
Esfç0%3 Boriã.:j.na
JiltCft

REF.OF. 112/2011 Processos 13279-7$,2011.4.01.3500

ci íI ''j

Meritíssimo Juiz.

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epí.graf e, (recebido por esta operadora via fac-símile em 0610512011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providência quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Início Início Linha 6196724262 Tecnologia Período/Data GSM 06/05/2011 à 21/05/2011 012650009398500 0514 06/05/2011 à 21/05/2011 IMEI

No tocante ao sistema VIGIA, a interceptação da linha e do IMEI foi devidamente vinculada ao login FSHOR, o qual permitirá aos policiais responsáveis o acompanhamento "on-line" das informações (histórico de chamadas, localização de ERB's, SMS e mensagens multin)idias) recebidas e enviadas pelas linhas interceptadas. Outrossim, ressaltamos que os dados cadastrais, históricos de chamadas e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante a indicação de senha j ud icialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Isto posto, informamos que concedemos "senha", de acesso a dados cadastrais e históricos de chamadas das linhas de interesse na investigação e localização de antenas (ERBs) das linhas interceptadas para o Delegado de Polícia Civil - Sr. Matheus Rodrigues, no período das interceptações. Relativamente à determinação de V. Exa., sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos salientar queesta operadora atende estritamente aos termos estabelecidos no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Posto isto, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da AER Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (http://com:uitanumero.abr.net.hi-E :i3080/consultanumero/) . A partir de tal identificação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordend de quebra de sigilo.
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Piopriedade da VIVO Pag 1 / 2

Tv, Padre Rutiquio, 1226 Batista Caispos 66023-710 Belém - SÃ Tal: (91) 3224-7939 Fax, (91) 3224-7964

SEGREDO DE JUSTIÇA,.
"Esta correspondência se desuna exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém infoimações piotegiilas pelo sigilo Judicial e da correspondéncla postal. Se o leitor desta mensagem no é seu destinatário, notifica-se, desde Já, que sua roorodução, di;thbuição e divulqaçâo estão proibidas e sujeitas às penas da lei,"

que se refere à solicitação de V. Exa,, para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no nckximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos gim, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia; cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas.
No

Informamos ainda, que não se encontra disponível o encaminhamento automático ou manual dos serviços multimídias desta operadora, tais como, "MMS, play, tons e imagens, wap, downloads, vídeo torpedo e foto torpedo", relativos às linhas interceptadas. Tais serviços multimídias, serão disponibilizados futuramente, conforme viabilidade sistêmica, de acordo com nosso processo de implantação já em andamento. Por fim, vimos informar que enviamos para o email montecarlo@dpf.gov.br , cópia desta carta com os respectivos dados em tela, parà dar ciência da mesma à autoridade competente. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Atenciosamente,

DIVISÃO Dl VICE PRES

CONFIDENCIAL
As Informações conlidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO Pog

tv, Padre

2

/

2

Eutiquio, 1226 Batista canpos 66022-71e Belém - FA Tal: (91) 3224-7939 Fax, (91) 3224-7964

á

1 ..,

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina excJuslvamente ao destinatário abaixo identificado e contém inforrnuçôes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica se, desde Já, que sua iuprodução, dislribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei." Qoiânia, 25105/2011 Cl' - 1630/2011

Ø

ao

3

Ente. Sr. Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 2i. Juiz Federal da 11' Vara Federal da Justiça Federal em Goiás Goiânia - Goiás

2tVU

11'

REF.OF. 177/2011 Processo: 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1

030l1.

ctntÏzfla Rodriças
Meritíssimo(a) Juiz(a), L1i0tiMCG ttc,tar;ad& 11 '.»rti

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epfgrafe, (rect.hído por esta operadora via fac-síntiie em 23/05/2011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e flIEJ:'s abaixo, conforme segue: Medida Início Início Início Início Início Início Linha 6299111227 6296228562 6199223686 Tecnologia GSM 356919037630440 GSM OSM GSM 354802010704470 GSM 012652002461470 GSM IMEI Período/Data 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos e localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERE's) é disponibilizado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no oficio de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "orj une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais e e Histórico de Chamadas de aj rlinhas de interesse na investigação, além de Localização de ERB's das linhas/IMEI interceptadas, ao limo. Delegado Dr. MATHEUS NELA RODRIGUES. As senhas vigoram pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastrai desta_empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento manual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão nas respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao"Portal Jud" da vivo, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisição do juiz competente.

CONFIDENCIAL
As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO l'ag 1 / 5
Rua 136'C QD.P44, n' 150 - - Setor Sul 74093-28e Goiânia - GO Teu 62) 3942-4796 / 5794 62) 3942-6284 Fax,

"Esta correspondéncla se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém Informações protegidas p elo sigilo Judicial e da correspondência postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas as penas da lei.

SEGREDO DE JUSTIÇA

No tocante a plataforma VIGIA, informamos que as interceptações foram vinculadas ao login FSHOR, para acesso ao referido sistema. Outrossim, ressaltamos que os históricos de chamadas e localização de ERB's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 5105-6945, mediante a indicação de senha 24hs/dia, no telefone (11) judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse MM. Juízo, a saber "( ... )troca de cartão SIM( ... ) II foram efetuadas as interceptações telefônicas dos IMEIs utilizados pelas linhas em questão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por esta operadora não esteja de acordo com o pretendido por V. Exa., solicitamos, mui respeitosamente, que nos seja encaminhado uni novo ofício indicando as providências a serem adotadas. Nessa esteira, informamos que os sistemas de interceptação telefônica não permitem o monitoramento automático de todos os IMErs eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do IMEI previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em tela ".. . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação... 11 permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n°. 9.296/96 realiza as atividades requisitadas pelas autoridades competentes referentes à interceptação telefônica, com todas as cautelas inerentes a tais procedimentos, mantendo o sigilo necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de quebra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve) , disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "on une", 24 Lis por dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de chamadas e Localização de ERB's de linhas de interesse da investigação, mediante o fornecimento de senha pessoal e intransferível obtida através de ordem judicial prévia e específica. O acesso ao plantão e a senha cadastrada pela autoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador, juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas realizadas pelas autoridades ou policiais autorizados são de exclusiva e integral responsabilidade dos mesmos, unia vez que somente estes possuem a informação de quais linhas e/ou pessoas são envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Sendo absolutamente certo que as escutas telefônicas realizadas e os respectivos dados telefônicos fornecidos são exclusivamente acompanhados e analisados por tais autoridades e/ou policiais, a quem compete tal providência, tornando inaplicável e despropositado qualquer juízo de valor por parte da operadora, no sentido de discernir quais linhas estão ou não ligadas à investigação. Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmente, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadastradas em nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiais, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrini Mirabete assevera que o poder investigatório concentra-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão vejamos:
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO
Pag 2 / 5

187

Rua 136< n 150 - - Setor Sul QOF44 , 74093-2a0 Goiânia - GO Tel (62) 3942-4796 / 5794 1621 39426284 Fax :

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exciusivom p ,rite ao destinatário abaixo identincdo e co,,tém inforniaçOes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua re p rodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

".. . Tem o Ministério Público legitimidade para proceder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgânicas estaduais. É. aliás, de sua atribuição 'acompanhar atos investigatórios junto a organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procurador-Geral' e 'assumir a direção de inquéritos policiais, quando designados pelo Procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15, inca. III e V, da Lei Complementar n. 40. de 14-12-1981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no inquérito policial em face da demora em sua conclusão e pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investiga tórios e de auxílio à autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998, p. 75)..."

I&s7ô1

Não obstante, a principal atribuição e objetivo desta área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigações, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que comprovadainente guardem interesse à investigação e/ou que aio citadas nas conversações, somente seria possível se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudios das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de uni terminal móvel ao redirecionamento indicado pela Autoridade competente, bem como fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, fornecimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais" de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigações", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo de dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que está operadora tem o firme propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas e, para tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim o tas realizadas eios autoridade Público possai zelar das senhas confrontando as mi o p eradora e Relativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de usuário' é unia facilidade de rede que possibilita ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço. Tal facilidade está caracterizada como um direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; aumento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados.

1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que permite a identificação do serviço o qual o código está vinculado, bem como, de forma unívoca, um usuário ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por número da linha telefônica.
CONFIDIENCJAL
Às iníormaçôes contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Pro priedade da VIVO Faq 3 / 5 Rua 136-e OO,F-44. n' 150 - . Setor Sul 74093-260 Goiânia - GO Tal, (62) 3942-4796 / 5796 (62) 3942-6284 Fax,

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sue reprodução, distribuição a divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei.'

No que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial: Art. 4°. Para fins deste Regulamento aplicam-se as seguintes definições: II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessárias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora' e utilizada para atualização da EDO; III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerenciada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: VII- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: VI- disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefone, a informação se determinado Código de Acesso pertence ou não sua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Doadora' deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora 4, imediatamente após a fase de autenticação', para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora; Art. 44. A portabilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração de uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único. A denúncia da relação contratual com a Prestadora Doadora é realizada com a Solicitação - de Portabilidade pelo Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento. Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade competente (autoridade policial responsável pela diligência, bem como ao juízo autorizador da quebra de sigilo em vigor) do momento que se será efetivada eventual portabilidade de código de acesso de usuário atualmente pertencente a esta oneradora, bem assim com a indicacão da Drestadora Que O

2

Entidade Administradora: pessoa juridica independente e de neutralidade comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operadora) de onde é portado o Código de Acesso. Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o Código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora. CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados - Propriedade da

são encaminhados à

vivo

Rua 136-O QOF44 n 150 - - Setor Sul 74093-200 Goiânia - GO Tel: (62) 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 Fax'

.Pag 4 / 5

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei."

A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça.
1.2

Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (bttp://consult:a numero. abnnetbr:8OBo/consultanumero/) que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas eia questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas.
No

190

Por fim, informamos que cópia desta carta foi enviada para o e-mail montecarlo@dpf.gov.br - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DI ViSJ VICE

CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO Pay

5

Rua 135-c QOF-44. n' isa --Setor Sul 71e93-2so Ooiãnia - GO (62) 3942-4796 / 6754 Tei: 162) 3942-6204 Fax:

/ 5

1

SEGREDO a..c - JST1ÇA
'Esta correspondénda se destina exclusivamente ao destinatário abaixo I t ientlrlcado e contém Infonnaçôes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei. Goiânia, 11/05/2011 CT - 143312011

o
'5

g

Exato. Dr. Paulo Augusto floreira Lima 1.04. Juiz Federal Substituto da 11' VARA FEDERAL da Comarca de Goiânia Rua 72, Quadra C-15, S/t Jardim Goiás Goiânia Goiás 74805480

19i

REF.OF. 110/2011 Processo: 1327-78.20ll.4.0l.3500

rt
Meritíssimo Juiz,

ioi1adana Roc&içrns.

Oii(cto cLj Sccrear,s d i1' "3'n'j.

VIVO S.A. em atenção ao ofício oro epígrafe, (recebido por esta operadora via fac-símile em 0610512011) e em cumprimento ao art.12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DES_JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Linha 6296889239 6296499889 6196639223 6196637031 6292085336 Tecnologia CEM 354051043863650 CEM CEM 355111040667500 CEM CEM 012153005794450 CEM CEM CEM 355712030370740 CEM CEM 012423000453330 IMEI Período/Data 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 09/05/2011 à 23/05/2011 09/05/2011 à 23/05/2011 19/05/2011 à 02/06/2011 19/05/2011 à 02/06/2011

No tocante ao sistema VIGIA, a interceptação da linha e do IMEI foi devidamente vinculada ao login FSHOR, o qual permitirá aos policiais responsáveis o acompanhamento "on-line" das informações (histórico de chamadas, localização de ERE's, EMS e mensagens multiniídias) recebidas e enviadas pelas linhas interceptadas. Outrossim, ressaltamos que os dados cadastrais, históricos de chamadas e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Isto posto, informamos que concedemos "senha" de acesso a dados cadastrais e históricos de chamadas das linhas de interesse na investigação e localização de antenas (ERB"s) das linhas interceptadas para o Delegado de Polícia Civil - Sr. Matheus Rodrigues, e ao Agente de Polícia Federal - Sr. Paulo César Rabelo, no período das interceptações. Relativamente à determinação de V. Exa., sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos salientar que esta operadora atende estritamente aos termos estabelecidos no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL.
CONFIDENCIAL CIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos desunaLários explicitados Propriedade da VIVO Pag 1 /

2

Tv, Padre Eutiquio, 1226 Batina campos 66023-710 Belém - PA pci: (91) 3224-7939 Fax: (911 3224-7964

SEGREDO DE

JUSTIÇA

Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo ide,,tificadr, contém inFormações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde je, Que sua reprodução, dcstnbuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

Posto isto, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (h.ttp: //c:onsultanumero. ahr.net .hj::8080/consultanumerol) - A partir de tal identificação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo. No cpie se refere à solicitação de V. Exa., para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar aimplementaço telefônica em duas horas. Informamos ainda, que não se encontra disponível o encaminhamento automático ou manual dos serviços multimídias desta operadora, tais como, r!pflJ45 play, tons e imagens, wap, downloads, vídeo torpedo e foto torpedo", relativos às linhas interceptadas. Tais serviços multimídias, serão disponibilizados futuramente, conforme viabilidade sistêmica, de acordo com nosso processo de implantação já em andamento. Por fim, vimos informar que enviamos para o e-mail niontecarlo@dpf.gov.br , cópia desta carta com os respectivos dados em tela, para dar ciência da mesma à autoridade competente. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando npssos protestos de elevada estima e distinta consideração. Atenciosamente,

DIVISÃO DI VICE PRES

CONFLDEF4CIAI.
As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos dcstlnatários explicitados Propriedade da VIVO Pag 2 1,2

TV. Padre mstiquio, 1226

Batina Campos -

66023-710 Belém - PA Tal: (91) 3224-7939 Fax: (91) 3224-7964

São Paulo, 21 de Junho de 2011.

193

Ao Exmo. (a) Dr. (a) Juiz (a) Federal da 11 1 Vara da Justiça Federal em Goiás Dr (a). Paulo Augusto Moreira Lima Rua 19, 244 - Centro Cep: 74030-090 Goiânia GO Ofício: 531/2011 Processo: 097/2.11.0000374-1 t.rtpQffl
1t%4pj

Prezado (a) Senhor (a),

Em resposta ao Ofício em referência, informamos que, os alvos 62 9178-7195 e 61 9350-9426, foram devidamente prorrogados até 2310612011 e o alvo 62 93391661 até 2710612011. Informamos ainda que, foi providenciado o credenciamento de senhas de acesso á cadastro, bilhetagem (por linha) e localização de Erb (rastreio), pelo período de 15 dias às autoridades Paulo Geraldo Walraven Araújo, Fábio Alvarez Shor, Daniel Guerra Ferreira, Kellen Keuffer Mendonça e Luis Carlos Pimentel da Gama, conforme determinação contida no oficio/alvará em epígrafe. Sendo o que temos para o momento. Respeitosamente,

CLARO S.A. Setor de Atendimento a Ofícios
AS

CLARO SA. - Rua Florida, 1970 - Brooklin Novo - CEP 04565-907 - São Paulo - SP - Brasil

São Paulo, 21 de Junho de 2011.

:

194

Ao Exmo. (a) Dr. (a) Juiz (a) Federal da ii° Vara da Justiça Federal em Goiás Dr (a). Paulo Augusto Moreira Lima Rua 19, 244 - Centro Cep: 74030-090 Goiânia GO Ofício: 194/2011 Processo: 13279-78.2011.4.01.3500

flVptp
f

5trofr F1r'
U;:twç:1
3' •

tti: 51ak,.

í9crrR3

Prezado (a) Senhor (a), Em resposta ao ofício em referência, informamos que, a interceptação do Alvo/IMEI 61 9296-6524, contida no ofício/alvará em epígrafe, foi devidamente realizada, no período de 08/0612011 á 2310612011, conforme determinado por esse D. Juízo. Sendo o que temos para o momento. Respeitosa mente CLARO S.A.
Setor de Atendimento a Ofícios

AS

CLARO S.A. - Rua Florida, 1970 - Brooklin Novo — CEP 04565-907 - São Paulo - SP - Brasil

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo Judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

o

coi4nia, 10/06/2011 CT - 1773/2011
Exmo.

Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 104. Juiz de Direito da 11' VARA FEDERAL da Justiça Fedehl em Goiás

REF.OF. 19112011 e 199/2011 Processo: 13276-78.2011.4.01.3500 -
D:rcora 11

Meritíssimo(a) Juiz(a),

11.
Zi ^

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recebijdo por esta operadora via fac-símile ciii 06/06/2011) e em cumprimento ao art. 12- Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, ierve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências! quanto às interceptações telefônicas das linhas e IFIEI's abaixo, conforme segud: Medida Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Linha 6296889239 6296499889 6196639223 6196637031 6292085336 6196724262 6299111227 6296228562 6199223686 Tecnologia GSM 354051043863650 GSM GSM 355111040667500 GSM GSM 012153005794450 GSM GSM 355712030370740 CSM GSM 012423000451330 GSM GSM 012650009398500 GSM
GSM

IMEI

356919037630440 OSM GSM 354802010704470 GSM GSM 012652002461470 GSM

Período/Data 11/06/2011 à 25/06/2011 J1/06/2011 à 25/06/2011 il/06/2011 à 25/06/2011 11/06/2011 à 25/06/2011 11/06/2011 à 25/06/2011 1l/06/2011 à 25/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 d8/06/2011 à 22/06/2011 i8/06/2011 à 02/07/2011 18/06/2011 à 02/07/2011 68/06/2011 à 22/06/2011 68/06/2011 à 22/06/2011 (18/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 d8/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERE's) é disponibi1izado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofícic de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 oras, a Dados Cadastrais, Localização de ERB's e Histórico de Chamadas de guafl investjgaão, ao limo. Delegado Dr. MATHEUS RODRIG além dos agentes LUIS GUERRA FERREIRA, KELLEN CARLOS PIMENTEL DA GAMA, FABIO ALVAREZ SUOR, DAN KEUFFER MENDONCA e PAULO GERALDO W. S. ARAUJO. As senhas vigoram pelo período da interceptação.
____________

d

Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, novaforma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento maisual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão rias respostas.

CONFIDENCIAL

As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados
Propriedade da VIVO

Rua 336-c
01). F_44' n 150 - Sul 74e93-2ae Golánia - 00 Setor Te1; (62) 3942-4796 / 5794

Pagl/5

Fax:

1621 3942-6284

SEGREDO DF JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divuigação estão proibidas e sujeitas às penas da leof

Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisição do juiz competente. No tocante a plataforma VIGIA, informamos que as ao login FSHOR, para acesso ao referido sistema.

196

foram vinculadas

Outrossim, ressaltamos que os históricos de chanadás e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas emnosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante[ a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse MM. Juízo, a saber "( ... )troca de cartão SIM( .j" foram éfetuadas as interceptações telefônicas dos IMEI's utilizados pelas linhas emquestão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por: esta operadora não esteja de acordo com o pretendido por V. Exa., solicitamos! mui respeitosanente, que nos seja encaminhado um novo ofício indicando as providências a serem adotadas. Nessa esteira, informamos que os sistemas de intbrceptação telefônica não permitem o monitoramento automático de todos !os IMEIS eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do fl'IEI previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em t 4 la ". . . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação.. . - permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n o . 9.296/96 realiza as atividades reqdisitadas pelas autoridades competentes referentes à interceptação telefônica, ( com todas as cautelas inerentes a tais procedimentos, mantendo o sigilp necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de queHra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve) , disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "mi une", 24 hspor dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de Chamadas e Localização de ERB's de linhas de interesse da investigação, mediante o forneoimeiko de senha pessoal e intransferível obtida através de ordem judicial prévia: e específica. O acesso ao plantão e a senha cadastrada pela atoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas reali policiais autorizados são de exclusiva e integral r uma vez que somente estes possuem a informação de qu envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Se: as escutas telefônicas realizadas e os respectivos d são exclusivamente acompanhados e analisados pc policiais, a quem compete tal providência, tornando i
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

ts pelas autoridades ou nsabilidade dos mesmos, linhas e/ou pessoas são absolutamente certo que telefônicos fornecidos tais autoridades e/ou Licável e despropositado

Pag2/5

1

Rua 135-C QD.F-44, O' isa - - Setor sul 74093-2e0 Goiânia - 00 Tel: 1621 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta con-espondênda se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e centeio protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde jã, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei."

qualquer juízo de valor por parte da operadora, no beutido de discernir quais linhas esto ou não ligadas à investigação.

Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmenté, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadastradas em nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiai, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrirli Mirabete assevera que o poder investigatório concentra-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão velamos: "...Tem o Ministério Público legitimidade para procdder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgânicas estaduais. á, aliás, de sua atribuição 'acompanhar atos investigatórios junto ia organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procura doi-Geral ' e 'assumir a direção de inquéritos policiais, quando designados pelo Procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15, incs. III e TI, da Lei Complementar n. 40, de 14-12-1981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no inquérito policial em face da demora em sua conclusão é pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investigatórios e de auxílio à autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998, P. 75)... Não obstante, a principal atribuição e objetivo dest área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigáções, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que coinprovadamente guardem interesse à investigação e/ou que são citadas nas conversações, somente seria possível se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudios das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de um terminal móvel ao redi reei onamento indicado pela Autoridade competente, bem como fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, torncimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais" de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigações", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo dé dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que esta operadora tem o firme 1 propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas ,ara tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim o ep relatõrio das consult a udiciária e Ministério ut i li confrontando as informaçõ e vitando-se o uso indevido Relativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portaij ilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida 1 pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de

197

CONFIDENCIAL
As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Pro p riedade da VIVO

Rua 136-a OD.F-44, n 150 - - Setor Sul 74093-280 Goiânia - GO Tel, (62) 3942-4796 / 5794 Fax: (62) 3942-6284

Pag 3 / 5

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifira-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

usuário é urna facilidade de rede que possibilita ;ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço. Tal facilidade está caracterizada corno um direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; ali hiento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados. No que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial:

Art. 4°. Para fins deste Regulamento aplíc,km-se as seguintes definições: II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessrias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora' e utilizada para atualização da EDO; III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerericiada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: VII- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: VI .- disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefokte, a informação se determinado Códi go de Acesso pertence ou não asua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Doadora' deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora4, imediatamente após a fase de autenticaçao5 , para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora;

1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que pertriite a identificação do serviço o qual o código está vinculado, bem como, de forma unívoca, um usuário ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por númeio da linha telefônica. Entidade Administradora: pessoa jurídica independente e de neutralidade'comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operadora) de onde é portado o Código!de Acesso. Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que são encaminhados à Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora. CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da vivo
Pag 4 / 5

2

QD.F-44, n' ise - - Setor Sul

Rua 136-O

74093-290 Goiânia - GO Te12 1621 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contêm informaØes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

Art. 44. A porta-bilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração da uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único. A denúncia da relação contratual com a Prestadora -. Doadora é realizada com a Solicitação de l Portabilidade pelo Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento.

199

Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade competente (autoridade policial responsável pela diligência, bem como ao juízo autorizador da quebra de sigilo em vigor) do momento que se será efetivada eventual portabilidade de código de acesso de usuário atualmente pertencente a esta operadora, bem assim com a indicação da prestadora que o receberá. A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao ju ízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça. Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (http://collsultanumero.ahr.tiethr:8080/consultanumero/) No que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamenté, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia; cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificaiões técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas. Por fim, informamos que cópia desta carta foi '; enviada para o e-mail montecarlo®dpf.gov.hr - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecenos à disposição, para Os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nbssos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DIVISÃO DE S VICE PRESIDÍ

CONFIDENCIAL
AS Ilitormações contidas neste documento são proprietárias

e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

Pag 5 / 5

Rua 136-C QOF-44, n 150 - - setor Sul 74093-280 oclânia - 00 Tel: 1621 3942-4796 / 5794 162i 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondéncla se destina exclusivamente ao destinatário abako Identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, ,,oli fica- se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.' Goiânia, 10/0612011 CT - 1771/2011

Q
)

Enuo. Sr. Dr. Paulo Augusto Moreira Lima MM. Juiz Federal da 11' Vara Federal da Justiça Federal em Goiás Goiânia - Goiás rs !1. Vota ais

REF.OF. GABINETE/N0676/2011 Processo: 024.110.152.808 Secatca. Meritíssimo(a) Juiz(a), cal VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recahi-do por esta operadora via S.A. fac-símile em 0610612011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 -. CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, erve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segu: Medida Início Linha 6198253029 IF4EI Tecnologia j Período/Data CDMA 06/06/2011 à 21/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas •in trceptadas (históricos de chamadas e localização de ERB's) é disponibilizado através do nosso plantão durante o período das telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofício de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais e e Histórico de Chamadas de quais quer linhas de intersse na investi g açâo, além de Localização de ERB's das linhas/IMEI interceptadàs, ao limo. Delegado Dr. MATREUS NELA RODRIGUES, além dos agentes de polícia: FABIO ALVAREZ SHOR, DANIEL GUERRA FERREIRA, PAULO GERARDO WALRAVEN ARAUJO, LUIS CARLOS PIMENTEL DA GAMA e KELLEN KEUFFER MENDONCA. As senhas vigoram pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on une" de dados caklastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendim4nto às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento mal ual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão ras respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto reguisição I do juiz competente.

CONFIDENCIAL As Inrorrnaçes contidas neste documento são proprietárias
e paro uso confidencial dos destinatários explicitaclos Propriedade da VIVO

Pagl/5

Rua 136-e QD.F-44, n 150 - . setor Sul 74093-200 Goiânia - GO Tal: (62) 3942-4796 / 5794 (62) 39426284 Fax:

ii

io

o
10

IN

lu

11

[C

4

Related Interests

INPELIG Tlecomunicações. Cumpre-nos informar que cá não seja destinatário do mesmo, •a ieitd&a, cópia, arquivamento e/ou divulgação por sua parte são indevidas e terminantemente proibidas. Caso você o tenha recebido indevidamente, solicita-se a devolução do mesmo para o remetente.
A93

1
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade TIM.
1!

Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 Santo André - SP

Tel: II 2113-6633 Fax: 112113-6634
gnop@timbrasil.coni.br

Viver sem fronteiras

Telttom

>intelig
:..

SEGREDO DE 'JUSTIÇA

CT n 2 . 042820/2011/ASP/GRA0P Réf:ofjcjo 17812011

182

Quebra de sigilo 13279.78.2011.4.01.3500

Santo André, 21 de junho de 2011.

Excelentíssimo Senhor,

, TIM Celular S.A, prestadora de s rvi ços &e telefonia .\ fixa e ' móvel ccitt. tecnologia GSM e inteii,çe Lecomunicaçoes Ltda. w prestadora de serviços relativos à operackbna izao de ligações nacionais e internacionais (DDD e IJDI), assim cba
D

(\.

tetJ2efonia fixa, em

atenção ao ofício em epígrafe, serve-s--dapreser :e para apresentar e expõr o quanto segue:

/2

\

--'

Pre ambas as 'empresas resp de quebra de sigilo' te: e Apoio aos Órgãos/ competente para -atende de quebra de sigilo de e telemat1c4.:bem relativo a infori'naçõc judiciais em progrsso.

mente.; duiffpre-no> consignar que a área de // \ // íVel potC'aténder a demanda do Poder Público nico édenõminada Gerência,de Relacionamento sendo esta a única área niër±uptamente as determinações judiciais os cadastrais, das comunicações telef6nicas as demais requisições do , Poder Público necessárias às investigações criminais e

}ossa Missão --- Exercer a ativïdade de quebra de sigilo telefônico, atendendo a cada situação de forma única, com ética e \ j,, .-." eficiência, sob o compromisso da excelência no

atendimento às autoridades, a fim de auxiliá-las na ofdem pública e na proteção da sociedade, rnantendp sempre a

- -
A93

segurança das informacões e privacidade- de nossos clientes.

ri
D

2

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos, destinatários explicitados. Propriedade TIM.

Caixa Postal 91 - CEP 09015-970 - Santo André -SP Tal: 112113-6633 Fax: 112113-6634 graop@timbrasil.corn.br

IMJ
Viver sem fronteiras

-têllg
Telecom
SEGREDO DE JUSTIÇA •

CT n 2 . 042820/2011/ASP7GRA0P Ref: ofício 178/2011 Quebra, de sigilo 13279.78.2011.4.01.3500 Cumprê-nos informar que recebemos ooficio supra em 24 de maio do ano corrente autorizando o monitoraménto de
ri

183

algumas linhas telefônicas, o que foi devidamente cumpridb. Esclarecemos ainda que a referida ordem determita, a interceptação, telemática dos dados., assim, intotmamos quaté o 5TFPpelo\ presente momento não recebemos o link qual >serão .. ,fl\ • .. . .• enviadas, diretamente a autoridade policialÇ os dados telematicos gerados. Ainda informamosKue'..no link enviado, obrigatoriamente devem • estar indicadoso nümèro ! 'de IP, Porta, Usuário e Senha, sendo que a idicaE2 d\Diretório é opcionãl. Sendo «Çqüe \iios'\/cumpria para o momento, permanecemos .à adicionais que f .nteira dispctsiçãt' para quaisquer esclarecimentos ;am necessarios

Respeitosamente,
Gerência 'déTI Linento'e Apoio aos Órgã'V GRAOP cos-

(

A93

3

1

CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados. Propriedade TIM.

Caixa Postail -CEP 09015-970 Santo André — SP Tel: 112113-6633 Fax: 112113-6634 graop@limbrasil.com.br

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judidal e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

o )

t

Goiânia, 11/05/2011 CT - 143212011 Ermo.Sr Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 1*!. Juiz Federal Substituto da 11' VAPJ& FEDERAL da Comarca de Goiânia Rua 12, Quadra C-15, S/N' - Jardim Goiás Goiânia Goiás 74805480 nz 11 ¶',r,

u. 184

oT/fl
Esfç0%3 Boriã.:j.na
JiltCft

REF.OF. 112/2011 Processos 13279-7$,2011.4.01.3500

ci íI ''j

Meritíssimo Juiz.

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epí.graf e, (recebido por esta operadora via fac-símile em 0610512011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providência quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Início Início Linha 6196724262 Tecnologia Período/Data GSM 06/05/2011 à 21/05/2011 012650009398500 0514 06/05/2011 à 21/05/2011 IMEI

No tocante ao sistema VIGIA, a interceptação da linha e do IMEI foi devidamente vinculada ao login FSHOR, o qual permitirá aos policiais responsáveis o acompanhamento "on-line" das informações (histórico de chamadas, localização de ERB's, SMS e mensagens multin)idias) recebidas e enviadas pelas linhas interceptadas. Outrossim, ressaltamos que os dados cadastrais, históricos de chamadas e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante a indicação de senha j ud icialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Isto posto, informamos que concedemos "senha", de acesso a dados cadastrais e históricos de chamadas das linhas de interesse na investigação e localização de antenas (ERBs) das linhas interceptadas para o Delegado de Polícia Civil - Sr. Matheus Rodrigues, no período das interceptações. Relativamente à determinação de V. Exa., sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos salientar queesta operadora atende estritamente aos termos estabelecidos no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Posto isto, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da AER Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (http://com:uitanumero.abr.net.hi-E :i3080/consultanumero/) . A partir de tal identificação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordend de quebra de sigilo.
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Piopriedade da VIVO Pag 1 / 2

Tv, Padre Rutiquio, 1226 Batista Caispos 66023-710 Belém - SÃ Tal: (91) 3224-7939 Fax, (91) 3224-7964

SEGREDO DE JUSTIÇA,.
"Esta correspondência se desuna exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém infoimações piotegiilas pelo sigilo Judicial e da correspondéncla postal. Se o leitor desta mensagem no é seu destinatário, notifica-se, desde Já, que sua roorodução, di;thbuição e divulqaçâo estão proibidas e sujeitas às penas da lei,"

que se refere à solicitação de V. Exa,, para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no nckximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos gim, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia; cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas.
No

Informamos ainda, que não se encontra disponível o encaminhamento automático ou manual dos serviços multimídias desta operadora, tais como, "MMS, play, tons e imagens, wap, downloads, vídeo torpedo e foto torpedo", relativos às linhas interceptadas. Tais serviços multimídias, serão disponibilizados futuramente, conforme viabilidade sistêmica, de acordo com nosso processo de implantação já em andamento. Por fim, vimos informar que enviamos para o email montecarlo@dpf.gov.br , cópia desta carta com os respectivos dados em tela, parà dar ciência da mesma à autoridade competente. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Atenciosamente,

DIVISÃO Dl VICE PRES

CONFIDENCIAL
As Informações conlidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO Pog

tv, Padre

2

/

2

Eutiquio, 1226 Batista canpos 66022-71e Belém - FA Tal: (91) 3224-7939 Fax, (91) 3224-7964

á

1 ..,

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina excJuslvamente ao destinatário abaixo identificado e contém inforrnuçôes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica se, desde Já, que sua iuprodução, dislribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei." Qoiânia, 25105/2011 Cl' - 1630/2011

Ø

ao

3

Ente. Sr. Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 2i. Juiz Federal da 11' Vara Federal da Justiça Federal em Goiás Goiânia - Goiás

2tVU

11'

REF.OF. 177/2011 Processo: 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1

030l1.

ctntÏzfla Rodriças
Meritíssimo(a) Juiz(a), L1i0tiMCG ttc,tar;ad& 11 '.»rti

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epfgrafe, (rect.hído por esta operadora via fac-síntiie em 23/05/2011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e flIEJ:'s abaixo, conforme segue: Medida Início Início Início Início Início Início Linha 6299111227 6296228562 6199223686 Tecnologia GSM 356919037630440 GSM OSM GSM 354802010704470 GSM 012652002461470 GSM IMEI Período/Data 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011 23/05/2011 à 07/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos e localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERE's) é disponibilizado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no oficio de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "orj une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais e e Histórico de Chamadas de aj rlinhas de interesse na investigação, além de Localização de ERB's das linhas/IMEI interceptadas, ao limo. Delegado Dr. MATHEUS NELA RODRIGUES. As senhas vigoram pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastrai desta_empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento manual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão nas respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao"Portal Jud" da vivo, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisição do juiz competente.

CONFIDENCIAL
As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO l'ag 1 / 5
Rua 136'C QD.P44, n' 150 - - Setor Sul 74093-28e Goiânia - GO Teu 62) 3942-4796 / 5794 62) 3942-6284 Fax,

"Esta correspondéncla se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém Informações protegidas p elo sigilo Judicial e da correspondência postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas as penas da lei.

SEGREDO DE JUSTIÇA

No tocante a plataforma VIGIA, informamos que as interceptações foram vinculadas ao login FSHOR, para acesso ao referido sistema. Outrossim, ressaltamos que os históricos de chamadas e localização de ERB's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 5105-6945, mediante a indicação de senha 24hs/dia, no telefone (11) judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse MM. Juízo, a saber "( ... )troca de cartão SIM( ... ) II foram efetuadas as interceptações telefônicas dos IMEIs utilizados pelas linhas em questão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por esta operadora não esteja de acordo com o pretendido por V. Exa., solicitamos, mui respeitosamente, que nos seja encaminhado uni novo ofício indicando as providências a serem adotadas. Nessa esteira, informamos que os sistemas de interceptação telefônica não permitem o monitoramento automático de todos os IMErs eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do IMEI previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em tela ".. . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação... 11 permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n°. 9.296/96 realiza as atividades requisitadas pelas autoridades competentes referentes à interceptação telefônica, com todas as cautelas inerentes a tais procedimentos, mantendo o sigilo necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de quebra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve) , disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "on une", 24 Lis por dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de chamadas e Localização de ERB's de linhas de interesse da investigação, mediante o fornecimento de senha pessoal e intransferível obtida através de ordem judicial prévia e específica. O acesso ao plantão e a senha cadastrada pela autoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador, juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas realizadas pelas autoridades ou policiais autorizados são de exclusiva e integral responsabilidade dos mesmos, unia vez que somente estes possuem a informação de quais linhas e/ou pessoas são envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Sendo absolutamente certo que as escutas telefônicas realizadas e os respectivos dados telefônicos fornecidos são exclusivamente acompanhados e analisados por tais autoridades e/ou policiais, a quem compete tal providência, tornando inaplicável e despropositado qualquer juízo de valor por parte da operadora, no sentido de discernir quais linhas estão ou não ligadas à investigação. Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmente, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadastradas em nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiais, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrini Mirabete assevera que o poder investigatório concentra-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão vejamos:
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO
Pag 2 / 5

187

Rua 136< n 150 - - Setor Sul QOF44 , 74093-2a0 Goiânia - GO Tel (62) 3942-4796 / 5794 1621 39426284 Fax :

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exciusivom p ,rite ao destinatário abaixo identincdo e co,,tém inforniaçOes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua re p rodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei."

".. . Tem o Ministério Público legitimidade para proceder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgânicas estaduais. É. aliás, de sua atribuição 'acompanhar atos investigatórios junto a organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procurador-Geral' e 'assumir a direção de inquéritos policiais, quando designados pelo Procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15, inca. III e V, da Lei Complementar n. 40. de 14-12-1981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no inquérito policial em face da demora em sua conclusão e pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investiga tórios e de auxílio à autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998, p. 75)..."

I&s7ô1

Não obstante, a principal atribuição e objetivo desta área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigações, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que comprovadainente guardem interesse à investigação e/ou que aio citadas nas conversações, somente seria possível se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudios das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de uni terminal móvel ao redirecionamento indicado pela Autoridade competente, bem como fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, fornecimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais" de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigações", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo de dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que está operadora tem o firme propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas e, para tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim o tas realizadas eios autoridade Público possai zelar das senhas confrontando as mi o p eradora e Relativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de usuário' é unia facilidade de rede que possibilita ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço. Tal facilidade está caracterizada como um direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; aumento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados.

1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que permite a identificação do serviço o qual o código está vinculado, bem como, de forma unívoca, um usuário ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por número da linha telefônica.
CONFIDIENCJAL
Às iníormaçôes contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Pro priedade da VIVO Faq 3 / 5 Rua 136-e OO,F-44. n' 150 - . Setor Sul 74093-260 Goiânia - GO Tal, (62) 3942-4796 / 5796 (62) 3942-6284 Fax,

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sue reprodução, distribuição a divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei.'

No que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial: Art. 4°. Para fins deste Regulamento aplicam-se as seguintes definições: II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessárias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora' e utilizada para atualização da EDO; III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerenciada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: VII- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: VI- disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefone, a informação se determinado Código de Acesso pertence ou não sua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Doadora' deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora 4, imediatamente após a fase de autenticação', para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora; Art. 44. A portabilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração de uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único. A denúncia da relação contratual com a Prestadora Doadora é realizada com a Solicitação - de Portabilidade pelo Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento. Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade competente (autoridade policial responsável pela diligência, bem como ao juízo autorizador da quebra de sigilo em vigor) do momento que se será efetivada eventual portabilidade de código de acesso de usuário atualmente pertencente a esta oneradora, bem assim com a indicacão da Drestadora Que O

2

Entidade Administradora: pessoa juridica independente e de neutralidade comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operadora) de onde é portado o Código de Acesso. Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o Código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora. CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados - Propriedade da

são encaminhados à

vivo

Rua 136-O QOF44 n 150 - - Setor Sul 74093-200 Goiânia - GO Tel: (62) 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 Fax'

.Pag 4 / 5

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei."

A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça.
1.2

Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (bttp://consult:a numero. abnnetbr:8OBo/consultanumero/) que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas eia questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas.
No

190

Por fim, informamos que cópia desta carta foi enviada para o e-mail montecarlo@dpf.gov.br - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nossos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DI ViSJ VICE

CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO Pay

5

Rua 135-c QOF-44. n' isa --Setor Sul 71e93-2so Ooiãnia - GO (62) 3942-4796 / 6754 Tei: 162) 3942-6204 Fax:

/ 5

1

SEGREDO a..c - JST1ÇA
'Esta correspondénda se destina exclusivamente ao destinatário abaixo I t ientlrlcado e contém Infonnaçôes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei. Goiânia, 11/05/2011 CT - 143312011

o
'5

g

Exato. Dr. Paulo Augusto floreira Lima 1.04. Juiz Federal Substituto da 11' VARA FEDERAL da Comarca de Goiânia Rua 72, Quadra C-15, S/t Jardim Goiás Goiânia Goiás 74805480

19i

REF.OF. 110/2011 Processo: 1327-78.20ll.4.0l.3500

rt
Meritíssimo Juiz,

ioi1adana Roc&içrns.

Oii(cto cLj Sccrear,s d i1' "3'n'j.

VIVO S.A. em atenção ao ofício oro epígrafe, (recebido por esta operadora via fac-símile em 0610512011) e em cumprimento ao art.12 - Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DES_JUSTIÇA, serve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segue: Medida Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Linha 6296889239 6296499889 6196639223 6196637031 6292085336 Tecnologia CEM 354051043863650 CEM CEM 355111040667500 CEM CEM 012153005794450 CEM CEM CEM 355712030370740 CEM CEM 012423000453330 IMEI Período/Data 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 12/05/2011 à 26/05/2011 09/05/2011 à 23/05/2011 09/05/2011 à 23/05/2011 19/05/2011 à 02/06/2011 19/05/2011 à 02/06/2011

No tocante ao sistema VIGIA, a interceptação da linha e do IMEI foi devidamente vinculada ao login FSHOR, o qual permitirá aos policiais responsáveis o acompanhamento "on-line" das informações (histórico de chamadas, localização de ERE's, EMS e mensagens multiniídias) recebidas e enviadas pelas linhas interceptadas. Outrossim, ressaltamos que os dados cadastrais, históricos de chamadas e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas em nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Isto posto, informamos que concedemos "senha" de acesso a dados cadastrais e históricos de chamadas das linhas de interesse na investigação e localização de antenas (ERB"s) das linhas interceptadas para o Delegado de Polícia Civil - Sr. Matheus Rodrigues, e ao Agente de Polícia Federal - Sr. Paulo César Rabelo, no período das interceptações. Relativamente à determinação de V. Exa., sobre "Portabilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos salientar que esta operadora atende estritamente aos termos estabelecidos no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, norma expedida pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL.
CONFIDENCIAL CIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos desunaLários explicitados Propriedade da VIVO Pag 1 /

2

Tv, Padre Eutiquio, 1226 Batina campos 66023-710 Belém - PA pci: (91) 3224-7939 Fax: (911 3224-7964

SEGREDO DE

JUSTIÇA

Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo ide,,tificadr, contém inFormações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde je, Que sua reprodução, dcstnbuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

Posto isto, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (h.ttp: //c:onsultanumero. ahr.net .hj::8080/consultanumerol) - A partir de tal identificação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao juízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo. No cpie se refere à solicitação de V. Exa., para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamente, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia, cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificações técnicas na linha, nem sempre é possível realizar aimplementaço telefônica em duas horas. Informamos ainda, que não se encontra disponível o encaminhamento automático ou manual dos serviços multimídias desta operadora, tais como, r!pflJ45 play, tons e imagens, wap, downloads, vídeo torpedo e foto torpedo", relativos às linhas interceptadas. Tais serviços multimídias, serão disponibilizados futuramente, conforme viabilidade sistêmica, de acordo com nosso processo de implantação já em andamento. Por fim, vimos informar que enviamos para o e-mail niontecarlo@dpf.gov.br , cópia desta carta com os respectivos dados em tela, para dar ciência da mesma à autoridade competente. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição, para os esclarecimentos que se façam necessários, renovando npssos protestos de elevada estima e distinta consideração. Atenciosamente,

DIVISÃO DI VICE PRES

CONFLDEF4CIAI.
As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos dcstlnatários explicitados Propriedade da VIVO Pag 2 1,2

TV. Padre mstiquio, 1226

Batina Campos -

66023-710 Belém - PA Tal: (91) 3224-7939 Fax: (91) 3224-7964

São Paulo, 21 de Junho de 2011.

193

Ao Exmo. (a) Dr. (a) Juiz (a) Federal da 11 1 Vara da Justiça Federal em Goiás Dr (a). Paulo Augusto Moreira Lima Rua 19, 244 - Centro Cep: 74030-090 Goiânia GO Ofício: 531/2011 Processo: 097/2.11.0000374-1 t.rtpQffl
1t%4pj

Prezado (a) Senhor (a),

Em resposta ao Ofício em referência, informamos que, os alvos 62 9178-7195 e 61 9350-9426, foram devidamente prorrogados até 2310612011 e o alvo 62 93391661 até 2710612011. Informamos ainda que, foi providenciado o credenciamento de senhas de acesso á cadastro, bilhetagem (por linha) e localização de Erb (rastreio), pelo período de 15 dias às autoridades Paulo Geraldo Walraven Araújo, Fábio Alvarez Shor, Daniel Guerra Ferreira, Kellen Keuffer Mendonça e Luis Carlos Pimentel da Gama, conforme determinação contida no oficio/alvará em epígrafe. Sendo o que temos para o momento. Respeitosamente,

CLARO S.A. Setor de Atendimento a Ofícios
AS

CLARO SA. - Rua Florida, 1970 - Brooklin Novo - CEP 04565-907 - São Paulo - SP - Brasil

São Paulo, 21 de Junho de 2011.

:

194

Ao Exmo. (a) Dr. (a) Juiz (a) Federal da ii° Vara da Justiça Federal em Goiás Dr (a). Paulo Augusto Moreira Lima Rua 19, 244 - Centro Cep: 74030-090 Goiânia GO Ofício: 194/2011 Processo: 13279-78.2011.4.01.3500

flVptp
f

5trofr F1r'
U;:twç:1
3' •

tti: 51ak,.

í9crrR3

Prezado (a) Senhor (a), Em resposta ao ofício em referência, informamos que, a interceptação do Alvo/IMEI 61 9296-6524, contida no ofício/alvará em epígrafe, foi devidamente realizada, no período de 08/0612011 á 2310612011, conforme determinado por esse D. Juízo. Sendo o que temos para o momento. Respeitosa mente CLARO S.A.
Setor de Atendimento a Ofícios

AS

CLARO S.A. - Rua Florida, 1970 - Brooklin Novo — CEP 04565-907 - São Paulo - SP - Brasil

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contém Informações protegidas pelo sigilo Judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

o

coi4nia, 10/06/2011 CT - 1773/2011
Exmo.

Dr. Paulo Augusto Moreira Lima 104. Juiz de Direito da 11' VARA FEDERAL da Justiça Fedehl em Goiás

REF.OF. 19112011 e 199/2011 Processo: 13276-78.2011.4.01.3500 -
D:rcora 11

Meritíssimo(a) Juiz(a),

11.
Zi ^

VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recebijdo por esta operadora via fac-símile ciii 06/06/2011) e em cumprimento ao art. 12- Resolução 59 de 09.08.2008 - CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, ierve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências! quanto às interceptações telefônicas das linhas e IFIEI's abaixo, conforme segud: Medida Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Prorrogação Linha 6296889239 6296499889 6196639223 6196637031 6292085336 6196724262 6299111227 6296228562 6199223686 Tecnologia GSM 354051043863650 GSM GSM 355111040667500 GSM GSM 012153005794450 GSM GSM 355712030370740 CSM GSM 012423000451330 GSM GSM 012650009398500 GSM
GSM

IMEI

356919037630440 OSM GSM 354802010704470 GSM GSM 012652002461470 GSM

Período/Data 11/06/2011 à 25/06/2011 J1/06/2011 à 25/06/2011 il/06/2011 à 25/06/2011 11/06/2011 à 25/06/2011 11/06/2011 à 25/06/2011 1l/06/2011 à 25/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 d8/06/2011 à 22/06/2011 i8/06/2011 à 02/07/2011 18/06/2011 à 02/07/2011 68/06/2011 à 22/06/2011 68/06/2011 à 22/06/2011 (18/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 d8/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011 08/06/2011 à 22/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas interceptadas (históricos de chamadas e localização de ERE's) é disponibi1izado através do nosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, durante o período das interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofícic de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 oras, a Dados Cadastrais, Localização de ERB's e Histórico de Chamadas de guafl investjgaão, ao limo. Delegado Dr. MATHEUS RODRIG além dos agentes LUIS GUERRA FERREIRA, KELLEN CARLOS PIMENTEL DA GAMA, FABIO ALVAREZ SUOR, DAN KEUFFER MENDONCA e PAULO GERALDO W. S. ARAUJO. As senhas vigoram pelo período da interceptação.
____________

d

Ressaltamos que para consulta "on line" de dados cadastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, novaforma de atendimento às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento maisual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão rias respostas.

CONFIDENCIAL

As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados
Propriedade da VIVO

Rua 336-c
01). F_44' n 150 - Sul 74e93-2ae Golánia - 00 Setor Te1; (62) 3942-4796 / 5794

Pagl/5

Fax:

1621 3942-6284

SEGREDO DF JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divuigação estão proibidas e sujeitas às penas da leof

Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto requisição do juiz competente. No tocante a plataforma VIGIA, informamos que as ao login FSHOR, para acesso ao referido sistema.

196

foram vinculadas

Outrossim, ressaltamos que os históricos de chanadás e localização de ERE's relativos à outras linhas, não interceptadas, porém de interesse na investigação, continuam sendo disponibilizadas emnosso plantão telefônico 24hs/dia, no telefone (11) 5105-6945, mediante[ a indicação de senha judicialmente autorizadora, durante o período de vigência da senha. Cumpre-nos salientar ainda, que para o atendimento da determinação desse MM. Juízo, a saber "( ... )troca de cartão SIM( .j" foram éfetuadas as interceptações telefônicas dos IMEI's utilizados pelas linhas emquestão, conforme acima exposto, sendo assim, caso o procedimento adotado por: esta operadora não esteja de acordo com o pretendido por V. Exa., solicitamos! mui respeitosanente, que nos seja encaminhado um novo ofício indicando as providências a serem adotadas. Nessa esteira, informamos que os sistemas de intbrceptação telefônica não permitem o monitoramento automático de todos !os IMEIS eventualmente substituídos pelo usuário, tampouco das trocas de números das linhas interceptadas. Assim, a ocorrência de tais eventos devem ser identificados e formalmente informados a esta operadora pela autoridade responsável pelas investigações, uma vez que a interceptação telefônica consiste na programação do desvio do áudio do número da linha e/ou do fl'IEI previamente identificados na ordem judicial e/ou no momento da implementação da medida. Relativamente à determinação constante no ofício em t 4 la ". . . demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação.. . - permitimo-nos esclarecer o quanto segue: Destaca-se que esta prestadora, em atendimento ao dispositivo constitucional, bem como à Lei n o . 9.296/96 realiza as atividades reqdisitadas pelas autoridades competentes referentes à interceptação telefônica, ( com todas as cautelas inerentes a tais procedimentos, mantendo o sigilp necessário para o bom andamento das investigações e, para tanto conta com uma área especializada no atendimento e cumprimento das ordens judiciais de queHra de sigilo (a Divisão de Serviços Especiais que esta subscreve) , disponibilizando as autoridades policiais um plantão de atendimento "mi une", 24 hspor dia/7 dias da semana, para consultas de Histórico de Chamadas e Localização de ERB's de linhas de interesse da investigação, mediante o forneoimeiko de senha pessoal e intransferível obtida através de ordem judicial prévia: e específica. O acesso ao plantão e a senha cadastrada pela atoridade autorizada estão correlacionadas ao ofício judicial, juiz autorizador juízo, processo, período de validade e acessos disponibilizados. Nesta vereda, é irrefutável que as consultas reali policiais autorizados são de exclusiva e integral r uma vez que somente estes possuem a informação de qu envolvidas e/ou imprescindíveis às investigações. Se: as escutas telefônicas realizadas e os respectivos d são exclusivamente acompanhados e analisados pc policiais, a quem compete tal providência, tornando i
CONFIDENCIAL As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

ts pelas autoridades ou nsabilidade dos mesmos, linhas e/ou pessoas são absolutamente certo que telefônicos fornecidos tais autoridades e/ou Licável e despropositado

Pag2/5

1

Rua 135-C QD.F-44, O' isa - - Setor sul 74093-2e0 Goiânia - 00 Tel: 1621 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
"Esta con-espondênda se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e centeio protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifica-se, desde jã, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas ás penas da lei."

qualquer juízo de valor por parte da operadora, no beutido de discernir quais linhas esto ou não ligadas à investigação.

Outrossim, é importante salientar que esta operadora cumpre, mensalmenté, milhares de ordens judiciais de quebra de sigilo, mantendo-as cadastradas em nossos sistemas, por autoridades e/ou agente policiai, tanto da esfera estadual quanto federal, provenientes de todos os estados brasileiros. Neste sentido, o Ilustre Jurisconsulto Julio Fabbrirli Mirabete assevera que o poder investigatório concentra-se nos órgãos Policiais e Ministério Público, senão velamos: "...Tem o Ministério Público legitimidade para procdder a investigações e diligências, conforme determinarem as leis orgânicas estaduais. á, aliás, de sua atribuição 'acompanhar atos investigatórios junto ia organismos policiais ou administrativos, quando assim considerarem conveniente à apuração de infrações penais, ou se designados pelo Procura doi-Geral ' e 'assumir a direção de inquéritos policiais, quando designados pelo Procurador-Geral" onde não haja Delegado de polícia de carreira (art. 15, incs. III e TI, da Lei Complementar n. 40, de 14-12-1981 LONMP). Pode, inclusive, intervir no inquérito policial em face da demora em sua conclusão é pedidos reiterados de dilação de prazos, pois o Parquet goza de poderes investigatórios e de auxílio à autoridade policial" (Processo Penal, Ed. Atlas, 1998, P. 75)... Não obstante, a principal atribuição e objetivo dest área é disponibilizar os meios técnicos e operacionais necessários e possíveis para realização das diligências, contribuindo para o sucesso das investigáções, deste feito, diante de possível exigência e/ou determinação para o fornecimento de dados relativos às linhas que coinprovadamente guardem interesse à investigação e/ou que são citadas nas conversações, somente seria possível se esta Operadora tivesse acesso a todo o processo investigatório e ao conteúdo das conversas desviadas (áudio) , todavia, esta Operadora não ouve, grava ou armazena, sob nenhuma hipótese, os áudios das interceptações restringindo-se apenas à programação do desvio de áudio de um terminal móvel ao redi reei onamento indicado pela Autoridade competente, bem como fornecimento dos demais dados necessários à conclusão ou eficácia das escutas, quais sejam, torncimento de "históricos de chamadas" e "dados cadastrais" de linhas celulares de interesse da justiça. Outro fator que corrobora com a inviabilidade da certificação por esta operadora de tratar-se somente de "linhas citadas ou envolvidas nas investigações", é a proibição legal do compartilhamento de informações e inviolabilidade do segredo de justiça, nos casos em que a quebra de sigilo dé dados/interceptação é de competência de outra operadora. Assim, reafirmamos que esta operadora tem o firme 1 propósito em atender com absoluta presteza, dinamismo e legalidade todas as requisições judiciais que nos são dirigidas ,ara tanto disponibilizamos aos Magistrados que assim o ep relatõrio das consult a udiciária e Ministério ut i li confrontando as informaçõ e vitando-se o uso indevido Relativamente à determinação de V. Exa. sobre "Portaij ilidade" ou "Portabilidade de Código de Acesso", cumpre-nos apresentar, preliminarmente, as considerações pertinentes ao tema, nos termos da norma expedida 1 pelo órgão regulador das telecomunicações, a Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL. Conforme estabelecido no Regulamento Geral de Portabilidade, anexo da Resolução n. 460, de 19.03.2007, da ANATEL, a portabilidade de código de acesso de

197

CONFIDENCIAL
As Informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Pro p riedade da VIVO

Rua 136-a OD.F-44, n 150 - - Setor Sul 74093-280 Goiânia - GO Tel, (62) 3942-4796 / 5794 Fax: (62) 3942-6284

Pag 3 / 5

SEGREDO DE JUSTIÇA
'Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, notifira-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

usuário é urna facilidade de rede que possibilita ;ao usuário de serviço de telecomunicações manter o número a ele designado, independentemente de prestadora de serviço de telecomunicações ou de área de prestação de serviço. Tal facilidade está caracterizada corno um direito do usuário. Nesta linha, a portabilidade é assegurada de forma indiscriminada, notadamente pelos seus objetivos, quais sejam, ampliação da competição; ali hiento da flexibilidade do usuário na busca de melhores condições de prestação do serviço; diminuição dos preços dos serviços de telecomunicações e melhoria na qualidade dos serviços prestados. No que tange à quebra de sigilo telefônico, para que não haja qualquer prejuízo nas investigações criminais em curso, é importante salientar as condições estabelecidas na norma de portabilidade, em especial:

Art. 4°. Para fins deste Regulamento aplíc,km-se as seguintes definições: II- Base de Dados Nacional de Referência da Portabilidade (BDR): base de dados que contém as informações necessrias à execução da Portabilidade, gerenciada pela Entidade Administradora' e utilizada para atualização da EDO; III- Base de Dados Operacional (EDO): base de dados que contém os dados necessários à execução da Portabilidade, gerericiada pela prestadora de serviço de telecomunicações e utilizada no correto encaminhamento das chamadas e mensagens; Art. 35. A Entidade Administradora deve atender aos seguintes requisitos: VII- manter pelo período de 10 (dez) anos os registros de movimentação dos códigos portados; Art. 13. Constituem deveres das prestadoras, além dos já previstos nos regulamentos específicos de cada serviço: VI .- disponibilizar, de forma gratuita, no mínimo em sua página na Internet e no centro de atendimento por telefokte, a informação se determinado Códi go de Acesso pertence ou não asua rede, para que o Usuário saiba se realizará uma chamada intra ou inter-redes; X- sempre que um Código de Acesso, objeto de Processo de Portabilidade, estiver submetido à suspensão de sigilo de telecomunicações, a Prestadora Doadora' deve comunicar à autoridade competente que o referido Código será portado, em que momento será efetivada a portabilidade e qual a Prestadora Receptora4, imediatamente após a fase de autenticaçao5 , para que seja garantida a suspensão de sigilo na Prestadora Receptora;

1

Código de Acesso de Usuário: conjunto de caracteres numéricos que pertriite a identificação do serviço o qual o código está vinculado, bem como, de forma unívoca, um usuário ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. Popularmente conhecido por númeio da linha telefônica. Entidade Administradora: pessoa jurídica independente e de neutralidade'comprovada. Prestadora Doadora: prestadora (operadora) de onde é portado o Código!de Acesso. Prestadora Receptora: prestadora (operadora) para onde é portado o código de Acesso. Fase de autenticação: é caracterizada pela conferência dos dados do usuário, que são encaminhados à Prestadora Doadora por meio da Entidade Administradora. CONFIDENCIAL
As informações contidas neste documento são proprietárias e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da vivo
Pag 4 / 5

2

QD.F-44, n' ise - - Setor Sul

Rua 136-O

74093-290 Goiânia - GO Te12 1621 3942-4796 / 5794 (62) 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondência se destina exclusivamente ao destinatário abaixo Identificado e contêm informaØes protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário notifica-se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.'

Art. 44. A porta-bilidade implica a cessação da relação contratual com a Prestadora Doadora e a celebração da uma nova relação contratual com a Prestadora Receptora. Parágrafo Único. A denúncia da relação contratual com a Prestadora -. Doadora é realizada com a Solicitação de l Portabilidade pelo Usuário, sendo concretizada com seu efetivo atendimento.

199

Postos os principais comandos da portabilidade afetos às questões de quebra de sigilo, cumpre-nos destacar que esta operadora está apta a cumprir o determinado no item x, do artigo 13, acima descrito, no que se refere à imediata comunicação à autoridade competente (autoridade policial responsável pela diligência, bem como ao juízo autorizador da quebra de sigilo em vigor) do momento que se será efetivada eventual portabilidade de código de acesso de usuário atualmente pertencente a esta operadora, bem assim com a indicação da prestadora que o receberá. A partir de tal comunicação, a autoridade responsável poderá, caso entenda necessário às investigações em curso, requisitar ao ju ízo competente o envio de ordem judicial endereçada à nova prestadora de serviço de telecomunicação, da mesma forma como atualmente são requisitadas as ordens de quebra de sigilo, garantindo desta forma as peculiaridades e disposições legais inerentes ao tema, notadamente a preservação do segredo de justiça. Assim, para instrução dos pedidos de quebra de sigilo telefônico com o advento da "Portabilidade", considerando a qualidade da ABR Telecom de entidade administradora para fins de portabilidade, salientamos que as autoridades poderão acompanhar a migração dos códigos de acesso de usuários no site da ABR Telecom, a saber, (http://collsultanumero.ahr.tiethr:8080/consultanumero/) No que se refere à solicitação de V.Exa. para a implementação da interceptação telefônica das linhas em questão, no máximo, em duas horas após o recebimento do Ofício em referência, informamos que, imediatamenté, após o recebimento do mesmo, foi dado início ao seu tratamento, todavia; cumpre-nos destacar que considerando a quantidade de ordens judiciais de quebra de sigilo telefônico e de dados cadastrais recebidas diariamente, a necessidade de cadastramento dos Ofícios recebidos e da realização de algumas verificaiões técnicas na linha, nem sempre é possível realizar a implementação telefônica em duas horas. Por fim, informamos que cópia desta carta foi '; enviada para o e-mail montecarlo®dpf.gov.hr - a fim de darmos ciência de seu conteúdo às autoridades policiais responsáveis. Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecenos à disposição, para Os esclarecimentos que se façam necessários, renovando nbssos protestos de elevada estima e distinta consideração.

Respeitosamente,

DIVISÃO DE S VICE PRESIDÍ

CONFIDENCIAL
AS Ilitormações contidas neste documento são proprietárias

e para uso confidencial dos destinatários explicitados Propriedade da VIVO

Pag 5 / 5

Rua 136-C QOF-44, n 150 - - setor Sul 74093-280 oclânia - 00 Tel: 1621 3942-4796 / 5794 162i 3942-6284 Fax:

SEGREDO DE JUSTIÇA
Esta correspondéncla se destina exclusivamente ao destinatário abako Identificado e contém informações protegidas pelo sigilo judicial e da correspondência postal. Se o leitor desta mensagem não é seu destinatário, ,,oli fica- se, desde já, que sua reprodução, distribuição e divulgação estão proibidas e sujeitas às penas da lei.' Goiânia, 10/0612011 CT - 1771/2011

Q
)

Enuo. Sr. Dr. Paulo Augusto Moreira Lima MM. Juiz Federal da 11' Vara Federal da Justiça Federal em Goiás Goiânia - Goiás rs !1. Vota ais

REF.OF. GABINETE/N0676/2011 Processo: 024.110.152.808 Secatca. Meritíssimo(a) Juiz(a), cal VIVO S.A. em atenção ao ofício em epígrafe, (recahi-do por esta operadora via S.A. fac-símile em 0610612011) e em cumprimento ao art. 12 - Resolução 59 de 09.08.2008 -. CNJ - CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, erve-se da presente para informar que foram adotadas as devidas providências quanto às interceptações telefônicas das linhas e IMEI's abaixo, conforme segu: Medida Início Linha 6198253029 IF4EI Tecnologia j Período/Data CDMA 06/06/2011 à 21/06/2011

Destacamos que o acompanhamento diário dos contatos localizações das chamadas telefônicas efetuadas e recebidas pelas linhas •in trceptadas (históricos de chamadas e localização de ERB's) é disponibilizado através do nosso plantão durante o período das telefônico 24hs/dia, no telefone (11)5105-6945, interceptações, mediante fornecimento de "senha". Assim, nos termos da determinação contida no ofício de V. Exa. foi concedida "senha" para acesso "on une", em nossos plantões 24 horas, a Dados Cadastrais e e Histórico de Chamadas de quais quer linhas de intersse na investi g açâo, além de Localização de ERB's das linhas/IMEI interceptadàs, ao limo. Delegado Dr. MATREUS NELA RODRIGUES, além dos agentes de polícia: FABIO ALVAREZ SHOR, DANIEL GUERRA FERREIRA, PAULO GERARDO WALRAVEN ARAUJO, LUIS CARLOS PIMENTEL DA GAMA e KELLEN KEUFFER MENDONCA. As senhas vigoram pelo período da interceptação. Ressaltamos que para consulta "on une" de dados caklastrais, disponibilizamos acesso ao Portal Jud da VIVO, nova forma de atendim4nto às consultas de dados cadastrais da base cadastral desta empresa, ferramenta recém criada com o fito de eliminar os processos e riscos do atendimento mal ual ou humano, outorgando maior sigilo às investigações, agilidade e prontidão ras respostas. Esta nova forma de consulta de dados cadastrais de linhas investigadas se efetivará mediante acesso ao "Portal Jud" da VIVO, acessível via "web", 24h/dia, todos os dias, ininterruptamente, conforme conveniência e oportunidade das investigações judiciais e policiais, durante o período autorizado por V. Exa., conforme ordem judicial em referência. De acordo com a conveniência da autoridade judicial esta operadora está apta a enviar relatório pormenorizado de todas as consultas realizadas por cada autoridade autorizada, bastando para tanto reguisição I do juiz competente.

CONFIDENCIAL As Inrorrnaçes contidas neste documento são proprietárias
e paro uso confidencial dos destinatários explicitaclos Propriedade da VIVO

Pagl/5

Rua 136-e QD.F-44, n 150 - . setor Sul 74093-200 Goiânia - GO Tal: (62) 3942-4796 / 5794 (62) 39426284 Fax:

ii

io

o
10

IN

lu

11

[C

4

","static_promo_banner_cta_url":"https://www.scribd.com/"},"eligible_for_exclusive_trial_roadblock":false,"eligible_for_seo_roadblock":false,"exclusive_free_trial_roadblock_props_path":"/doc-page/exclusive-free-trial-props/87998826","flashes":[],"footer_props":{"urls":{"about":"/about","press":"/press","blog":"http://literally.scribd.com/","careers":"/careers","contact":"/contact","plans_landing":"/subscribe","referrals":"/referrals?source=footer","giftcards":"/giftcards","faq":"/faq","accessibility":"/accessibility-policy","faq_paths":{"accounts":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246346","announcements":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246066","copyright":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246086","downloading":"https://support.scribd.com/hc/articles/210135046","publishing":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246366","reading":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246406","selling":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246326","store":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246306","status":"https://support.scribd.com/hc/en-us/articles/360001202872","terms":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246126","writing":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246366","adchoices":"https://support.scribd.com/hc/articles/210129366","paid_features":"https://support.scribd.com/hc/sections/202246306","failed_uploads":"https://support.scribd.com/hc/en-us/articles/210134586-Troubleshooting-uploads-and-conversions","copyright_infringement":"https://support.scribd.com/hc/en-us/articles/210128946-DMCA-copyright-infringement-takedown-notification-policy","end_user_license":"https://support.scribd.com/hc/en-us/articles/210129486","terms_of_use":"https://support.scribd.com/hc/en-us/articles/210129326-General-Terms-of-Use"},"publishers":"/publishers","static_terms":"/terms","static_privacy":"/privacy","copyright":"/copyright","ios_app":"https://itunes.apple.com/us/app/scribd-worlds-largest-online/id542557212?mt=8&uo=4&at=11lGEE","android_app":"https://play.google.com/store/apps/details?id=com.scribd.app.reader0&hl=en","books":"/books","sitemap":"/directory"}},"global_nav_props":{"header_props":{"logo_src":"/images/landing/home2_landing/scribd_logo_horiz_small.svg","root_url":"https://www.scribd.com/","search_term":"","small_logo_src":"/images/logos/scribd_s_logo.png","uploads_url":"/upload-document","search_props":{"redirect_to_app":true,"search_url":"/search","query":"","search_page":false}},"user_menu_props":null,"sidebar_props":{"urls":{"bestsellers":"https://www.scribd.com/bestsellers","home":"https://www.scribd.com/","saved":"/saved","subscribe":"/archive/pmp_checkout?doc=87998826&metadata=%7B%22context%22%3A%22pmp%22%2C%22action%22%3A%22start_trial%22%2C%22logged_in%22%3Afalse%2C%22platform%22%3A%22web%22%7D","top_charts":"/bestsellers","upload":"https://www.scribd.com/upload-document"},"categories":{"book":{"icon":"icon-ic_book","icon_filled":"icon-ic_book_fill","url":"https://www.scribd.com/books","name":"Books","type":"book"},"news":{"icon":"icon-ic_articles","icon_filled":"icon-ic_articles_fill","url":"https://www.scribd.com/news","name":"News","type":"news"},"audiobook":{"icon":"icon-ic_audiobook","icon_filled":"icon-ic_audiobook_fill","url":"https://www.scribd.com/audiobooks","name":"Audiobooks","type":"audiobook"},"magazine":{"icon":"icon-ic_magazine","icon_filled":"icon-ic_magazine_fill","url":"https://www.scribd.com/magazines","name":"Magazines","type":"magazine"},"document":{"icon":"icon-ic_document","icon_filled":"icon-ic_document_fill","url":"https://www.scribd.com/docs","name":"Documents","type":"document"},"sheet_music":{"icon":"icon-ic_songbook","icon_filled":"icon-ic_songbook_fill","url":"https://www.scribd.com/sheetmusic","name":"Sheet Music","type":"sheet_music"}},"nav_categories":["mixed","book","audiobook","magazine","document","sheet_music"],"selected_content_type":"mixed","username":"","search_overlay_props":{"search_input_props":{"focused":false,"keep_suggestions_on_blur":false}}}},"recommenders":{"related_titles_recommender":{"ids":[88000110,87998622,87999284,87998960,88000904,87999161,88000446,88000567,88000803,88000203,87999490,87999912,87999992,88001256,88000679,88002220,88001569,88004039,88002265,88002487,88001361,88002153,88004343,88001646,88004204,88004862,88002593,88002814,88001460,88004508,98894899,97283184,92595997,97309435,92829252,92595497,97357700,94958887,93651793,92595227,92826513,92596752,97227187,92596907,92596332,88153445,88008341,88008143,88008077,88008768,92594479,88008282,88153461,88008842,88008608,89094856,91563310,88008219,92594854,88008451],"title_link":null,"title":null,"track_opts":{"compilation_id":"8+jiATaprdJw9CEygS15mJQZnTM=","module_id":"5P6V9QbXwm6vlS2PN2WILzT9yXA=","widget_name":"right sidebar","track_id":"flattened_recommender"}},"footer_recommenders":{"recommenders":[{"ids":[88000110,87998622,87999284,87998960,88000904,87999161,88000446,88000567,88000803,88000203,87999490,87999912,87999992,88001256,88000679,88002220,88001569,88004039,88002265,88002487,88001361,88002153,88004343,88001646,88004204,88004862,88002593,88002814,88001460,88004508],"title_link":null,"title":"Documents Similar To Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Apenso i - Volume 01 - 136 a 200","track_opts":{"compilation_id":"8+jiATaprdJw9CEygS15mJQZnTM=","module_id":"4td7J0DjR//pT5NTEIb/dY179OQ=","widget_name":"document_carousel"}},{"ids":[98894899,97283184,92595997,97309435,92829252,92595497,97357700,94958887,93651793,92595227,92826513,92596752,97227187,92596907,92596332,88153445,88008341,88008143,88008077,88008768,92594479,88008282,88153461,88008842,88008608,89094856,91563310,88008219,92594854,88008451],"title_link":null,"title":"More From Vetor Mil","track_opts":{"compilation_id":"8+jiATaprdJw9CEygS15mJQZnTM=","module_id":"MXI5KPoevN/Miyq+QPFGQNIwuSg=","widget_name":"document_carousel"}}]},"seo_new_docs_recommenders":{"recommenders":[]},"documents":{"87998622":{"type":"document","id":87998622,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/87998622/149x198/3e1e1a716f/1333560558?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/87998622/298x396/f015150409/1333560558?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Apenso i - Volume 01 - 69 a 135","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Apenso i - Volume 01 - 69 a 135","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87998622,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"Nsbu77J9SwNXKtJz2haBQGhhXkQ="},"url":"https://www.scribd.com/document/87998622/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Apenso-i-Volume-01-69-a-135","top_badge":null},"87998960":{"type":"document","id":87998960,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/87998960/149x198/45128784f1/1366839917?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87998960/298x396/c513cbab6d/1366839917?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Apenso i - Volume 02 - 201 a 264","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Apenso i - Volume 02 - 201 a 264","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87998960,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"f1kIUGImcwwxjBG3/2xFEONtwLQ="},"url":"https://www.scribd.com/document/87998960/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Apenso-i-Volume-02-201-a-264","top_badge":null},"87999161":{"type":"document","id":87999161,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/87999161/149x198/a0448d4bb7/1395858335?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/87999161/298x396/6ba3a18afb/1395858335?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 01 - 02 a 65","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 01 - 02 a 65","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87999161,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"xjk3l2hYjhjCnsYO/p9TjMi8a3o="},"url":"https://www.scribd.com/document/87999161/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-01-02-a-65","top_badge":null},"87999284":{"type":"document","id":87999284,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999284/149x198/2912cf2c3f/1333560587?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999284/298x396/81dd3976ee/1333560587?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 01 - 66 a 110","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 01 - 66 a 110","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87999284,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"MEQ1kCAUZTULgUvbAvrAvb1Kj/4="},"url":"https://www.scribd.com/document/87999284/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-01-66-a-110","top_badge":null},"87999490":{"type":"document","id":87999490,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999490/149x198/ffc61019a9/1358691507?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999490/298x396/0dbf79ce01/1358691507?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 01 - 195 a 258","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 01 - 195 a 258","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87999490,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"Uyf58ijhs/6jwNV27OtmU9sOBcw="},"url":"https://www.scribd.com/document/87999490/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-01-195-a-258","top_badge":null},"87999912":{"type":"document","id":87999912,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999912/149x198/8439dc49e3/1358820629?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999912/298x396/f4761ede59/1358820629?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 02 - 390 a 448","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 02 - 390 a 448","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87999912,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"HqTsPasQz78lD0lXPSgcJLe5UKs="},"url":"https://www.scribd.com/document/87999912/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-02-390-a-448","top_badge":null},"87999992":{"type":"document","id":87999992,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/87999992/149x198/a8d1362335/1358691513?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/87999992/298x396/24c3a375ac/1358691513?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 02 - 449 a 497_002","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 02 - 449 a 497_002","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":87999992,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"VJQO/KQ5H2hnxrhEe38UFdZgk8g="},"url":"https://www.scribd.com/document/87999992/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-02-449-a-497-002","top_badge":null},"88000110":{"type":"document","id":88000110,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000110/149x198/79fd0d0ee8/1358403582?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000110/298x396/693456a398/1358403582?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 03 - 498 a 563","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 03 - 498 a 563","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000110,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"uozrNbj/bSO/JWjE3Fcb/sd3hD4="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000110/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-03-498-a-563","top_badge":null},"88000203":{"type":"document","id":88000203,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88000203/149x198/5d024b7100/1333563156?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000203/298x396/44954929ed/1333563156?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 03 - 564 a 628","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 03 - 564 a 628","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000203,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"uelQFs+lKumxN8F3J459e8fLW9g="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000203/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-03-564-a-628","top_badge":null},"88000446":{"type":"document","id":88000446,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88000446/149x198/43cdc1e78d/1358691535?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000446/298x396/6956fe1381/1358691535?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 03 - 694 a 748","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 03 - 694 a 748","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000446,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"wVRjfjGbY9xtcn9gGD778DCu8dc="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000446/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-03-694-a-748","top_badge":null},"88000567":{"type":"document","id":88000567,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000567/149x198/da2bbaa7f3/1333563138?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000567/298x396/ee6c4cd33c/1333563138?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 749 a 809","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 749 a 809","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000567,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"7JGpUxkpCRlSYgtjhCJCm5t1tCM="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000567/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-04-749-a-809","top_badge":null},"88000679":{"type":"document","id":88000679,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88000679/149x198/2a7c812ce9/1382523514?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000679/298x396/e6812d0ef8/1382523514?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 810 a 875","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 810 a 875","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000679,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"jddaDtK4HXqDpG3rLR1XQljMiyY="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000679/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-04-810-a-875","top_badge":null},"88000803":{"type":"document","id":88000803,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88000803/149x198/965755d591/1333563127?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000803/298x396/177c8d4d44/1333563127?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 876 a 940","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 876 a 940","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000803,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"0/93IKqzrcThdztaxrnwAaBtTPw="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000803/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-04-876-a-940","top_badge":null},"88000904":{"type":"document","id":88000904,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88000904/149x198/72cf02baa4/1333563119?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88000904/298x396/d5995d9d0f/1333563119?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 941 a 1001","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 04 - 941 a 1001","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88000904,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"+6QiNgjA00KbsncVWCZau1uTm8Q="},"url":"https://www.scribd.com/document/88000904/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-04-941-a-1001","top_badge":null},"88001256":{"type":"document","id":88001256,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88001256/149x198/07ec79eb91/1358691590?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88001256/298x396/3686efd45b/1358691590?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 05 - 1133 a 1189","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 05 - 1133 a 1189","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88001256,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"FiUhgou4brSlT98rCPfHChzjxSw="},"url":"https://www.scribd.com/document/88001256/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-05-1133-a-1189","top_badge":null},"88001361":{"type":"document","id":88001361,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88001361/149x198/29c437a4d5/1358691587?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88001361/298x396/7b1e580fab/1358691587?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 05 - 1190 a 1251","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 05 - 1190 a 1251","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88001361,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"wX49OhR/zIdC798O2rhEXWvAN7g="},"url":"https://www.scribd.com/document/88001361/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-05-1190-a-1251","top_badge":null},"88001460":{"type":"document","id":88001460,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88001460/149x198/ebe58aff4e/1333563203?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88001460/298x396/2b744a2f9e/1333563203?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 06 - 1251A a 1316","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 06 - 1251A a 1316","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88001460,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"2+7GKTGyDtoq75S3s1Gy0T3tqB8="},"url":"https://www.scribd.com/document/88001460/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-06-1251A-a-1316","top_badge":null},"88001569":{"type":"document","id":88001569,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88001569/149x198/445419b7bd/1358691620?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88001569/298x396/22fe71e956/1358691620?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 06 - 1317 a 1381","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 06 - 1317 a 1381","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88001569,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"K9M9GbelFagTilETGPp+h+vnDC8="},"url":"https://www.scribd.com/document/88001569/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-06-1317-a-1381","top_badge":null},"88001646":{"type":"document","id":88001646,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88001646/149x198/bf27a90d4f/1333563217?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88001646/298x396/d9030438cd/1333563217?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 06 - 1385 a 1450","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 06 - 1385 a 1450","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88001646,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"hdsqehhNs5+FACatJBelf7V1jKA="},"url":"https://www.scribd.com/document/88001646/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-06-1385-a-1450","top_badge":null},"88002153":{"type":"document","id":88002153,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88002153/149x198/0b6ff3583b/1352591039?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002153/298x396/9a0ec67975/1352591039?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 08 - 1703 a 1770","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 08 - 1703 a 1770","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88002153,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"Psx2Y48w6d5AxM2f3wbuSPSF/nE="},"url":"https://www.scribd.com/document/88002153/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-08-1703-a-1770","top_badge":null},"88002220":{"type":"document","id":88002220,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002220/149x198/c779cbb987/1379252503?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002220/298x396/995c547a57/1379252503?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 08 - 1771 a 1840","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 08 - 1771 a 1840","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88002220,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"MElPYcbC3EzZ6bCWEMTw4yfGWqE="},"url":"https://www.scribd.com/document/88002220/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-08-1771-a-1840","top_badge":null},"88002265":{"type":"document","id":88002265,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88002265/149x198/65adc2565b/1333563259?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88002265/298x396/94c2493f46/1333563259?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 08 - 1841 a 1903","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 08 - 1841 a 1903","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88002265,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"znZIUQoDjNbP0yku1p0PlPKbtZs="},"url":"https://www.scribd.com/document/88002265/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-08-1841-a-1903","top_badge":null},"88002487":{"type":"document","id":88002487,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002487/149x198/032702a466/1333563269?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002487/298x396/1ed17bbe6b/1333563269?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 09 - 2005 a 2103","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 09 - 2005 a 2103","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88002487,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"pCp2E2dm3gOqp0rOea+y1Q1z3r8="},"url":"https://www.scribd.com/document/88002487/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-09-2005-a-2103","top_badge":null},"88002593":{"type":"document","id":88002593,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88002593/149x198/fa72b63ecb/1333563277?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88002593/298x396/ea904d2efb/1333563277?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 10 - 2104 a 2204","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 10 - 2104 a 2204","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88002593,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"IeichKf3+60Z5vyq1KTY3X9Qtgc="},"url":"https://www.scribd.com/document/88002593/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-10-2104-a-2204","top_badge":null},"88002814":{"type":"document","id":88002814,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002814/149x198/c9e8e78bd9/1347939211?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88002814/298x396/373d540f7a/1347939211?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 11 - 2304 a 2403","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 11 - 2304 a 2403","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88002814,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"o8Hxi7Vm/to/yqDni8ca3z6/5YA="},"url":"https://www.scribd.com/document/88002814/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-11-2304-a-2403","top_badge":null},"88004039":{"type":"document","id":88004039,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88004039/149x198/f32a808af7/1333563387?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88004039/298x396/6826e11334/1333563387?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 16 - 3411 a 3509","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 16 - 3411 a 3509","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88004039,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"o2adE1sKUkgke3SBFKZiQuGUCd4="},"url":"https://www.scribd.com/document/88004039/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-16-3411-a-3509","top_badge":null},"88004204":{"type":"document","id":88004204,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88004204/149x198/753d6cf520/1333563381?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88004204/298x396/695b25ca38/1333563381?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 17 - 3510 a 3610","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 17 - 3510 a 3610","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88004204,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"7TGJu1zsNEqlJANhwz7ZAv6ev48="},"url":"https://www.scribd.com/document/88004204/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-17-3510-a-3610","top_badge":null},"88004343":{"type":"document","id":88004343,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88004343/149x198/1d0430341b/1333563374?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88004343/298x396/2d700f6317/1333563374?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 17 - 3611 a 3710","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 17 - 3611 a 3710","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88004343,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"IgeEEWztrkveXyDh7Qssnd7J5oY="},"url":"https://www.scribd.com/document/88004343/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-17-3611-a-3710","top_badge":null},"88004508":{"type":"document","id":88004508,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88004508/149x198/04c95723c6/1333563366?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88004508/298x396/0748901a20/1333563366?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 18 - 3711 a 3811","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 18 - 3711 a 3811","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88004508,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"lnSQv42YTuH+tqUdv1H5vT/9Odc="},"url":"https://www.scribd.com/document/88004508/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-18-3711-a-3811","top_badge":null},"88004862":{"type":"document","id":88004862,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88004862/149x198/e8c15be95f/1333563382?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88004862/298x396/fc664ffb6f/1333563382?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 19 - 4012 a 4112","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 19 - 4012 a 4112","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88004862,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"/A0e0aolfW1Qqc4K3awv96D3hiU="},"url":"https://www.scribd.com/document/88004862/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-19-4012-a-4112","top_badge":null},"88008077":{"type":"document","id":88008077,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008077/149x198/7f73ba7f98/1333565599?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008077/298x396/0f49db2c43/1333565599?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 33 - 6926 a 7011","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 33 - 6926 a 7011","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008077,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"WMAY6e9k4S1rAYMEiGhEi6BoBcQ="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008077/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-33-6926-a-7011","top_badge":null},"88008143":{"type":"document","id":88008143,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008143/149x198/f7bb569c82/1333565603?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008143/298x396/1d4b417447/1333565603?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 33 - 7012 a 7095","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 33 - 7012 a 7095","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008143,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"2akRvlzylkr27RNAhCMQPmu7F5E="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008143/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-33-7012-a-7095","top_badge":null},"88008219":{"type":"document","id":88008219,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008219/149x198/55dfac1d7d/1333565609?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008219/298x396/5a190f6579/1333565609?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 34 - 7096 a 7180","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 34 - 7096 a 7180","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008219,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"IwpCYMyeBfuzX21A+HahHhmdw50="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008219/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-34-7096-a-7180","top_badge":null},"88008282":{"type":"document","id":88008282,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008282/149x198/19f9821d34/1333565614?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008282/298x396/c8707b7b91/1333565614?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 34 - 7181 a 7265","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 34 - 7181 a 7265","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008282,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"dZe8r+34L8v0YEv1XLR6NxbkfI0="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008282/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-34-7181-a-7265","top_badge":null},"88008341":{"type":"document","id":88008341,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008341/149x198/10add5c5d7/1333571681?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008341/298x396/e4993583a7/1333571681?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 34 -7266 a 7346","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 34 -7266 a 7346","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008341,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"78jz8DTK3oqKZTTFxWfKwVF6JLE="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008341/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-34-7266-a-7346","top_badge":null},"88008451":{"type":"document","id":88008451,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008451/149x198/8b4ac3b06d/1333565623?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008451/298x396/f3d8bced03/1333565623?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 35 - 7347 a 7455","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 35 - 7347 a 7455","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008451,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"gn7fHAeJLHwPHRAMHCBPMx6QOm8="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008451/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-35-7347-a-7455","top_badge":null},"88008608":{"type":"document","id":88008608,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008608/149x198/4f42356caa/1358821087?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008608/298x396/15463eb806/1358821087?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 35 - 7456 a 7562","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 35 - 7456 a 7562","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008608,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"VDyXuL0qbb3B7UzBkCbHppJjjEE="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008608/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-35-7456-a-7562","top_badge":null},"88008768":{"type":"document","id":88008768,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008768/149x198/92b75ab6c5/1333565738?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008768/298x396/c5a293b9cf/1333565738?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 35 - 7563 a 7720","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 35 - 7563 a 7720","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008768,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"YXF+NysYijAM3uM/1HvIi+rGpBg="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008768/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-35-7563-a-7720","top_badge":null},"88008842":{"type":"document","id":88008842,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88008842/149x198/e84bbd24fa/1386170933?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88008842/298x396/b017881cae/1386170933?v=1","title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 36 - 7721 a 7804","short_title":"Processo 13279-78.2011.4.01.3500 Volume 36 - 7721 a 7804","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88008842,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"52zoWUajSB0X6ltfpV25aTG3UX0="},"url":"https://www.scribd.com/document/88008842/Processo-13279-78-2011-4-01-3500-Volume-36-7721-a-7804","top_badge":null},"88153445":{"type":"document","id":88153445,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88153445/149x198/f4aa058edc/1334941136?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88153445/298x396/58d3366dd0/1334941136?v=1","title":"Autorizacao para deposito de entulho na fazenda Salvia","short_title":"Autorizacao para deposito de entulho na fazenda Salvia","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88153445,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"LBdKFAhSqTEwdMDYjOR6iSO4TYs="},"url":"https://www.scribd.com/document/88153445/Autorizacao-para-deposito-de-entulho-na-fazenda-Salvia","top_badge":null},"88153461":{"type":"document","id":88153461,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/88153461/149x198/52d3bf78df/1334941080?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/88153461/298x396/674524fe41/1334941080?v=1","title":"Requerimento de Agnelo sobre a fazenda Salvia sabia inclusive de valores","short_title":"Requerimento de Agnelo sobre a fazenda Salvia sabia inclusive de valores","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":88153461,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"hsMdLcMHT7ZSKv0/+vseGCXP1x8="},"url":"https://www.scribd.com/doc/88153461/Requerimento-de-Agnelo-sobre-a-fazenda-Salvia-sabia-inclusive-de-valores","top_badge":null},"89094856":{"type":"document","id":89094856,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/89094856/149x198/ed85dde4c8/1334941016?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/89094856/298x396/d108d4b007/1334941016?v=1","title":"PETIÇÃO ROBERTO JEFFERSON","short_title":"PETIÇÃO ROBERTO JEFFERSON","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":89094856,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"8xVQV9q122M/35KaAtLcOVzxRw0="},"url":"https://www.scribd.com/document/89094856/PETICAO-ROBERTO-JEFFERSON","top_badge":null},"91563310":{"type":"document","id":91563310,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/91563310/149x198/f1833d5817/1399979123?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/91563310/298x396/d19be73816/1399979123?v=1","title":"IPL n°0089/2011-4 - SR/DPF/DF - OPERACAO MONTE CARLO","short_title":"IPL n°0089/2011-4 - SR/DPF/DF - OPERACAO MONTE CARLO","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":91563310,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"QmtKKLVZkCjzJQIhCJHevyYrdbQ="},"url":"https://www.scribd.com/document/91563310/IPL-n-0089-2011-4-SR-DPF-DF-OPERACAO-MONTE-CARLO","top_badge":null},"92594479":{"type":"document","id":92594479,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92594479/149x198/493b1d5c89/1336322699?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92594479/298x396/4eb96016ae/1336322699?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 01","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 01","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92594479,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"GQe5jDPyAVGR4xYRvJdtfCWE5Rk="},"url":"https://www.scribd.com/document/92594479/INQ-3430-Apenso-01-Volume-01","top_badge":null},"92594854":{"type":"document","id":92594854,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92594854/149x198/7206d76038/1336322685?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92594854/298x396/f80a3024e5/1336322685?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 02","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 02","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92594854,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"mMItNKSYo0T2YuHGhpElr+Sqp6E="},"url":"https://www.scribd.com/document/92594854/INQ-3430-Apenso-01-Volume-02","top_badge":null},"92595227":{"type":"document","id":92595227,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92595227/149x198/ad1e6dcb1b/1336322551?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92595227/298x396/9ed5f4e653/1336322551?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 03","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 03","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92595227,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"9JV9DEaiGmYfK9V1RDedkt3/fcs="},"url":"https://www.scribd.com/document/92595227/INQ-3430-Apenso-01-Volume-03","top_badge":null},"92595497":{"type":"document","id":92595497,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92595497/149x198/f2ce34d216/1336322542?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92595497/298x396/6880308ab4/1336322542?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 04","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 04","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92595497,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"mwP+Gq95cvwTLsnAEJbkUxHU7+Y="},"url":"https://www.scribd.com/document/92595497/INQ-3430-Apenso-01-Volume-04","top_badge":null},"92595997":{"type":"document","id":92595997,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92595997/149x198/44830fbc45/1336322537?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92595997/298x396/6ba3c402e3/1336322537?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 05","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 05","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92595997,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"qMz94xHrez0/tqEOZLDaCq/KaKE="},"url":"https://www.scribd.com/document/92595997/INQ-3430-Apenso-01-Volume-05","top_badge":null},"92596332":{"type":"document","id":92596332,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92596332/149x198/b1da9d30ed/1336322531?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92596332/298x396/d6ed3cea80/1336322531?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 06","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 06","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92596332,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"OIxQZItRkRDyTPu6Gz0Cj9WnRrU="},"url":"https://www.scribd.com/document/92596332/INQ-3430-Apenso-01-Volume-06","top_badge":null},"92596752":{"type":"document","id":92596752,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92596752/149x198/08d2138ed3/1359227397?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92596752/298x396/355e272651/1359227397?v=1","title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 07","short_title":"INQ 3430 Apenso 01 Volume 07","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92596752,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"1BphGX3UnQvaNSXnvGuaLLms07M="},"url":"https://www.scribd.com/document/92596752/INQ-3430-Apenso-01-Volume-07","top_badge":null},"92596907":{"type":"document","id":92596907,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92596907/149x198/60e2329edd/1443545719?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/92596907/298x396/9d23058d31/1443545719?v=1","title":"INQ 3430 volume 01 - OPERACAO MONTE CARLO - LAS VEGAS","short_title":"INQ 3430 volume 01 - OPERACAO MONTE CARLO - LAS VEGAS","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92596907,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"XGArKyPp6A1LNNKVT1LXGXeHIbo="},"url":"https://www.scribd.com/doc/92596907/INQ-3430-volume-01-OPERACAO-MONTE-CARLO-LAS-VEGAS","top_badge":null},"92826513":{"type":"document","id":92826513,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92826513/149x198/cb21916aca/1336478345?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92826513/298x396/ff532f134f/1336478345?v=1","title":"2009 Recurso_Improbidade_Dirceu","short_title":"2009 Recurso_Improbidade_Dirceu","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92826513,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"9bpxvuSdCxMGw4RKAp4tAfW2oeI="},"url":"https://www.scribd.com/document/92826513/2009-Recurso-Improbidade-Dirceu","top_badge":null},"92829252":{"type":"document","id":92829252,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92829252/149x198/dd69c15314/1359257092?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/92829252/298x396/02948fa0db/1359257092?v=1","title":"DEPOIMENTO DE JOSÉ DIRCEU NO MENSALÃO DO PT","short_title":"DEPOIMENTO DE JOSÉ DIRCEU NO MENSALÃO DO PT","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":92829252,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"agQpfblu6IPbUp9MGBNLX6eYeSY="},"url":"https://www.scribd.com/doc/92829252/DEPOIMENTO-DE-JOSE-DIRCEU-NO-MENSALAO-DO-PT","top_badge":null},"93651793":{"type":"document","id":93651793,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/93651793/149x198/86c55a2d8b/1337089136?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/93651793/298x396/fc82a0c16f/1337089136?v=1","title":"HC113548 ÍNTEGRA DA DECISÃO QUE SUSPENDEU O DEPOIMENTO DE CACHOEIRA","short_title":"HC113548 ÍNTEGRA DA DECISÃO QUE SUSPENDEU O DEPOIMENTO DE CACHOEIRA","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":93651793,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"YG9nBRZisUNkBnH/ALVAFt7vwlE="},"url":"https://www.scribd.com/document/93651793/HC113548-INTEGRA-DA-DECISAO-QUE-SUSPENDEU-O-DEPOIMENTO-DE-CACHOEIRA","top_badge":null},"94958887":{"type":"document","id":94958887,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/94958887/149x198/be0f7ad064/1355078738?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/94958887/298x396/2029f72962/1355078738?v=1","title":"RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS BNDES - CGU","short_title":"RELATÓRIO DE AUDITORIA ANUAL DE CONTAS BNDES - CGU","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":94958887,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"GzT8hljWQRA7583m1Et5HzbAg24="},"url":"https://www.scribd.com/document/94958887/RELATORIO-DE-AUDITORIA-ANUAL-DE-CONTAS-BNDES-CGU","top_badge":null},"97227187":{"type":"document","id":97227187,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/97227187/149x198/8c8685dec9/1339792080?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/97227187/298x396/f508c2e16c/1339792080?v=1","title":"MPF/DF pede condenação de ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi do PDT por improbidade","short_title":"MPF/DF pede condenação de ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi do PDT por improbidade","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":97227187,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"m0U/Rqa445edjPE3ReoWf38Xl0g="},"url":"https://www.scribd.com/doc/97227187/MPF-DF-pede-condenacao-de-ex-ministro-do-Trabalho-Carlos-Lupi-do-PDT-por-improbidade","top_badge":null},"97283184":{"type":"document","id":97283184,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/97283184/149x198/2eb96ec82b/1353088250?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/97283184/298x396/69474ae0a4/1353088250?v=1","title":"CPMI - COMISSAO PARLAMENTAR MISTA DE INQUERITO DESTINADA A EXAMINAR A ESCALADA DA ACAO TERRORISTA NO BRASIL #POLITICA #DIREITO #CPIdoCACHOEIRA #COMISSAODAVERDADE","short_title":"CPMI - COMISSAO PARLAMENTAR MISTA DE INQUERITO DESTINADA A EXAMINAR A ESCALADA DA ACAO TERRORISTA NO BRASIL #POLITICA #DIREITO #CPIdoCACHOEIRA #COMISSAODAVERDADE","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":97283184,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"j7xENm5Ca6AVXZ7NCrZK77g1u/k="},"url":"https://www.scribd.com/doc/97283184/CPMI-COMISSAO-PARLAMENTAR-MISTA-DE-INQUERITO-DESTINADA-A-EXAMINAR-A-ESCALADA-DA-ACAO-TERRORISTA-NO-BRASIL-POLITICA-DIREITO-CPIdoCACHOEIRA-COMISS","top_badge":null},"97309435":{"type":"document","id":97309435,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/97309435/149x198/ed1fdf9764/1374428133?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/97309435/298x396/1c7f44b1c6/1374428133?v=1","title":"CPMI - ESQUEMA PC FARIAS A CPMI QUE DERRUBOU FERNANDO COLLOR NA INTEGRA","short_title":"CPMI - ESQUEMA PC FARIAS A CPMI QUE DERRUBOU FERNANDO COLLOR NA INTEGRA","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":97309435,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"GaVw+CInxBJykJg2F41FLX8F28M="},"url":"https://www.scribd.com/doc/97309435/CPMI-ESQUEMA-PC-FARIAS-A-CPMI-QUE-DERRUBOU-FERNANDO-COLLOR-NA-INTEGRA","top_badge":null},"97357700":{"type":"document","id":97357700,"thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/97357700/149x198/fbdb42e27e/1339955642?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/97357700/298x396/4f440b9788/1339955642?v=1","title":"CPI DA EVASAO DA FUGA DE CAPITAL E EVASAO DE DIVISAS DO BRASIL","short_title":"CPI DA EVASAO DA FUGA DE CAPITAL E EVASAO DE DIVISAS DO BRASIL","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":97357700,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"hDaDW4jBL+ymrvp2n2reoDMa2SQ="},"url":"https://www.scribd.com/doc/97357700/CPI-DA-EVASAO-DA-FUGA-DE-CAPITAL-E-EVASAO-DE-DIVISAS-DO-BRASIL","top_badge":null},"98894899":{"type":"document","id":98894899,"thumb_url":"https://imgv2-2-f.scribdassets.com/img/document/98894899/149x198/76596bb642/1375745315?v=1","retina_thumb_url":"https://imgv2-1-f.scribdassets.com/img/document/98894899/298x396/1bc73cf1e2/1375745315?v=1","title":"MPF vai à Justiça contra plano de saúde do Senado","short_title":"MPF vai à Justiça contra plano de saúde do Senado","author":"Vetor Mil","tracking":{"object_type":"document","object_id":98894899,"track":"flattened_recommender","doc_uuid":"oVyAiiNFOGrAF9GKJXYLXez6ta8="},"url":"https://www.scribd.com/document/98894899/MPF-vai-a-Justica-contra-plano-de-saude-do-Senado","top_badge":null}}},"seo_roadblock_props_path":"/doc-page/seo-roadblock-props/87998826","signup_context":null,"toolbar":{"search_path":"/search-4gen?allowed_pages=&auth_token=WIB4n5jl1%2FP4iyUIB0o5dF6r53s%3D&authenticity_token=FHM72JbO0cXTp6jQ4Oi39f3oa18wtUXBPa8CLHdHh7x7cthj9bYzPTu0B3bygqcX9v0uML3hXxjx5oebH5KWaw%3D%3D&expires=1540860739&wordDocumentId=87998826&wordUploadId=91206815"},"renewal_nag_props":null}-->