Thomas Hobbes

Thomas Hobbes (Malmesbury, 5 de abril de 1588 — Hardwick Hall, 4 de dezembro de 1679) foi um matemático, teórico político, e filósofo inglês, autor de Leviatã (1651) e Do cidadão (1651). Na obra Leviatã, explanou os seus pontos de vista sobre a natureza humana e sobre a necessidade de governos e sociedades. No estado natural, enquanto que alguns homens possam ser mais fortes ou mais inteligentes do que outros, nenhum se ergue tão acima dos demais por forma a estar além do medo de que outro homem lhe possa fazer mal. Por isso, cada um de nós tem direito a tudo, e uma vez que todas as coisas são escassas, existe uma constante guerra de todos contra todos (Bellum omnia omnes). No entanto, os homens têm um desejo, que é também em interesse próprio, de acabar com a guerra, e por isso formam sociedades entrando num contrato social. De acordo com Hobbes, tal sociedade necessita de uma autoridade à qual todos os membros devem render o suficiente da sua liberdade natural, por forma a que a autoridade possa assegurar a paz interna e a defesa comum. Este soberano, quer seja um monarca ou uma assembleia (que pode até mesmo ser composta de todos, caso em que seria uma democracia), deveria ser o Leviatã, uma autoridade inquestionável. A teoria política do Leviatã mantém no essencial as ideias de suas duas obras anteriores, Os elementos da lei e Do cidadão (em que tratou a questão das relações entre Igreja e Estado). Thomas Hobbes defendia a ideia segundo a qual os homens só podem viver em paz se concordarem em submeter-se a um poder absoluto e centralizado. Para ele, a Igreja cristã e o Estado cristão formavam um mesmo corpo, encabeçado pelo monarca, que teria o direito de interpretar as Escrituras, decidir questões religiosas e presidir o culto. Neste sentido, critica a livre-interpretação da Bíblia na Reforma Protestante por, de certa forma, enfraquecer o monarca. Sua filosofia política foi analisada pelo cientista político Richard Tuck como uma resposta para os problemas que o método cartesiano introduziu para a filosofia moral. Hobbes argumenta que só podemos conhecer algo do mundo exterior a partir das impressões sensoriais que temos dele ("Só existe o que meus sentidos percebem"). Esta filosofia é vista como uma tentativa para embasar uma teoria coerente de uma formação social puramente no fato das impressões por si, a partir da tese de que as impressões sensoriais são suficientes para o homem agir em sentido de preservar sua própria vida, e construir toda sua filosofia política a partir desse imperativo. Hobbes ainda escreveu muitos outros livros falando sobre filosofia política e outros assuntos, oferecendo uma descrição da natureza humana como cooperação em interesse próprio. Foi contemporâneo de Descartes e escreveu uma das respostas para a obra Meditações sobre filosofia primeira, deste último. Contexto Nascido em 1588 na Inglaterra dos Tudors, Thomas Hobbes foi influenciado pela reforma anglicana que ocorrera cinco décadas antes. A cisão com a Igreja Católica fez com que a Espanha interviesse nos assuntos ingleses enviando a Invencível Armada (―Grande y Felicíssima Armada‖) fato que mais tarde seria relatado por Hobbes em sua autobiografia e terá grandes influências sobre sua obra. O século XVII foi de grande importância para a Inglaterra pois marca o começo do expansionismo colonialista ultramarino inglês, com a fundação de Jamestown, a primeira colônia inglesa nas Américas, em 1607. É também no século XVII que são lançadas as bases do capitalismo industrial na Inglaterra com a Revolução Gloriosa já na década de 80 do século XVII. É durante esse período que a Marinha Inglesa irá se consolidar como a maior e mais bem equipada marinha do mundo, só perdendo a posição para os EUA no pós-2ª Guerra Mundial. A poderosa marinha irá contribuir para o acúmulo de capitais que irá financiar o expansionismo colonial e, mais tarde, industrial inglês.

Batalha de Marston Moor (1644) marca uma vitória decisiva das forças parlamentares durante a guerra civil inglesa O século XVII na Europa continental é o marco do absolutismo monárquico, tendo seu expoente máximo o Luis XIV, o Rei Sol que ficou famoso pela frase ―L’État c’est moi", influência da Contra-reforma (representado na Inglaterra pela revolução anglicana). A filosofia do barroco se baseava no dualismo existente entre o hedonismo e o medo do

mas a que Hobbes não demonstrou grande interesse. durante uma viagem à Itália em 1636 (6 anos antes de Galileu morrer). Hobbes fez seus primeiros estudos em Malmesbury e mais tarde em Westport. e Hobbes irá ocupar este cargo até 1642. quando a possibilidade de uma guerra civil na Inglaterra já era clara. Em 1640. onde predominava o ensino da escolástica de inspiração aristotélica. já que a mãe de Hobbes havia entrado em trabalho de parto prematuro com medo da Armada Espanhola (a Invencível Armada) que estava prestes a atacar a Inglaterra. havia o receio do divino sobrenatural que poderia punir o terreno e transitório. em 1665. Na . baseando-se nos princípios da geometria e ciências naturais. Apenas 12 anos após o início da guerra no continente europeu. acompanhando William Cavendish. irá resultar em uma polêmica com os principais membros da Royal Society. Oxford. Biografia Como Hobbes alegou em sua autobiografia. Neste ano também publica ―Leviatã‖. Hobbes decide voltar para a Inglaterra com o fim da Guerra Civil e o começo da ―Ditadura de Cromwell‖. Itália e Alemanha. Em 1646. Em 1651. Quando Hobbes tinha 30 anos e já havia visitado a Europa continental pela primeira vez. já de volta à Inglaterra. mais uma vez. mas uma disputa com outro vigário. ficou sob a tutela de seu tio Francisco. indo para França. sob cuja influência Hobbes desenvolveu a sua filosofia social. Seu pai era o vigário de Charlton e Westport. As muitas tentativas de abrir portas para desenvolvimento de outros conhecimentos fez com que ele decidisse retornar à Inglaterra para aprofundar o estudo dos clássicos. onde. Nesse período. entra em contato com o círculo intelectual do Padre Mersenne. onde exibiu seus dotes intelectuais em estudos clássicos. o levou a se mudar para Londres. Aos quatorze anos. bem fora do aristotelismo e da escolástica. foi recebido pelo círculo de intelectuais francês. Embora o tema do medo e do seu poder avassalador fossem aparecer mais tarde em suas obras. Na França. o principal acusador de Hobbes como sendo um ―materialista ateu‖. uma revolta na Boêmia daria início à Guerra dos Trinta Anos. suas relações com Francis Bacon irão reforçar a linha de seu próprio pensamento. fato que irá reforçar para Hobbes a sua própria visão pessimista acerca da natureza humana destrutiva. aos sete anos de idade. mentor de Descartes .com quem estabeleceu uma forte amizade. Magdalen College. lá permanecendo de 1634 a 1637. que provoca o início de sua disputa com John Bramall. A publicação do ―De Corpore‖. Durante este período. Como resultado. em maio de 2007. Thomas Hobbes. faz outra viagem ao continente.pecado ou fervor religioso – enquanto que a busca pelo essencialmente humano já havia começado no Renascimento.que já estava em claro declínio. Hobbes. em 1603. seu tio Francisco financiou os seus estudos. o futuro Carlos II. Também teve a oportunidade de conhecer Galileu. "ao nascer sua mãe teria dado a luz a gêmeos: Hobbes e o medo". Capa da edição original do Leviatã (1651). ainda em Paris. vira professor de matemática do Príncipe de Gales. cidades próximas de Malmesbury. viaja de volta para Paris. Em 1631 a família de nobres ingleses Cavendish novamente pede seus serviços como guardião do terceiro Duque de Devonshire. temendo por sua vida por ser um conhecido defensor da monarquia. que também se encontrava exilado em Paris devido a Guerra Civil Inglesa. disputas políticas entre o Parlamento e o Rei inglês dão início a uma guerra civil na Inglaterra que perdurará por 10 anos. Em geral. dois anos após a decapitação do rei Carlos I. os primeiros anos de vida de Hobbes foram em grande parte livres da ansiedade. Hobbes era a favor da explicação mecanicista do universo (que predominava na época). entrando na Magdalen Hall. que criticaram suas contribuições para a matemática bem como as posições ateístas defendidas por Hobbes. Em 1610 ele empreendeu uma viagem à Europa. Pode observar em primeira mão a pouca apreciação da escolástica na época . em oposição à teleológica defendida por Aristóteles e a escolástica. bispo de Derry.

Inglaterra.o príncipe de Gales. suas teorias brilhantemente articuladas são lidas por pessoas de todos os espectros políticos. retirou-se para Paris. Procurou o círculo de Mersenne. que formularam as leis do movimento planetário. Aos 80 anos Hobbes produziu novas traduções para o inglês. devido à tentativa de aprovação no Parlamento de uma lei contra o ateísmo. que tinha acusado de manter um ensino baseado em conhecimentos ultrapassados.A lei não foi aprovada. forçado a deixar o condado por causa de uma briga. Derbyshire na Inglaterra. com seu novo pupilo. para ensinar outro jovem Cavendish. tratando especificamente do movimento envolvido no conhecimento e apetite humano. e a geometria. Ao mesmo tempo. no final da obra. Hobbes era filho de um vigário anglicano que. Hobbes manteve-se um escritor extremamente produtivo na velhice. também sob as críticas da Universidade de Oxford. escreveu "Objeções às Idéias de Descartes" e. em duas partes. Em 1650. de Tucididas. onde passou os onze anos seguintes. ele foi uma espécie de símbolo na Inglaterra até o final de sua vida. publicou "Os Elementos da Lei". Viajando novamente para o estrangeiro. de Euclides. Hobbes sentiu-se ameaçado. Ault Hucknall. escreveu seu primeiro livro filosófico. . tanto da Ilíada e da Odisseia e escreveu. Descobriu os "Elementos". as autoridades francesas o tinham sob suspeita devido aos seus ataques ao Papado. Hobbes decidiu tornar-se um estudioso dos clássicos. Viveu até os 91 anos durante uma época em que a expectativa média de vida não era muito mais do que quarenta anos. tentou definir as situações em que seria possível legitimamente a submissão a um novo soberano. Hobbes voltou a ser admitido na corte. visitaram juntos a França e a Itália. "Uma Curta Abordagem a Respeito dos Primeiros Princípios" e começou a planejar sua trilogia: "De Corpore". Oxford. Durante a viagem. iniciando a sua longa relação com essa família. publicou sua obra-prima. Durante uma terceira viagem ao continente. Hobbes foi chamado à Inglaterra. às vésperas da guerra civil. o "Leviatã". tendo realizado uma tradução da "História da Guerra do Peloponeso". abandonou os três filhos aos cuidados de seu irmão. Encontra-se sepultado na Igreja São João Batista. Apesar da polêmica que causou. Seu ponto de vista pode ser considerado abominável ou atraente. em 1672. Tornou-se companheiro do aluno. a "Natureza Humana" e o "Do Corpo Político". publicou o "De Cive". Hobbes se encontrou com o matemático e físico Mersenne e. com uma pensão oferecida por Carlos II. Hobbes verificou que a filosofia de Aristóteles estava perdendo influência. e em 1610. em 1630. para Oxford. mesmo sendo prejudicado pela oposição generalizada de seu trabalho. "De Homine". Trabalhou como preceptor do futuro conde de Devonshire. William Cavendish. (1658). Ao regressar à Inglaterra. em Paris. que o ajudaram a clarear suas idéias sobre a filosofia. Em 1666. Quatro anos depois. aos 15 anos. Com a idéia de que a causa de tudo está na diversidade do movimento. sendo que a comissão deveria analisar "O Leviatã". uma autobiografia em latim. mas Hobbes nunca mais pôde publicar algo sobre a conduta humana. depois. onde mais tarde freqüentou a universidade. que circulou em cópia manuscrita em 1640 com o título "Elementos da Lei Natural e Política". Tal capítulo valeu-lhe o desagrado do rei Carlos II e da corte inglesa. passando por duas escolas e seguindo. Em 1640. e "De Cive". Carlos I tinha sido executado e Carlos II estava exilado. Hobbes começou a ser educado na igreja de Westport. com Galileu e Descartes. demonstrando que os fenômenos físicos são explicáveis em termos de movimento (publicado em 1655). devido às descobertas de Galileu e Kepler. Hobbes retornou à Inglaterra em 1637. em 1642. publicada em 1629. o "anti-Hobbismo" atingiu um pico em 1666 quando seus livros foram queimados na sua alma mater. Hobbes regressou a Inglaterra em 1651. que seria publicado em 1642. convidou-o para ensinar-lhe matemática e Hobbes voltou para os temas políticos. Com a restauração da monarquia inglesa. a respeito da organização social. Em 1651. Decidiu publicar primeiro o "De Cive". Aos 4 anos. em 1660. por isso. o futuro Carlos II.

dominando sem concorrência a infinidade de indivíduos. a partir do momento em que os benefícios consentidos do poder absoluto. Hobbes quis fundar a sua filosofia política sobre uma construção racional da sociedade. não reclama o homem todo. por estados soberanos. A humanidade no estado social. negando implicitamente a origem divina do poder. nem tão-pouco aos corpos intermédios existentes entre o estado e o indivíduo. nascido prematuramente em Malmesbury no condado de Wiltshire no dia 5 de abril de 1588. do seu instinto comunitário e solidário. para que. A humanidade no estado puro ou natural era uma selva. os indivíduos não esperam a felicidade mas a Paz. Hobbes passou com os clássicos da sua juventude. Hobbes refere-se a estas corporações no Leviatã. De facto. mas para as criticar considerando-as «pequenas repúblicas nos intestinos de uma maior. em princípio ilimitado. das iniciativas individuais guiadas unicamente por um interesse individual bem calculado. completamente livre de qualquer tipo de religiosidade e sentimentalismo. nem por aqueles que. Em sua biografia. É aqui que Hobbes se aproxima de Maquiavel e do seu empirismo radical. mas uma força institucionalizada canalizada para o direito (positivo).construindo assim a primeira teoria moderna do Estado. Paz que está subordinada a um aumento considerável da autoridade . as noções de sociabilidade natural do homem. e Thomas Hobbes foi um filósofo e cientista inglês. A soberania era em Hobbes a projecção no plano político de um individualismo filosófico ligado ao nominalismo. onde predominava o ensino da escolástica e da inspiuração aristotélica. alegou que ―ao nascer sua mãe teria dado a luz a gêmeos: Hobbes e o medo‖. . defendiam que «o que diz respeito ao mistério do poder real não devia ser debatido».a do Soberano. de 1651. sob a autoridade ameaçadora da lei positiva. se formando no ano de 1608. Mas as suas teses. com Jaime I. velhos resquícios da Idade Média. Mas. Indivíduos que estavam completamente entregues a si mesmos nas suas actividades normais do dia-a-dia. Polin . que conferia um valor absoluto à vontade individual.» A justificação de Hobbes para o poder absoluto é estritamente racional e friamente utilitária. foi criado pelo tio Francisco. . de que tinha feito parte inicialmente. a da lei que emana dele. ao partir de um método de pensar rigorosamente dedutivo. fez tábua rasa de todo o edifício moral e político da Idade Média. que já em 1606 tinha condenado aqueles que defendiam «que os homens erravam pelas florestas e nos campos até que a experiência lhes ensinou a necessidade do governo. como vermes nas entranhas de um homem natural». que permitisse explicar o poder absoluto dos soberanos. Durante seu estudo. ingressou no Magdalen Hall da Universidade de Oxford. o primeiro rei Stuart de Inglaterra. publicadas ao longo dos anos. sua criação. e apresentadas na sua forma definitiva no Leviatã. sem poder levar seus filhos. que possuia um negócio de luvas. nem à família alargada. seu tempo foi dedicado a leitura de livros de viagem e o estudo de cartas e mapas. Infinidade de indivíduos.«a razão em acto» de R. Seu pai devido a problemas de seu pai com outro vigário local. porque não se encontra em Hobbes qualquer referência nem à célula famíliar. Sua educação começou na escola da igreja de Westport e aos 15 anos. em 1675. Hobbes mostra-se favorável ao desenvolvimento. no ano de 1603. Esta é a sua originalidade e novidade. Hobbes não se contentou em rejeitar o direito divino do soberanos. condição necessária à prossecução da felicidade. Hobbes defende que o poder não é um simples fenómeno de força. obtivessem uma protecção eficaz.Seus últimos anos. não foram bem aceites. não tinha que recear um regresso à selva no relacionamento entre indivíduos. Deste Estado. pagando o preço da sua dominação. tendo publicado uma tradução da "Odisséia". foi obrigado a se mudar para Londres. nem pelo clero anglicano. da sua necessidade de participação. e que tinham substituído as suas vontades individuais à dele. Os conceitos de «densidade social» e de «interioridade» da vida religiosa ou espiritual. A conclusão das deduções rigorosas do pensador inglês era o gigante Leviatã. constituído por sociedades civis ou políticas distintas. Filho do vigário anglicano de Charlton e Westport. mesmo parecendo insaciável. permitiam ao homem deixar de ser um lobo para os outros homens. esta invenção humana com o nome de um monstro bíblico. também chamado Thomas Hobbes. O que Hobbes admite é a existência do pacto social. são completamente estranhos a Hobbes. já que seu nascimento foi marcado pela ameaça de invasão da Armana Espanhola na Inglaterra. no ano seguinte. em vários aspectos o absolutismo político de Hobbes aparece como uma espécie de liberalismo moral. Aperfeiçoando a tese de Maquiavel. e uma da "Ilíada".

que o acusou de ter escrito O Leviatã como apoio ao líder puritano Oliver Cromwell. Em 1637 retornou a Inglaterra onde publicou na forma de manuscrito suas obras De Cive e Leviatã. sua principal obra. obbes retornou então a corte de Carlos II. diz respeito a sociedade e ao governo legítimo e é considerado um dos exemplos mais antigos do contrato social. está de que o homem é um animal fora de controle que depende de um governante absoluto que o domine e o force a seguir um determinado conjunto de regras para o convívio. Viveu até 1679. reforçando sua linha de pensamento e o afastando do pensamento aristotélico. Foi chamado então para atuar novamente como professor de Willian Cavendish. além de uma das referências do pensamento político. diferente de Aristóteles e da escolástica e. da Inglaterra. elaborou a teoria de que a causa de tudo está na diversidade do movimento. Com o retorno de Carlos II a Inglaterra em 1660. Durante viagens ao continente. Entre as teses defendidas por Hobbes em sua obra. Ficou reconhecido como um dos principais filosofos políticos ingleses. sobre o movimento envolvido no conhecimento e apetite humano. com seu ápice no século XVIII. sobre os movimentos dos corpos. . os antigos inimigos de Hobbes. que futuramente se tornaria o rei Carlos II. onde conheceu as idéias de Galileu e Kepler. devido aos seguidores de Jeremy Bentham. Retornou a Inglaterra apenas aos 63 anos. Alemanha e Itália. devido ao contato com suas intrigas e política. que se encontrava também refugiado na França devido a Guerra Civil Inglesa. o segundo livro de sua trilogia. Vendo o declínio da escolástica. Principais Obras Leviatã (1651) O livro publicado em 1651. a respeito da organização social. A partir daí. Foi nesse período que ele produziu O Leviatã. reputação e maneiras‖ foi o suficiente para que John Wallis retirasse suas acusações devido ao teor das histórias do período revolucionário que o envolviam. homônimo ao Leviatã bíblico. Com a morte de seu aluno. Hobbes sob o aspecto de sua lealdade. quando conheceu na França o trabalho de Euclides e passou a se interessar pela matemática. o filho de seu falecido aluno. continuou produzindo e publicou oficialmente sua obra De Cive. irritando tanto os monarquistas quanto os parlamentaristas. que caira em desgraça. religião. A defesa de Hobbes através de um documento denominado ―Mr. considerado como um ofensa ao rei Carlos II. O contato com os intelectuais permitiu que ele se tornasse professor do príncipe de Gales.Sua maior influência na época foi a realeza britânica. Hobbes foi considerado como oportunista ao mesmo tempo em que era investigado pelo governo francês devido a seus ataques contra o papado. tendo vários trabalhos publicados apenas após seu falecimento. que incluiam o matemático John Wallis. Thomas Hobbes passou a viajar em companhia do filho de Sir Gervase Clifton. Hobbes acreditava em uma visão mecanicista do universo. A máxima que identifica livro é ―o homem é o lobo do homem‖. devido aos assuntos neles abordados. e De Dive. onde recebia uma pensão generona. conhecida também como Ditadura de Cornwell. com quem viajava regularmente a França. quando escreveu De Corpore. no qual reduzia a filosofia ao estudo dos corpos em movimento. durante uma conversa entre intelectuais. como o contrato social e o absolutismo. que habitava a França durante a república na Inglaterra. Foi professor de Willian Cavendish. ―Uma Curta Abordagem a respeito dos Primeiros Princípios‖. Refugiado na França. planejou uma trilogia filosófica composta pelos livros De Corpore. conheceu Galileu e René Descartes. mas estava proibido de publicar qualquer texto polêmico devido a uma lei aprovada pelo parlamento que proibia o ateísmo. que cobria o absolutismo que suscedeu a supremacia da Igreja Medieval. Foi nesse momento em que conheceu Francis Bacon. como a monarquia e alguns cientistas. se posicionando assim contra o rei Carlos I. base de seu primeiro livro. Devido ao conteúdo do livro. retornou a Inglaterra em busca de novos conhecimentos. De Homine.

The Questions concerning Liberty. Outras Obras 1620. Como de hábito na época. a segunda sobre conceitos científicos e a terceira sobre geometria. Thomas Hobbes é outro filósofo cuja vida está vinculada à monarquia inglesa. Thomas Hobbes nasceu em Westport. declarações a respeito de teologia. em certas ocasiões entre 1621 e 1625. Letters upon Liberty and Necessity 1656. em 5 de abril de 1588. que viria depois a ser o segundo duque de Devonshire. hoje parte de Malmesbury (Cidade a alguns km a nordeste de Bristol e cerca de 140 km a oeste de Londres). primeira parte da trilogia planejada por Hobbes durante seu exílio na França. secretariou Bacon ajudando-o a traduzir alguns de seus Ensaios para o latim. ele aborda a condição humana lidando com as leis naturais. Treatise on Human Nature 1658. também seu pensamento filosófico. Natural and Politic 1650. depois em uma escola privada e finalmente. aos 15 anos. Seu pai.         1629. Filho de outro Thomas Hobbes. não menos que a Bacon. ao tempo da rainha Elizabete I (1558-1603). clérigo anglicano. foi um homem turbulento e desapareceu após uma briga na porta de sua própria igreja. unpublished at the request of the King) Filósofo e cientista político inglês. Pelo relato de um antiquário seu contemporâneo. e veio a falecer em 4 de dezembro de 1679. Posthumously Behemoth. a política e as intrigas da Corte afetaram sua existência e. De Corpore (1655) Sob o título original em latim Elementorum philosophiae sectio prima De corpore. Translation of Thucydides's History of the Peloponnesian War 1640. Na quarta e última parte do livro. sem dúvida. o assunto estudado era a física. Aos quatro anos foi colocado na escola da igreja de Westport. já ao tempo de Jaime I (1603-1625). é composta por três temas da natureza humana: liberdade. a necessidade do estabelecimento de um governo estável. Na primeira parte. ficando amigo da família Cavendish por toda a vida. Postumously A Dialogue between a Philosopher and a Student of the Common Laws of England (written 1666) 1681. or The Long Parliament (written in 1668. finalmente na terceira. onde verificou que a filosofia de Aristóteles que ensinavam em Oxford estava sendo combatida e desacreditada devido às descobertas de Galileo e Kepler. Tornou-se preceptor de William Cavendish. império e religião. Three of the discourses in the Horae Subsecivae. Decidiu-se então pela vida intelectual. as quatro partes que compunham o livro eram divididas de seguinte forma: a primeira sobre lógica. viajou com seu aluno à França e Itália. na segunda.historiador grego analista político e moral da guerra do Peloponeso. mas a primeira versão em inglês surgiu apenas 9 anos depois sob o nome Philosophicall Rudiments Concerning Government and Society. abandonando seus três filhos aos cuidados de seu irmão. no Magdalen Hall da Universidade de Oxford. Apesar do nome que sugeria filosofia natural.De Cive (1642) ―Do Cidadão‖. Necessity and Chance 1675. sua infância foi marcada pelo medo da invasão da Inglaterra pelos espanhois. English translation of Homer's Iliad and Odyssey 1681. A escolha desse autor e a . Hobbes publicou em 1655 o segundo volume de sua trilogia sobre o conhecimento humano. no Wiltshire (Condado). vigário de Westport. onde consagrou a maior parte do tempo a ler livros de viagem e estudar cartas e mapas. e onde formou-se em 1608. O principal fruto dos estudos clássicos a que agora se dedica foi a tradução da obra de Tucididas. sabe-se que Hobbes. . The Elements of Law. De Homine (Latin) 1654. Foi completa em 1641 e publicada em 1642. que tinha um negócio de fabrico de luvas em Malmesbury.

onde reintegrouse no círculo de Mersenne. retirou-se para Paris. e De Cive.se a preocupações de Hobbes com a agitação política na Inglaterra e representaria um alerta seu contra a democracia que teria enfraquecido a antiga Atenas. um estudo filosófico sobre o absolutismo político que sucedeu a supremacia da Igreja medieval. que seria publicado em 1658. Necessity. ele estudou Euclides e tornou-se especialmente interessado em matemática. and Chance. No final do livro colocou que os súditos tinham o direito de abandonar o soberano que não mais os podia proteger em favor de um novo soberano que pudesse fazê-lo. Lançou essa idéia em seu primeiro livro filosófico. Mas foi chamado de volta à Inglaterra para se tornar o preceptor de outro William Cavendish. Quatro anos depois. A obra foi publicada no ano seguinte. com o jovem Cavendish. com Galileu e René Descartes. refugiou-se em Paris. exilado em Paris enquanto a república sucedia a Carlos I na Inglaterra. publicou seu De Corpore ("A respeito do corpo") no qual ele reduzia a filosofia ao estudo dos corpos em movimento. Durante sua estada na França. No ano seguinte. Hobbes voltou a viajar agora em companhia do filho de Sir Gervase Clifton. Em 1660 Carlos II volta com a restauração da monarquia e os inimigos de Hobbes. Isto levou-o ao círculo político. reputação e maneiras". ao mesmo tempo que o governo francês o tinha sob suspeita devido a seus ataques ao papado. Quando a crise se tornou aguda em 1640. em 1636. filho do primeiro discípulo. Com a morte do seu aluno o segundo duque de Devonshire. Forma e Poder da Comunidade Eclesiástica e Civil". Este circulou em cópia manuscrita em 1640 com o título "Elementos da Lei Natural e Política". e aos temas políticos. tratando especificamente do movimento envolvido no conhecimento e apetite humano. O matemático John Wallis acusou-o então de haver escrito "O Leviatã" para apoiar o líder puritano Oliver Cromwell abandonando seu rei na desgraça. que seria publicado em 1642. publicou Questions Concerning Liberty. Hobbes. onde elaborava uma teoria de determinismo psicológico. De Homine. parte I sobre o homem e parte II sobre a cidadania. Em 1637 Hobbes retornou à Inglaterra que se achava às vésperas da guerra civil. entre 1629 e 1631. temendo por sua segurança. religião. estando naquela capital. . o De Cive. Hobbes sob o aspecto de sua lealdade. envolvendo-se em várias polêmicas no campo científico e religioso. 1651. Em fins do mesmo ano de 1651 Hobbes voltou à Inglaterra procurando estar em paz com o novo re gime. e Hobbes. 1656. Tendo retornado à Inglaterra aos 63 anos Hobbes por mais vinte manteve sua energia e combatividade. alguém perguntou "O que é o sentido"? e ninguém soube responder. em 1662. depois Carlos II. Hobbes recorda em sua autobiografia que por esta ocasião. "Uma Curta Abordagem a respeito dos Primeiros Princípios". Decidiu publicar primeiro o trabalho que pensava publicar por último. ou "Matéria. Hobbes foi olhado como oportunista e repudiado pelos exilados de Paris. em 1655. Então lhe ocorreu que se as coisas materiais e todas as suas partes estivessem em repouso ou movimento uniforme. contando certas histórias do período revolucionário que envolviam John Wallis e que foram suficiente para emudecê-lo. cuja ciência e filosofia o impressionaram. Ele então planejou uma trilogia filosófica: De Corpore. aceitou o convite para ensinar-lhe matemática. ele encontrou-se com Marin Mersenne. "O Leviatã". Em 1646 o príncipe de Gales(1630-1685). Em 1650 publicou o antigo manuscrito "Elementos da Lei" em duas Partes: "Natureza Humana" e "Do Corpo Político". Esta posição foi considerada como ofensa ao herdeiro Carlos II. não poderia haver distinção de nada e conseqüentemente nenhuma percep ção: assim a causa de tudo está na diversidade do movimento. A carta de resposta de Hobbes foi publicada sob o título "Mr. numa roda de intelectuais. Durante uma terceira viagem ao continente. demonstrando que os fenômenos físicos são explicáveis em termos de movimento e que seria publicado em 1655. um reputado matemático e teólogo e. de 1634 a 1637. Continham sua doutrina (vide abaixo) que depois seria publicada impressa em De Cive e "O Leviatã". O manuscrito irritou os monarquistas porque falava em um contrato social e os parlamentaristas porque pregava o absolutismo. englobando todo o seu pensamento. a respeito da organização social.publicação de sua tradução em 1629 provavelmente deveu. principalmente matemáticos e cientistas que se opunham ao seu método dedutivo no De Corpore. Em Paris Hobbes escreveu sua obra prima. escreveu "Objeções às idéias de Descartes" e em 1642 publicou o De Cive.

A lei contra o ateísmo foi desfeita pelo Parlamento.Apesar de toda crítica. apesar de detestado por muitos inimigos na Inglaterra. . Somente no século XVIII seu pensamento ganhou nova importância. aparentemente porque o Rei condicionou sua proteção a que Hobbes não fizesse mais nenhuma provocação. dada pelos utilitaristas seguidores de Jeremy Bentham. Sua reputação foi logo superada pela de John Locke. Hobbes. famoso no exterior. Vários trabalhos escritos então somente foram publicados anos depois. É hoje considerado um dos grandes pensadores políticos da Inglaterra. e tinha seu retrato nos aposentos reais. Hobbes morreu em 1679. queimou os papeis que poderiam incrimina-lo. então com 80 anos. Carlos II manteve Hobbes na corte e lhe deu uma pensão generosa. Mas o parlamento votou uma lei contra o ateísmo em 1666 que o colocou em perigo. mas desde então Hobbes não pode obter permissão para imprimir nada relacionada à conduta humana.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful