APOSTILA ELABORADA PELO PROFESSOR VICENTE PEREIRA DE QUEIROZ COM O APOIO DA FUNDAÇÃO BRASIL ESCOLA.

Conceitos básicos sobre Estrutura e Processo de Formação das Palavras: Observe as seguintes palavras: escol-a escol-ar escol-arização escol-arizar sub-escol-arização Observando-as, percebemos que há um elemento comum a todas elas: a forma escol-. Além disso, em todas há elementos destacáveis, responsáveis por algum detalhe de significação. Compare, por exemplo, escola e escolar: partindo de escola, formou-se escolar pelo acréscimo do elemento destacável -ar.Por meio desse trabalho de comparação entre as diversas palavras que selecionamos, podemos depreender a existência de diferentes elementos formadores. Cada um desses elementos formadores é uma unidade mínima de significação, um elemento significativo indecomponível, a que damos o nome de morfema. Classificação dos morfemas: Radical Há um morfema comum a todas as palavras que estamos analisando: escol-. É esse morfema comum – o radical – que faz com que as consideremos palavras de uma mesma família de significação – os cognatos. O radical é a parte da palavra responsável por sua significação principal. Afixos Como vimos, o acréscimo do morfema –ar cria uma nova palavra a partir deescola. De maneira semelhante, o acréscimo dos morfemas sub- e –arização à forma escolcriou subescolarização. Esses morfemas recebem o nome de afixos. Quando são colocados antes do radical, como acontece com sub-, os afixos recebem o nome de prefixos. Quando, como –arização, surgem depois do radical os afixos são chamados de sufixos. Prefixos e sufixos, além de operar mudança de classe gramatical, são capazes de introduzir modificações de significado no radical a que são acrescentados. Desinências Quando se conjuga o verbo amar, obtêm-se formas como amava, amavas, amava, amávamos, amáveis, amavam. Essas modificações ocorrem à medida que o verbo vai sendo flexionado em número (singular e plural) e pessoa (primeira, segunda ou terceira). Também ocorrem se modificarmos o tempo e o modo do verbo (amava, amara, amasse, por exemplo).Podemos concluir, assim, que existem morfemas que indicam as flexões das palavras. Esses morfemas sempre surgem no fim das palavras variáveis e recebem o nome de desinências. Há desinências nominais e desinências verbais. • Desinências nominais: indicam o gênero e o número dos nomes. Para a indicação de gênero, o português costuma opor as desinências -o/-a: garoto/garota; menino/menina

Para a indicação de número, costuma-se utilizar o morfema –s, que indica o plural em oposição à ausência de morfema, que indica o singular: garoto/garotos; garota/garotas; menino/meninos; menina/meninas. No caso dos nomes terminados em –r e –z, a desinência de plural assume a forma -es: mar/mares; revólver/revólveres; cruz/cruzes. • Desinências verbais: em nossa língua, as desinências verbais pertencem a dois tipos distintos. Há aqueles que indicam o modo e o tempo (desinências modo-temporais) e aquelas que indicam o número e a pessoa dos verbos (desinência número-pessoais):
cant-á-va-mos cant: radical radical -á-: vogal temática -va-:desinência modo-temporal (caracteriza o pretérito imperfeito do indicativo) -á-: vogal temática -sse:desinência modotemporal (caracteriza o pretérito imperfeito do subjuntivo) -is: desinência -mos:desinência númeronúmero-pessoal pessoal (caracteriza a do plural) (caracteriza a pessoa do plural) primeira pessoa segunda cant-á-sse-is cant:

Vogal temática Observe que, entre o radical cant- e as desinências verbais, surge sempre o morfema –a. Esse morfema, que liga o radical às desinências, é chamado de vogal temática. Sua função é ligar-se ao radical, constituindo o chamado tema. É ao tema (radical + vogal temática) que se acrescentam as desinências. Tanto os verbos como os nomes apresentam vogais temáticas. • Vogais temáticas nominais: São -a, -e, e -o, quando átonas finais, como em mesa, artista, busca, perda, escola, triste, base, combate. Nesses casos, não poderíamos pensar que essas terminações são desinências indicadoras de gênero, pois a mesa, escola, por exemplo, não sofrem esse tipo de flexão. É a essas vogais temáticas que se liga a desinência indicadora de plural: mesa-s, escola-s, perda-s. Os nomes terminados em vogais tônicas (sofá, café, cipó, caqui, por exemplo) não apresentam vogal temática.

• Composição por aglutinação: ocorre quando os elementos que formam o composto se aglutinam e pelo menos um deles perde sua integridade sonora: Aguardente (água + ardente). Azeite. justapostos: Para-raios. -e e -i. segunda-feira. que caracterizam três grupos de verbos a que se dá o nome de conjugações. Pedra. Couve-flor. ou seja. primeira govern-ava atac-a-va realiz-asse segunda estabelece-sse cr-e-ra mex-e-rá terceira conjugação conjugação conjugação defin-i-ra imped-isse ag-i-mos Vogal ou consoante de ligação As vogais ou consoantes de ligação são morfemas que surgem por motivos eufônicos. na língua portuguesa. para facilitar ou mesmo possibilitar a leitura de uma determinada palavra. Palavras simples: aquelas que possuem um só radical.• Vogais temáticas verbais: São -a. justaposição e aglutinação. Temos um exemplo de vogal de ligação na palavra escolaridade: o -i. guarda-roupa. planalto (plano + alto) Pernalta (perna + alta). tecnocracia. Processos de formação de palavras: Composição Haverá composição quando se juntarem dois ou mais radicais para formar nova palavra. aqueles cuja vogal temática é -epertencem à segunda conjugação e os que têm vogal temática -i pertencem à terceira conjugação. tricota. As palavras compostas podem ou não ter seus elementos ligados por hífen. paulada. chaleira. Há em Português palavras primitivas. na língua portuguesa. corre-corre. flor.e -dade facilita a emissão vocal da palavra. palavras compostas. girassol. Palavras compostas: aquelas que possuem mais de um radical. planalto. palavras simples. Há dois tipos de composição.entre os sufixos -ar. Outros exemplos: gasômetro. alvinegro. • Justaposição: ocorre quando os elementos que formam o composto são postos lado a lado. Palavras primitivas: aquelas que. cavalo. palavras derivadas. floricultura. provêm de outra palavra. cafeteira. Palavras derivadas: aquelas que. ou seja.Pedreiro. vinagre (vinho + acre) Derivação por acréscimo de afixos . Assim. não provêm de outra palavra. os verbos cuja vogal temática é -a pertencem à primeira conjugação.

Observe: jantar (substantivo) deriva de jantar (verbo) mulher aranha (o adjetivo aranha deriva do substantivo aranha) Não entendi o porquê da briga. ou seja. Nesse sentido. In--------feliz des----------leal Prefixo radical prefixo radical • Sufixal (ou sufixação): a palavra nova é obtida por acréscimo de sufixo. atentemo-nos às elucidações abaixo firmadas: # Quando o prefixo “pré” se demarca como tônico. haja vista que algumas alterações operaram-se justamente nesse aspecto.É o processo pelo qual se obtêm palavras novas (derivada) pela anexação de afixos à palavra primitiva.Vejamos. dromo: grego) Um dos assuntos que nos remetem às mudanças oriundas da Nova Reforma Ortográfica é. • Derivação regressiva: a palavra nova é obtida por redução da palavra primitiva. Assim. sufixal e parassintética. como temos de nos ajustar a elas o quanto antes. mas tão somente na classe gramatical. quando possui autonomia fonética. Pois bem. ora sem. torna-se sugestivo retomarmos alguns conceitos relacionados às regras de acentuação. o uso ou não do hífen. pois. Por parassíntese formam-se principalmente verbos. móvel: latim) sociologia (socio: latim. Feliz----mente leal------dade Radical sufixo radical sufixo • Parassintética: a palavra nova é obtida pelo acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo. (o substantivo porquê deriva da conjunção porque) Outros processos de formação de palavras: Hibridismo: é a palavra formada com elementos oriundos de línguas diferentes. pois. convidamos você a acessar o texto “Acentuação”. alguns casos: . automóvel (auto: grego. Apenas lembrando que em virtude desse aspecto fica evidente o acento gráfico. sem dúvida. A derivação pode ser: prefixal. Para tanto. São eles: a derivação regressiva e a derivação imprópria. sobretudo em se tratando dos monossílabos tônicos e átonos. haja vista que ora ele se apresenta grafado com hífen. na formação de substantivos derivados de verbos. Ocorre. alteração na forma. o uso do hífen se faz necessário. elegemos para pauta de nossa conversa o prefixo “pré”. • Derivação imprópria: a palavra nova (derivada) é obtida pela mudança de categoria gramatical da palavra primitiva. Dessa forma. • Prefixal (ou prefixação): a palavra nova é obtida por acréscimo de prefixo. logia: grego) sambódromo (samba: dialeto africano. cabe ressaltar que o uso ou não do hífen se encontra intrinsecamente ligado a tal pressuposto (tonicidade). Não ocorre. En-------trist-----ecer Prefixo radical sufixo en--------tard-----ecer prefixo radical sufixo Outros tipos de derivação Há dois casos em que a palavra derivada é formada sem que haja a presença de afixos. sobretudo.

(BB) A palavra "aguardente" formou-se por: a) hibridismo d) parassíntese b) aglutinação e) derivação regressiva c) justaposição 3. (EPCAR) Numere as palavras da primeira coluna conforme os processos de formação numerados à direita. isto.complemente b) vaga-lume . A respostas para os exercícios se encontram ao final. obviamente. Em seguida. ele não é acompanhado do uso do hífen e. # Nos casos em que o prefixo “pré” se apresenta como átono..estremeceu 4. Os exercícios de processo de formação das palavrass irão lhe ajudar a entender a matéria e desenvolver um racicínio lógico. (AMAN) Que item contém somente palavras formadas por justaposição? a) desagradável . (UE-PR) "Sarampo" é: a) forma primitiva b) formado por derivação parassintética c) formado por derivação regressiva d) formado por derivação imprópria e) formado por onomatopéia 5.estremeceu d) supersticiosa . sem autonomia fonética – razão pela qual precisa se apoiar na sílaba seguinte ─. não recebe acento gráfico.pé-de-cabra c) encruzilhada .. Constatemos os casos a seguir: PREAQUECER PREAQUEÇA PREANUNCIAÇÃO PRECONCEBIDO PRECONDICIONADO PREDETERMINADO PREDEFINIDO PREVISTO.. 1. é. (IBGE) Assinale a opção em que todas as palavras se formam pelo mesmo processo: a) ajoelhar / antebraço / assinatura b) atraso / embarque / pesca c) o jota / o sim / o tropeço d) entrega / estupidez / sobreviver e) antepor / exportação / sanguessuga 2. marque a alternativa que corresponde à seqüência numérica encontrada: ( ) aguardente 1) justaposição ( ) casamento 2) aglutinação ( ) portuário 3) parassíntese ( ) pontapé 4) derivação sufixal ( ) os contras 5) derivação imprópria ( ) submarino 6) derivação prefixal ( ) hipótese . Faça os exercícios sobre o processo de formação das palavras e prepare-se para as provas..PRÉ-ADOLESCENTE PRÉ-CONTRATAÇÃO PRÉ-DATADO PRÉ-ELEITORAL PRÉ-FABRICADO PRÉ-HISTÓRIA PRÉ-NATAL PRÉ-PAGO.valiosas e) desatarraxou .

amoral. 5. festeiro. 1.a) 1. demover e) dever.enfaixar b) pontapé . 4. 1. (UF-MG) Em que alternativa a palavra sublinhada resulta de derivação imprópria? Às sete horas da manhã começou o trabalho principal: a votação. 4.Preciso falar-lhe amanhã. predestinado. 6 c) 1. bobagens! Sem radical reforma da lei eleitoral.As moças me achavam maçador. 5. asteróide e) acromatismo. exceto em: a) derivação parassintética . enriquecer c) incrível. Sigilo. 4. anoitecer. 1.Onde se viu perversidade semelhante? b) derivação prefixal . 1. prever b) irregular. (LONDRINA-PR) A palavra resgate é formada por derivação: a) prefixal d) parassintética b) sufixal e) imprópria c) regressiva 12. (UF-MG) Em "O girassol da vida e o passatempo do tempo que passa não brincam nos lagos da lua". bibliografia. planalto e aguardente são formadas por: a) derivação d) composição b) onomatopéia e) prefixação c) hibridismo 10. 15. 3. (CESGRANRIO) Assinale a opção em que nem todas as palavras são de um mesmo radical: a) noite. 1 b) 4. as eleições continuariam sendo uma farsa! Não chegaram a trocar um isto de prosa. antever c) remeter.d. d) Assustado. d) derivação sufixal . crer 13. b) Ora. 6. noitada d) festa. corrupção. Osmírio andaria desorientado. deslealdade. conter. esburacar. e) derivação imprópria . crente. idiotismo 9. despedaçar. e se entenderam. (SANTA CASA) Em qual dos exemplos abaixo está presente um caso de derivação parassintética? a) Lá vem ele.girassol . 3. deter. antípoda.a 16. Voto secreto .Minava um apetite surdo pelo jantar. luzeiro. (FUVEST) Assinale a alternativa em que uma das palavras não é formada por prefixação: a) readquirir. 3. (FFCL SANTO ANDRÉ) As palavras couve-flor. sem falta. 6 e) 2. 4. senão bufando de raiva. o termo grifado exemplifica corretamente o processo de formação de palavras indicado. 3. e) Não vou mais me entristecer. vou é cantar. antegozar 11. 6 d) 2. 3. 6 6.ajoelhar . 4. respectivamente: a) um elemento formado por aglutinação e outro por justaposição b) um elemento formado por justaposição e outro por aglutinação c) dois elementos formados por justaposição d) dois elementos formados por aglutinação e) n.. propor d) irrestrito. 5. (AMAN) Assinale a série de palavras em que todas são formadas por parassíntese: a) acorrentar.. (UF-SC) Aponte a alternativa cujas palavras são respectivamente formadas por justaposição. vá plantar batatas! c) Começou o ataque.. hidrogênio. evidentemente.. aglutinação e parassíntese: a) varapau . Bobagens. 8. visionário c) enrijecer. 4. 2. 6. 14. tortura. continuou a se distanciar do animal. amanhecer b) solução. (UF-MG) Em todas as frases. Dr.anoitecer . macróbio. há. c) derivação regressiva . Pereirinha estava mesmo com a razão. (CESGRANRIO) Indique a palavra que foge ao processo de formação de chapechape: a) zunzum d) tlim-tlim b) reco-reco e) vivido c) toque-toque 7. 4. vidente d) biografia. não procedi nem percorri. vitorioso do combate. passional. 5. festejar b) luz. alumiar e) riqueza.Não senhor. 5. ricaço. 1. litografar.

televisão. derivação imprópria e derivação sufixal.plenilúdio .c) maldizer . (PUC) Assinale a classificação errada do processo de formação indicado: a) o porquê . (FURG-RS) A alternativa em que todas as palavras são formadas pelo mesmo processo de composição é: a) passatempo . (UF-UBERLÂNDIA) Em qual dos itens abaixo está presente um caso de derivação parassintética: a) operaçãozinha d) assustadora b) conversinha e) obrigadinho c) principalmente 23.embora d) vaivém . 3-6 e) 3-6.derivação imprópria 21. prefixação. Os dois termos sublinhados representam.desgraçado d) cabisbaixo ..derivação parassintética . (UFF-RIO) O vocábulo catedral.vaivém e) planalto .derivação por sufixação c) acorrentar . respectivamente. 5-6. assinalar a alternativa que indica os pares de derivação regressiva. (UF SÃO CARLOS) Considerando-se os vocábulos seguintes. os termos grifados são formados.destemido . 1-4 c) 1-5.".pernalta . casos de: a) palavra primitiva e palavra primitiva b) conversão e formação regressiva c) formação regressiva e conversão d) derivação prefixal e palavra primitiva e) formação regressiva e formação regressiva 24.. justaposição d) justaposição.conversão ou derivação imprópria b) desleal . (FUVEST) Nas palavras: atenuado..derivação regressiva b) fornalha .petróleo .pontiagudo . justaposição. respectivamente.despedaça 17. hibridismo 22.enfurece e) penugem . aglutinação. sufixação c) sufixação.derivação prefixal e) casebre .pontiagudo .derivação prefixal c) impedimento ." e ".passatempo 20.. 2-5. parassíntese.embora c) leiteiro . 1-4. parassíntese e) hibridismo. do ponto de vista de sua formação é: a) primitivo b) composto por aglutinação c) derivação sufixal d) parassintético e) derivado regressivo de catedrático 24. a partir de processos de: a) derivação prefixal e derivação sufixal b) composição por aglutinação e derivação prefixal c) derivação sufixal e composição por justaposição d) derivação sufixal e derivação prefixal e) derivação parassintética e derivação sufixal 19. os seguintes processos de formação das palavras: a) parassíntese. precisamente nesta ordem: embarque histórico cruzes! porquê fala sombrio a) 2-5.. respectivamente.subnutrido b) pernilongo .. 3-6 d) 2-3. deixa entrever o princípio de uma tatuagem. 1-4 b) 1-4. percurso temos. 3-4. gordos irlandeses de rosto vermelho. (UNISINOS) O item em que a palavra não está corretamente classificada quanto ao seu processo de formação é: a) ataque . (VUNESP) Em ". hibridismo.aguardente .histórico . 2-5. prefixação b) aglutinação. 2-6 18. (OBJETIVO) "O embarque dos passageiros será feito no aterro".derivação parassintética d) antebraço .

cândido . (FCMSC-SP) As palavras expatriar.derivação parassintética e) borboleta .têm a mesma raiz. derivação por prefixação e sufixação composição por aglutinação.prefixação . (ETF-SP) Assinalar a alternativa que indique corretamente o processo de formação das palavras sem-terra.ensino. prefixação e parassíntese c) parassíntese. quanto ao processo de formação de palavras. irmão. desempregados. por isso são cognatas. prefixal. são formadas. prefixação e sufixação 31. aguardente. (TRE-ES) Quem possui inveja é: a) invejozo d) invejoso b) invejeiro e) invejador c) invejado 33. exceto: a) endireitar d) desvalorizar b) atormentar e) soterrar c) enlouquecer 27. prefixal. parassíntese e prefixação e) parassíntese.primitivo 25. respectivamente. por: a) prefixação. nadador e) religião. derivação por sufixação e derivação por prefixação 34. (FUVEST) Assinalar a alternativa em que a primeira palavra apresenta sufixo formador de advérbio e.vidente 29. derivação por sufixação e derivação por parassíntese composição por aglutinação. desprestígio e oneroso. (FUVEST) As palavras adivinhar .adivinho e adivinhação . prefixal. naufrágios. polêmicas b) descompõem.incandescência e) viver . escritório.algo . sufixação e parassíntese b) sufixação. (FUVEST) Foram formadas pelo mesmo processo as seguintes palavras: a) vendavais. ensinamento d) candura . desejava c) estendendo. derivação por sufixação e derivação por sufixação composição por justaposição. são formadas por: a) derivação parassintética.algum b) ler. composição por aglutinação e) derivação prefixal. (CESGRANRIO) Os vocábulos aprimorar e encerrar classificam-se. (FUVEST) Assinalar a alternativa que registra a palavra que tem o sufixo formador de advérbio: a) desesperança d) extremamente b) pessimismo e) sociedade c) empobrecimento 35. solidão 32. amoral.lição c) ensinar . composição por justaposição d) derivação parassintética. sufixo formador de substantivo: a) perfeitamente varrendo d) atrevimento ignorância b) provavelmente erro e) proveniente furtado c) lentamente explicação 28. composição por aglutinação c) derivação prefixal. a segunda. sufixal. Assinalar a alternativa em que não ocorrem três cognatos: a) alguém . sufixação e prefixação d) sufixação. respectivamente. derivação por sufixação e composição por aglutinação composição por aglutinação. (MACK) As palavras entardecer. sertanista e desconhecido: composição por justaposição. composição por aglutinação b) derivação sufixal. leitura . (ES-UBERLÂNDIA) Todos os verbos seguintes são formados por parassíntese (derivação parassintética). prefixal. derivação por sufixação. (UF-PR) A formação do vocábulo sublinhado na expressão "o canto das sereias" é: a) composição por justaposição d) derivação sufixal b) derivação regressiva e) palavra primitiva c) derivação prefixal 26. composição por justaposição 30. sabonete.d) anoitecer .vida . em: a) parassíntese . espírito d) quietação.

B 7 . 3 c) 4. parassíntese d) sufixação. 1. (ETF-SP) Assinalar a alternativa correta quanto à formação das seguintes palavras: girassol.prefixação e) parassíntese .A 39 . “Estória” é a grafia antiga de “história” e essas palavras possuem significados diferentes. sufixação e) aglutinação. 4.derivação regressiva . 3.B 29 .desonestidade 38. 2. prefixação e sufixação.A 18 .C 34 . 1.sufixação d) parassíntese .D 19 .E 23 . vinagre.C 14 . narrativas. pelos processos de: a) sufixação .prefixação 36.envergonhar e) descamisado .derivação regressiva . irreal. (CESGRANRIO) As palavras esquartejar. já quando dizemos que fizemos prova de história. 4. parassíntese. 2.D 10 . 5.D 5 .A 6 .D 3 .E 30 . (PUC) Considerando o processo de formação de palavras. derivação regressiva.D 8 . parassíntese. 3.B 11 .prefixação . respectivamente.D 28 . 5.parassíntese d) sufixação . contos ou fábulas.prefixação e sufixação e) prefixação e sufixação .prefixação c) composição por aglutinação .C Parônimos: são palavras que apresentam significados diferentes embora sejam parecidas na grafia ou na pronúncia. sufixação.D 17 . prefixação c) justaposição. 1. 5.indescritível c) despedaçar .D 36 .B 12 . prefixação e sufixação.B 22 .parassíntese c) prefixação . nos referimos a uma exposição romanceada de fatos imaginários. (PUC-RJ) A palavra engrossar apresenta o mesmo processo de formação de: a) embalançar d) encobrir b) abstrair e) perfurar c) encaixotar PROCESSO DE FORMAÇÃO DE PALAVRAS Gabarito 1 . 5.D 2 .C 21 . 3.D 26 . 1 b) 2.B 9 .A 31 . nos referimos a dados históricos.A 4 . Quando dizemos que alguém nos contou uma estória.C 25 . 5 e) 4. (ETF-SP) Assinalar a alternativa em que as duas palavras são formadas por parassíntese: a) indisciplinado .parassíntese b) sufixação .parassíntese 40. aglutinação. relacione a coluna da direita com a da esquerda: ( 1 ) derivação imprópria ( ) desenredo ( 2 ) prefixação ( ) narrador ( 3 ) prefixação e sufixação ( ) infinitamente ( 4 ) sufixação ( ) o voar ( 5 ) composição por justaposição ( ) pão de mel a) 3. destampado. desculpa e irreconhecível foram formadas.E 40 . justaposição 39. prefixação. a) sufixação.desperdiçar b) incineração .C 27 . aglutinação.A 24 . que se baseiam em .b) parassíntese . prefixação b) justaposição.B 13 . 1 d) 2. 2 37.E 33 .compostagem d) endeusado . 4.derivação imprópria .D 32 .C 38 .prefixação .E 20 .E 16 .E 15 . aglutinação.B 35 .E 37 .

mais precisamente o emprego de palavras homônimas. b) A justiça infligiu pena merecida aos desordeiros. mas significados diferentes. (cela/sela) c – No presídio. (seção/sessão/cessão) Questão 2 (FMPA. para enfatizar de forma contundente o humor. Acender (pôr fogo) / ascender (subir) Estrato (camada) / extrato (o que se extrai de) Bucho (estômago) / buxo (arbusto) Espiar (observar) / expiar (reparar falta mediante cumprimento de pena) Tachar (atribuir defeito a) / taxar (fixar taxa) Questão 1 Levando em consideração o contexto atribuído pelos enunciados. na prova.MG) Assinale o item em que a palavra destacada está incorretamente aplicada: a) Trouxeram-me um ramalhete de flores fragrantes. c) Promoveram uma festa beneficiente para a creche. todos os ocupantes foram trocados de _____________.. Assim sendo. Outros exemplos: Flagrante (evidente) / fragrante (perfumado) Mandado (ordem judicial) / mandato (procuração) Inflação (alta dos preços) / infração (violação) Eminente (elevado) / iminente (prestes a ocorrer) Arrear (pôr arreios) / arriar (descer. atualmente. segundo o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. ao redigir uma sentença. paço a decidir. e) A cessão de terras compete ao Estado. (cela/sela) d – O filme a que assisti pertence à ______ das dez. (cheque/xeque) b – O visitante pôs a _____________ no cavalo. é recomendável usar a grafia “história” para denominar ambos os sentidos.documentos ou testemunhas.” . Porém. empregue corretamente um dos termos propostos pelas alternativas entre parênteses. Ambas as palavras constam no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras. despediu-se de todos e seguiu viagem.. ver resposta   Questão 3 Algumas anedotas exploram recursos estilísticos. leia e identifique tal recurso presente no exemplo a seguir: Um candidato a juiz de direito. escreveu o seguinte: “Isto posto. d) Devemos ser fieis aos cumprimentos do dever. a – O atacante aproveitou a jogada distraída e deu o ___________ no adversário. cair) Homônimos: são palavras que têm a mesma pronúncia.

Pai. p. ver resposta Respostas  Resposta Questão 1 a – xeque b – sela c – cela d – sessão voltar a questão  Resposta Questão 2 . ano ou modelo (27º Anuário do Clube de Criação de São Paulo. relacionando-as com base no referido diálogo. infração é quando alguém sabe que cometeu um erro e. recorra aos seus conhecimentos sobre as relações de significado estabelecidas entre as palavras. o qual retrata a modalidade citada.. aí é quando ninguém sabe quem cometeu um erro e.Passo com paço não passa! E não passou no exame.. ver resposta  Questão 4 Ao considerarmos que o discurso presente nas tiras humorísticas tem por finalidade retratar uma crítica ligada aos fatos sociais. . É punido! .Bem. qual é a diferença entre infração e inflação? .302) Com referência ao termo “discriminação”. analise o enunciado linguístico presente em um anúncio publicitário: Adoramos os humanos..Bem. este se encontra grafado de acordo com a norma padrão da linguagem? Justifique sua resposta. Sem discriminação De raça..E inflação? . Todos são punidos! a – A explicação proferida pelo pai em resposta ao questionamento do filho está correta? b – Qual a crítica implícita no discurso retratado? ver resposta  Questão 5 Tendo em vista as características peculiares aos casos ligados à paronímia.

ch.Alternativa “c”. nh em banho. portanto. arroz. tal ocorrência se deve à atitude proferida por alguém. b – A crítica reside no fato de que. a primeira pessoa do singular referente ao verbo passar com ç.Somente quanto ao significado referente à infração. fique atento aos dígrafos “gu” e “qu” seguidos de e ou i! Vejamos alguns exemplos de palavras com dígrafos: alho = lh chuva = ch ninho = nh carro = rr assistir = ss águia = gu . O “u” no primeiro termo não é pronunciado e. Da mesma forma ocorre com a dupla “cegueira” e “aguentar”. ss. o mesmo é revelado pela queda do valor de mercado ou poder de compra do dinheiro. emitimos apenas um fonema? Então. Percebe que ao pronunciar ss em assar. rr em arroz e qu emquerido. nh. voltar a questão  Resposta Questão 5 Sim. trata-se de um dígrafo. rr. a segunda não compreende um dígrafo. se há inflação. uma vez que paço significa palácio. qu e gu (seguidos de e ou i). xc. uma vez que a vogal “u” é pronunciada. Quanto ao vocábulo inflação. o qual compreende o seguinte grupo de letras: lh. ao contrário do que acontece no segundo termo. A primeira possui o dígrafo “qu”. e no final somos nós que pagamos por isto. voltar a questão  Resposta Questão 4 a . voltar a questão  Resposta Questão 3 O recurso utilizado pelo autor da anedota para criar o humor foi a de grafar de forma incorreta. quando isso ocorre. No entanto. revela diferenciação. sc. chamamos de dígrafo. querido. xs. Portanto. de acordo com o sentido denotativo. banho. sç. voltar a questão Dígrafo é quando duas letras emitem um único som! Teste os dígrafos dessas palavras: assar. pois discriminação. Observe as palavras: quente e sequência.

encontrar. Interessante: Uma observação que podemos fazer é que toda segunda letra do dígrafo não compreende um fonema. em. os quais são formados pelas vogais nasais seguidas de “m” ou “n” (am. on. Lembre-se também que o “h” não é um fonema. an. om. onda. um e un): amparar. ombro. ela constata que tipo de som deverá ser emitido. segundo os conhecimentos dos quais dispõe acerca de alguns fatos linguísticos. ou seja.aquilo = qu nascer = sc descer = sc cresça = sç exceção = xc exsurgir = xs Além desses. há a pronúncia de apenas um som (massa). tais como: dígrafos consonantais e vocálicos e encontros consonantais: 1 – Encontro consonantal 2 – Dígrafo vocálico 3 – Dígrafo consonantal ( ) banco ( ) pêssego ( ) santo ( ) chapéu ( ) guerra ( ) blusa ( ) prato ( ) nasça ( ) cresça ( ) alho ( ) campo ( ) flauta ( ) chave ( ) ninho ( ) pássaro ( ) terra ver resposta . pois no primeiro há o encontro de duas consoantes com sons distintos (cartela = rt) e no segundo. importar. há os chamados dígrafos vocálicos. fundo. indicar. que permanece em nosso idioma por uma questão de origem. considerada etimológica. umbigo. lembrar. antigo. in. im. mas sim uma letra diacrítica.  Questão 1 Tendo em vista o código aqui exposto. mas uma letra. ou seja. en. IMPORTANTE: Jamais confunda encontro consonantal com dígrafo. aplique-o às palavras abaixo descritas. como vimos.

a pronúncia “teia” omite o encontro consonantal e cria um tritongo no final da palavra.d. Questão 2 Explicite seus conhecimentos acerca das diferenças que demarcam o dígrafo e o encontro consonantal. d) No 5º verso. b) No 2º verso. a pronúncia “teiado” omite o dígrafo. inclusive citando exemplos. é correto afirmar que: a) No 1º verso. a pronúncia “mio” omite um dígrafo. Não há dígrafo na primeira. Há dígrafo em todas. a pronúncia “mió” omite um dígrafo e cria um hiato no final da palavra.a. mas não na última. pois esse termo não existe. Não há dígrafo. criando um ditongo decrescente no meio da palavra. criando um ditongo oral crescente. Há dígrafo nas duas primeiras. e) n. c) No 4º verso. mas sim nas duas últimas. ver resposta  Questão 3 (PUCCAMP-SP) Para dizerem milho dizem mio Para melhor dizem mió para pior dizem pió Para telha dizem teia Para telhado dizem teiado E vão fazendo telhados. mas não nas duas últimas. ver resposta Respostas . ver resposta  Questão 4 (FMU-SP)Nas palavras unha. (Oswald de Andrade – Vício na fala) Com relação ao que ocorre nas falas reproduzidas do poema. guerra e quilo: o o o o Há dígrafo na primeira.

voltar a questão  Resposta Questão 3 a) Alternativa incorreta. não podemos afirmar que a palavra em questão (mio) se encontra demarcada por um ditongo oral crescente. também há a junção de duas consoantes. esse é demarcado pelo encontro de duas consoantes. há a omissão do dígrafo “lh” (milho) e. haja vista que apesar da omissão do dígrafo “lh” (milho). quando separada. ou seja. No que tange ao encontro consonantal. podemos tomar como exemplo de dígrafo a palavra pássaro: apesar da presença de duas consoantes. d) Alternativa incorreta. a palavra que se formou representa um hiato. mas sim nasal. visto . A segunda diz respeito à afirmação retratada pela existência de um tritongo. há a presença de apenas um fonema. ou seja: tei –a. contudo ambas são pronunciadas. não podemos afirmar que se trata de um ditongo decrescente no meio da palavra. c) Alternativa incorreta. apenas uma é pronunciada. pois mesmo que atestemos a omissão de um dígrafo “lh” (telhado). ou seja: mi-ó. Resposta Questão 1 ( 2 ) banco ( 3) pêssego ( 2 ) santo ( 3 ) chapéu ( 3 ) exceção ( 1 ) blusa ( 1) prato ( 3 ) nasça ( 3) cresça ( 3) alho ( 2) campo ( 1) flauta ( 3) chave ( 3) ninho ( 3) pássaro ( 3) terra voltar a questão  Resposta Questão 2 Consoante aos critérios que demarcam o dígrafo. deu-se a reconhecer pela palavra “teia”. Quanto aos casos representativos. cuja presença das consoantes “pr” evidencia as características sonoras de cada uma delas. ao passo que se trata de um hiato. quando na verdade se trata de um dígrafo (telha) que. b) Alternativa correta. embora o som de apenas uma delas seja pronunciado. uma vez omitido. pode-se citar a palavraprato. Já no encontro consonantal. pois. haja vista que se trata de duas incoerências: a primeira delas diz respeito à afirmação condizente ao encontro consonantal. na verdade.

c – Alternativa incorreta.que a separação silábica da palavra em questão assim se demarca: tei – a – do. temos que se trata de um hiato. A palavra táxi. e – Alternativa incorreta. presente no meio da palavra. não um ditongo. “gu”. .fonema é a representação sonora. haja vista a presença do dígrafo também na palavra “quilo”.três fonemas (o-r-a) Na palavra canta temos: -cinco letras (c-a-n-t-a) -quatro fonemas (c-ã-t-a) . d – Alternativa correta. Dessa forma. a qual contradiz a afirmativa que se apresenta como verdadeira. representado pelo “nh”. demarcados por “nh”. pois a alternativa verdadeira já foi ressaltada anteriormente por meio da análise realizada. e) Alternativa incorreta. pois há dígrafo em todas as palavras citadas.letra é a representação gráfica do fonema. por exemplo. nem sempre há o mesmo número de letras e fonemas. Como se vê a diferenciação entre as duas palavras acima é marcada pelos fonemas /l/ e/t/. possui: .quatro letras (h-o-r-a) . Fonema é a unidade mínima sonora que é capaz de estabelecer diferenciação entre um vocábulo e outro.quatro letras (t-á-x-i) . correspondendo à letra “b”. Ex: bola / bota.sílaba é um conjunto de fonemas transmitidos num só impulso. dada a presença desse elemento em todas as palavras. . b – Alternativa incorreta. Numa palavra. voltar a questão  Resposta Questão 4 a – Alternativa incorreta.cinco fonemas (t-á-k-s-i) A palavra hora possui: . Fonemas e letras apresentam conceitos distintos: . “rr” e “qu”. pois na palavra “unha” atestamos a presença do dígrafo. Fonologia é a parte da Gramática que estuda o fonema. expressa pela letra “d”.

impor maior pressa.lugar. adicional. Arrochar .divisão de um exército. mas diferentes na escrita e na significação: conserto e concerto. Cela – pequeno quarto. mover-se fisicamente para cima. Há cerca de – perto de. tom de voz.quem faz sela. Calda – líquido espesso e viscoso. aos sentidos. esquadrão. cômodo de reduzidas dimensões. Seleiro .LISTA DE PALAVRAS HOMÔNIMAS __________________________________________________ Homônimas (perfeitas): são palavras escritas e pronunciadas de modo idêntico. Apressar – tornar rápido. a respeito de. Asso – 1ª.sinal gráfico. enroxar-se. Censual . revogar. Afim – que tem afinidade. Sela – arreio (peça de couro). criar dificuldade. Acender – atear ou pegar fogo. depósito de provisões. Az . Aço – liga de ferro e carbono. A fim – com intenção ou vontade de. Ária – canção. parte posterior de avião. arreio. Assento . mas iguais na escrita: colher e colhe(é)r. perseguir animais ou aves. ligação. Área – superfície. Ás . Ascender – subir. PALAVRAS HOMÔNIMAS _______________________________________________________ Acento . Cassar – anular. Acerca de .apertar muito. espécie de molho.que não é fundamental. Apreçar – perguntar o preço de. acento e assento. Cauda – rabo. campeão.sobre.carta de jogar. parentesco.relativo ao sexo.relativo ao censo. Celeiro – galpão. Senso – juízo claro. superfície onde se senta. raciocínio. . Censo – recenseamento. xarope. b) Homônimas Homógrafas: são aquelas diferentes na pronúncia (timbre fechado e aberto). pessoa do indicativo presente do verbo assar. ou faz (= tempo decorrido) perto de. dados estatísticos. mas diferentes nos significados. cantiga. Podem ser: a) Homônimas Homófonas: são aquelas iguais na pronúncia. Acessório . olho e o(ó)lho. Assessório – referente ou pertencente a assessor. Sensual . Caçar – ir ao encalço de. alçar. com a finalidade de. Arroxar [arroxear] – tornar roxo.

Sexto – ordinal de seis. Espirar – soprar. de cortar.observar. Esplanada . Conserto – reparo. Cinta . espionar. Desconsertado – desarranjado. Coxo – capenga. Explanada (o) . Empossar . Cessão – ato de ceder. . entendido. Servo . Cerração – nevoeiro denso. reunião. Desconcertado – descomposto. Sidra – vinho de maçã. divisão. Serrar – cortar. Cerrar – fechar. Seção ou secção – corte. Cheque – ordem de pagamento. Cervo – animal.tira de pano. Expirar – terminar. Experto .sofrer castigo. Sinta . Consílio – assembleia. Cozer – cozinhar. Expectador . Séptico . Xá – título do ex-imperador do Irã.que causa infecção. Serração – ato de serrar.subjuntivo presente e imperativo do verbo sentir.ativo.que tem expectativa ou que está. exalar. vivo. Concílio – assembleia ou reunião de eclesiásticos. repartição.dar posse. Sessão – espaço de tempo que dura uma atividade (ou parte dela). Chá – bebida.recipiente de madeira.fazer poças. Coser – costurar. Espiar .perito.que duvida ou quem duvida. conselho. servente. manco.empregado. Concerto – sessão musical. Cocho . Cesto – balaio.particípio de o verbo explanar.terreno plano.Céptico . Cidra – fruto. Empoçar . Xeque – lance de jogo de xadrez. dirigente árabe. Esperto . Expiar . inteligente. Espectador .o que observa um ato.

substantivo: a viagem. ocasião.descanso depois do almoço.fêmea do cervo.numeral correspondente a seis. Vívido – ardente. Tachar – atribuir defeito. escrava.ponto onde duas linhas se cruzam.admirado. Viajem .experiente. Extremado – extraordinário. Intercessão . Paço . pessoa do presente do indicativo do verbo ver.imposto. Estremado – demarcado. essência. Intensão .do verbo profetizar. Sesta . Extasiado – arrebatado. Profetisa . Externo .osso dianteiro do peito.flexão do v.pequeno prego. pasmado. Estirpe . Inserto . Taxar – fixar taxa. linhagem. imóvel. Estático – firme. Interseção . imprudente.palácio real ou episcopal. principiante. Serva .criada. Passo – marcha. Russo .inserido. sem juízo.resumo. Ruço – grisalho. Extático . Incerto .ignorante.feminino de profeta. extirpar. Extirpe . Taxa .forma verbal: que eles viajem. força. Intenção – propósito. preço de um serviço público. Cesta . Esterno . Viagem . incluído.raiz.duvidoso. Estrato .ato de interceder.utensílio de vime.intensidade. Cerva .da Rússia. Profetiza . desbotado. Incipiente . Sexta .Estasiado – ressequido. Vez – momento. situação grave. vivaz LISTA DE PALAVRAS PARÔNIMAS _____________________________________________________ . Insipiente . Vivido . Tacha .tipo de nuvem.que está por fora. Extrato . Vês – 2ª.que inicia.

parte posterior do avião. libertino. Dotar . processar. doutrina. o costume de. penhor. Apreender – assimilar mentalmente. ato de cumprir. Calção . pressentir.fiança. ideia. desvendado. Arteriosclerose . peça processual. Autuar . adquirir conhecimento. Imoral – contrário à moral.prever algo sobre si mesmo ou alguém. Arriar – abaixar. beneficiar. favorecer. Augurar .conceder dote. Calda – líquido espesso e viscoso. Atuar . Cauda – rabo.apressado. Assuar – dar vaia em. Câmera – aparelho que capta e reproduz imagens. Alto . Assoar – limpar secreção nasal. Apóstrofo – sinal gráfico. elevado. peça teatral de um ato.As Parônimas são palavras parecidas na escrita e na pronúncia.calça curta. Acurado – feito com muito carinho.de grande extensão vertical. Celerado . osso e ouço.ato público. Auferir – colher. . averiguado. fazer descer o que estava no alto. Aterosclerose . Aferir – avaliar.tipo de arteriosclerose (depósitos de gordura). selar. apupar. obter ou receber vantagens. Aprender – instruir-se.desempenhar um papel como ator. opinião. encilhar. Arrear – pôr arreios. Cavaleiro – aquele que sabe andar a cavalo. pressagiar.processo de endurecimento das artérias. à decência. xarope. PALAVRAS PARÔNIMAS ___________________________________________ Acostumar – habituar-se. Cumprimento – saudação. Câmara – local onde se reúnem os deputados. Caução . Comprimento – extensão. captar. Amoral – pessoa destituída de senso moral. julgar por meio de comparação. Cavalheiro – homem educado. adaptar-se. Costumar – ter o hábito. Acelerado . Agourar . compreender. Apóstrofe – figura de linguagem. garantia de pagamento. devasso. espécie de molho.fazer prognósticos. Adotar – aceitar: alguém.aquele que cometeu ou é capaz de cometer crimes. Auto . masdiferentes no significado: coro e couro.lavrar um auto de infração. Apurado – refinado.

Estada . Despensa . Discrição – reserva. Dilatar – alargar. Destinto . célebre. Deferir – atender. Despercebido .enganar. ilustre. Esbaforido – ofegante. Discente . aviltado.lugar de guardar mantimentos. Iminente – prestes a acontecer.mergulhar. Distinto – diferente. adiar.desfazer um engano.que aprende. rescindir. anular. Eminente – notável.permanência de pessoa.apavorado. assustado. ampliar.sair da pátria. hipótese. Emergir .desfazer um mito. Degredado – desterrado. Estadia . Conjuntura – situação.fazer entrar. Iludir . exilado. cansado.entrar num país estranho para nele morar.desfazer trato.vir à tona.fazer entrar. Imissão .permanência de veículo.inocentar. licença. Degradado – estragado. qualidade de discreto. Dispensa . . não notado. Delatar – denunciar. Discriminar . rebaixado. Descriminar .evitar com destreza. Custear .distinguir. ser diferente. conceder. Desapercebido . Destratar . Emissão .desprevenido.desbotado. Estância . Emigrar . desprovido.isenção. circunstância.navegar pela costa. Costear .ato de descrever. expor.Conjetura – suposição. Desmistificar .que ensina. Imigrar . Desmitificar .pagar custos. Imergir . pôr em circulação. Espavorido . Eludir .não percebido. uma ilusão. Descrição .morada.ato de emitir. Emitir . Imitir .lançar fora de si. Docente .insultar. Distratar . Diferir – distinguir-se.

oriundo.confirmar. violar. Informar . Estofar . não respeitar.gozar.acontecimento casual.meter em estufa. Pião . Fuzil . aromático.a suprema sabedoria atribuída a Deus.antecedente.saliente (no aspecto físico).eliminação. episódio. Prescrição . Incerto . Proeminente . disputa. Fusível . urgência.período de permanência em cargo.peça de instalação elétrica e/ou eletrônica. Infringir . quem lida com boi.ordem expressa. Emergir – vir à tona. Retificar – tornar reto.Instância .qualidade de pequeno. Infração .duvidoso. Recrear .divertir. Pequenez .transmitir conhecimento. Soar . Fluir . Pequinês . Enformar .produzir som. Ratificar . Enfornar .jurisdição.transgredir. endireitar.colocar no forno. Previdência . transgressão. Recriar . Procedente – proveniente.correr com certa abundância. Fruir . Estufar .colocar na forma. emanar.natural ou habitante de Pequim.que exala bom odor. Proscrição . Mandato .inserido. homenagem. raça de cães da china. Preito .aplicar pena ou castigo. . registrado no momento da realização. Flagrante – evidente.arma de fogo. Providência . incluído. Mandado . distinto. Incidente – acontecimento imprevisível. Inflação . Acidente . desfrutar.desvalorização do dinheiro. Precedente . Peão . Fragrante .espécie de brinquedo de madeira. Infligir .violação. expulsão. Imergir – afundar.escolha de pessoa para ocupar um cargo.faculdade de ver antecipadamente o futuro. porém grave. Inserto . Preeminente – nobre.cobrir de estofo.ordem judicial.peça de xadrez.criar novamente. Pleito .manifestação de veneração.

Sobrescrever. endereçar. de grande vulto. Subscrever. provocar. enorme. Vultoso . produzir (efeito ou resultado). Sortir – abastecer-se. Tráfego – trânsito.escrever sobre.Suar .dar origem a. Vadiar .responder a uma réplica.som agudo do vento.transpirar. Zunido . Vultuoso -. atacado de vultuosidade.assinar. Vadear . Triplicar . Zumbido . sobrescritar . Surtir . subscritar .multiplicar por três.sussurro de insetos alados.volumoso.atravessar (rio) por onde dá pé.viver na vadiagem. Treplicar . inchado. Tráfico – comércio ilegal. . vagabundear.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful