Universidade Estácio de Sá Campus Praça XI Engenharia de Petróleo e Gás

CONFIABILIDADE INDUSTRIAL
Aplicação FMEA e FTA

Alunos: Gabriel Antônio M. da Silva Glaucia Sodré Passos Jhuan Carlos Correia Rafael Hassen dos Santos Sérgio Cutnei Junior Curso: Engenharia de Petróleo e Gás Disciplina: Confiabilidade Industrial Professor: Maurício Sanches

Rio de Janeiro Maio de 2011

Pode-se dizer que. estamos buscando aumentar sua confiabilidade. é importante o uso da FMEA como uma técnica disciplinada para identificar e ajudar a eliminar problemas potencias. que tem como objetivo aperfeiçoar a confiabilidade de produtos e processos por meio da análise sistemática de possíveis falhas e suas conseqüências. com sua utilização. conhecida como FMEA (do inglês Failure Mode and Effect Analysis). que hoje é largamente empregado nas indústrias de manufatura. que ocorram falhas no projeto do produto ou do processo. detectar falhas antes que se produza uma peça e/ou produto. Estudos de campanhas de campo da indústria automobilística mostram que um programa de FMEA .FMEA e FTA Na crescente necessidade de aprimorar a qualidade de produtos. serviços e a satisfação dos clientes têm difundido diversos métodos e técnicas que miram melhorar a credibilidade de produtos e processos. Outra técnica é a análise da árvore de falhas (Fault Tree Analysis – FTA). Por que a implementação do FMEA? A empresa possui um compromisso em melhorar continuamente seus produtos. se está diminuindo as chances do produto ou processo falhar. ou seja. por meio da análise das falhas potenciais e propostas de ações de melhoria. orientando na adoção de medidas corretivas ou preventivas. Em meio a estas técnicas. aumentar a probabilidade de um item realizar sua função sem falhas. Este é o objetivo básico desta técnica. FMEA tem a vantagem de relacionar a falha de um equipamento específico com outros equipamentos e sistema. evitar. em grande parte devido às exigências as normas de qualidade tais como a ISO 9000 e a TS16949. é uma ferramenta que busca. em princípio. possibilita a identificação dos diversos modos de falha de um equipamento permitindo que a prevenção seja mais especifica. ou seja. FMEA E FTA: Dois tipos de raciocínio FMEA A metodologia de Análise do Tipo e Efeito de Falha. destacam-se o FMEA (Failure Modes and Effects Analysis). ou seja.

e não um exercício “após-o-evento”. que é o FMEA de procedimentos administrativos   Aplicação da FMEA  Assegurar que todos os modos de falhas possíveis. O tempo gasto no início do projeto na realização correta de uma FMEA. Um dos fatores mais importantes para implementação com sucesso de um programa de FMEA é o momento oportuno de sua execução. corretamente aplicada. A FMEA deve ser uma ação “antes-do-evento”. Há ainda um terceiro tipo.  Determinar quais características do produto / processo necessitam de controles adicionais. assistência técnica.  Desenvolve uma lista de falhas potenciais classificadas de acordo com seus efeitos no cliente.totalmente implementado poderia ter prevenido que muitas destas acontecessem. é um processo interativo que nunca se acaba. menos comum. O objetivo desta análise é evitar falhas no produto ou nos processos decorrentes do projeto. Embora seja necessário que a responsabilidade pela execução da FMEA seja delegada a um indivíduo. seus efeitos e causas sejam considerados. o objetivo desta análise é evitar falhas do processo. irá aliviar as crises provocadas por alterações tardias. engenheiros especialistas em projeto. montagem. Classificação do FMEA:  FMEA DE PRODUTO: na qual são consideradas as falhas que poderão ocorrer com o produto dentro das especificações do projeto. por exemplo. Uma FMEA pode reduzir ou eliminar a chance de implementar uma alteração que poderia criar um problema ainda maior. estabelecendo assim um sistema e priorização para melhorias do projeto e ensaios de desenvolvimento  Auxiliar na seleção de alternativas de projeto do produto/processo com alta confiabilidade e qualidade. FMEA DE PROCESSO: são consideradas as falhas no planejamento e execução do processo. qualidade e confiabilidade. manufatura. É comumente denominada também de FMEA de projeto.  Proporcionar informações adicionais para ajudar no planejamento de programas de desenvolvimento e de ensaios eficientes e completos  Proporcionar uma forma de documentação aberta para recomendar ações de redução de risco . tendo como base as não conformidades do produto com as especificações do projeto. quando alterações de processo/projeto podem ser implementadas mais facilmente e com menores custos. Deve ser montada uma equipe de especialistas com experiência no tema a ser analisado. ou seja. a FMEA deveria ser resultado de um trabalho em equipe.  Identificar itens críticos de segurança.

priorização destes modos 7. Revisão dos índices (avaliação da eficácia das ações) 10. Identificação do projeto (produto/processo) a ser estudado 2. Controle das ações 9. com base nesta avaliação.Atualização / Revisão do FMEA sempre que necessário. Em seguida são avaliados os riscos de cada causa de falha por meio de índices e.Detecção . Proporcionar referências para no futuro ajudar na análise de problemas de campo.ocorrência . Caracterização das funções de cada componente do produto/etapa do processo 4. • formação dos grupos de trabalho: em que define-se os integrantes do grupo. • planejamento das reuniões: as reuniões devem ser agendadas com antecedência e com o consentimento de todos os participantes para evitar paralizações. os tipos de falhas que podem ocorrer. processo ou procedimento e se é aplicado para produtos/processos novos ou já em operação. os efeitos e as possíveis causas desta falha. Avaliação dos índices . Ações recomendadas responsabilidades / Prazos 8. Planejamento Esta fase é realizada pelo responsável pela pela aplicação da metodologia e compreende: • descrição dos objetivos e abrangência da análise: em que identifica-se qual(ais) produto(s)/processo(s) será(ão) analisado(s). .Risco: (NPR) .Severidade . A análise consiste basicamente na formação de um grupo de pessoas que identificam para o produto/processo em questão suas funções. aumentando a confiabilidade do produto/processo. Identificação dos elementos  Peças / Partes / Componentes  Fluxograma do processo 3. que deve ser preferencialmente pequeno (entre 4 a 6 pessoas) e multidisciplinar (contando com pessoas de diversas áreas como qualidade. são tomadas as ações necessárias para diminuir estes riscos. 1. Funcionamento Básico do FMEA: O princípio da metodologia é o mesmo independente do tipo de FMEA e a aplicação. avaliando modificações no projeto e desenvolvendo projetos avançados Etapas para aplicação do FMEA: 1. se é FMEA de produto. desenvolvimento e produção). efeito e causa das falhas 5. Identificação do tipo. Identificação do modo de detecção das falhas 6. ou seja.

mas o ideal é que a empresa tenha os seus próprios critérios adaptados a sua realidade específica). de acordo com critérios previamente definidos (um exemplo de critérios que podem ser utilizados é apresentado nas tabelas abaixo. 3. • tipo(s) de falha(s) potencial(is) para cada função (coluna 2). • efeito(s) do tipo de falha (coluna 3). por meio da multiplicação dos outros três índices. Análise de Falhas em Potencial Esta fase é realizada pelo grupo de trabalho que discute e preenche o formulário FMEA. ocorrência (O) e detecção (D) para cada causa de falha. definindo: • função(ções) e característica(s) do produto/processo (coluna 1 na figura 2).• preparação da documentação (ver na figura 3 a documentação necessária). ocorrência (O) e detecção (D) para cada causa de falha. mas o ideal é que a empresa tenha os seus próprios critérios adaptados a sua realidade específica).Análise do Tipo e Efeito de Falha são calculados os coeficientes de prioridade de risco (R). de acordo com critérios previamente definidos (um exemplo de critérios que podem ser utilizados é apresentado na figura 4. Depois são calculados os coeficientes de prioridade de risco (R). • causa(s) possível(eis) da falha (coluna 4). • controles atuais (coluna 5). por meio da multiplicação dos outros três índices. 2. SEVERIDADE Índice Severidade 1 2 3 Mínima Pequena Critério O cliente mal percebe que a falha ocorre Ligeira deterioração no desempenho com leve descontentamento do . Depois FMEA . Análise de Falhas em Potencial Esta fase é realizada pelo grupo de trabalho que discute e preenche o formulário FMEA de acordo com os passos que seguem abaixo: 1 função(ções) e característica(s) do produto/processo 2 tipo(s) de falha(s) potencial(is) para cada função 3 efeito(s) do tipo de falha 4 causa(s) possível(eis) da falha 5 controles atuais Avaliação dos Riscos Nesta fase são definidos pelo grupo os índices de severidade (S). Avaliação dos Riscos Nesta fase são definidos pelo grupo os índices de severidade (S).

67 1:20.000 Cpk > 1.000. Estas medidas podem ser:     medidas de prevenção total ao tipo de falha. medidas que dificultam a ocorrência de falhas. criatividade e até mesmo outras técnicas como brainstorming. medidas que limitem o efeito do tipo de falha. lista todas as ações que podem ser realizadas para diminuir os riscos.cliente 4 5 6 7 8 9 10 Índice 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 DETECÇÃO Índice 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Detecção Muito grande Grande Moderada Pequena Muito pequena Critério Certamente será detectado Grande probabilidade de ser detectado Provavelmente detectado Provavelmente detectado Certamente detectado não não será será será Moderada Alta Muito Alta Deterioração significativa no desempenho de um sistema com descontentamento do cliente Sistema deixa de funcionar e grande descontentamento do cliente Idem ao anterior porém segurança afeta a OCORRÊNCIA Ocorrência Proporção Cpk Remota Pequena Moderada Alta Muito Alta 1:1.000 1:1000 1:400 1:80 1:40 1:20 1:8 1:2 Cpk > 1.00 Melhoria Nesta fase o grupo. . medidas de prevenção total de uma causa de falha.000 1:4. utilizando os conhecimentos.00 Cpk <1.

Análise de Árvore de Falhas (Fault Tree Analysis) é um método padronizado de análise de falhas ou problemas. medidas que doram realmente tomadas e a nova avaliação dos riscos. ou seja. uma vez realizada uma análise para um produto/processo qualquer. Uma forma de se fazer o controle do resultado destas medidas é pelo próprio formulário FMEA por meio de colunas que onde ficam registradas as medidas recomendadas pelo grupo. FTA A ferramenta FTA . Importância A metodologia FMEA é importante porque pode proporcionar para a empresa:      uma forma sistemática de se catalogar informações sobre as falhas dos produtos/processos. diminuição de custos por meio da prevenção de ocorrência de falhas. sendo então definidas as que serão implantadas. o benefício de incorporar dentro da organização a atitude de prevenção de falhas. das falhas já previstas pelo grupo. verificando como os mesmos ocorrem em um equipamento ou processo. mesmo que não haja alterações deve-se regularmente revisar a análise confrontando as falhas potenciais imaginadas pelo grupo com as que realmente vem ocorrendo no dia-a-dia do processo e uso do produto. Além disso. baseado em dados e devidamente monitoradas (melhoria contínua). bem como a reavaliação. capaz de fornecer bases objetivas para funções diversas tais como a análise dos modos comuns . nome do responsável e prazo. a atitude de cooperação e trabalho em equipe e a preocupação com a satisfação dos clientes. ações de melhoria no projeto do produto/processo. Continuidade O formulário FMEA é um documento “vivo”. Definições: FTA (Fault Tree Analysis)  É um método sistemático e padronizado. melhor conhecimento dos problemas nos produtos/processos. com base em dados objetivos. medidas que aumentam a probabilidade de detecção do tipo ou da causa de falha. Estas medidas são analisadas quanto a sua viabilidade. esta deve ser revisada sempre que ocorrerem alterações neste produto/processo específico. de forma a permitir a incorporação de falhas não previstas. É uma representação gráfica da relação lógica entre falhas (eventos básicos e eventos intermediários) que levam a uma ocorrência do evento de topo.

Compilação de informações para manutenção de sistemas alternativos de procedimentos de manutenção. Priorização das ações corretivas que serão tomadas. associada ao desenvolvimento de uma falha particular do sistema (efeito). Evento indesejado = EVENTO TOPO Causas básicas = EVENTOS BÁSICOS Aplicável para projetos/plantas em operação Indica claramente os pontos fracos do Sistema Observações: . e às falhas básicas (causas). verificando como ocorre em um equipamento ou processo. Por esse motivo. Análise e projeto de sistemas de segurança ou sistemas alternativos.Funciona do Sistema / Fronteira / FMEA / Eventos / Árvore de Falha Uso da FTA  Estabelecer um método padronizado de análise de falhas ou problemas. é considerada como uma ferramenta top down (de cima pra baixo). análise do projeto do sistema. para justificar mudanças e demonstrar atendimento a requisitos (de segurança) regulamentadores e/ou contratuais.  Análise da confiabilidade de um produto ou processo Compreensão dos modos de falha de um sistema de maneira dedutiva. É uma análise dedutiva detalhada que usualmente requer considerável volume de informações sobre o sistema.  Compilação equipamentos  Compilação de informações para planejamento de testes e inspeção.É interessante fazer o FMEA antes da Árvore de Falha . Particular É uma representação gráfica. É um processo lógico dedutivo que parte de um evento indesejado. denominadas de eventos primários. buscando todas as combinações de “causas básicas” que podem levar à ocorrência desse evento. Simplificação e otimização de equipamentos.   de falhas em sistemas. Etapas da FTA de informações par treinamento na operação de . chamada de evento de topo.  Indicação clara e precisa de componentes mais críticos ou condições críticas de operação.

Fluxograma da Sequência de Procedimentos para a FTA  Definir a equipe responsável pela execução  Selecionar o evento topo para análise  Coleta de dados  Definir quais são as interfaces ou fronteiras do sistema  Análise detalhada do sistema  Montagem preliminar da árvore de falhas  Revisão da árvore de falhas  Cálculo da probabilidade do evento de topo  Análise de recomendações  Reflexão sobre o processo Estrutura da Árvore de Falhas .

Símbolos de Eventos .

Árvore de Falhas – Simbologia Portas Lógicas – Simbologia .

Simbologia de Portas Lógicas Árvore de Falhas – Exercícios de Portas Lógicas .

.

.

que em seguida é dividido e detalhado até as ocorrências mais simples. Desta forma. Departamento de engenharia industrial emite ordem de serviço: valor e características do serviço são especificados 2. Cliente acusa o recebimento 8. O processo de elaboração do diagrama tem início com a percepção ou previsão de uma falha.Exemplo de um Processo Administrativo (Emissão/Recebimento por Nota Fiscal) 1. Nota fiscal é conferida e enviada ao cliente 7. e está indicado pela seta azul. O acontecimento inicial. a análise da árvore de falhas é uma técnica top-down. Ordem de serviço é enviada ao setor de faturamento 3. Funcionário calcula impostos a serem recolhidos 5. Nota fiscal é emitida 6. Abaixo é indicado um exemplo de um diagrama FTA aplicado à uma falha em um motor de elétrico. Nota fiscal e ordem de serviços são arquivadas A Elaboração do Diagrama O diagrama do FTA exibe o relacionamento hierárquico entre os modos de falhas identificados no FMEA. é chamado de ocorrência de topo. Funcionário levanta cadastro da empresa faturada 4. Contas a receber verifica pagamento e dá baixa na nota 10. que pode ser uma falha observada ou prevista. A partir dessa ocorrência são detalhadas outras falhas até chegar a acontecimentos básicos . Nota fiscal é enviada ao setor de contas a receber 9. pois inicia de acontecimentos gerais que são desdobrados em eventos mais específicos.

no que se refere a finalidade. Dessa forma é possível utilizar o diagrama para estimar a probabilidade de um falha acontecer a partir de eventos mais específicos. As falhas mostradas em amarelo compõem o limite de resolução deste diagrama. existem várias diferenças entre elas quanto a aplicação e ao procedimento de análise. Comparação entre FTA e FMEA: Apesar da semelhança entre as duas técnicas. tais como „e‟ e „ou‟. para melhor caracterizar os relacionamentos entre as falhas. A tabela abaixo compara as duas técnicas apresentando suas principais diferenças.que estabelecem o limite de resolução do diagrama. . É possível adicionar ao diagrama elementos lógicos. O exemplo abaixo mostra uma árvore aplicada ao problema de superaquecimento em um motor elétrico utilizando elementos lógicos.

O FMECA é uma ferramenta que ajuda a mapear e priorizar as quebras crônicas e potenciais de um equipamento (essa ferramenta permite aprimorar o programa de manutenção preventiva. Uma das finalidades é manter a memória técnica dos equipamentos. e do produto previsão das conseqüências Procedimento Relacionar essa falha Relação de com falhas intermediárias corretivas e eventos mais básicos preventivas) a por meio de símbolos tomadas lógicos ações (ou serem Aplicação Pode ser utilizado na Melhor método para análise de falhas análise individual de uma simultâneas ou falha específica correlacionadas Todos os componentes O enfoque é dado à falha do sistema são passíveis final do sistema de análise Conclusão O FMEA é um procedimento para desenvolvimento e execução de projetos.FTA FMEA Identificação das falhas Identificação das causas críticas em cada primárias das falhas componente. Resumindo o FMEA é uma ferramenta PREVENTIVA. novos ou revisados. . já o FTA é uma ferramenta CORRETIVA (Alguma semelhança com a ferramenta dos 5 porquês). processos ou serviços. suas causas e conseqüências Objetivo Elaboração de uma relação lógica entre Hierarquizar as falhas falhas primárias e falha final do produto Análise dos falhas em Identificação da falha que potencial de todos os é detectada pelo usuário elementos do sistema.

ufrgs..pdf www.numa.http://www.br/.br/professores/marcelor/Cap.daelt.pdf www..br/content/.utfpr. ENGENHEIRO DE MANUTENÇÃO SENIOR Da USIMINAS .dep.gepeq..fmea..ct.br/professores/marcelor/Cap.atsgonline.com.fmea.pd JOSE TADEU B..br/arquivos/FMEA-APOSTILA.ufscar.ct.pdf www.edu.Bibliografia ASTG .ebah.daelt.port/pag..br/pcv/Mini%20Curso%202%20FMEA.htm http://www.utfpr.edu.com.org.br/ www./FMEAv2./apresentacao-fmea www.