You are on page 1of 91

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA, ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA.

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA MODALIDADE À DISTÂNCIA

DISCIPLINA: COMPUTAÇÃO
Profa. Márcia Hellen Santos e Profa. Nancy Lobato

UEPA -–Universidade do Estado do Pará

2

Sumário
APRESENTAÇÃO UNIDADE I – INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 1. 1.1. 1.2. 1.3. 2. 2.1. 2.2. 3. 3.1. HISTÓRICO DO DESENVOLVIMENTO DOS COMPUTADORES (DO ÁBACO AOS DIAS DE HOJE) AS PRIMEIRAS MÁQUINAS PRIMEIROS COMPUTADORES PROGRAMÁVEIS DE USO UNIVERSAL AS DIVERSAS GERAÇÕES DE COMPUTADORES O COMPUTADOR CONCEITOS BÁSICOS CLASSIFICAÇÃO DOS COMPUTADORES HARDWARE ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO COMPUTADOR 6 8 8 11 11 12 13 13 14 15 15 15 17 18 18 18 22 23 24 25 25 27 3 5 1 2 3

3.1.1. Unidade Central de Processamento (UCP) 3.1.2. Memória Principal 3.1.3. Dispositivos de Entrada 3.1.4. Dispositivos de Saída 3.1.5. Dispositivos de Entrada e Saída 3.1.6. Dispositivos de Armazenamento 3.1.7. Dispositivos de Comunicação 4. 4.1. SOFTWARE CLASSIFICAÇÃO DOS SOFTWARES como: básico e aplicativo 4.1.2. Quanto às leis e regras que regem seu uso, redistribuição e modificação, podemos classificá-lo como: software livre e proprietário 4.2 4.3. 5 5.1. 5.2. PIRATARIA DE SOFTWARE VÍRUS DE COMPUTADOR REDES DE COMPUTADORES OS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA REDE TIPOS DE REDES SEGUNDO SUA ÁREA DE ABRANGENCIA

4.1.1. Quanto à finalidade de seu desenvolvimento podemos classificá-lo

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 5.2.1. Redes locais (LAN – Local Area Network) 5.2.2. Redes Metropolitanas (MAN – Metropolitan Area Network) 5.2.3. Redes Geograficamente Distribuídas (WAN - Wide Area Networks) UNIDADE II – PROCESSADORES DE TEXTO 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. OS PROCESSADORES DE TEXTO O OPEN OFFICE WRITER (PARA SO-WINDOWS) INICIANDO O WRITER COMPONENTES BÁSICOS DA JANELA DO WRITER TRABALHANDO COM ARQUIVOS NO WRITER

3 27 27 28 31 31 33 33 34 34 34 35 35 37 37 38 38 39 40 40 40 40 40 41 41 41 43 43 44 44 45 46 46

2.3.1. Criando um novo documento 2.3.2. Abrindo documentos já existentes 2.3.3. Salvando um documento UNIDADE III – SOFTWARE DE APRESENTAÇÃO 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. OS SOFTWARES DE APRESENTAÇÃO O OPEN OFFICE IMPRESS 2.0 (PARA SO-WINDOWS) INICIANDO O IMPRESS COMPONENTES BÁSICOS DA JANELA DO IMPRESS TRABALHANDO COM ARQUIVOS NO IMPRESS

2.3.1. Criando uma nova apresentação 2.3.2. Abrindo documentos já existentes 2.3.3. Salvando um documento 2.3.4. Adicionando novos slides 2.3.5. Formatando plano de fundo 2.3.6. Galeria do Fontwork 2.3.7. Animação Personalizada UNIDADE IV – INTERNET 1. 1.1. 1.2. 2. 3. 3.1. CONCEITOS FUNDAMENTAIS O CÓDIGO MORSE O MODEM (MOdulador- DEModulador) ALGUNS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO DE DADOS DISPONÍVEIS NO BRASIL A INTERNET – uma supervia da informação UM BREVE HISTÓRICO

4. 11. UEPA -–Universidade do Estado do Pará COMO SE CONECTAR A INTERNET? PRINCIPAIS RECURSOS DISPONÍVEIS NA INTERNET WWW – WORLD (mundo) WIDE (amplo) WEB (rede) CORREIO ELETRÔNICO LISTAS DE DISCUSSÃO (MAILING LISTS) FTP (File Transfer Protocol . 4. 3. 4. IRC (Internet Relay Chat) 4.4.2.2. 9.2. 16. 14.5. 2. 12 13. 17. 1. 8.5. MSN 4.5.1. 4.1.3.3. 7.6. 18. 4. 15. 4.ou Protocolo de Transferência de Arquivos) CHAT – CONVERSANDO EM TEMPO REAL 4 47 49 49 50 51 51 52 52 52 53 54 55 56 57 58 59 60 62 62 64 66 67 68 68 68 68 68 68 72 76 79 4. 20. 5. SITES DE BUSCA NA INTERNET NOÇÕES FUNDAMENTAIS DE LÓGICA ESTRUTURAS LÓGICAS ALGORITMOS ALGORITMOS E AS LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PSEUDOCÓDIGO INSTRUÇÕES BÁSICAS CONSTANTES VARIÁVEIS TIPOS DE VALORES OPERADORES ARITMÉTICOS OPERADORES RELACIONAIS OPERADORES LÓGICOS LINEARIZAÇÃO DE EXPRESSÕES ATRIBUIÇÃO SINAL DE IGUALDADE COMANDOS DE ENTRADA/SAÍDA FUNÇÕES MATEMÁTICAS PRÉ-DEFINIDAS ESTRUTURAS DE DECISÃO E CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO AGREGADOS HOMOGÊNEOS UNIDADE V – ALGORITMOS . 4. 1. 19. 10.1.

Internet e Algoritmo. O diário de bordo é um espaço no qual o aluno poderá colocar suas observações a respeito do conteúdo estudado e registrar dúvidas para posterior esclarecimento com o professor/tutor. Processador de Texto. marcando as etapas vencidas em cada unidade. Profa.UEPA -–Universidade do Estado do Pará APRESENTAÇÃO 1 A disciplina COMPUTAÇÃO do Curso de Licenciatura Plena em Matemática da Universidade do Estado do Pará tem uma carga horária total de 120 horas sendo estas divididas em: 80 h à distância e 40 h presenciais. Márcia Hellen Santos e Profa. Este símbolo representa que a atividade proposta deve ser remetida ao professor tutor. Informa endereços na internet a serem visitados a título de informação. As autoras. Este símbolo marca o avanço do aluno em seu estudo. Este símbolo representa os prováveis questionamentos do aluno em relação ao conteúdo apresentado no decorrer das unidades. Este símbolo aparecerá sempre que o autor sugere atividades de fixação do conteúdo. Nancy Lobato . com observações acerca do conteúdo ou orientações ao aluno. Para um melhor entendimento do seu material relacionamos abaixo algumas representações gráficas que você encontrará ao longo do seu estudo que servirão como facilitadores de sua aprendizagem. Este material refere-se ao módulo à distância e é composto por quatro (04) unidades respectivamente: Introdução à Computação. Esperamos que você tenha um excelente aproveitamento do seu curso e que a disciplina COMPUTAÇÃO venha contribuir efetivamente de forma positiva em sua formação. PARA SABER MAIS: Esta seção indica complementações para o estudo do aluno. Este símbolo representa chamadas de atenção feitas pelo autor. Tais atividades devem ser respondidas no próprio material.

a partir da leitura desta unidade. e tantos outros aparelhos que . mas com o passar dos anos e com o aperfeiçoamento da tecnologia.o hardware . entender o funcionamento do computador de uma maneira geral. e para que você possa entender melhor o que estamos falando apresentamos como primeiro tópico desta unidade um passeio pela história do desenvolvimento da computação e da criação dos computadores. esperamos que você se sinta capaz de: APRESENTAÇÃO Todas as pessoas têm. já usei um computador? Sim. No quarto tópico finalmente chegaremos à alma do computador. Este tópico é de fundamental importância para o entendimento do funcionamento desta máquina que fascina a todos.surgiu a priori com a função de realizar cálculos matemáticos. ou já tiveram. No terceiro tópico trataremos especificamente da parte física do computador . Quer dizer então que em algum momento.UEPA -–Universidade do Estado do Pará UNIDADE I – INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO Objetivos de Aprendizagem da Unidade entender o conceito de computação e a evolução do computador como um instrumento. Em casa você convive com o forno de microondas. ou até mesmo a internet através dos sites dos bancos. Você ao exercer seu direito político através do voto utilizou a urna eletrônica. mesmo sem saber. O seu celular é composto de um chip.sabia? funcionam com um computador. conhecida como software. Esta ferramenta . Para sacar dinheiro e realizar operações bancárias de forma mais rápida utiliza um caixa eletrônico.o computador . 2 Caro aluno. No segundo tópico você terá a oportunidade de conhecer o conceito de computador e ainda alguns conceitos básicos relacionados ao seu funcionamento. no seu dia a dia algum tipo de contato com o computador. Seja bem vindo a esta aventura de descobertas! . identificar conceitos de hardware e software. expandir seu conceito de software e conhecer os diversos tipos existentes. ter noções básicas de redes de computadores. ele assume papéis limitados apenas pela criatividade daqueles que o manipulam.e seus componentes. o DVD.

tendo como base a troca. Note que as escalas se iniciam sempre com o número 1. a coluna adjacente à sua esquerda é a coluna das dezenas. contar os dias indicava as estações propícias a determinadas atividades. que consiste em um instrumento de cálculo levado da China há cerca de quatro séculos. dando origem ao sistema DECIMAL e aos termos DIGITAL e DÍGITO. 'Ábaco' é o nome genérico atribuído aos contadores em geral! RÉGUA DE CÁLCULO: William Oughtred inventou.1. cada uma das cinco contas da secção inferior representa o valor 1 (um). eram usados gravetos. AS PRIMEIRAS MÁQUINAS: ÁBACO: A necessidade de se fazer contas fez com que o homem inventasse o Ábaco. Soroban é o nome dado ao ábaco japonês. 1. em 1622.que era originalmente circular criando escalas em que a posição dos números era proporcional ao seu logaritmo. Na seção superior deslizam duas contas representando cada uma o valor 5 (cinco). São conhecidos exemplares utilizados na Ásia Menor há 5. com base nas operações aritméticas. ou até mesmo. pois o log 1 é zero. Edmund Gunter desenhou Figura 02 .UEPA -–Universidade do Estado do Pará 3 1. a noção de quantidade era utilizada para as negociações comerciais. Inicialmente o homem utilizou seus próprios dedos para essa tarefa. a régua de cálculo .Régua de Cálculo segmentos de reta utilizando estas mesmas escalas e o próprio Oughtred desenhou uma régua de cálculo com forma retangular. . Com o avanço da civilização foram criados mecanismos para se fazer cálculos. os fundamentos em que se baseiam remontam a centenas. contas ou marcas na parede. A coluna mais à direita é a coluna das unidades. Uma régua separa a esquadria em duas seções. O ábaco chinês é construído em madeira. HISTÓRICO DO DESENVOLVIMENTO DOS COMPUTADORES (DO ÁBACO AOS DIAS DE HOJE) A tarefa de contar (no sentido de contabilizar) está intimamente relacionada ao desenvolvimento do ser humano. milhares de anos.000 anos e existem exemplares atuais em utilização na China. Dispõe de um conjunto de varetas verticais nas quais Figura 01 . Que tal conhecermos um pouco estes mecanismos? Então vamos lá! Apesar dos computadores eletrônicos terem efetivamente aparecido somente na década de 40. na qual se destaca uma régua mais estreita que desliza entre duas outras. que facilitaram e agilizaram esta tarefa. Contar as luas indicava a passagem dos dias. a seguinte a das centenas e assim sucessivamente. um calculador decimal. Para auxílio deste método.Ábaco deslizam livremente contas também em madeira.

Parte da máquina ficou concluída em 1832 e foi exposta ao "público" na casa de Babbage.Blaise Pascal efetuar as operações de adição e subtração pelo método do complemento. quando feito Figura 06 . Cada "dente" correspondia a um algarismo. máquinas registradoras. uma estatística total das respostas fornecidas. o censo de 1890. e se chamava Pascaline. Entre 1833 e 1834 Babbage concebe a máquina analítica. O mais interessante é que Blaise Pascal a inventou quando tinha apenas 19 anos! Figura 04 . respectivamente. que continham um questionário e acumulavam as respostas fornecidas. com sua máquina. A máquina das diferenças era uma máquina construída para calcular. adição e subtração . matemático e filósofo Blaise Pascal. Aperfeiçoamentos sucessivos a este calculador decimal fizeram-no sobreviver até ao advento da eletrônica sob a forma de máquinas de calcular. TABULADORES HOLLERITH: Com a necessidade de se contar a população. em 1642. Charles Babbage inicia a construção de uma máquina que é a primeira aproximação de um computador. que seria uma máquina para aplicação generalizada. a seguinte às centenas e assim sucessivamente.Tabulador de Hollerith. A primeira roda da direita corresponde às unidades. Permitia Figura 03 . A máquina lia cartões perfurados em código BCD (Binary Coded Decimal). Para multiplicar 28 por 15 era necessário somar 15 vezes o número 28. Dessa vez teve seus resultados . divisão.e a sua finalidade seria calcular o valor de qualquer expressão matemática para a qual pudesse ser determinado um algoritmo.Pascaline. Esta continha como elemento essencial uma roda dentada construída com 10 "dentes". à tecnologia pouco avançada da época.multiplicação. etc. e multiplicações e divisões pelo método das adições sucessivas e subtrações sucessivas. Figura 05 -Máquina Analítica MÁQUINAS DE BABBAGE: Em 1820. um homem chamado Herman Hollerith construiu uma processadora de cartões perfurados e apresentou ao governo americano uma proposta para realizar. a imediatamente à sua esquerda corresponde às dezenas. máquinas de contabilidade. efetuaria as quatro operações base . A máquina analítica nunca foi construída devido. Ela não foi construída em sua totalidade por falta de fundos. de 0 a 9. fazendo ao fim de alguns cartões.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 4 A PRIMEIRA CALCULADORA: O primeiro instrumento moderno de calcular foi construído pelo físico. O mesmo cálculo. manualmente. em parte. levava em torno de sete anos para ficar pronto.

Goldstine. Mauchly e Herman H. saíram os primeiros minicomputadores e nas décadas de 70 e 80 os microcomputadores.ENIAC. geradores de números randômicos e em previsões meteorológicas. Utilizava um sistema de codificação derivado diretamente da codificação utilizada nos cartões perfurados. Presper Eckert. que foi usado em uma simulacão numérica para o projeto da bomba de hidrogênio e em pesquisa de projetos de túneis de vento. É o primeiro computador IBM a utilizar 8 bits para codificação de caracteres e a palavra byte assume então o significado que ainda hoje tem. era totalmente transistorizado e tinha uma capacidade memória base de 4. quadrados e pesava 30 toneladas. considerado o primeiro computador programável universal. que interessante! Queria saber mais sobre a evolução dos computadores. ocupava 3 salas com um total de 72 metros cada uma. A memória era construída com toros de ferrite (óxido de ferro).000 válvulas. que conseguiu aplicar seu invento em outras áreas. IBM 1401: Primeiro computador de grande porte da IBM. foi anunciado publicamente em 1959.seas. PRIMEIROS COMPUTADORES PROGRAMÁVEIS DE USO UNIVERSAL ENIAC: 1943 a 1945 . . confirmando o sucesso de Hollerith. Os programas eram modificados através de alterações das ligações elétricas entre os componentes.000 resistores e 10. Figura 07 . ILLIAC.upenn.ENIAC Uma curiosidade: o ENIAC tinha em torno de 18. construíram o Eletronic Numerical Integrator Computer . JOHNIAC.000 capacitores. IBM 360: Era totalmente transistorizado e tinha uma capacidade memória base de 32K bytes. você pode acessar o site do Museu do ENIAC Online em: http://www. Consumia cerca de 150 quilowatts de potência.J.096 bytes com um ciclo de memória de 12 microsegundos. A partir de 1960 o tamanho das máquinas foi se reduzindo. EDSAC.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 5 divulgados em dois anos e meio. 1. John V. 70. É o primeiro computador IBM que podia ser comandado a partir da digitação de caracteres numa máquina de escrever.edu/~museum/ Após o ENIAC vieram vários computadores similares e com algumas inovações como o EDVAC. PARA SABER MAIS: Para saber mais sobre o ENIAC. nos Estados Unidos. Nossa.2.

museophile.3. apresentamos uma tabela destacando os principais itens de hardware e software de cada geração.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 6 PARA SABER MAIS: Se você quiser aprofundar seus estudos sobre o Histórico dos Computadores. As diversas gerações de computadores refletem a evolução dos componentes básicos do computador (hardware) e um aprimoramento dos programas (software) existentes. 370 PDP-11 Cray 1 Cyber-205 Circuito integrado Disco magnético Minicomputador Microprocessador Linguagens Estruturadas Multiprogramação Time-Sharing Computação Gráfica Quarta (1981-1990) Cray XMP IBM 308 VAX-11 IBM-PC LSI ou VLSI Disco óptico Microcomputador Quinta (1991.. ) Hardware Software Telecomunicações Telefone Teletipo Transmissão Digital Comunicação via Satélite Microondas WAN Fibra óptica IBM 3090 Alpha AXP Pentium Sun SPAC Ultra-LSI Arquiteturas paralelas Circuito integrado 3-D Multiprocessamen Processamento to Distribuído Sistemas Linguagens Especialistas Concorrentes Linguagens Programação Funcional Orientadas à Objetos Linguagens Neurais LAN ELAN Internet Redes sem fio Modelo clienteservidor TABELA 01 – Gerações dos computadores Nossa. 1. AS DIVERSAS GERAÇÕES DE COMPUTADORES A arquitetura de um computador depende do seu projeto lógico. mas outras eu não sei o que significam.com/ Você pode estar se perguntando agora: mas o que são Bits? Não se preocupe em querer saber todas as siglas utilizadas na informática de uma só vez! Mais adiante você aprenderá o conceito de Bit e Byte. Gerações Computadores Primeira (1945-1955) ENIAC EDVAC UNIVAC Válvulas Tambor magnético Tubos de raios catódicos Linguagem de Máquina Linguagem Assembly Segunda (1956-1965) NCR IMB 7094 CDC-6600 Transistor Memória magnética Linguagem de Alto Nível Processamento batch Terceira (1966-1980) IBM 360. a fim de você possa observar facilmente as mudanças que ocorrem de uma para a outra. Para que você entenda melhor o que foi dito acima. quantas siglas! Algumas eu já vi aqui antes.. enquanto que a sua implementação depende da tecnologia disponível.. . visite o site http://vmoc.

Nela você teve a oportunidade de conhecer um pouco sobre a história da computação e evolução dos computadores.Large Scale Integration VLSI .UEPA -–Universidade do Estado do Pará 7 Então aí vão algumas siglas e seus significados para que você possa entendê-las melhor: LSI . desenvolva aqui um pequeno texto resumindo o que você aprendeu.Redes Locais ELAN . Para uma melhor fixação.Redes Locais estendidas Parabéns! Você concluiu a primeira etapa da Unidade I. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ .Very Large Scale Integration Ultra-LSI – Ultra Large Scale Integration WAN -Redes Distribuídas LAN .

é a parte física do computador (teclado. com suas partes mecânicas e eletrônicas projetadas para executar seqüência de comandos internamente armazenados.1. 2. um distribuidor de informações. monitor. processa e edita textos.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 8 Bom. o computador passa a ser muito mais que apenas uma calculadora. O COMPUTADOR Com o desenvolvimento tecnológico. Gerencia redes de comunicações. Hardware: É o equipamento em si. que tal aprendermos mais sobre o computador propriamente dito? Então continue conosco. Quando nos referimos a computadores precisamos distinguir dois componentes. Para que um computador funcione. é preciso que sejam dadas ordens ao mesmo. ou seja. O computador é uma máquina capaz de efetuar de forma rápida e sistemática um conjunto de comandos com o objetivo de coletar informações. CONCEITOS BÁSICOS . os dados são processados pelo computador gerando a informação. gera e manipula sons e imagens. É agora uma máquina programável. O conceito de hardware será mais detalhado no tópico 3 desta unidade. O programa corresponde a um conjunto de instruções que permitem ao computador executar determinada tarefa. ou seja. 2. Existem vários tipos de Softwares e estes serão abordados com mais detalhes no tópico 4 desta unidade. Armazena e recupera dados. que trabalha dados transformandoos em informação. placas). agora que já vimos um pouco sobre a história dos computadores. E qual a origem do termo COMPUTADOR? A palavra COMPUTADOR vem do latim computare que significa calcular. Estas ordens são chamadas de Software. um gerenciador de processos. manipulá-las e fornecer os resultados dessa manipulação. o hardware e o software. É um sistema composto de elementos eletro-eletrônicos. unidades de entrada e saída. Software: É um termo geral usado para se referir a um conjunto de programas.

podemos aplicar os seguintes conceitos: PROCESSAMENTO DE DADOS: série de atividades realizadas ordenadamente. Para qualquer tarefa realizada espera-se um resultado significativo para aquele que solicitou a tarefa.5 e +3. Ele indica a quantidade de informação processada e/ou armazenada. no entanto para que esta se realize o sistema precisa ser alimentado. originalmente obtida de uma ou mais fontes. obtendo-se o que chamamos de linguagem binária. letras.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 9 Antes de iniciarmos o estudo sobre software e hardware é necessário que você conheça e entenda alguns conceitos relacionados ao funcionamento de um computador. utilizando o computador?" Para solucionar tal problema. Mas você deve estar se perguntando: "Se eu só posso usar "0" e "1" como vou representar tantos números. INFORMAÇÃO: conjunto de dados organizados de forma que atendam aos objetivos de uma pessoa ou grupos de pessoas. Isoladamente não têm valor significativo. De uma maneira geral. Na linguagem binária tudo é representado por "0" e por "1".5 Volts para representar o valor binário “0” Para facilitar o entendimento. À ação de executar tarefas chamamos de processamento. programado para executar diversas tarefas. o quilo (para indicar peso) e o metro (para indicar distância ou comprimento). O computador nada mais é do que um sistema. o computador é um equipamento eletro-eletrônico e como tal funciona através de pulsos elétricos. O byte é a unidade de medida do computador. Temos então a informação. Assim como temos o litro (para indicar volume). ele precisa receber matéria prima .os dados. Os circuitos eletrônicos que formam os computadores digitais atuais são capazes de distinguir apenas dois níveis de tensão: +2. Cada grupo de 8 bits nos fornece o que chamamos de BYTE. . Ex: notas dos alunos de uma turma. usam-se grupos de BIT's. informações. com o objetivo de produzir um determinado arranjo de informações a partir dos dados obtidos inicialmente. operações. Ex: Calcular o valor total de venda de uma determinada mercadoria. determina-se que cada sinal elétrico que o computador processa é chamado de BIT e é representado simbolicamente por “0” ou “1”. na computação temos o byte para indicar quantidade de informação. Ex: um número inteiro.5 Volts para representar o valor binário “1” 0 e + 0. Dados Processamento Informação Lembrando o que vimos anteriormente. que possuam algum significado para quem os manipula. DADOS: matéria-prima do processamento.

para o computador é: 0100010 + 0100001= 01000100100001 Veja que cada letra é representada por 8 bits. • • UNIDADES DE MEDIDA: As unidades de medida para: • quantificar a memória principal do equipamento.O tamanho de uma palavra de memória sempre é um número múltiplo de 8 (lembrando que 1 byte = 8 bits).UEPA -–Universidade do Estado do Pará 10 Cada letra. portanto o que para nós é B + A = BA.000 caracteres ou símbolos. etc. Para que todas as letras. por convenção. há 28 = 256 combinações. é necessário que estes se agrupem. • ASCII (American Standard Code for Information Interchange): Código utilizado pela maioria dos microcomputadores e em alguns periféricos de equipamentos de grande porte. podemos aplicar os seguintes conceitos: BIT: BInary DigiT. certos conjuntos de bits representam certos caracteres. Você sabia que o termo Byte foi inventado pela IBM? PALAVRA DE MEMÓRIA: é o número de bits que o computador lê ou grava em uma única operação (podem ser tanto dados como instruções). EBCDIC (Extended Binary Coded Decimal Interchange Code) Ex. desde 00000000 até 11111111. EBCDIC e UNICÓDIGO. Três códigos de representação de caracteres são bastante utilizados: ASCII. isto é. números e caracteres especiais possam ser representados em bits. fita. CÓDIGOS DE REPRESENTAÇÃO DE DADOS O caractere é a unidade básica de armazenamento na maioria dos sistemas. 1 byte! De uma maneira geral. CD-ROM. Cada agrupamento é chamado de Byte. números e outros símbolos) é feito através de um esquema de codificação onde. Em um byte. portanto pode-se representar 256 diferentes valores. O armazenamento de caracteres (letras.é um grupo de 8 bits (é bom lembrar que 23 = 8). BYTE: BinarY TErm . • indicar a capacidade de armazenamento (disco. número ou sinal tem sua representação definida.é a menor partícula de informação em um computador.) são os múltiplos do byte: . Permite intercambiar dados e programas internacionalmente.: Caracteres EBCDIC ASCII A 1100 0001 10100001 Z 1110 1001 10111010 UNICÓDIGO (ou Unicode) Código que utiliza dois bytes para representar mais de 65.

o valor exato em Informática é diferente.IV.II.III. Nela você encontrou diversos conceitos fundamentais para melhor entender o funcionamento de um computador. tais como PC’s 486. K7.2. Pentium I.. podemos classificar os computadores em: Microcomputadores: computadores pessoais. Supercomputadores: projetados para realizar grandes quantidades de cálculos matemáticos para aplicações tais como previsão do tempo. assim como seus múltiplos. Unidade KiloByte MegaByte GigaByte TeraByte Abreviação Representação KB 210 MB 220 GB 230 TB 240 TABELA 02 – Unidades de medida Tamanho 1024 bytes 1024 kilobytes 1024 megabytes 1024 gigabytes Esta é uma boa oportunidade para você aprender estes termos e seus respectivos valores. usa-se potências de 2 para os cálculos: Reafirmamos que o byte é a unidade de medida utilizada no mundo da informática. Estações de trabalho: microcomputadores projetados para realizar tarefas mais complexas e pesadas do que os computadores pessoais.UEPA -–Universidade do Estado do Pará K quilo (mil) 10³ M mega (milhão) 106 G giga (bilhão) 109 T tera (trilhão) 1012 11 Embora o sistema métrico de unidades de medida empregue os mesmos prefixos na base decimal. CLASSIFICAÇÃO DOS COMPUTADORES: Você pode ter percebido ao ler a apresentação desta unidade que existem diversos tipos de computadores integrados ao nosso dia a dia. Existem computadores especializados para realizar previsões metereológicas.. simulação. Considerando as idéias acima. Para atender a estas diferentes necessidades os computadores têm seus hardwares adaptados. Como o sistema de numeração utilizado é binário (base 2). Muito bem! Você concluiu a segunda etapa da Unidade I. K6. pois iremos utilizá-los bastante daqui por diante. assim como existe aquele computador que você utiliza para se conectar à rede mundial (internet) ou simplesmente digitar um texto como este. Grande Porte: projetados para manusear considerável volume de dados e executar simultaneamente programas de um grande número de usuários. Dos conceitos aprendidos destacam-se as unidades de medidas utilizadas na computação e a classificação dos computadores. . 2. outros para calcular o lançamento de ônibus e sondas espaciais.

usp. Grande parte dos componentes de um computador estão internos ao gabinete e estes formam a essência do que vem a ser um computador. HARDWARE 12 Como você viu anteriormente.das. os conceitos estabelecidos pelo Professor da Universidade de Princeton. John Von Neumann (1903-1957). Ao processarem o programa. DIAGRAMA DE BLOCOS DE UM COMPUTADOR UCP Memória principal UC ULA DMA – deixa a UCP disponível para outro processamento em paralelo Dispositivos de E/S de dados Troca de informações(dados ou instruções) – fluxo bidirecional Sinais de controle – fluxo unidirecional (da UCP para os demais dispositivos) DMA – Acesso Direto à Memória PARA SABER MAIS: Que tal saber mais sobre quem foi Neumann ? Então visite os sites http://www. Armazenassem na memória as instruções e todas as informações que fossem necessárias para a execução da tarefa desejada. as instruções fossem buscadas diretamente na memória. Von Neumann propôs construir computadores que: 1.ufsc. 3.1. ainda nos dias atuais e de forma geral. "hardware" refere-se à parte física do computador.br/gia/computer/node12. 3. Note que aqui estamos falando de componentes externos (visíveis para você) e componentes internos (que ficam dentro do gabinete. O Prof.html http://www.ime. todos os componentes elétricos. ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO COMPUTADOR Podemos entender a arquitetura básica de um computador moderno seguindo.gap-system. 2.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 3. Codificassem instruções que pudessem ser armazenadas na memória e sugeriu que usassem cadeias de uns e zeros (binário) para codificá-los. eletrônicos e mecânicos que o compõem e seus periféricos. muitas vezes chamado erroneamente de CPU).br/~macmulti/hitorico/histcomp1_10. isto é.html .html http://www.org/~history/Mathematicians/Von_Neumann. um dos construtores do EDVAC.

a memória. dentre outras. caracterizando o que conhecemos como placa on-board. usuários do microcomputador. Interpretação de cada instrução de um programa. Memória Principal Você já percebeu que algumas vezes o seu computador fica extremamente lento ? Isso acontece quando a quantidade de memória RAM é pequena. a UC entrega para ULA os dados envolvidos e a operação a ser utilizada. Quando um programa solicita uma operação matemática ao computador. rede e modem) integrados. cabos para conexão com discos rígidos. Unidade Central de Processamento (UCP) A UCP (ou CPU abreviação da expressão. drives de disquetes.1. cd-rom e dvd’s além de placas de vídeo. o que interessa saber é que a UCP representa o cérebro do computador. Este é o principal componente da placa-mãe e geralmente é o fator determinante na velocidade da máquina. Unidade lógica e Aritmética (ULA) Responsável pela execução de instruções lógicas e aritméticas. rede. Controle de entrada de dados. visando um barateamento de custos passaram a trazer alguns componentes (vídeo. em inglês. A ULA executa o cálculo e imediatamente devolve os dados para a UC. dando as ordens necessárias para que as instruções sejam corretamente executadas. Então o sistema é obrigado a usar o disco rígido como uma memória auxiliar. Para nós. o que faz com que desempenho caia significativamente. 3. tais como: o processador.1. som. Central Process Unit) é um componente eletrônico denominado microprocessador ou simplesmente processador.1. modem. Algumas placas-mãe atuais. A UCP é divida em duas partes: Unidade de Controle (UC) Responsável pelo funcionamento dos dispositivos do computador.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 13 Seguindo na leitura do material você encontrará o detalhamento de cada um dos componentes que integram o diagrama acima e entenderá melhor como funciona o processamento de informações em um computador. Controle de saída de dados. É através dela que todas as atividades são realizadas. Todas as atividades internas de uma determinada máquina são controladas pela UC. som. 3. A placa-mãe é uma peça vital para o computador. Nela encontram-se conectados diversos componentes indispensáveis para o funcionamento do mesmo.2. . Dirige e coordena as atividades das demais unidades do sistema.

• Funcional: corresponde às 12 teclas de função.Mouse Figura 11 . convertendo-as em formato utilizável pela máquina. a transformação de imagens (fotos.1. auxiliando e agilizando o trabalho da UCP. números e sinais de pontuação. São informações gravadas pelo fabricante do componente. Botão direito: serve para acionar menus ou dependendo do programa.Pente de memória (RAM) Memória ROM: As informações mantidas nesta memória não são perdidas quando o computador é desligado. ou seja. as memórias desempenham um papel tão importante quanto o da UCP. O teclado é dividido em partes: • Alfanumérico: corresponde às teclas centrais do teclado. Dispositivos de Entrada Os dispositivos de entrada recebem as informações externas.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 14 Em um computador.Dispositivo que tem por finalidade a digitalização de imagens. localizadas na parte superior do teclado. É através dele que a entrada de dados em forma de texto é realizada.Teclado Figura 10 . Também chamada de memória de acesso randômico ou aleatório. armazenando-as na memória principal do computador. como abrir uma pasta ou executar um programa. A memória principal é subdividida em: Memória RAM: é a memória que armazena os dados enquanto o computador está ligado. ou de memória temporária Figura 08 .apresenta geralmente dois botões com funções: • • Botão esquerdo: serve para a maioria das ações realizadas no ambiente gráfico. 3. É muito parecido com o teclado de uma calculadora.3. Scanner . figuras) em sinais que o computador entenda (bytes). Geralmente cada programa as utiliza de forma própria. Envolve letras. Mouse . Uma UCP veloz só terá eficiência se a memória for também veloz e relativamente grande. Teclado – dispositivo parecido com o teclado de uma máquina de escrever. • Numérico: Corresponde às teclas do lado direito do teclado. Figura 09 . obter ajuda sobre determinadas funções.Scanner .

Impressora . como sistema operacional1 e 1 Falaremos mais detalhadamente de sistema operacional e programas aplicativos no tópico 4. Dispositivos de Saída 15 Os dispositivos de saída têm função inversa aos de entrada.Monitor Figura 13 .São dispositivos que imprimem em papel o resultado de um processo. tais como letras e números.5. Figura 12 .1.6.4. que não pode ser removido. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ 3. como cartas. pesquise as características de cada um dos tipos citados e registre aqui suas descobertas. relatórios. 3.1. Permite ao usuário visualizar o resultado de um trabalho.O monitor de vídeo se assemelha bastante à um aparelho de TV.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 3.O HD é um disco fixo. convertem a informação utilizável pela máquina para formatos utilizáveis externamente pelos seres humanos. Dispositivos de Armazenamento Disco Rígido(HD-Hard Disk) . Dispositivos de Entrada e Saída Drive . fotos digitalizadas.Impressora Para que você conheça mais sobre os tipos de impressora. ou seja. . jato de tinta e laser.dispositivo onde se insere o disquete ou CD a fim de se ler ou gravar (no primeiro caso) informações no mesmo. Monitor de vídeo .1. Nele estão contidas informações necessárias ao funcionamento da máquina. Podem ser: matriciais. etc.

os CD-ROM’s prestam-se ao armazenamento de grandes volumes de informação. com alta capacidade de armazenamento variando de 128MB à 1GB.os DVD’s são a última tecnologia em armazenamento de dados.7 Gbytes PEN DRIVE Vários 128 Mbytes à 1 Gbytes TABELA 03 – Capacidades de Armazenamento .44MB.CD-ROM /DVD A tabela a seguir apresenta as diferentes capacidades de armazenamento de informações dos diferentes discos existentes: Figura 17 – PEN DRIVE DISPOSITIVO TAMANHO CAPACIDADE Disquete 5¼" 360 kbytes Disquete 5¼" 1. chegando à faixa dos GB. CD-ROM . porém. ou drives. PEN DRIVE – é um dispositivo de memória portátil. etc.44 Mbytes HD Vários Várias CD-ROM 5¼ Geralmente 650 Mbytes DVD 5¼ Mais ou Menos 4. Sua capacidade pode chegar a aproximadamente 4. com capacidade de 1.2 Mbytes Disquete 3½" 720 Kbytes Disquete 3½" 1. Figura 15 . Especula-se que eles substituirão as fitas de vídeo.Este disco é assim chamado pelo fato dos antigos discos serem realmente flexíveis (Discos de 5 e ¼ “). de discos CD-ROM podem reproduzir normalmente os CD’s de áudio (o que significa que podemos ouvir músicas em nossos micros). o disco flexível usado é o de 3 e ½”. A capacidade de armazenamento de um HD é muito grande. Por ser uma tecnologia nova.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 16 programas aplicativos.Disquete Figura 16 . tais como enciclopédias. ele tem uma característica que é a regravação. podemos afirmar que ainda não existe um consenso dos fabricantes quanto a sua utilidade. Então convencionou-se chamar disco flexível.7 Gbytes. DVD . Mas hoje. Os acionadores. Figura 14 – Visão externa e interna do HD Disco flexível (disquetes) . É facilmente acoplado ao computador através de uma interface do tipo USB.

7. Dispositivos de Comunicação 17 Modem .visão interna do computador (visão geral) .UEPA -–Universidade do Estado do Pará 3.é um equipamento (que pode ser uma placa) utilizado para transformar sinais digitais em analógicos (modulação) e sinais analógicos em digitais (demodulação). FIGURA 19 . permitindo a comunicação de computadores através da linha telefônica. Consegue agora enxergar como eles se encontram organizados dentro do computador que você utiliza? Na figura a baixo você encontrará uma visão geral e interna agregando alguns dos componentes estudados.1. Figura 18 – Modem interno e externo Você estudou os componentes de um computador.

4. Registre sua atividade. servindo como um meio de comunicação entre o usuário e o hardware.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 18 Para mostrar o seu entendimento sobre este tópico qua tal aceitar o seguinte desafio: crie uma história. Parabéns! Você finalizou a terceira etapa da Unidade I. narrando uma situação envolvendo os componentes de um computador. O Software Básico é composto por programas que permitem ao usuário se comunicar com o computador com maior facilidade e explorar os recursos com eficiência. Sistema Operacional Para que um usuário se comunique com um computador é necessário um sistema operacional. CLASSIFICAÇÃO DOS SOFTWARES 4. SOFTWARE Software é o termo usado para representar um conjunto de programas que visam um determinado objetivo. É classificado em: sistema operacional. Aqui você passou a compreender melhor como funciona um computador internamente e os diversos dispositivos que o integram. Programa é um conjunto de comandos que instruem o computador a realizar uma tarefa. interface gráfica e utilitários. linguagens de programação.1.1.1. coordenando as atividades entre hardware e software. podendo vir a desenvolver seus próprios programas. 4. que é um conjunto de programas que fazem a interface entre a máquina e o usuário. Quanto à finalidade de seu desenvolvimento podemos classificá-lo como: básico e aplicativo. SO Usuário Figura 20 – Relação Homem X Máquina Hardware Acervo das Autoras . identifique-a e entregue ao professor/tutor.

Registre o nome. responder aos erros e solicitações do usuário e gerenciamento do uso da UCP. Suas principais funções são: inicialização do sistema computacional. execução de comandos e programas. gerenciamento de entrada e saída. a versão e o fabricante/desenvolvedor. Podemos encontrar diversos tipos de SO no mercado. Discos Usuário SO Hardware Monitores Usuário Impressoras Memória Figura 21 . gerenciamento do uso da memória principal. O que difere são as versões e os fabricantes/desenvolvedores. Verifique qual o SO está instalado no computador que você utiliza.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 19 O sistema operacional tem a tarefa de controlar e gerenciar todos os recursos do computador e fornece a base sobre a qual os programas aplicativos são escritos. Quantos SO você conhece? Registre os SO que você conhece. Conectiva Linux 10. alocando-os com base nas necessidades do usuário e nas disponibilidades do sistema. Ex. Microsoft Windows XP.. gerenciamento de arquivos.Visão do SO como gerenciador de recursos. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ .

foram criadas as linguagens de programação. BASIC. realiza a soma (código de operação 0010) do dado armazenado no registrador 0001. que é difícil para o entendimento humano. A codificação para linguagem de máquina é feita através de um programa criado especificamente para essa função.). orientadas à aplicação (SQL...UEPA -–Universidade do Estado do Pará Linguagem de Programação 20 O computador opera apenas representações binárias... que servem de interface entre o usuário e o computador facilitando a comunicação. Para facilitar este processo. O termo algoritmo será melhor estudado na Unidade 5 do nosso material. É formada por dígitos binários e é possível se programar um computador em linguagem de máquina através de “0” e “1”.. com o dado armazenado na posição de memória 108 (0110 1100). através de regras gramaticais próprias. 4ª geração: linguagens orientadas à aplicação. linguagem de baixo nível e linguagem de alto nível. Você pode recorrer à ela agora. A linguagem de baixo nível (Assembly) foi criada para minimizar as dificuldades encontradas na linguagem de máquina. Cronologicamente podemos classificar as linguagens de programação em cinco gerações: 1ª geração: linguagens em nível de máquina. Na linguagem de alto nível o programador utiliza a linguagem humana para definir os comandos. Permite que o programador utilize símbolos para escrever seus programas. O Pascal. } A linguagem de programação permite instruir o computador a executar tarefas. Linguagens de alto nível 5ª geração: linguagens de conhecimento. 2ª geração: linguagens de montagem (Assembly). LISP. Exemplo de uma operação de soma em linguagem de máquina: 0010 0001 0110 1100 Quando executada. o que torna a comunicação entre usuário e máquina bastante complicada. Na última unidade deste material você terá a oportunidade de fazer aplicações em uma linguagem de alto nível. A linguagem de máquina é a única que o computador entende e suas instruções podem ser diretamente executadas pela UCP.. Devido a essa aproximação com a linguagem humana permite um nível mais natural de comunicação com o computador e sem direta relação com a máquina.. Dentro das linguagens de alto nível estão englobadas as orientadas ao usuário (PASCAL. O exemplo acima na linguagem Assembly: ADD R1.) e linguagens de conhecimento (PROLOG. convertendo as declarações de um algoritmo2 para um conjunto de instruções pré-definidas na linguagem que está sendo utilizada. Pode ser classificada em linguagem de máquina.). Essas regras são automaticamente traduzidas para a linguagem de máquina pelos compiladores (programas criados para essa função).. Os símbolos são códigos que representam uma instrução para o computador e têm maior significado para o programador. TOTAL Onde R1 representa o registrador 1 e TOTAL é o nome atribuído ao endereço de memória 108. 2 . apenas para obter o conceito e entender o que estamos falando. 3ª geração: linguagens orientadas ao usuário. FORTRAN. COBOL.. LOTUS.

O Software Aplicativo é composto por aplicações criadas para solucionar problemas específicos e que se valem das facilidades oferecidas pelo software básico. Desfragmentadores. Exemplo: Microsoft Excel. Microsoft. canetas eletrônicas. Refere-se a parte gráfica. KSpreed Editores Gráficos: Permitem a criação de figuras e desenhos. Planilhas Eletrônicas: As planilhas são folhas nas quais são inseridas tabelas. Exemplo: Microsoft Word. Seus elementos típicos são: janelas. São programas desenvolvidos por empresas de software (Ex. Exemplo: Paradox. tais como orçamentos. OpenOficce Calc . Compactadores de disco. . Exemplo: Paint (alguns o chamam de Paintbrush). só que muito mais potente e com muito mais recursos. como sons. Tecnicamente. pull-down). Fox Pro. E possui como dispositivos apontadores: o mouse. Corel Draw. Ele também serve de auxílio na manutenção de programas. criação de gráficos e de relatórios. Programas de backup.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Interface Gráfica 21 As interfaces gráficas são a forma como o sistema operacional. folhas de pagamento e até o controle de notas dos alunos. menus (pop-up. Existem várias empresas que produzem pacotes de softwares aplicativos. ícones (símbolos gráficos). Faça uma pesquisa dessas empresas e liste algumas no espaço abaixo com o nome de seus respectivos pacotes. previsões. Ex: Formatadores de disco. é a representação gráfica das instruções dos programas. Editores de Texto: São também conhecidos como processadores de texto. dedo (em telas sensíveis ao toque). Alguns possuem recursos extras para animação. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ . Microsoft Access. o Auto Cad e o 3D Studio.. visual dos programas. OpenOffice Writer. Permite efetuar cálculos com os dados por eles gerenciados. caixas de diálogo. Utilitários São programas que ampliam os recursos do sistema facilitando seu uso. etc. Kword. e a partir destas são efetuados cálculos. Lotus) para uso em alguma aplicação específica. dBase V. Gerenciadores de Bancos de Dados: Trata-se de uma coleção de programas que se prestam ao controle de grandes volumes de informações. se apresenta para você.. Estes aplicativos funcionam mais ou menos como uma máquina de escrever eletrônica. ou qualquer outro tipo de software.

softwarelivre.http://www. em 1991? O mais importante na questão do software livre é a liberdade dos usuários para executar.gov. quando redistribuindo um programa. Mais precisamente. podemos classificá-lo como: software livre e proprietário.pt. Quanto às leis e regras que regem seu uso. tais softwares são 2 .UEPA -–Universidade do Estado do Pará 22 4. porém estes se comprometem a distribuir e a deixar distribuir o software livremente. Software Livre A partir da criação da Free Software Foundation e do projeto GNU (http://www. Entretanto. redistribuição e modificação. Esta regra não entra em conflito com as liberdades. sem que seja necessário comunicar ao desenvolvedor ou a qualquer outra entidade em especial.gnu. . Software Livre não significa “não-comercial”.http://www.br/ 3 • • Todas as linhas que compõem. refere-se a quatro tipos de liberdade. surgiu o conceito de Software Livre em que cada participante produz programas. física ou jurídica.1. A liberdade de utilizar um programa significa a liberdade para qualquer tipo de pessoa.http://www. O acesso ao código-fonte é uma condição necessária ao software livre. Acesso ao código-fonte é um prérequisito para esta liberdade. a essência de um programa. utilizar o software em qualquer tipo de sistema computacional. e liberar os seus aperfeiçoamentos. distribuir. em linguagem de programação. assim como o código-fonte. desenvolvimento e distribuição Livre.org/philosophy/philosophy. Fique atento: Software Livre não se refere à gratuidade. ela as protege.org/ tecnologia nacional.gnu. Você sabia que o sistema operacional Linux foi criado por um estudante de informática finlandês chamado Linus Torvald. para qualquer propósito (liberdade nº 0) A liberdade de estudar como o programa funciona. copyleft (apresentado de forma bem simples) é a regra de que. Acesso ao código-fonte3 é um pré-requisito para esta liberdade. preservando-se os direito dos autores. para qualquer tipo de trabalho ou atividade. para os usuários do software: A liberdade de executar o programa. você não pode adicionar restrições para negar para outras pessoas as liberdades principais.pt.softwarelivre. Por exemplo.ansol. modificar e aperfeiçoar o mesmo.2. acesse os sites listados a seguir: comercial. copiar. e adaptá-lo para as suas necessidades (liberdade nº 1). A liberdade de redistribuir cópias deve incluir formas binárias ou executáveis do programa. em 1984 por Richard Stallman. na verdade. 4 . estudar. • A liberdade de aperfeiçoar o programa. de modo que toda a comunidade se beneficie (liberdade nº 3).html muito importantes para o desenvolvimento da 3 . certos tipos de regras sobre a maneira de distribuir software livre são aceitáveis quando elas não entram em conflito com as liberdades principais. • A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo (liberdade nº 2).org/ software livre não é incomum. PARA SABER MAIS: Um programa livre deve estar disponível Se você tem interesse em saber mais sobre Software para uso. sob a licença GPL (GNU Public Licence). tanto para as versões originais quanto para as modificadas.http://www.org/philosophy/free-sw.html). O desenvolvimento comercial de 1 .

freqüentemente de forma que o produto pareça legítimo. quem usar software pirata pode ser multado em três mil vezes do valor de cada programa pirateado e condenado à detenção de até dois anos? E que para a comercialização de produtos ilegais a pena é de quatro anos de prisão? Existem cinco formas básicas de pirataria e todas são igualmente prejudiciais aos produtores de software e aos usuários finais. A falsificação de software pode ser muito sofisticada. Os cinco tipos básicos de pirataria de software são: Cópia do usuário final (individual): esse tipo de pirataria ocorre quando são feitas cópias extras de um programa dentro de uma organização para uso entre seus funcionários. como holografias.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 23 O movimento do Software Livre foi impulsionado modestamente em 1991 com a criação do sistema operacional Linux.1. com discos embalados em sacos plásticos e vendidos fora dos canais de varejo convencionais. reprodução. os logotipos e as técnicas contra falsificação. Tipos de Pirataria (9609/98). onde vários programas não autorizados dos produtores de software são colocados em um mesmo . não são possíveis de serem realizados livremente. redistribuição ou modificação são proibidos ou são cercados de tantas restrições que. Uma tendência recente da falsificação é o surgimento de CD-ROMs de coletânea. Adobe Corel Draw e outros. Instalação no disco rígido: Alguns vendedores e distribuidores de computadores instalam cópias de software não autorizadas nos discos rígidos (HD) dos computadores oferecidos para incentivar os usuários finais a comprarem seus computadores. A troca de discos entre amigos e associados fora de um ambiente comercial também está incluída nessa categoria. sancionada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso.2. consistindo de rótulos de má qualidade ou escritas à mão. Ela também pode ser grosseira.2. Você sabia que de acordo com a Lei de Software 4. Falsificação: É a duplicação e venda ilegal do software protegido por direitos autorais. incluir réplicas de embalagem. Ex: Microsoft Windows XP. PIRATARIA DE SOFTWARE A pirataria de software é a cópia. na prática. 4. uso ou fabricação não autorizada de produto(s) de software protegido(s) por leis e tratados de direito autoral internacionais e nacionais. Microsoft Office 2000. Software Proprietário É o programa cujo uso. mas hoje se caracteriza como uma grande tendência entre as empresas e universidades.

trendmicro.microsoft. Existem sites que possibilitam este tipo de serviço para você. Os exemplos incluem: PARA SABER MAIS: Você pode denunciar a pirataria de software.htm 4.pandasoftware. Percebeu os malefícios da pirataria de software e do vírus de computador. este é o objetivo principal da maioria deles. A forma de "contágio" mais comum é via disquete. On-line: Esta forma de pirataria ocorre quando um software protegido por direitos autorais é transferido eletronicamente a usuários conectados através de um modem à Internet.Gratuito). e nela começa a reproduzir-se..UEPA -–Universidade do Estado do Pará 24 CD-ROM.http://www. a falsificação de software é muito prejudicial ao desenvolvedor de software e aos usuários finais legítimos.http://www.Use um bom anti-vírus sempre que possível. Faça sempre cópias de segurança (backup) de seus arquivos.com/ http://security. Norton. Existem vários aplicativos para procurá-los e retirá-los do seu computador.htm http://housecall. Nela você teve a oportunidade de expandir seu conceito de software e conhecer os diversos tipos existentes. McAfee. Controle seu sistema quanto ao seu uso por pessoas estranhas ou não autorizadas.org/brazil/report/ 2 .com/sscv6/default.com/activescan/pt/activescan_principal.. A seguir veja algumas dicas importantes para a sua segurança: Não utilize programas piratas (sem licença de uso). Embora existam alguns tipos de vírus que não destroem o conteúdo dos arquivos do sistema que infectam. Uso incorreto da licença: Esta forma de pirataria ocorre quando o software com direitos autorais não é distribuído pelos canais legítimos ou quando o produto é usado de maneiras não permitidas no contrato de licença de uso. suas finalidades e aplicações no dia-a-dia. Você pode saber se o seu computador está contaminado. VÍRUS DE COMPUTADOR Um vírus eletrônico é um programa ou fragmento de programa que se instala em uma máquina sem que o usuário perceba. fazendo uma varredura gratuita na Internet. pois assim você terá como recuperá-los em caso de ataque de vírus ou de danos ao disco.com/brasil/pr/ms_antipirata.asp?langid=ie&venid=sym . AVG.avast. Excelente! Você concluiu mais uma etapa da Unidade I. para isso visite os sites a seguir: 1 . Visite-os! http://www. De qualquer forma. como o ViruScan.symantec.3. Avast (www. .com .bsa. sem permissão expressa do proprietário dos direitos autorais.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 5. de modo a permitir : . pois a impressora estava conectada a uma rede. Cabo FIGURA 22 – Exemplo de uma Rede Simples Quando nos referimos a redes de computadores.confiabilidade dos dados transferidos entre os computadores e armazenados neles. Sistema operacional de rede: Um sistema operacional de rede compreende conjunto de programas que são executados nos computadores que compõem uma rede. REDES DE COMPUTADORES 25 Você já teve a oportunidade de visitar algum laboratório de informática? Chegou a perceber que este laboratório possuía apenas uma impressora. mas que você poderia imprimir por ela de qualquer computador? Pois é. Workstation. host. OS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UMA REDE Estação de Trabalho: Seriam os componentes de uma rede de computadores que é ponto de entrada. nó ou Nodos.comunicação entre os mesmos. 5. Este conjunto de computadores e de periféricos devem estar interligados.e . Você pode entender o conceito de redes de computadores como um grupo de dois ou mais computadores conectados de maneira que informações possam ser trocadas entre eles. saída ou comutação. Outro exemplo simples de rede são as casas de jogos on-line. Todos estes exemplos são típicos de redes de computadores. ACERVO DAS AUTORAS Computadores Impressora . LanHouse’s. os computadores integrantes das mesmas também são chamados de estação. . isso era possível.1. Você alguma vez já jogou em rede? Já acessou a internet em CiberCafé? Aqueles locais onde você paga por hora de acesso.compartilhamento dos periféricos.

trocar informações entre si. o NetBEUI . concentradores de terminais). Placas de rede: As placas de rede convertem os sinais produzidos internamente ao computador em sinais mais potentes que podem atravessar os cabos da rede. Cabeamento: Para que seja possível conectar todas as estações de trabalho integrantes das redes são utilizados cabos de cobre de diferentes tipos. Protocolo é a "linguagem" usada pelos dispositivos de uma rede de modo que eles consigam se entender. Para que todos os dispositivos de uma rede consigam conversar entre si. etc. Uma rede pode usar diversos protocolos. Você pode estar se perguntando: por que é importante utilizar as redes de computadores? Registre aqui a sua opinião. eles precisam utilizar uma linguagem comum que é formada por dois componentes O TCP (Protocolo de Controle de Transmissão) e o IP (Protocolo Internet) conhecida como TCP/IP. todos eles deverão estar usando uma mesma linguagem. Destacamos o protocolo TCP/IP. isto é.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Equipamentos de rede: 26 Alguns equipamentos de rede: servidores. um mesmo protocolo. roteadores e Switches. A informação “flui” nas redes organizadas em pacotes de dados (pedaços de informação). par trançado. fibra óptica. para que cheguem a seu destino corretamente e na maior brevidade possível. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ . hubs (chamados também de repetidores. entre outros. como o TCP/IP. Alguns computadores vêm com a placa de rede na própria placa-mãe (on-board). pois são eles que definem como os dados enviados por programas serão transferidos pela rede. Protocolos: São os protocolos que definem como a rede irá funcionar de verdade. Esses equipamentos irão garantir que esses pacotes sejam examinados e encaminhados pelas vias adequadas. mas o mais comum ainda é ela ser uma placa de expansão(off-board). pois para que todos os computadores conectados à Internet possam trocar informações independentemente do tipo de hardware ou sistema operacional instalado. isto é.

REDES METROPOLITANAS (MAN – Metropolitan Area Network) As redes metropolitanas apresentam características semelhantes às redes locais. principalmente nos ambientes de institutos e de universidades no intuito de viabilizar a troca e o compartilhamento de informações e dispositivos periféricos (recursos Hardware e Software). Supermercado. Comunicação e intercâmbio de informações entre usuários. você deve ter encontrado vários pontos positivos proporcionados pelas redes de computadores. cobrem distâncias maiores do que as LANs operando em velocidades menores. isto é. muitas são as vantagens. Um bom exemplo de uma local seria o Laboratório de informática da sua instituição de ensino. Não é verdade? De fato. 5. chamamos estes sistemas não mais de Redes Locais. Outros exemplos: Cybercafé. sendo que as MANs. Banco. Compartilhamento de informações (Exemplo: BDs). Essas redes tiveram o seu surgimento.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 27 Ao realizar sua reflexão. mas de Redes Metropolitanas. Compartilhamento de software(Exemplo: jogos) .2. TIPOS DE REDES SEGUNDO SUA ÁREA DE ABRANGENCIA Agora que você já sabe a importância das redes de computadores.2.2.1. Vamos conhece-las. que tal conhecer os diferentes tipos de existentes para uma compreensão. em geral. 5. Farmácia. preservando a independência das várias estações e permitindo a integração em ambientes de trabalho cooperativo. REDES LOCAIS (LAN – Local Area Network) Tecnicamente as Redes Locais de Computadores são sistemas cujas distâncias entre as estações de trabalho se enquadram na faixa de alguns poucos metros e/ou alguns poucos quilômetros. 5. etc. Workstation City Workstation FIGURA 23 – Exemplo de uma MAN ACERVO DAS AUTORAS .2. a distância física entre os computadores não é tão grande. Quando à distância de interconexão entre as estações começam a atingir distâncias metropolitanas. Veja mais algumas: • • • • Compartilhamento de periféricos (Exemplo: impressoras). agilizando as funções normais de escritório (Exemplo: correio eletrônico). As redes podem ser classificadas de acordo com seu tamanho e abrangência.

IBM) WANs Privadas (Bancos. pois esta mantém relações com várias iniciativas de redes no Brasil e no mundo. WAN Workstation Workstation FIGURA 24 – Exemplo de uma WAN Você aprenderá mais sobre a internet na UNIDADE IV do seu material.rnp.DEC) SNA (Systems Network Architecture .br ACERVO DAS AUTORAS .Wide Area Networks) : Os usuários encontram-se geograficamente dispersos. em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia e outros órgãos. principalmente através do lançamento de editais de projetos de ensino e pesquisa. visite o site a seguir: www. A RNP também se relaciona com outras redes acadêmicas do mundo inteiro e interconecta todas as redes estaduais brasileiras. Algumas Redes de Longa Distância: REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS RENPAC e GSI (Brasil) TRANSPAC (França) REDES ACADÊMICAS E/OU COMERCIAIS INTERNET /INTERNET 2 (Estados Unidos) JANET (Inglaterra) RNP (Brasil) REDES PROPRIETÁRIAS E/OU PRIVADAS DECNET (Digital Equip. a RNP atua muitas vezes. PARA SABER MAIS: Você tem interesse em saber mais sobre RNP. REDES GEOGRAFICAMENTE DISTRIBUÍDAS (WAN . etc. damos destaque à RNP.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 28 5. No Brasil. o custo de comunicação é muito elevado. Estas chamadas de projeto visam tanto o desenvolvimento de infra-estrutura de redes como de aplicações.3.2. no fomento de iniciativas de redes avançadas. Corporation . Locadoras. pois faz uso de tecnologias mais avançadas como: satélite e fibra óptica. Um bom exemplo de uma rede geograficamente distribuída é a Internet.) Das redes de longa distância apresentadas acima.

DIÁRIO DE BORDO _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ .UEPA -–Universidade do Estado do Pará 29 Parabéns! Você chegou ao final da Unidade I. Nesta última etapa você adquiriu os conhecimentos necessários para entender como funcionam as redes de computadores e a sua classificação de acordo com a área de abrangência.

cadernos de informática. Procure em anúncios de jornais. mas diante da infinidade de informações sente-se meio perdido. Seguem abaixo alguns exercícios propostos com o intuito de você verificar seu entendimento desta unidade. Faça um pôster com os recortes dos anúncios e identifique em cada um os componentes apresentados na organização funcional do computador. Conceitue software. Veja as variedades de discos rígidos e suas capacidades.Mimail. Dê exemplos. A partir de agora você pode utilizar os conhecimentos obtidos no tópico 3 e aplicá-los em uma situação real. assim como outros componentes como: memória. folders de lojas especializadas.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 30 QUESTÕES PROPOSTAS Caro aluno. d. Fonte: http://www. c. Comente sobre o software classificado como "Software Livre".A. processador e periféricos. O invasor se autoenvia para todos os contatos da vítima e tem alto poder de propagação. Após a coleta e leitura elabore uma resenha com 02(duas) laudas. Boa atividade! 1. Com base nos conceitos estudados no tópico 4.shl Comente acerca dessas “pragas” digitas e cite pelo menos 02(duas) maneiras de evitá-los e de prevenção para o seu computador. chega como anexo de um e-mail com a sugestão de que se trata de "fotos íntimas". Todos os seus exercícios devem ser entregues ao seu professor/tutor e contarão como nota para sua avaliação. b.com. Imagine que você deseja adquirir um computador. . Tente associar as especificações técnicas encontradas nos anúncios com os conceitos apresentados nesta unidade. Pesquise em sites na internet notícias sobre pirataria de software. dados relativos ao Hardware do computador. 2.abril.C. Explique o que é software básico e software aplicativo. responda as questões propostas abaixo: a.br/aberto/infonews/102003/31102003-6.info. Leia a manchete a seguir: VERME DIGITAL PROMETE FOTOS ÍNTIMAS O verme digital W32. também conhecido como Mimail.

você passará a conhecer um pouco mais sobre um desses softwares. iremos apresentá-lo a alguns Processadores de Texto: 4 Duas posições de caracter. Vamos conhecer mais os Processadores de Texto! 1. . Alguns pacotes suportam a escrita da direita-para-esquerda tais como Árabe e Hebreu. não significa que eles tenham capacidade de tradução. retorne para o tópico 4 da unidade I e faça uma nova leitura deste assunto. O uso dos Processadores de textos possibilitou de forma prática. 31 APRESENTAÇÃO Caros alunos. a resolução de problemas das mais diversas áreas. A seguir. o software aplicativo. Chinês ou Coreano. Você se lembra qual a característica principal desse tipo de software? Caso não se recorde. Geralmente estes Processadores não são vendidos e/ou distribuídos isoladamente. Quer seja em uma grande empresa ou simplesmente em um pequeno escritório. Os processadores de texto são softwares aplicativos. eles fazem parte de um “conjunto” de programas conhecidos como suítes ou pacotes para escritório. O próprio texto que você está lendo agora foi digitado em um processador de texto. a partir da leitura desta unidade. freqüentemente em múltiplos idiomas. são softwares do tipo aplicativo. Um programa de processamento de palavras pode ou não conter verificador ortográfico no idioma que você pretende usá-lo. como você leu acima. esperamos que você se sinta capaz de: Conhecer os diferentes tipos de processadores de texto. você acabou de estudar na UNIDADE I os diferentes tipos de softwares que existem. que possuem uma finalidade específica. Nesta nova unidade.UEPA -–Universidade do Estado do Pará UNIDADE II – PROCESSADORES DE TEXTO Objetivos de Aprendizagem da Unidade Caro aluno. São programas dedicados a possibilitar digitação ou execução de processamento de palavras. ressaltando as que envolvem a de digitação de dados. execução e agilização de suas atividades. e estão presentes em praticamente todos os segmentos do mercado atual. Outros têm suporte necessário para métodos de entrada de duplo-byte4 como Japonês. todos precisam utilizar o computador com programas que possibilitem a organização. O fato destes programas possuirem suporte para outros idiomas. Conhecer os recursos básicos do processador de texto Ooorg Writer 2.0. OS PROCESSADORES DE TEXTO Os Processadores de Textos.

etc. suporta diferentes sitemas operacionais site: como: Microsoft Windows. sem deixar de citar o GNOME. é uma suíte de aplicativos desenvolvida para o ambiente gráfico KDE. sendo a mais atual e estável a 2. 2000.Word ♦ O OpenOffice WRITER. 2002. Possui diversas versões como as apresentadas a seguir: WORD: 95. mas recentemente em janeiro de 2006 foi lançada a versão 1. A Suíte OpenOffice.Org a trazer os benefícios do software de código aberto para nós usuários. possui a maioria dos recursos necessários para gerar documentos com aparência profissional.0 foi o primeiro produto da família PARA SABER MAIS: OpenOffice.org KDE é uma sigla inglesa que significa K Desktop Enviroment.4. para testes. baixe agora no multiplataforma. Sua versão atual e estável é a 1. PARA SABER MAIS: Visite o site oficial do Koffice: http://koffice.Org. Este é distribuído de forma totalmente Experimente o Ooo gratuita. PARA SABER MAIS: Visite o site da empresa Microsoft no endereço abaixo: http://www. org. . isto é. Também possui diversas versões. Possui versões para diversas distribuições Linux e em diversas plataformas de hardware. Faz parte de um pacote proprietário conhecido como Microsoft Office. http://www.openoffice.microsoft.com Figura 25 . também é uma plataforma de desenvolvimento livre e de código aberto. Solaris. GNU/Linux.org 1. Além de ser um dos ambientes gráficos mais populares e utilizados pelas distribuições Linux. é um processador de texto integrante da suíte de escritório que mais tem ganhado força no mundo inteiro. está disponível em mais de 30 idiomas e é Writer. É um processador de textos que assim como os demais.br/download ♦ KWORD do pacote Koffice. 2003 e toda família do pacote Office da Microsoft.5 beta.2. 97. Mac OS. O OpenOffice.1.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 32 ♦ O Microsoft Word é um dos mais conhecidos e utilizados processadores de texto no mundo inteiro.0.

1.0. Selecione a opção Documento de Texto. Verifique no seu computador de casa ou no micro o qual você possui acesso.asp 33 Figura 27 – Wordperfect Office 12 Existem vários outros Processadores de Texto.br/download e no CD que acompanha este material.com. 2. é o processador de texto integrante do WordPerfect Office que assim como o Microsoft Office é um pacote de escritório proprietário. INICIANDO O WRITER • • • Para iniciar o Writer clique no botão Iniciar localizado na Barra de Tarefas.org 2. Neste curso será adotada a suíte de escritório do openoffice. O OPEN OFFICE WRITER (PARA SO-WINDOWS) Acima foram apresentados alguns processadores de texto existentes no mercado.org 2.corel.Konqi (mascote do KDE) ♦ WORDPERFECT.org que se encontra na barra de tarefas ao lado do relógio. disponível gratuitamente no site http://www. 2. os quatro exemplos acima são alguns dos mais conhecidos e utilizados. Clique na opção Programas / OpenOffice.org.br/ p_wp_apr. qual o processador de texto que está instalado. Dependendo da forma como for instalado o OpenOffice. Sua versão atual é a WordPerfect Office 12.0 / OpenOffice. Logo após o processo de inicialização o programa mostra a Tela de abertura do Writer. há uma segunda opção para abrir o OpenOffice Writer: • • • Clique com o botão direito do mouse no ícone do OpenOffice. Neste material você encontrará alguns comandos básicos deste editor de texto. . Isso vai depender também de qual sistema operacional encontra-se instalado na máquina. da empresa Corel. para que possa ter uma idéia da interface e manuseio do mesmo. PARA SABER MAIS: Visite o site oficial no Brasil da Corel: http://www. apenas para que você tome conhecimento dos mesmos.openoffice.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Figura 26 .org Writer O OpenOffice Writer será aberto.

conforme sua preferência. Veja na figura a seguir: . Clicando com o botão direito do mouse sobre a barra pode-se minimizar.1. Barra de Ferramentas: Apresenta atalhos para as funções mais comuns do Writer.3. TRABALHANDO COM ARQUIVOS NO WRITER 2. COMPONENTES BÁSICOS DA JANELA DO WRITER 34 Barra de Título Barra de Menu Barra de Ferramentas Padrão Barra de Ferramentas Formatação Réguas Barras de Rolagem Figura 28 – Janela do Writer • • • • • Barra de Títulos: Mostra o nome do aplicativo e o nome do arquivo que está sendo utilizado no momento.2. Barra de Rolagem: Utilizada para mover o texto. 2. clique na Barra de Menu em ARQUIVO/NOVO/DOCUMENTO DE TEXTO.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 2. Você pode exibir diversas barras de ferramentas ao mesmo tempo em sua janela do Writer. maximizar/restaurar ou fechar a janela do aplicativo. Criando um novo documento Para criar um novo documento de texto no writer.3. Barra de Menus: Apresenta listas de comandos e funções disponíveis no Writer. Régua: Utilizada para fazer medições e configurar tabulações e recuos.

o Writer o copia do disco onde foi armazenado e exibe a cópia em uma janela de documento. • Selecione o arquivo desejado e clique na opção Abrir. você deve salvar o documento com freqüência. • Na caixa Examinar. é importante salvá-lo antes de fechálo.2. Salvando um documento Ao terminar a digitação de um documento. Na primeira vez que um documento é salvo. Abrindo documentos já existentes Ao abrir um documento existente. Veja na figura a seguir: Localize a pasta ou unidade em que gravou o arquivo e selecione ABRIR. Para que o seu último trabalho seja mantido no disco. • Aparecerá uma nova janela. você na realidade efetua alterações na cópia do documento.3. Para abrir um documento.3.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 35 Figura 29 – Criando um novo arquivo 2. À medida que trabalha. Figura 30 – Abrindo um arquivo existente 2. siga os seguintes passos: • Clique na Barra de Menu em ARQUIVO/ABRIR.3. Você pode também clicar duas vezes sobre o arquivo desejado para abrí-lo. é interessante que você forneça . localize a pasta onde se encontra o arquivo desejado.

org (. Figura 31 – Salvando um arquivo * Clicando sobre a seta uma listagem será exibida com todas as opções de formatos disponíveis. siga os seguintes passos: • Clique na Barra de Menu em ARQUIVO/SALVAR ou SALVAR Selecione a pasta onde será gravado COMO.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 36 certos tipos de informações para ajudá-lo a lembrar-se dos aspectos importantes do documento. DIÁRIO DE BORDO _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ . Digite um nome para o seu arquivo. Durante as aulas presenciais serão propostas atividades práticas e você terá a oportunidade de trabalhar efetivamente com o software. o arquivo. Aqui você adquiriu alguns conhecimentos básicos sobre editores de texto. Selecione uma das opções e clique no botão Salvar.doc) ou StarOffice (. Você pode salvar o arquivo no próprio formato do OpenOffice. Escolha qual o formato do arquivo em que deseja salvar seu arquivo* Salve o seu arquivo. Para salvar um documento. Parabéns! Você chegou ao final da Unidade II.sdw).odt) ou no formato do Microsoft Office (.

permitem a criação de complementos da apresentação de slides. os softwares de apresentação são programas aplicativos. Assim como os processadores de texto. Vamos conhecer mais sobre ele! 1. 37 APRESENTAÇÃO Caro aluno. ou dar um maior dinamismo ao seminário de determinada disciplina na faculdade. Na Unidade que você vai iniciar agora você terá a oportunidade de conhecer os softwares de apresentação.org Impress 2.org Impress. esperamos que você se sinta capaz de: Entender o conceito de software de apresentação. vídeo e clipes de som.0 faz parte da suíte de escritórios do OpenOffice.org Impress 2. os softwares de apresentação geralmente não são vendidos e/ou distribuídos isoladamente.br/download e no CD que acompanha este material. como por exemplo. Além disso. ou simplesmente enviar uma mensagem especial em datas comemorativas. . o Power Point e o OpenOffice. são softwares que ajudam a criar uma apresentação de slides. Existem alguns programas destinados ao preparo e realização de apresentações. que possuem a finalidade específica de criar apresentações profissionais de slides. você pôde aprender na UNIDADE II sobre os processadores de texto e suas funções básicas. dentre outras coisas. Dentre estes o mais conhecido é o Power Point.org que é distribuído gratuitamente na Internet e atualmente vem ganhando força no mercado devido ao movimento de incentivo a utilização do software livre em nosso país. a partir da leitura desta unidade.0. listas com marcadores. Nesta Unidade você irá conhecer o software de apresentação OpenOffice. porém o fato de ser um software proprietário dificulta sua utilização livremente em todas as instituições. o Freelance Plus. texto. Conhecer os recursos básicos do software de apresentação OOorg Impress 2.UEPA -–Universidade do Estado do Pará UNIDADE III – SOFTWARE DE APRESENTAÇÃO Objetivos de Aprendizagem da Unidade Caro aluno. O software de apresentação é o programa ideal para auxiliá-lo na execução destas tarefas. Assim como os processadores de texto. O OpenOffice. OS SOFTWARES DE APRESENTAÇÃO Os softwares de apresentação são programas gráficos de apresentações.0.0. do pacote Office da Microsoft. como o Corel Presentations. disponível gratuitamente no site http://www.org.openoffice. Esse tipo de apresentação é composto por uma seqüência de slides que podem conter gráficos. Facilitam a criação e a organização das idéias e fornecem todas as ferramentas necessárias à produção de um trabalho adequado e eficaz.org 2. anotações do apresentador e transparências. eles fazem parte de um “conjunto” de programas conhecidos como suítes ou pacotes para escritório. Imagine que você tem que apresentar um novo projeto na empresa para a qual trabalha. figuras. parte integrante da suíte de escritório do openoffice. folhetos para distribuir para a platéia.

qual o software de apresentação que está instalado. Selecione a opção Apresentação.org que se encontra na barra de tarefas ao lado do relógio. Isso vai depender também de qual sistema operacional encontra-se instalado na máquina. INICIANDO O IMPRESS • • • Para iniciar o Impress clique no botão Iniciar localizado na Barra de Tarefas. para que possa ter uma idéia da interface e manuseio do mesmo.1. Clique na opção Programas / OpenOffice. Figura 32 – Assistente de Apresentação Etapa 1 Figura 33 – Assistente de Apresentação Etapa 2 Figura 34 – Assistente de Apresentação Etapa 3 .org Impress O OpenOffice Impress será aberto. Em cada etapa você clica no botão avançar após definir suas configurações e na última etapa você pode finalmente criar a sua apresentação. há uma segunda opção para abrir o OpenOffice Impress: • • • Clique com o botão direito do mouse no ícone do OpenOffice. 2. O OPEN OFFICE IMPRESS 2.0 (PARA SO-WINDOWS) Neste tópico você encontrará alguns comandos básicos deste software de apresentação. O assistente permite que você escolha o tipo de documento de apresentação que vai elaborar.org 2.0 / OpenOffice. o efeito de transição entre os slides e a forma de apresentação. o design do slide e a mídia de saída da informação. Logo após o processo de inicialização o programa mostra a Tela de Assistente de Apresentação do Impress. 2. Dependendo da forma como for instalado o OpenOffice.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 38 Verifique no seu computador de casa ou no micro o qual você possui acesso.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 39 2. Você pode exibir diversas barras de ferramentas ao mesmo tempo em sua janela do Impress. COMPONENTES BÁSICOS DA JANELA DO IMPRESS Barra de Título Barra de Menu Barra de Ferramentas Padrão Barra de Ferramentas Apresentação Barra de Linha e preenchimento Painel de Tarefas Slides Abas de Controle de Visualização Barra de Ferramentas Desenho Figura 35 – Janela do Impress • • • • • • Barra de Títulos: Mostra o nome do aplicativo e o nome do arquivo que está sendo utilizado no momento. . maximizar/restaurar ou fechar a janela do aplicativo.2. Barra de Menus: Apresenta listas de comandos e funções disponíveis no Impress. Clicando com o botão direito do mouse sobre a barra pode-se minimizar. conforme sua preferência. Slides: mostra o slide atual que está sendo editado. Painel de Tarefas: através desta janela você pode definir qual o layout do slide que deseja utilizar. Barra de Ferramentas: Apresenta atalhos para as funções mais comuns do Impress. definir um tipo de animação para cada objeto deste slide (Animação Personalizada) e definir transição entre os slides da sua apresentação. Abas de controle de visualização: altera a forma de visualização dos slides durante a edição da apresentação.

3. Você pode utilizá-lo para criar uma "identidade visual" aos slides sem ter que. TRABALHANDO COM ARQUIVOS NO IMPRESS 40 2.1. Observe apenas a alteração nos tipos de extensão utilizados em apresentações.3. Um recurso bastante útil na criação de apresentações são os slides mestres. 2. Salvando um documento Siga os mesmo passos definidos na Unidade anterior para abrir um documento no Writer. Adicionando novos slides Para adicionar novos slides à sua apresentação você tem duas opções: você pode clicar na janela slides. clique na Barra de Menu em ARQUIVO/NOVO/APRESENTAÇÃO.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 2. 2.3. Caso você queira uma cópia idêntica do slide que você está editando selecione a opçãp Duplicar Slide no Menu Inserir.3.4. colar o logotipo da empresa a cada novo slide que criar. Abrindo documentos já existentes Siga os mesmo passos definidos na Unidade anterior para abrir um documento no Writer.3. Figura 37 – Adicionando novos slides .2. e selecionar "Novo slide" ou clicar no Menu Inserir / Slide. por exemplo. com o botão direito. Criando uma nova apresentação Para criar uma nova apresentação no Impress. Você deverá seguir novamente as etapas do Assistente de Apresentação Veja na figura a seguir: Figura 36 – Criando uma nova apresentação 2.3.

você deve clicar no Menu Formatar / Página e. então.7. Siga os seguintes passos: • Selecione em seu slide o objeto que deseja animar.3. preenchimento ou bitmap. Uma janela será carregada e você poderá escolher entre os diferentes efeitos apresentados. Selecione o preenchimento que desejar. clique no ícone amarelo que tem a letra "A" (Galeria do Fontwork). Você pode escolher as opções de: cores simples. O seu texto aparecerá no formato escolhido. Clique em qualquer área da tela fora do texto e espere um pouco. • Clique no botão adicionar. Por exemplo: ao apresentar um slide com vários tópicos você pode fazer com que durante a apresentação apareça um tópico de cada vez acompanhando a pausa da sua explicação. clicar na aba "Plano de Fundo".6. Galeria do Fontwork Na barra de desenhos.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 2. Animação Personalizada Neste item você pode fazer com que todos os objetos do seu slides tenham algum tipo de animação. Para editá-lo. dê um duplo clique e digite o texto desejado. Figura 39 – Galeria do Fontwork 2.3. • Clique no Menu Apresentação de Slides / Animação Personalizada. Formatando plano de fundo 41 Para formatar o plano de fundo do seu slide padrão.5. .3. O item desejado aparecerá dentro do painel de tarefas. Selecione o estilo de texto que deseja e aperte Enter. gradiente. Figura 38 – Configurando Plano de Fundo 2.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 42 Figura 40 – Animação Personalizada Figura 41 – Opções de Efeitos Parabéns! Você chegou ao final da Unidade III.org Impress. Durante os encontros presenciais serão propostas atividades práticas e você terá a oportunidade de trabalhar efetivamente com o software. Aqui você adquiriu alguns conhecimentos básicos sobre o software de apresentação OpenOffice. DIÁRIO DE BORDO _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ .

Da mesma forma. Apresentando um pequeno histórico e realizando um levantamento dos principais serviços oferecidos na rede. a partir da leitura desta unidade. o surgimento do telégrafo em 1838 e seu desenvolvimento até a presente data com o uso de rádios. caracterizados como instrumentos caros disponíveis apenas para grandes. a interconexão destes equipamentos tornou possível a criação de um poderoso e eficiente meio de comunicação.Relógio A comunicação é algo inerente a todo ser vivo. até as comunicações via satélite.UEPA -–Universidade do Estado do Pará UNIDADE IV – INTERNET Objetivos de Aprendizagem da Unidade Caro aluno. viu? Com certeza você se sentiu parte da grande teia de comunicação que movimenta o mundo. a artigos de consumo. Atualmente é muito grande a expansão do uso de computadores em instituições de ensino. Figura 42 . Trataremos especificamente da grande rede mundial . Sem ela seria impossível a sobrevivência de todas as espécies. ao acesso a grande rede mundial (Internet). disponíveis para uso domiciliar e em todas as atividades da sociedade. Além disso. à Internet. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial os computadores passaram de artigos de laboratório de pesquisa. no setor comercial e em residências. que ao longo do tempo vem desenvolvendo técnicas de comunicar informação que se adequem ao avanço do conhecimento científico obtido pela humanidade. é provável que num futuro muito próximo as redes de computadores passem a ser nosso principal veículo de comunicação. A capacidade de computação e a capacidade de comunicação vêm crescendo vertiginosamente nos últimos anos. televisores. que é uma rede mundial. Para que você possa entender melhor o que estamos falando apresentamos nesta unidade conceitos fundamentais sobre comunicação e sobre redes de computadores. as redes de computadores evoluíram de conexões entre poucos computadores de grande porte e pequenas redes locais. pois estes novos serviços. CONCEITOS FUNDAMENTAIS. como impressora e espaço em disco. . esperamos que você se sinta capaz de: conhecer alguns inventos que colaboraram com a evolução da comunicação de dados. que possibilita de um simples compartilhamento de recursos. O que você ouviu ou. de repente.a Internet. principalmente o ser humano. 43 APRESENTAÇÃO Antes de começar esta unidade sugerimos que você pare tudo o que estiver fazendo durante um minuto e escute a voz do mundo. e depois médias empresas. identificar os principais serviços oferecidos pela Internet e entender seu funcionamento. 1. Com a evolução crescente das tecnologias. Apresentamos também um pequeno glossário para que você possa entender os principais termos utilizados no mundo da Internet. facilitaram ainda mais a comunicação entre pessoas. pombos-correio. Isto pode ser exemplificado com a evolução dos toques de tambor e uso de sinais de fumaça. dentre outras vantagens.

1. O MODEM (MOdulador. Pois é. cuja tradução é respectivamente modulação e demodulação. O Código Morse: Você já ouviu falar do Código Morse? Isso mesmo. Museu do computador Figura 43 .UEPA -–Universidade do Estado do Pará 44 A rede computacional internacional aliada à existência de micro-computadores poderosos permitiu grandes capacidades de armazenamento. PARA SABER MAIS: Você tem interesse em saber como uma mensagem ficaria em Código Morse.DEModulador) A palavra MODEM é a combinação de duas palavras inglesas: modulation e demodulation. Este dispositivo.co. o Código Morse são mensagens em cadeia de símbolos binários que eram então transmitidos manualmente por um operador através de um dispositivo gerador de pulsos elétricos.babbage.html 1.1. acesse este site e faça a tradução: http://www.2. principalmente nas comunicações de dados a distância.uk/morse.Bell 103 . alta velocidade de comunicação e transformação eficiente de dados. O que você entende por Revolução? Quais modificações podem provocar na sociedade na qual ela ocorre? E em relação à computação você consegue perceber com que velocidade ocorre o avanço tecnológico e fazer uma analogia entre Revolução X Evolução? _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Que tal conhecer dois inventos que modificaram o nosso cotidiano e provocaram grandes revoluções na forma como nos comunicamos. inventado por Samuel Morse em 1838 é o telégrafo e inaugurou uma nova época nas comunicações a longa distância. Essa grande mudança quantitativa nos leva a uma mudança ainda maior.demon. aquele código que se usa nos aeroportos. a qualitativa e que podemos nos referir como: revolução. É um exemplo de comunicação de dados muito usado até os dias de hoje.

transformando o sinal analógico recebido via linha telefônica em sinais de computador. ALGUNS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO DE DADOS DISPONÍVEIS NO BRASIL Você sabe como é feita a conexão com a internet que você utiliza em seu computador? Você já conheceu o dispositivo que é indispensável para converter os sinais de sua linha telefônica em sinais que o seu computador compreenda: o MODEM. de uma linha telefônica. Para responder o questionamento acima verifique se o computador que você utiliza possui um MODEM. Brasil Telecom. 2. Telefônica e Telemar. Isso seria o mesmo que VELOX ? . A má qualidade das linhas telefônicas limita a velocidade das transmissões. Vamos entender melhor os serviços que utilizamos: As linhas telefônicas que utilizamos em nossas residências são serviços oferecidos por grandes empresas de telecomunicações e comunicação de dados. da AT&T.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 45 O MODEM realiza duas funções: a primeira MOdula os dados do computador em sinais analógicos para que possam ser transmitidos via linha telefônica. Para entender melhor. conhecidos como sinais digitais. No Brasil temos: Embratel. A tarifação é mesma de uma linha telefônica. Basicamente você irá precisar. levando em conta uso e distância. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ Mais adiante você verá com mais detalhes como se conectar a internet e os principais serviços por ela oferecidos. usuários comuns. O serviço mais utilizado por nós. O primeiro Modem comercial do mundo foi o Bell 103. A segunda realizada a função inversa que é a DEModulação. Fixando: é o dispositivo que efetua a conversão digital para analógico e vice-versa. lançado em 1962. Destaque qual o tipo de MODEM encontrado e tente averiguar como feito é o acesso a internet. além do seu micro. é a Linha discada. é quando utilizamos a nossa linha doméstica para transmitir dados. Registre no quadro as suas descobertas.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 46 Não, a VELOX é um serviço oferecido, em nosso Estado, pela TELEMAR que possibilita Acesso de alta velocidade para a Internet, utilizando a tecnologia ADSL (Assimetric Digital Subscribe Line – Linha Digital Assimétrica do Assinante). No tópico seguinte você terá a oportunidade de verificar mais profundamente como são feitos os acessos a internet, como esta funciona e seus principais serviços.

Muito bem! Você venceu a primeira etapa da Unidade IV. Nela você teve contato com inventos que modificaram a nossa forma de comunicação e também com alguns serviços de comunicação de dados. Pronto para continuar seus estudos?

3. A INTERNET – uma supervia da informação Podemos entender a internet como sendo a maior revolução das comunicações humanas. Pela primeira vez podemos encontrar em qualquer lugar, a qualquer hora do dia ou da noite, qualquer informação, sobre qualquer assunto que desejarmos... Como isso é possível? Onde?

A resposta é simples: na internet. Tecnicamente a Internet é uma rede global de redes de computadores interligados, que têm em comum um conjunto de protocolos e serviços. O que permite a integração do hardware é a existência de um par de protocolos que é utilizado por todas as máquinas ligadas à Internet: o TCP/IP – TRANSMISSION CONTROL PROTOCOL / INTERNET PROTOCOL. Você deve lembrar que falamos de protocolo na Unidade I, tópico que tratava de redes de computadores. Caso não, recorra novamente à ele e faça uma nova leitura. Uma definição simples de protocolo seria a de encará-lo como um idioma, ou seja, a língua que os computadores deverão estar usando para comunicar-se entre si. 3.1. UM BREVE HISTÓRICO A Internet surgiu a partir de um projeto da agência norte-americana ARPA - ADVANCED RESEARCH AND PROJECTS AGENCY e o Departamento de Defesa americano, por volta de 1969, com o objetivo de conectar os computadores dos seus departamentos de pesquisa e principais bases militares. Esta rede foi viabilizada e chamada ARPANET, e ligava centros de pesquisa universitários à indústrias estratégicas e centros militares americanos.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 47 O que o Departamento de Defesa não sabia é que estava lançando o embrião da rede mais anárquica de toda a história da Terra. A Internet não possui uma autoridade central, mas sim algumas organizações que gerenciam os recursos e o funcionamento da rede. Sendo assim, não há um presidente da rede, nem uma polícia encarregada da mesma. A Internet é bastante anárquica, muito descentralizada. Hoje a Internet é uma realidade, e algumas organizações internacionais controlam o crescimento da rede em termos gerenciais tais como a INTERNIC (THE INTERNET NETWORK INFORMATION CENTER), que é responsável por coordenar a distribuição dos endereços IP`s e registros de domínio para provedores a nível mundial. A Internet chegou ao Brasil, oficialmente, em 1988 por iniciativa da comunidade acadêmica de São Paulo (FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo ) e Rio de Janeiro ( UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro e LNCC – Laboratório Nacional de Computação Científica ) Na década de 60, os círculos militares no Pentágono suavam frio ao pensar na possibilidade de um ataque nuclear vindo da União Soviética, e, imaginando que as linhas de comunicação entre os centros de comando por todo país poderiam ser facilmente cortadas. 3.2. COMO SE CONECTAR A INTERNET? Na figura abaixo você pode observar um esquema bem simples de como ocorre esta conexão.

modem

provedor

internet

internauta

Figura 44 – esquema de conexão com a internet Você conseguiu entender a figura acima? Pense que você é o “internauta” e precisa fazer uma pesquisa para um trabalho na internet. Para isso o seu computador precisa ter: • • • • Um MODEM; Uma linha telefônia; Uma provedor de acesso; Um Browser para navegação na internet.

O MODEM você já conhece. A linha telefônica, também. Você ainda não conhece os Provedores de acesso a internet e os browsers. O Acesso à Internet é feito por empresas que atuam no setor, conhecidas como ISPs (Internet Service Providers), ou seja, provedores de acesso à Internet. Exemplo: Terra, IG, UOL,...

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 48 Os provedores de acesso oferecem, em geral, várias modalidades de ligações e serviços, visando atender aos diferentes tipos de usuários: indivíduos, pequenas empresas, grandes empresas com redes corporativas, etc... Os Browses são programas que possibilitam a visualização de páginas da internet. Existem diversos tipos browsers e alguns estão disponíveis na web para download. O mais conhecido deles é o Internet Explorer, que já vem junto com o sistema operacional Windows. Outro exemplo é o Mozilla Firefox, este é gratuito e pode ser baixado no site: http://br.mozdev.org/ Agora que você já conheceu todos os elementos necessários para se efetuar uma conexão, vamos entender como ela ocorre. O interneuta (você), em seu computador, clica no ícone de seu provedor para iniciar a sua comunicação. Neste momento o MODEM do seu micro é acionado e efetua a ligação para o provedor. Uma autenticação é feita, pois você informou seus dados de nome de usuário (login) e uma senha. Feito isso é só abrir o navegador de internet (browser) que você possuir em seu computador e iniciar a sua navegação. A conexão pela tecnologia ADSL se dá de forma um pouco diferente, pois neste tipo de acesso você passa a utilizar um MODEM externo, efetua um login inicial com a operadora do serviço VELOX e posteriormente faz uma autenticação, pelo browser, com o seu provedor de acesso a banda larga.

Entendi! E agora como vou “entrar” nas páginas da internet?

Vamos pensar numa situação comum do nosso dia-a-dia. Para enviar uma carta a um amigo você precisa escrever corretamente o endereço dele para que não haja erro na entrega. Na internet também é assim. Para acessar as páginas você precisa conhecer seus endereços e escrevê-los corretamente. Antes de 1983 os endereços na internet eram inteiramente numéricos e quase impossíveis de serem memorizados, por exemplo para que você pudesse acessar uma página de rede deveria digitar a seguinte combinação numérica 255.243.17.91 e assim para todas as outras páginas, cada uma com um número diferente. A solução encontrada foi introduzir a idéia de nomes, compostos por palavras ou partes de palavras, que pudessem substituir a seqüência numérica referida acima. Desta surge o método de endereçamento conhecido como DOMAIN NAME SYSTEM – DNS. Os endereços seriam construídos de forma hierárquica como país de origem, tipo de organização e nome do servido. A atribuição de Domínios na Internet teve como principal objetivo evitar a utilização de um mesmo nome por mais de um computador, e descentralizar o cadastramento de redes. Os domínios usados na Internet: • COM Instituições com fins comerciais • EDU Instituições educacionais PARA SABER MAIS: Você tem interesse em registrar um domínio na Internet, visite o site a seguir: http://registro.br/

instituições. etc) a uma estrutura de hipertexto (textos agrupados de forma não linear). Ao conectar seu computador na Internet. 4. WWW – WORLD (mundo) WIDE (amplo) WEB (rede): A WORLD WIDE WEB é um conjunto de milhões de páginas de informação distribuídas pela rede. as redes e. Agora você já sabe o conceito de Internet e como fazer para se conectar a ela. . Vamos conhecer alguns serviços. Muito Bem! Você concluiu a segunda etapa da Unidade IV. PRINCIPAIS RECURSOS DISPONÍVEIS NA INTERNET Vamos conhecer agora os principais serviços que estão disponíveis na internet. em menor extensão. A WWW é um serviço de consulta a documentos hipermídia espalhados pela Internet. animação. 4. Essas páginas são organizadas em conjuntos sobre determinados assuntos.1. tudo que você verá é o serviço que escolheu acessar. imagem. denominado Browser. os hosts conectados a elas são de quase totalmente invisíveis – um objetivo primordial na concepção da Internet. Para realizar tais consultas você precisa de um software de navegação na rede. indivíduos ou grupos de indivíduos e cada conjunto representa um site.• • • • • • • • • • GOV ORG NET ADV ODO ENG CUL BR MX AU UEPA -–Universidade do Estado do Pará Instituições governamentais Não governamentais Instituições provedoras de backbone Advocacia Odontologia Engenharia Cultural Brasil México Austrália 49 Para você e outros usuários. Hipermídia pode ser entendida como a associação de várias mídias (som.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará

50

Visite alguns sites que você conheça ou queira conhecer observe as diferenças dos domínios visitados. Registre sua pesquisa. _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ 4.2. CORREIO ELETRÔNICO É o serviço básico de comunicação em redes de computadores. O processo de troca de mensagens eletrônicas é bastante rápido e fácil, necessitando apenas de um programa de correio eletrônico e do endereço eletrônico dos envolvidos. O E-mail (correio eletrônico) foi um dos primeiros serviços em operação na rede e atualmente um dos mais populares da Internet. Quando o você se inscreve em um provedor, passa a possuir um endereço de correio eletrônico, ou seja, passa a ter um espaço reservado no disco rígido do Servidor de Correio. Sendo assim, as mensagens enviadas para você são armazenadas neste servidor (como uma Caixa Postal). Para verificar se há novas correspondências conecte-se ao provedor e acessa sua Caixa Postal através de uma senha secreta. Após o recebimento das novas mensagens deve-se desconectar, proceder a leitura e redigir respostas e comentários se for necessário. Permite a troca de arquivos (textos, figuras, links) O endereço eletrônico de um usuário na Internet contém todas as informações necessárias para que a mensagem chegue ao seu destino. Ele é composto de uma parte relacionada ao destinatário da mensagem (username) e uma parte relacionada a localização do destinatário, no formato: username@subdomínios.domínio.país Ex: nomealuno@uepa.br Atributos de um correio eletrônico: - ENDEREÇO; - ASSUNTO; - CORPO DA MENSAGEM.

Existem muitos serviços de e-mail gratuitos, que apresentam uma série de vantagens, como por exemplo, permitir o acesso de qualquer computador ligado a rede sem a necessidade de configurar obrigatoriamente um programa de e-mail (Ex: Figura 45 - Ex. de criação de mensagem pelo Microsoft Outlook Express

Acervo das autoras.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará Netscape, Internet Mail, Outlook, Eudora, Outlook express, Pegasus Mail e outros). Temos entre os mais famosos: Hotmail da Microsoft, www.hotmail.com.br - Port.; Brasil On Line (BOL) www.bol.com.br - Port; iG-Mail www.ig.com.br - Port; Yahoo Brasil mail.yahoo.com.br - Port; Zipmail www.zipmail.com.br - Port;

51

Você já tem um e-mail? Não? Então que tal criar agora? Escolha um dos endereços acima e crie o seu e-mail gratuito. Anote aqui para não esquece-lo. Endereço do site utilizado: _____________________________________________ E-mail: ____________________________________________________________ Login: _____________________________________________________________ Senha:_____________________________________________________________

4.3. LISTAS DE DISCUSSÃO (MAILING LISTS) Sistemas que permitem a combinação dos endereços eletrônicos, E-MAIL, de milhares de usuários da Internet. Estas listas de discussão podem ser classificadas como abertas ou fechadas, podendo ser moderadas ou não moderadas. As listas são implantadas através de programas conhecidos como servidores ou processadores de Listas de Discussão, como : www.yahoo.com.br www.grupos.com.br Figura 46 – logo Grupos

4.4. FTP (File Transfer Protocol - ou Protocolo de Transferência de Arquivos) Usando o FTP podemos baixar (trazer para o computador) arquivos, programas, imagens, documentos e outros tipos de arquivos disponibilizados por alguém ou por uma empresa para este fim (disponibilização de arquivos de atualização de antivírus, por exemplo). Acesse o FTP da UEPA no endereço ftp://uepa.br/

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 4.5. CHAT – CONVERSANDO EM TEMPO REAL

52

Nos Chat’s você pode trocar informações com uma ou mais pessoas. Você pode combinar com várias pessoas horário e local para criação de uma sala nova e discutir com todos, por exemplo, um trabalho ou um cronograma de projeto e etc. Existem programas próprios para bater-papo em tempo real como: 4.5.1. MSN É um serviço gratuito de envio de mensagens instantâneas pela Internet. É uma excelente ferramenta de comunicação on-line, que possibilita ver quem está on-line, encontrar novos amigos com o diretório de participantes do MSN, fazer chamas telefônicas, falar em vez de digitar, participar de salas de bate-papo, compartilhar fotos ou arquivos, notificação de novos emails, dentre muitas outras. 4.5.2. IRC (Internet Relay Chat) É um serviço que permite uma conversação simultânea entre dois ou mais usuários da rede, independentemente da localização geográfica dos usuários. As discussões através de IRC fazem uso do conceito de canal (trilha de conversação), podendo ser públicas ou privadas quanto à participação de membros. Os tópicos de discussão, assim como os idiomas utilizados para conversação, são bastante variados. Os diversos servidores IRC existentes na rede estão interconectados, e apresentam continuamente aos usuários os canais e recursos desse serviço. Visite o Chat da UEPA em www.uepa.br e converse com outros alunos e com professores.

E o Orkut? È um tipo de chat?

Não. O Orkut é uma rede social afiliada ao Google, criada em 22 de Janeiro de 2004 com o objetivo de ajudar seus membros a criar novas amizades e manter relacionamentos. (by Wikipédia, pt.wikipedia.org/wiki/Orkut). Uma característica interessante do Orkut é que você só pode fazer parte da rede se for convidado por alguém que já pertença à ela.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 4. exibindo os seus resultados de uma forma organizada.com/ Parabéns! Você terminou a Unidade IV.com. Cadê. www. Agora você já está pronto para utilizar os serviços oferecidos pela internet. SITES DE BUSCA NA INTERNET 53 Existem muitos sites que podem auxiliar você em suas navegações na internet.6. Lycos. Estes sites são conhecidos como sites de busca ou buscadores. e também com a proposta de fazer isto de uma maneira rápida e eficiente.yahoo. você terá a oportunidade de navegar pela internet e aproveitar esses serviços.com/ http://br. No momento presencial de seu curso. Prestam um serviço extremamente importante: a busca de qualquer tipo de informação na web. Existem outras como: Yahoo.cade. DIÁRIO DE BORDO _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ .google. Uma das maiores empresas no mundo que presta este tipo de serviço é a Google.br http://br.yahoo.

Boa atividade! 1.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 54 QUESTÕES PROPOSTAS Caro aluno. desde o envio de um simples bilhete até o envio de um e-mail. Quais as formas de comunicação existentes em seu município? Descreva todas as formas que você encontrar. . Pesquise se em seu município há alguma empresa que forneça acesso a internet. Estas atividades devem ser entregues ao seu professor/tutor e contaram como nota para sua avaliação. Registre tudo. Realize uma entrevista com o responsável pela empresa verificando dados como qual o tipo de comunicação utilizado e quais os serviços oferecidos. Colete o máximo de informações possível. 2. Seguem abaixo duas atividades com o intuito de você verificar seu entendimento desta unidade.

A lógica trata da correção do pensamento.UEPA -–Universidade do Estado do Pará UNIDADE V – ALGORITMOS Objetivos de Aprendizagem da Unidade • Saber os principais conceitos de lógica elementar para permitir o domínio de estruturas de raciocínio lógico úteis na construção de algoritmos. por exemplo. ela nos ensina a usar corretamente o raciocínio. esperamos que você se sinta capaz de: • • APRESENTAÇÃO. Para usar a lógica. escrever ou agir corretamente precisamos ordenar nosso pensamento. isto é. Para resolver um determinado problema é necessário raciocinar de forma lógica ordenando o pensamento com o objetivo de atingir a solução pretendida. A lógica faz parte das todas as nossas ações. ainda a exercitar a capacidade de análise lógica para a solução de problemas comuns do dia-a-dia de todos nós. Podemos dizer que ela é a ciência dos princípios formais do pensamento. NOÇÕES FUNDAMENTAIS DE LÓGICA Utilizamos a lógica em nosso cotidiano de forma intuitiva. Entender as estruturas de controle e repetição e as estruturas de dados homogêneas. sistemas de check-in em aeroportos ou a nota do caixa de uma farmácia. OU e NÃO. é necessário ter domínio sobre o pensamento. ou escrevemos. No estudo da lógica é importante entender o conceito de proposições. A aprendizagem de algoritmos torna-se muito importante na medida em que possibilita o desenvolvimento lógico e abstrato e este é um instrumento vital para a informática. Verdadeiro ou Falso. a partir da leitura desta unidade. quando falamos. ] . Na matemática isso é conhecido como Álgebra Booleana. A seguir você verá três funções lógicas indispensáveis para construção do raciocínio lógico necessário para a realização do estudo de algoritmos: E. Podemos compreender por proposição como uma sentença simples que pode ser verdadeira ou falsa. para realizarmos diversas tarefas como. aos olhos dos usuários comuns. 55 Caro aluno. Uma delas são os algoritmos. a realidade de nosso dia-a-dia muda constantemente. O avanço da tecnologia envolve a realização de tarefas as quais são transparentes. Graças ao desenvolvimento constante dos softwares. Devemos aos algoritmos certas facilidades do mundo moderno como: caixas eletrônicos de bancos. 1. Conhecer os princípios básicos para o desenvolvimento de algoritmos dentro da abordagem da programação estruturada. Desenvolver algoritmos ajuda. pois quando queremos falar. tarefas e até de um simples pensamento. podemos assim nos referir. Leia e pense na seguinte afirmação: Hoje está fazendo sol! Dependendo do momento está afirmação pode assumir dois valores.

veja: A V F B F V NÃO (A E NÃO B) F V Vamos decompor a primeira linha para você entender melhor: NÃO (A E NÃO B) NÃO(V E V) NÃO (V) F Tente resolver essa: A V F B F V C F F A E (NÃO B OU C) As três funções básicas podem ser compostas entre si. Considere V – verdadeiro e F – Falso E A V F V F OU A V F V F NÃO A V F B F V NÃO A F V NÃO B V F B F V V F A OU B V V V F B F V V F AEB F F V F Podemos combinar as três funções. Vamos exemplificar com a expressão composta: D = ((A E NÃO C) OU (B E C)) E (A E NÃO B) .1.Estruturas Lógicas Ao estudar a Álgebra Booleana você verá que praticamente todas as e operações lógicas podem ser reduzidas a seqüências de combinações dessas três funções.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 56 1.

então“((A E NÃO C) OU (B E C)) E (A E NÃO B)” é falso. Mohamed ben Musa. Fonte : Wikipedia . sobre os algoritmos usando o sistema de numeração decimal (indiano). do matemático persa do século IX. ALGORITMOS Podemos entender por algoritmo como uma seqüência finita e sem ambigüidades de instruções para solucionar um problema. cujas obras foram traduzidas no ocidente cristão no século XII. então “B E C” é falso. podemos dizer que um algoritmo constitui o conjunto de processos. informe se as expressões abaixo são verdadeiras ou falsas. a) (A > C) E (C <= D) ( ) b) (A + B) > 10 OU (A + B) = (C + D) ( ) c) (A >= C) E (D >= C) ( ) Parabéns! Você concluiu a primeira etapa da Unidade V.conceito que se pode aplicar aos cálculos). então “A E NÃO C” é verdadeiro. C=3 e D=6. defendem a origem da palavra em Al-goreten (raiz .Sabendo que A=3. como “((A E NÃO C) OU (B E C))” é verdadeiro e “A E NÃO B” é falso. contudo.Sabendo que A=5. Na matemática. Outros autores.UEPA -–Universidade do Estado do Pará A B C A E NÃO C BEC A E NÃO B V V F V F F 57 D F Ou seja: • Como “A” é verdadeiro e “Não C” é verdadeiro. B=7 e C=4. • Como “A E NÃO C” é verdadeiro e “B E C” é falso. e símbolos que os representam. Al-Khwarizmi. isto é: “D” é falso. • Como “A” é verdadeiro e “NÃO B” é falso. a) (A + C) > B ( ) b) B >= (A + 2) ( ) c) C = (B –A) ( ) d) (B + A) <= C ( ) e) (C + A) > B ( ) 2 . A palavra algoritmo tem origem no sobrenome. informe se as expressões abaixo são verdadeiras ou falsas. Vamos conhecer os Algoritmos! 2. • Finalmente. Resolva as questões de lógica propostas abaixo: 1. Nela você teve a oportunidade de conhecer um pouco sobre lógica e suas estruturas. então “A E NÃO B” é falso. para realizar um determinado cálculo. então “((A E NÃO C) OU (B E C))” é verdadeiro. B=4. • Como “B” é verdadeiro e “C” é falso. tendo uma delas recebido o nome "Algorithmi de numero indorum". Podemos aplicar a lógica para auxiliar no desenvolvimento de programas computacionais.

Despeja a mistura em forma untada e polvilhada com farinha de trigo. a seqüência das ações precisa ser respeitada para obtermos o produto final. 3.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 58 Uma associação muito comum que freqüentemente ilustra um exemplo de algoritmos é o da receita de bolo. Um algoritmo pode ser implementado em qualquer linguagem de programação. 4. alternando com o leite. Um algoritmo representa os passos necessários para realizar uma tarefa.Assistir a um filme na TV. ALGORITMOS E AS LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Os algoritmos são geralmente descritos em uma linguagem próxima a nossa língua natural o que torna mais fácil a sua compreensão por nós seres humanos o que não se aplica ao entendimento da mesma por um computador. Você pode imaginar o que aconteceria se você colocasse a mistura antes de untar a forma e polvilhá-la? Estragaria toda a sua receita. não é mesmo? Então observe o exemplo abaixo: 1. em que se estipulam. Logo. ou da solução do problema (Aurélio). retiradas do Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa: Processo de cálculo. 3. senão pode não dar certo. bater as claras em neve. Você vai encontrar diferentes algoritmos para efetuar uma mesma tarefa. Tente construir o algoritmo para cada situação abaixo: 1. a maizena e o fermento e ir acrescentando pouco a pouco. 5. 7. regras formais para a obtenção do resultado. com a pitada de sal.Trocar o pneu de um carro. 2. Peneirar a farinha. com a essência de baunilha até branquear. Sua implementação pode ser feita por um computador ou mesmo por um ser humano. Bater o açúcar e a manteiga. Acrescentar as gemas uma a uma. Assar. Conjunto predeterminado e bem definido de regras e processos destinados à solução de um problema. Por exemplo. com generalidade e sem restrições. batendo sempre. 3. ou de resolução de um grupo de problemas semelhantes. Misturar as claras delicadamente à mistura 6. em forno médio. Em separado. A receita do bolo deve ser seguida exatamente da maneira como foi apresentada.Calcular a soma de todos números inteiros ímpares entre 5 e 25. 2. um algoritmo para trocar uma lâmpada pode especificar que você pegue primeiro a lâmpada nova e depois a escada enquanto outro algoritmo especifica que você deve primeiro pegar a escada e depois a lâmpada nova. até levantar bolhas. por aproximadamente 40 minutos. com um número finito de etapas (Aurélio). Algumas definições de algoritmos. sem parar de bater. Você de estar imaginando o que uma receita de um bolo tem a ver com algoritmos e programação. .

podemos citar algumas delas: PASCAL. Valor_b.. Esta técnica de algoritmização é baseada em uma Program Design Language – PDL. como uma referência genérica para uma linguagem de projeto de programação. Valor_c. que passará a ser compreendido pelo computador. criação e desenvolvimento de uma linguagem computacional e sua documentação. Como o próprio nome indica é um “falso-código”. os quais serão utilizados na definição. em português. Pascal.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 59 Uma linguagem de programação pode ser compreendida num conjunto de símbolos e regras que associamos semânticas utilizadas para programar computadores. Existem várias linguagens de Programação. VISUAL BASIC. vamos conhecer algumas particularidades desses. Usaremos a PDL. É importante ressaltar que a estrutura dos . PSEUDOCÓDIGO Pseudocódigo é uma forma genérica de escrever um algoritmo. Em nosso curso a linguagem de programação adotada será a PASCAL. um pseudocódigo e. 4. Inglês Estruturado e muito parecida com a linguagem de programação em alto nível. A qual chamaremos de Português Estruturado. Sua maior finalidade a de mostrar uma notação para elaboração de algoritmos. Soma :Inteiros Media : Real Inicio Leia Valor_a {faz com que um valor seja lido e armazenado na variável Valor_a} Leia Valor_b Leia Valor_c Soma Valor_a+Valor_b+Valor_c {determina a soma dos três valores} Media Soma/3 {Armazena na variável Media o valor da média} Escreva Media {Faz com que o conteúdo de Média seja mostrado ao usuário} Fim Para que você compreenda melhor a estrutura utilizada pelos pseudocódigos. Ao traduzir-se um Algoritmo para uma linguagem de programação obtêm-se um programa. que foi originalmente escrito em inglês. Linguagem de Projeto de Programação. não pode ser executado num computador. portanto. i. COBOL.Veja o seguinte exemplo de pseudocódigo e/ou Português Estruturado: Programa Media_Aritmetica Variáveis Valor_a. É uma técnica narrativa que pode ser entendida por qualquer pessoa sem necessidade de conhecer a sintaxe de nenhuma linguagem de programação.e.

CARACTERE. CONJUNTO. 6. LEIA. entre outras coisas. PROCESSAMENTO E SAIDA. . mantendo todas as suas características. As instruções são chamadas de “pseudocódigo” das linguagens. porém utilizando por base palavras do Português. INTEIRO. LÓGICO. FAÇA. SE. Vamos ver o corpo geral de um programa! Programa <<identificador>> Const <<identificador>> = <<dado>> Var “{ }”representam <<identificador>> : <<tipo>> linhas de comentários. CASO. REAL. que tem por finalidade comandar em um computador o seu funcionamento e a forma como os dados armazenados deverão ser tratados. PROGRAMA. ENTÃO. Veja a situação a seguir: Quando você vai fazer comprar no supermercado da sua cidade o caixa passa um aparelhinho chamado Scanner no código de barras de cada alimento. REPITA. efetuou uma entrada de dados (ao passar o scanner no código de barras do alimento) e uma saída deu-se quando o nome e o valor do alimento foi exibido no monitor. Quando vamos resolver um programa três pontos são indispensáveis: a entrada. o processamento e a saída de dados. SENÃO. nesta ação. ENQUANTO. VAR. modem. leitores ópticos. Estas instruções colocadas de forma estratégica formarão os blocos de programa. ESCREVA. PROCESSAMENTO E SAÍDA. este mostra no monitor do computador seu nome e valor. ATÉ_QUE. PARA. INSTRUÇÕES BÁSICAS As instruções são representadas pelo conjunto de palavras-chave (vocabulário) de uma determinada linguagem de programação. ENTRADA. O que o caixa. 5. Inicio { COMANDOS DE ENTRADA.Vamos adotar as seguintes instruções para o Português Estruturado: INICIO. uma entrada e saída de dados poderão ser feitas via teclado. Você poderá entrar e sair com dados em um computador de diversas maneiras. Fica mais fácil de entender as entradas e saídas de dados quando associamos ao nosso cotidiano. Por exemplo.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 60 pseudocódigos que utilizaremos são similares à linguagem de programação Pascal. <<comando1>> <<comandoN>> } Fim. discos. FIM.

principalmente os cálculos matemáticos executados por um programa. Quando escrevemos em pseudocódigo fazemos a menção a essas instruções utilizando as palavras reservadas: Leia e Escreva. No final do programa. são necessárias as resoluções de alguns cálculos. Vamos relembrar o exemplo do pseudocódigo que calculava a Média Aritmética que foi mostrado anteriormente (Tópico 4 . . Valor_c.PSEUDOCÒDIGO): Programa Media_Aritmetica Variáveis Valor_a. Soma :Inteiros Media : Real Inicio Leia Valor_a {faz com que um valor seja armazenado na variável Valor_a} Leia Valor_b Leia Valor_c Soma Valor_a+Valor_b+Valor_c {determina a soma dos três valores} Media Soma/3 {Armazena na variável Media o valor da média} Escreva Media {Faz com que o conteúdo de Média seja mostrado ao usuário} Fim Neste exemplo encontramos as instruções Leia três vezes. Valor_b. para que o conteúdo da variável Media seja exibido na tela do computador. Valor_b e Valor_c. E o processamento? Quando ele ocorre? Neste mesmo exemplo você nota que para obtermos os valores desejados. a instrução Escreva é executada. O processamento dos dados serão todas as operações.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 61 Figura 48: Exemplo de Código de Barras Figura 47: Leitura do código de barras Figura 49: Exemplo do computador Caixa com leitor de códigos de barra – Monitor para saída. exatamente para fazer referência à entrada de dados das variáveis Valor_a. que neste caso são os cálculos da SOMA e da MEDIA.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará Veja no exemplo: Soma Valor_a+Valor_b+Valor_c Media Soma/3 62 7. Veja o exemplo a seguir: Programa Exemplo_de_Constante Constantes Sal_Minimo = 300. CONSTANTES As constantes são valores que não se alteram durante todo algoritmo. . ao escrevermos algoritmos. até que necessitemos dela novamente. quantidades fixas. cujo valor é definido logo no início do algoritmo. Em diversas situações. Quando queremos saber esta informação. devolvemos a informação para a caixa. Seus valores chamamse CONTEÙDO e sofrem variações ao longo da execução do algoritmo. No final. Quantidade. daí o nome VARIÀVEL Imagine uma variável como uma caixa que pode conter informação. inalteráveis. ‘Salários’ Fim 8. VARIÁVEIS As variáveis armazenam valores e informação. precisamos utilizar este tipo de informação que são porções. nós abrimos a caixa e lemos o valor.00 Mensagem = ‘Resultados’ Variáveis Salario_do_Funcionario :Real Quantidade : Inteiro Inicio Leia Salario_do_Funcionario Quantidade Salario_do_Funcionario / Sal_Minimo Escreva Mensagem Escreva ‘O funcionário tem salário de:’ Escreva Salario_do_Funcionario Escreva ‘o qual equivale’. São posições de memória e permitem programas executar cálculos e armazena os resultados para uso posterior.

em hipótese alguma. O tipo da caixa define o tamanho da caixa e o tipo de informação que pode ser achado em dentro dela. Não pode ser nome de uma variável uma palavra reservada a uma instrução da linguagem de codificação de um programa. O primeiro caractere do nome de uma variável não pode ser. é pensar nas variáveis como se funcionassem iguais às gavetas de um grande arquivo. e clássico. não importando o tipo deste dado. tendo a particularidade que cada gaveta (variável) assumiria um valor de cada vez. utilize o símbolo “_” (underscore ou underline). Para facilidade de identificação e evitar confusão.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 63 Figura 50: Representação hipotética de uma variável Figura 51: Caixas representando tipos diferentes de valores. Como as informações ficam guardadas nas posições de memória. No próximo item você conhecerá alguns tipos de valores. veja a seguir: • • • • Nomes de variáveis podem ser atribuídas comum ou mais caracteres. atribui-se um nome à variável. utiliza-se para elas um “apelido”. cada caixa deve ter um nome. O nome de uma variável não pode possuir espaços em branco. Variável Memória Figura 52: Representação gráfica da memória de um computador Existem algumas regras que precisam ser respeitadas para a escolha do nome de uma variável. para fazer referência às posições que contem as informações desejadas. um número. Outro bom exemplo. Caso necessite separar segmentos. um Identificador. sempre deve ser uma letra. ou seja. .

Ao se fazer referência a uma variável. quando é modificada ao longo do processamento de um programa para apresentar um determinado resultado. • Dados primitivos numéricos inteiros: são valores que irão representar quantidades inteiras positivas ou negativas. podem-se executar com seu conteúdo cálculos.. MÉDIA. números e o símbolo underline (ou undescore). dados caracteres e dados lógicos. através de seu nome. X + 4 * Y –1 c. quando essa variável pode estar sendo vigiada e controlada durante a execução do fluxo de um programa. um algoritmo é uma seqüência de comandos (instruções). NOTA. 1. TIPOS DE VALORES Como já estudamos. tente identificar as variáveis e as constantes: a. ou resultados dos cálculos (processamento) durante o processo de execução deste algoritmo. podem ser os dados que foram apresentados no início do mesmo.. que devem ser seguidas para a resolução de um determinado problema. VALOR_A. MÉDIA1 + MÉDIA2 – 0. Os valores que são manipulados dentro dos algoritmos. Nas expressões abaixo. Veja alguns exemplos de nomes de variáveis: X.5 b. Uma variável pode exercer dois papéis dentro de um programa. ou o papel de controle. ou o número de páginas de um livro.• UEPA -–Universidade do Estado do Pará 64 Não podem ser utilizados na formação de nomes e variáveis outros caracteres a não ser letras. Assinale com um X os nomes válidos para uma variável: ( ( ( ( ( ( ) ENDEREÇO ) 21ABRIL ) NOME_DO_PROGRAMA ) CIDADE05 ) MÉDIA ) %NOTA 9. Exemplos de valores inteiros: +36 -4 1000 0 . tais como a idade de uma pessoa. NOME. Um papel de ação. Podem ser classificados por três tipos de dados (tipos primitivos): dados numéricos (inteiros e reais). SOMA. NOTA2 * 100 + T3 2. operações de entrada e saída. ou o número de alunos de uma sala de aula..

6 0.• • UEPA -–Universidade do Estado do Pará 65 Dados primitivos numéricos reais: são valores que irão representar quantidades reais positivas ou negativas.Verdadeiro. Iremos considerar que esses valores reais sempre serão representados. ou cidade onde mora. onde se faz necessário à utilização de um ou mais caracteres. São utilizados na representação de informações.0007 +15. SN’ ‘123456789’ Dados primitivos lógicos: são representados apenas dois valores do tipo: Verdadeiro ou Falso. valores que representam parte decimal. Veja os exemplos a seguir: 5. isto é.6 -0. São utilizados na representação do valor de uma expressão lógica ou em afirmações. ou a média de um conjunto de valores. tais como o salário mínimo de um funcionário. ou uma determinada frase. o nome. utilizando-se o ponto decimal.0 Dados primitivos caracteres: são caracterizados por serem representados por valores delimitados entre apóstrofes.F. Sim ou Não. Vejamos alguns exemplos: .Veja os exemplos: ‘f’ ‘ ‘ (espaço) ‘5’ ‘Márcia’ ‘Rua do Una. . Este tipo de dado também é conhecido pela identificação tipo booleano. tais como sexo de uma pessoa. Em algumas literaturas você poderá encontrar esse tipo de dado subdivido em tipo cadeia (mais de um caracter) e tipo caracter (um só caracter). 5>4 (Verdadeiro) “O Arco-íris tem 8 cores” (Falso) “O time Tuna Luso é bi-campeão Nacional de futebol” (Sim) “O Clube do Remo é bi-campeão Nacional” (Não) • .

5 ( ) ‘0.0 2. ( ) 1000 ( ) ‘0.00 ( ) Falso ( ) ‘F’ ( ) .35 ( ) 55 ( ) ‘0’ ( ) 10 ( ) 10. ( ) .87 ( ) 34.8 ( ) ‘Manuel’ ( ) ‘–780’ ( ) –1.0008’ ( ) 0.01 ( ) Falso ( ) ‘F’ ( ) 55.32575 ( ) 75 ( ) ‘2’ ( ) 12 ( ) 125.00 3.V. Indique com um X quais os tipos de dados abaixo são do tipo Caractere.Verdadeiro. ( ) ‘Falso’ ( ) ‘0.F.0’ ( )0 ( ) 34 ( ) –780 ( ) –1.85 ( ) Falso ( ) 45.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 66 1. OPERADORES ARITMÉTICOS Expressam operações aritméticas. ( ) . 10. ( ) ‘Falso’ ( ) ‘V’ ( ) Verdadeiro ( ) ‘Miguel’ ( ) -300 ( ) 2. ( ) -657 ( ) ‘0. ( ) .Falso. Indique com um X quais os tipos de dados abaixo são do tipo Inteiro.7’ ( ) 0.0’ ( ) dez ( ) ‘dez’ 4. Veja no quadro abaixo: Operador Significado Exemplo Tipos de Operandos + Adição a+b Reais e/ou inteiros Subtração a-b Reais e/ou inteiros * Multiplicação a*b Reais e/ou inteiros / Divisão Real a/b Reais e/ou inteiros DIV Divisão inteira a DIV b inteiros RESTO ou MOD Resto da divisão inteira a RESTO b ou a MOD b inteiros Exponenciação Reais e/ou inteiros ** ou ^ ou ↑ a ** b ou a ^ b ou a ↑ b No exemplo a seguir você poderá compreender melhor a utilização de operações aritméticas: .85 ( ) Verdadeiro ( ) –178. Indique com um X quais os tipos de dados abaixo são do tipo Real. Indique com um X quais os tipos de dados abaixo são do tipo Lógico.0 ( ) –70 ( ) 1.

ou divisão real. o valor 2} f 2.5} d a DIV b {Faz a divisão inteira de a por b. Dentro de uma expressão aritmética podem aparecer várias operações. 4º) Adição ou subtração Pode acontecer de numa mesma expressão aparecerem uma ou duas operação de mesma hierarquia. e armazena em c o valor 5. Sobra :Inteiros c.0} Fim 67 È importante se atentar quando realizamos operações aritméticas. para a HIERARQUIA dessas.0 Num_Dep >= 2 x <= 30 Nome = ‘Márcia’ Sexo <> ‘m’ . da esquerda para direita. OPERADORES RELACIONAIS Expressão operações de relação. d. Será armazenado em Sobra. Veja o quadro abaixo: Operador Significado Maior que > Menor que < Maior ou Igual que >= Menor ou Igual que <= Igual que = Diferente de <> Exemplo Idade >18 Nota <7. ou divisão inteira. Seja por exemplo à expressão abaixo: Y (2 + a) / (b – 3) – 2*x + x**3 Obedecendo a hierarquia. ou resto da divisão inteira. e armazena em d o valor 5} Sobra a RESTO b { Determina o resto da divisão inteira de a por b.0** b {Armazena em f o valor 16. f : Real Inicio a 22 {Armazena o valor 22 em a} b 4 {Armazena o valor 4 em b} c a / b {Faz a divisão real de a por b.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Programa Exemplo Variáveis a. estas são executadas na ordem em que as mesmas aparecem na expressão. para resolvê-las corretamente é necessário se obedecer a seguinte ordem: 1º) O que estiver entre parênteses 2º) Exponenciação 3º) Multiplicação. b. as operações serão executadas na seguinte ordem: 1º) (2 + a) 2º) (b – 3) 3º) x**3 4º) divisão do resultado de 1º) com o resultado de 2º) 5º) 2*x 6º) subtração do resultado de 4º) com o resultado de 5º) 7º) adição do resultado de 6º) com o resultado de 3º) 11.

LINEARIZAÇÃO DE EXPRESSÕES Para a construção de algoritmos todas as expressões aritméticas devem ser linearizadas. Será armazenado em Sobra. Empresa = ‘Estamparia S/A’ V = Verdadeiro 16. iremos utilizá-las.0) E (Frequencia > 0. com expressões que usam operadores lógicos e relacionais: Foi_Aprovado ( Media >= 7.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 68 12. Atribuir um valor a uma variável é representamos em algoritmos com os operadores e :=. ATRIBUIÇÃO Você aprendeu alguns tipos de valores que as variáveis podem assumir. ou seja. Veja o exemplo a seguir de comandos. SINAL DE IGUALDADE As constantes são eternamente iguais a determinados valores. Quando precisamos “dar” valores as variáveis em algoritmos isso é chamado de atribuição. 17. colocadas em linhas. e armazena em d o valor 5} Sobra a RESTO b { Determina o resto da divisão inteira de a por b. que . d e f. Veja o exemplo no anterior: Inicio a 22 {Armazena o valor 22 em a} b 4 {Armazena o valor 4 em b} c a / b {Faz a divisão real de a por b. portanto usamos o sinal de “=”.1416.(16/2) * 9) 14. e armazena em c o valor 5. OPERADORES LÓGICOS Expressão operações lógicas. Você estudou logo no início desta unidade algumas noções fundamentais de lógica. COMANDOS DE ENTRADA/SAÍDA LER Comando de entrada que permite a leitura de Variáveis de Entrada.00) OU (Idade<75) Tem_Sol NÃO Esta_Nublado 13. em nosso pseudocódigo. Em algoritmo consideraremos as funções pré-definidas na linguagem de programação Pascal. Aqui. Veja os exemplos: PI = 3.0** b {Armazena em f o valor 16. b.5} d a DIV b {Faz a divisão inteira de a por b. FUNÇÕES MATEMÁTICAS PRÉ-DEFINIDAS As linguagens de programação já trazem muitas funções de matemática implementadas. 15. Veja o exemplo: ((2+5) . o valor 2} f 2. IMPRIMIR Comando de saída que envia uma informação para a impressora. ESCREVER Comando de saída que exibe uma informação na tela do monitor.75) E_Contribuinte (Salario >1000.0} Fim Estão sendo atribuídos valores para as variáveis: a. c.

99) = 3.0) = 2.5403 Sin(1. Nela você teve a oportunidade de aprender sobre os conceitos fundamentais para a construção de algorítmos. Na tabela a seguir você passará a conhecer as funções matemáticas que são consideradas mais úteis: Função Abs descrição argumento resultado exemplos Valor absoluto do argumento.8415 ArcTan(1.718 Ln(10.1 Abs(12.0) = 0.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 69 será a linguagem de aplicação em nosso curso. Cosseno do argumento.99 Trunc(3.0) = 2.0 Cos Sin ArcTan Exp Ln Odd boolean Odd(3) = TRUE inteiro Arredondamento do argumento para o Arredonda real inteiro mais perto Int Frac Arredondamento do argumento para o inteiro abaixo Retorno a parte do número depois o ponto decimal.99)=3 Sqrt(3.0) = π/4 Exp(1.0) = 4.99) = 3 Ou Trunca(3. Argumento em radianos (2π rad = 360o) Inverso tangente do argumento Expoente do argumento Logaritmo natural do argumento Determine se o argumento é impar real inteiro real real real real real (>0) inteiro real inteiro real real real real real Abs(-23.4) = 3 Int(3.5) = 4 Ou Arredonda(3.2) = 23.732 Sqr(2. Aplique o que você aprendeu respondendo às questões propostas a seguir.303 Round(3. Arredondamento do argumento para o inteiro abaixo.00 Frac(3.0) = 0. Raiz do argumento Quadrado do argumento real real real real (>0) real real real inteiro real real Trunca Sqrt Sqr Parabéns! Você concluiu a segunda etapa da Unidade V.0) = 1.99) = 0.4) = 3 Round(3. Argumento em radianos (2π rad = 360o) Seno do argumento.3) = 12. Argumento pode ser real ou inteiro Abs retornará o mesmo tipo. .3 Abs(-10) = 10 Cos(1.

o nome do aluno. ( ) valor ( ) salário-líquido ( ) _b248 ( ) (x3) ( ) nota*do*aluno ( ) a1b2c3 ( ) 3x4 ( ) Marcia ( ) m/seg ( ) sth ( ) nome empresa ( ) sala_215 ( ) ‘nota’ ( ) ah! ( ) m{a} 3. Explique o que está errado nos identificadores incorretos.3 * 2 (h) 3 + 2 * (18 . Boa atividade! 1.0 . declare-as corretamente. 4.5 e 8. determine os resultados obtidos da avaliação das seguintes expressões lógicas: a) A = 1 E TESTE b) (NOME = ‘Pedro’) OU (COR = ‘Branco’) c) NÃO TESTE OU C mod 2 = 0.5 d) (C < 10) OU TESTE E (COR = ‘Preto’) e) A * 12 + C * (1/3) = 3 E (A + (B+C) > 13) OU (NOME=’Ana’)) f) TESTE E NÃO TESTE .7 (g) 16 * 6 . NMAT e SX sejam utilizadas para armazenar a nota do aluno.30 / 6 5. Sendo P. R e S variáveis cujos conteúdos são iguais a 2. Considerando A. 12 e 4. NOME e COR variáveis do tipo literal contendo as seqüências de caracteres ‘Tania’ e ‘Branco’. quais os valores fornecidos pelas expressões aritméticas abaixo? a) 100 * Q div P + R b) P + R mod 5 . e TESTE variável do tipo lógico contendo o valor verdadeiro. 3.3 (c) 3 * 5 + 1 (d) 1 / 4 + 2 (e) 29. Assinale os identificadores corretos. B e C variável tipo numérico contendo os valores 1. respectivamente. Seguem abaixo algumas questões com o intuito de você verificar seu entendimento desta etapa. Dê o resultado e o tipo de cada uma das seguintes expressões: (a) 5 * 2 + 3 (b) 6 + 19 – 0.Q / 2 c) R mod (P+1) . 4. associando o tipo adequado ao dado que será armazenado.Q * R d) 1 + (P*3 + 2 * R) * (1 / 5) e) 1 + (R + Q) div Q f) 2 * S mod 3 – trunca(S) g) ((20 div 3) div 3) + 2 8 / 2 h) – P 2 + (R * 10) / arredonda(S) 6. o número da matrícula e o sexo.5.0 / 7 + 4 (f) 3 / 6. Supondo que as variáveis NT.4 * 2) (i) -2 * 3 (j) 2 * 2 * 3 (k) (28 + 3 * 4) / 4 (l) 8 . respectivamente. NA. Q.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 70 QUESTÕES PROPOSTAS Caro aluno. Estas atividades devem ser entregues ao seu professor/tutor e contaram como nota para sua avaliação.

I. f) X ← X + 1. TUDO variáveis lógicas (tipo lógico). Dados A = 4. b) SOMA ← NUM + 2 * X. B. 8.X. X ← 2. d) TUDO ← SOMA. j) X ← NOME > CÓDIGO.0 e I = 3.X. d) K ← trunca (B / A + 4.0. Suponha que A. B = 8 e C =1 Os resultados das expressões seriam: Expressões Resultado A=B A <> B A>B A<B A >= B A <= B E OU NÃO E OU NÃO B>C B<C B>C B=C Falso Verdadeiro Falso Falso . J e K sejam variáveis do tipo numérico. 10. qual seria o valor final dos seguintes comandos de atribuição? a) C ← A * B . TESTE. b) X ← 2. c) RESULTADO ← 4. Y ← 3.5. Dê o valor da variável RESULTADO após a execução da seguinte seqüência de operações (suponha que todas as variáveis sejam do tipo numérico): a) RESULTADO ← 3. c) TESTE ← CÓDIGO OU (X*2 = SOMA). assinale os comandos de atribuição considerados inválidos: a) NOME ← 5.7). C. COR. RESULTADO ← RESULTADO * X. Sendo SOMA.NUM. X variáveis numéricas (tipo numérico).B) * 2 + I. Suponha que temos três variáveis A = 5. RESULTADO ← X * Y . NUM. CÓDIGO. f) K ← abs (A . e) J ← arredonda (A / (5 / I)). DIA variáveis literais (tipo literal). 9. NOME. i) SOMA + 2 ← X * 2 . g) NUM ← ‘*ABC*’. b) K ← I / 4 * 6.0.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 71 7. c) C ← B / A + 1.0. I. B = 6. h) DIA ← ‘Segunda’.0 * 6. e) COR ← ‘Preto’ .

2.4.1.1.o comando senão não aparece. Como funciona o desvio condicional O valor da expressão é avaliada.1.1. caso contrário. É usada para decidir que comando. baseada em um resultado lógico. A estrutura de decisão pode ser Simples ou Composta.3. 18. Representação gráfica: Fluxograma expressão não comando2 sim comando1 18. se e senão . o “comando2” ou “bloco2 de comandos” é executado.1. ou bloco de comandos será executado. Desvio Condicional Composto – temos os comandos (necessariamente). o “comando1” ou “bloco1 de comandos” é executado. Algumas Características • • Desvio Condicional Simples . com base no valor de uma expressão. Desvio Condicional Simples e Composto Executa uma seqüência de comandos de acordo com o resultado de um teste.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 18. Sintaxe ou Forma geral 18. 18. Se for verdade então. ESTRUTURAS DE DECISÃO E CONTROLE 72 18.1.

nota2. Programa media_final. a seqüência de comandos deve ser precedida pela palavra (início) e finalizada com (fim). Media _ (nota1 + nota2 + nota3 + nota4) / 4. Variáveis a. NINHOS DE SE Usados para tomadas de decisões para mais de 2 opções.5. Sintaxe ou forma geral: se <<condição>> então <<comando1>> senão se <<condição>> então <<comando1>> senão <<comando1>> . Fim. nota2. nota3. Se media>=6 Então escrever (‘aprovado’) Senão escrever (‘reprovado’) Escrever (nome. nota4). Veja mais alguns exemplos: Programa acha_maior. Variáveis Nota1. media) Fim. b: inteiro. Início Ler (a. b). Início Ler (nome). Se a>b Então escrever (a) Senão escrever (b). Ler (nota1.• UEPA -–Universidade do Estado do Pará 73 Se bloco1 ou bloco2 consistirem de mais de um comando (comando composto). 18. media: real. nota4.1. nota3. Nome: caractere [35].

. 18. Se (a>b) e (a>c) Então escrever (a) Senão Se (b>a) e (b>c) Então escrever (b) Senão escrever (c) Fim. fim de caso .1. . .UEPA -–Universidade do Estado do Pará Veja a seguir o exemplo anterior que mostra o maior valor para dois números usando ninhos de se e achando o maior valor entre três números: 74 Programa acha_maior. c: inteiro. . . c).2. .2. 18. b. outros casos <<comando1>>. b. Início Ler (a. Sintaxe faca caso caso <<condição1>> <<comando1>>. CASO Esta estrutura de condição equivale a um ninho de SE’S. Variáveis a. caso <<condição n>> <<comando1>>.

b. Variáveis a. na estrutura CASO: 75 Programa acha_maior. Outros casos Escrever (c). Fim de caso Fim. Início Ler (a.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Vamos ver o mesmo exemplo Acha_Maior entre três números. c: inteiro. c). Caso (b>a) e (b>c) Escrever (b). Faca caso Caso (a>b) e (a>c) Escrever (a). b. .

A Variável e as Expressões: · São do mesmo Tipo. Exemplo2: n! = n * (n-1) * (n-2) * … * 3 * 2 * 1 fatorial:= 1. Algumas Características · O Ciclo é executado um número fixo de vezes. · O Incremento da Variável pode ser +1 (passo 1) ou –1(passo -1).1. DETERMINADA Seqüência de comandos executada repetidas vezes.1.1.1.3. assim como a de decisão.1. A estrutura de repetição. 19.2. ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO 76 19. 19. Para i:= 1 até n faça passo 1 fatorial:= fatorial * i .1.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 19. . Exemplo1: n! = 1 * 2 * 3 * 4 * … * n fatorial:= 1. Sintaxe: Para <<var de tipo inteiro>>:=<<valor inicial>> até <<valor final>> faça Início <<comando1>>. Representação Gráfica: Fluxograma Identificador de variável Incrementa ou decrementa S Comando Cond N Fim 19. · Não podem ser alteradas dentro do Ciclo. Para i:= n até 1 faça passo -1 fatorial:= fatorial * i . <<comando n>> Fim. · São Escalares (não Reais). 19. envolve sempre a avaliação de uma condição.4.

Soma:= 0. durante a execução do Ciclo.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 77 Veja a seguir o programa para calcular a soma dos k primeiros termos da Série Harmônica. Fim. Para i J até (2*4+1) faça Escreva (i. Os valores iniciais e finais podem também conter variáveis ou expressões das quais resultem valores do tipo inteiro. Fim. o valor da primeira Expressão for inferior ao da segunda. Ex: Programa Exemplo_Para. n : inteiro. Para n:=1 até k faça passo 1 Soma:= soma + 1/n. Tendo como vantagem o fato de não ser necessário o conhecimento prévio do número de repetições. o Ciclo não é executado. · O valor da Variável torna-se indefinido após a execução do Ciclo. INDETERMINADA COM VALIDAÇÃO INICIAL É usada para repetir N vezes uma ou mais instruções. Variáveis k. Variáveis i. Considere: Programa Harmonica. · No caso do Incremento Negativo (passo -1) se. Soma : real. Escreva(soma). o Ciclo não é executado. Inicio J 5. . Leia(k).2. ‘Matemática!’). j : inteiro. Início Escreva('Quantos termos?'). o valor da primeira Expressão for superior ao da segunda. Note que: · Os valores das duas Expressões são calculados no início e funcionam como constantes. · No caso do Incremento Positivo (passo 1) se. 19.

i:= i + 1.1.1. Sintaxe: Repita <<comando1>>.. potencia ). Tente fazer o teste de mesa ao lado: (output) . na estrutura “Até-que”. 19. Início i:= 1. 19. Sintaxe: Enquanto <<condição>> faça Início <<comando1>>. <<comandon>> Fim. potencia:= potencia * 2 Fim Fim.. até que a condição se torne falsa.3. Variáveis i. ESTRUTURA DE REPETIÇÃO INDETERMINADA COM VALIDAÇÃO FINAL: Assim como a estrutura enquanto é usada para repetir n vezes uma ou mais instruções. potencia : inteiro. Condição 78 F V Sair Comando Veja o exemplo a seguir que calcula as potências de 2 inferiores a 1000. (output) 12 24 38 4 16 5 32 6 64 7 128 8 256 9 512 Cuidado para não confundir com a estrutura de decisão se. Um conjunto de Instrução (ou Seqüência de Instruções ) é repetida enquanto a Expressão Lógica se mantém Falsa e até que ela se torne verdadeira. Sua validação é final fazendo com que a repetição seja executada pelo menos uma vez.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 19.Observe ao lado o output deste programa (teste de mesa) : Programa potenciasde2. potencia:= 2.3. Aqui existe um retorno à condição após a execução do bloco de operações.2.então apresentada anteriormente. <<comando-n>> Até <<condição>> F comando condição V Sair Veja com ficaria o exemplo da tabela das potências inteiras de 2 inferiores a 1000. Enquanto potencia < 1000 faça Início Escreva( i.

•tabelas em memória ou. 20. 20.1.1. Onde: <nome_da_variável> .1. potencia:= 2. Repita Início Escreva(i. Este tipo de estrutura em particular é também denominado por profissionais da área como matrizes unidimensionais. •arranjos. Os nomes dados às matrizes seguem as mesmas regras de nomes utilizados para indicar as variáveis simples. A utilização deste tipo de estrutura de dados recebe diversos nomes. Variáveis i. Matrizes de Uma Dimensão ou Vetores.1. potencia) I i+1 potencia potencia*2 Fim Até que potencia>1000 Fim.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Programa potenciasde2. AGREGADOS HOMOGÊNEOS As estruturas de dados homogêneas permitem agrupar diversas informações dentro de uma mesma variável. 79 20. como: •variáveis indexadas. Este agrupamento ocorrerá obedecendo sempre ao mesmo tipo de dado. Caracteriza-se por ser definida uma única variável vinculada dimensionada com um determinado tamanho. Início i:= 1. MATRIZES 20. Os nomes mais usados e que utilizaremos para estruturas homogêneas são: •Matrizes (genérico) e •Vetores (matriz de uma linha e várias colunas).1. A dimensão de uma matriz é constituída por constantes inteiras e positivas.1. Sua utilização mais comum está vinculada à criação de tabelas. •variáveis subscritas. •arrays. e é por esta razão que estas estruturas são chamadas homogêneas. •vetores. •matrizes. Sintaxe <nome_da_variável> : conjunto [ <dimensão>] de <tipo_de_dado>. •variáveis compostas. potencia : inteiro.

em números de elementos.1. . <dimensão> ..<coluna_final>. M 15 150 10 35 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Tente preencher este vetor: Algoritmo Preencher_vetor. até_que I > 6.1.o tipo de elemento armazenado(inteiro. M[2] 150.6] de inteiros...É o tamanho do array.O é o nome atribuído ao array..9] de real. sendo <coluna_inicial>. Atribuição de uma Matriz do Tipo Vetor No caso de vetores (variáveis indexadas).) Ex: 80 x X[0] 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Variáveis A: Inteira. Repita M[I] 2.2.: M[1] 15. M[10] 35. x : conjunto [0. Var M: conjunto[1.. Início I 1. M[5] 10. <tipo_de_dado> . 20. Ex. Fim M 1 2 3 4 5 6 . além do nome da variável deve-se necessariamente fornecer também o índice do componente do vetor onde será armazenado o resultado da avaliação da expressão. real. I: inteiro. Sintaxe: <nome_da_variável> [ <valor do índice> ] <expressão>.UEPA -–Universidade do Estado do Pará . I I+ 1.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará 20. seria uma matriz de duas dimensões TABELA : conjunto [1..10] de inteiro.. Observe: Variável TABELA : conjunto [1. Desta forma..2 3.. Variável com dois índices.3 4.3 2.2 2 1. onde seu nome é TABELA.1.1.4..: M : conjunto [1. <li_final> .5 . Uma matriz de duas dimensões estará sempre fazendo menção a linhas e colunas e será representada por seu nome e seu tamanho (dimensão) entre colchetes. possuindo um tamanho de 4 linhas (de 1 a 4) e 3 colunas (1 a 3.2 4.2.3 3 Ex: Matriz. Tabela bidimensional .4.3] de inteiro.2 2. 1.Matrizes A sintaxe do comando de definição de matrizes de duas dimensões é a seguinte: 81 <nome_da_variável> : conjunto [<li_inicial> .3] de inteiro.1 1 4. é uma matriz de 4 por 3 (4 x 3). <col_inicial> .. Isto significa que poderão ser armazenados em TABELA até 12 elementos. <col_final> ] de <tipo_de_dado> Ex. Matrizes com mais de uma dimensão .1.1 1.2 2... 1. ou seja.3 3.

O índice referente ao elemento é composto por tantas informações quanto o número de dimensões da matriz. No caso de duas dimensões. o primeiro número se refere à linha e o segundo número se refere à coluna da matriz em que se encontra a informação. 1: 4] de inteiro. de 2 colégios. No exemplo anterior. de 2 cidades. •A matriz P pode ser utilizada para armazenar 4 notas de 50 alunos de 5 disciplinas. 1:50 . 1:50 . Tabela tridimensional. de 2 colégios. cada matriz pode ser utilizada para armazenar uma quantidade maior de informações: •A matriz O pode ser utilizada para armazenar 4 notas de 50 alunos. 1:50 . da mesma forma que nos vetores.. Variável com n índices. 1:3 . 1: 4] de inteiro. de 3 turmas. Tabela n-dimensional. 1:5. R : conjunto [1:2 . Atribuição Na atribuição de matrizes. de 3 turmas. 1: 4 ] de inteiro. 1:3 . 1: 4] de inteiro. além do nome da variável deve-se necessariamente fornecer também o índice do componente da matriz onde será armazenado o resultado da avaliação da expressão.1.: O: conjunto [1:50 .4. 1: 4] de inteiro..1. •A matriz Q pode ser utilizada para armazenar 4 notas de 50 alunos de 5 disciplinas.UEPA -–Universidade do Estado do Pará Var cubo : conjunto [1. de 3 turmas. A utilidade de matrizes desta forma é muito grande.. S : conjunto [1: 2 . Q : conjunto [1:3 . 82 Ex: Variável com três índices. (O número máximo de dimensões depende do compilador Pascal e do computador utilizado) 20. •A matriz S pode ser utilizada para armazenar 4 notas de 50 alunos de 5 disciplinas. Também é possível definir matrizes com várias dimensões.4] de Real. 1: 2 .2. 1:5.4. 1:5. 1. 1: 50 . Veja o exemplo: . P : conjunto [1:5. •A matriz R pode ser utilizada para armazenar 4 notas de 50 alunos de 5 disciplinas. 1. por exemplo: Ex.

UEPA -–Universidade do Estado do Pará M[1.1] M[3. DIÁRIO DE BORDO _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ .10] 35. O ambiente. Posteriormente nos encontros presenciais você poderá aplicar os conhecimentos aqui adquiridos fazendo uso de uma linguagem de programação de alto nível denominada Pascal. M[1. 5 20 35 6 7 8 9 10 10 83 1 2 3 4 5 Parabéns! Você concluiu a Unidade V. para desenvolvimento das atividades adotado será o FreePascal.5] 1 15 2 3 4 15. o qual você encontrará no CD que acompanha este material. Nesta última etapa você conheceu um pouco sobre as estruturas de controle e repetição e teve noções básicas de estrutura de dados homogêneas. ou compilador.10] 10 20 M[5.

Escreva algoritmos que resolvam as expressões matemáticas a seguir usando a operação de adição e de subtração. Algoritmo Exercicio10 Variáveis Q. contanto que nunca seja colocado um disco maior sobre um menor. Faça um algoritmo para cada situação acima.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 84 _____________________________________________________________________________ QUESTÕES PROPOSTAS Caro aluno. Pode-se mover um disco de cada vez para qualquer haste. uma das quais serve de suporte para três discos de tamanhos diferentes (12-3). após a execução de cada um dos comandos do Algoritmo. que consite em três hastes(a-b-c). a) 12 x 4 b) 7 x 5 c) 15 ÷ 3 d) 175 ÷ 7 3) Elabore um algoritmo que mova três discos de uma Torre de Hanói. está com as teclas de divisão e multiplicação inoperantes. b) você não tem namorado(a). 1 2 3 a b c 4) Faça o teste de mesa. O objetico é transferir os três discos para outra haste. Estas atividades devem ser entregues ao seu professor/tutor e contaram como nota para sua avaliação. W. Seguem abaixo algumas questões com o intuito de você verificar seu entendimento desta unidade. 2) Considere que uma calculadora comum. os menores sobre os maiores. de quatro operações. Considere as seguintes situações: a) você tem namorado(a) . diga qual o valor armazenado em cada variável. R : Inteira . Boa atividade! 1) Escreva algoritmos para mostrar os passos necessários antes de sair em um sábado à noite. isto é.

B. Result. Variáveis a. 5) Faça o teste de mesa. calcula e imprime o valor do determinante. c) delta <-.b^2 . faça um algoritmo que: a)Determine a soma dos três números. Y : Real Início Vic 4 Result 20 Valor 14. processamento e saída de dados. isto é. após a execução de cada um dos comandos do Algoritmo. delta : Inteiro Início Escreva ('Digite três números inteiros:') Leia ( a. 7) O Algoritmo a seguir lê os valores dos coeficientes. I : Inteira Valor. diga qual o valor armazenado em cada variável.4 * a * c Escreva ('O Determinante da Equação é: '. Algoritmo Exercicio11 Variáveis Nic.0 Y Result / Vic Y Y+1 B B+1 Nic 20 B I DIV Nic B B + I MOD 6 Valor Nic * Valor + Y Fim. c. b)Determine a raiz quadrada do produto dos três números. .0 B -8 I 160 Y 8.E Início Q Q W W Q Q E R R R UEPA -–Universidade do Estado do Pará : Real 10 10+30 -1 W+Q Q RESTO W W DIV (Q+40) 2*Q/W 0 R+1 R+1 85 Fim. delta) Fim. b. 6) Dados três números reais. Vic. Algoritmo Determinante. b. Identifique: entrada.

Veja os passos lógicos: 1º passo: Início. 4º passo: C ← A+B. 12) Faça um algoritmo que recebe como entrada os lados do Triângulo e saia com o valor da sua Área. 3º passo: Ler valor de B. 6º passo: Fim. 4º passo: C ← (A*A)–(2*A*B)+(B*B). 11) Elaborar um algoritmo para ler dois inteiros (variáveis A e B) e imprimir o resultado do quadrado da diferença do primeiro valor pelo segundo. escreva-o em Pseudocódigo. 16) Sendo o vetor V igual a: V 2 1 2 6 8 3 3 4 10 16 6 1 7 21 8 33 9 14 10 5 . 15) Dadas três dimensões quaisquer verificar se elas formam um triângulo.UEPA -–Universidade do Estado do Pará 86 8) Elaborar um algoritmo que calcule e apresente o volume de uma caixa retangular por meio da fórmula: volume ← comprimento*largura*altura 9) Elaborar um algoritmo que efetue a leitura de dois valores numéricos inteiros. escreva-o em Pseudocódigo.A. 10) Elaborar um algoritmo que efetue e apresente o cálculo da área de um trapézio. Veja os passos lógicos: 1º passo: Início 2º passo: Obter os valores dos possíveis lados do triângulo 3º passo: Comparar os três lados segundo a singularidade triangular Se (a < b + c) e (b < c + a) e (c < a + b) então Resultado ← As dimensões formam um triângulo Senão Resultado ← As dimensões não formam um triângulo 4º passo: Mostrar resultado 5º passo: Fim Agora. 5º passo: Mostrar valor de C. Veja os passos lógicos: Algoritmo 1º passo: Início. 13) Faça um algoritmo para calcula a soma dos termos de uma P. 5º passo: Mostrar valor de C. 6º passo: Fim. 2º passo: Ler valor de A. Agora. 2º passo: Ler valor de A. escreva-o em Pseudocódigo. 14) Faça um algoritmo que calcule o Volume e a Área de uma circunferência. execute a soma dos valores e apresente o resultado obtido. Agora. 3º passo: Ler valor de B.

{ Este programa lê dez notas e calcular a média} Variáveis nota : conjunto[1. Escreva ('Média das notas: '. i : inteiro. escreva o valor correspondente à solicitação: V[V[1]*V[4]] 17) Sendo o programa abaixo.media). Para i 1 até 10 faça soma soma + nota[i]. Programa notas_matriz. Para i 1 até 10 faça Leia (nota[i]). Início soma 0. media : real..UEPA -–Universidade do Estado do Pará 87 E as variáveis X=2 e Y=4. soma. Escreva ('Digite os valores das 10 notas:'). Fim. • • • • • • • V[X+1] V[X*1] V[X+Y] V[X+2] V[Y*Xmod3] V[V[4]] . faça o vetor como output final.10] de real. media soma/10.