Kardec, Roustaing e Ubaldi

O ESPIRITISMO NO SÉCULO XXI Julio Damasceno crbbm@hotmail.com

56ª. CONCAFRAS PSE – PALMAS

“Como pretender-se em algumas horas adquirir a Ciência do Infinito? Ninguém, pois, se iluda: o estudo do Espiritismo é imenso; interessa a todas as questões da metafísica e da ordem social; é um mundo que se abre diante de nós. Será de admirar que o efetuá-lo demande tempo, muito tempo mesmo?” (LE,Introdução)

Sobre o estudo do Espiritismo

Divergências? .

“Os adversários do Espiritismo não se esqueceram de armar-se contra ele de algumas divergências de opiniões sobre certos pontos de doutrina”. Conclusão. Item IX) Kardec trata das divergências doutrinárias . (LE.

2 . Item IX) Kardec trata das divergências doutrinárias . (LE.”. Conclusão.“Os Espíritos sempre disseram que nos não inquietássemos com essas divergências e que a unidade se estabeleceria.

3 . entre os adeptos do Espiritismo. se contam os que divergem de opinião sobre alguns pontos da teoria. Conclusão. menos certo não é que todos estão de acordo quanto aos pontos fundamentais”. Item IX) Kardec trata das divergências doutrinárias . (LE.“Se é certo que.

PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS – PLURALIDADE DOS MUNDOS HABITADOS – LEI DO PROGRESSO – LEI DE CAUSA E EFEITO – JESUS COMO GUIA E MODELO PARA A HUMANIDADE .EXISTÊNCIA DE DEUS – SOBREVIVÊNCIA DA ALMA – COMUNICABILIDADE DOS ESPÍRITOS .

PONTOS EM DISCUSSÃO: • TEORIA DA EVOLUÇÃO • TEORIA DA QUEDA .

Cap. das Contradições e das Mistificações. item 297) Kardec trata das divergências doutrinárias . de que algumas pessoas que reais. que elas quase sempre existem mais na superfície do que no fundo mesmo das coisas” (LM.• “essas contradições. XXVII.4 .

(A Gênese. Todas. Cap.• “Nenhuma ciência existe que haja saído prontinha do cérebro de um homem. sem exceção de nenhuma. para chegar ao desconhecido”. item 54) Kardec e o Progresso do Espiritismo . apoiadas em observações precedentes. como em um ponto conhecido. são fruto de observações sucessivas. I.

com relação ao Espiritismo. Cap. item 54) Kardec e o Progresso do Espiritismo . Daí o ser gradativo o ensino que ministram.• “Foi assim que os Espíritos procederam. senão à medida que os princípios sobre que hajam de apoiar-se estejam suficientemente elaborados e amadurecida a opinião para os assimilar”. Eles não enfrentam as questões.(A Gênese.2 . I.

se novas descobertas lhe demonstrassem estar em erro acerca de um ponto qualquer. Se uma verdade nova se revelar.• “Caminhando de par com o progresso.3 . o Espiritismo jamais será ultrapassado. ele a aceitará”. item 54) Kardec e o Progresso do Espiritismo . (A Gênese. porque. Caráter da Revelação Espírita. ele se modificaria nesse ponto. I. Cap.

...Se o Espiritismo pode errar. nós também podemos.

Roustaing e Ubaldi .TEORIA DA EVOLUÇÃO Estudo comparado de Kardec.

TEORIA DA EVOLUÇÃO NA CODIFICAÇÃO KARDEQUIANA .

(LE. desde o átomo primitivo até o arcanjo. LE) • “É assim que tudo serve. que o vosso acanhado espírito ainda não pode apreender em seu conjunto!” (LE. que tudo se encadeia na Natureza. Q. Introdução) • “por uma admirável lei da Providência. tudo se encadeia. Nota à questão 133.• “Tudo então se liga. tudo se encadeia. que também começou por ser átomo. tudo é solidário na Natureza” (Kardec. Admirável lei de harmonia. desde o alfa até o ômega”.540) Tudo se encadeia .

(LE. (LE.573) • “Tudo em a Natureza é transição”. 589) • “Tudo em a Natureza se encadeia por elos que ainda não podeis apreender”.607-a) Tudo se encadeia – 2 .604) • “Já não dissemos que tudo em a Natureza se encadeia e tende para a unidade?” (Q. Q. Q. Q.• “Tudo em a Natureza se encadeia”.(LE.

Q. que começou um dia por ser átomo” (LE.KARDEC ARCANJO ÁTOMO “Do átomo ao arcanjo.540) .

3 .Tudo se encadeia .

ROUSTAING GÊNIO ENCARNADO MÔNADE INVISÍVEL “desde a mônade invisível até o gênio encarnado” (QE. Tomo IV. item 51) .

19) . traçaremos uma linha que deverá ser contínua” (GS. Cap.UBALDI GÊNIO URÂNIO “Do Urânio ao Gênio.

2:7) .. REVELAÇÃO HOMEM PÓ “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra” (Gen.1ª.

) porque eu vos digo que mesmo destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão”. REVELAÇÃO FILHOS DE ABRAÃO PEDRAS “(.Mateus 3:9) ..2ª.. (João Batista .

Q. que começou um dia por ser átomo” (LE.540) .KARDEC ARCANJO ÁTOMO “Do átomo ao arcanjo.

540) . Q. que começou um dia por ser átomo” (LE.KARDEC ANGELICAL HOMINAL ANIMAL VEGETAL MINERAL “Do átomo ao arcanjo.

XI .KARDEC • Os minerais e as plantas • Os animais e o homem Dos Três Reinos LE. CAP.

.] Os minerais e as plantas .589 (Sobre as plantas carnívoras) São dotadas essas plantas da faculdade de pensar? Têm vontade e formam uma classe intermediária entre a Natureza vegetal e a Natureza animal? Constituem a transição de uma para outra? R. “Tudo em a Natureza é transição” [.KARDEC • Q..

Se..” Os animais e o homem . pelo que toca à inteligência. parece difícil estabelecer-se uma linha de demarcação entre aquele e estes [...] Reconhecei o homem pela faculdade de pensar em Deus. “[.KARDEC • Q.]. 592.. comparamos o homem e os animais. Pode essa linha de demarcação ser estabelecida de modo preciso? • R.

“É também uma alma. dependendo isto do sentido que se der a esta palavra. 597.” Os animais e o homem . Há entre a alma dos animais e a do homem distância equivalente à que medeia entre a alma do homem e Deus.” a) — Será esse princípio uma alma semelhante à do homem? R. se quiserdes. “Há e que sobrevive ao corpo.2 .KARDEC • Q. haverá neles algum princípio independente da matéria? R. Pois que os animais possuem uma inteligência que lhes faculta certa liberdade de ação. inferior à do homem. porém. É.

KARDEC

• Q. 601. Os animais estão sujeitos, como o homem, a uma lei progressiva? R. “Sim; e daí vem que nos mundos superiores, onde os homens são mais adiantados, os animais também o são, dispondo de meios mais amplos de comunicação. São sempre, porém, inferiores ao homem e se lhe acham submetidos, tendo neles o homem servidores inteligentes.”

Os animais e o homem - 3

KARDEC

• Q. 604. Pois que os animais, mesmo os aperfeiçoados, existentes nos mundos superiores, são sempre inferiores ao homem, segue-se que Deus criou seres intelectuais perpetuamente destinados à inferioridade, o que parece em desacordo com a unidade de vistas e de progresso que todas as suas obras revelam. • R. “Tudo em a Natureza se encadeia por elos que ainda não podeis apreender”.

Os animais e o homem - 4

KARDEC

• Q. 606. Donde tiram os animais o princípio inteligente que constitui a alma de natureza especial de que são dotados? R. “Do elemento inteligente universal.” • a) — Então, emanam de um único princípio a inteligência do homem e a dos animais? R. “Sem dúvida alguma, porém, no homem, passou por uma elaboração que a coloca acima da que existe no animal.”

Os animais e o homem - 5

se pode considerar a alma como tendo sido o princípio inteligente dos seres inferiores da criação.” • a) — Parece que. na sua origem. que sua inteligência apenas desabrocha e se ensaia para a vida.KARDEC • 607. assim. Dissestes (190) que o estado da alma do homem.6 . “Numa série de existências que precedem o período a que chamais Humanidade. corresponde ao estado da infância na vida corporal. não? Os animais e o homem . Onde passa o Espírito essa primeira fase do seu desenvolvimento? R.

por efeito do qual o princípio inteligente sofre uma transformação e se torna Espírito”. é que o princípio inteligente se elabora. É. se individualiza pouco a pouco e se ensaia para a vida. Os animais e o homem . um trabalho preparatório.7 . como o da germinação.607-a) “Já não dissemos que tudo em a Natureza se encadeia e tende para a unidade? Nesses seres. conforme acabamos de dizer.KARDEC Q. de certo modo. cuja totalidade estais longe de conhecer.

607-a – Cont. começando a ter consciência do seu futuro. Os animais e o homem . capacidade de distinguir o bem do mal e a responsabilidade dos seus atos. Assim. “Entra então no período da humanização. vindo depois a da juventude e da madureza”. à fase da infância se segue a da adolescência.KARDEC Q.

] Reconhecei a grandeza de Deus nessa admirável harmonia. [. mediante a qual tudo é solidário na Natureza. sem um fim. “Nessa origem.. fora blasfemar da sua bondade. coisa alguma há de humilhante para o homem. e criado seres inteligentes sem futuro.KARDEC Q. Acreditar que Deus haja feito. que se estende por sobre todas as suas criaturas. seja o que for.607-a) – Cont.” Os animais e o homem ..

Q. que começou um dia por ser átomo” (LE.KARDEC ANGELICAL HOMINAL ANIMAL VEGETAL MINERAL “Do átomo ao arcanjo.540) .

Comentário de Kardec Os Três Reinos . nada mais lhe sendo possível a tal respeito do que fazer suposições. criar sistemas mais ou menos prováveis”. Dado não é ao homem conhecê-las de modo absoluto.KARDEC • “O ponto inicial do Espírito é uma dessas questões que se prendem à origem das coisas e de que Deus guarda o segredo.

KARDEC

• “É assim, por exemplo, que nem todos pensam da mesma forma quanto às relações existentes entre o homem e os animais. Segundo uns, o Espírito não chega ao período humano senão depois de se haver elaborado e individualizado nos diversos graus dos seres inferiores da Criação. Segundo outros, o Espírito do homem teria pertencido sempre à raça humana, sem passar pelafieira animal”.

Comentário de Kardec Os Três Reinos - 2

KARDEC

• “Quanto às relações misteriosas que existem entre o homem e os animais, isso, repetimos, está nos segredos de Deus, como muitas outras coisas, cujo conhecimento atual nada importa ao nosso progresso e sobre as quais seria inútil determo-nos.”

Comentário de Kardec Os Três Reinos - 3

1857

1868

desde o líquen até a árvore e desde o zoófito até o homem. do ponto de vista do organismo.• “28. há uma cadeia que se eleva gradativamente. é-se forçado a reconhecer que. sem solução de continuidade e cujos anéis todos têm um ponto de contacto com o anel precedente”. Por pouco que se observe a escala dos seres vivos. Gênese Orgânica) Os animais e o homem A Gênese .X. (Cap.

(Cap. dir-se-ia que cada espécie é um aperfeiçoamento.• “Acompanhando-se passo a passo a série dos seres.2 A Gênese .X. Gênese Orgânica) Os animais e o homem . uma transformação da espécie imediatamente inferior”.

X.3 A Gênese . (Cap. contra o qual seria inútil protestar”. Aí está o inexorável argumento dos fatos. Ainda que isso lhe fira o orgulho. Gênese Orgânica) Os animais e o homem .• “29. tem o homem que se resignar a não ver no seu corpo material mais do que o último anel da animalidade na Terra.

Gênese Espiritual. (Cap..] perguntar-se-á se é aí o ponto inicial da alma humana”. XI. item 23) Os animais e o homem ..4 A Gênese .• “23. Tomando-se a Humanidade no grau mais ínfimo da escala espiritual [.

Gênese Espiritual. o princípio inteligente. pelo exercício. Esse seria para ela. item 23) Os animais e o homem .• “Na opinião de alguns filósofos espiritualistas. (Cap. se individualiza e elabora.5 A Gênese . distinto do princípio material. o período de incubação”. suas primeiras faculdades. É aí que a alma se ensaia para a vida e desenvolve. passando pelos diversos graus da animalidade. XI. por assim dizer.

(Cap. Haveria assim filiação espiritual do animal para o homem. XI. como há filiação corporal”. ela recebe as faculdades especiais que constituem a alma humana. Gênese Espiritual. item 23) Os animais e o homem .• “Chegada ao graude desenvolvimento que esse estado comporta.6 A Gênese .

fundado na grande lei de unidade que preside à criação. que deixam então de formar uma categoria de seres deserdados. no futuro que lhes está reservado. Gênese Espiritual. forçoso é convir. para terem. dá uma saída. corresponde.• “Este sistema. (Cap. à justiça e à bondade do Criador. XI. item 23) Os animais e o homem . um destino aos animais. uma compensação a seus sofrimentos”.6 A Gênese . uma finalidade.

XI.• “Mas.7 A Gênese . como não o é o exame das diferentes hipóteses que se têm formulado sobre este assunto. item 23) Os animais e o homem . este sistema levanta múltiplas questões. (Cap.”. Gênese Espiritual. cujos prós e contras não é oportuno discutir aqui.

de Gabriel Delanne. de Léon Denis. que abriria a cortina dos mundos” (“Brasil. contaria com a cooperação de uma plêiade de auxiliares de sua obra. Coração do Mundo.”. Pátria do Evang. designados particularmente para coadjuvá-lo. que efetuaria o desdobramento filosófico. pág. que apresentaria a estrada científica e de Camille Flammarion.Gabriel Delanne Leon Denis Roustaing “Segundo os planos de trabalho do mundo invisível. no seu maravilhoso esforço de síntese. que organizaria o trabalho da fé. o grande missionário (Allan Kardec) . nas individualidades de João-Batista Roustaing.176) .

ascende da condição de essência espiritual originária à de Espírito formado.• “Observai como tudo se encadeia na imensa Natureza que o Senhor vos faz descortinar. à condição de homem. mediante um desenvolvimento gradual e contínuo.1866 . São elos preciosos que tudo ligam”. (Tomo I... o Espírito. item 56) Roustaing . livre e responsável. [.] Passando sucessivamente por todos os reinos e por aquelas espécies intermediárias. à vida consciente.

9.1905 . Evolução e finalidade da Alma) Léon Denis . no animal. (“O Problema do Ser. Cap.• “Na planta. possui-se e torna-se consciente”. ela sonha. apenas no homem ela acorda. a inteligência fica adormecida. conhece-se. do Destino e da Dor).

à medida que se aproxima da humanidade”. II. Nessa longa evolução. contudo. manifestando-se sob as mais rudimentares formas. nos últimos estádios da vida vai. desenvolve as faculdades latentes e as manifesta de modo mais ou menos idêntico ao nosso. De início.• “O agente imortal que anima todos os seres é sempre uno e único. A Gradação dos Seres) Gabriel Delanne . ao mesmo passo que se eleva na escala dos seres. (Cap. aperfeiçoando-se pouco a pouco.1895 .

evolução psíquica” (Cap.• “Evolução biológica é. para nós. 72) Ubaldi – 1935 A Grande Síntese .

o psiquismo se revela e se exprime. sempre subindo. a partir das formas. uma ascensão dolorosa.• “Nas formas da vida. obra maravilhosa e progressiva.” (Cap. está sempre presente num ato constante de criação. observando-as podeis subir até o princípio psíquico. em que a Divindade. princípio infinito. até os mais altos cimos do psiquismo. à centelha que se agita em seu âmago. 72) Ubaldi – 1935 A Grande Síntese . onde se realiza a gênese do espírito. Tudo isso constitui um esforço. do protozoário ao homem.

Q.540) . que começou um dia por ser átomo” (LE.KARDEC ANGELICAL HOMINAL ANIMAL VEGETAL MINERAL “Do átomo ao arcanjo.

Caráter da Reveleção Espírita..• “Um último caráter da revelação espírita. a ressaltar das condições mesmas em que ela se produz.. é que.” (A Gênese. apoiando-se em fatos. I. Cap. tem que ser. e não pode deixar de ser. . essencialmente progressiva. item 55) Uma Revelação Progressiva.

• “Não é somente porque veio dos Espíritos que nós e tantos outros nos fizemos adeptos da pluralidade das existências. Em sendo demonstrado o erro. .222)) Uma Revelação Progressiva. muito mais que perder do que ganhar tem o amorpróprio. com o se obstinar sustentação de uma idéia falsa. Q...(LE. Ainda quando fosse da autoria de um simples mortal. tê-la-íamos igualmente adotado e não houvéramos hesitado um segundo mais em renunciar às ideias que esposávamos. É porque essa doutrina nos pareceu a mais lógica e porque só ela resolve questões até então insolúveis.

Divergências? .

.

INTERVALO .

No Limiar da Humanidade .

540) . que começou um dia por ser átomo” (LE. Q.KARDEC ARCANJO ÁTOMO “Do átomo ao arcanjo.

que começou um dia por ser átomo” (LE.KARDEC HOMINAL ? ANIMAL “Do átomo ao arcanjo. Q.540) .

] R. Parte I. “Sim. os Espíritos. Cap. “Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes” • a) — Segundo o que acabais de dizer. seriam como as crianças.. a comparação é boa” [.. (LE. Dos Espíritos.].. ignorantes e inexperientes [. em sua origem. uns terão sido criados bons e outros maus? R.I..• “115. da Criação) No limiar da Humanidade .

pois que para o Espírito. Ele mal tem consciência de si mesmo e de seus atos. Cap.• 189.” • 190. A inteligência só pouco a pouco se desenvolve. goza o Espírito da plenitude de suas faculdades? R.” (LE. A inteligência então apenas desabrocha: a alma se ensaia para a vida. Desde o início de sua formação. a vida do Espírito é apenas instintiva. da Pluralidade das Existências) No limiar da Humanidade . IV. Qual o estado da alma na sua primeira encarnação? R. “O da infância na vida corporal. Em sua origem. também há infância.2 . “Não. como para o homem. Parte I.

“Deus os cria.• 78. Deus existe de toda a eternidade. ou procedem uns dos outros? R.” • 81. porém.. pela sua vontade. nada sabemos [.” Origem dos Espíritos . Os Espíritos se formam espontaneamente. de toda a eternidade? R. ao modo por que nos criou e em que momento o fez. como a todas as outras criaturas. quando.] aí é que está o mistério. seriam iguais a Deus.“Se não tivessem tido princípio. Os Espíritos tiveram princípio. a origem deles é mistério.. repito ainda uma vez. ou existem. como Deus. Mas. Quanto. é incontestável. ao invés. são criação sua e se acham submetidos à sua vontade.

540) . Q.KARDEC HOMINAL ANIMAL “Do átomo ao arcanjo. que começou um dia por ser átomo” (LE.

que começou um dia por ser átomo” (LE. Q.KARDEC ANIMAL VEGETAL “Do átomo ao arcanjo.540) .

KARDEC VEGETAL MINERAL “Do átomo ao arcanjo.540) . Q. que começou um dia por ser átomo” (LE.

como a todas as outras criaturas. é incontestável. Os Espíritos se formam espontaneamente. quando. Deus existe de toda a eternidade.. são criação sua e se acham submetidos à sua vontade.. de toda a eternidade? R.“Se não tivessem tido princípio. Mas. ao modo por que nos criou e em que momento o fez. repito ainda uma vez. nada sabemos [. Quanto.” • 81.• 78. a origem deles é mistério. “Deus os cria.] aí é que está o mistério.” Origem dos Espíritos . ou existem. ou procedem uns dos outros? R. ao invés. porém. Os Espíritos tiveram princípio. como Deus. seriam iguais a Deus. pela sua vontade.

Gênese Espiritual. insolúvel por enquanto. mas no momento em que. se o preferirem. sem cogitarmos do meio onde haja transcorrido o período de sua infância. (A Gênese. consideremos o Espírito. manifestando-se nele os primeiros germens do livre-arbítrio e do senso moral o vemos a desempenhar o seu papel humanitário. item 29) No Limiar da Humanidade . de sua incubação”. XI. não em seu ponto de partida.3 . ou. Cap.• “Deixemos então de lado a questão da origem.

Como se dá a transição do animal para o homem? .

4 . de ignorância e de inocência. quando se vos disse que o Espírito era criado simples e ignorante.• “Quando se vos falou do Espírito no estado de infância.está bem visto. no estado. da fase de preparação do Espírito para entrar na humanidade”. por conseguinte. item 56) No limiar da Humanidade . Tomo I. tratava-se.(QE.

5 . Notai que ela foi deixada na obscuridade. (QE. dar esclarecimentos sobre a origem do Espírito. Ainda hoje seria cedo para desenvolver esse ponto”.• “Fora inconseqüente. então. Tomo I. item 56) No limiar da Humanidade .

independente e livre. em mundos ad-hoc. (QE. os Espíritos se preparam.• “Atingindo o ponto de preparação para entrarem no reino humano. item 56) No Limiar da Humanidade-6 . É nesse momento que entram naquele estado de inocência e de ignorância”. de fato. Tomo I. para a vida espiritual consciente.

C. Xavier. nas regiões extrafísicas. (“Evolução em 2 Mundos.3) Evolução e Corpo Espiritual ..• ELOS DESCONhECIDOS DA EVOLUÇÃO — [. Cap. André Luiz. Psic.. por representarem estágios da consciência fragmentária fora do campo carnal propriamente dito. F. em que essa mesma consciência incompleta prossegue elaborando o seu veículo sutil. então classificado como protoforma humana”.] “variados elos da evolução fogem à pesquisa dos naturalistas.

Cap. (“Emmanuel”. etapas percorridas pelas espécies. esperando o desabrochamento de nossa racionalidade? Desconheceis ainda os processos. XVII. mas sabeis que um laço de amor nos reúne a todos. os modismos dessas transições. diante da Entidade Suprema do Universo”. Sobre os Animais) No Limiar da Humanidade-7 . buscando a perfeição suprema e absoluta.• “Em que esfera estivemos um dia. evoluindo sempre.

Quem não cumpre aqui dolorosa penitência regenerativa. Situam-se entre o raciocínio fragmentário do macacóide e a idéia simples do homem primitivo na floresta”. Psic. Milhares de criaturas. Em desenvolvimento de tendências dignas. movimentam-se nestes sítios em posição infraterrestre. (Andre Luiz. candidatam-se à humanidade que conhecemos na Crosta. F.• “Estamos numa colônia purgatorial de vasta expressão. A ignorância. cap. por ora.Xavier. pode ser considerado inteligência subhumana. utilizadas nos serviços mais rudes da natureza. “Libertação”.C.4) No Limiar da Humanidade-8 . não lhes confere a glória da responsabilidade.

(Andre Luiz. cap.C. quanto ao tipo de influência que exercermos sobre a mente infantil de semelhantes criaturas.4) No Limiar da Humanidade-9 .• “O contacto com certos indivíduos inclina-os ao bem ou ao mal e somos responsabilizados pelas Forças Superiores que nos governam. F.Xavier. “Libertação”. Psic.”.

? .

A transição se dá em Regiões Extra-Físicas .

Enfim. Humanos! .

540) . que começou um dia por ser átomo” (LE.KARDEC ANGELICAL MUNDOS MATERIAIS HOMINAL “Do átomo ao arcanjo. Q.

ROUSTAING ANGELICAL JESUS MUNDOS ESPIRITUAIS EVOLUÇÃO EM LINHA RETA NÓS HOMINAL CICLO DAS REENCARNAÇÕES MUNDOS MATERIAIS .

Deus. seguiram o caminho do bem? “Todos são criados simples e ignorantes e se instruem nas lutas e tribulações da vida corporal.”(LE) Sobre a Necessidade da Encarnação . conseguintemente sem mérito. Têm necessidade de encarnação os Espíritos que. desde o princípio. não podia fazer felizes a uns.• 133. que é justo. sem fadigas e trabalhos.

é exatamente isso”. a não ser por meio das tribulações da existência corpórea. segue-se que a vida material seja uma espécie de crisol ou de depurador. Sobre a Necessidade da Encarnação -2 . Não podendo os Espíritos aperfeiçoar-se. por onde têm que passar todos os seres do mundo espírita para alcançarem a perfeição? R.• 196. “Sim.

.3 .. os desígnios cuja execução Deus lhes confia.IV) Necessidade da Encarnação . ESE. [. É um castigo a encarnação e somente os Espíritos culpados estão sujeitos a sofrê-la? “A passagem dos Espíritos pela vida corporal é necessária para que eles possam cumprir.• 25.Cap. uma injustiça”. por meio de uma ação material. Qualquer privilégio seria uma preferência.Luiz.]. (S.

Cap. ao seu adiantamento é a sua união com a matéria. a exercitá-las e desenvolvê-las. portanto. Útil. (“A Gênese”.• “24. A obrigação que tem o Espírito encarnado de prover ao alimento do corpo.4 . “A Gênese Espiritual) Necessidade da Encarnação . ao seu bem-estar. à sua segurança. Daí o constituir uma necessidade a encarnação”. o força a empregar suas faculdades em investigações.

Tomo I. a encarnação humana não é uma necessidade. é um castigo. (QE.5 . item 59) Necessidade da Encarnação . E o castigo não pode preceder a culpa”.• “Não. já o dissemos.

a encarnação humana não é uma necessidade” (QE) Divergência!!! .“A passagem dos Espíritos pela vida corporal é necessária” (ESE) x “Não.

] conduzido aos mundos ad hoc. têm a liberdade de seus atos e podem..• “Suficientemente desenvolvido no estado animal. item 59) Necessidade da Encarnação .6 . item 57). o Espírito é [. mediante contínuos e sucessivos progressos”.. (QE. • “Todos. puros nessa fase de inocência e de ignorância. progredir. Tomo I. no estado fluídico. às regiões preparativas” (QE. Tomo I. igualmente submetidos a Espíritos encarregados de os guiar e desenvolver. indo desse período de infância e de instrução à perfeição.

a punição a que faz jus o culpado. mas só o culpado”.8 . uma vez preparados a ser humanizados. (QE.ROUSTAING • “Eles podem. como já explicamos. (QE. Tomo I. item 59) • “É para experimentarem as consequências da falta cometida. ou em mundos já habitados por Espíritos que faliram anteriormente”. item 59) Necessidade da Encarnação . que. conforme ao grau de culpabilidade e nas condições apropriadas às exigências da expiação e do progresso. ou em terras primitivas. todavia. cometer uma falta e dessa forma provocar e receber o castigo. eles caem na encarnação humana. Tomo I.

(QE.9 . Tomo I.ROUSTAING • “É para experimentarem as consequências da falta cometida. ite. 59) Necessidade da Encarnação . uma vez preparados a ser humanizados. que. como já explicamos. eles caem na encarnação humana. conforme ao grau de culpabilidade e nas condições apropriadas às exigências da expiação e do progresso”.

senhora de si mesma. mas com a possibilidade de caminhar para Deus.• “Já se vos há falado de mundos onde a alma recém-nascida é colocada.. . Mas. na posse do livre-arbítrio. quando ainda ignorante do bem e do mal.. regeneram e voltam dignas da glória que lhes fora destinada”. que não as quer aniquiladas. Resumo. elas se depuram. ah! há as que sucumbem. e Deus. lhes permite irem para esses mundos onde. Já também se vos revelou de que amplas faculdades é dotada a alma para praticar o bem. de encarnação em encarnação.

. elas se depuram. lhes permite irem para esses mundos onde. Há muitas Moradas na Casa do Pai. Cap. ah! há as que sucumbem. na posse do livre-arbítrio. senhora de si mesma. IV.• “Já se vos há falado de mundos onde a alma recém-nascida é colocada. que não as quer aniquiladas. e Deus. quando ainda ignorante do bem e do mal. . de encarnação em encarnação. Já também se vos revelou de que amplas faculdades é dotada a alma para praticar o bem. “Mundos Regeneradores – Sto. (ESE. item 16. regeneram e voltam dignas da glória que lhes fora destinada”. mas com a possibilidade de caminhar para Deus. Mas. Agostinho) Resumo..

Paris. Paris.LUIZ. Agostinho.“A passagem dos Espíritos pela vida corporal é necessária” (ESE – S. 1859) x A Encarnação humana é um castigo (ESE. 1862) Divergência!!! . Sto.

LUIZ. Paris. 1866) Divergência!!! . Paris. a encarnação humana não é uma necessidade” (QE.“A passagem dos Espíritos pela vida corporal é necessária” (ESE – S. 1859) x A Encarnação humana é um castigo (ESE. Agostinho. 1862) “Não. Sto.

E agora??? .

F.C. após as quedas do passado.• “243 – Todos os Espíritos que passaram pela Terra tiveram as mesmas características evolutivas.Xavier) A Revelação é Progressiva . no que se refere ao problema da dor? R – Todas as entidades espirituais encarnadas no orbe terrestre são Espíritos que se resgatam ou aprendem nas experiências humanas. desde os seus primórdios”. “O Consolador”. e em cujas mãos angélicas repousa o governo espiritual do planeta. com exceção de Jesus Cristo. fundamento de toda a verdade neste mundo. (Emmanuel. cuja evolução se verificou em linha reta para Deus. psicog.

com exceção de Jesus Cristo. no que se refere ao problema da dor? R – Todas as entidades espirituais encarnadas no orbe terrestre são Espíritos que se resgatam ou aprendem nas experiências humanas. “O Consolador”.• “243 – Todos os Espíritos que passaram pela Terra tiveram as mesmas características evolutivas. (Emmanuel.Xavier) A Revelação é Progressiva . F. fundamento de toda a verdade neste mundo. cuja evolução se verificou em linha reta para Deus”. psicog. após as quedas do passado.C.

Então S. Luiz estava errado??? .

TEORIA DE CONJUNTOS PLANETA TERRA A HUMANIZAÇÃO É NECESSÁRIA. ...

LUIZ .TEORIA DE CONJUNTOS PLANETA TERRA A HUMANIZAÇÃO É NECESSÁRIA... PARA TODOS OS ELEMENTOS DO CONJUNTO DOS FALIDOS E É SOBRE ESTE CONJUNTO DE QUE FALAVA S.

. AGOSTINHO E OS ESPÍRITOS AUTORES DE OS QUATRO EVANG.TEORIA DE CONJUNTOS OUTROS CONJUNTOS A HUMANIZAÇÃO É APENAS UMA POSSIBILIDADE PARA TODOS OS ELEMENTOS DO CONJUNTO DOS INICIANTES PLANETA TERRA E É SOBRE ESTE CONJUNTO DE QUE FALARAM S.

CADÊ A DIVERGÊCIA AGORA ??? .

KARDEC & ROUSTAING ANGELICAL JESUS MUNDOS ESPIRITUAIS EVOLUÇÃO EM LINHA RETA NÓS HOMINAL CICLO DAS REENCARNAÇÕES MUNDOS MATERIAIS .

.Mas o Coficador não entendia assim...

Que faremos nós de seu maior legado? . Mas ele nos preparou para a progressividade da Revelação..Exato..

desditoso.. na treva. Respira o lodo e chora a desventura! Ao vão orgulho – a esse deus imigo. de alma perjura.Vive o homem no mundo sorte dura. Soneto 1) Vamos terminar com poesia. Traz. por vaidade. Xavier. Do berço morno à fria sepultura.C.. o cárcere consigo. Triste filho dos céus. Altares vão erige. Por estranho caminho arremessado. (“Volta Bocage. Desprezível Adão acorretado Ao desterro de sombras do passado. Fero titã cativo a negro fado. . Psicog. Atado à Morte em plena Eternidade. F. o mantém revél mendigo! Por mais altos pregões a fé lhe brade. Que.

“O QUE DEUS UNIU. O HOMEM NÃO SEPARE” .

Dúvidas? .

.Até a próxima. ..

612) • “O Espírito não retrograda” (QE. 398a. item 164) • “A evolução não retrograda” (GS.• “O Espírito não retrograda” (LE. Q.118. Cap. tomo II.74) O Espírito não retrograda .178a.

br Obrigado! .org.crbbm@hotmail.com www.casarecupbenbm.

ESTÁ DE VOLTA O CRISTIANISMO DO CRISTO! .