Contrato de locação (locação de coisas) H) Não exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel ou dos

encargos permitidos contravenção penal - Prisão simples: 5 dias a 6 meses, ou multa entre 3 e 12 aluguéis - correspondente último aluguel 4- Direitos e deveres do locatário 4.1- DIREITOS DO LOCATÁRIO a) Exigir: 1- a entrega da coisa; (entrega do bem locado, em condições mínimas de uso) 2- recibo de aluguel e encargos; (inclusive se reparou algum dano terá direito a recibo) 3- garantia do uso pacífico da coisa; (ex. casa que está sendo disputada em inventário e um dos herdeiros vai todos os dias importunar o locatário para deixar o imóvel - tem o direito da posse tranquila do bem) 4- responsabilidade do locador em caso de vícios ocultos. (se o dano for causado pelo locatário, ele irá reparar, porém se o vício (defeito) já existia antes da locação, a responsabilidade de reparação dos vícios ocultos é do locador). Se ocorre depois da locação irá se verificar se o locatário teve culpa (devido ao mau uso), se teve, terá que ressarcir o dano, caso contrário a responsabilidade será do locador) b) pedir a relação escrita do estado da coisa (estado do bem, janelas, encanação, parte elétrica, etc) - pois tem a depreciação da coisa com o tempo, e não significa mal uso do locatário. - em caso de recusa do locador: estará dispensado de perdas e danos em caso de alegação de estragos (não poderá alegar perdas e danos em eventual estrago que tenha sofrido a coisa) c) Reter a coisa enquanto não ressarcidos: (é proibido o locador solicitar (reaver) o imóvel antes do vencimento do contrato, desde que ele pague:) 1- perdas e danos em face da entrega antecipada (art. 571,§ único, CC) 2- benfeitorias necessárias (sem o consentimento) ou úteis (com o consentimento), feitas com o consentimento (art. 35, Lei 8245/91) - são indenizaveis 3- levantar as voluptuárias (não são indenizáveis - locador por mera liberalidade poderá pagá-las para adquirí-las para seu imóvel. Poderá ser retirada desde que ela não cause danos a coisa) (art. 36, Lei 8245/91) - ex. ar condicionado d) Ter preferência para aquisição, no caso de alienação do imóvel - salvo: -art. 32, Lei 8245/91= - venda judicial; (leilão por dívida) - permuta; (não tem pois não está se desfazendo do bem mediante especulação imobiliária, é apenas uma troca que é o ajuste de interesses que não envolve dinheiro) - doação; -integralização de capital; (aquele que vai entrar numa sociedade terá que dar alguma coisa como capital de sua empresa e poderá dar o imóvel locado) -cisão, fusão ou incorporação Obs: caducará o direito se não for exercido - prazo de 30 dias a contar da notificação (art. 28, Lei Lei 8245/91) (notificação escrita, sendo ideal o locatário fazer de próprio punho, dizendo que não tem interesse na compra do imóvel preferencialmente) Obs²: o locatário preterido na preferência poderá reclamar: (quando não é observado o direito de preferencia o locatário poderá pleitear:) - perdas e danos, desde que - contrato de locação registrado no cartório de registro de imóveis. - poderá ainda depositar o preço e demais despesas e haver para si o imóvel - prazo de 6 meses a contar da data do assento no cartório de registro de imóveis e desde que o contrato de locação - 30 dias antes da venda esteja averbado no cartório de registro de imóveis. (há julgados que admitem que não há necessidade da averbação, tendo em vista que é muito caro, e impede a maioria de ter acesso a tal exigência) e) Purgar a mora - objetivo: evitar a rescisão da locação (foi movido uma ação de despejo contra o locatário, e ele não

vai fazer uma obra para reformar a calçada que está deteriorada. 570. II. salvo as deteriorações naturais decorrentes do uso regular (art 569.CC e art. porque se utiliza de um único cômodo) 1.Escola .º (art 569.etc) . substituição de vidros.interromper a situação risco de rescisão contratual Obs: no prazo da contestação . da Lei 8245/91) (tem que dar a reparação das coisas que estavam em bom estado na locação e que o locatário danificou) f) Pagar os encargos com: -limpeza. então a responsabilidade é do locatário. se não há convenção.Reparos por mais de 1 mês . e fizer dela uma oficina. III e art. 569. no estado em que a recebeu.colocação de fechaduras(se trocar para residir pois não sabe se o antigo locatario ainda tem a chave. finda a locação. o contrato poderá ser rescindido.quer a rescisão de tal contrato. II. IV e art.abatimento do aluguel (o locatário pode pedir o abatimento do aluguel dos dias que não teve condições de usufruir da coisa com a sua devida privacidade) .constume do lugar (art 569.rescisão do contrato . terá que ser pago pelo prazo estabelecido pela lei ou pelos costumes do lugar) o aluguel no prazo ajustado ou na falta de convenção . Lei 8245/91) (fazer por escrito (pois é uma forma de garantia). 62. art. Em caso de turbações. II. Lei 8245/91) Obs¹: se outra for a finalidade caberá .uso comum.água e saneamento. quando sair tem que colocar de novo a fechadura antiga). 23. (ex. manutenção de terrenos que fazem parte do imóvel. 62. então ele:) . e ele terá o direito de permanecer no imóvel.2. sem que o contrato seja rescindido) Obs²: Salvo se já houver se beneficiado (da purgação da mora) nos 24 meses anteriores a ação de despejo (art. 23.º dia útil do mês seguinte ao vencimento .aluguel + encargos devidos + penalidades + juros de mora + honorários (significa que ele reconhece o pedido. II. 1. Lei 8245/91) (para evitar a rescisão da locação) . I. CC) (se ele alugou uma casa com o intuito de moradia. 23.Reparos por mais de 10 dias . I. 569.despesas ordinárias de condomínio .luz. III. . extingue-se o processo com julgamento do mérito. 23. se não permitir é caso de rescisão do contrato) Obs 1: O locador é responsável por esses reparos e não poderá nele entrar sem a autorização do locatário Obs2: .§ único. Lei 8245/91) . além de exigir perdas e danos) Obs²: não constituirá mudança de destinação: (não desnatura a situação inicial. pois é benefício para a sua utilização) g) Fazer reparações locativas .rescisão .Deveres do locatário a) Servir a coida locada exclusivamente pra o uso convencionado ou presumido (CC.pena de rescisão contratual + perdas e danos c) Pagar pontualmente (se houver prazo tem que pagar dentro do prazo.ª parte e art.art. . pois se o locador não cumprir a obrigação é causa de rescisão do contrato.Instituto de beleza .Dentista: consultório 3. torneiras h) Consentir a realização de reparos urgentes: (o locatário tem que permitir a entrada das pessoas para realizar os reparos urgentes. Lei 8245/91) 4.em uma sala (aulas particulares) b) Tratar como se fosse o seu bem alugado (art.advogado ou médico: consultório ou escritório 2. para garantir a posse pacífica da coisa) e) Restituir a coisa.6.15 dias pagar: (art. (corte da grama. CC) (cidades que convencionam que o pagamento será admitido até uma certa data) d) Levar ao conhecimento do locador os danos que a ele incumbe reparar e as turbações de 3. ele pode entrar com uma ação possessória. se o locatário estiver com as obrigações em dia.em um dos cômodos 4.

locador poderá exigir: .forma livre (contrato informal) Obs2: E se precisar de prova? prova testemunhal Obs3: No contrato escrito . em seguida.quotas de funfo de investimento j) Pedir o prévio consentimento expresso do locador para: (art. CC .nem aquele que você contrata. em relação de um terceiro que o contrata com a obrigação de dar.fiança ( garantia fidejussória) . 595.(um de fazer o serviço e o outro de realizar o pagamento . será assinado por duas testemunhas) Obs4: E no caso de ausência de testemunha? (se não for observada a regra da assinatura a rogo .prejuízos provocados na coisa locada por ato abusivo . Lei 8245/91) .Conceito (é aquele em que as partes constituem relação jurídica concernente em uma obrigação de fazer para aquele que se utiliza da energia de seu trabalho para realizar determinada obra.ceder. tem uma obrigação de dar (remuneração) x Obrigação de fazer (prestação de serviços) . nem aquele que é o contratante.embora tenham o mesmo objeto . 13.será lido (rogo) e. poderá dar substituto que os preste) Nem a quem se prestar ----4. não proibida por lei ou bons costumes. . oriunda da energia humana. mas pode ser convencionado a antecipação do valor ou o pagamento em parcelas .locatário (tomador) .Objeto: Obrigação de fazer: lícita.algo que possa assegurar em caso de inadimplência) -$ . sem o consentimento da outra parte.obrigação de dar (aquele que contrata o profissional para realizar um serviço determinado) 2.obrigação de fazer .art 605. por qualquer meio em direito admitido) 3.uma das partes não sabe ler e escrever? (faz assinatura a rogo . Na locação de serviço.regra: pagamento após a realização do serviço.art. k) Responder . nesse caso dar a remuneração) . não poderão ser substituídos .art.i) Dar caução: (garantia à locação . (de um lado aquele que se dispõem realizar mediante seu trabalho .escrito ou verbal .Diferenças entre a prestação de serviços(obras pequenas) e a empreitada (obras de grande porte) .Nem quem presta-----.seguro fiança .art.obrigação de fazer: As diferentes são: .sublocar.emprestar o imóvel locado. temporariamente.Características jurídicas a) Bilateralidade: obrigações recíprocas. Obs1: Contrato "intuitu personae" (contrata pelo profissional que realiza o serviço) O contrato é pessoal . CC) LOCAÇÃO DE SERVIÇO OU PRESTAÇÃO DE SERVIÇO (na locação das coisas há a entrega da coisa para o uso. 593.se fará a prova mediante testemunha. 597. CC . .Transferência dos direitos (Segundo a lei. CC . e não havendo testemunha. .relação de trabalho excluída da legislação trabalhista e especial (aplicam-se as regras do CC) (prestador de serviço não é empregado) 1.perdas e danos e/ou rescisão contratual (art 570.locador (prestador) .desgaste físico e o outro que recebe o serviço tem que desembolsar a remuneração) c) Consensualidade: se aperfeiçoa com o simples acordo de vontades Obs1: contrato não solene . CC) b) Onerosidade: vantagens mútuas.bens móveis ou imóveis.

a pedido do interessado .vestuário.a cada período de 4 anos se encerra um contrato e faz-se um novo se assim desejarem as partes) Obs3: O excesso de prazo não acarreta a nulidade do contrato .pode ter prazo estipulado. ou preço para entregar a casa pronta. . diária de um pedreiro) Na empreitada: a remuneração é proporcional ao serviço executado.a) Na locação de serviço . Na empreitada: trabalhador se obriga a realizar certa obra mediante o preço ajustado. . independente do tempo que ele vai demorar para realizar a obra . . *solução: ajuste de um novo contrato por tempo = ou inferior(restante do tempo para a conclusão da obra ou pelo limite máximo de 4 anos).CC .há certa subordinação do locador (prestador) e o locatáio (tomador).art. levando em conta a boa-fé do prestador e a condição financeira do tomador) *Salvo: lhe será negada a compensação razoável se a houver proibição de prestação de serviço .qualquer das partes.parte . * Salvo: se trouxe vantagem para o tomador e estava de boa-fé (pode se dirigir ao judiciário e pedir uma compensação razoável.ex preço por metro quadrado construído. as partes são legítimas e capazes. competindo a empreiteiro contratar e despedir operários.fornece o material).Com antecdência de 8 dias . .médico (não terá direito a remuneração.§único.P judiciário ( o juiz vai arbitrar) * A regra é o pagamento depois da prestação do serviço .apenas a redução do prazo Obs4: Na ausência de prazo . é um simples tomador de serviço.na ausência de fixação (não havendo acordo entre as partes) . portas) b) Na prestação de serviços .dar-se-á por findo o contrato. (tem que entregar a obra desse jeito .poderá resolver o contrato: I.mas pode ser adiantada ou parcelada Obs1: A regra é remuneração em $ (a lei não prescreve a porcentagem). mas não tem habilitação técnica) e de boa-fé. sem atenção ao tempo nele empregado (preço fechado .o que importa é o resultado da obra. mesmo que esteja de boa-fé) 6. em respeito à liberdade humana) Obs1: Decorridos 4 anos .alimentos. CC/02 * Não poderá exigir remuneração normal se não possui habilitação técnica.CC .arbitramento. trabalhando por conta própria e assumindo uma obrigação de resultado.art 599. assumindo uma obrigação de meio ou de resultado.com janelas.salário fixado por semana ou quinzena. não há relação de emprego. CC (poderá rescindir o contrato mediante aviso) .Curso Prévio.Com antecipação de 4 dias .Remuneração: estipulação livre (dinheiro. a remuneração está fixada corretamente .reajustar o prazo dentro do limite legal (o contrato não será nulo. mas pode ter intempéries) 5. de acordo com o convencionado) . em respeito ao princípio da conservação dos contratos. levando em conta o serviço prestado. trabalhando sob as ordens e fiscalização deste (locatário . mesmo que a obra não tenha sido concluída.art. 598. CC (pois não se aplica as normas da CLT. 596. vestuário.art.salário fixado por tempo de 1 mês ou mais. (quem dá as regras é o empreiteiro) c) Na prestação de serviço . Obs2: O juiz . segunto o costume do lugar e o tempo de serviço e sua qualidade . II.morada.Tempo de duração (da prestação de serviço) . mediante notificação judicial ou extrajudicial (documento) .Remuneração correspondente aos dias ou horas de trabalho.trabalho por conta e risco do locatário(quem contrata .não poderá ser convencionada por mais de 4 anos . 597. a qualidade.dar orientações e fiscalizar o andamento da obra) Na empreitada = há independência do locador .art.norma de ordem pública .condução Obs2: Prestador de serviço não habilitado(tem conhecimento. 606.poderá. (ex.

ou mediante terceiro (sub empreitada) a outrem (dono da obra ou comitente) mediante remuneração determinada ou proporcional.III.terá direito a remuneração vencida mais . Obs2: Pode ter por escopo . (independe de prazo . construção de ponte. em que uma(empreiteiro) se compromete a realizar uma obra.sem subordinação .obra material (ex. sem subordinação. CC .(4 anos) iii) conclusão da obra. indivisibilidade da obra. motivada por força maior. *material próprio ou não *remuneração determinada ou proporcional (em regra o contrato .mediante contraprestação d) Consensualidade: não exige forma especial . v) inadimplemento de qualquer das partes.Dono da obra.(contrata por causa da pessoa . valor integral do contrato menos o que já recebeu.art 602.comitente -Negocio jurídico firmado entre duas partes.§ único. podendo fazer pessoalmente. Visa a realização de uma obra a ser paga por aquele que irá recebê-la.para a remuneração .CONTRATO DE LOCAÇÃO DE OBRA OU EMPREITADA (obras de grande porte. sem justa causa.deverá ser feito por etapas) Obs1: A empreitada se caracteriza . iv) rescisão mediante aviso prévio.Véspera . vi)impossibilidade.intuito personae e há prestação vencida os herdeiros deverão resolver o contrato) ii) escoamento do prazo. 7.pelo resultado da obra final.mesmo acontece se for despedido por justa causa *terá direito apenas à remuneração vencida.não presume-se e não torna o empreiteiro responsável pela realização da obra) Obs3: Inobservância quanto a tempo . não presta mais serviços ao tomador) . III. mas responderá pelas perdas e danos ao tomador.1/2 do que lhe caberia ao termo final do contrato (indenização) (metade do que faltava para receber.não terá direito a qualquer majoração 2-) Características jurídicas: a) Bilateralidade: cria obrigação para ambas as partes b)Comutatividade: equivalência de vantagens c) Onerosidade: certos direitos e vantagens .Extinção do contrato de locação de serviço *O contrato poderá ser extinto com ou sem justa causa de uma ou das duas partes contratantes: a) em caso de despedida injusta ou sem justa causa do prestador: (o tomador despede o prestador de serviço sem nenhuma justificativa . c) Em caso de despedida imotivada do prestador.pessoalmente ou por meio de 3.CC: i) morte de qualquer das partes.obra intelectual (ex.há apenas uma estimativa de prazo .o que importa é que cumpra a obrigação) Obs4: Se ultrapassar o prazo previsto. o empreiteiro é responsável pela finalização da obra) 1.obrigação de dar a obra pronta por preço certo ou proporcional ao serviço. reforma de grandes obras) .º .simples consentimento *Pode ser escrito ou verbal .Conceito: Empreiteiro . elaboração de projeto .denúncia vazia) art 603. O resultante tem direito a metade) b) nos termos do art 607.salário por menos de 7 dias. ou seja. nos contratos por tempo certo antes do vencimento ou da conclusão da obra . CC (prestador de serviço.

pois por ter estabelecido um contrato com o dono da obra. na época ajustada a remuneração convencionada. quando isso lhe competir em razão do contrato (CC. Porém no mútuo. sob pena de se presumirem aceitas e verificadas as partes já pagas. . 619.Conceito: negócio jurídico .Espécies a) Comodato .não poderá ser fungível ou consumível. sem considerar o fracionamento da atividade . deixou de estabelecer novos contratos) CONTRATO DE EMPRÉSTIMO 1. (tem que devolver a mesma coisa) . c) Fornecer os materiais necessários.dar-se-á empreitada a preço fixo absoluto . # teoria da imprevisão Obs2: art.limite fixado em que o valor não poderá ultrapassar. ficando sob sua responsabilidade o fornecimento de materiais + mão de obra.ex. 610) (o empreiteiro pode suspender a obra por justa causa do dono da obra.temporária (tem que devolver a coisa) .móvel . (se cobrar alguma coisa.imóvel.dever de restituição (cede o uso. mediante reembolso+lucro assegurado. não existe variação .Obrigações do dono da obra a) Pagar o empreiteiro. há a transferência da propriedade) 2. gozo e fruição da coisa. e) Empreitada por preço de custo: empreiteiro se obriga a realizar o trabalho.(não estava a revelia do dono da obra) b) Empreitada por medida: fixação do preço segundo as partes da obra (medida) c) Empreitada de valor reajustável .art 619. sempre presente à obra .cláusula permissiva de variação do preço .variação do preço da mão-de-obra e/ou materiais d) Empreitada por preço máximo . como a coisa é consumível. .CC (uma vez firmada.segundo o que for arbitrado se.e)Indivisibilidade: a entrega da obra deve ser integral.gratuitamente.individualidade da coisa.coisa fungível (que se consome) ou não fungível ( que não desaparece pela sua utilização) .a não ser que o empreiteiro queira fazer alterações/modificações na obra. CC . mas não cede a propriedade.Teoria da Imprevisão Mesmo que não tenha havido autorização escrita .se não se admitir qualquer alteração na remuneração. não descaracteriza o contrato de empréstimo.configurar-se-á a empreitada a preço relativo. seja qual for o custo da mão-de-obra ou dos materiais . um carro) . 3.1.Modalidades 3. (empresta algo e a pessoa terá que devolver a mesma coisa . e cobrar indenização por perdas e danos. pois se trata de uma penalidade) . Se houver multa pelo atraso na devolução. apontando falhas.Quanto ao modo de fixação do preço ou da remuneração pode ser: a) Empreitada a preço fixo: preço considera a obra inteira. será locação.em razão das visitas continuadas.2. mas tem que ter o consentimento escrito do dono da obra) Obs1: se permitir a variação em decorrência do preço de algum dos componentes da obra ou de alterações que ainda não constatados.o dono da obra é obrigado a pagar ao empreiteiro os aumentos e acréscimos . b) Verificar tudo que foi feito.empréstimo de uso .pessoa entrega a outra.proibida a execução fracionada f) Execução sucessiva ou continuada: série de atos concatenados ou continuados 3.2 Questão à execução do trabalho pelo empreiteiro 5.

Características jurídicas: 1.é o empréstimo gratuito de coisas não fungíveis. então ele tem a propriedade da coisa. (ex. 2.embora tenha o acordo de duas vontades . além das obrigações complementares (como se sua fosse. pois ele responde pela perda da coisa.ela jamais se convalescerá d) Intuitu personae: é baseado na confiança (é de carater pessoal. b) gratuito: cessão sem contraprestação * Onera um dos contraentes .coisa não fungível .comodante cede ao comodatário apenas a posse da coisa . não pode ser algo similar) 2.comodatário .obrigação de devolver a coisa) .contrato unilateral (traz obrigação apenas para o comodatário . quantidade e qualidade) . a não ser que consiga provar que a coisa sofreria deterioração ainda que estivesse nas mãos do comodante) * restituir a coisa . ex.o comodatário) Obs1: O comodato se caracteriza pela entrega (tradição) da coisa .1) Comodato (579.findo o prazo ou quando solicitado.1.Conceito .fungível (comodato) .título gratuito (não exige nada em troca) . pois ele que irá ceder o seu patrimônio.credor (comodante) tem o direito de exigir a restituição do bem sem nenhuma obrigação (desde que respeite o prazo estipulado) (se não acontecer a entrega da coisa não há empréstimo) Obs 2: Somente uma das partes contrai obrigações . carro) Obs1: Em ambos: as partes se propõem em entregar e receber em empréstimo * Principal diferença: natureza do objeto do contrato . . na sua individualidade.mantém a propriedade e o domínio (comodante) (ex.b) Mútuo .móvel / imóvel . causando vantagem ao comodatário) Obs1: a gratuidade não é descaracterizada .coisa do mesmo gênero. quantidade e qualidade. dinheiro) .posse indireta Obs1: embora o comodatário tenha a posse direta .ela é precária (temporária) É insuscetível de gerar aquisição da propriedade por usucapião (posse mansa e pacífica sem o conhecimento da outra parte) . CC .somente uma das partes se torna devedor . não pode emprestar para outra pessoa) * O comodatário não poderá ceder.coisa fungível ou consumível.coisa não.uma só das partes é colocada na posição do devedor comodatário (só uma das partes se obriga a devolver a coisa .1 .comodante .que não poderá ser devolvida. (devolver uma outra coisa do mesmo gênero. independendo de culpa. perfaz-se com a tradição do objeto) 2. que nunca deverá ser paga ao comodante) c) Real: só se completa com a tradição ou a entrega o objeto . sementes .posse direta.Efeitos: no mútuo .º) Contratualidade: acordo de vontades: a)Unilateral.comodatário * tem a obrigação de zelar pela coisa.o mutuário recebe a propriedade da coisa.caso o comodatário assuma a obrigação de pagar o imposto ou taxa que que recaia sobre a coisa.o comodatário recebe apenas a posse da coisa . embora tenha que restituir futuramente) no comodato.se traduzir em favorecimento pessoal . e não tem como devolvê-las.1. 3.a pessoa utilizou a sementes.restituição (devolver a coisa. (coisa se consome pelo seu uso. ficando apenas com a posse indireta. sob o mesmo título .não poderá ser transferido a seus herdeiros.º Infungibilidade e não-consumibilidade do bem: .coisa fungível ou consumível (mútuo) 2.2.empréstimo de consumo . (encargo em decorrencia do uso da coisa.comodante e proporciona uma vantagem ao comodatário (onera o comodante.

curadores.Obrigações do comodatário 1.somente com a prévia autorização do comodante.móveis que exista ao comodante o dever de repará-los. inventariante. torneiras.exige apenas a manifestação de vontade das partes . Salvo autorização especial pelo juiz.após o uso pelo comodatário. consertos de fechaduras.º Restituição Obrigatória . Requisitos: 1.º Não. depositários.estão proibidos(de dar em comodato) -administradores.sob pena de perdas e danos em caso de deterioração da coisa Obs1: Não poderá alugar. (na ausencia do comodante e sendo elas . luz.dever de restituir a coisa ao inventariante ou aos herdeiros. tutores.º Objetivo: somente podem ser dados em comodato bens -infungíveis . após ouvido o MP. pois do contrário . como é de propriedade do de cujus vai integrar o formal de partilha) 2.temos doação. CC) . quando deu um vendaval e destelhou a casa .4 .o comodatário não encontra o comodante e tem que cobrir a casa por sua conta própria .prática de esbulho(tem a posse mas não a propriedade) e a possibiidade de o comodante mover ação de reintegração de posse: Obs1) Em caso de falecimento do comodante *obrigação do comodatário.º (o comodatário irá pagar o dano causado pelo terceiro.o comodatário é possuidor de boa-fé (despesas extraordinárias e demais se autorizadas) *Despesas extraordinárias . se o proprietário for incapaz. mas não poderá ser consumida) Obs1) Ele poderá versar sobre bem fungível e consumível.3. emprestar.º Temporariedade (a coisa tem que ser restituida) (art 581.o comodante terá que reembolsá-lo) *Poderá o comodatário reter a coisa emprestada até que as despesas sejam pagas .despesas ordinárias .que não seja consumível (a coisa poderá ser fungível ou infungível.1. Ex. vidros . . IPTU. podendo ser ressarcido posteriormente pelo 3. sem . CC) * incapacidades especiais .º Guardar e conservar a coisa emprestada como se sua fosse . presumese que seja para o uso durante a temporada de férias) Obs1: Durante o prazo convencionado . 2.º) Obs2: Se alienar (vender) a coisa que não é sua . recomenda-se que seja escrito * o comodato se presume . em respeito à boa-fé objetiva.1.água. feitas em caso de urgência.imóveis 3.* coisa móvel ou imóvel .art 582. garrafas de vinho para a decoração 3.em caso de dúvida se os contraentes firmaram uma locação ou um comodato . presume-se o necessário para o uso concedido .inconsumíveis .não pode o comodante exigir a restituição do bem .pode o prazo para sua restituição: -determinado ou indeterminado (se não tiver prazo convencionado. testamenteiros.prevalece o contrato locatício 2.º Subjetivo: Capacidade para a prática dos atos da vida civil(art 580. * Em caso de recusa . CC .salvo no caso de necessidade imprevista e urgente reconhecida pelo juiz Obs2) Não se admite o comodato perpétuo. quando o comodante não podia ser avisado para autorizá-las: (ex. por se o fizer também responderá por perdas e danos causados por 3. empresta casa de praia.§ 2º CP Obs3: São por conta do comodatário: .ex.Serão entregues ao comodatário no estado em que se encontrarem. mas não para esse fim.crime de estelionato .171.solene: forma livre . 4.(o bem. vencido o prazo ou após a utilização .Em casos de despesas extraordinárias e necessárias.escrito/ verbal Obs1: Porém.

º Temporariedade: prazo certo .vedado o mútuo perpétuo.transferência da propriedade (no comodato ha somente a posse da coisa) .se o comodatário se recusa a devolver o bem poderá entrar com ação judicial pedido da reintegração de posse) 2.ex. porém poderá ser oneroso(porém não retira a característica gratuita do contrato) . quantidade. findo o tempo necessário ao uso concedido .º Restituir a coisa emprestada "in natura" (a coisa que foi emprestada.art 592.Obrigações do comodante * Obrigação de corrente de lei e de fato supervenientes ao curso do negócio 1º Não pedir a restituição do bem. guarda só o seu.CC) .º Responsabilizar-se solidariamente .restituição mesmo gênero/espécie.real (só se tipifica com a entrega da coisa) .deterioração ou perda da coisa . ainda que a coisa estivesse com o comodante.1.art 581.CC (desde que tenha autorização judicial) Obs2: Em caso de prazo indeterminado . Obs1: Nessa situação o comodatário se iguala à figura do locatário . (art 591.2.a ocorrencia de necessidade imprevista ou urgente .Conceito .o bem poderá ser retomado a qualquer momento sem necessidade de qualquer justificativa .2.antes do término do prazo estipulado ou necessário para o uso concedido Ob1: Salvo .2. (utilizar para aquele fim a que a coisa foi solicitada) 3. 2. 6. CC (empresta o bem a mais de uma pessoa não tem exercício de ordem .pagamento de juros no caso de empréstimo de dinheiro.se provar que o dano seria inevitável.Características jurídicas: 1.bem fungível (a coisa se consome com o seu uso . (senão cai no contrato de doação) obs1: Ausência de prazo convencionado .Contrato de mútuo 2.mais de 1 comodatário . responde. Ex.unilateral 2.garrafa de água.sob pena de responder por perdas e danos. mesmo que for caso fortuito ou força maior.5 .1 . CC .necessárias e urgentes.º Contratualidade .º Responder pelos riscos .art 582.penalidade 5. CC . CC . arcando com as consequencias da perda da coisa emprestada e pagar aluguel (o aluguel não se trata de contraprestação. elas serão feitas e serão indenizáveis) 2º Limitar o uso da coisa ao estipulado no contrato de acordo com a sua natureza . qualidade.arbitrado pelo comodante pelo prazo do atraso na restituição.pode cobrar de qualquer pessoa ou de todas) 2.art.sob pena de ser obrigado judicialmente a fazê-lo 4º Responder pela mora: suportando os riscos. e acontecer algo com a coisa. e uma arvore cai sobre o carro do comodante. Você irá responder pela perda da coisa) * Responde ainda que o dano decorra de caso fortuito ou força maior * Salvo . CC (se resguardar aquilo que é seu abandonando o do comodante. mas sim de uma penalidade) .º Pagar as despesas extraordinárias e necessárias mais as despesas não relacionadas com o uso da coisa .art 585. na sua individualidade) no momento devido ou se não houver prazo estipulado. multa de postura de edifício 2.art 582. começa a chover. Vc tem o seu carro e o do comodante na rua. 583.2 . semente para a plantação) .gratuito.