AUTOVETORES E AUTOVALORES Dada a matriz 1º: Para encontrar os autovalores você precisa diminuir de cada elemento da diagonal principal uma

variável qualquer, por exemplo, k. (Para satisfazer a equação Ex.: 2º: depois você faz o determinante e iguala a zero. , onde é a matriz identidade da mesma ordem que A)

Assim,

Daí,

Com raízes da matriz A)

(Sendo estes os autovalores

OBS.1: O exemplo é dado por uma matriz de ordem 2, mas o método serve para qualquer matriz quadrada de ordem n (Sendo uma matriz quadrada a matriz em que o nº de linhas “m” é igual ao nº de colunas “n”). OBS.2: Se a matriz for de ordem 2, ela terá 2 autovalores, caso seja de ordem 3, terá 3 autovalores e assim segue... 3º: Conhecendo os autovalores, agora vamos calcular os autovetores: Fórmula: Com o exemplo anterior, temos: - P/

Daí, temos o autovetor, através da resolução de um sistema linear:

Sempre cai! As pegadinhas estão nos gráficos de log e exponencial! Veja como se comportam essas funções! Minha Tia deve saber isso! 2º: Integrais com substituição trigonométrica! Tem no resumo que te entreguei ontem! 3º: Cálculo de área usando integral. assíntotas. pontos de inflexão e esboço do gráfico). essas informações você tira do esboço das funções dadas! Na maioria das vezes. . autovalores e autovetores) 5º: Gradiente e derivada direcional Gradiente: Dada uma função. Você deve esboçar as funções dadas para encontrar os limites de integração e usar uma integral dupla dessa forma: Não tem como te explicar o porquê desse “1”. inversa. igualando as funções dadas! 4º: Matrizes (transposta. terá que colocar uma das variáveis em função da outra. vou te dizer o que precisa p prova de amanhã: 1º: função de uma variável (domínio. de c até d.calcular as derivadas parciais em relação ao ponto dado. p/ achar os limites você vai ter que achar os pontos de interseção. isso é tudo que sei sobre autovalores e autovetores. Logo. E.2: você vai encontrar um sistema linear possível e indeterminado. .1: A multiplicação de matrizes é dada pela multiplicação da 1ª linha da primeira matriz pela 1ª coluna da segunda matriz e assim segue. Agora. mas pode confiar! Sendo o limite “em relação a x” de a até b e “em relação a y”. como no exemplo. OBS. Então. Atenção! Fazer esse procedimento para cada autovalor encontrado! Porque você terá o mesmo nº de autovalores e autovetores! OBS.Assim. determinante. Bom. . raízes. concavidade.

. já tem bastante coisa p você se divertir mais tarde! Ahuiahia. tio! .. é só adicionar a derivada parcial “em relação ao z”) E a derivada direcional significa a derivada na direção de um vetor dado. (se a função tiver 2 variáveis.porque eu emprestei as provas pro Marlom e mesmo assim. Assim.Assim. você vai calcular o vetor unitário desse vetor dado (vetor dado dividido pelo módulo dele) e vai fazer o produto escalar: Vai te dar um nº real. Bom. Boa sorte! Espero em agosto te ver lá na uff! Beijos.. por sair de um produto escalar e esse vai ter a derivada direcional no ponto dado e na direção do vetor dado. n lembro de mais nada..Caso tenha três.