You are on page 1of 17

Comportamento Organizacional

Profª. MS. Liliam Maria da Silva E-Organization; E-Business; E-Commerce

possibilitando assim uma maior integração da organização com os seus fornecedores. a tecnologia. Informações integradas são fundamentais: Sistemas abertos e integrados de informação possibilitam a quebra das barreiras hierárquicas. o processo competitivo obriga as E-Orgs a tomarem suas decisões velozmente. mas não limitado às empresas comerciais. algumas características são relevantes. e responderem de forma imediata às ações da concorrência.E-Organization. E-Business. Nas E-Orgs. parceiros e clientes. como: 1. todas as instituições sem fins lucrativos e as governamentais também estão envolvidas na era digital. Desta forma. diferentemente das organizações mais tradicionais. E-Commerce O que são? A internet. A conquista é do mais rápido: Na contemporaneidade. o mundo digital vem mudando cada vez mais o mundo dos negócios. para poderem justamente entrar no mercado à tempo. promovendo aos funcionários e administradores o acompanhamento dos projetos. O que é uma organização eletrônica? (E-Organization ou E-Org) O termo E-Org refere-se ao mundo eletrônico. havendo desta forma a democratização do processo decisório interno. 2 E-Organization. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . ou seja. o mais rápido ultrapassa o vagaroso. Vamos saber como. na era digital. A E-Org é um modelo único. 2. E-Business. assim como a forma de operações das organizações. através do desenvolvimento de novos produtos e serviços.

O mundo virtual conecta todos ao mesmo tempo. uma E-Org. portanto. os funcionários poderão apresentar maior produtividade quando for permitido à eles a expressão de suas emoções e frustrações. já comprovados. organizacionais e geográficas. a melhoria da comunicação com fornecedores e clientes. A Localização não mais importa: Na era digital. a colaboração com parceiros para coordenar eletronicamente o planejamento e a produção. Nas E-Orgs. 4. 3 E-Organization. Uma organização tradicional poderá atuar de maneira mais eficaz ao induzir os funcionários a manterem as suas emoções mais escondidas. como também cuidar dos aspectos administrativos do negócio. as E-Orgs não se apóiam em modelos estabelecidos e. a localização geográfica da empresa.3. os administradores são abertos à experimentação e a resolução de problemas através de erros e acertos. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . por conta da própria peculiaridade da suposta solidão do ambiente virtual. Por estarem experienciando um novo modelo de funcionamento. O E-Business refere-se essencialmente às atividades que acontecem na atuação de uma empresa digital. Toda E-Org apresenta uma grande curiosidade. deixa de ser algo prioritário no mundo dos negócios. onde as pessoas trabalham juntas estando separadas pelo espaço e pelo tempo. rompendo as barreiras tradicionais. e ao mesmo tempo constrói uma grande comunidade. numa rapidez incomensurável. dos fornecedores e dos próprios clientes. pois promove o isolamento do funcionário. E-Business. o desafio de buscar talentos para construir e operar intranets e sites Web. Regras gerais não são bússola: Por ser um novo modelo. incluindo-se o desenvolvimento de estratégias.

O E-Commerce. Internet: rede internacional de computadores 2. O E-Commerce está se expandindo e é uma radical mudança na maneira como a empresa se relaciona com o cliente As E-Orgs e o Comportamento Individual Funcionários de uma E-Org enfrentam diversos desafios em suas atuações. Ele abrange a apresentação dos produtos nos sites Web e o recebimento dos pedidos on-line para gerar compras on-line – a comercialização de bens e serviços via internet. é uma parte do E-Business. introduzindo a internet para melhorar a gestão de um negócio.Podemos concluir assim. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . Uma empresa de E-Business utiliza: 1. 4 E-Organization. E-Business. intranets: espécie de internet privada dentro da empresa 3. pois tornam-se mais vulneráveis às distrações que podem afetar a sua produtividade. extranet: ampliação da intranet e acessível apenas para pessoas autorizadas pela empresa. Vale lembrar que tem sido cada vez mais popular o uso do E-Business em empresas tradicionais. pois abrange todas as atividades de vendas das empresas eletrônicas. que o E-Business busca criar novos mercados e clientes. web e aplicativos de software. assim como otimiza formas diferentes de combinar computadores. assim como a própria motivação poderá sofrer oscilações frente aos vários estímulos recebidos pelo ambiente virtual.

carros. atendimento personalizado dentro da empresa. 5 E-Organization. E-Business. salas de bate-papo. 2. subsídio para conta de celulares. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . bônus. chegando a desmotivar seus funcionários. que nem sempre são oferecidos nas organizações tradicionais. reflexivos de tomadas de decisões. MSN. muitas delas implementam incentivos e benefícios interessantes. etc.Estímulos que alteram o comportamento individual de funcionários de E-Org: 1. pois ainda não existem modelos consolidados de gestão para elas. comunidades relacionais. compras. negócios. Incentivos e benefícios sempre são bem-vindos quando a empresa atravessa bons momentos. e não se apoiam necessariamente em modelos administrativos racionais. Este tipo de ocorrência gera comparações e grande desmotivação entre aqueles que se sentem tratados injustamente. busca de novo emprego. como: participação acionária. busca de informações. Distrações: Todo e qualquer funcionário sempre esteve e estará vulnerável à distrações em ambiente de trabalho. filiação gratuita em academias de ginástica entre outros. mas sim no modelo de experimentação. o que não ocorre quando a empresa enfrenta dificuldades. e desta forma. Nas E-Orgs é muito comum acontecer a percepção de injustiças oriundas de contratações de alguns funcionários mais valorizados no mercado entre os demais. mas a internet ampliou consideravelmente essas possibilidades com jogos. Remuneração: É muito difícil as E-Orgs encontrarem e reterem bons profissionais e técnicos. As E-Orgs e o comportamento de grupo As E-Orgs são comunidades de trabalho tipicamente baseadas em equipes.

As E-Orgs funcionam com base em redes de informações abrangentes e integradas. justamente para obter flexibilidade e abertura. tendem a não se adaptarem a este modelo de trabalho. As E-Orgs estimulam que a comunicação entre as pessoas aconteça de forma direta sem o apoio de determinados canais. Idealizar um programa de rotina para a tomada de decisões é quase que desnecessário e inútil. 6 E-Organization. pois elas são fortemente moldadas por uma rede integrada de informações. onde sistemas abertos de comunicação rompem com qualquer tipo deste status. criando desta forma novas linguagens nãoverbais tendo como foco as reuniões. assim como chefias sempre disponíveis. pois necessitam de muita comunicação vertical. que podem ser chamadas de orgânicas. procedimentos. supervisão e as “pausas para o cafézinho”. mas mesmo assim. que personalidades mais tradicionais. Vale pensar que as E-Orgs são estruturas baseadas em equipes construídas em torno de projetos.As decisões nas E-Orgs são geralmente tomadas tendo como base um fluxo contínuo de informações. E-Business. Hierarquias tradicionais de autoridade e departamentos têm pouco espaço nas E-Orgs. negociações. além de equipes multifuncionais e multi-hierárquicas e baixa formalização. É bem possível. processando escolhas continuamente modificadas e até mesmo descartadas. que sentem necessidade da previsibilidade e de uma estrutura que descreva tarefas. as E-Orgs possuem características estruturais comuns. regras. onde os níveis hierárquicos tradicionais não significam mais uma limitação. horizontal e lateral. Um exemplo disto são as reuniões virtuais que permitem que pessoas distantes geograficamente se reúnam regularmente. porque poucas decisões e escolhas são manifestadas anteriormente. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi .

estudamos. namoramos. Há um recente estudo da Stanford University. em 1999. pois acreditam que a internet seja uma tecnologia de isolamento que promove o comportamento individualizado ao invés do envolvimento comunitário. ou seja. esse número subiu para 7. E-Business. portanto em poucos anos. o tempo médio gasto por uma pessoa em atividades on-line era de 4. viajamos etc. expressam preocupação com este novo tipo de comportamento. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . As Relações Interpessoais nas E-Orgs Os ambientes de trabalho foram reciclados com o surgimento das E-Orgs. portanto há dez anos atrás.6 hs. Estudiosos de Stanford. negociamos. as pessoas foram cada vez mais se adaptando e usufruindo do ambiente virtual das mais variadas maneiras. Fazemos muitas coisas através do on-line. Em 2000 a estimativa era de 8. apontando que quanto mais tempo as pessoas passam on-line. pois a tecnologia eletrônica possibilitou aos funcionários novas formas ilimitadas de trabalho. rompendo tempo e espaço na realização das tarefas.Uma E-Orgs é um modelo de organização que solicita das pessoas alto grau de tolerância para trabalhar com a ambiguidade.2 hs. menos tempo elas dedicam à convivência com a família e amigos. que possuam grandes habilidades grupais. Cerca de 1/3 afirmam ter reduzido suas interações face-a-face. Um quarto dos usuários da net afirmam gastar menos tempo em atividades sociais ou conversando com amigos ao telefone. Na contemporaneidade o tempo gasto em atividades on-line muitas vezes é até maior do que o tempo direcionado para as atividades presenciais.4 hs por semana. compramos. que possuam forte flexibilidade e segurança. conversamos. 7 E-Organization. Em 1997.

O reconhecimento da existência e da importância de um modo nãoverbal expresso através da escrita e das imagens. quando nos emocionamos. admiração. E-Business. vergonha. por sua vez. Outras habilidades serão desenvolvidas como a capacidade de transmitir emoções. As emoções são experiências fundamentais do nosso EU que também acontecem entre as pessoas no mundo virtual e. tontura. Nosso corpo. culpa. sendo a cultura moderna predominantemente visual. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . medo. sabendo-se que a humanidade sempre se comunicou por canais não-verbais: tambores. é de capital importância para profissionais que interagem com pessoas no seu dia-a-dia pelo mundo virtual. Historicamente a verbalização tem sido considerada a forma mais estruturada e completa de comunicação. batidas no coração. participa involuntariamente e dá colorido à experiência emocional. pois. orgulho. também nas E-Orgs. enquanto o século atual é o da imagem.É indiscutível que a internet tenha criado novas formas de interação entre as pessoas. música. suor. fraqueza nas pernas. tristeza. sentimos secura na garganta. Sensações estas que no ambiente virtual não podem ser vistas por quem está do outro lado da máquina. dança. Sentimos alegria. O século XIX foi definido como o século do livro. gestos. insatisfação. confiabilidade e liderança pela linguagem nãoverbal. 8 E-Organization. O que acontece cada vez mais. mas ainda é cedo para afirmar que ela seja uma ameaça no sentido da qualidade das relações humanas. é que funcionários cada vez mais trabalham em equipes e inúmeras vezes com pessoas que já jamais se encontrarão presencialmente. tensão. temor. portanto. infelicidade.

na hora de fazê-lo pelo on-line. Não devemos esconder nossas emoções. e acabamos nos expressando de maneira mais cordial e gentil. preparam nossas ações. pois elas são a nossa própria vida. sentimentos e emoções. Através delas compreendemos nossas expressões através dos afetos que as acompanham. Disfarçá-las ou não expressá-las leva-nos a um estado de desequilíbrio. O homem será mais feliz. O comportamento humano deve ser guiado conjuntamente pela razão e pela emoção. No ambiente de trabalho virtual é virtual que seja expresso pensamentos. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . Não devemos estudar somente nossa vida racional através dos ambientes tecnológicos. As emoções e os sentimentos ajudam a avaliar situações. Quantas vezes pensávamos emocionalmente em atuar de determinada forma com alguém no presencial e. servem como valoração para situações de vida. para que este tipo de ambiente torne-se potencialmente humano. 9 E-Organization. Sentir é algo extremamente importante. participam da percepção de situações vividas e de nossas reações ao meio. nossos afetos foram atenuados pelo pensamento.Por que precisamos falar de emoção? Porque a emoção é parte integrante de nossa vida psíquica. realizado e psicologicamente mais sadio à medida que souber equilibrar convenientemente razão e emoção. E-Business. independente de trabalharmos no presencial ou no ambiente on-line. são linguagens por meio das quais expressamos percepções internas. tanto no on-line como no presencial. A ênfase em qualquer um dos dois aspectos irá gerar deformações na personalidade.

assim como para alcançarmos nossos objetivos. Dizemos que coisas são frias ou quentes. simples ou complexas. Esse conjunto de conceitos é o que forma o nosso autoconceito. temos que resignificar para podermos responder ao evento de um modo organizado. proveniente de nossas relações com o contexto em que vivemos. para que possamos nos relacionar com as pessoas e nos comunicarmos. Essas preferências por conceitos estão freqüentemente relacionadas com nossas motivações. E-Business. desejos. Vemos no outro aquilo que queremos ver para nos defendermos.Organizamos o mundo de acordo com conceitos. 10 E-Organization. portanto. Todos nós desenvolvemos nosso próprio conjunto de conceitos. Nós não vemos as pessoas como elas são. o que gostaria de revelar para o “outro”? Os seus sentimentos? As suas emoções? As suas expressões? O seu comportamento? As suas idéias? O seu pensamento? A sua identidade? A sua autoimagem? Será que o que você percebe de si mesmo é o mesmo que o outro percebe de você? Nós não somos câmeras fotográficas. necessidades e linguagem verbal. boas ou más. mas de acordo com o que elas significam para nós. Dessa forma. Se nos falta um conceito para algo que ocorre no mundo. que usamos para interpretar comportamentos de outras pessoas. precisamos conhecer as pessoas de forma presencial ou on-line. não percebemos com os nossos olhos exatamente aquilo que o outro quer nos transmitir. dependemos de conceitos que utilizamos para organizar nossas experiências. Quando você diz quem é. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . Respondemos a estímulos que têm sentido para nós. Para a compreensão do mundo.

como ser social. A comunicação pode dar-se através de meios não vocais. tornando possível a interação social. instrumento mental que nos serve para pensar as diversas realidades. a sua expressão verbal. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . pensamentos e emoções. E-Business. A Comunicação é o ato de compartilhar sentimentos. como nos vemos. Pelo conceito. por meio de palavras. definição e caracterização. palavras (linguagem falada ou escrita) e símbolos. pois normas e regras sociais devem operar para preservar os padrões de interação e percepção existentes nas diferentes culturas. ou seja. É a ação de formular um pensamento. Processo pelo qual idéias e sentimentos se transmitem de indivíduo para indivíduo. distinguindo-os dos seres constitutivos de outra(s) espécie(s). e para a cultura. pensamos um conjunto de propriedades como realizadas num conjunto de objetos. o conceito distingue-se do termo. representando-as no nosso espírito. É fundamental para o homem.Como nosso autoconceito interfere em nossas relações interpessoais? Refere-se a todos os elementos que formam a opinião da pessoa a respeito de si mesma. uma opinião e uma idéia. O conceito reúne as características comuns ao conjunto de seres da mesma espécie. Como representação mental. sons inarticulados. 11 E-Organization. A interação social é basicamente conservadora. como os outros nos vêem realmente e a imagem que acreditamos que os outros possuem a nosso respeito.

Se alguém se apresenta a si mesmo como líder. • conhecimento tecnológico. se utilizarmos a empatia e o feedback em nossos relacionamentos verdadeiros. A emergência de uma organização enxuta e flexível. Os princípios da educação corporativa são: • foco na educação de adultos. E-Business. Contudo. • aprender a aprender. Assim. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . 12 E-Organization. O E-Learning na Educação Corporativa das E. • desenvolvimento de liderança. tanto no mundo virtual como no presencial. a redução do prazo de validade do conhecimento e o foco na empregabilidade exigem mudanças fundamentais visando corresponder ao que é demandado pelo mercado da educação global. o que percebemos.Orgs Os novos paradigmas educacionais na organização impõem seu compromisso com o desenvolvimento de seus colaboradores. negamos informações sobre os verdadeiros pensamentos e sentimentos que temos em relação aos outros. é muito difícil dizer-lhe que nós não o sentimos como tal. • autogerenciamento da carreira.A norma diz que não devemos falar francamente aos outros de nossas impressões sobre eles se tais impressões diferem daquelas que eles nos apresentam. poderemos informar ao outro. • conhecimento de negócios globais.

a educação deve existir a toda hora e para sempre. a assimilação. considerandose suas quatro fases: primeira. terceira. segunda. Uma forma de promover a educação corporativa é a Universidade Corporativa. E-Business. que é a sua divulgação. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . Conectividade: Representa o ciclo de gestão do conhecimento. cultura e valores com os objetivos estratégicos organizacionais. a geração do conhecimento (sua pesquisa e validação). a comunicação do conhecimento. Perpetuidade: Principal veículo da consolidação e disseminação da cultura da organização. a aplicação do conhecimento. e quarta.A educação corporativa pode ser vista como um guarda-chuva estratégico para desenvolver e educar os colaboradores e todos aqueles que estão à volta da organização. Competitividade: Identifica o papel da educação no alinhamento das competências com as estratégias de negócio. 2. de tal forma que se estabeleça uma relação de fidelização que ultrapassa a relação colaborador-cliente atingindo também familiares. alinhando seus saberes. fornecedores e comunidade. que é o processo de educação propriamente dito. 13 E-Organization. 3. que é a incorporação desse conhecimento ao trabalho e a conseqüente conversão em competência. Eboli (2004) aponta sete princípios na Universidade Corporativa: 1. O conceito de Universidade Corporativa designa um processo no qual ocorre a integração do conhecimento gerido pela organização.

14 E-Organization. é importante a busca da condição de auto-sustentabilidade financeira.4. na medida em que agrega valor ao negócio. a UC pode ser um centro gerador de resultados. 5. E-Business. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . Sustentabilidade: Por um lado. deve estar alinhado à cultura e estratégias de negócio da organização. e por outro. O e-learning atende às necessidades da educação corporativa e. Parceria: Acontecem internamente e externamente. As internas resultam da adesão dos líderes e gestores e os transforma em lideranças educadoras. como todas as demais estratégias. 6. 7. E-learning nas E-Orgs A introdução do e-learning adicionou novos significados para o treinamento. Disponibilidade: É a possibilidade de a tecnologia transformar o conceito da universidade corporativa em campus virtual. Cidadania: O exercício da cidadania tem se revelado uma prática eficaz no desenvolvimento de pessoas talentosas e competentes. A tecnologia disponibiliza o conhecimento a qualquer hora e em qualquer lugar. O e-learning é visto como uma solução estratégica e sua implementação na empresa é usada para aumentar a efetividade dos resultados de seu corpo de colaboradores. As externas são as instituições de nível superior que legitimam o aprendizado para o mercado.

Os resultados do e-learning podem influenciar positivamente os negócios da organização por meio do aumento da qualidade dos serviços prestados aos clientes e da melhoria do desempenho de seus profissionais. tecnologia e serviços. sua metodologia. serviços de monitoria e pedagogia. • Serviços: é o desenho da ação. É o conteúdo do curso propriamente dito. • Tecnologia: é o desenvolvimento do ambiente de aula e seu gerenciamento. consistindo em três categorias principais: conteúdo. sem a presença em tempo real de um instrutor.As ofertas de e-learning são extensas e diversas. E-Business. O e-learning síncrono é a entrega de conhecimento por meio de cursos ou aulas virtuais com a presença em tempo real de um instrutor. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi . Modalidades do E-Learning O e-learning assíncrono é a entrega de conhecimento por meio de cursos ou aulas virtuais. • Conteúdo: é a definição do melhor formato para a entrega de informações. 15 E-Organization.

SPECTOR. São Paulo: Gente. W. Clara A. Tradução: Zaira G. 2004. ed. São Paulo: Atlas.dos Santos. et all. E-Commerce Universidade Anhembi Morumbi .M. 2002. CHIAVENATO. WEITEN. Petrópolis: Vozes. M. EBOLI. 2004. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. 4. ed. São Paulo: Thompson Pioneira. Temas e Variações. Psicologia nas organizações. S. Tradução: Reginaldo Marcondes. Temas de Psicologia Social. . E-Business. Rio de Janeiro: Campus.São Paulo: Pearson Printice Hall. Introdução à Psicologia. DUTRA. Colotto. 2002. 5. José Carlos B. 11. 16 E-Organization. Maria Lúcia Brasil. ROBBINS. Paul E. 2005. J. S. P Comportamento organizacional. ed. 2003. São Paulo: Saraiva. Gestão de Pessoas – o novo papel de Recursos Humanos nas Organizações. I. 1999.Bibliografia BRAGHIROLLI.Botelho. Educação corporativa no Brasil – Mitos e Verdades. E.

. está protegido pelas leis de Direito Autoral e não deve ser copiado. divulgado ou utilizado para outros fins que não os pretendidos pelo autor ou por ele expressamente autorizados.Este documento é de uso exclusivo da Universidade Anhembi Morumbi.