You are on page 1of 14

.

04 2º Ano do Ensino Médio Disciplina: Literatura .Dayane Oliveira nº .Felipe Calderan nº .02 .TRABALHO DE LITERATURA Livro: Inocência Autor: Visconde de Taunay Nome dos integrantes: .

.Sentimentalismo e Emoção . o pai era a figura máxima da família. escapismo e evasão .Negação do classicismo . Pois.Romantismo brasileiro: Marco inicial: a publicação do livro de poemas Suspiros poéticos e saudades de Gonçalves de Magalhães em 1836. o personagem Pereira vai representar essa condição de Pater Famílias e através dele outros temas serão apresentados ao longo da narrativa. . .Fuga da realidade.o confronto entre o mundo rural e o urbano. Inocência tornou-se o melhor dos romances românticos regionalistas ou sertanistas de nosso romantismo. portanto. .Natureza expressiva .a hospitalidade em relação aos forasteiros e viajantes. . Principais características: .Busca da Liberdade . . subjetivismo e egocentrismo .Originalidade .o casamento acordado. . em Inocência destaca-se uma visão do patriarcado do interior do mato Grosso onde as pessoas ainda viviam de acordo com os costumes feudais e. -o exercício da vingança individual.Nacionalismo: cores locais .Idealização da mulher .o dever de obediência.o conhecimento íntimo da natureza. .a visão da leitura e da escolarização como ameaça à formação da mulher.a noção de pequeno proprietário rural.traços da escravidão no sertão. E sua vontade individual valia mais do que os códigos sociais.o valor da palavra empenhada .Contexto da obra: . já num declínio do romantismo. tais como: . esforço e trabalho . entre o rústico e o civilizado. . No romance.a preservação da honra familiar.Alfredo d”Escragnole Taunay ou Visconde de Taunay: Inocência Características da obra: Publicado em 1872. o soberano.Exaltação dos valores burgueses: sacrifício.Individualismo.

Todos apresentam um título. Inocência: típica menina sertaneja criada sob o domínio do pai e típica heroína romântica: pura.O romance Inocência está organizado em 30 capítulos e um epílogo. . . mas apresentando algumas variações para a primeira e às vezes fazendo com que sua voz se confunda com a voz do próprio autor do livro. homem humilde e bondoso. tagarela. Velho tio e padrinho: homem encarregado de cuidar de Cirino na adolescência e que conseguiu estudos gratuitos ao sobrinho. sobre insetos brasileiros. pequeno proprietário rural e símbolo patriarcalismo que ainda existia nos sertões do Brasil. . Em especial.Personagens . Cirino Ferreira de Campos: Curandeiro que se fazia de doutor devido às experiências adquiridas numa farmácia em Ouro Preto e à leitura do manual de Chernoviz. virgem e que se entrega ao amor mesmo que isso lhe custe a vida. honesto e que ao final do romance assassinará Cirino para lavar a sua honra e a da casa de Pereira. Manecão Doca: Homem que Pereira que havia feito acordo para se casar com Inocência. Martinho dos Santos Pereira: Pai de Inocência. Guilherme Tembel Meyer: zoologista (naturalista) alemão virá ao Brasil patrocinado pelo governo alemão fazer uma pesquisa sobre a nossa fauna. graças a um golpe que aplicou nos padres do colégio Caraça. Descobrirá . pois marca a posição de homem de grande leitura por parte do escritor inserindo o seu leitor nesse universo rico da literatura universal. . Trabalhador. casta. Podemos entender aqui uma relação de intertextualidade ou de paródia entre o assunto narrado e as citações apresentadas. Uma curiosidade é que todas as citações apresentadas são de autores estrangeiros e tal situação causa um refinamento ao romance. Fê-los acreditar que era rico e após sua morte iriam receber parte da herança. E sempre após o título do capítulo está inserida uma ou mais citações de outros diversos escritores que servem de introdução ao que será narrado.Narrador De uma maneira bem simples podemos falar que o narrador é onisciente e seu foco narrativo é em terceira pessoa.

.. E outros secundários ou figurantes: Leal (vizinho de Pereira). Maria Conga: escrava da casa de Pereira. Antônio Cesário: padrinho de Inocência. Garcia: o leproso. José do Pinho (Juque): carioca que era ajudante de Meyer. . Major Melo Tarques (homem de maior influência em Sant’Ana da Paranaíba.. mudo que será uma espécie “cãozinho” de Inocência. Totó Siqueira: homem para quem Cirino deve dinheiro..negro. Tonico(Tico): anão . Fato que culminará com a morte de Cirino. Francisco Pereira dos Santos: irmão mais velho que Pereira não vê há 40 anos e do qual Meyer terá uma carta de recomendação que lhe dará acesso “íntimo” na casa do sertanejo.uma borboleta de rara beleza que será batizada com o nome de Papilio Innocentia: uma homenagem a Inocência. Coelho: sitiante vizinho de Pereira que será tratado como empalamado. Terá papel importante porque denunciará o caso de Inocência e Cirino.. Roberto: irmão morto de Pereira. um filho de Pereira que já saiu de casa faz algum tempo.

começa a bela e trágica história de amor entre os jovens.. ou mais conhecido como Tico. Vai o doutor entrar no interior de minha casa. No entanto. E. assim. peço que “veja só a doente e não olhe para Nocência.” e minha filha Inocência é como estivesse casada com Manecão Doca.. O acaso vem a ser o encontro desses dois homens. Portanto. Cirino se assusta com ele e Tico não gosta nem um pouco do como Cirino olhava pra Inocência enquanto a examinava.. negro.RESUMO Um acaso e duas necessidades criam o início da trágica história de amor entre Cirino e Inocência. Assim. pois ele estava acostumado a lidar com as regras das famílias do sertão.. Pois. não pode resistir à “beleza deslumbrante” da jovem. Claro que Cirino compreendia tudo isto que precavido pai lhe pedia. quando Cirino foi tratar de Inocência recebeu por parte de Pereira algumas observações: “sou muito desconfiado. por outro lado. este podia ajudar Cirino a conseguir o dinheiro necessitado. Vejamos: Cirino se encontrava nesse momento cavalgando às terras do Leal para conseguir dinheiro. chegavam à casa de Pereira o naturalista alemão chamado Meyer e seu ajudante carioca José do Pinho. quando Cirino adentrou ao quarto de Inocência e se deparou com ela. Em casa de Pereira ele era uma espécie de cãozinho de Inocência. ficou determinado que Cirino voltaria ao quarto à meia-noite para lhe ministrar um remédio. pois “a coisa está apalavrada”. Nesse mesmo dia. mudo que perambulava pelas terras da região e que tinha estima de toda gente.. pois Cirino possuía os medicamentos de que Pereira precisava e. Quando saiam do quarto aparece um personagem que será fundamental na tragédia do casal: Tonico. partiram os dois às terras de Pereira para tratar de Inocência e conseguir o dinheiro. pois precisava saldar uma dívida adquirida num jogo e Martinho dos Santos Pereira voltava da Sant’Ana da Paranaíba depois de tentar encontrar medicamentos para tratar de sua filha Inocência. Depois de um exame prévio sobre o que Inocência tinha.”. Um anão. o Juque. Meyer e Juque depois das apresentações pedem .

ao perceber este retorno. E a partir daí os efeitos do amor para os jovens serão inevitáveis e avassaladores. para o estrangeiro há a excitação pelo exótico e pelas possibilidades de descobertas que a natureza lhe oferece. tão moça. mas com sutilezas de mulher. que é um sertanejo muito simples. Enquanto para o sertanejo há um bucolismo que preenche sua vida pelo cotidiano com a natureza. tão pura. quanto de Meyer que. Daí aparece outro tema bastante trabalhado no livro: a visão de mundo do sertanejo analfabeto. Tão casta. Aqui outro tema do livro se . Tanto de Cirino. Para Pereira. mas como se fosse o próprio Francisco dará ao alemão o direito de poder almoçar na parte interior da casa. Restrita apenas às pessoas da família e jamais aos hóspedes. além de saber ler. há uma enorme alegria de ter hóspedes em sua casa. Nesta noite Cirino não consegue dormir consumido pela paixão que já lhe devora. No novo dia que chega acontece um fato importantíssimo. Uma cena muito interessante é o retorno do pai ao quarto. Aquele fica sozinho com a moça no quarto. Cirino e Pereira vão ao quarto da jovem. mas com profunda sapiência intuitiva e adquirida sobre a natureza e a visão de mundo do homem letrado. Nesse momento Cirino e Inocência já sentem o efeito deste “fogo que arde e não se vê”. que se valoriza diante do olhar do sertanejo por ter o status de médico e pelo fato de saber ler. pois o pai foi buscar o café necessário para o remédio que a filha ia tomar. E a alegria é maior por se tratarem de hóspedes tão ilustres: um doutor e um naturalista alemão. deste “contentamento descontente”. Uma pseudo Capitu. pois Inocência. pois no sertão bruto era muito raro ter contato com pessoas fora do círculo familiar. Passado as apresentações e feitas as acomodações para a hospedagem é chegada a hora de levar o remédio a Inocência. a dizer: Meyer trazia com ele uma carta de Francisco Pereira dos Santos que era irmão de Martinho dos Santos Pereira e esta carta de recomendação do irmão mais velho pedindo que tratasse Meyer não como apenas um hóspede. é estrangeiro e tem um olhar científico sobre a natureza. fingiu estar dormindo.hospedagem a Pereira que simpaticamente lhes disponibiliza tal pedido.

Pois. Desconfiadíssimo agora com Meyer. ou por efeito do inexprimível e desconhecido abalo que experimentara no estado de debilidade a que chegara. correu para ampará-la tomando nos braços a pálida donzela. pois sua visão sobre a beleza de Inocência era mais de um naturalista que se encanta com algo exótico dos sertões brasileiros do que de um homem que vê uma mulher e se interessa por ela como amante. Isso faz com que Cirino tenha o dia inteiro para se aproximar de Inocência. ou melhor. heroicamente. A moça fica desesperada “e. principalmente. Faz 40 anos que Pereira não vê seu irmão. deixando assim o caminho livre para que Cirino possa cortejar Inocência sem ser visto e coibido. Assim. ao ver a moça. ou por ser aquela a hora em que se costumava a febre salteá-la. Meyer se enche de elogios para a beleza estonteante dela. mas basta um pedido dele e por carta para o irmão mais novo cumprir sem questionar. causando um desconforto muito grande no cerne de uma sociedade patriarcal. isso fere completamente os códigos de ética da necessidade de preservar a honra de sua filha. Mas. Depois de todos os . enche a mão e o braço dela de beijos.faz evidente: o patriarcalismo. Essa carta foi outro feliz e trágico acaso para a história dos jovens. entre esse dever e esse querer. E é aí que a carta de Francisco vai ter um peso imenso. ou melhor. mas ele tinha também a necessidade de tomar uma satisfação contra o desrespeito de Meyer. quando se encontrava sozinho no quarto com ela. Pereira resolve acompanhá-lo pelas suas andanças no meio do sertão à procura de insetos. Claro que Meyer não apresenta malícia ou desrespeito algum. Ao meio-dia era hora de levar até a moça uma nova dose do remédio e dessa situação. do pai. o certo é que teve de encostar-se. no olhar do sertanejo e. ao tomar-lhe o pulso. Meyer nesse dia vai almoçar com a família e aí acontece uma acidente que será fundamental também para o desenrolar da paixão entre Cirino e Inocência. vai nascer um excesso de atenção de Pereira para com Meyer. pois Pereira tinha o dever de obedecer à carta e tratar Meyer como alguém da família. já que tais elogios eram completamente descabidos e desrespeitosos. E. aproveita-se. perde controle e. agarrar-se ao umbral para não cair a frio comprido ao chão” e Cirino.

No novo dia que chegava. Pereira e Meyer voltaram para casa e este só queria saber de ver novamente a jovem. curiosamente. Passado algum tempo. Numa noite. Se Inocência começa a história abatida por uma febre relacionada à parte física. doente de outro: a paixão. Cirino explicava a ela todos os efeitos que um apaixonado sentia e Inocência se via com os mesmo efeitos. segundo observação de Pereira. Palavra que merece destaque porque também se configura numa das características importantes do livro: revelar as marcas do sertão e do sertanejo ao morador da corte (Rio de Janeiro). Das pessoas que vieram vê-lo dois casos são interessantes: a de um homem chamado Coelho que. Cirino foi de madrugada à janela do quarto da moça e chamou por ela que. era chamado de empalamado. menina bonita”. Uma cena curiosa e engraçada que se passou nesse dia foi o tombo do alemão num buraco cheio de formigas que lhe obrigaram a tirar a roupa e sair correndo pelado para se livrar delas. encontrava-se acordada também àquelas horas. que seria o provável leitor dessa obra. esse morfético era um homem chamado Garcia que era leproso. Outro caso que chama a atenção é a chegada de um morfético à casa de Pereira que enche a todos de desespero.cuidados necessários e possíveis Cirino saiu do quarto despedindo-se dela com todo afeto do mundo. Quando esta abriu a janela e os dois se encontraram acontece a grande declaração de amor entre ambos. outra febre agora virá lhe abater e restaurar a saúde: a da paixão. profundamente. Cirino podia cobrar bem a consulta porque este tinha condições de pagar. Amavam-se. mas ardia na moça também a sensação de estar fazendo algo errado. Pereira arrumara alguns pacientes para que Cirino pudesse conseguir o dinheiro precisado. . e. Ainda do peitoril da janela disse: “adeus. Inocência se encontrava já bem recuperada de um mal: a sezão. Pois. Terminava o dia com Pereira confidenciando a Cirino que se não fosse a carta do irmão ele já teria tomado sérias providências contra Meyer. este tipo de enfermo. Fato que irritava profundamente ao pai da moça. Este homem sofria de uma profunda anemia já há algum tempo e no sertão.

Este tinha forte influência sobre o sertanejo tanto por respeitabilidade quanto por dinheiro que Pereira lhe devia. Porém. no entanto se corroíam da impossibilidade de ficarem juntos. Era o auge de sua ousadia. belíssima e que nunca havia sido catalogada. Algo haveria de ser feito.ou como diria ela: “sensação de pecado mortal”. Assim. Num momento de desesperança total. a paz voltara a reinar no coração do precavido pai que chegou até a suspeitar que suas desconfianças eram infundadas. Este e a moça se encontravam mais apaixonados do que nunca. pois o casamento com Manecão já estava tratado e seria improvável que Pereira voltasse atrás de uma palavra empenhada. o que Pereira jamais poderia suspeitar é que. junto ao pai de Inocência para anular o acordo feito com Manecão. financiado pelo governo alemão. Claro que antes de partir quis mais uma vez ver Inocência. Para o pai. caso aceitasse a união entre os dois. Assim. talvez este pudesse interferir. aconteceu algo fundamental pra sua carreira. portanto. pois estava traindo com essa confissão o acordo feito por seu pai ao futuro marido Manecão. Dessa cena eles só não contavam com uma coisa: Tico estava próximo ouvindo e vendo tudo que se passara. Inocência se lembrou do padrinho Antônio Cesário que morava lá na terra dos Gerais. Ele encontrou uma borboleta rara. para desespero do sertanejo. Fato fundamental para o desfecho do livro. numa outra caçada. se Cirino falasse com o padrinho. o maior desrespeito vinha de alguém tão próximo e de tanta confiança para ele: Cirino. a sua glória. eram evidente as intenções desse alemão para com sua filha. cada vez mais Pereira se precavia de não deixar que ele se encontrasse com a filha. Logo era a sua grande descoberta científica. O naturalista partia para outras terras em busca de outras possibilidades. E. No entanto. com o nome da filha de Pereira. quando tudo caminhava para uma possibilidade trágica. mas isso não lhe foi possível. dentro de sua ética. Meyer continuava com seu encantamento por Inocência e. que o naturalista fez. Porém. pois ele tinha ainda dois anos de pesquisas. batizou-a com o nome de Papilio Innocentia. . a serem realizadas no Brasil. Meyer avisou a todos que partia. ou seja.

Manecão chegara à casa de Pereira. o vigário e. o encontro mais significativo. Depois de Pereira e Manecão acertarem a data do casamento este foi levado ao encontro da futura esposa. a filha inventou a mentira: tinha sonhado com a mãe e esta havia revelado que se a filha se casasse com Manecão haveria muita tristeza nesse casamento. pois enquanto ele ainda tinha de ir à fazenda do padrinho de Inocência em Minas Gerais para conseguir. Os dias passavam e Pereira e Manecão mantinham uma rotina sem muitas palavras a espera que algo se decidisse nessa situação tão embaraçosa. Este que é apresentado desde o início do romance só agora aparece diretamente na história. a devoção e o amor do rapaz amoleceram Antônio Cesário e este decidiu refletir sobre o . o outro já ia em direção à casa de Pereira casar-se com Inocência. E ele passara pela vila justamente para acertar os papéis de seu casamento com Inocência. Cirino chegara à fazenda do padrinho de Inocência e conseguia explicar a ele o que estava acontecendo. daí. Feliz foi a recepção deste para com o futuro marido de sua filha. entre os quais: o major Martinho de Melo Taques. a mentira durou pouco. E. Triste encontro para Cirino. mas a insistência. No entanto. Manecão. triste foi para Inocência tal chegada.Cirino se despediu de Pereira a pretexto de ir buscar alguns medicamentos que lhe faltavam. Assim. Um dia Pereira foi ao quarto da filha saber o que se passava. Quando Cirino passava pela vila de Sant’Ana da Parnaíba ele acabou encontrando algumas pessoas. principalmente. e o pai a ameaçou de morte caso ela não se cumprisse o acordo feito. mas a frustração de Inocência ao ver o marido arranjado pelo pai foi tão grande que ficou evidente aos olhos do pai e de Manecão. Saber por que ela não aceitava o noivo. Enquanto isso. mas na verdade iria à busca do padrinho para conversar com ele sobre a situação em que o casal se encontrava. o padrinho não via meios e motivos para ajudar Cirino. uma audiência e aceitação de Antônio Cesário. quem sabe. Inocência retirou-se para o quarto e dali não saia mais alegando estar novamente com as sezões. No entanto. enquanto Cirino viajava em direção ao destino pretendido. A princípio.

assim. mesmo à beira da morte reuniu forças para perdoar seu assassino que. Ouvindo a explicação. E. E partiu para lavar a honra dele e daquela casa.. é que decidi contrário. ao ouvir chegar gente. Foi uma cena dolorosa demais para o jovem ser rejeitado de tal forma e mais doloroso ainda para o pai que via sua casa desonrada. Cirino aguardava na vila a chegada do padrinho de Inocência. Neste caso. Num belo dia. então. até cá e aqui esperará as suas cargas que mandarei buscar. E. ficou tratado: “é ficar o Sr.caso. Travaram breve discussão e. Neste momento. Tarde. nem sequer falar nela. Será sinal de que nunca mais há de procurar botar as vistas em Inocência. Pereira não podia crer que o homem que havia desgraçado sua casa era o doutor. pois o tempo determinado por este estava para terminar. esperando em Sant’Ana. um pouco afastado da vila. Cirino foi até a estrada para ver se via a chegada do padrinho. Tico que até então acompanhava tudo de perto se colocou entre Pereira e Manecão para contar através de gestos vagarosos o que realmente havia acontecido. Manecão que já havia chego à vila e espreitava há três dias a sua vítima. mas quando se colocou diante de Manecão teve coragem para rejeitá-lo dizendo que preferia a morte a se casar com ele. Lá pelas bandas do Pereira Inocência havia recebido seu ultimato. E. virá o Sr. Manecão decidiu lavar a honra daquela casa. Antônio Cesário vinha ao encontro de Cirino. Um alemão que ele havia hospedado por recomendação de seu irmão Francisco. assim. Cirino morria sem revelar ao padrinho quem o matara e . Manecão que havia visto Cirino na vila de Sant’Ana sabia bem a quem matar neste momento. Se eu aparecer por estes oito dias. Se não. pois tinha decidido intervir pelo rapaz junto ao compadre. porém. Este. se deu o encontro entre Cirino e Manecão. Iria matar o homem que havia anarquizado aquela família.. preparava-se para partir e encontrar Meyer.” Cirino aceitou a condição e partiu para a vila. iremos juntos à casa do compadre. Enquanto isso. fugiu. Manecão desfechou à queima roupa um tiro fatal em Cirino. Este devia morrer. Depois de um silêncio profundo e longo Pereira contou a Manecão que sabia o porquê dessa rejeição de sua filha: um homem havia entrado naquela casa e enfeitiçado sua filha. No entanto.

para aí dormir o sono da eternidade..ainda encontrou tempo de assumir que mentira ser médico. É a Papilio Innocentia. . (. E.. de gênero completamente novo e de esplendor acima de qualquer suspeição.. a descoberta que mais chamava a atenção de todos “era uma borboleta. quer parecer-me que essa ingênua índia foi das mulheres a quem mais amei”. Quanto a Inocência. Em 1863. no imenso sertão de Sant’Ana do Paranaíba.foi graciosa homenagem à beleza de uma donzela (Mädchen) dos desertos da província do Mato Grosso (Brasil). dessa forma. E foi imensamente aplaudido pelas suas pesquisas. além de deixar 300 milréis ao Totó Siqueira para saldar a dívida. por exemplo. protótipo da mulher sertaneja imaginada pelo autor. que se descobre a origem mais íntima da personagemtítulo de Inocência.. Guilherme Tembel Meyer apresentava à comunidade científica da Alemanha suas descobertas. “seu gentil corpo fora entregue à terra. despedia-se da vida murmurando baixinho o nome da amada. Taunay conta com franqueza seu relacionamento com uma jovem que conheceu no Mato Grosso e de quem diz: “Pensando por vezes e sempre com saudades daquela época. o narrador nos informa no final que há exatos dois anos atrás. Pediu também para que Antônio Cesário não permitisse o casamento de Inocência com Manecão. Assim. É nas Memórias. No entanto... criatura.) de fascinadora formosura. se encerra a trágica história de amor entre Inocência e Cirino. ” Nome que Meyer explicava da seguinte forma: “.