AULA 28: CIRCUNFERÊNCIA

EQUAÇÃO REDUZIDA:
Y

Y0

C(X0,Y0) R
P(x,y)

X0

X

(X – X0)2 + (Y – Y0)2 = R2

-4 ) e R = 4 C(0.0) e R = 6 Observação: Equação Geral Para se encontrar a equação geral da circunferência.Determine o centro e o raio das circunferências: a) (x + 8)2 + (y + 4)2 = 16 b) X2 + (y + 3)2 = 7 c) (x – 8)2 + y2 = 25 d) X2 + y2 = 6 C(-8.EXERCÍCIOS DE CLASSE: 01. basta se desenvolver a equação reduzida.-3 ) e R = 7 C(8.0 ) e R = 5 C(0. .

-3) e raio R = 6.Ache a equação geral da circunferência de centro C(4.02. Solução: (x – 4)2 + (y + 3)2 = 36 x2 – 8x + 16 + y2 + 6y + 9 – 36 = 0 x2 + y2 – 8x + 6y – 11 = 0 .

03.-3 ) C( ) .Determine as coordenadas do centro das circunferências: a) x2 + y2 – 8y + 2x -3 = 0 b) x2 + y2 + 6y – 1 = 0 c) x2 + y2 – 5x – 2 = 0 d) 4x2 + 4y2 + 12x – 16y = 0 (4) x2 + y2 + 3x – 4y = 0 C( ) C( -1.4 ) C( 0.

04.2y0 y + F = 0 . Fazendo-se x02 + y02 – R2 = F ⇒ x2 + y2 – 2x0 x . Solução: (x – x0)2 + (y – y0)2 = R2 x2 – 2x x0 + x02 + y2 – 2y y0 + y02 – R2 = 0 Colocando-se os termos constantes no final da equação temos: x2 + y2 – 2x0 x .y0) e raio R.Ache a equação geral da circunferência de centro C(x0.2y0 y + x02 + y02 – R2 = 0 F (x02 + y02 – R2) representara o termo independente da equação geral da circunferência.

Expressão do Raio: Sabemos que x02 + y02 – R2 = F ⇒ x02 + y02 – F = R2 ⇒ Condição de Existência: x02 + y02 – F > 0 .

05 – Determine o centro e o raio das circunferências: a) x2 + y2 – 6x + 8y – 11 = 0 b) 3x2 + 3y2 – 6x + 12y – 1 = 0 .

Solução: a) x2 + y2 – 6x + 8y – 11 = 0 xo = 3 yo = -4 F = -11 b) 3x2 + 3y2 – 6x + 12y – 1 = 0 (3) xo = 1 yo = -2 F= .

.(Fuvest 2009) No plano cartesiano Oxy. Assim: a) Determine as coordenadas do ponto P. Seja ainda Q o ponto de interseção da reta t com o eixo Ox.1) e é tangente à reta t de equação 4x – 3y – 2 = 0 em um ponto P.06. a circunferência C tem centro no ponto A(-5. c) Calcule a área do triângulo APQ. b) Escreva uma equação para a circunferência C.

1) A(-5. P Q t: 4x -3y -2 = 0 P/ y = 0 ⇒ 4x = 2 ⇒ R = dist A(-5.Solução: A(-5. Ponto de interseção da reta t com o eixo Ox.1) t: 4x -3y -2 = 0 Ponto de tangência da reta t com a circunferência.1) 4x – 3y – 2 = 0 R= P .

3x .Solução: Equação da Circunferência: A(-5.15 ⇒ 3x + 4y + 11 = 0 – 2y + 1 = 25 Cálculo do ponto P: 4x – 3y = 2 (4) (3) (x + 5)2 + (y – 1)2 = 25 x2 + 10x + 25 + y2 x2 + y2 + 10x – 2y + 1 = 0 Equação da reta r que passa pelo centro A(-5.1) R=5 ⇒ 4y – 4 = .1) y = -2 r m= ⇒ P(-1.-2) .1) e é perpendicular à reta t: 4x -3y -2 = 0 : 3x + 4y = -11 16x – 12y = 8 9x + 12y = -33 25x = -25 ⇒ x = -1 A(-5.

Solução: SAPQ ? A(-5.-2) .1) P(-1.

07. .(UFJF 2007) Considere a circunferência  : x2 + y2 -4x – 6y – 3 = 0 e a reta r: x + y = 0. a) Determine a equação da reta que passa pelo centro da circunferência  e é perpendicular à reta r. b) Determine a equação da circunferência concêntrica à circunferência  e tangente à reta r.

(x – 2)2 + (y – 3)2 = .4x – 6y – 3 = 0 r: x + y = 0 t: passa pelo centro e é perpendicular a r .Solução: : x2 + y2 . mr = -1 ⇒ mt = 1 R = dist (2.3) m=1 x–2=y-3 x–y+1=0 R= C(2.3) C(2.3) ’ R= ’: circunferência concêntrica a  e tangente a r.3)  r: x + y = 0 C(2.3) R t (2.

y P C 30º x a) Determine as coordenadas do ponto P. e pela semirreta que parte da origem e faz ângulo de 30º com o eixo x. definida pela equação x2 + y2 = 4. .0) e tangente ao eixo y é interceptada pela circunferência C.08 – (UNICAMP 2009) A circunferência de centro em (2. b) Calcule a área da região sombreada. conforme a figura a seguir.

0) R = 2 No APH : o 30º 2 60º A 1 H x AH = 1 (Cateto oposto a 30º) PH = (Cateto oposto a 60º) ⇒ P (3.Solução: C : x2 + y2 = 4 ⇒ O(0. ) .0)  y C R=2 P 2  : A(2.

Solução: y M ∆OMA = ∆OAN (Equiláteros) ST ⇒ Região tracejada é um segmento circular. 2 H 2 A C 2 o 60º 60º 2 S x ST = SSETOR – S∆OMN N .

ST 2 H 2 A C 2 o 60º 60º 2 S x N .Solução: y M S = Área sombreada pedida S = SCÍRCULO – 2 .

se p é o maior valor possível de x.(FGV 2008) Dada a equação x2 + y2 = 14x + 6y + 6. então 3p + 4q é igual a: a) 73 b) 76 c) 85 d) 89 e) 92 Solução: x2 + y2 – 14x – 6y – 6 = 0 xo = 7 yo = 3 3p + 4q ? 3(15) + 4(11) = 45 + 44 = 89 .09. e q é o maior valor possível de y.

(Fuvest 2008) A circunferência dada pela equação x2 + y2 – 4x – 4y + 4 = 0 é tangente aos eixos coordenados x e y nos pontos A e B.10. conforme a figura. É correto afirmar que a área da região hachurada vale: a) π – 2 b) π + 2 c) π + 4 d) π + 6 e) π + 8 . N C B M A O segmento MN é paralelo ao segmento AB e contém o centro C da circunferência.

Solução: x2 + y2 – 4x – 4y + 4 = 0 C(2.2) S = Área Pedida =2 S= S S= ABC + S2 setores de 45º N 2 45º B 2 2 2 45º C (2.2) 45º S= 2 M A 2 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful