You are on page 1of 3

A dissertação A dissertação é um tipo de redação que tem por objetivo expressar uma opinião, um ponto de vista em relação a um determinado

assunto através de argumentos, que podem se apoiar em dados, fatos ou idéias. O objetivo desse pequeno curso é expor a estrutura do texto dissertativo de forma simples, clara, rápida e objetiva, capacitando qualquer pessoa a fazer uma boa dissertação. Em primeiro lugar, é preciso analisar o tema dado e levantar idéias sobre o assunto. Na maioria das vezes, o tema é amplo e pode dar margem a vários desdobramentos. Não perca tempo com pensamentos do tipo: "estou sem inspiração". Anote todas as idéias relacionadas ao tema que lhe vierem à cabeça. Essas anotações o ajudarão a definir a linha de raciocínio a ser seguida na dissertação. Depois de catalogar várias idéias relacionadas ao tema, é hora de começar a organizá-las. Num texto dissertativo é importante identificar as idéias que refletem problemas, aquelas que podem ser suas causas e também as possíveis soluções. Assim, tente agrupar esses problemas com suas causas e soluções em temas menores, mais específicos. Com as idéias organizadas, é hora de escolher sobre qual tema específico será a dissertação. Com o subtema escolhido, defina a linha de raciocínio da dissertação. Que idéia irá defender? Quais argumentos serão usados para defender essa idéia? A qual conclusão você deseja chegar? Essas são as 3 perguntas chaves que você deve se fazer (e responder) antes de começar a redigir o seu texto. Antes de continuar, confira se a linha de raciocínio escolhida não foge do tema principal. Definição do tema Exemplos: Como um dos mais problemáticos fenômenos sociais, a violência está mobilizando não só o governo brasileiro, mas também toda a população num esforço para sua erradicação. Na construção da introdução, a utilização de um dos métodos apresentados não seria suficiente. Devese, num segundo período, lançar as idéias a serem explicitadas no desenvolvimento. Para tanto pode-se levantar 3 argumentos, causas e conseqüências, prós e contras. Lembre-se de que as explicações e respectivas fundamentações de cada uma dessas idéias cabem somente ao desenvolvimento. Observe alguns exemplos: A televisão - Se por um lado esse popular veículo de comunicação pode influenciar o espectador, também se constitui num excelente divulgador de informações com potencial até mesmo pedagógico. (as três idéias: manipulador de opiniões, divulgador de informações e instrumento educacional.) Escassez de energia elétrica - Destacam-se como fatores preponderantes para esse processo o aumento populacional e a má distribuição de energia que podem acarretar novo racionamento. (as três idéias: crescimento da população e da demanda de energia, problemas com distribuição da energia gerada no Brasil e a conseqüência do racionamento do uso de energia) A juventude e a violência - Pode-se associar esse crescimento da violência com o número de jovens envolvidos com drogas e sem orientações familiares, o que gera preconceito em relação a praticantes de esportes de luta e "funkeiros". Organizadas as idéias e definida a linha de raciocínio, é hora de começar a estruturar a dissertação. Todo texto dissertativo é composto por introdução, desenvolvimento e conclusão, exigindo, no mínimo, três parágrafos. Na introdução, o autor expõe sua idéia, sua tese. No desenvolvimento, o autor apresenta os argumentos que defendem a sua tese. Na conclusão, o autor confirma a tese, baseando-se nos argumentos. É importante fazer com que cada uma dessa partes se relacione com as outras, seja preparando-as ou retomando-as. A introdução Na introdução de uma dissertação, que normalmente é feita em apenas um parágrafo, o autor deve situar o leitor no assunto, expondo seu ponto de vista e delimitando as questões que serão abordadas. É na introdução que se define o assunto específico que será discutido e provado no decorrer do texto. Uma opção é propor uma pergunta, cuja resposta será discutida no desenvolvimento e explicitada na conclusão. Frases para início da introdução:

. funções.. relacionados à idéia principal da dissertação. deverão vir acompanhadas de suas causas ou possíveis conseqüências.. É no desenvolvimento que o autor apresentará seus argumentos para defender sua tese. Isso é uma forma de influenciar o leitor buscando apoio para seus argumentos nessas personalidades ilustres e consagradas.. indicando características.. processos ou situações. . Cuidado com a concordância... (refutação) Ao contrário do que muitos acreditam ... . décadas. O uso de dados estatísticos confiáveis sempre é um trunfo na defesa de uma idéia. acerca de .. Ao fazer uma análise da sociedade. seja em séculos... de acordo com o objetivo da argumentação. . Todos sabem que.. Talvez seja difícil dizer o motivo pelo qual . A técnica da enumeração consiste em detalhar vários aspectos da idéia principal... já que dá credibilidade dos argumentos.. sempre de forma a complementar a idéia exposta na introdução do texto. Cogita-se. A ordenação temporal é aquela onde vários acontecimentos ou processos são marcados pela época em que aconteceram. Apesar de muitos acreditarem que . Um meio muito comum de argumentação é a exemplificação.. A conclusão .. intelectuais e políticos famosos.. toma-se conhecimento... Comenta-se. pessoas...Dados estatísticos. Muitos autores citam.. há tempos. os. as) . a respeito de .. Nessa modalidade. situações.. pelo ) .. é bom dar preferência a dados estatísticos produzidos por órgãos oficiais. com muita freqüência..( devido a. É indiscutível que .. o autor compara seres. Há várias maneiras de se apresentar os argumentos num texto dissertativo.É de conhecimento geral que . Já a ordenação espacial diz respeito à localização geográfica nas quais os acontecimentos ocorreram. com freqüência...Confronto. o autor utiliza exemplos de outras situações e fatos que ilustram o seu ponto de vista de forma a defender a sua tese. O contraste entre duas ou mais idéias pode ser determinante para se defender uma tese. anos.. pois ...Enumeração... (refutação) Pode-se afirmar que.. é de fundamental importância em .. Ao analisar o (a. .. hoje em dia... No confronto.. extensão e o contexto da apuração desses dados para que eles possam ser realmente confiáveis. O (A) . fatos ou idéias. Muito se debate.. . em seus textos. É de fundamental importância o (a) . em nosso país... de acordo com o objetivo do autor ... objetos. as) . de forma a enfatizar suas igualdades ou diferenças. Muito se discute a importância de . Muito se tem discutido. Muito usada em dissertações é a evolução de idéias ordenadas no tempo ou no espaço. As mais comuns são: . observa. Não raro. de . Assim. . . trechos ou obras de escritores... em razão de .se .Exemplificação. Mas é preciso verificar a validade. é possível conhecer o (a. Partícula apassivadora novamente. frases. O desenvolvimento O desenvolvimento é o maior trecho da dissertação. busca-se descobrir as causas de .. por meio de . Esses fatos e situações. Outra forma de desenvolvimento de textos dissertativos é a apresentação de fatos e situações.. os. / É inegável que . podendo exigir dois ou mais parágrafos.Citações.Apresentação de Causas e Conseqüências. .. meses ou mesmo dias e horas. recentemente.Evolução no tempo ou espaço.

em alguns membros da Comunidade dos Estados Independentes. Em nossos dias. é preciso costurar todas as idéias no final do texto. mal distribuídas. 1: Existem populações imersas em completa miséria. quer entre Estados. sem falar da Guerra do Golfo. . a conclusão deve mostrar o que deve ser feito ou indicar uma proposta de solução para o problema. um fato divertido ou original. acabe por se transformar em local inabitável. ESQUEMA BÁSICO DA DISSERTAÇÃO 1º parágrafo: TEMA + argumento 1 + argumento 2 + argumento 3 2° parágrafo :desenvolvimento do argumento 1 3° parágrafo: desenvolvimento do argumento 2 4° parágrafo: desenvolvimento do argumento 3 5° parágrafo: expressão inicial + reafirmação do tema + observação final. a falência da solidariedade humana e da colaboração entre as nações. trocadilhos ou até mesmo um final poético. Há 3 formas de se concluir um texto dissertativo: 1) Fazendo uma síntese Concluir com uma síntese é a forma mais comum de fechar um texto dissertativo. Além disso. 2: A paz é interrompida frequentemente por conflitos internacionais. Na conclusão surpresa. Muitos trazem na memória a triste lembrança das guerras do Vietnã e da Coréia. 2) Expondo uma solução Muitas vezes o objetivo do texto dissertativo é conscientizar o leitor da existência de um problema e expor uma forma de combatê-lo. A síntese resume todo o texto em apenas um parágrafo. quer entre indivíduos . o homem ainda não conseguiu resolver os graves problemas que preocupam a todos. que tanta apreensão nos causou.estas. provocado pela ambição desmedida de alguns.encontramos legiões de famintos em pontos específicos da Terra. para podermos suportar as adversidades e construir um mundo que. Tais atitudes contribuem para que o meio ambiente. será mais facilmente habitado pelas gerações vindouras. vemos com tristeza. com certa preocupação. por ser justo e pacífico. testemunhamos conflitos na antiga Iugoslávia. uma afirmação irônica. além do mais. amarrando a tese (introdução) aos argumentos (desenvolvimento). somos levados a acreditar que o homem está muito longe de solucionar os graves problemas que afligem diretamente uma grande parcela da humanidade e indiretamente a qualquer pessoa consciente e solidária. uma constatação. uma piada. temos assistido. pois existem populações imersas em completa miséria. Nos países do Terceiro Mundo. aos conflitos internacionais que se sucedem. o meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico. sobretudo em certas regiões da África. Embora o planeta disponha de riquezas incalculáveis . a paz é interrompida frequentemente por conflitos internacionais e. Texto definitivo Chegando ao terceiro milênio. esse tipo de conclusão exige maior destreza e talento do autor. o autor deve fechar o texto com uma citação. o homem ainda não conseguiu resolver graves problemas que preocupam a todos.Depois de expor todos os argumentos. 3: O meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico. *arg. nesta últimas décadas. 3) Criando uma surpresa Menos comum. *arg. Nesses casos. pois isso torna o texto repetitivo. em virtude de tantas agressões. EXEMPLO: TEMA: Chegando ao terceiro milênio. Em virtude dos fatos mencionados. Outra preocupação constante é o desequilíbrio ecológico. de forma a deixá-lo surpreso. O objetivo da conclusão retomar a idéia principal de forma mais concisa e convincente. que promovem desmatamentos desordenados e poluem as águas dos rios. as quais provocaram grande extermínio. O objetivo aqui é causar um impacto no leitor trazendo algo inesperado. É desejo de todos nós que algo seja feito no sentido de conter essas forças ameaçadoras. POR QUÊ? *arg. O principal desafio nesse tipo de conclusão é evitar simplesmente expor as mesmas idéias e os mesmos argumentos novamente.