You are on page 1of 4

Vetec Química

Página 1 de 4

Voltar ::: Imprimir

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos FISPQ

Data: 18/7/2008 10:56:17 Revisão: 000 Data rev.: 17/5/2008

1. Identificação do produto e da Empresa Nome: Códigos ACIDO CAPRILICO-NORMAL 000258.05 040343.01 000258.06 MP0293.EG 000258.EG TC0462.EG 001878.05 Nº: 001878.06 00000073 001878.EG

VETEC QUÍMICA FINA LTDA
Rua Pastor Manoel Avelino de Souza nº 1021, Xerém, CEP 25250-000 - Duque de Caxias - Rio de Janeiro Brasil Tel (0xx21) 3125-1920 - Fax (0xx21) 2679-1305 e-Mail: vetec@vetecquimica.com.br

2. Composição e informações sobre os Substância: Nº CAS: Classificação: Sinônimos: ACIDO CAPRILICO-NORMAL [124-07-2] CORROSIVO Fórmula molecular: Peso molecular: Concentração: C8 H16 O2 144,22 Mín. 99,5%

3. Identificação de perigos

http://www.vetecquimica.com.br/busca_1/produto2b.asp?reg=674

7/10/2008

Não tentar neutralizar a substância tóxica.Método de limpeza / absorção : Absorver com um agente higroscópico. Manuseio e Armazenamento O manuseio e a armazenagem da substância devem se dar em condições adequadas. 9.Depois de engolir : Fazer beber muita água (eventualmente vários litros). Limpar com algodão embebido em polietilenoglicol 400.vetecquimica.br/busca_1/produto2b. botas. Vapores mais pesados do que o ar. utilizar máscara facial completa. A escolha dos elementos específicos tais como luvas.com. espuma e pó . 6. Limpeza posterior. É necessário a utilização de luvas de borracha em PVC ou látex.Após contato com os olhos : Enxaguar abundantemente com água. Usar instrumentos de proteção adequados.Vetec Química Página 2 de 4 Periculosidade : Substância provoca queimaduras. Proceder à eliminação de resíduos. Em combinação com o ar podem formar-se misturas explosivas. evitar o vômito (perigo de perfuração). 5. avental ou macacão dependerá do tipo de operação. Tirar imediatamente a roupa contaminada .asp?reg=674 7/10/2008 .Riscos especiais : Combustível.Medidas de proteção do meio ambiente : Não deixar escapar para a canalização de águas residuais .Equipamento especial de proteção para o combate ao incêndio : Permanência na área de perigo só com roupa de proteção apropriada e com uma máscara de oxigênio independente do ar ambiente . Local de armazenagem: Fechado-seco Temperatura de armazenagem: 15 a 25 8. Medidas de controle para derramamento ou Medidas de proteção para as pessoas : Evitar o contato com a substância. Consultar imediatamente um médico. Consultar um médico . Controle de exposição e proteção individual Utilizar roupa impermeável. se os vapores incomodarem os olhos. Medidas de combate a incêndio Meios adequados de extinção : CO2. 4. Medidas de primeiros-socorros Após inalação : Exposição ao ar fresco. Utilizar óculos de segurança de ampla visão. Não inalar os vapores/aerosóis. Propriedades físico-químicas http://www. protetores faciais e roupas adequadas durante o manuseio.Após contato com a pele : Lavar abundantemente com água. tomar medidas contra cargas eletrostáticas . 7. Consultar imediatamente um oftalmologista .Outras informações : Há que ter precaução com a ignição de retrocesso. evitando-se a contaminação do produto. Garantir a ventilação com ar fresco em recintos fechados . mantendo a pálpebra aberta (durante pelo menos 10 minutos).

Toxicidade sub-aguda a crônica : Mutagenicidade bacteriana : Ames test : negativo .Teste de irritação da pele (coelho) : queimaduras .Toxicidade em Daphnia : Daphnia magna CE50 : 170 mg/l /24 h .7 ºC Ponto ebulição: 239. Solúvel em álcool etílico.44 g/g.Outras informações toxicológicas : Depois da inalação : Irritação das mucosas. Informações sobre transporte O produto deve ser transportado com os cuidados necessários a não se danificar as embalagens. dissulfeto de carbono. Nº ONU: 3265 Classe: 8 Nº Risco: 88 CódIMDG 8/III IATA/CAO 8/III http://www.428 10. clorofórmio. 11.rerio LC50 : 110 mg/l /96 h .Depois do contato com os olhos : queimaduras . Densidade: 0.asp?reg=674 7/10/2008 .LD50 (oral. éter de petroléo e ácido acético glacial. Considerações sobre tratamento e disposição Procedimento ainda não definido. 14. Perigo de absorção .Comportamento no meio ambiente : log P(o/w) : 3. Prevê-se um apreciável potencial de bio-acumulação (log P (o/w) >3). coelho) : >5000 mg/kg .Após ingestão : queimaduras das mucosas e náuseas.Toxicidade em algas : algas CK50 : 144 mg/l /72 h Toxicidade em bactérias : Ps. tosse e dificuldade em respirar . Informações toxicológicas Toxicidade aguda : LD50 (cutânea. Pouco solúvel em água. Efeitos ecotóxicos : Efeitos biológicos : Toxicidade nos peixes : Br. TOD : 2. rato) : >2000 mg/kg Sintomas específicos em estudos com animais : Teste de irritação dos olhos (coelho) : queimaduras . Segregar o produto.7 ºC Índice refração:: 1.pudita CE10 : 30 mg/l /30 min . Outras informações : Em estado de vapor/gás possibilidade de formação de misturas explosivas com o ar. resguardando as normas e legislação vigentes para transporte da substância.Após o contato com a pele : queimaduras.Vetec Química Página 3 de 4 A substância química ácido caprilico é um produto orgânico.com. 12.vetecquimica. Fácilmente biodegradável . Estabilidade e reatividade Substâncias a serem evitadas : oxidantes fortes. 13. éter. Informações ecológicas Degradação biológica : Biodegradação : >70 % /28 d teste de seleção modificado do OECD.Dados ecológicos adicionais : BOD5 : 1. ocorrendo na forma de líquido oleoso.05 (experimental).28 g/g.br/busca_1/produto2b. com consequente perda do produto.91 Ponto fulgor: ND ºC Ponto fusão: 16.

htm Voltar ::: Imprimir http://www.br/busca_1/produto2b.gov.Hospital Municipal Dr. Regulamentações Dados complementares as informações contidas nas seções anteriores não são conhecidos.9224/3239.1751 (Tel. 151 (Tel.asp?reg=674 7/10/2008 .3414/387-4343 e 0800 284 43 43 Fax: (71) 387.br/toxicologia/centros.3244/2290-3344 (Tel.Serviço de Toxicologia de Minas Gerais .Vetec Química Página 4 de 4 15.9223 (Hospital) (31) 3239-9308 / 3224-4000 (Tel. Classe de risco: 8 Normas R: 34 Normas S: 26-36/37/39 16.Hospital da Restauração .9260(CIT) Porto Alegre . Centros de Informações Toxicológicas Belo Horizonte .1º andar Fone: (81) 3421.CIAVE . Artur Ribeiro de Saboya Fone/Fax: (11) 5012/2399 (Tel. CIT) Fax: (31) 3239. Hospital) Fax: (81) 3421.3414 São Paulo . CIT) (11) 5012-5311 (atendimento médico) Atendimento: 0800 771 37 33 Para mais informações visite o site http://www.Hospital Geral Roberto Santos Fone: (71) 387. Outras informações NT = Não existe o registro :: ND = Não determinado :: NA = Não aplicável Esta ficha foi elaborada segundo a normatização legal prevista na NBR 14725 ( JUL/2001 ).5927 / 3423-8263 Rio de Janeiro .com.anvisa.Centro de Informações Anti-Veneno da Bahia . CIT) .Hospital João XXIII Fone: (31) 3239.Centro de Informações Toxicológicas do Rio Grande do Sul Fone: (51) 3217.Fax: (21) 2573-7079 (CIT) Salvador . CIT) Fax: (51) 3217.9067 Atendimento: 0800 78 02 00 Recife .Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco .Centro de Controle de Intoxicações do Rio de Janeiro .Centro de Controle de Intoxicações de São Paulo .vetecquimica.Hospital Universitário Clementino Fraga Filho Fone: (21) 2573.5444 R.