You are on page 1of 37

E a Glossário de Mitologia Celta

Abhean
Abhean: Na mitologia Irlandesa Abhean era o harpista dos Tuatha De
Danann.

Abnoba
Abnoba: Na mitologia celta era deusa da Floresta Negra.

Abnoba
Abnoba: Na mitologia Galesa era a deusa da caça.

Abellio
Abellio: Na mitologia Galesa era o deus Macieira.

Abred
Abred: Na mitologia celta a Tradição Druidica ensinava que a alma humana
teria de passar por muitas encarnações em Abred, O Círculo da
Necessidade. Abred é a Vida Terrena

Aegir
Aegir: Na mitologia celta era a deusa do mar.

Aer
Aer: Na mitologia Galesa era deusa da guerra e da vingança e do rio Dee.

Aes Sidhe
Aes Sidhe: Na mitologia celta era “O Povo dos Montes” (Deuses Celtas)

Aesir
Aesir: Na mitologia celta esta era a designação dada à principal “classe” de
deuses. Viviam em Asgard.

Aeval
Aeval: Na mitologia Irlandesa era a Fada Rainha de Munster.

Aengus
Aengus: Na mitologia Irlandesa este era o filho de Dagda e Elcmar. Diz a
lenda que certa noite Aengus sonhou com uma bela donzela, Caer, que
estava acorrentada a outras 150 donzelas destinadas a transformarem-se em
cisnes durante o Samhain. Por este motivo, Aengus transformou-se em
cisne para se unir à sua amada.

Ain
Ain: Na mitologia Irlandesa Ain foi a deusa que, junto com sua irmã,
escreveu as antigas Leis da Irlanda que protegiam os direitos das mulheres.

Aine
Aine: Na mitologia Irlandesa era deusa do amor e da fertilidade. Fada
rainha de Knockaine. Deusa lunar e patrona das sementeiras e do gado. Os
seus ritos na véspera do Solstício do Verão destinavam-se a uma boa
colheita.

Albiorix
Albiorix: Na mitologia Galesa era o “Rei do Mundo”.

Alfheim
Alfheim: Na mitologia celta esta era a designação para “Terra dos
Duendes” ou “Terra das Fadas” Elphame é a versão Escocesa desta mesma
designação.

Alisanos
Alisanos: Na mitologia Galesa era o deus dos Rochedos.

Amaethon
Amaethon: Na mitologia celta era filho de Don e deus da agricultura.
Protegia as colheitas e tornava os animais fecundos.

Amairgen
Amairgen: Guerreiro e poeta Irlandês.

Ana
Ana: Na mitologia Irlandesa era a Antiga Mãe que alimentava os deuses e
cujos seios enormes eram os dois montes gémeos de Munster.

Andrasta
Andrasta: Na mitologia celta era uma deusa guerreira. Aparece com a
rainha Boudica.

Andraste
Andraste: Na mitologia Galesa era a deusa da vitória.

Angus Mac Og
Angus Mac Og: Na mitologia Irlandesa era um dos filhos de Dagda,
pertencente aos Tuatha De Danann. Possuía uma harpa dourada que
produzia música de irresistível doçura. Os seus beijos transformavam-se
em pássaros que transportavam mensagens de amor. Tinha um brugh nas
margens de Boyne. Era o deus da juventude, do amor e da beleza. Era
considerado o Cupido Irlandês.

Annan
Annan: Na mitologia Irlandesa Annan era a Grande Deusa, mãe de todos os
deuses.

Annwn
Annwn: Na mitologia Britânica é o “Outro Mundo”.

Anu
Anu: Na mitologia Irlandesa era a Terra Mãe, a maior de todas as deusas.
Era a deusa da abundância, da fertilidade, da prosperidade, do conforto;
guardiã do gado e da saúde formando, por vezes, uma trindade com Badb e
Macha. Eram-lhe acendidas fogueiras a meio do Verão

Araste
Araste: N mitologia Britânica era uma deusa guerreira. Ela era invocada
pela rainha Boudica quando esta se revoltou contra os invasores romanos.

Arddhu
Arddhu: Na mitologia Galesa era o deus dos bosques, uma divindade
cornuda das árvores e das coisas verdes que crescem na terra. Equivalente a
Cernunnos.

Arduina
Arduina: Na mitologia celta era a deusa de Ardennes, deusa das florestas,
da vida selvagem, da caça e da Lua.

Ardvina
Ardvina: Na mitologia Galesa era a Ninfa das Ardenas.

Argetlam
Argetlam: Ver Nuada.

Arianrhod
Arianrhod: Na mitologia Galesa - Celta, Arianrhod ou Arianrod (Roda-
Prateada ou Círculo de Prata) era a Virgem Branca, deusa do nascimento,
iniciação, morte e renascimento. Faz o círculo do paraíso. Irmã e esposa de
Gwydion.

Arawn
Arawn: Na mitologia Galesa era o Rei do Inferno; deus de Annwn, o
Mundo Subterrâneo dos Mortos. Vingança, terror, guerra.

Arthur
Artur: Rei de Camelot e chefe dos Cavaleiros da Távola Redonda. A Távola
Redonda simbolizava a Roda Prateada do Renascimento da deusa
Arianrhod e o Gral o Caldeirão sagrado da inspiração e da reencarnação.

Asgard
Asgard: Na mitologia celta Asgard era a Casa dos Deuses.

Aywell
Aywell: Na mitologia celta era o protector dos povos independentes do
norte inglês. Marido de Mm.

Avalon
Avalon: Outro termo celta para o “Outro Mundo”; Avalon também é
conhecida como “Terra do Verão”.

Badb
Badb: Na mitologia Irlandesa Badb era uma das formas gigantes de
Morrigan. Ela era suficientemente alta para colocar uma pé em cada lado
de um rio. Em Gales era conhecida como Cauth Bodva. Deusa da guerra e
esposa de Net, um deus da guerra. Era irmã de Macha, a Morrigu, e de
Anu. Aspecto maternal da deusa tripla, na Irlanda. Associada ao caldeirão,
aos corvos e às gralhas. Vida, sabedoria, inspiração, iluminação.

Balder
Balder: Filho de Odin e Freya, esposo de Nanna, era o melhor, o mais sábio
e o mais amado de todos os deuses.

Baldor
Baldor: Na mitologia Irlandesa era um Gigante Irlandês.
Balor
Balor: Na mitologia Irlandesa era um gigante Irlandês de “mau olho”; tinha
as pálpebras caídas sobre os olhos e era necessário um forcado para as
erguer. O seu congénere Gaulês chamava-se Yspaddaden.

Balor
Balor: Na mitologia celta era um rei demónio, deus da morte. Ele
governava os Fomori, demónios que viviam na impenetrável escuridão das
profundezas do mar e em lagos e poços negros. Foi morto pelo seu filho
Lug com um tiro de estilingue.

Banba
Banba: Uma das filhas de Fiachna pertencente ao trio de deusas que
personificam o Espírito da Irlanda, que usava a magia para repelir os
invasores.

Banshee
Banshee: Também denominada por “mulher das fadas”. Segundo a
mitologia celta estes espíritos são conhecidos pelo seu uivo sobrenatural.

Banelae
Banelae: No folclore Gaélico, é um espírito feminino cujos lamentos no
lado de fora de uma casa prenunciam a morte de um dos seus habitantes.

Bean-Sidhe
Bean-Sidhe: Na mitologia celta cada deusa era uma Bean-Sidhe, uma
“Mulher do Monte”.

Bebhionn
Bebhionn: Na mitologia celta, Bebhionn era uma giganta que vivia na costa
oeste, conhecida pela sua beleza e sedução.

Bel
Bel: Bel (Belenos) era o deus “Brilhante”, deus do sol e do fogo. Era
estreitamente ligado aos Druidas. Vê-se o seu nome no festival de Beltane,
o gado passava pelas fogueiras para obter purificação e fertilidade.
Associado à ciência, à cura, às fontes quentes, ao fogo, ao sucesso, à
prosperidade, à purificação, às colheitas, à vegetação, à fertilidade e ao
gado.

Belatucadrus
Belatucadrus: Deus celta cujo nome significa “O Belo Brilhante”.
Belenus
Belenus: Na mitologia Galesa era o deus da luz; o seu nome significa “O
Brilhante”.

Belisama
Belisama: Na mitologia Galesa era uma divindade celta parecida com uma
vestal. O seu nome significa “Semelhante à Chama”.

Beltane
Beltane: Beltane é o festival celta da fertilidade e do deus da luz. É
celebrado no dia 1 de Maio e é comemorado com danças e fogueiras.

Benedigeidfran
Benedigeidfran: Na mitologia Galesa era um gigante abençoado. Irmão do
poderoso Manawydan ap Llyr e de Branwen; filho de Llyr. Associado aos
corvos. Era o deus da profecia, das artes, dos chefes, da guerra, do Sol, da
música e da escrita. Equivalente ao Bran Irlandês.

Berserker
Berserker: Na mitologia celta era um guerreiro que, em batalha, se
transformava em urso ou lobo e era imune à espada e ao fogo.

Bladud
Bladud: Na mitologia Inglesa, era pai do rei Lear e considera-se ter
encontrado Bath, tendo sido curado pelas suas águas.

Blathnat
Blathnat: Na mitologia Irlandesa era filha de Midir, rei do Mundo
Subterrâneo Gaélico. Ajudou Cu Chulainn a roubar o caldeirão mágico do
pai.

Blodeuwedd
Blodeuwedd: Na mitologia celta, era esposa de Lleu. Foi criada por
Gwydion e Mah dos ramos floridos de carvalhos e erva doce, sendo
presenteada a Lleu como noiva.

Boann
Boann: Na mitologia Irlandesa era deusa da água e da fertilidade. O seu
animal sagrado era a vaca branca. Era a deusa do rio Boyne, mãe de Angus
Mac Og por parte do Dagda.
Bodb
Bodb: Na mitologia Irlandesa era filho de Dagda. Sucedeu ao seu pai como
rei dos deuses. Está sobretudo ligado à Irlanda do Sul, aos montes Galtee e
a Lough Dearg. Em Lough, tinha um sidhe (palácio subterrâneo).

Borvo
Borvo: Na mitologia Galesa também chamado de Borno ou Bormanus era o
médico divino. Estava associado à Primavera.

Bragi
Bragi: Na mitologia celta era o deus da poesia e da eloquência. Esposo da
deusa Iduna.

Bran
Bran: Na mitologia celta Bran era o gigante que nenhum palácio ou navio
podia abrigar e que tinha prazer em batalhas e carnificinas. Era filho de Lir
(ou Llyr) e uma mulher mortal. Atravessou a vau o mar Irlandês e levou os
gigantes de Gales para invadir a Irlanda. Estendido sobre um rio, o seu
corpo gigantesco serviu de ponte para o seu exército passar. Possuía uma
caldeirinha mágica onde ressuscitava os mortos. Harpista e músico, era o
protector dos Bardos e dos Fili. Rei das legiões infernais, lutou para
defender os tesouros mágicos que o filho de Don queria roubar. Ferido por
uma flecha envenenada, ordenou que lhe cortassem a cabeça a fim de
abreviar o seu sofrimento; esta cabeça decepada continuou a conversar e a
dar ordens durante 87 anos, tempo necessário para o seu transporte até à
sepultura, numa colina de Londres. A cabeça cortada de Bran, voltada para
o sul, prevenia a ilha de todas as invasões, mas o rei Artur, imprudente,
mandou exumá-la tornando assim possível a conquista da Saxónia.

Bran e Sceolan
Bran e Sceolan: Na mitologia Irlandesa eram os dois cães favoritos de Finn
mac Cumhail.

Branwen
Branwen: Na mitologia celta era a deusa do amor. Filha de Llyr.

Bress
Bress: Na mitologia Irlandesa era filho de Elathan dos Fomors; desposou
Brigit.
Brigantia
Brigantia: Na mitologia Galesa era a deusa pastoral e ribeirinha. Era
associada ao Imbolc. Deusa dos rebanhos, do gado, da água, da fertilidade,
da cura e da vitória.

Brighid
Brighid: Na mitologia Galesa, Brighid (Brigit) era a deusa da metalurgia,
dos ferreiros, da inspiração poética e da terapia.

Brighid
Brighid: Membro dos Tuatha De Dannann, irmã do deus Oengos, o Cupido
Irlandês, divindade do amor. Na mitologia Irlandesa era a deusa da
fertilidade, cura, poesia e patrona do trabalho em metal. É também a deusa
do Fogo Sagrado de Kildare e a Donzela Branca da Deusa Tripla. A sua
árvore sagrada é o carvalho. Era uma deusa tão importante e venerada que
depois do Cristianismo tornou-se na Santa Brígida. O seu culto celebrava-
se a 1 de Fevereiro, dia do Imbolc, a grande festa de purificação.

Brono
Brono: Na mitologia celta era o deus da luz do dia.

Brownie
Brownie: Um espírito do folclore popular Irlandês. Eram duendes que
viviam nas casas e, se bem tratados, auxiliavam os seus habitantes nas
tarefas domesticas enquanto estes dormiam.

Brugh
Brugh: Na mitologia celta um brugh era um palácio de fadas.

Cairpre
Cairpre: Na mitologia Irlandesa era o chefe Bardo dos Tuatha, filho de
Ogma.

Caillech
Caillech: Na mitologia Escocesa era a Grande Mãe no seu aspecto
destruidor, denominada de “A Velada”. Outro nome é Scota, que deriva de
Scotland.
Camulus
Camulus: Na mitologia celta Galesa era o deus da guerra. Deu o seu nome
à cidade de Camulodunum, actualmente chamada Colchester.

Caradawc
Caradawc: Na mitologia Galesa era filho de Bran. O seu nome significa “O
Fortemente Armado”.

Cathbadh
Cathbadh: Druida que aparece em vários contos no Ulster Cycle.

Caturix
Caturix: Na mitologia Galesa era o “Rei do Combate”.

Cernunnos
Cernunnos: Na mitologia celta era o deus do submundo e dos animais. Era
representado como um homem que portava chifres de cervo.

Cerridwen
Cerridwen: Na mitologia Galesa era deusa da escuridão e dos poderes
proféticos. Ela é a guardiã do caldeirão do submundo, no qual a inspiração
e o conhecimento divino são fermentados.

Cian
Cian: Na mitologia celta Cian é o deus da medicina. Era filho de Diancecht
Juntou-se a Ethlin que deu à luz Lugh Lamhfada, ou Mão-Comprida. Foi
morto pelos filhos de Tuirenn.

Cliodna
Cliodna: Na mitologia Irlandesa era a deusa da beleza e do “Outro Mundo”,
mais tarde tornou-se numa Rainha - Fada.

Cocidius
Cocidius: Na mitologia Galesa era o deus da guerra, da matança, dos
animais selvagens, das florestas, da força e da rapidez.

Conal Caernach
Conal Caernach: Mítico herói do reino Irlandês de Uladh. Filho do poeta
Amhairghin e da filha do druida Cathbad, o que lhe dava uma situação
privilegiada na sociedade do reino. Era irmão e tutor de Cú Chulainn, herói
de Ulster.
Conall Cernach
Conall Cernach: Heroi-guerreiro Irlandês.

Conchobar Mac Nessa


Conchobar Mac Nessa: Rei do poderoso reino de Uladh (Ulster), no norte
da Irlanda. Figura representativa do carácter sagrado da realeza irlandesa e
personificação do reino.

Condatis
Condatis: Deus celta que personificou a junção de dois corpos de água nas
Tyne-Teas no norte da Inglaterra. Deus da guerra.

Conlaoch
Conlaoch: Na mitologia Irlandesa era filho de Cu Chulainn e de Aoife.

Conn
Conn: Rei da Irlanda conhecido como “Conn das 100 batalhas”.

Cordelia
Cordelia: Na mitologia Galesa – Celta era filha de Llyr. Ela tem dois
amantes, Gwynn e Gwythr, que lutam por ela no dia 1 de Maio de cada ano
e que continuarão a lutar até ao dia do juízo, quando um deles será
vitorioso e casará com ela.

Corona Borealis
Corona Borealis: Na mitologia celta era o castelo de Arianrhod.

Coventina
Coventina: Na mitologia celta era deusa das fontes e das águas. Era a deusa
que personificava a Primavera Sagrada; tinha poderes curativos.

Credne
Credne: Na mitologia Irlandesa era o deus trabalhador do bronze dos
Tuatha.

Creidhne
Creidhne: Na mitologia celta era deus dos trabalhos em metal.

Creiddylad
Creiddylad: Na mitologia Galesa era filha do deus do mar Llyr. Ligada a
Beltane e chamada muitas vezes Rainha de Maio. Era deusa das flores
estivais e do Amor.
Creurdilad
Creurdilad: Na mitologia celta era filha de Lludd e amante de Gwyn ap
Nudd e Gwyrthur ap Greidawl. A sua história mitológica é a mesma de
Cordelia, com mudança no nome dos amantes.

Cromlechs
Cromlechs: Pedras erguidas dispostas em círculo relacionadas com o culto
da Natureza.

Cú Chulainn
Cú Chulainn: Herói celta, figura central de um ciclo de lendas irlandesas.
Ele é associado ao seu tio Conchobar, rei de Ulster; os seus famosos feitos
heróicos são descritos no Livro da Vaca Parda.

Cuchulinn
Cuchulinn: Na mitologia celta Cuchulinn é um rei herói de Ulster e filho de
Lugh.

Cuculain
Cuculain: Na mitologia celta, apelido de Setanta, o guerreiro filho de
Dechtire e Lugh. Adquiriu este nome quando matou o cão de guarda do
ferreiro Culain e concordou em guardar os campos de culain durante um
ano enquanto um substituto era treinado para o trabalho.

Cuda
Cuda: Na mitologia celta Cuda era a Deusa Mãe.

Culann
Culann: Na mitologia Irlandesa era um chefe irlandês. Cu Chulainn serviu-
o durante algum tempo como pagamento por lhe ter morto um cão.

Cú Roi
Cú Roi: Herói mitológico Irlandês do Ciclo do Uladh. Habitante do mundo
de além túmulo, onde possui uma fortaleza acessível só no Samahain e cuja
entrada é capaz de ocultar ao resto dos mortais. É capaz de transformar-se
em sombra, monstro ou peixe. É um juiz de grande prestígio entre os heróis
do Uladh.

Cwn Annwn
Cwn Annwn: Na mitologia galesa eram os cães de Arawn, mais tarde
chamados “os cães do Inferno”. Constituíam muitas vezes uma ameaça de
morte, embora não realizassem por si mesmos qualquer destruição.
D

Dagda
Dagda: Na mitologia Irlandesa Dagda (ou Dagdé) líder dos Tuatha De
Dannann, era irmão da deusa Danu. “O Deus Bom” era o deus da
fertilidade, abundância e da terra. Chamava as estações do ano ao tocar na
sua harpa mística uma ária especial. Era senhor da vida e da Morte.

Damona
Damona: Na mitologia Galesa era a deusa da fertilidade e da cura; o seu
nome significa “Divina Coroa”.

Dana
Dana: Na mitologia Irlandesa é a companheira de Bilé. É descendente dos
Tuatha De Dannann.

Danu
Danu: Na mitologia Irlandesa era a Grande Mãe, deusa da terra.

Danu
Danu: Na mitologia Britânica era a tríplice deusa Danu, Anu e Brígida,
protectora dos poetas, dos ferreiros e dos médicos.

Dechtire
Dechtire: Na mitologia Galesa era mãe de Cu Chulainn, bisneta de Angus
mac Og e meia irmã do rei Conchobar.

Deirdre
Deirdre: Na mitologia celta, era a bela noiva prometida a Conchobar. Fugiu
com Noísi e morreu de tristeza quando Conchobar o matou assim como os
seus irmãos.

Dewi
Dewi: Deus celta que era representado pelo Dragão Vermelho que se tornou
no emblema de Gales.

Diancecht
Diancecht: Na mitologia Irlandesa era o deus da feitiçaria, da saúde e da
cura.

Dis
Dis: Na mitologia Gaulesa era o deus da morte do qual todos os gauleses
descendiam.
Dispater
Dispater: Na mitologia Galesa era o deus romano do “Outro Mundo”, o seu
culto também vigorava na Gália.

Dólmenes
Dólmenes: Áreas cobertas também formadas por pedras. Tinham carácter
funerário.

Domnu
Domnu: Na mitologia Galesa era a Rainha dos Céus, deusa do mar e do ar.
Por vezes chamada de deusa outras vezes de deus.

Don
Don: Era a Deusa Mãe, o equivalente à deusa Irlandesa Danu.

Donn
Donn: Na mitologia Irlandesa Don governava a Terra dos Mortos.
Controlava os elementos e era a deusa da eloquência.

Druantina
Druantina: Na mitologia Britânica, Druantina era a deusa druida do
nascimento, sabedoria, morte e metempsicose. É a mãe do alfabeto irlandês
das árvores.

Druids
Druidas: Os druidas eram os sacerdotes e magos, mestres e juizes. Desde o
início da história celta que foram uma classe educada e respeitada pela sua
sabedoria e conhecedores dos seus próprios poderes como intermediários
entre as tribos e os deuses.

Druids-Brithem
Druidas-Brithem: Estes eram os juizes. Os celtas nunca chegaram a ter as
suas leis escritas, apenas os Brithem as conheciam, assim, a função destes
era percorrer as casas e as cidades e resolver os impasses que surgissem.

Druids-Liang
Druidas-Liang: Eram os médicos e curandeiros. Em geral, passavam mais
de 20 anos em estudos antes de praticarem a cura. Tinham especializações
entre si, entre eles estavam as ervas, as cirurgias (como a de transplante de
coração) entre outras.
Druids-Filid
Druidas-Filid: Eram a mais alta classe dos druidas. A sua função era o
contacto directo com os deuses. (Dizia-se que alguns deles eram
descendentes de deuses). O Mago Merlin é um Druida-Filid.

Druids-Poets
Druidas-Poetas: Estes druidas aprendiam as histórias através dos Scelaige e
contavam-nas ao povo mantendo assim a tradição celta viva.

Druids-Sencha
Druidas-Sencha: Estes percorriam as terras celtas e compunham novas
histórias do que ia acontecendo e estas seriam repassadas aos Scelaige que
as decorariam.

Druids-Scelaige
Druidas-Scelaige: Eram os narradores. Tinham como função apenas repetir
a grande História dos celtas que lhes havia sido contada por outros
Scelaige. (A escrita era proibida, excepto em rituais religiosos) Repetiam
para que a sua História não fosse esquecida. Também juntavam à sua
História as novas trazidas pelos Sencha.

Dwyn
Dwyn: Na mitologia Galesa era a deusa do amor. Também conhecida por
Dwynwen.

Dylan
Dylan: Na mitologia celta era o deus da escuridão, um dos filhos gémeos
de Gwydion e Arianrhod. Era um deus do mar. O seu símbolo era um peixe
prateado.

Edain
Edain: Deusa dos cavalos e das mulas na mitologia celto - irlandesa.

Elaine
Elaine: Na mitologia celta, Elaine (Lily-Maid) era a deusa virgem da beleza
e da Lua.

Elva
Elva: Na mitologia Irlandesa era cunhada de Lugh.
Emer
Emer: Na mitologia Irlandesa era filha de Forgall, o astuto; casou com Cu
Chulainn.

Emania
Emania: “Terra da Lua” celta, para onde os mortos vão. Era governada pela
Rainha das sombras, ou Macha. A sua cidade sagrada chamava-se Emain
Macha.

Eochaid
Eochaid: Na mitologia Irlandesa era um rei Fir Bolg; morto na primeira
batalha contra os Tuatha.

Epona
Epona: “A Cavaleira” ou “A Amazona” é a divindade dos cavalos e das
mulas na mitologia Galesa. É representada sempre a cavalo, sentada de
lado e na cabeça trás um diadema. Presidia também à fecundidade dos
solos, fertilizados pela água.

Eriu
Eriu: Na mitologia Irlandesa era a deusa do destino, uma das filhas de
Dagda e uma das três rainhas dos Tuatha De Danann. Eriu pertencia ao trio
de deusas que personificam o Espírito da Irlanda.

Esus
Esus: Na mitologia Galesa era visto como o “Bom Deus” mas também era
conhecido por “Deus Sanguinário” pois inspirava combates e desencadeava
o furor nas batalhas.

Etain
Etain: Na mitologia celta Etain (A Brilhante) era a tripla deusa do Sol, da
água, dos cavalos, da beleza, da música e da transmigração das almas.

Ethlin
Ethlin: Na mitologia celta era filha de Balor. Balor, aterrorizado pela
profecia de que seria morto pelo neto, trancou Ethlin numa torre de vidro e
colocou guardas a vigiá-la. Contudo, Cian disfarçado de mulher, entrou na
torre e uniu-se a ela.

Ethniu
Ethniu: Na mitologia Irlandesa era filha do fomoriano Balor-do-Mau-
Olhado. Desposou Cian, o filho de Diancecht.
Evnissyen
Evnissyen: Na mitologia Galesa era um gigante meio irmão de Bran. O seu
nome significa “Amante da Luta”.

Excalibur
Excalibur: Lendária e encantada espada usada pelo Rei Artur.

Fagus
Fagus: Na mitologia Galesa era o deus Faia.

Fand
Fand: Na mitologia Irlandesa era uma das mulheres do deus do mar
Manannan mac Lir, que a abandonou. Era deusa da cura e do prazer.

Fairies
Fadas: Na mitologia celta eram seres mágicos que habitavam nos bosques.
Também conhecidas como “damas brancas”.

Fata Morgana
Fata Morgana: Na mitologia celta Irlandesa era a deusa do mar, das ilusões
visuais, dos encantamentos, do destino e da morte. É a rainha das ilhas
Fortunato.

Fedelma
Fedelma: Poetisa e profetisa ao serviço da rainha Medb.

Fenris
Fenris: Na mitologia celta era o monstruoso lobo do deus Loki. Fenris
engoliu o deus Odin.

Fer-Sidhe
Fer-Sidhe: Na mitologia celta cada deus era um Fer-Sidhe, um “Homem do
Monte”.

File
Bardo: Na mitologia celta eram poetas cantores com poderes mágicos.
Finn MacCool
Finn MacCool: Na mitologia celta era um profeta Irlandês, guerreiro e
curandeiro. Aprendeu todas estas habilidades ao ter tocado a carne de
Fintan ou, em outras versões. Por ter bebido o vinho divino.

Fintan
Fintan: Na mitologia celta era o salmão da sabedoria. Foi o único Irlandês a
sobreviver ao dilúvio transformando-se num falcão para sobrevoar as águas
e depois num salmão para nelas sobreviver. Por ter comido nozes mágicas
recebeu todo o conhecimento, mas ficou preso numa rede e foi comido por
Finn MacCool que acabou por adquirir o seu conhecimento e poder.

Fionn
Fionn: Fionn, que significa “Branco” ou “Louro” na mitologia celta era
chefe dos Fionna de Leinster, o herói Fionn ou Fionn mac Cumhail. Era
tido como o fanfarrão que matava monstros e como mágico. Vivia de
aventuras, era desconfiado e astucioso. Era filho de Ossian e avô de Oscar;
Goll e o irmão Conan são seus inimigos. Morreu numa batalha em Ghabra.

Flidais
Flidais: Na mitologia Irlandesa era a deusa das florestas, dos bosques e das
criaturas selvagens. Viajava numa carruagem puxada por veados. Esta
deusa tina a capacidade de mudar de forma.

Fodla
Fodla: Uma das filhas de Fiachna pertencente ao trio de deusas que
personificam o Espírito da Irlanda.

Fomori
Fomori: Na mitologia celta, são demónios que vivem na profundidade do
mar e em lagos e poços escuros.

Freyr
Freyr: Na mitologia celta era o deus Odin numa outra forma, como deus da
chuva, do sol e da fruta. Casou com Gredir.

Galahad
Galahad: Era filho de Lancelot. Graças à sua pureza ele conseguiu concluir
a Demanda do Santo Gral.
Gawain
Gawain: Na mitologia celta era filho do rei Lot Orkney ou do deus Sol Lug.
Gawain foi um dos mais leais e nobres seguidores de Artur.

Gedeon
Gedeon: Na mitologia Britânica era uma deusa do oceano.

Gioll
Gioll: Rio que rodeava o “Mundo Subterrâneo”.

Gladsheim
Gladsheim: Na mitologia celta era a mansão em Asgard onde os deuses
viviam.

Gleipnir
Gleipnir: Na mitologia celta este era o nome da corrente que prendia
Fenris.

Goibhniu
Goibhniu: Membro dos Tuatha De Dannann. Na mitologia celta era o deus
dos ferreiros.

Gorsedd
Gorsedd: Termo usado para designar uma reunião de Bardos.

Gotterdammerung
Gotterdammerung: Na mitologia celta Gotterdammerung era o fim do
Mundo.

Govannon
Govannon: Este deus é o Vulcano das tribos celtas insulares; fornece armas
aos membros do clã e aos aliados.

Goibniu
Goibniu: Goibniu (que significa ferreiro) na mitologia Irlandesa era o deus
dos ferreiros, dos fabricantes de armas, da ourivesaria, da fabricação de
cerveja, do fogo e do trabalho com metais.

Govannan
Govannan: Na mitologia celta Govannan era filho de Don e deus da
metalurgia.
Grail
Gral: Conhecido como “Santo Gral” é o lendário cálice que se diz ter sido
usado por Jesus na Última Ceia. A Demanda do Santo Gral é um elemento
importante na saga Arturiana.

Gronw Pebyr
Gronw Pebyr: Na mitologia celta era o deus da escuridão.

Gui - Loranto
Carvalho: Árvore sagrada para os druidas e a comunidade celta em geral.

Gulltopr
Gulltopr: Na mitologia celta este era o nome do cavalo de Heimdall.

Gwenhwyfar
Guinevere: Esposa do Rei Artur.

Gwydion
Gwydion: Na mitologia celta era filho de Don, mestre na fantasia e ilusão,
que ensinou aos humanos tudo o que é útil e bom.

Gwydion
Gwydion: Na mitologia Britânica era filho de Danu e era o deus
civilizador, dispensador de benefícios e propagador das artes.

Gwyn ap Nudd
Gwyn ap Nudd: Na mitologia celta era o Rei das Fadas, senhor do
submundo e mestre dos caçadores. Vivia em Glastonbury Tor.

Gwynedd
Gwynedd: A Tradição Druídica ensinava que a alma humana teria de passar
por muitas encarnações em Abred antes de alcançar Gwynedd, O Círculo
das Bençãos.

Gwyrthur ap Greidawl
Gwyrthur ap Greidawl: Na mitologia celta era o rival de Gwyn ap Nudd na
afeição de Creudilad. É um deus solar e representava o dia.

Gwythyr
Gwythyr: Na mitologia Galesa era o oposto de Gwynn ap Nudd, era o Rei
do Mundo Superior.
H

Heimdall
Heimdall: Na mitologia celta este era o guardião da ponte Bilfrost que
levava ao “Mundo Subterrâneo”.

Hel
Hel: Na mitologia celta este era o nome da deusa do “Mundo Subterrâneo”.

Hela
Hela: Na mitologia celta esta era a deusa da morte.

Herne The Hunter


Herne o Caçador: No folclore Inglês Herne o Caçador é o espirito de um
caçador que protege os viajantes através de Windsor. É um personagem
frequente nos contos de Robin Hood.

Hodur
Hodur: Na mitologia celta era o deus cego.

Hresvelgr
Hresvelgr: Segundo a mitologia celta este era o gigante que vivia no
extremo norte cujas asas provocavam ventos e tempestades.

Hunin
Hunin: Na mitologia celta este era o nome do corvo que pousava no ombro
de Odin e lhe contava o que se passava no mundo.

Ialonus
Ialonus: Na mitologia Galesa era o deus da clareira ou do campo cultivado.

Iduna
Iduna: Na mitologia celta esta era a esposa de Bragi. Ela guardava maçãs
douradas numa caixa das quais os deuses comiam para se manterem sempre
jovens.

Igraine
Igraine: Mãe do Rei Artur.
Imbolc
Imbolc: Festival celta celebrado no dia 1 de Fevereiro. A sua função era
encorajar o fim do Inverno e o retorno do Sol.

Irish
Irlandês: Termo usado para designar algo ou alguém da Irlanda.

Isolde
Isolda: Na mitologia celta e na lenda medieval, Isolda era a esposa do rei
Marcos da Cornualha, tendo sido levada para a Irlanda pelo sobrinho do
rei, Tristão. Ela e Tristão acidentalmente bebem uma poção do amor dada
por sua mãe para ser consumida no seu casamento, o que os torna
inseparáveis amantes e, finalmente, vítimas fatais deste amor.

Jormungandr
Jormungandr: Segundo a mitologia celta este era um grande dragão que
vivia no fundo do oceano que banhava Midgard.

Jotunheim
Jotunheim: Segundo a mitologia celta esta era a residência dos gigantes.

Kolga
Kolga: Na mitologia celta este era o nome da filha de Aegir e Ran.

Launcelot
Lancelot: O melhor cavaleiro da corte do Rei Artur; campeão da Rainha
Guinevere.

Latis
Latis: Na mitologia celta Latis era a deusa da água e da cerveja.

Lia Fail
Pedra de Fal: Na mitologia celta Lia Fail era a Pedra do destino.

Lir
Lir: Na mitologia celta Lir (ou Lleyr ou Llyr) era o Velho Homem do Mar.

Lleu
Lleu: Na mitologia celta Lleu era o deus da luz, irmão gémeo de Gwydion
e Arianrhod.

Lleu Llaw Gyffes


Lleu Llaw Gyffes: Na mitologia celta é uma designação que significa
“Leão da mão certa”. Nome atribuído a um famoso guerreiro celta devido à
sua destreza e força.

Lludd
Lludd: Ver Nudd

Llyr
Llyr: Na mitologia Galesa era deus do mar, relacionada ao Irlandês Lir.

Loch
Loch: Termo escocês para lago.

Luchtaine
Luchtaine: Na mitologia celta era o deus das rodas.

Lug
Lug: Na mitologia celta era o Sol, deus e mestre de todas as habilidades e
ofícios. Era filho do rei demónio Balor.

Lugh
Lugh: Na mitologia Irlandesa era o deus da luz.

Lughnasadh
Lughnasadh: Festival celta celebrado no dia 1 de Agosto. Festival de pré –
colheita, as últimas ervas eram colhidas. Era uma celebração em honra do
casamento de Lugh com a Mãe Terra.

Luichtanel
Luichtanel: Na mitologia Irlandesa era um dos deuses do trabalho em metal
e das artes manuais dos Tuatha De Dannann.
M

Mabinogion
Mabinogion: Colecção de contos Galeses.

Mabon
Mabon: Na mitologia celta Mabon era o filho da luz, comparado ao Apolo
romano. Era o deus da liberdade, harmonia, música e unidade.

Macha
Macha: Na mitologia Irlandesa era deusa dos jogos atléticos, festivais e da
fertilidade.

Mag Tuireadh
Mag Tuireadh: Batalha em que os Tuatha De Danann derrotaram os
Fomorianos.

Mai/ Maj
Maio: Na mitologia celta este era um dos meses mais importantes do ano
pois era um mês de liberdade sexual em honra da Grande Mãe e de “O dos
Chifres” dos Bosques. Podiam ser contraídos casamentos à experiência
pelo prazo de um ano e um dia; se se mostrasse não resultar, os parceiros
podiam, ao fim desse tempo, simplesmente seguir os seus caminhos
separados.

Manannan mac Lir


Manannan mac Lir: Na mitologia Irlandesa era o principal deus do mar
Irlandês. Era filho do deus do mar Lir. Era deus do mar, dos navegadores,
das tempestades, do tempo no mar, da magia, das artes, dos mercadores, do
comércio e do renascimento.

Margawse
Margawse: Na mitologia Galesa era o aspecto maternal da Grande Mãe.

Math Mathonwy
Math Mathonwy: Na mitologia Galesa era o deus da feitiçaria, da magia e
do encantamento

Matres Domesticae
Matres Domesticae: Na mitologia celta é um dos aspectos das Três Mães
que eram consideradas deusas da pátria natal.
Mark
Mark: Na lenda celta era rei da Cornualha, tio de Tristão e esposo de
Isolda.

Math ap Mathonwy
Math ap Mathonwy: Na mitologia celta era o deus da feitiçaria.

Medyr
Medyr: Na mitologia Galesa era o deus do Inferno.

Menires
Menires: Pedras erguidas que eram ídolos primitivos ou símbolos
religiosos. Estavam relacionados com o culto da Natureza e por vezes eram
dispostos em círculos formando os Cromlechs.

Merlin
Merlin: As velhas tradições Galesas chamavam-lhe um homem selvagem
dos bosques com capacidades proféticas. Dizia-se que tinha aprendido toda
a sua magia com a Grande Mãe sob os seus muitos nomes de Morgana,
Viviana, Nimue, Fada Rainha e Senhora do Lago. Um dos principais
conselheiros do Rei Artur. (Lendas Arturianas)

Mermaids
Sereias: Seres mitológicos do sexo feminino descritos como meio humanos
e meio peixes.

Mider
Mider: Na mitologia Irlandesa Mider era o deus do Inferno.

Mimir
Mimir: Segundo a mitologia celta este era o nome de um corvo que,
juntamente com Hunin, pousava no ombro de Oisin e lhe trazia noticias do
q se passava no mundo.

Mm
Mm: Na mitologia celta Mm era a deusa do pensamento dos povos
independentes do Norte.

Modron
Modron: Na mitologia celta deusa cujo nome significa “Mãe Divina”.
Mogons
Mogons: Na mitologia celta este era o deus mais louvado no norte de
Inglaterra. O seu nome significa “O Grande”.

Morgan Le Fay
Morgana: Segundo a versão Medieval da lenda, Morgana era meia irmã do
Rei Artur. Praticava feitiçaria.

Morrigan
Morrigan: Era a deusa celta da guerra e da morte. A “Grande Rainha”,
também representada por um trio: Badba, representada pelo corvo, usava a
magia para confundir os guerreiros; Macha representada pela gralha e
Nemhain.

Morrigu
Morrigu: Na mitologia Irlandesa esta deusa aparecia aos guerreiros que
partiam para o combate e pressagiava aos que a viam a derrota ou a morte.

Nantosuelta
Nantusuelta: Na mitologia Galesa era a deusa da Natureza, esposa de
Sucellus.

Naoise
Naoise: Na mitologia Irlandesa Naoise era o amante de Deirdre. Foi morto
pelo seu tio Conchobar.

Nastrand
Nastrand: Segundo a mitologia celta este era o nome da pior região do
Inferno. Os telhados e as portas estavam cobertos de cobras venenosas e era
nesta área que os assassinos eram forçados a vaguear como castigo.

Nechtan
Nechtan: Na mitologia Irlandesa era deus da água cujo poço sagrado era
uma fonte de sabedoria.

Nehalennia
Nehalennia: Na mitologia Galesa era a deusa do mar.

Néit
Néit: Na mitologia Irlandesa Néit era o deus da guerra, esposo de Nemhain.
Nemausus
Nemausus: Na mitologia Galesa era o génio da nascente de Nimes e deus
protector dessa cidade.

Nemeton
Santuário: Local sagrado onde os celtas faziam as suas ofertas e os seus
ritos religiosos.

Nemetona
Nemetona: Na mitologia celta era a deusa da guerra.

Nemhain
Namhain: Na mitologia Irlandesa Nemhain era a deusa da guerra e da
batalha.

Niamh
Niamh: Na mitologia Irlandesa era uma forma de Badhbh que ajudava os
heróis na morte. O seu nome significa “Brilho” ou “Beleza”.

Nicneven
Nicneven: Na mitologia celta era uma feiticeira-deusa de Samhain. Na
Escócia diz-se que cavalgava durante a noite com os seus seguidores no
Samhain. Na Idade Média era conhecida por Senhora de Habonde,
Abundia, Satia, Bensonzie, Zombiana e Herodiana.

Nidhogg
Nidhogg: Segundo a mitologia celta este era um dragão que devorava os
corpos dos humanos maléficos.

Njord
Njord: Na mitologia celta Njord era um deus marinho que vivia em Noa-
tun.

Nimue
Nimue: Na mitologia celta era uma metamorfa que amou Merlin. Após uma
disputa mágica, ela capturou-o numa gota de âmbar e engoliu-o.

Nissyen
Nissyen: Na mitologia Galesa era um gigante meio irmão de Bran. Seu
nome significa “Amante da Paz”.
Nodens
Nodens: Na mitologia celta era o deus da cura.

Norn
Norn: Segundo a mitologia celta estas eram as três deusas do destino: Und,
que era a deusa do passado, Verdandi, que era a deusa do presente e Skuld,
que era a deusa do futuro.

Norns
Norns: Na mitologia celta estas eram as três irmãs responsáveis pelos
destinos dos deuses e dos Homens.

Nuada
Nuada: Na mitologia celta Nudd ou Lludd era filho de Beli. Era um deus do
céu.

Nuada
Nuada: Na mitologia Irlandesa era um dos deuses - reis dos Tuatha De
Dannann. Era deus do Sol, do Oceano, da juventude e das armas.

Oak
Oak: Árvores antigas consideradas sagradas para os Druidas e para todos os
membros da comunidade celta.

Oberon
Oberon: No folclore Inglês é o rei dos elfos.

Odin
Odin: Na mitologia celta este era o deus do céu.

Oenghus
Oenghus: Na mitologia Irlandesa era filho de Daghdha e Boann. É o belo
deus do amor fatal e da juventude. Os seus beijos transformam-se em
pássaros.

Ogham
Ogham: Alfabeto secreto essencialmente usado pelos Druidas, o chamado
“Alfabeto Ogham”.
Ogham
Ogham: Na mitologia Galesa é a denominação para uma runa Galesa.

Ogma
Ogma: Membro dos Tuatha De Dannann. Na mitologia Irlandesa era o deus
da eloquência e do aprendizado.

Ogmé
Ogmé: Na mitologia Irlandesa é idêntico a Gwydion.

Ogmios
Ogmios: Na mitologia celta era o deus da força da poesia, dos feitiços e
encantamentos.

Ogmios
Ogmios: Na mitologia Galesa era o deus da eloquência e dos discursos
persuasivos.

Ogres
Ogres: Na mitologia celta estas eram as criaturas que provocavam as
tempestades.

O Sluagh
O Sluagh: Na mitologia celta (Escócia) Esta era a Hospedeira-dos-Mortos-
Não-Perdoados,ou antepassados pagãos. A mais terrifica das fadas das
Terras Altas (Higlands).

Ossian
Ossian: Na mitologia celta Ossian era filho de Finn. É, sem dúvida, a mais
importante personagem do ciclo feniano ou de Oissian. Aquando da derrota
de Gabhra, escapou graças à deusa - fada Niamh, que conduziu a sua barca
de vidro para Tir - Nan - Og, o paraíso Celta. Passou lá 300 anos de
juventude, enquanto o tempo e os reis passavam na Terra. Ao fim desse
tempo quis retornar à face da Terra. Niamh confia-lhe o seu cavalo mágico
recomendando-lhe que não pusesse o pé em terra. Oissian, entretanto, caiu
do cavalo e bateu no solo terrestre e quando tentou erguer-se era um velho
muito fraco e cego.

Outgard
Outgard: Segundo a mitologia celta esta era a casa dos gigantes e dos
monstros.
Ovate
Ovate: Era um tipo de druida. O seu propósito era observar e inventar. O
seu traje era verde o que tinha como simbologia o surgir da vida.

Owein Ap Urien
Owein Ap Urien: Na mitologia Galesa era o deus da sabedoria, da magia,
da guerra, da liderança, da reencarnação e das curas. Era associado aos
corvos.

Partholon
Partholon: Na mitologia celta este era o nome da primeira raça de invasores
da Irlanda.

Penardum
Penardum: Na mitologia celta Penardum era filha da deusa Don. Era deusa
do mar e era casada com Llyr.

Pishogue
Pishogue: Na mitologia celta Pishogue á a designação para o encantamento
que as fadas geralmente usavam nos humanos.

Plant Annwn
Plant Annwn: Na mitologia celta eram fadas subterrâneas.

Priestss
Sacerdotisa: Na Tradição Druídica as sacerdotisas ou druidisas, eram
altamente respeitadas pelos celtas, visto conhecerem o poder das palavras,
pedras e ervas. As sacerdotisas cantavam aos moribundos para os
adormecer, faziam encantamentos, profecias, feitiços, ajudavam nos
nascimentos e faziam curas.

Proxumes
Proxumes: Na mitologia celta eram uma espécie de anjos da guarda.

Pryderi
Pryderi: Na mitologia celta era filho de Pwyll e Rihannon.

Pwyll
Pwyll: Na mitologia celta era o príncipe de Dyfed e um herói em
Mabinogion. Aliado dos filhos de Llyr. Deus do Reino das Sombras.
R

Ragnarok
Ragnarok: Segundo a mitologia celta este é o nome da ultima batalha entre
o bem e o mal, da qual surgirá uma nova ordem.

Ran
Ran: Na mitologia celta este era o nome da esposa de Aegir. Era ela que
usava redes para encurralar os marinheiros e seus navios.

Rihannon
Rihannon: Deusa celta dos cavalos. Seu nome significa “A Real” ou
“Grande Rainha”. Esposa de Pwyll.

Robin Hood
Robin dos Bosques: Na mitologia celta era o feiticeiro de Greenwood;
existiu na realidade e comandou os companheiros da Floresta de Sherwood
no começo do século XVI. A sua companheira teve o papel de Mãe do
Bosque. Pela força das armas, manteve uma presença pagã na floresta, um
santuário para heréticos e outros perseguidos pelo Cristianismo.

Robur
Robur: Na mitologia Galesa era o deus Carvalho.

Rosmerta
Rosmerta: Na mitologia celta Galesa era deusa do fogo, calor, da
prosperidade e abundância. Simbolizava a terra fecunda.

Round Table
Távola Redonda: Segundo as lendas Arturianas os cavaleiros do Rei Artur
reuniam-se à volta da famosa “Távola Redonda”.

Runes
Runas: São as letras do alfabeto do antigo povo Teutónico do Noroeste da
Europa. O seu uso foi muito reduzido desde o aparecimento do Catolicismo
devido à sua ligação à magia. Eram usadas para lançar feitiços e adivinhar
o futuro.

Saga
Saga: Na mitologia celta esta era a filha de Odin, deusa da poesia.
Samhain
Samhain: Festival celta celebrado a 1 de Novembro. Marca o início do
novo ano celta e é a altura em que o “Outro Mundo” está acessível,
celebração dos mortos.

Scathach
Scathach: Scathach (ou Scota) era “A Sombria”, “Aquela que combate o
medo”. Era deusa do submundo da Terra de Scath, deusa no seu aspecto
destruidor. Foi também uma lendária guerreira e profetisa que viveu em
Albion (Escócia), que ensinava artes marciais que treinou Cu Chulainn.

Scottish
Escocês: Termo que designa algo ou alguém da Escócia.

Seidr
Seidr: Segundo a mitologia celta este era um tipo de magia utilizado
especialmente com fins maléficos.

Shee
Shee: Na mitologia celta também conhecido por sidhe era o Mundo
Invisível das Fadas.

Sidhe
Colina: Termo celta que significa colina.

Sidhs
Sidhs: Na mitologia celta os Sidhs eram os antigos outeiros funerários que
se viam nos campos.

Sirona
Sirona: Na mitologia Galesa era a deusa das fontes, da cura e protectora das
artes.

Sleipnir
Sleipnir: Na mitologia celta este era o nome do cavalo de Odin.

Slieve
Montanha: Termo celta que significa montanha (ou sliabh em Irlandês). Na
mitologia celta acreditava-se que muitos deuses habitassem nas montanhas.

Sluagh Sidhe
Sluagh Sidhe: Fada anfitriã da Escócia.
Sucellos
Sucellos: Na mitologia Galesa era o deus da abundância, do sucesso, da
força, da autoridade, da protecção, da regeneração, dos cães, das árvores e
dos corvos; era associado a cães e transportava um maço ou um martelo.
Seu nome significa “O deus do Maço” ou “Bom Lutador”.

Suleves
Suleves: Na mitologia celta eram deusas silvestres.

Sulis
Sulis: Na mitologia celta era a deusa da profecia, inspiração, sabedoria e
morte.

Surtr
Surtr: Segundo a mitologia celta este era um gigante que vivia no extremo
sul, que com uma espada flamejante guardava a fronteira de Munspelheim.

Tailtiu
Tailtiu: Na mitologia Irlandesa era a madrasta de Lugh. Era relacionada
com Lughnassad. Era deusa da Terra, da paz e da prosperidade.

Táin
Táin: Palavra usada para designar uma corrida de gado na mitologia
Irlandesa. Alguns exemplos de uma táin são as Táin Bó Cuailgne e Táin Bó
Fraoch.

Taliesin
Taliesin: Um Bardo de renome cujo nome significa “Cume Brilhante”.
Patrono dos Druidas, Bardos e menestréis. Deus da escrita, da poesia, da
sabedoria, dos feiticeiros, dos Bardos, da música, dos conhecimentos e da
magia.

Tara
Tara: Tara era tradicionalmente o Lugar Antigo dos altos reis da Irlanda.

Taranis
Taranis: Na mitologia druida era o deus da roda, do poder, do movimento,
do conhecimento, da magia e da liderança. Estava associado às forças da
mudança e ao símbolo da roda e à águia. Seu nome significa “O
Trovejador”.
Taranis
Taranis: Na mitologia Galesa era o deus do trovão, das tempestades, do raio
e da chuva.

Tan ou Teine
Fogo: Vocábulo na antiga língua celta.

Tephi
Tephi: Na mitologia Irlandesa era a deusa de Tara e co-fundadora com Tea.

Teutates
Teutates: Na mitologia Galesa era o “Deus do Povo”, o deus da tribo. Era
uma divindade guerreira, uma das mais antigas e mais poderosas.

The Old People


O Povo Antigo: Nome na Cornualha para as fadas.

The White Lady


A Dama Branca: Conhecida em todos os países celtas. Dríade da Morte;
identificada com Macha; Rainha dos Mortos; a forma idosa da deusa.
Deusa da morte, da destruição e da aniquilação.

Thiassi
Thiassi: Segundo a mitologia celta Thiassi foi um gigante que matou Thor e
lançou os seus olhos ao céu onde, mais tarde, brilharam como estrelas.

Thor
Thor: Na mitologia celta Thor era o deus da tempestade.

Tir - Nan - Og
Terra dos Jovens: Paraíso celta pagão. Local onde as almas descansavam
após a morte antes de reencarnar. É conhecido também por Terra das Fadas,
Avalon e Ilhas abençoadas. Por vezes é descrita como uma terra para além
do mar ocidental, para onde se retiraram alguns dos Tuatha De Danann. Diz
a lenda que aí existe uma fonte que produz a Água da Vida, que torna os
velhos de novo jovens.

Trefuilingid Fre-Eochair
Trefuilingid Fre-Eochair: Na mitologia Irlandesa era o deus do trevo e
consorte da Deusa Tripla. O tridente era o símbolo de qualquer deus a ela
associado. Os Irlandeses adoravam o trevo como símbolo das suas
divindades triplas, muito antes de S. Patrício.
Tuatha De Danann
Tuatha De Dannann: O “Povo da deusa Dana”. Segundo a mitologia
Irlandesa, foi a ultima geração de deuses que governaram a Irlanda antes da
invasão dos filhos de Milesius, antepassados dos actuais Irlandeses. Os
Irlandeses diziam que eram gigantes que viviam em aposentos
subterrâneos, em Tara, e que construíam templos de pedra.

Tylmyth Teg
Tylmyth Teg: Na mitologia Galesa era o nome mais usual para as fadas.
Quem quisesse conquistar a sua amizade chamar-lhes-ía Bendith y Mamau
(a Bênção Materna).

Tyr
Tyr: Na mitologia celta Tyr era o deus da guerra e dos desportos atléticos.

Ulle
Ulle: Na mitologia celta Ulle era o deus da perseguição.

Urd
Urd: Na mitologia celta Nurn era a deusa do passado.

Uther Pendragon
Uther Pendragon: Rei dos Bretães; antecessor do Rei Artur.

Valhalla
Valhalla: Na mitologia celta Valhalla era o paraíso para onde as almas dos
guerreiros iam após a sua morte em batalha.

Vates
Adivinhos: Na mitologia celta é uma designação atribuída a celtas que
prediziam o futuro.

Verdandi
Verdandi: Na mitologia celta Verdandi era a deusa do presente.

Vingulf
Vingulf: Na mitologia celta Vingulf era a mansão onde as deusas viviam.
Vithar
Vithar: Na mitologia celta Vithar era o segundo deus mais forte a seguir a
Thor.

Viviane
Viviane: Segundo a lenda Viviane era a Senhora do Lago (também
conhecida como Nimue ou Niniane)

Vosegus
Vosegus: Na mitologia Galesa era o deus tutelar dos Vosgos.

Weyland
Weyland: Na mitologia celta era um deus ferreiro e consorte da Deusa
Tripla. O nome Smith (ferreiro) referia-se antigamente a uma casta
sacerdotal de Druidas trabalhadores de metal. Uma tradição Inglesa afirma
que Weyland continua a existir no interior de um monte de Berkshire,
assinalado pelo Cavalo Branco de Uffington.

Woden
Woden: Forma Anglo-Saxónica do nome do deus Odin.

Ymir
Ymir: Na mitologia celta Ymir era um gigante. No início existiam apenas
Ymir e Ginnunggap. Ymir foi morto por Odin, Vili e Ve e do seu sangue foi
feito o mar, da sua carne a Terra, dos seus ossos as rochas e do seu crânio o
céu.

Yspaddaden
Yspaddaden: Na mitologia Galesa era um famoso Gigante Galês.
Fontes utilizadas:

- Celtic Myth and Legend, Squire, Charles


- The Aquarian Guide to British and Irish Mythology, John and Caitlin
Matthews-1988-Aquarian Press
- Myths and Legends of the Celts, Roleston, Thomas-1998- Senate
- Mitologia Geral, Lamas, Maria- Setembro de 2002, Editorial Estampa,
vol. II, 4ªedição
- O Mundo dos Deuses e dos Heróis- Mitologia Geral, Lamas, Maria,
1972, Editorial Estampa, vol. II
- A Magia Celta, Conway, D. J., 1994, Editorial Estampa
- www.glossarist.com
- www.loggia.com

Elisabete Oliveira, TI2