You are on page 1of 108

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÁS 1V VARA FEDERAL

PROCESSO NR:

1327978.2011.4.01.3500

o

TERMO DE ABERTURA DE VOLUME DE AUTOS
Aos 12 de Abril de 2011, procedi à abertura do 11° volume destes autos, a partir das folhas 2.304.

ibItiøt
•.l
-;

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

TELEFONE 6178167304

NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Cario

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X LENINE boleto DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/2011 14:14:22 3110312011 14:15:44 00:01:22 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR 316010027447655 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027447655 R

RESUMO LENINE conseguiu falar com o O (OLIMPIO) disse que tinha falado contigo mas não aparofundou que hoje é o último dia útil. LENINE vai estar no VAL daqui umas duas horas e que vai tentar falar com ele. DIÁLOGO LENINE:Oi FONSECA: Pode falar rapidinho aí? LENINE: Posso diga FONSECA:Recém consegui falar lá com o O, disse que tinha falado contigo, mas não aproftrndou. que ia ver pra amanhã, mas hoje é último dia útil ( ... ) dar um toquezinho nele lá pra acelerar que o pessoal tá tudo preocupado aqui, tô aqui com eles aqui no meu trabalho LENINE: Vou ver se eu falo com eles aqui, eu tô saindo do (ininteligível). tô com o pessoal aqui até do RIO, nós vamos no escritório aqui, vou no Aeroporto deixá-los daqui umas duas horas eu tô no VAL, aí eu te chamo na hora que eu chegar aí, você tá no VAL? FONSECA: Tô, tinha que ser só em horário de expediente né, às 16 né, no máximo ás 16:30, acho que eu ainda consigo entrar pra fazer o, pra concluir lá LENINE: Eu acho que até quatro eu tô lá, mas de qualquer maneira eu sou responsável por aquilo o que eu te falei certo? Um pequena que é eu mais o WILLIAM, não deles, apesar que eu já falei com os dois FONSECA: Tá mas me ajuda ai, pede pra ele dar uma agilizada lá porque lá todo mundo aqui preocupado aqui com isso, tem que resolver hoje, sabe LENINE: Não é. (encenado) TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO X LENINE DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/031201114:16:22 31103/201114:18:01 00:01:39 ALVO INTERLOCUTOR 316010027451241 1623370411 RESUMO 220 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 R

§!1JO DE•ffisiçA

--

MJ -MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
LENINE fala da conversa com FONSECA. OLIMPIO fala que pode arrumar 10.000 e LENINE consegue arrumar 5 do HOMEM e dele 3. LENINE fala para OLIMPIO arrumar 5.000. FRX DIÁLOGO LENINE: ( ... ) Você desligou ele me ligou. OLIMPIO:Ai e ai? LENINE: E, mas eu preciso resolver até 04 hora, não, eu falei com você que eu tinha uns problemas aqui cara, tô com pessoal aqui do RIO e nesse momento eu tô saindo do POTÊNCIA DO SUL, tô indo pro escritório né, é... mas eu falei pra você que eu tenho que resolver até 04, você podia falar com o outro lá que lá dependendo de você, eu falei: não, não lá dependendo de mim, né, a gente conversou e tudo né. Ah que cara terrorista... OLIMPIÔ: É, ele é terrorista demais, mas deixa que eu vou ligar logo, vou avisar logo, oh.. consegui 10 aqui e pronto, acabou. LENINE: Não, pode fechar nisso ai que eu ranco os 5 do HOMEM lá, mesmo se você não conseguir falar eu ranco dele, então, e eu vou dar mais 3, então junta nos dois, 5 seu, 5 do HOMEM, 3 meu, 13. OLIMPIO: E, eu vou ver aqui com ele. LENINE: Tá, eu acho que tem que falar logo viu OLIMPIO, porque ai depois o cara também num né.. e outra coisa, vai cagar bicho, 13 já lá bom demais rapaz. OLIMPIO: Tá, pode deixar comigo, ah ta bom demais moço, devia é dar é nada rapaz, não tenho nada a ver com isso ue. LENINE: Nada, ele tá caçando é pra ele mesmo, acredito nessa história de jeito nenhum. OLIMPIO: E, que conversa, isso é história prá boi... LENINE: Falou então. (ENCERRADO) TELEFONE 316010027451241 NOME DO ALVO OLIMPIO - MONTE CARLO

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO x CASSIA c DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201114:30:06 31/03/201114:30:59 00:00:53 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 724009030471121 724009030471121 R RESUMO CASSIA fala que CEARA esta lá e o HNI está pegando as sucatas. TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201114:32:51 31/03/201114:33:04 00:00:13

221

111:11 [Ç3

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 724009050328989 724009050328989 R RESUMO PGX OLIMPIO fala que o cheque é de 10.000. TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X OLIMPIO (CHEQUE SEM FUNDO) @ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 14:33:18 31/03/201114:33:57 00:00:39 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR 316010027451241 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 6178167304 R

RESUMO FONSECA fala que depois resolvem e fazem um acerto. Falam sobre cheque sem fUndo. TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO IN TERL O C UTO RE S/CO M EN TÁ RI O OLIMPIO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201114:34:00 31/03/201114:34:18 00:00:18 ALVO INTERLOCUTOR 316010027451241 55-123-79168 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 R

RESUMO OLIMPIfl avisa que o LENINE também vai ajudar, FONSECA fala que lá é 36. FRX TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X OLIMPIO boleto DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201114:34:28 31/03/201114:34:54 00:00:26 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR 316010027451241 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 6178167304 R

222

1 rqj
-
.;lp4zif;;9{.

ç

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL. SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

RESUMO Fala que estão juntos tentando conseguir( provavelmente dinheiro) para pagar boleto. FONSECA fala que já conseguirma arrumar seis. TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X OLIMPIO boleto DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 3110312011 14:35:04 31103/2011 14:36:24 00:01:20 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR 316010027451241 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 6178167304 R

RESUMO FONSECA pede para OLIMPIO 20 para hoje até o horanio do expediente, porque o tempo está esgotado, OLIMPIO fala que só consegue arrumar 10. DIÁLOGO FONSECA: Mas me arruma mais ou menos 10, ai depois nos acertamos ai, nos vamos te pagando ai. OLIMPIO: E porque eu vou arrumar isso mesmo, os 10 mesmo do cheque lá. FONSECA: Não, ai tu me arruma mais 10, me arruma 20 ao total porque dai eu vou correr por aqui, só que já tá, o tempo Lá esgotado né, nem sei pra onde eu vou, tem que dar um jeito. OLIMPIO: Negão, eu não dou conta de 20 não, eu dou conta de 10, eu não dou conta mesmo, estou falando sério pra você. E outra coisa, e você quer isso hoje ainda é? FONSECA: Tem que ser até o horário do expediente. OLIMPIO: Caralho meu amigo, eu vou ver aqui o que eu vou fazer aqui, deixa eu vou correr aqui, perai tá? FONSECA: Não, é por isso que a gente recorre aos amigos, que a coisa não é fácil, não, mas me arruma mais 10, arruma 20, e esses outros 10 nos damos jeito pra te pagar aqui, umas duas vezes, três ai. OLIMPIO: Pois é, vou ver isso ai, vou ver, mas o HOMEM aqui tá toda viu, eu vou ver o que eu faço aqui FONSECA: Não, ajuda ai, porque nos estamos contando, precisamos de ti, dessa vez é urgente mesmo. (ENCERRADO) TELEFONE 1623370411 NOME DO ALVO Lenine - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINE X JAIRO DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/201114:41:46 31/03/201114:42:25 00:00:39 ALVO 1623370411 DIÁLOGO INTERLOCUTOR 316010027450207 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 1623370411 R

223

/
a' e' MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

LENINE pergunta onde caiu ontem. JAIRO diz que foi na 704 norte. Diz que amanhã tem outro na 209 norte, diz que está esperando conflrmacao. TELEFONE 1623370411 NOME DO ALVO Lenine - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINE X ANDRE DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 3110312011 14:52:02 3110312011 14:52:39 00:00:37 ALVO 1623370411 INTERLOCUTOR 724009002356086 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 724009002356086 R

DIÁLOGO ANDRE diz que está em frente ao ED. CENTRAL PARK. LENINE diz que é o predio do escnitorio do JOAO TELEFONE 1623370411

NOME DO ALVO Lenine - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINE X JOAO ® DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201114:54:03 31/03/201114:54:17 00:00:14 ALVO 1623370411 INTERLOCUTOR 724009002726310 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 724009002726310 R

DIÁLOGO LENINE pergunta qual que é a sala. JOAO diz que é a 112. TELEFONE 6181264263 NOME DO ALVO Dada - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO DADA X ANDERSON @ (PASSAPORTE) DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201115:19:57 31/03/201115:21:50 00:01:53 ALVO 6181264263 INTERLOCUTOR 6181771010 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO A

RESUMO KENIA JA TIROU. BRUNO MEIRA - FILHO DE GUSTAVO.

224

SEGREDO DE JUSTIÇA

Lpp-

MJ - MINISTÈRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

TELEFONE 1623370411

NOME DO ALVO Lenine - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINE X WLADIMW. DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201115:33:27 31/03/201115:36:23 00:02:56 ALVO 1623370411 INTERLOCUTOR 316010027450381 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027450381 R

RESUMO VLADMIR vai intalar jogos nas maquinas do LENINE. LENINE diz que está com um sistema novo sugerido por CARLINHOS. AMILCAR tem o sistema de jogo via internet que será intalado numa LAN no RIO na semana que vem. DIÁLOGO [Cumprimentam-se.] LENINE:uquantos jogos você acha que a gente colocar naqueles lá? VLADMIR:"uai, qualquer jogo que quiser, cacthuca, noventa, ai jogo muito showbail, ne! showball, qualquer jogo" LENINE:"eu tenho uma relação aqui vou levar pra você, showbail, champion, rainha do nilo, polaris, silver bali, era do gelo, rnoney, mouse, r bali, mega bali, foi uma relação que eles puseram aqui vou levar pra você, tal" VLADMIR:"inclusiy e eu falei com CARLINI-IOS, eu tenho uma idéia melhor, a gente vai ter um custo praticamente zero, a gente por o AMILCAR pra fazer isso, o AJvIILCAR tem o sistema de internet LENINE:"ok, eu pedi o que o CARLINHOS me orientou aqui, ate que fecha, viu VLADMIR:"o 4.0, ne? LENINE:"exatamente vai consultar ia o restante, certo, mas via viavel. Mas o seguinte, eu tenho que dar uma ponta do pessoal do JOAO que ta aqui que trouxe ele, de qualquer maneira a gente tem que separar uma ponta pra esse aqui. VLADMIR:"ok, você tá aqui amanha? por ai eu ja vou conversar com o AMILCAR e vou conversar com o cara agora, qualquer coisa a gente ja manda esse povo pra ai segunda ou terça feira" LENINE:"você fala pra cá pra BRASILIA ou pro RIO já? VLADMIR:"não, pra onde você quiser, já pra montar, porque tem que ser no local, ne!" LENINE:"ai teria que ser no RIO, lá a casa já tá toda pronta, ai tem que ver a antena, dá quantos quilometros uma da outra' VLADMIR:"nào moço, nos não vamos montar com antena não, nós vamos montar o sistema parece lan house, não dá problema, melhor que antena, você vai ver que show de bola, eu funcionei os dois jeitos na branca, funcionei com a antena e com esse sistema, a da antena normalmente dá problema, caía, esse outro sistema não dá problema, o pessoal teve lá, fez a perícia, fez tudo não deu conta de pegar nada, é como se fosse uma lan house, trem melhor do mundo. LENINE:"tem esse laudo pericial ai, não tem?" VLADMIR:"tem, tem, foi preso e tudo, ja devolveram os equipamentos já porque não acharam nada" LENINE:" então beleza, vamos marcar semana que vem pra dar um pulo no RIO DE JANEIRO, pega um tecnico prar dar um pulo no local lá" VLADMIR:"pode marcar ai" LENINE:"tá bem então"

225

SEGREDO DE JUSTIÇA
-

lI:,

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

(encerrado)

TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO INTERLOCUTORE5/COMNTÁpJo OLIMPIO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/2011 15:40:14 31/03/2011 15:40:28 00:00:14 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 724009050328989 724009050328989 R RESUMO OLIMPIO pergunta quando ele vai lá. FRX

TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 3110312011 15:40:29 31/03/2011 15:41:16 00:00:47 ALVO INTERLOCUTOR 316010027451241 55-123-79168 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 R

RESUMO OLIMPIO pergunta se quer que mande entregar para FONSECA e ele fala que está no NÚCLEO BANDEIRANTE. FRX

TELEFONE 55975583

NOME DO ALVO ROSALVO SIMPRIN1 CRUZ - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ROSALVO X SILVIO DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/2011 15:40:35 3110312011 15:43:49 00:03:14 ALVO 55975583 INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 55-83-85647 55975583 R

RESUMO PGX Acertos fmanceiros. ROSALVO fez depósito de 15.000 referente ao apartamento, amanhã vai tentar fazer 4 referente a 02 semanas.

226

J4g

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

TELEFONE 316010027451241

NOME DO ALVO O.LIMPIO - MONTE CARLO

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201115:41:17 31/03/201115:42:19 00:01:02 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 724009050328989 724009050328989 R RESUMO OLIMPIO fala não conseguiu os 20, que POR ENQUANTO só conseguiu os 10. FONSECA está em um FACTORING no NUCLEO trocando um cheque dele e está pedindo que o ajude mais um pouco. FRX DIÁLOGO FONSECA: Conseguiu arrumar pra mim os vinte? OLIMPIO: Não consegui os vinte não, por enquanto eu consegui dez, aí eu falei com o homem lá agora lá vou ver o que ele faz, vê se ele consegue armamar isso aí FONSECA: Vamos fazer os seguinte, eu tô aqui no NUCLEO, trocando num factory um cheque meu, porque tem que resolver hoje esse negócio, então vou completar aqui, mas dai tu me ajuda, vou dar mais uma conversada com o BAIXINHO, pra ele pressionar o parente dele, ai tu me ajuda lele lá ajudar mais um pouco, pórque os outros lá, tá assumindo sozinho a outra sabe, e eu tenho que quebrar o galho pra (ininteligível) OLIMPIO: eu vou tentar, mas eu acho difícil, o negócio lá apertado pra caralho, tá muiot apertado. FONSECA: Mas vamos tentar me ajuda aí. (encenado) TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Curto

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X OLIMPIO
31103/2011

DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 15:41:17 311031201115:42:19 00:01:02 INTERLOCUTOR 316010027451241 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 6178167304 R

ALVO 6178167304

RESUMO OLIMPIO fala que conseguiu arrumar 10, FONSECA fala que está no factury e pede pra ele ajudar lá com o BAIXINHO. DIÁLOGO FONSECA: Conseguiu arrumar pra mim os vinte?

227

XII ti 1 JIÇ3P 1 lia 1 [ÇJ

«.....


MJ - MINISTERIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
OLIMPIO: Não consegui os vinte não, por enquanto eu consegui dez, aí eu falei com o homem lá agora lá vou ver o que ele faz, vê se ele consegue amiamar isso aí FONSECA: Vamos fazer os seguinte, eu tó aqui no NUCLEO, trocando num factor)' um cheque meu, porque tem que resolver hoje esse negócio, então vou completar aqui, mas daí tu me ajuda, vou dar mais uma conversada com o BAIXINHO, pra ele pressionar o parente dele , aí tu me ajuda lele lá ajudar mais um pouco, porque os outros lá, tá assumindo sozinho a outra sabe, e eu tenho que quebrar o galho pra (ininteligível) OLIMPIO: eu vou tentar, mas eu acho dificil, o negócio tá apertado pra caralho, lá muiot apertado. FONSECA: Mas vamos tentar me ajuda aí. (encerrado) TELEFONE 6178167304

NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X ANTONIO @ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/2011 15:47:01 31103/2011 15:48:33 00:01:32 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO ANTONIO fala que lá danto certo a assinatura do Contrato às 16:30 horas, no PÁTIO BRASIL. DIÁLOGO FONSECA: Oi ANTONIO éFONSECA ANTONIO: Opa tudo bem FOSNECA. Tá dando certo Iá,viu ,me mandaram eu ir quatro e meia hoje lá pro o PÁTIO BRASIL ,já pra assinar 00 contrato FOSNECA: não entendi? ANTONIO: Me mandaram ir lá pro PÁTIO BRASIL que vão assinar o contrato lá quatro e meia FOSNECA: Tá bom nó? ANTONIO:E com certeza FOSNECA: Ele me perguntou lá, a mulher lá perguntou pra mim, qual é o documento que tu ia, se tu tinha só a procuração do pessoal lá, se ia levar só a procuração ANTONTO:Não nós tínhamos todas a documentaçãode lá, vai passar toda a documentação se eles quiser ir, vai passar os documetnos que arrematamos da INCOR ,tem todos os documentos, o contrato da INCOR pra gente, agora se eles quiserem ir lá passa direto da INCOR pra eles FOSNECA: o pessoal preocupado que a massa falida não ia querer passar pra eles , parece que lava inadimplente alguams parcelas ANTONIO:já resolveu lá, o cara já resolveu tudo. (encerrado) TELEFONE 316010027451241 NOME DO ALVO OLIMPIO - MONTE CARLO ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO)( LENINE

228

Ii XII ti M

ISJ I * tua Í(qÁ J

O'

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO

31/03/201116:08:12 31/03/201116:09:27 00:01:15
ALVO

316010027451241

INTERLOCUTOR

1623370411

316010027451241

ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO R

RESUMO LENINE fala que vai dar TELEFONE

3 para FONSECA e que o HOMEM e OLIMPIO vao dar 5 cada um.

6196639223

NOME DO ALVO Lenine - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINE X VLADMIR DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO

31/03/201116:16:15 31/03/201116:18:51 00:02:36
ALVO INTERLOCUTOR

6196639223

6282213030

ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO A

RESUMO VLADMIR tem 18 equipamentos de LCD, faz por

900, todos game nlax?

DIÁLOGO LENINE:"desculpa, mas agora que estou saindo de uma reunião, aquele hora ta saindo, vim aqui o aeroporto, agora tá tranquilo" VLADMIR:"aquele outro lado lá não aceitou não" LENINE:"pois é, o CHICO falou que você teve problema, não to sabendo nada disso VLADMJR:"é, eles nao aceitaram não, ai o que aconteceu, o que eu tive receio aconteceu, como eu tava com os trem tudo lá, eu percebi que eles seguiram a gente pra tentar dar o pulo, SO que como nos ja tava preparado pra isso, nos pegamos e fomos embora, dai dois dias depois nos voltamos, botamo os trem e salmo fora na calada da noite. Ai eu peguei falei assim, bom, tentei falar com o CHJCO, não consegui, ai caiu esse negoico do carnaval ai, esse trem todo, vou deixar passar. Eu montei aqueles equipamentos, tudo LCD, você não interessa não? LENINE:"quantos?" VLADMIR:"tem dezoito" LENINE:"quanto você faz nele?" VLADMIR:"vinte, faço ele 900 pro cê" LENINE:"deixa eu ver com meu sócio aqui, te dou a resposta amanha.Amanha não, sabado" VLADMIR:" faço o seguinte, te dou prazo também, não tem problema não" LENINE:"qual o prazo? VLADMIR:"você vê ai o que é bom pra você, ue!, uma semana, você que sabe" LENINE:"deixa eu ver com ele, chega de hoje pra amanha" VLADMIR:"o trem foi montado pra mim, viu LENINE" LENINE:"eu sei, eu conheço a sua, se for do pradnao que você faz, vou ver como meu sócio aqui e te dou uma resposta no sábado" VLADMIR:"tudo game max, tem uns seis que é zerado, nunca foi rodado nem nada, aliás, tudo nunca foi rodado, só placa mãe que nao tem jeito." 229

E1 XCI ti A

'11 )I LIKI 1 [Ç
+ ç fe

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

LENINE:" ta bom então, te dou resposta no sábado" VLADMIR:"você desculpa o incomodo ai" LENINE . "nâo, não, de forma nenhuma' VLADMIR:"tchau" (encerrado)

TELEFONE 1623370411

NOME DO ALVO Lenine - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINEXFONSECA @ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/2011 16:40:37 31/0312011 16:41:01 00:00:24 ALVO 1623370411 INTERLOCUTOR 55-123-79168 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 1623370411 R

DIÁLOGO LENINE avisa que acabou de chegar e está indo para VALPARAISO daqui a 10 minutos o chama.

TELEFONE 316010027446986

NOME DO ALVO GEOVANI - Monte Canto

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO GEOVANI X RODRIGO @ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 3110312011 16:44:43 3110312011 16:46:59 00:02:16 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027446986 316010027452140 316010027452140 R RESUMO GEOVANI conversa com RODRIGO sobre pagamentos e contabilidade. PGX DNX TELEFONE 1623370411

NOME DO ALVO Lenine - Monte Carlo

IN TE RLOC UTORE S/C O M EN TÁ RIO LENINE X OLIMPIO DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 16:46:23 31103/2011 16:48:26 00:02:03 ALVO 1623370411 INTERLOCUTOR 316010027451241 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 R

230

E1 XCI ti M Ij ) Dm11131 p..

MJ - MINISTERIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
RESUMO Falam do comportamento do FONSECA. DIÁLOGO LENINE: ( ... ) Como é que você ficou com o cara hein? OLIMPIO: Ah, eu tô mandando levar lá os 10.000 para ele lá, aquela porra lá. LENINE: Oh, o carajá me ligou, eu sai de BRASILIA pra cá, acabei de chegar, o cara já me ligou três vezes já. OLIMPIO: E, NÃO, O BICHO, FALA sério, vou te fala uma coisa bicho, só a gente mesmo pra aguentar um mané desses em cima, porque bicho, não deixa a gente trabalhar, em cima da hora, ele tinha falado que era sexta-feira ai hoje é quinta, eu não tô muito preocupado com ele não, eu mandei levar lá pra ele e falei: Oh FONSECA espera ai que lá indo uma pessoa te procurar ai, ah vai tomar no eu rapaz. LENINE: O cara falou pra mim ante ontem a noite pra mim se virar até hoje, cara, qual o empresário, qual o empresário hoje, pior dia de qualquer empresário hoje é do dia 01 ao dia 05, cara, amanhã eu fecho uma folha de pagamento de 70 funcionários, o cara nem quer saber disso. OLIMPIO: (.00:01 :23) Pois é, é finda viu LENINE, mas eu já tô resolvendo pra ele aqui, vou ver o que vai fazer, vamos ver. LENINE: Vou mandar levar o meu lá agora também, eu vou pedir pra alguém levar lá também, não vou lá, cagar(...) (ENCERRADO) TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X ROSALVO DNX DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201116:47:02 31/03/201116:47:43 00:00:41 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 55975583 6178167304 R

RESUMO FONSECA fala que já saiu de onde ele estava que está no VAL. ROSALVO pede pra ele esperar um pouco que ele está epgando dinheiro de uma pessoa, que quando sair de lá liga pra FONSECA. DIÁLOGO ns TELEFONE 55975583 NOME DO ALVO ROSALVO SIMPRINI CRUZ - Monte Cano

IN TERL O C UTO RE S/C O MENTÁ R 10 ROSALVO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201116:49:33 31/03/201116:50:30 00:00:57

231

i1:i XII

1 IIi IJ DPI iKi U[ÇÁ J a

iC\ (i?ZiJS
7-.-'

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

ALVO - 55975583

INTERLOCUTOR 724009050328989

ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 724009050328989 R

RESUMO ROSALVO pede para levar amanha, FONSECA avisa que vai viajar amanha 06:00. TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERL O C UTO RE 5/CO MEN TÁ RIO CARLINHOS X J1JLIO@ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 17:02:36 3110312011 17:03:00 00:00:24 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 316010027447309 316010027447309 R RESUMO JÚLIO diz que o pessoal do 10 Lá no MINAS BAR. DIÁLOGO JÚLIO: o pessoal do 1° aí Lá lá no MINAS BAR, CARLINHOS: do 1°? JÚLIO: é. CARLINHOS: só um minutinho. (encerrado) TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO CARLINHOS X WLADIMIR@ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201117:03:16 31/03/201117:03:28 00:00:12 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 316010027450381 316010027445095 R RESUMO CARLINFIOS diz que JÚLIO precisa falar com urgência com WLADIMIR. TELEFONE 6196639223 NOME DO ALVO Lenine - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO 232

9]
MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
LENINE X MNI DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 17:05:52 31/03/201117:06:33 00:00:41 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO PAGAMENTO DO FONSECA. DIÁLOGO LENUÇE: Faz um favor pra mim, pega 3 mil coloca num envelope ai, desce aí pra mim que eu preciso pegar rapidinho isso aí. MNI: eu coloco o quê? LENINE: depois eu te falo MNI:ta LENINE: ai desce aí, eu vou pegar com voce na porta aí agora MNI: ta LENINE. ta, poe dentro de um envelope ai pra mim. ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

TELEFONE 618 1264263

NOME DO ALVO Dada - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO DADA X ANDERSON DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201117:09:12 31103/201117:10:11 00:00:59 ALVO 6181264263 INTERLOCUTOR 81771010 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO A

RESUMO ENCONTRO NA 306 SUL. TELEFONE 6181771010 NOME DO ALVO Anderson Aguiar Drumond - Monte Cario

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ANDERSON X DADA @ @ ECX DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201117:09:27 31/03/201117:10:11 00:00:44 ALVO INTERLOCUTOR A ORIGEM DA LIGAÇÂO TIPO

233

1XtI1Out1I 1

e YZRP'

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
RESUMO Combinam um encontro na 306. DIÁLOGO (...) ANDEREON:Tá onde? Tá por onde? DADA:vim ver os meninos aqui no treino, masjá tô saindo ANDERSON: tá ai no Setro Policial? DADA:Tô, tu vai vir pra cá agora ou vai quer que eu vou pra aí, vou deixar o colega aqui na Estação do Metrô ANDERSON: Cara, tu pode me encontrar ali na 306, então? DADA:Poso eu vou pra lá ANDERSON:( ...) Que eu vou deixar uma encomenda, DADA: Vou pra lá, vou deixar um colega aqui na Estação do Metrô aqui na P DP. ANDERSON: Tájóia, a gente se encontra lá então. (...) (encenado) TELEFONE 1623370411 NOME DO ALVO Lenine - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO LENINEX FONSECA @@@ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/2011 17:18:53 31/03/201117:19:17 00:00:24 ALVO 1623370411 INTERLOCUTOR 724009050328989 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 724009050328989 R

DIÁLOGO LENINE está na frente da loja da esposa do FONSECA. FONSECA diz que está na loja. LENINE diz que vai entrar. TELEFONE 6181264263 NOME DO ALVO Dada - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO DADA X ANDERSON DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 17:25:37 31/03/201117:26:08 00:00:31 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO ENCONTRO NA BANCA DE REVISTA DA 306 SUL. ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

234

xe is i ein:i 1 [%1 r
'[7O,
MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

—o'

ç\

TELEFONE 6181771010

NOME DO ALVO Anderson Aguiar Drumond - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ANDERSON X DADA @@ ECX DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 3110312011 17:25:43 31/03/2011 17:26:08 00:00:25 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO DADA fala que está na banca de revistas TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO CARLINJIOS X AREDES( DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/2011 17:30:14 31/03/2011 17:30:45 00:00:31 ALVO INTERLOCUTOR. ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 316010027450621 316010027450621 R RESUMO CARLINHOS pergunta a AREDES a respeito da investigação. TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO X VLADMTR DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201117:37:39 31/03/201117:38:09 00:00:30 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 316010027450381 316010027450381 R RESUMO OLIMPIO avisa que amanha 3.000 esta na conta dele. TELEFONE 6181771010 NOME DO ALVO Anderson Aguiar Drumond - Monte Cario ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

235

SEGREDO DE JUSTIÇA a

W
MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLiCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ANDERSON X JOSEPEI DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201117:48:26 31/03/201117:49:40 00:01:14 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO JOSEPH fala que está no Tribunal e que vai recebê-los às 19 horas. DIÁLOGO (...) JOSEPH: Liguei para você de manhã ANDERSON: Cara estava em uma reunião com o chefe pó! JOSEPI-l: Hãm-hãm ANDERSON: Você está a onde? JOSEPH Estou no Tribunal. ANDERSON: Está ai, a gente pode ir ai? JOSEPI-I: Pode ANDERSON: Pode receber agente ai? JOSEPH: Pode ANDERSON: Então está. Daqui a quantos minutos professor? Quanto tempo? Seis horas agora (...ininteligível...) quanto tempo que ele tem que ir ali ainda a gente marca ai, sete hora? VOZ AO FUNDO (DADA) sete horas dM ANDERSON: Sete horas. JOSEPH: Ta beleza. ANDERSON: Sete horas ai o teu gabinete ai. JOSEPH: Ta ANDERSON: Falou então, um abraço então. JOSEPH: Eu tenho só um evento aqui, que o ministro vai assinar o sofi, vai ser entre seis e meia e dezenove ta ANDERSON: Hum. JOSEPH: Dezoito e trinta e dezenove horas ANDERSON: não tranqüilo. JOSEPH: Então você vindo para cá, ANDERSON: Não está jóia. JOSEPH: espera um pouquinho, se for o caso. (despedem-se) (encerrado) ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

TELEFONE 6178167304

NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Cario

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X DEUSIMAR

236

SEGREDO DE JUSTIÇA


MJ - MINISTERIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 18:22:12 31/0312011 18:25:05 00:02:53 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO DEUSIMAR fala que jogaram NÓBREGA em FORMOSA, pergunta se viu o nome dele no jornal do sindicato. FOSNECA fala que está no JAIRO, trabalhando lá. DIÁLOGO D. Alô? F.Alô, quem fala? D.Deusimar, rapaz. F.Oh, tehê, tu sumiu,cara. D. Pois, é. Eu to com um advogado nas (inaudível) costas aqui, entendeu, em casa. To olhando um negócio aqui. F. 01? D. To olhando um negócio aqui, um negócio do Nóbrega, bicho. F. Rapaz, sacanearam o pobre do velho, jogaram ele lá em Formosa. D. Pol é, jogaram em Formosa e ele lá... você viu hoje o negócio do sindicato? F. Eu vi, eu vi. D. Falando de ti? F. É, rapaz, mas esse cara tem que me envolver em tudo, né. O. Pois é, eu lava vendo aqui. F. Tem nada que ver com isso, tenho nada que ver com isso e os caras ficam envolvendo o meu nome. O. Pois é. (inaudível) eu vi ele lá rapaz,como é que não vai. F. E. O. Olha, esse pessoal, tá uma bagaceira. F. E, não tem lógica não. D. O que tá fazendo da vida? F. Rapaz, eu to lá no Rogério, trabalhando lá, esperando. D. Tá aguardando, é? F.To aguarndando, julgar meus processos. Você tá onde? D. Eu to em casa, to em cada. F. Tchê, eu vi aquele negócio pra ti, mas daí perdi os seus contatos e liguei pro Edvaldo e o Edvaldo não atende. Tinha perdido o seu telefone de novo. O. Ah. F. Segunda-feira não tem como tu ir lá na Polícia lá? D.Láde manhã? F. D. Eu to até, sabeque eu to evitando de ir ali, entendeu. To até evitando, porque vc não fala nada e o pessoal fala que o cabra fala. ..não sei o que, entendeu. F. Hum. D. Eu mesmo esse mês não sei comoque eu ... o mês passado o Edvaldo me ajudou na feira, né. F. Ah. D. e eu fui no nordeste lá, levar um carro lá no Piauí, né, levar uma família e depois foi buscar, deu pra me safar,, né. F. Huhum. D. Deu pra me safar, né, entendeu. F. Huhum. 237 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

JXtlUM)ffiuEli[Vál

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
D. Até falei com aquela rapaziada lá do Valparaiso que mexe lá ... com os paraibanos pra me arrumar uma vaga de segurança lá prá mim, mas t.á meio dificil. F. É. D. Tá meio dificil. F. Tchê, dá um jeito de ir lá, de ir lá segunda-feira de manhã, que eu tenho um negócio pra falar contigo, já ligamo pro cara lá, se tu te interessar, tu já vai lá e de repende tu já arruma. D. Tá bom, eu vou fazer um jeito de ... o senhor vai tá lá pela manhã? E. To, segunda de manhã eu to lá. To lá no Jairo(?). D. Tá lá no Jairo (?), né? Então eu dou um pulinho lá. O senhor chega lá que horas? F. Ah, eu nove horas to lá. D.Ah, então tá bom, amanhã eu apareço lá. Tá bom? F. Tá, mas vai mesmo, vai mesmo que eu acho que vai acabar de dar certo. D.Falou, falou. F. Falou, valeu. D. Tchau. TELEFONE NOME DO ALVO Anderson Aguiar Drumond - Monte Cano

6181771010

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ANDERSON X DADA @ €1 DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO

31/03/201118:46:10 31/03/201118:48:09 00:01:59
ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO DADA pergunta se pode marcar pra amanhã ás 10 horas. ANDERSON fala que acha melhor ir até lá e resolver logo, que fala da conversa deles. DIÁLOGO (...) DADA: Professor ANDERSON: Oi DADA: Tô aqui ainda( ..) não vi ainda, já tá aí? ANDERSON: Não eu vou pra lá e converso com ele lá então. DADA: E só o seguinte você chega a que horas de manhã aí? ANDERSON: Umas dez horas eu acho DADA: Dez horas? ANDERSON: (initeligível) DADA: Não quer marcar pra ir amanhã nós dois dez horas não? Que ai o cara vai ficar só esperando a gente( ininteligével) que aí amanhã eu vou direto pra aí já... ANDERSON: Eu tô pensando em ir já e conversar com ele logo DADA: Então tudo bem ANDERSON: O que você acha? DADA: Não, pode ser também ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

238

-

'• :,
MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
ANDERSON: Eu falo pra ele da nossa conversa aqui e vê o que ele acha né? DADA: E ( ... ) porque com aquela idéia lá agente consegue cara ,só que com esse nível de nego de greve aí, se puder acalmar, a gente podia usar essa estratégia aí cara. ANDERSON: Vou tentar primeiro a estratégia lá DADA: E, primeiro, ir por partes entendeu? ANDERSON: E DADA: porque aí a gente consegue neutralizar, tem pelo menos a calma aí de uns dias né? ANDERSON: Então beleza, então eu vou lá e converso com ele DADA: Então beleza, veé com ele e amanhã a gente se fala umas 10 horas ANDERSON: Falou, amanhã eu vou ter um dia cheio rapaz DADA; Ahn? ANDERSON: Amanhã eu vou ter um dia cheio pra burro (...) (encerrada) TELEFONE NOME DO ALVO 316010027446986 GEOVANI - Monte Cano INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO GEOVANI X RODRIGO @ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/2011 18:46:13 31/03/2011 18:47:55 00:01:42 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027446986 316010027452140 316010027446986 R RESUMO RODRIGO passa conta para GEOVANI realizar pagamentos. PGX TELEFONE 6181264263 NOME DO ALVO Dada - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO DADA X ANDERSON DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/2011 18:46:16 31103/201118:48:09 00:01:53 ALVO 6181264263 INTERLOCUTOR 6181771010 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO A

RESUMO CONVERSA COM O CARA. TELEFONE 6181771010 NOME DO ALVO Anderson Aguiar Drumond - Monte Cano

239

i xci ti M

*isn urqj

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ANDERSON X HNI DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201118:48:50 31103/201118:51:35 00:02:45 ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO ANDERSON fala que está indo lá pra conversar com JOSEPH. DIÁLOGO ANDERSON: Alô! HNI: E aí beleza? oi amigão, tudo beleza? ANDERSON: beleza! UNI: diga lá, como estão as coisas aí? ANDERSON: Tô indo aí pra falar com JOSEPH, você quer aparecer? (INCOMPREENSIVEL) UNI: Oh amigão, hoje eu estava tão estav, usar um tempo de mil novecentos e antigamente, hoje eu estava estafado. (risadas) ANDERSON:(INCOMPREESIVEL) UNI: Não, vim embora mais cedo cara, é uma correria ANDERSON: Não, beleza HNI: Já tõ no GAMA aqui. ANDERSON: Não beleza depois agente se fala então. UNI: Não iranquilo, o moço veio aqui, o,o LUIS né? o rapaz, aquele colega teu o LUIS. ANDERSON: LUIS CARLOS UNI: Ah sim, aí deixou o curriculum aqui, aí eu estava explicando pra ele o seguinte que tá uma concentraflo de ramos aqui rapaz uma coisa de centralização de poder e seu xará ANDERSON, né? ele colocou todos os curriculum pra ele aquela coisa de estar junto com a PATRICIA lá, (INCOMPREENSIVEL) ai de, de brigar, fazer o quê, né? ANDERSON: Ele falou que queria entregar que depois o PROCURADOR falaria com o MINISTRO, aí deixa ele quebrar a cara HINI: Foi o que eu falei com ele, você pode deixar comigo, eu já te oriento a deixar uma cópia com PROCURADOR, pra poder passar pro MINISTRO, que aí já resolve, a coisa vem de cima vem bacana, pra brigada agente tá buscando pessoas com experiencia a menina acabou de fechar o curso, não tem experiencia nenhuma, pra ter idéia tem pessoas lá tem curso de enfermagem que tá fazendo curso de brigada ANDERSON: E mesmo, tá ganhando mais que enfermeiro, em/ UNI: Pois é, (risadas) (INCOMPREENSIVEL), e no mais amigão tá tudo tranquilo? ANDERSON: No mais tudo beleza. UNI: Tem algum projeto bacana em mente? ANDER5ON: Tem nada cara, tem pora nenhuma, tô naquela mesma, mesma dilema de sempre UNI: Eu sei como é que é ANDERSON: Contando com a mega sena uma hora dessas, acertar a mega sena, porque (FINALIZOU) ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

TELEFONE 6181771010

NOME DO ALVO Anderson Aguiar Drumond - Monte Cario

240

IxanmxiuIurqÁ J

r-•

&.

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ANDERSON X UNI @@ DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/20 11 19:12:57 31/03/201119:13:40 00:00:43 . ALVO INTERLOCUTOR A RESUMO HNI fala que está no primeiro andar .ANDERSON fala que está na sala do UNI (JOSEPH) esperando por ele. TELEFONE 55975583 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO

NOME DO ALVO ROSALVO SIMPRINI CRUZ - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ROSALVO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/2011 19:26:01 31/03/201119:26:53 00:00:52 ALVO 55975583 INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 55-123-79168 55975583 R

RESUMO ECX Acabou de passar pela Volvo depois de Santa Maria, esta passando na serecional, esta quase chegando em VALPARAISO. FONSECA pede para ROSALVO esperar embaixo do viaduto, que ele vai subir até lá. FRX TELEFONE 6178167304

NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Cano

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X ROSALVO DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201119:26:01 3110312011 19:26:53 00:00:52 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR 724009020045839 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 724009020045839 R

RESUMO ROSALVO fala que passou na VOLVO que está quase chegando. FONSECA pede pra esperar debaixo do viaduto que ele está quase chegando. TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein da Fonseca - Monte Carlo

241

XfltlMPIJjW1IEIN[Ç a
MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
--

/ r

Rs.

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO FONSECA X ROSALVO ECX DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 3110312011 19:31:39 3110312011 19:32:25 00:00:46 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 55-97-5583 6178167304 R

RESUMO ROSALVO pergunta se que que ele fique bem bem debaixo do viaduto mesmo ou não. FOSENCA fala que vai ver onde é melhor pra parar. TELEFONE 55975583, NOME DO ALVO ROSALVO SIMPRINI CRUZ - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO ROSALVO X FONSECA DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201119:31:39 31/03/201119:32:25 00:00:46 ALVO 55975583 INTERLOCUTOR 724009050328989 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 724009050328989 R

RESUMO ECX marcam encontro no viaduto, ROSALVO fala que está em um VECTRA GT prata. TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO CARLINHOS X GLEYB@(ECX) DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/0312011 19:32:45 31/03/2011 19:33:24 00:00:39 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 724009000784205 724009000784205 R RESUMO GLEYB pergunta se CARLINHOS quer falar com NEGUINHO. TELEFONE 6178167304 NOME DO ALVO Alex Sandro Klein daFonseca - Monte Carlo

INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO

242

x.riiia.rv

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

FONSECA X ROSALVO t@ j ECX DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201119:34:17 31/03/201119:34:50 00:00:33 ALVO 6178167304 INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 55975583 6178167304 R

RESUMO FONSECA pergunta se ROSALVO já passou o viaduto. ROSALVO fala que está embaixo dele. FONSECA fala pra ele parar em cima do viaduto. TELEFONE NOME DO ALVO 316010027451241 OLIMPIO - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO OLIMPIO X ROSALVO DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31/03/201120:01:15 31103/201120:03:24 00:02:09 ALVO INTERLOCUTOR 316010027451241 55-97-5583 ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027451241 R

RESUMO Acertos financeiros. OLIMPIO fala que ROSALVO está certo no raciocínio de que caixa da operação é da operação, caixa do CLÁUDIO é do CLÁUDIO e caixa dele é caixa dele. ROSALVO avisa que FONSECA tomou susto(recebeu cheque). FRX TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO CARLINJIOS X JULIOcl® DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/2011 20:17:39 31/03/201120:18:23 00:00:44 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 316010027447309 316010027447309 R RESUMO JÚLIO diz que a ação do 10 foi a mando do ALESSANDRO. CARLINHOS diz que não é possível. Pergunta se JULIO já falou com WLADIMIR. JIJLIO diz que sim e que WLADIMIRjá ta até dando uma pressão lá. DIÁLOGO JÚLIO: eu pedi um rapaz pra ir lá agora lá no, no 1° lá. Ele.., aí conversou com o meninos que foram lá. Ele falou que foi a mando dele, a pedido dele.

243

SEGREDO DE JUSTIÇA s. 5\

MJ - MINISTÊRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL
CARLINHOS: do ALESSANDRO. JÚLIO: é. CARLINÏ4OS: não, foi não, cara, foi não que eles lavam reunidos. Não é possível, Falou isso pro WLADIMIR? JÚLIO: falei com ele aqui agora. Inclusive lá tando até uma pressão lá, uai. CARLINI-IOS: pera aí. Eu vou ligar lá. (encenada) TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO CARLINHOS X JUL1Oc DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 311031201120:38:18 31/031201120:39:46 00:01:28 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 316010027447309 316010027445095 R RESUMO Conversam sobre ação do 1°. JÚLIO confirma que foi ALESSANDRO que mandou. CARLINHOS diz pra JÚLIO ir com WLADIMIR no dia seguinte resolver pessoalmente o problema. DIÁLOGO JÚLIO: o negócio lá foi feito mesmo, viu, o papel lá. E hoje o NEGÃO atacou de novo. O WLADIMIR te falou? CARLINHOS: nós falamos lá com o menino lá. É um vigarista, um malandro, um safado. Falamos já pro, pro AREDES. O que que falou.., o papel o quê? JULIO: então, tinha que transferir os caras daqui, rapaz. Manda eles lá pra PORANGATU. Tão falando Já que o ALESSANDRO fez o papel. Ele fez o cara da, da, do ponto lá pegar a chave, tirou o dinheiro, você entendeu? Contou, fez o maior, maior trem lá. CARLINHOS: ... tá errado.., só um minutinho. JULIO: não, fez. O rapaz tá lá, aí. Eu tenho um menino meu lá que, que, que trabalha lá. Ele contou que foi o ALESSANDRO que mandou e fez, abriu tudo o coisa lá, tirou o dinheiro, colocou o dinheiro inclusive no, no papel do TCO, uai. CARLINHOS: não, então é o seguinte: amanhã cedo você podia ir lá nele com, com o WLADIMIR, ué, entendeu? JULIO: vê com o WLADIMIR então ai pra gente fazer isso. CARLINi-IOS: vou ver agora com ele aqui. amanhã cedo você vai lá com ele. (encerrada) TELEFONE NOME DO ALVO 316010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO INTERLOCUTORES/COMENTÁRIO CARLINHOS X GLEYB

244

SEGREDO DE JUSTIÇA

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

DATA/HORA INICIAL DATA/HORA FINAL DURAÇÃO 31103/201121:19:37 31/0312011 21:20:03 00:00:26 ALVO INTERLOCUTOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 724009000784205 724009000784205 R RESUMO CARLINI-IOS pergunta se NEGUINHO tem alguma novidade. GLEYB diz que NEGUINHO está acompanhando 'lá".

III- DAS NECESSIDADES
Diante do exposto e em atendimento à representação de Vossas Senhorias no interesse do PROCESSO 12023-03.2011.4.01.3500, apresentamos o resultado do monitoramento, de acordo com a Lei n°. 9.296/96, durante o período compreendido entre os dias 20103/2011 a 31/03/2011. Com o objetivo de dar continuidade às investigações em curso, sugerimos a prorrogação da interceptação telefônica dos terminais: PRORROGAÇÃO DO MONITORAMENTO
USUÁRIOTELEFfiNES NCIMENTQ4 [OPERÁDORÁJ

ALEX SANDRO KLEIN DA (61) 7816-7304 (ID 55FONSECA ANDERSON DRUMOND ANDERSON DRUMOND ANTONIO VALTER PEREIRA DA SILVA (MARCAO) ANTONIO VALTER PEREIRA DA SILVA (MÀRCAO) (61) 9327-8434 (61) 9915-2088 AGUIAR AGUIAR 123-7 9168 IMSI 724009050328989) (61) 8177-1010 '61' 9165-0896 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 TIM CLARO 09/04/2011 NEXTEL

CLARO VIVO

245

clxii ti

ij *in:i 1

Ir

Izi'

Pis.

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLICIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS DEUSELINO VALADARES DOS SANTOS DEUSELINO VALADARES DOS SANTOS FERNANDO ANTONIO HEREDA BYRON FILHO FERNANDO ANTONIO HEREDA BYRON FILHO GEOVANI PEREIRA DA SILVA IDALBERTO MATIAS DE ARAUJO LDÀLBERTO MATIAS DE ARAUJO IDALBERTO MATIAS DE ARÂUJO JOSÉ OLÍMPIO DE QUEIROGA NETO

5fl ..'

MI: 316010027445095 (62)9339-1661 (62) 8416-6278 (62) 9688-9239 (62) 9649-9889 IMSI 316010027449244 MI: 316010027446986 (61) 9280-0078 (61) 8126-4263 162*33704*20 IMSI: 316010027451241

09/04/2011 09/04/2011 09104/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011 09/04/2011

NEXTEL CLARO 01 vivo VIVO NEXTEL NEXTEL CLARO TIM NEXTEL NEXTEL NEXTEL VIVO TEXTEL

LENINIE ARAÜJO DE IIMSI: 316010027447655 SOUZA 162*33704*11 LENINIE ARAÚJO DE (61) 9663-9223 SOUZA SÔNIA REGINA DE MELO IMSI: 724009000615016

Obs: Atraves do monitoramento e cadastro telefônico identificamos que o investigando de alcunha MARCÃO, chama-se ANTONIO VALTER PEREIRA DA SILVA e não é policial (militar ou civil), mas sim militar (possivelmente da reserva) da Aeronáutica, conforme consulta efetuada junto ao Cadastro do INSS. - INCLUSÃO DE MOMTORAMENTO 1) RAIMUNDO WASHINGTON DE SOUSA QUEIROGA Através de análises, foi possível constatar que o ALVO JOSÉ OLIMPIO DE QUEIROGA NETO adquiriu um aparelho de celular para manter contato com seu irmão RAIMUNDO WASHINGTON DE SOUSA QUEIROGA. Em um dos áudios foi possível identificar o número do TMC de WASHINGTON. Sendo mais um meio de obter informações de 246

Ii XCI 9 IJsj 9

ini

1 V1

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL interesse desta investigação, sugere-se a inclusão do terminal de n° 61.9343-1712 pertencente a operadora CLARO; 2) LUISMAR BORGES FERREIRA (GRANDÃO) - Pelos dialogos, GRANDÃO atua como gerente de LENINE na cidade de Aguas Lindas/GO, sendo responsavel pelos contatos com policiais para liberação de maquins apreendidas e pagamento de propina; 3) GEOVM4I PEREIRA DA SILVA - Foram identificados novo telefones utilizados pelo investigando; 4) CÁSSIA - Possivel responsável pela montagem das maquinas caças-niqueis de Olimpio; 5) FERNANDO ANDRADE DE SÁ (Oficial de Promotoria) FERNANDO é oficia! de Promotoria do Ministério de Público de Valparaíso de Goiás-GO e, como praxe de atuação desta ORGCRIM FERNANDO parece estar autuando em favor da ORGCRIM, da mesma forma que o investigando ANSELMO (servidor do Fórum de Valparaíso). A fis. 298 e ss do auto circunstanciado 08 observamos que FERNANDO mantém estreito relacionamento com o cabo MIGUEL, chamando este até de Chefe. Somente lembrando, MIGUEL é o policial militar que solicita informações constantes de ANSELMO do FORUM. Observe-se que no diálogo de fis. 298 MIGUEL pergunta a FERNANDO se alguém estava procurando alguma coisa, possivelmente dentro do Ministério Público de Valparaiso. Em outro diálogo (fls. 299), ocorrido por voltã das 23h, MIGUEL diz a FERNANDO que está indo buscar o dinheiro dele e MIGUEL diz que quer receber na mesma noite. Como sabemos, a essa hora da noite é que o movimento das casas de jogos está a todo vapor e provavelmente esse dinheiro seja a parcela rotineira paga a FERNANDO por "ficar de olho" em movimentos estranhos vindos do MP/GO. Os terminais utilizados por FERNANDO são: (61)9269-3347 e (61)9279-5249.

247

i itiaurqj

MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

INTERRUPÇÃO DO MONITORAMENTO:
USUÁRIO

- TELEFJ)NES

ANSELMO BARROSA CÂMARA ANSELMO BARROSA CAMARA ANTÔNIO CARLOS DA SILVA ANTÔNIO CARLOS DA SILVA FERNANDO ANTONIO HEREDA BYRON FILHO GEOVANI PEREIRA DA SILVA JOSÉ LUIZ MARTINS DE ARAUJO JOSÉ LUIZ MARTINS DE ARAUJO JOSÉ LUIZ MARTINS DE ARAUJO JOSÉ LUZ MARTINS DE ARAUJO JOSÉ LUIZ MARTINS DE ARAUJO MARCELO ZEGAIB MAUAD MARCELO ZEGAIB MAUAI) MARCELO ZEGAIB MAUAD RAIMUNDO COSTA FERREIRA NETO ROSALVO SIMPRIM CRUZ

(61) 8434-5634 (61) 9991-3092 (61) 9213-4497 55*8*329 (62) 3087-5501 (61) 8103-8271 (62) 9686-3015 (62) 9918-2006 (62) 9949-5167 (62) 9979-1922 (62) 9918-3880 IMSI: 724009010334144 (61) 9669-5393 (61) 9969-8947 (61) 9967-9503 I MSI: 724009020045839 ID: 55*97*5583

Obs.: Segue em anexo 1 (um) DVD contento todas as ligações do período monitorado e as ligações consideradas relevantes.

248

-

't
4)FQ'k
MJ - MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA DA POLÍCIA FEDERAL NO DISTRITO FEDERAL

Obs.: Segue em anexo 1 (um) DVD contento todas as ligações do período monitorado e as ligações consideradas relevantes.

É o relatório.

APF Pi,nentel MA TN3. (

685\

APFGueFra MATR. 13.655

APF Rabelo MATR. 13.487

a ÂPFKe1en MJ4TR. 17.239

APF Tapajós M4TR. 3.291

GL
APF Paradas MATR.

WajJj417 4
PPF Silveira MATR1 17 APFFábio MATR. 9097

\;/v4 -í:íAPFC'S M4 TR.

Õ

249

FI. n G

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE ia INSTÂNCIA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÀS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

PROCESSOS N°: 13279-78.2011.4.01.3500 Nesta folha Contém 01 CD (Auto Circunstanciado n o 09) referente ao oficio n° 01912011 -0p. Monte Carlo/SR/DPF/DF.

/

IIII III III III

II

ft\u.suarins\Elisin\Modejns diversos nara fntoconiar\Panel nata colarCfl-DVD\13279 .7R20114.OI.3500 . 1 CD.doc

II I' II I' II I' II I' II I' II

ATENQÃO!!! NÃO CARIMBAR
II I' II I' II I' II JUNTADA AotAI2oJt 7ntadaa estes autos ,y

Eu, ______ lísio Voz Vieira, Técnico Judiciário, Mat// 2, lavrei este termo.

H

n S1
-t

-

As.
1

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM GOIÁS

EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ FEDERAL DA 1V' VARA DA SECÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÁS Autos 12023-03.2011.4.01.3500

.tre!a 3ohadcn Rod'iis
Wi(ctor3 de S-1 '1a&

w9^^

O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelos Procuradores da República que esta subscrevem, no cumprimento de seu dever-poder constitucional e legal, vem oficiar nos seguintes termos. Trata-se de representação policial requerendo: a- deferimento da continuidade do monitoramento em curso em relação aos investigados ALEX SANDRO KLEIN DA. FONSECA, ANDERSON AGUIAR DRUMOND, ANTÔNIO VALTER PEREIRA DA SILVA, CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS, DEUSELINO VALADARES DOS SANTOS, FERNANDO ANTONIO HEREDA BYRON FILHO, GEOVANI PEREIRA DA SILVA, IDALBERTO MATIAS DE ARAÚJO, JOSÉ OLIMPIO DE QUEIROGA NETO, LENINE ARAÚJO DE SOUZA, SÔNIA REGINA DE MELO, com a inserção de servidores públicos federais; b- inclusão do terminal telefônico 61- 9343.1712 utilizado pelo investigado RAIMUNDO WASHINGTON DE SOUSA QUEIROGA; c- inclusão dos novos telefones identificados pela Polícia Federal (61. 8103.8271 e 61. 8234.9999) utilizados pelo investigado GEOVANI PEREIRA DA SILVA; d- queb FERREIRA, vulgo GRAI CASSIA ( 724009030471 9269.3347 e 61. 9279.5 24 lefônico de LUISMAR BORGES 102.5444 e 316010027451314), ANDO ANDRADE DE SÁ (61.

2 prorrogação nionhloramento JI' MC.doc

1

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

-,

2

É o relatório.

1 - Dos elementos fáticos e jurídicos ensejadores de nova interceptação telefônica
Inicialmente, registre-se que os fatos investigados inserem-se no permissivo do artigo 2° da Lei n. 9.296/96 , a saber:

Art. 2° Não será admitida a interceptação de comunicações telefônicas quando ocorrer qualquer das seguintes hipóteses: 1 - não houver indícios razoáveis da autoria ou participação em infração penal; II - a prova puder ser feita por outros meios disponíveis; III - o fato investigado constituir infração penal punida, no máximo, com pena de detenção. Parágrafo único, Em qualquer hipótese deve ser descrita com clareza a situação objeto da investigação, inclusive com a indicação e qualificação dos investigados, salvo impossibilidade manifesta, devidamente justificada.
Há um forte esquema de corrupção montado para facilitar a exploração do jogo no Estado de Goiás, com indícios de envolvimento de servidores federais, inclusive Delegados da Polícia Federal. Com efeito, o deferimento da interceptação, cujos números o nobre Delegado de Polícia requer nova prorrogação, se mostrou útil para para revelar a atividade criminosa, por meio dos diálogos neles interceptados. Nesse sentido, faz-se necessário tecer comentários sobre a atuação das pessoas ora interceptadas. alguns

FONSECA continua dando todo suporte necessário para que as "casas" continuem em funcionamento e mantém contato com os donos de cassinos, como por exemplo, RAIMUNDO WASHINGTON e JOSÉ OLIMPIO, um dos principais envolvidos com a exploração ilegal de jogos. ANDERSON, atual Chefe da Divisão de Serviç>" Gerais do Departamento da Polícia Federal em Brasília-151 7 , responsável

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

por fornecer veículos/viaturas para uso em Operações Policiais mantém contato com DADA noticiando acerca de futuras operações a serem deflagradas. LENINE (braço direito de CACHOEIRA e responsável operacional por todo movimento dos cassinos da ORGCRIM) combinou almoço com o referido servidor. O investigando MARCÃO foi identificado Trata-se de ANTONIO VALTER PEREIRA DA SILVA, militar da reserva da Aeronáutica, braço direito do MAJOR SILVA, que tem c orno função, entre outras, escalar os policiais para fazerem segurança c [os cassinos. MARCAO manteve contato com vários membros da organização, inclusive com LENINE, ocasião em que conversaram sobr pagamento da "segurança" dos cassinos. CARLINHOS CACHOEIRA, líder de toda a organização, decide quem pode ter bingo funcionando ou não e para isso corrompe policiais civis, militares e federais. Os indícios relacionados a ele podem ser constatados nas dezenas de ligações monitoradas constantes do auto circunstanciado 09. O Delegado de Polícia Federal DEUSELINO VALADARES (Chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado da Superintendência da Polícia Federal em Goiás) manteve contato telefônico com GLEYB FERREIRA DA CRUZ, empresário ligado a CARLINHOS CACHOEIRA. Registre-se que GLEYB esteve na Superintendência da Polícia Federal em Goiás para tratar sobre o fechamento do bingo. Além disso, para reforçar o vínculo de DEUSELINO com o líder CACHEIRA, registre-se um diálogo no qual CACHEIRA pediu a seu sobrinho vereador em Anápolis para contratar a sobrinha de DEUSELINO. O Delegado de Polícia Federal FERNANDO BYRON, lotado na DELEFAZ da Superintendência da Polícia Federal em Goiás encontrou com um dos principais alvos: CARLINHOS CACHOEIRA e repassou informações sobre operação policial em andamento. FERNANDO BYRON comentou com CACHOEIRA a respeito de urna operação que ainda será deflagrada pela Polícia Federal e, no mesmo contexto, se compromete a descobrir maiores detalhes com Delegado encarregado da investigação. BYRON utiliza NEXTEL, habilitado em Miami, para se comunicar com CACHOEIRA e demais membr9s da organizaçia.. Observe-se que apenas os líderes da organiza Øo utilizam Rádio NEXTEL habilitado nos Estados Unidos da Amé jrica. Ngste último 3

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

período monitorado, BYRON não falou, por telefone, com CACHOEIRA, mas foi constatado que no dia 25/03, às 9h30, CACHOEIRA fez uma ligação para o NEXTEL de BYRON e disse apenas "01". Conforme já frisado pela autoridade policial, CACHOEIRA faz uso constante do SKYPE. Em uma conversa com OLIMPIO, por exemplo, ele pergunta se o outro está em casa para falarem pelo SKYPE. Durante o período GEOVANI manteve vários contatos com CACHOEIRA. Ele é responsável pela anotação de gastos, pagamentos, lucros e etc. Em relação a IDALBERTO, verifica-se que ele continua na "folha de pagamentos" de CACHOEIRA. Durante o monitoramento, ele não apenas conversou, como encontrou com ANDERSON. Além disso, discutiu com LENINE sobre pagamentos rotineiros. JOSÉ OLIMPIO DE QUEIROGA NETO é proprietário de casas de bingo e máquinas caça-fiqueis. Ele continua pagando propina para os policiais militares facilitaram suas atividades ilícitas. Durante o período, ele conversou com o Comandante da PM local e manifestou a LENINE sua preocupação com uma provável operação policial que poderia ser deflagrada na região. LENINE seria gerente da quadrilha e se reporta diretamente a CACHOEIRA. Ele é responsável pela combinação direta dos valores de propina pagos aos policiais militares. Durante o período manteve contato com CARLINHOS, WASHINGTON, LENINE e outros. SÔNIA REGINA é servidora municipal da prefeitura, cedida à Policia Civil de Goiás, e trabalha na Delegacia Regional em Luziánia/GO, ao lado do Delegado Regional JURACY. SÔNIA REGINA além de receber propina atuaria como intermediária entre a quadrilha chefiada por CACHOEIRA e os Delegados da Polícia Civil da região de Valparaíso. SÔNIA travou vários diálogos com investigado LENINE. Não há outros meios eficazes de apuração que não a quebra do sigilo telefônico. Necessárias, portanto, as,p gações requeridas pela autoridade policial, pois trata-se de caso co m xo que exige uma investigação diferenciada e contínua.

4

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

A

rqv\

PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

A propósito, vale salientar que o Egrégio Supremo Tribunal Federal já decidiu que é lícita a prorrogação do prazo legal de autorização para interceptação telefônica, ainda que de modo sucessivo, quando o fato seja complexo e, como tal, exija investigação diferenciada e contínua. Nesse sentido, vale transcrever excerto da decisão proferida nos autos do Inquérito Policial n. 2424 de relatoria do Ministro Cézar Peluso
"EMENTAS: 1. COMPETÊNCIA. Criminal. Originária. Inquérito pendente no STF. Desmembramento, Não ocorrência. Mera remessa de cópia, a requerimento do MP, a juízo competente para apuração de fatos diversos, respeitantes a pessoas sem prerrogativa de foro especial. Inexistência de ações penais em curso e de conseqüente conexão. Questão de ordem resolvida nesse sentido. Preliminar repelida. Agravo regimental improvido. Voto vencido. Não se caracteriza desmembramento ilegal de ação penal, a mera remessa de cópia de inquérito, a requerimento do representante do Ministério Público, a outro juízo, competente para apurar fatos diversos, respeitantes a pessoas sujeitas a seu foro. 2. COMPETÊNCIA. Criminal. Ação penal. Magistrado de Tribunal Federal Regional. Condição de co-réu. Conexão da acusação com fatos imputados a Ministro do Superior Tribunal de Justiça. Pretensão de ser julgado perante este. Inadmissibilidade. Prerrogativa de foro. Irrenunciabilidade. Ofensa às garantias do juiz natural e da ampla defesa, elementares do devido processo legal. Inexistência. Feito da competência do Supremo. Precedentes. Preliminar rejeitada. Aplicação da súmula 704. Não viola as garantias do juiz natural e da ampla defesa, elementares do devido processo legal, a atração, por conexão ou continência, do processo do co-réu ao foro por prerrogativa de função de um dos denunciados, a qual é irrenunciável. 3. COMPETÊNCIA. Criminal. Inquéritos. Reunião perante o Supremo Tribunal Federal. Avocação. Inadmissibilidade. Conexão inexistente. Medida, ademais, facultativa. Número excessivo de acusados. Ausência de prejuízo à defesa. Preliminar repelida. Precedentes. Inteligência dos arts. 69, 76, 77 e 80 do CPP. Não quadra avocar inquérito policial, quando não haja conexão entre os fatos, nem conveniência de reunião de procedimentos ante o número excessivo de suspeitos ou investigados. 4. PROVA. Criminal. Interceptação telefônica. Necessidade demonstrada nas sucessivas decisões. Fundamentação bastante. Situação fática excepcional, insuscetível de apuração plena por outros meios. Subsidiariedade caracterizada. Preliminares rejeitadas. Aplicação dos arts. 50, XII, e 93, IX, da CF, e arts. 20, 40, § 2 0 , e 5°, da Lei n° 9.296/96. Voto vencido. É lícita a interceptação telefônica, determinada em decisão judicial fundamentada, quando necessária, como único meio de prova, à apuração de fato delituoso. 5. PROVA. Criminal. Interceptação telefônica. Prazo legal de autorização. Prorrogações sucessivas. Admissibilidade. Fatos complexos e graves. Necessidade de investigação diferenciada e contínua. Motivações diversas. Ofensa ao art. 5 0 , caput, da Lei n° 9.296/96. Não ocorrência. Preliminar rejeitada. Voto vencido. É lícita a prorrogação do prazo legal de autorização para interceptação telefônica, ainda que de modo sucessivo, quando o fato seja complexo e, como tal, exija investigação diferenciada e contínua. 6. PROVA. Criminal. Interceptação te lefônica. Prazo legal d( autorização. Prorrogações sucessivas pelo Miistro Relator, também durante o recesso forense. Admissibilidade. Con p etência/?bsistente do

?PlSç MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

Relator. Preliminar repelida. Voto vencido, O Ministro Relator de inquérito policial, objeto de supervisão do Supremo Tribunal Federal, tem competência para determinar, durante as férias e recesso forenses, realização de diligências e provas que dependam de decisão judicial, inclusive interceptação de conversação telefônica. 7. PROVA. Criminal. Escuta ambiental. Captação e interceptação de sinais eletromagnéticos, áticos ou acústicos. Meio probatório legalmente admitido. Fatos que configurariam crimes praticados por quadrilha ou bando ou organização criminosa. Autorização judicial circunstanciada. Previsão normativa expressa do procedimento. Preliminar repetida. Inteligência dos arts. 1° e 2°, IV, da Lei n° 9.034/95, com a redação da Lei n o 10.217/95. Para fins de persecução criminal de ilícitos praticados por quadrilha, bando, organização ou associação criminosa de qualquer tipo, são permitidos a captação e a interceptação de sinais eletromagnéticos, áticos e acústicos, bem como seu registro e análise, mediante circunstanciada autorização judicial. 8. PROVA. Criminal. Escuta ambiental e exploração de local. Captação de sinais áticos e acústicos. Escritório de advocacia. Ingresso da autoridade policial, no período noturno, para instalação de equipamento. Medidas autorizadas por decisão judicial. Invasão de domicílio. Não caracterização. Suspeita grave da prática de crime por advogado, no escritório, sob pretexto de exercício da profissão. Situação não acobertada pela inviolabilidade constitucional. Inteligência do art. 5 0 , X e XI, da CF, art. 150, § 4°, III, do CP, e art. 70, II, da Lei n° 8.906/94. Preliminar rejeitada. Votos vencidos. Não opera a inviolabilidade do escritório de advocacia, quando o próprio advogado seja suspeito da prática de crime, sobretudo concebido e consumado no âmbito desse local de trabalho, sob pretexto de exercício da profissão. 9. PROVA. Criminal. Interceptação telefônica. Transcrição da totalidade das gravações. Desnecessidade. Gravações diárias e ininterruptas de diversos terminais durante período de 7 (sete) meses. Conteúdo sonoro armazenado em 2 (dois) DVDs e 1 (hum) HD, com mais de quinhentos mil arquivos. Impossibilidade material e inutilidade prática de reprodução gráfica. Suficiência da transcrição literal e integral das gravações em que se apoiou a denúncia. Acesso garantido às defesas também mediante meio magnético, com reabertura de prazo. Cerceamento de defesa não ocorrente. Preliminar repelida. Interpretação do art. 6 0 , § 10, da Lei n° 9.296/96. Precedentes. Votos vencidos. O disposto no art. 6°, § 1°, da Lei federal n° 9.296, de 24 de julho de 1996, só comporta a interpretação sensata de que, salvo para fim ulterior, só é exigível, na formalização da prova de interceptação telefónica, a transcrição integral de tudo aquilo que seja relevante para esclarecer sobre os fatos da causa sub iudice. 10. PROVA. Criminal. Perícia. Documentos e objetos apreendidos. Laudos ainda cm processo de elaboração. Juntada imediata antes do recebimento da denúncia. Inadmissibilidade. Prova não concluída nem usada pelo representante do Ministério Público na denúncia. Falta de interesse processual. Cerceamento de defesa inconcebível. Preliminar rejeitada. Não pode caracterizar cerceamento de defesa prévia contra a denúncia, a falta de laudo pericial em processo de elaboração e no qual não se baseou nem poderia ter-se baseado o representante do Ministério Público. 11. AÇAO PENAL. Denúncia. Exposição clara e objetiva dos fatos. Acusações específicas baseadas nos elementos retóricos coligidos no inquérito policial. Possibilidade de plena defesa. Justa causa presente. Aptidão formal. Observância do disposto no art. 41 do CPP. Recebimento, exceto em relação ao crime previsto no art. 288 do CP, quanto a um dos denunciados. Votos vencidos. Deve ser recebida a denúncia que, baseada 6

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

em elementos de prova, contém exposição clara e objetiva dos fatos delituosos e que, como tal, possibilita plena e ampla defesa aos acusados. 12. MAGISTRADO. Ação penal. Denúncia. Recebimento. Infrações penais graves. Afastamento do exercício da função jurisdicional. Aplicação do art. 29 da Lei Orgânica da Magistratura Nacional - LOMAN (Lei Complementar n° 35/79). Medida aconselhável de resguardo ao prestígio do cargo e à própria respeitabilidade do juiz. Ofensa ao art. 50, LVII, da CF. Não ocorrência. Não viola a garantia constitucional da chamada presunção de inocência, o afastamento do cargo de magistrado contra o qual é recebida denúncia ou queixa. (lnq 2424, CEZAR PELUSO, STF)

No que tange à inclusão dos terminais 61- 9343.1712 (RAIMUNDO WASHINGTON DE SOUSA QUEIROGA); 61. 8103.8271 e 61. 8234.9999 (GEOVANI PEREIRA DA SILVA); 61. 8102.5444 e 316010027451314 (LUISMAR BORGES FERREIRA); 724009030471121 (CASSIA); 61. 9269.3347 e 61. 9279.5249 (FERNANDO ANDRADE DE SÁ), vê-se da representação e auto circunstanciado que se trata de novos terminais levantados pela autoridade policial, relacionados diretamente aos investigados nos outros terminais. Por essa razão, plenamente justificada a necessidade de que estes venham a se somar ao rol de terminais interceptados. Tendo como norte premissas legais supra, tem-se que, na presente hipótese: a) há indícios de autoria em inúmeras infrações penais, uma vez que dos diálogos anteriormente interceptados associados aos elementos anteriormente coligidos, revelam o relacionamento dos investigados com crimes de quadrilha com contornos de organização criminosa (por sinal, extremamente organizada e hierarquizada, com as ordens partindo de Goiânia), corrupção, além da exploração de jogos ilícitos, de contrabando, de facilitação de contrabando por servidor da INFRAERO, sem prejuízo de outros delitos, como o de violação de sigilo funcional e, em razão da exploração das máquinas caça-níqueis, de contrabando. b) tal como em outros ilícitos dessa natureza, a prova por outros meios é extremamente difícil, para não dizer impossível, sobretudo, porque os contatos feitos com as pessoas aliciadas, ainda que por meio de intermediários, ou se dão pessoalmente ou por intermédio da internet, ou por telefones, sendo, nessa hipótese, necessária a interceptação ambiental e do fluxo de comunicações em sistemas de informática e telemática. Destacou-se a relação de complementariedade, a fim de que se frise que sem as aludj4as interceptações, tais medidas não seriam dotadas de qualquer eficáCfa. 7

^0?

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

c) os fatos sob investigação são punidos com reclusão. Desse modo, o outro requisito legal está incontroversamente atendido, cabendo destacar, por último, que a presente representação bem como a representação anterior de monitoramento telefônico foi analítica e permitiu individualizar a participação de cada um dos representados, bem como a necessidade da interceptação ambiental e do fluxo de comunicações em sistemas de informática e telemática. Com efeito, em hipóteses tais, reconhecendo-se que o interesse público deve preponderar e, sobretudo, que a garantia ao sigilo, vista como dimensão da intimidade, não pode servir de escudo a facilitar a perpetração de crimes, a jurisprudência é maciça no sentido de autorizar o que ora se requer:
Sigilo não é direito absoluto O sigilo bancário, espécie de direito à privacidade protegido pela Constituição de 1988, não é absoluto, pois deve ceder diante dos interesses público, social e da Justiça. Assim, deve ceder também na forma e com observância de procedimento legal e com respeito ao princípio da razoabilidade. Precedentes.

[o]

(STF, AI-AgR 655298, Relator: EROS GRAU).
3 - Pedido

Por essas razões, o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL requer seja deferida a representação promovida pela autoridade policial, com os e-kueamentos técnicos neles formulados. Goiân de 2011.

DANIEL DEESEN1tE—SA Procurador da Redública

ÀOOJiJtJ
LÉA BATISTA DE OLIVEIRA Procuradora da República

LO RIBEIRO DE OLIVEIRA )curador da República

r'J H.

Ii.

•0
PODER JUDICIÁRIO Proc. O

c7-CJL

CONCLUSÃO
Em09/0Á/2011, faço os presentes autos conclusos ao MM. Juiz Federal da Décima Primeira Vara.

adanadrigues Diretora de Secretaria

(3)
PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA PROCESSO fl° 13279-78.2011.4.01.3500 O Departamento de Polícia Federal, pelo oficio 19/2011 Op. Monte Carlo/SR/DPF/DF, representa pelo início e prorrogação das interceptações telefônicas dos números mencionados no Auto Circunstanciado n° 09/2011 e na própria representação. Em síntese, narra a autoridade policial que as investigações lograram êxito em identificar ao menos oito casas de jogos ilegais localizadas na região de Valparaíso/GO, as quais constantemente mudam de endereço. Com intuito de manter o funcionamento das casas os donos destas e/ou sócios continuam pagando propina a policiais civis e militares com atuação na região. Além disso, a organização criminosa conta com a colaboração de policiais federais de Goiânia/GO e Brasília/DF. A 13a representação, datada de 06/04/2011, trata da segunda medida da autoridade policial apresentada junto à Justiça Federal. A autoridade policial representa pela continuidade das investigações em relação a ALEX SANDRO KLEIN FONSECA, ÁNDERSON, MARCÃO, CARLOS CACHOEIRA, DEUSELINO VALADARES, FERNANDO BYRON, GEOVANI, IDALBERTO (DADÁ), JOSÉ OLÍMPIO QUEIROGA, LENINE, SÔNIA REGINA. Requer o início em relação a CASSIA, LUISMAR (GRANDÃO), RAIMUNDO WASHINGTON e FERNANDO ANDRADE DE SÁ. Representa, ainda, pelo sobrestamento em relação a ANSELMO, ANTÔNIO CARLOS DA SILVA (MAJOR SILVA), JOSÉ
Paulo .%gusto ílíoreim Lima
Juiz Federal Substituto

Á'!

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500) LUIZ, MARCELO MAUAD, ROSALVO, RAIMUNDO (FERREIRINHA). É o breve relatório.

244
4

A Lei n° 9.296/96 impõe os seguintes requisitos para a realização da interceptação de comunicações telefônicas: a) se trate de investigação criminal; b) exista autorização concedida por Juiz competente (art. 10); c) haja indícios razoáveis da autoria ou participação em infração penal punida com pena de reclusão; e d) que a prova não possa ser obtida por outros meios. Nunca é demais ressaltar que os indícios da autoria não se referem aos usuários das linhas telefônicas, e sim das pessoas investigadas. Com efeito, levadas em consideração os termos da representação, há indícios de que exista forte esquema de corrupção montado para encobrir e facilitar a exploração do jogo ilegal no Estado de Goiás. Importante destacar que os elementos dos autos permitem concluir, em juízo provisório, que os delitos não se circunscrevem à região do entorno do Distrito Federal. Nesse aspecto, o principal líder da organização criminosa, CARLOS CACHOEIRA, reside em Goiânia/GO, cidade de onde partem as principais ordens a serem executadas pelos demais integrantes do grupo. Além disso, os Delegados de Polícia Federal FERNANDO BYRON e DEUSELINO VALADARES estão lotados na Superintendência da Polícia Federal em Goiás Com os elementos obtidos até agora é possível esquadrinhar, em juízo provisório, a divisão de tarefas, a atribuição de cada um de seus integrantes, além dos principais elementos de prova captados no último período de interceptações telefônicas, conforme descrito a seguir.

2

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500)

FL9

4.

ANDERSON, chefe da DSG/DPF, sua tarefa parecer ser alertar DADA para operações policiais em andamento. Como é o responsável pelo setor de viaturas no Departamento de Polícia Federal, tem prévio conhecimento acerca das operações que serão realizadas. As investigações também detectaram contatos de LENINE, gerente de CARLOS CACHOEIRA, com ANDERSON. FONSECA mantém contatos com RAIMUNDO WASHINGTON e JOSÉ OLÍMPIO, donos de cassinos e investigados na presente operação. ANSELMO trabalha no Forum de Valparaíso/GO e tem como função informar a organização criminosa acerca do andamento de operações policiais. ANTONIO CARLOS DA SILVA, vulgo MAJOR SILVA, é apontado como um dos responsáveis pela contratação de policiais militares de Valparaíso para atuarem na segurança das casas de jogos. LENINE aparece como seu superior hierárquico na estrutura da organização criminosa. MARCÃO, militar da reserva da Aeronáutica, atua junto com "MAJOR SILVA", e tem como função escalar policiais militares para fazerem a segurança de casas de jogos. CARLOS CACHOEIRA, líder da organização, é o principal mandante da corrupção de policiais, com escopo de permitir a livre atuação da organização criminosa. Nos principais diálogos captados CARLOS CACHOEIRA aparece perguntando a LENINE como foi o rendimento médio dos bingos; com outro interlocutor conversa sobre a abertura de casas por prováveis concorrentes; diz que os policiais militares tem que entrar "na marra" nos estabelecimentos dos concorrentes; ordena pagamentos a serem feitos por GEOVANI, assim como recebe prestação de contas deste. DEUSELINO VALADARES, Delegado de Polícia Federal, manteve contatos com GLEYB FERREIRA DA CRUZ, empresário ligado a CARLOS

3

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500)

FI

4. °

CACHOEIRA. Além disso, CARLOS CACHOEIRA pede a seu sobrinho Fernandinho, vereador em Anápolis/GO, que contrate a sobrinha do Delegado Deuselino, o que pode indicar envolvimento mais estreito que meras relações de cordialidade. FERNANDO BYRON, Delegado de Polícia Federal, se encontrou pessoalmente com CARLOS CACHOEIRA e repassou a este dados a respeito de operação policial em andamento. Em uma das últimas ligações captadas detectouse que falaram apenas "Oi" ao telefone, após o que desligaram. Segundo os policiais federais incumbidos das investigações, este pode ser um código para que se comuniquem via skype, medida considerada de contrainteligência. GEOVANI, segundo as investigações, parece ser o contador da organização criminosa. Tem contatos diretos e freqüentes com CARLOS CACHOEIRA e efetua pagamentos, anota gastos, lucros e dívidas. É peça fundamental na investigação. IDALBERTO, vulgo DADÁ, é informante de CARLOS CACHOEIRA. Uma de suas principais fontes é ANDERSON, servidor dos quadros da Polícia Federal. Além disso, tem estreitos contatos com o Sargento da PMDF JAIRO MARTINS, com o qual articula operações para fechar concorrentes de CARLOS CACHOEIRA. Em diálogo envolvendo GEOVANI e LENINE, fica claro que DADÁ está na folha de pagamento semanal de CARLOS CACHOEIRA. JOSÉ OLÍMPIO QUEIROGA NETO é proprietário de casas de bingo e máquinas caça-níqueis. Em diálogo travado com seu irmão, JOSÉ OLÍMPIO comenta que LENINE se encontrou com UZIEL, Comandante da Polícia Militar de Luziânia/GO. LENINE é apontado como gerente da quadrilha e se reporta diretamente a CARLOS CACHOEIRA. Os áudios demonstram LENINE acertando os valores da propina a serem pagos aos policiais militares, alertando JOSÉ

4

44

tED41

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500)

4'
F16

4. ,.,

QIJEIROGA sobre a existência de operações policiais em Valparaíso/GO. É uma espécie de operacional de CARLOS CACHOEIRA na região do Entorno do Distrito Federal. SÔNIA REGINA, servidora municipal, está cedida à Delegacia Regional de Luziânia/GO. Os elementos de prova indicam que ela pode fazer a intermediação entre a organização criminosa chefiada por CARLOS CACHOEIRA e os Delegados da Policia Civil da região do Entorno (Valparaíso e Luziánia). JOSÉ LUZ, Delegado da Polícia Civil de Goiás e ex Chefe da Delegacia Regional de Luziânia/GO. MARCELO MATJAD também é Delegado da Polícia Civil de Goiás. Em diálogo telefônico entre SÔNIA REGINA e LENINE há indícios, colhidos através de possíveis metáforas, para identificar que este mandará algum tipo de vantagem para aquela, JOSÉ LUIZ e MAUAD. RAIMUNDO COSTA FERREIRA NETO, vulgo FERRFIRINHA, funcionário da INFRAERO, teria como função facilitar o desembaraço de mercadorias no Aeroporto de Brasília/DF. A autoridade policial representa, também, pelo início das interceptações em relação aos seguintes alvos: RAIMUNDO WASHINGTON QUEIROGA, irmão de JOSÉ OLÍMPIO QUEIROGA, e também diretamente ligado às atividades criminosas que permeiam o jogo ilegal; LUISMAR BORGES FERREIRA, vulgo GRANDÃO, gerente do investigado LENINE em Águas Lindas/GO, responsável pelos contatos com policiais para liberação de máquinas apreendidas e pagamento de propinas; CÁSSIA, responsável pela montagem das máquinas caça-níqueis exploradas por JOSÉ OLÍMPIO e seus irmãos; FERNANDO ANDRADE DE SÁ, oficial da Promotoria do Ministério Público de Valparaíso de Goiás, tem contatos com o policial militar MIGUEL a respeito de quantias a receber, sendo importante destacar que referido policial também recolhe informações sigilosas junto a ANSELMO na Justiça Estadual de Valparaíso/GO.

5

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n0 13279-78.2011.4.01.3500) A gravidade dos crimes investigados - corrupção ativa, corrupção passiva e formação de quadrilha - e o fato de desvirtuarem o exercício da atividade policial, que deveria ser exemplar, faz com que o deferimento da presente medida mostre-se ainda mais urgente. Importante repisar que há fortes indícios de práticas criminosas perpetradas por policiais federais, rodoviários federais, civis e militares, o que demonstra a relevância e sensibilidade do caso. As atividades descritas nos autos, cujas autorias são imputadas aos investigados, configuram, em tese, crimes de quadrilha ou bando; de corrupção ativa e passiva, todos eles punidos com pena privativa de liberdade de reclusão. Consta, ainda, que o contato telefônico entre os investigados tem sido o principal meio por eles utilizado para os ajustes ou acertos das atividades criminosas, o que, por certo, demonstra inexistirem outros meios eficazes de apuração que não a quebra e a prorrogação requeridas pela autoridade policial

(ultima rodo probatória).
Logo, presentes todos os requisitos legais e prevalecendo o relevante interesse da justiça penal, a interceptação, com o início do monitoramento
das linhas telefônicas indicadas nas representações da i. autoridade policial é medida que se impõe por imprescindível às investigações presididas

pelo representante, mormente dada a impossibilidade da utilização de outros meios de prova para a descoberta da verdade real e o postulado da teoria da proporcionalidade, já albergada pelo STF, ao apregoar que os direitos e as garantias constitucionais não podem constituir instrumento de salvaguarda de práticas ilícitas.
O Ministério Público Federal se manifestou pelo deferimento das representações.

Ante o exposto, acolho os fundamentos das representações policiais consubstanciadas no oficio n.° 019/2011- Op. Monte Carlo/SR/DPF/DF para:

6

Iii

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo fl° 13279-78.2011.4.01.3500)

FL

4.

a) autorizar o início da interceptação das comunicações telefônicas dos terminais abaixo relacionados, p elo prazo de is (q uinze) dias, nos termos do artigo 50 da Lei 9.296/96:

Investigado
CASSIA

Telefones
724009030471121

Operadora
NEXTEL O! CLARO TIM TIM TIM NEXTEL CLARO

FERNANDO ANDRADE (61) 9269-3347 FERNANDO ANDRADE (61) 9279-5249 GEOVANI GEOVANI (62) 8103-8271 (62) 8234-9999

LUISMAR (GRANDÃO) (61) 8102-5444 LUISMAR (GRANDÃO) 316010027451314 RAIMUNDO WASHINGTON (61) 9343-1712

b) autorizar a prorrogação da interceptação das comunicações telefônicas dos terminais abaixo relacionados, p elo p razo de is (q uinze) dias, nos termos do artigo 50 da Lei 9.296/96:

Investigado
FONSECA

Telefones
551237 9168 IMSI

Operadora

(61) 7816-7304 (ID NEXTEL 724009050328989)

ANDERSON DRUIVIOND (61) 81-ioio ANDERSON DRUMOND (61) 9165-0896 ANTONIO (MARCÃO) ANTONIO VALTER 61 9915-2088 VALTER 61 93 2 7- 8 434

TIM CLARO CLARO VWO

7

/4

PODER JUDICIÁRIO FL47^ JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo fl° 13279-78.2011.4.01.3500) q (MARCÃO) CARLOS AUGUSTO DE IMSI 316010027445095 NEXTEL ALMEIDA RAMOS CARLOS AUGUSTO DE (62) 9339-1661 ALMEIDA RAMOS DEUSELINO VALADARES DEUSELINO VALADARES FERNANDO BYRON FERNANDO BYRON GEOVANI IDALBERTO IDALBERTO IDALBERTO JOSÉ QUEIROGA LENINE LENINE SÔNIA REGINA IMSI 316010027447655 NEXTEL 162*33704*11 (61) 9663-9223 VIVO IMSI 724009000615016 NEXTEL (62) 9649-9889 VIVO IMSI 316010027449244 NEXTEL IMSI 316010027446986 NEXTEL (61) 9280-0078 (61) 8126-4263 162*33704*20 CLARO 'UM NEXTEL (62) 9688-9239 VIVO (62) 8416-6278 01 CLARO

OLíMPIO IMSI 316010027451241 NEXTEL

Deverá a autoridade policial representante adotar as seguintes providências: - manter o sigilo do monitoramento (Lei 9.296/96, art. i°). Esta providência também deve ser atendida pelos serventuários do Juízo e pelos funcionários das empresas de telefonia; - dar ciência ao Ministério Público Federal da realização da diligência (Lei 9.296/96, art. 60); - apresentar a este Juízo, findo o prazo acima, o resultado do monitoramento, com a respectiva transcrição e o resumo das operações realizadas

8

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500) (Lei 9.296/96, art. 6 0 , § i° e 20). - juntar aos autos mídia contendo, separadamente, os diálogos interceptados que não tenham pertinência com a investigação, para os fins do art. 90, da Lei 9.296/96. Em atendimento ao disposto no artigo ii da Resolução n o 59, de 09/09/2008, da lavra do Conselho Nacional de Justiça, faço consignar que: a) a autoridade policial que conduz as investigações e que, portanto, terá acesso às informações decorrentes da interceptação telefônica aqui deferida é o DR. MATHETJS RODRIGUES, Delegado de Polícia Federal, Chefe do NIP/SR/DPF/DF; b) os servidores do cartório desta Vara responsáveis pela tramitação dos processos em segredo de justiça são ESTRELA BOHADANA RODRIGUES e ELÍSIO VAZ VIEIRA. Notifique-se o representante do Ministério Público Federal de Goiás. Publique-se. Ressalto que, dada a urgência e o adiantado da hora, a decisão foi lavrada sob o número do inquérito policial. Após distribuição, por dependência, das cautelares, os novos números serão utilizados nas decisões seguintes. Goiânia, o8 de abril de 2011.

PAULO AUGUSTO MORE RA LIMA
Juiz Federal Substituto

9

Recebi estes autos

d! Vi x:ç

-« es

ELIS

Z VIEI lco rio / Mat. 3-522

A.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/GO, 08 de abril de 2011. Oficio n°084/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distribuída em 31103/2011 INQUÉRITO POLICIAL N° 089/2011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhora Supervisora,

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que seja implementada a prorrogação da interceptação e do monitoramento do(s) acesso(á) telefônico(s) n°(s) (61) 9165-0896, (61) 9327-8434, (62) 9339-1661 e (61) 9280-0078, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Policia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matricula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo©dpf.gov.br , telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações Ilustríssima Senhora KATIA ACARINE ou seu substituto legal Supervisora da Área de Interceptação da Empresa Claro BCP Rua Flórida, n° 1.970, 2 1 andar, Brooklin SÃO PAULO/SP CEP 04.565-907
Rua 19, n°244, 8- andar, Centro, Goiãnia(GO-CEP: 74.030-090-Telefones: (62) 3226-191911910—Fax: (52) 3226-1701

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício rr 08412011)

envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; f) caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarIo@dpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 80 e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p1 demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo 2

44

4r/ FE0

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

S2

(Continuação do Ofício n°084/2011)

de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemâtica, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente, / PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iia Vara

3

.

A

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/GO, 08 de abril de 2011. Ofício n°085/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500) distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N° 08912011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Gerente,

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÓNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que seja implementada a prorrogação da interceptação e do monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (62) 8416-6278, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlodpf.gov.br , telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fomecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da Ilustríssimo(a) Senhor(a) GERENTE DE AÇÕES RESTRITAS DA EMPRESA DE TELEFONIA 01 Rua do Lavradio n°71,4° andar, Centro RIO DE JANEIRO/RJ CEP: 20230-070
Rua 19, n°244, 8-andar. Centro, (62)32261919/19l0_ Fax: (62)3226-1701.

•çy'

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

/'Q

FS. v\

(Continuação do Ofício n°08512011)

çvj

investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vinculo com a investigação: d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM: e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados: caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlo©dpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 80 e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 2

44

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(? Fg
(Continuação do Oficio n°085/2011) x..

29°

6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do oficio do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296/96, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente,

PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iia Vara

1k //4

3

7 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/GO, 08 de abril de 2011. Oficio n o 086/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500) distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N°089/2011 - SRIDPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Diretor(a),

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que seja implementada a prorrogação da interceptação e do monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (61) 9915-2088, (62) 9688-9239, (62) 9649-9889 e (61) 9663-9223, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo©dpf.gov.br , telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERS (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; Ilustríssimo(a) Senhor(a) DIRETOR(A) DA EMPRESA DE TELEFONIA CELULAR VIVO NESTA
Rua 19, n°244,8° andar, centro, Goiânia/c30-CEP: 74.030-090-Telefones: (62) 3226-1919/1910 - Fax: (62) 3226-1701.

'tIl

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

P5.
(Continuação do Ofício n°066/2011)

e) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; f) caso não seja disponíbilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlo©dpfgov.br. 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e á autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar á Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8 1 e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para 2
ÁÂ

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA implementação das medidas.

(Continuação do Oficio n°086/2011)

6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente,

PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iia Vara

4v !

y Ht.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/CO, 08 de abril de 2011. Ofício n°087/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N°089/2011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Responsável,

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que seja implementada a prorrogação da interceptação e do monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (61) 8177-1010 e (61) 8126-4263, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Policia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo@dpf.gov.br, telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações Ilustríssimo(a) Senhor(a) Responsável GERENCIA DE RELACIONAMENTO E APOIO AOS ORGAOS PUBLICOS DA EMPRESA TIM S/A Rua Alexandre de Gusmão, n° 29, Bloco C, Vila Homero Thon SANTO ANDRÉ/SP CEP: 09.111-310
Rua 19, n0 244, 6° andar, Centro, Goiânia/GO-CEP: 74.030 . 090-Telefones: (62) 3226-191911910—Fax: (62) 3226-1701.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°087/2011)

envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; o caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlo@dpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juizo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n° 5912008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 80 e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p1 SMP e 24 horas p1 demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo 2

I{)

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°08712011)

3 p'r,

de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei no 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente,

PAULO AUGUSTO MO EIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iV Vara

3

4N o

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/GO, 08 de abril de 2011. Oficio n°088/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500) distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N° 089/2011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Supervisor(a),

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÓNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que seja implementada a prorrogação da interceptação e do monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (61) 7816-7304 (ID 55-123-7 9168 IMSI 724009050328989, IMSI 316010027445095, IMSI 316010027449244, IMSI 316010027446986, 162*33704*20 , IMSI 316010027451241, IMSI 316010027447655 162*33704*11 e IMSI 724009000615016, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matricula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo©dpf.gov.br , telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juizo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais Ilustríssimo(a) Senhor(a) SUPERVISOR(A) DO DEPARTAMENTO SIGILOSO DAS COMUNICAÇOES E SEGURANÇA COORPORATIVA DA EMPRESA DE TELEFONIA NEXTEL CELULAR E RÁDIO Rua Bela Cintra, n°1.196, Bairro Cerqueira César, 1 0 andar SÃO PAULO/SP CEP: 01415-908
Rua 19, n°244, 61 andar, Centro, Goiânia/GO-CEP: 74.030-090-Telefones: (62) 3226-191911910 - Fax: (62) 3226-1701.

/ii

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício n°088(2011)

que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (Com endereço Completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vinculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; f) caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlo©dpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de intercepta ções telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8 1 e 10, última figura, ambas da Lei n° 9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida 2

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°088/2011)

dentro de 2 horas p1 SMP e 24 horas p1 demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do oficio do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe:
Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

Atenciosamente, gl
PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iia Vara

L,qpdl
PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA Goiânia/GO, 08 de abril de 2011 Ofício no 089/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78,2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N° 08912011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Supervisor(a),

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÓNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que sejam implementadas a interceptação e o monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) 724009030471121 e 316010027451314, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo©dpf.gov.br , telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferivel, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na Ilustríssimo(a) Senhor(a) SUPERVISOR(A) DO DEPARTAMENTO SIGILOSO DAS COMUNICAÇÕES E SEGURANÇA COORPORATIVA DA EMPRESA DE TELEFONIA NEXTEL CELULAR E RÁDIO Rua Bela Cintra, n°1.196, Bairro Cerqueira César, 1 0 andar SÃO PAULO/SP CEP: 01415-908 Rua 19, n°244, 8° andar, centro. Goiânia/GO-CEP: 74.030-090-Telefones: (62) 3226-19191191 o - Fax: (62)3226-1701,

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício n°089/2011)

última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; e) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; f) caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlodpf.gov.br. 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n° 5912008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 81 e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p1 SMP e 24 horas p1 demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá 2

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício n°089/2011)

comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste oficio. 7. O oficio resposta deverá indicar o número do procedimento ou do oficio do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente,

41
PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iia Vara

3

R'
w PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

'- • /A

FI

Goiânia/GO, 08 de abril de 2011. Oficio n°090/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500) distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N° 08912011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Gerente,

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÓNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que sejam implementadas a interceptação e o monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (61) 9269-3347, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Policia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo©dpftgov.br, telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadôra proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da Ilustríssimo(a) Senhor(a) GERENTE DE AÇÕES RESTRITAS DA EMPRESA DE TELEFONIA 01 Rua do Lavradio n°71,4° andar, Centro RIO DE JANEIRO/RJ CEP: 20230-070
Rua 19, n°244, 60 andar, Centro, Goiãnia/G0-CEP: 74.030-090-Telefones: (62)3226-1919/1910 - Fax: (62)3226-1701. Á]

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°090/2011)

investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vinculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; f) caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlo@dpf.gov.br .
2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta

requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8 0 e 10, última figura, ambas da Lei n o 9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas 2

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°090/2011)

6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste oficio. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente, d' PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da iia Vara

1

9t.
PODER

Goiânia/CO, 08 de abril de 2011. Ofício n°091/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N° 08912011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhora Supervisora,

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que sejam implementadas a interceptação e o monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (61) 9279-5249 e (61) 9343-1712, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF n° 170.631.038-22, e-mail: montecarlo@dpf.gov.br, telefone: (61) 20247616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações Ilustríssima Senhora KÁTIA ACARINE ou seu substituto legal Supervisora da Área de Interceptação da Empresa Claro BCP Rua Flórida, n° 1.970, 2° andar, Brooklin SÃO PAULO/SP CEP 04.565-907
Rua 19, n°244,8° andar, Centro. Goiánia/GQ-CEP: 74.030-090-Telefones: (62) 3226-191911910—Fax: (62) 3226-1701.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício n°091/2011)

envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados;
fl caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e

mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecario@dpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n° 5912008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8°e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo 2
il

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°091/2011)

de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O oficio resposta deverá indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. • Atenciosamente,

PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da 114 Vara

.g

PODER JUDICIÁRIO
til

Goiânia/CO, 08 de abril de 2011. Ofício n° 092/2011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N°089/2011 - SR/DPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Responsável,

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÓNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que sejam implementadas a interceptação e o monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (62) 8103-8271, (62) 8234-9999 e (61) 8102-5444, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo, prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Dr. MATHEUS

RODRIGUES, matrícula n° 10.532, CPF. n° 170.631.038-22, e-mail:
montecarlo@dpf.gov.br, telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas à autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações Ilustríssimo(a) Senhor(a) Responsável - - -

GERÊNCIA DE RELACIONAMENTO E APOIO AOS ORGAOS PUBLICOS DA EMPRESA TINi SIA SANTO ANDRÉ/SP
Rua Alexandre de Gusmão, n° 29, Bloco C, Vila Homero Thon CEP: 09.111-310

Rua 19, n°244, 8- andar, Centro, Goiânia/GO-CEP: 74.030-090-Telefones: (62) 3226-191911910— Fax: (62) 3226-1701.

ii

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Oficio n°092/2011)

envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vínculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; f) caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlodpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade, nos termos dos artigos 8 0 e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/0711996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo 2 / .7
1/ .4 7/

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício n° 09212011)

de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do ofício do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente, , PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da 1i a Vara

JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Goiás 1 l Vara Criminal

REMESSA
faço CARGA destes autos com

(3 volume(s) e —apenso(s) ao MPF. Eu
Elisio Vaz Vieira, Técnico Judiciário - Ma. 31522,
lavrei este termo.

g

u

4

L;
23Lz/2Z-

trela Sohadzna RocirS Uatora de Scrrta da 11 Vprt

FI. no23S7

1
PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL ia INSTÂNCIA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÀS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

PROCESSO N0:J3Z8..2t7JJ

E 9

M

e] lt o c
r
D:jsuviosWIisio'Moddos diversos par. fotocopiasPAl'EL - EM BRANCO.doc

JUNTADA Aoa14'aJj2GZ[, faço juntada a estes autos dos
seguintes documentos:

j9& AS. ?3i/g3
Elisio Vaz Vieira, Técnico Judiciário, Mat. 31522, lavrei este termo. Eu

F0 EtRWO DE JUSTlÇAj

MIMSTÉRIO DA JUSTIÇA

DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
3MB - QUADRA 01'- •Lo'Tt 23- SETOR POLICIAL SUL BRAStLIA-DP - CEP. 10349970

Oficio n. 022/201 1-0p. Monte Carlo/SR/DPF/DF Ref.: Processo cautelar de Interceptaçto telefónica ? 13279-78.2011.4.01.3500, cru apartado aos autos do Processo .12023-03.201 1.4.01.3500 (IIPL 0891201 1-SRIDPFII)F) (OPERAÇÃO MONTE .CARLO)

Exmo. Sr(`) Juiz(a) Federá] da 11 Vara Federal de Go ia n:ia . G O.

2Zffi
ctref Bct adn

U.:ca(

O DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL, por intermédio de seus Delegados de Polícia :Fednl que sdbscmve.rn esta peça, vem, no exercício de suas atnbuiçües legais perante V Exa com fundamento na Lei 9296, de 24 dejulho de 1996 e demais normas penais e processuais abaixo descritas, REPRESENTAR pelo .monitoramcuto telefônico (art. 30, Inc. 1, da Lei 9.296196) de:

GLEYB FERREIRA DA CRUZ - RGi 2.182451-DGPC/GO e CPF: 57571871-72

/Vfl

jSEGREDO DE JUSIIC/J

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE poLíciA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL .NO DISTRITO FEDERAL
SAIS - QUADRA 07 LOTE 23 - SgTOR POLICIAL SUL BRASILIA-DF . CEP, 10349-970

1— DOS FATOS E i:NVESTIGÃNDO Exmo. Sr. Juiz Federal, doutos Procuradores da República, este. investigando. é "um dos braços direito" do, digamos, Chefe da ORGCRJM. .c-A:RLllJIiOS juizo, õ intermediário de contatos de CACHOEIRA entre policiais federais, civis e/ou militares, é seu assessor direto para assuntos pessoais e profissionais. confomitdemoistrar&iids abaixh. GLEYB é o intermediário do contato de CACHOEIRA com, dentre outras pessoa, o Delegado de Policia Federal ora. invéstigôndo, DEUSEUNO. lotado em Goiânia (10 pois foram vistos por este subscritor, juntos numa mesa do bar e restaurante TROJA, localizado em Goiânia-CO. Onde estava presente, também CACHOEIRA, no ultimo dia 24/0312011 por volta das 20horas Viamos o relato da diligência No dia 24103, por vai/a das 20k oDPF MATREUS RODRIGUES, após rce&r a cd,fflrmação via siga-»se. que o alvo L'ARLINJIOS GAGÍJOEIRA Siaria no Bar e reskmrantè TROJA- localizado na Rua .137 com a Rua 147 dó Bairro Marista cm Goidnia-GO, que fica localizado em frente à garagem de seu apartamento no Edjflcio Excalibur, o DPF MATREUS se dúsihcou para o loõói e se se o/ou na mesa ao lado dos suspõiIo. Dos que pude idëntjflcar pelas fatos. lã estavam, GARLJNJIOS CACHOEIRA, GLEYB, DI'FDEUSELIJVO e mais outras ópcnoas. Nesse, diálogo abaixo, observa-se a iniennediação de- contato realizada por
GLEY1: CACHOEIRA. CLEYB é, saivo melhor

TELEFONE

NOME DO ALVO

$16010027445095 CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA-RAMOS, MONTE.CARLO

3333

t•t.

v

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL SUPERJ!fFENDÊNCLA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL SAIS- QtJADRAOI•-j4)fl23 -SflOPPOLfl%L SUL UNASILIA-or - cr;p 70349.970

CARLINHOS IX OLEYR@@

DATA/HORA INICIAL DATAIHOA.V.INAL DURAÇÃO 1810312011 10:11:46 18/03/201110:12:05 00:00- 19

INTERLOCUTOR ORIGEM DALIGÂÇ,ÂO TIPO 3» t60 iO02t44W95 316010027445095 724009000784205 .k ALVO

RESUMO

CARLINHOS liga para CLEYB intermediar encontro com terceira pessoa (amigo n(>ss&). DIÁLOGO GIJEYB: 01 CÁRLINI1O CARLINHOS: ]irmão, eu precisava encontrar com o anlgo nosso na hora do almoço, onde é que ele (á heim? Liga ai pra ele evê se ele passa aqui agora. Você liga pra ele?
GLEYB: 86

uni minuto então

Encerrado. Nesse outro diálogo, observa-se que CARLINI-IOS queria falar com urna pessoa que chamam de "NEGUINIHO" e que este estaria em urna "operaço t', Operação á um termo comum utilizado por policiais :quando esto no encalço ( ,acompanhando alvos), ou na execução de medídasconstritivas de liberdade. Observa-se que este diálogo ocorreu no dia 28/03 ë no :31103.o flõkgado :DEUSELINO.:Chefe da Delegacia de Repressão ao Crime Organizádo da Policia Federal de Goiânia. participou da apreensão de de pasta-base de cocaína. A pessoa chamada de NEC UINHO pode DEUSEUNO, apesar de o mesma no pOssuir cútis escura. Vcjarnos

SEGREDO DE

JUSTIÇAI

a..
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTÉNDÊNCL4. REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
SAIS- QUADRA 07-LOT 23 -SETOR POLICIAL SUL BRASÍLIA-DF CEP. 70M9-97O

a

DO ALVO OS AUGUS lo or ALMEIDA RAMOS MONTE CAIU O

INTERLOCUTORES/COMEr,flÁRIO CARLINIIOS XGLEYB@@ DATA/HORA INICIAL :bÀtv11ORÁ TINÁL DURAÇÃO 2863/2011 18:01:55 28/0/2011 18:01109 00:01 14 TNTERLOcJYrOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO ALVO 724009000784205 316010021445095. R 316010027445095 RESUMO CARUNHOS pergunta sçl\LGUINHO lutou alguma Loisa p3it GIYYI3 OU YB diz que NrGlUNUO está eia lima Opt-raQüõ. DIÁLOGO CARLINHO.S; e oNEGUTNHO, falou mais nada no? GLflYB: tó vendo sc.ëutidohtM com cie-porque ti numa Operação. CARJJNHOS: falou. GLEY.B: vocè quer falar com eleà Ó? cARl;ENHOS:.a hora que ele aparece. ele aparece com IR.

31/03/ZOti PF )CAtNA

]SEGREDO DE JUSTIÇAI

(a

3

VARP

k.çpfr
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERIJVTÉNDtIVCL4 REGIONAL NO.DISTRUO FEDERAL SAIS - QUADRA Oi -LOTE 23- SETOR POLICIAL SUL 2RAS1UADP - tER. 10349'970 ltaber&/G0 - A Polida Federal prendeu na noite de ontem, 30, na ddade de Itaberal, dois homens, ambos iniortnãndó ter como frdfiso aativldadá de rffÕtõrtsE,.coni 40,7 quilos de pasta base de cocaína O primeiro envolvido aguardava adroga em um hotel deltaberal, sendo o segundo, Øreso, encarregado do transporte do entorpecente dá ddade de Mirassól O'Oste/MT. Os prtós Vão responder por irrrcolhtarstaduaI dé enbq,eèerites. Por Comxunicaçâo Social / Superihtendéhcia Regional daPÈ em Goiá (52) 3240-9607

TI!LEPONII NOIVIF DOALVO 316010027443095 CARLOS AUGLJSTODEALMIE1DA RAMOS- MONTECARLO INTERLOCLJTOItES/CÕMENtÁRIO CARLiNI1OSX CiiJWa@fliCX) DATA/IIOIA INICIAI, DAtA/FlORA FINAl. DURAÇÃO 31/03/2011 19:3:45 3110372011 19:33t24 00:00:39 ALVO INTERLOÓIJtOR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010021445095 724009000784205 724009000784265 . R RESUMO se CÁ

Rettoagindo uni :Póucõ no tempo. esse dialógo do dia J1 1031200I. de CACHOEIRA com seu contador/financeiro GEOVANI comprova que GLEYB luz parte da. folha de pagamento da OROCRIM:

316010027445095 CARLOS AUGUSTO DEALMEIDÁ RAMOS MONTE CÃRW INTEl LocuToaEs/coMEW-rÁgJ.o

CARLINHOS X GEOVÀN1@@

ISEGREDO DE JUSTIÇA

IA" '(* As.

MINTSTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
SAIS - QUADRA 07 LOTE 23 WTOR POLICIAI. 4t:L BI1ASÜ.IA . Dv - CkP. 70349-970

TA/HORA
1110 3,1201112:11:13 1.1/03/2011 12:12:43 0001:30

ENTERLOCUTÕR ORIGEM DA LIGAÇÃO TIPO 316010027445095 3 16010027446986 316010027445095 . R ALVO

RESUMO Falam sobre lançamentos depagnrnentos da ORUCRIM. Falam sõhte paganietuo do GLEYB. DIÁLOGO CARLINHOS: aqueles 30 que, o NEGÃO pegou ërnprcsiado com você ni.-váck lançou? GEOVANI: é, quem foi que pegou, que você fálou? CARLINHOS: GEOVANI.•eseuta rapaz é.o GLEVB. GI2Vfl é aquele NEGÃO.

r ai

GLEYB GEOVANI: não, ai.,ele t&. você :fálou..pfa mim nflo ,[atiçar nada porque ele lá incluído naquele do mês. nos 166 enendeu 9 Nem os 30 nem os lo que eu mandeL que era sua parte desse cara que eu fô mandando hoje e nem os lO que eu mandei o depósiiõ... aquele depósito do dia 8. CARLINHOS exatamente Ai você lança ai voo. lança... dia 10 semana que vem genleja lança. Você recebeu tudo aquele? GEOVANI- ...tá faltando iSa. beiradinhia que o ROGÉRIO lá acabando de pegar , hoje caiu os bostas, né t. o JUNÍNHO vai acabar de me pagar hoje e vai zerar tudo Ai stm un que vem la pode cobrar 41 e500 de cada um. CAR.LINHOS:e,Samente. Pega e vê isso ai. enr&. GEOVANI: ít tudo anotado aqui o que cujpasseL.Al tu vou

__________________ 1!EGREDODE JUSfiÇA)

F

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DEPOLÍCL4 FEDERAL SUPERINTÉM)ÊNCL4 RbGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
8MB- QUADRA 07 - LOTE 23 --Sttoa POLICIAL SUL BRASftIA;DF - CEP 70349-970

O

(encerrada) Mais recentemente tiveram asa conversa:
TELITONF NOMI DO ALVO 316010027445095 CARI OS.ÃÜGti%tODE ALMEIDA RAMOS - MONTE CARLO .IN1tRLOCUTØT%ËSJCOMENTÁkIO CAF(LJNHOS X OLE'BQ DATA/IJÕRA INICIAL DATA/HORA FINAL OIRAÇÀO 30t03t201 1*49:41 311Ô3/20)] Õ950:0i 011:00;14 ALVO IN1RLQCLJtOR OR1tIRM DA LEGACÁC) TIPO 316010027445095 724000oÓ794205 316010027445095 R

visando-se identificar, ÇOMURGÊNCIA (em õbservãncia ao principio da opoftunidde da collicita de provas Su invesïigaçÓes policiais, lig$es
Portanto.

telefinicaç, contatos de DEUSELINO com CACHOEIRA, através de G1,CYF3 pois DEUSELINO tambémpode estar fazendo uso de um. rádio nextel de inicio 3.160 (registrado nos .EUA) e que não fala diretamente . com CACHOEIRA por medidas de. segurança, de rigor o início de monitoramento do rádio nextel utilizado por GLEYB, qual seja. (62)7812-3409 (JM$T-7240090001844205). Assim, por tudo ,que consta desta peça, com fundamento na Lei 9296. de 24 de julho de 1996, . venho. .respeitosamente, nó corpo do presente 6flcio.
RE, PRFJSENTÀ:R pela expedição de ordem Judicial de INICIO DE

MONITORAME. NTÕ TELEFÓNICO, pelo prazo de .j5: dIas, do terminal abaixo . citado, para que a Policia Federal possa requisitar diretamente à respectiva empresa de telefonia:

77

ISEGREDO DE JUSTIÇA

FIs

1w

a

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
SAIS -QUADRA 07-. LOTE 23- SETOR

POLICIAL StTLBRASiLtADF - CEP. 70349-970

a) a interceptaçao, o monítoramento e o desvio, das comunicações tele'ffinicas (inclusive mensagens de voz, texto e 'imagens) das lhihas dou 'rádio abaixo citadas, extratos (cleíônicos, bern corno providenciar todos os meios necessários e,'eticieníes para implementação das 'medidas; 'b) os meios necessários para a localização dos telefones monitorados e reversos

(E'RBs);
o) o 'acesso à bancos 'de dados, mediante senha a ser dada aos 'po]iciãis, para a consulta 'das titulares de telefones reversos chamados e chamadores dos alvos, terminais eies que tenham vfnculo com os'Fárnslnvestigados: d) a disponibilização do serviço 'de identificação de chamadas, relativos às linhas monitoradas, inclusive com relação às ligações.irttemaSnais: e) no caso de substituição do ebip ou iríclusão de outra tinha no mesmo aparelho então interccptado,'a intcrcep,tção'do investigado a partir do número serial do aparelho, 1MW, IM'Sl ou da nova linha, Fornecendo os novos dados à Policia Federal

QUEBRA II41CIAL DO SIGILO TELEFÔNICO:

CONCLUSÃO

AssÍm, também solicitamos que: a) que o olielo expedido pelo juízo (nos moldes dos itens "a" a "e" acima) seja entregue nus mãos deste subscritor
(011

policial que o

SEGREDO DE JUSTICAJ a

1i

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA,

DEPÀRTAJJIENTO DE POLÍCIA . FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO DISTRITO FEDERAL
SAis - QUADRA 07 -tÕfl23- StFOPOUCL4V-SUL BiSIUA-DF -CEP. 70249.970

seaneado através do endereço clétrônico: monteenIodpr,gov.br, paira que seja providenciada a.remessa ao destinatário respectivo tom a maior segurança do sigilo; Aproveitamos a oportunidade para protestar-lhe os mais Sinceros votos de estima e apjtçó, p&rnmecendõesta aumridadepoliõiál à disposição para quaisquer outros esclarecimentos,

Nestes termos.

çA FEbj

FL.t
7,

n

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE I a INSTÂNCIA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

PROCESSO:

332m- ?-

Aos AO/ 120L4 faço CARGA destes autos com t77 volume(s) e apenso(s). ao MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Eu Elísio Vaz Vieira Técnico Judiciário lavrei estiÇo.

D:\usuw-ios\Elisio\Modelos diversos para fotocopiar'Rernessa - MPF- ELV2doc

Seção Judiciária do Estado de Goiás jia Vara Criminal 12 0 JEF

RECEBIMENTO
J/2Qif , às j5'j5 , RECEBI estes nesta Secretaria da 11 8 Vara com 72 /i B(s) e

apenso(s). Eu Elísio Vaz Técnico Judiciário, Mat. 3/ lavrei este termo.

JUNTADA
faço ,jntada a estes autos dos seguintes documentos: íi77C4 c7 2c7 /11 i2,

Vaz Vieira,

Técnico Judiciário,

Mavrei este termo. /522. Effi

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM GOIÁS

EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ FEDERAL DA 11 3 VARA DA SECÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÁS
11 Var e

Autos 12023-03.2011.4.01.3500
retaria - 11 Vari -.1. -4 Te.d bbI.:_;c.flo n^JS911LS etora de Sp1arh 1 \'

O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelos Procuradores da República que esta subscrevem, no cumprimento de seu dever-poder constitucional e legal, vem oficiar nos seguintes termos. Trata-se de representação policial requerendo a inclusão do terminal utilizado por GLEYB PEREIRA DA CRUZ, com o escopo de aprofundar as investigações, em especial desvelar ainda mais a participação de policiais federais. Aduz que GLEYB é o intermediário entre Carlos Cachoeira e o Delegado DEUSELINO, sendo aquele o assessor direto do capo do grupo criminoso organizado.

É o relatório.
1 - . Dos elementos fálicos e jurídicos ensejadores de nova interceptação telefônica
Inicialmente, registre-se que os fatos investigados inserem-se no permissivo do artigo 2° da Lei n. 9.296/96 , a saber: Art. 2° Não será admitida a interceptação de comunicações telefônicas quando ocorrer qualquer das seguintes hipóteses: - não houver indícios razoáveis da autoria ou participação em infração penal; II - a prova puder ser feita por outros meios disponíveis; III - o fato investigado constituir infração penal punida, no máximo, com pena de detenção.
2 prorrogação nionitoramento JF MC (Gloyb).doc

1Cc'-

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GoIÁS

f

n.

Parágrafo único. Em qualquer hipótese deve ser descrita com clareza a situação objeto da investigação, inclusive com a indicação e qualificação dos investigados, salvo impossibilidade manifesta, devidamente justificada. Como já aduzido em outras ocasiões, há claros elementos de um forte esquema de corrupção montado para facilitar a exploração do jogo no Estado de Goiás, com indícios de envolvimento de servidores federais, inclusive Delegados da Polícia Federal. Com efeito, o deferimento das interceptações se mostrou útil para revelar a atividade criminosa, por meio dos diálogos neles interceptados. Nesse sentido, faz-se necessário tecer alguns comentários sobre a atuação de alguns membros do grupo. CARLINHOS CACHOEIRA, líder de toda a organização, decide quem pode ter bingo funcionando ou não e para isso corrompe inúmeras policiais civis, federais e militares de Goiás. Os indícios relacionados a ele podem ser constatados nas dezenas de ligações monitoradas constantes do auto circunstanciado 09. O Delegado de Polícia Federal DEUSELINO VALADARES (Chefe da Delegacia de Combate ao Crime Organizado da Superintendência da Polícia Federal em Goiás) manteve, em outras oportunidades, contato telefônico com GLEYB FERREIRA DA CRUZ, empresário ligado a CARLINHOS CACHOEIRA. Registre-se que GLEYB esteve na Superintendência da Polícia Federal em Goiás para tratar sobre o fechamento do bingo. Além disso, para reforçar o vínculo de DEUSELINO com o líder CACHEIRA registre-se um diálogo no qual CACHEIRA pediu a seu sobrinho vereador em Anápolis para contratar a sobrinha de DEUSELINO. Conforme apresentado pela autoridade policial, CARLINHOS CACHOEIRA entrou em contato com GLEYB para intermediar um encontro, supostamente com um agente policial. Analisando os áudios, tal pessoa encontrava-se em uma operação. Sabese que operação é o termo utilizado pela polícia federal para designar grandes trabalhos. Coincidentemente, na época do contato, DEUSELINO VALADARES estaria participando de um trabalho policial nesses moldes. Destarte, com o escopo de desvelar, totalmente, contatos de DEUSELINO com o capo do grupo criminoso, algo que já

RP'.

2

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GoiÁs

('

£?3V

se encontra circunstancialmente presentes nos autos, bem como a sua cabal participação na organização capitaneada por CACHOEIRA, mister o monitoramento do terminal utilizado por GLEYB, braço direito e principal elo de ligação entre o capo e o (s) policial (is) federal (is). Por outro lado, não há outros meios eficazes de apuração que não a interceptação telefônica. Necessárias, portanto, o monitoramento requerido pela autoridade policial, pois se trata de caso complexo que exige uma investigação diferenciada e contínua. Tendo como norte premissas legais supra, tem-se que, na presente hipótese: a) há indícios de autoria em inúmeras infrações penais, uma vez que dos diálogos anteriormente interceptados associados aos elementos anteriormente coligidos, revelam o relacionamento dos investigados com crimes de quadrilha com contornos de organização criminosa (por sinal, extremamente organizada e hierarquizada, com as ordens partindo de Goiânia), corrupção de policiais federais, além da exploração de jogos ilícitos, de contrabando, de facilitação de contrabando por servidor da INFRAERO, sem prejuízo de outros delitos, como o de violação de sigilo funcional e, em razão da exploração das máquinas caça-níqueis, de contrabando. b) tal como em outros ilícitos dessa natureza, a prova por outros meios é extremamente difícil, para não dizer impossível, sobretudo, porque os contatos feitos com as pessoas aliciadas, ainda que por meio de intermediários, ou se dão pessoalmente ou por intermédio da internet, rádio ou por telefones, sendo, nessa hipótese, necessária a interceptação telefônica. Destacou-se a relação de complementariedade, a fim de que se frise que sem as aludidas interceptações, tais medidas não seriam dotadas de qualquer eficácia. c) os fatos sob investigação são punidos com reclusão. Desse modo, o outro requisito legal está incontroversamente atendido, cabendo destacar, por último, que a presente representação foi analítica e permitiu indicar a participação do representado. Com efeito, em hipóteses tais, reconhecendo-se que o interesse público deve preponderar e, sobretudo, que a garantia ao sigilo, vista como dimensão da intimidade, não pode servir de escudo a facilitar a perpetração de crimes, a jurisprudência é maciça no sentido de autorizar o que ora se requer. Anotem-se:

3

/çfk E0 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
PROCURADORIA DA REPÚBLICA DE GOIÁS

[o] Sigilo não é direito absoluto O sigilo bancário, espécie de direito à privacidade protegido pela Constituição de 1988, não é absoluto, pois deve ceder diante dos interesses público, social e da Justiça. Assim, deve ceder também na forma e com observância de procedimento legal e com respeito ao princípio da razoabilidade. Precedentes. (STF, A1-AgR 655298, Relator: EROS GRAU).

2 - Pedido
Por essas razões, o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL requer seja deferida a representação promovida pela autoridade policial, com os delineamentos técnicos neles formulados. 14 de'abril de 2011.

Procurador da

SALGAD lica

LÉA BATISTA DE OLIVEIRA Procuradora da República

CELO RIBEIRO DE OLIVEIRA Procurador da República

11


PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

Proc. n O

I?L7- 7t02oJÁ

CONCLUSÃO
Em14/04/2011, faço os presentes autos conclusos ao MM. Juiz Federal da Décima Primeira Vara.

a d a n a odrigues Diretora de Se retaria

o n.

3

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

PROCESSO fl° 13279-78.2011.4.01.3500

O Departamento de Polícia Federal, pelo oficio 022/2011 Op. Monte Carlo/SR/DPF/DF, representa pelo início da interceptação telefônica do número mencionado na própria representação. Em síntese, narra a autoridade policial que as investigações lograram êxito em identificar ao menos oito casas de jogos ilegais localizadas na região de Valparaíso/GO, as quais constantemente mudam de endereço. Com intuito de manter o funcionamento , casas os donos destas e/ou sócios continuam pagando propina a policiais civis e militares com atuação na região. Além disso, a organização criminosa conta com a colaboração de policiais federais de Goiânia/GO e Brasília/DF. A Lei n° 9.296/96 impõe os seguintes requisitos para a realização da interceptação de comunicações telefônicas: a) se trate de investigação criminal; b) exista autorização concedida por Juiz competente (art. 10); c) haja indícios razoáveis da autoria ou participação em infração penal punida com pena de reclusão; e d) que a prova não possa ser obtida por outros meios. Nunca é demais ressaltar que os indícios da autoria não se referem

49
Juiz Federal Substituto

QN

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n' 13279-78.2011.4.01.3500) aos usuários das linhas telefônicas, e sim das pessoas investigadas.

^^ 91

Com efeito, levadas em consideração os termos da representação, há indícios de que exista forte esquema de corrupção montado para encobrir e facilitar a exploração do jogo ilegal no Estado de Goiás. Importante destacar que a autoridade policial representa pela inclusão de um único terminal, em complemento ao pedido anterior. Justifica a medida no fato de ser o investigado provável contato do Delegado Deuselino Valadares com membros da organização criminosa. Narra que, pessoalmente, avistou referidas pessoas num determinado restaurante, o que reforça as suspeitas inicialmente aventadas. Com efeito, a gravidade dos fatos investigados e a suspeita de envolvimento de policiais federais fundamenta o monitoramento do terminal telefônico utilizado por GLEYB. As atividades descritas nos autos, cujas autorias são imputadas aos investigados, configuram, em tese, crimes de quadrilha ou bando; de corrupção ativa e passiva, todos eles punidos com pena privativa de liberdade de reclusão. Consta, ainda, que o contato telefônico entre os investigados tem sido o principal meio por eles utilizado para os ajustes ou acertos das atividades criminosas, o que, por certo, demonstra inexistirem outros meios eficazes de apuração que não a quebra e a prorrogação requeridas pela autoridade policial

(ultima ratio probatória).
Logo, presentes todos os requisitos legais e prevalecendo o relevante

interesse da justiça penal, a interceptação, com o início do monitoramento das linhas telefônicas indicadas nas representações da i. autoridade policial é medida que se impõe por imprescindível às investigações presididas
pelo representante, mormente dada a impossibilidade da utilização de outros

2

1

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500) DÉCIMA PRIMEIRA VARA

o
FL.

4

meios de prova para a descoberta da verdade real e o postulado da teoria da proporcionalidade, já albergada pelo STF, ao apregoar que os direitos e as garantias constitucionais não podem constituir instrumento de salvaguarda de práticas ilícitas.

O Ministério Público Federal se manifestou pelo deferimento das representações.
Ante o exposto, acolho os fundamentos das representações policiais consubstanciadas no oficio n.° 019/2011- Op. Monte Carlo/SR/DPF/DF para: a) autorizar o início da interceptação das comunicações telefônicas dos terminais abaixo relacionados, p elo prazo de is (quinze) dias, nos termos do artigo 50 da Lei 9.296/96:

Investigado
GLEYB

Telefones
7240090007844205)

Operadora

(62) 7812-3409 (IMSI NEXTEL

Deverá a autoridade policial representante adotar as seguintes providências: - manter o sigilo do monitoramento (Lei 9.296/96, art. i°). Esta providência também deve ser atendida pelos serventuários do Juízo e pelos funcionários das empresas de telefonia; - dar ciência ao Ministério Público Federal da realização da diligência (Lei 9.296/96, art. 60); - apresentar a este Juízo, findo o prazo acima, o resultado do monitoramento, com a respectiva transcrição e o resumo das operações realizadas (Lei 9.296/96, art. 6 0, § i° e 20). - juntar aos autos mídia contendo, separadamente, os diálogos interceptados que não tenham pertinência com a investigação, para os fins do art.

3

'(/1

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA (Processo n° 13279-78.2011.4.01.3500) 90, da Lei 9.296/96.

FI,

4

Em atendimento ao disposto no artigo ii da Resolução n° 59, de

09/09/2008, da lavra do Conselho Nacional de Justiça, faço consignar que:
a) a autoridade policial que conduz as investigações e que, portanto, terá acesso às informações decorrentes da interceptação telefônica aqui deferida é o DR. MATHEUS RODRIGUES, Delegado de Polícia Federal, Chefe do NIP/SR/DPF/DF; b) os servidores do cartório desta Vara responsáveis pela tramitação dos processos em segredo de justiça são ESTRELA BOHWANA RODRIGUES e ELÍSIO VAZ VIEIRA. Notifique-se o representante do Ministério Público Federal de Goiás. Publique-se. Ressalto que, dada a urgência e o adiantado da hora, a decisão foi lavrada sob o número do inquérito policial. Após distribuição, por dependência, das cautelares, os novos números serão utilizados nas decisões seguintes. Goiânia, 14 de abril de 2011.

PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA

1.

Juiz Federal Substituto

4

1

Aos recebi

de

de

2(L4

cstca autos em secrctiiria.

C

• sntos

ELI T

ZVIEI icoJu / a.3-522

0w _^_k
PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA
Goiânia/GO, 14 de abril de 2011 Ofício n° 09312011-SIGILOSO QUEBRA DE SIGILO N° 13279-78.2011.4.01.3500 (N° ANTERIOR 1202303.2011.4.01.3500), distribuída em 3110312011 INQUÉRITO POLICIAL N°089/2011 - SRJDPF/DF REQTE: DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

SEGREDO DE JUSTIÇA

Senhor(a) Supervisor(a),

1. A fim de instruir os autos em epígrafe, em que foi determinada QUEBRA DE SIGILO DAS COMUNICAÇÕES TELEFÔNICAS, requisito a Vossa Senhoria, com urgência, que sejam implementadas a interceptação e o monitoramento do(s) acesso(s) telefônico(s) n°(s) (62) 7812-3409 IMSI 7240090007844205, incluindo voz e dados (textos, sons e imagens), pelo prazo de 15 (quinze) dias, a contar de sua efetiva implementação, que deverá ser direcionada para o acesso telefônico a ser indicado pelo(a) Delegado(a) de Polícia Federal, Or. MATHEUS RODRIGUES, matricula n° 10.532, CPF n o 170.631.038-22, e-mail: montecarIodpf.gov.br , telefone: (61) 2024-7616. Requisito que sejam fornecidas á autoridade policial, quando solicitadas, as informações abaixo especificadas, inclusive por meio de senha pessoal e intransferível, ficando essa Prestadora proibida de fornecer qualquer informação a terceiros não autorizados por este Juízo: a) o histórico das chamadas efetuadas e recebidas pelo(s) acesso(s) telefônico(s) acima, a pedido do(s) responsável(is) pelas investigações, bem corno dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; b) a localização da Estação Rádio Base - ERB (com endereço completo) utilizada na Ilustríssimo(a) Senhor(a) SUPERVISOR(A) DO DEPARTAMENTO SIGILOSO DAS COMUNICAÇOES E SEGURANÇA COORPORATIVA DA EMPRESA DE TELEFONIA NEXTEL CELULAR E RÁDIO Rua Bela Cintra, n°1.196, Bairro Cerqueira César, 1° andar SÃO PAULO/SP CEP: 01415-908
Rua 19, n°244,8° andar, Centro, Goiânia/GO-CEP; 74.030-090-Te1efones; (62) 3226-191911910- Fax; (62) 3226-1701.

PODER JUDICIÁRIO

JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS
DÉCIMA PRIMEIRA VARA
(Continuação do Oficio n°093/2011)

4

última chamada constante nos registros dessa Prestadora de telecomunicações envolvendo o(s) acesso(s) telefônico(s) acima; c) disponibilizar o acesso aos dados cadastrais do(s) assinante(s) alvo(s) da investigação e de demais terminais ou usuários que possuam vinculo com a investigação; d) a identificação do(s) código(s) serial(is) do(s) equipamento(s) (IMEI ou ESN) monitorado(s), autorizado(s), também a interceptação de outros acessos ativados nos equipamentos dos alvos monitorados, mesmo com a troca de cartão SIM; e) acesso ao sistema informatizado VIGIA, ou sistema assemelhado que exista nessa Prestadora de telecomunicações a ser acionado para obtenção, em tempo real, dos dados referentes ao tráfego de ligações dos acessos telefônicos monitorados, inclusive das ligações internacionais, bem como dos terminais que mantiverem contato com os números monitorados; caso não seja disponibilizado o acesso on-line ao histórico de chamadas e mensagens SMS, seja encaminhado relatório diário referente a tais dados para endereço eletrônico: montecarlo@dpf.gov.br . 2. Nos casos em que quaisquer acessos telefônicos objetos desta requisição estiverem (ou forem) submetidos ao processo de portabilidade, essa Prestadora de telecomunicações deverá comunicar imediatamente a este Juízo e à autoridade responsável em que momento foi (ou será) efetivada e qual a Prestadora de telecomunicações receptora. 3. Requisito que essa Prestadora confirme a este Juízo os números cuja efetivação fora deferida e a data em que efetivada a interceptação, para fins de controle judicial do prazo, mantendo os registros de acesso da autoridade durante a investigação (Resolução n°59/2008, art. 12, CNJ). 4. Semestralmente, essa Prestadora deverá indicar à Corregedoria Nacional de Justiça, os nomes das pessoas, com a indicação dos respectivos registros funcionais que por força de suas atribuições, têm conhecimento de medidas de interceptações telefônicas deferidas, bem como dos responsáveis pela operacionalização, para fins de individualização de eventual responsabilidade nos termos dos artigos 8° e 10, última figura, ambas da Lei n°9.296, de 24/07/1 996). 5. A implementação da quebra de sigilo ora requerida deverá ser cumprida dentro de 2 horas p/ SMP e 24 horas p/ demais serviços, contadas do recebimento. Caso não seja tecnicamente possível, essa Prestadora de telecomunicações deverá 2

4'!

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL EM GOIÁS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

(Continuação do Ofício n°09312011)

7

As.

comunicar de forma circunstanciada a este Juízo e à autoridade responsável, no prazo de 24 horas, as dificuldades encontradas e o prazo previsto em horas, para implementação das medidas. 6. Fica expressamente vedada a interceptação de outros números não discriminados neste ofício. 7. O ofício resposta deverá indicar o número do procedimento ou do oficio do plantão judiciário, sob pena de recusa de seu recebimento pela Secretaria. 8. Esta requisição não terá validade se contiver qualquer rasura ou acréscimo de números. 9. Fica, ainda, essa Prestadora advertida do disposto no artigo 10 da Lei n° 9.296196, que assim dispõe: Art. 10. Constitui crime realizar interceptação de comunicações telefônicas, de informática ou telemática, ou quebrar segredo da Justiça sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Pena: reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. Atenciosamente,

PAULO AUGUSTO MOREIRA LIMA Juiz Federal Substituto da 11 Vara

3

FI. n

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL ia INSTÂNCIA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE GOIÀS DÉCIMA PRIMEIRA VARA

PROCESSO N

0:J3Z?L57c?

c27f

)

M e] .sJ Lt 01

D:'usuai-ios\EIisjotlodeIos diversos pira fatocopiar\PAPEI. - EM BRANCO.doc

ri

M I

JUNTADA
faço juntada a estes autos dos At'Oe3,'42C seguintes documentos: e ík71-

MPF(F7.2h1//7fl
Técnico Judiciário,

Eu,) EI Isio Vaz Vieira, ,

Mat .

lavrei este termo.