UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

CARLOS EDUARDO FERREIRA MARINS CP04217-63

1º EXPERIMENTO DE FÍSICA EXPERIMENTAL I: LEITURA DE RESISTÊNCIAS UTILIZANDO O CÓDIGO DE CORES E O HOHMÍMETRO

São Luís 2012

através de seu material. e do código de cores para determinar o valor da resistência de alguns resistores. em sua função de ohmímetro. Esses mesmos resistores foram associados em série e em paralelo utilizando-se as seguintes relações: Associação em Série: Associação em Paralelo: 2. A essa oposição damos o nome de resistência elétrica. Neste experimento foi utilizado o multímetro. Introdução Um resistor (frequentemente chamado de resistência. Objetivos Verificar a relação entre a resistência nominal e a resistência medida pelo instrumento. que é na verdade a sua medida) é um dispositivo elétrico muito utilizado em eletrônica. . Resistores são componentes que têm por finalidade oferecer uma oposição à passagem de corrente elétrica.1. ora com a finalidade de limitar a corrente elétrica em um circuito. Comparar os valores obtidos pela medição da resistência nos circuitos de resistores associados em série e em paralelo com os valores esperados a partir do calculo matemático das resistências nos circuitos considerados. analisando se o valor do desvio percentual encontra-se dentro da tolerância indicada pelo fabricante. ora com a finalidade de transformar energia elétrica em energia térmica por meio do efeito joule. que possui como unidade o ohm.

4. Após este primeiro momento. com escala de 200Ω. pois. Esse desvio se dá devido a fatores físicos relacionados aos materiais e ao processo de fabricação dos componentes. Após a realização das medições das associações dos resistores R2 e R3. Valor individual dos resistores.02% Tabela 1. Materiais e Métodos Para essa experiência foram utilizados os seguintes materiais:     01 (um) Multímetro 02 (dois) resistores de valores diferentes Tabela com o código de cores 01 (uma) placa de montagem Inicialmente. Da mesma forma foi feito para os resistores associados em paralelo.4% Req(Paralelo) 80Ω 82Ω 0. A partir da tabela 1 pôde-se constatar que as medições alcançaram valores de resistências compatíveis com as especificações do fabricante. os resistores foram associados em série e o valor da resistência equivalente foi medida através do multímetro. Os resistores foram adicionados à placa individualmente e suas resistências foram medidas utilizando-se o multímetro.25% Tabela 2.3. Esses valores foram adicionados à tabela. Valor das associações de resistores.44% R2 100Ω ±5% 102Ω 2% R3 390Ω ±5% 386Ω 1. foi realizada a determinação da resistência nominal a partir da tabela com o código de cores e os valores foram adicionados à tabela. foi formada a tabela abaixo: R1 680Ω Vn ±5% T 677Ω Vi ΔR% 0. Todos os valores obtidos foram colocados na tabela. Resultados e Discussão Após a realização das medições individuais. embora em todas as medições os valores medidos não tenham sido exatamente iguais ao valor nominal. O multímetro foi então configurado para sua função de ohmímetro. o desvio percentual está dentro da tolerância informada em todos os casos. . obtevese a tabela abaixo: Req(Série) 490Ω Vn 488Ω Vi ΔR% 0.

os valores medidos foram bem próximos do esperado. cujo resultado encontrado é exatamente o valor equivalente medido na associação. também se encontra como resultado. desde que se possua o valor exato dos resistores envolvidos na associação.com/2008/07/associacao-de-resistores. Pôde-se constatar a eficiência das fórmulas matemáticas em determinar o valor da resistência equivalente resultante da associação de vários resistores. Referências <http://pt. como processos de fabricação. é sempre importante efetuar a medição das resistências para obter um valor mais próximo ao real. <http://www. material utilizado.efeitojoule. Acesso em .wikipedia. exatamente o valor medido para a associação. podemos validar esta fórmula somando os valores medidos para os resistores R2 e R3 individualmente. Conclui-se também que os valores nominais das resistências nem sempre são exatamente iguais ao valor real das mesmas. 5.Com respeito à tabela 2. Muitas variáveis podem influenciar nos resultados. etc. E embora os fabricantes informem um valor de tolerância para os erros. No caso da associação em série. Neste experimento. Realizando o cálculo dessa equação utilizando-se os valores medidos para os resistores R2 e R3. a resistência equivalente é calculada como a soma do valor das resistências individuais.org/wiki/Resistor> Acesso em 26/04/2012 às 16:00. Conclusão Realizada a experiência e a partir dos resultados discutidos pode-se concluir que os métodos matemáticos são absolutamente precisos para cálculo de resistências equivalentes advindas da associação de resistores. Para a associação em paralelo.html> 26/04/2012 às 16:00. a fórmula indica que o inverso da resistência equivalente é sempre igual à soma dos inversos das resistências individuais.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful