You are on page 1of 4

EFEITO DE MICORRIZAS VESI-CULO-ARBUSCULARESSOBRE O

CRESCIMENTOE ABSORÇÃO DE FOSFORO EM Andropogon gayanus


cv. Planaltina

NEWTON DE LUCENA COSTA *


VALDINEI TADEU PAULINO**

RESUMO PALAVRAS-CHAVE: Andropogon, Gramínea,


Micorrizas Vesículo-Arbusculares, Crescimento
o efeito da inoculação de micorrizas vesículo- e Absorção de Fósforo.
arbusculares (MVA) sobre o crescimento, concentra-
ção e absorçãode fósforo em Andropogongayanus
cv. Planaltina foi avaliado em experimento conduzido
em casade vegetação na EMBRAPA/UEPAE de Porto SUMMARY
Velho. Utilizou-se um Latossolo Amarelo, esterilizado
em autoclave à 110°C e reinoculado com população VESICULAR-ARBUSCULAR MYCORRHI-
microbiana isenta de outros fungos endomicorrízicos. ZAE EFFECTS ON THE GROWTH ANO
Foram avaliadas oito espécies de MV A: Glomus PHOSPHORUS ABSORPTION BY Adropogon
mosseae,G. fasciculatum, G. macrocarpum, G. etuni-
gayanusCV. Planaltina
catum, Gigaspora margarita, G. heterogama, Acaulos-
para laevis e A. muricata. A micorrização promoveu The effects of inoculation with eigth
acréscimos significativos (P < 0,05) nos rendimentos species of vesicular-arbuscular mycorrhizae
de matéria seca, teores e quantidades absorvidas de (VAM) - Glomus mosseae, G. fasciculatum,
fósforo. Houve diferenças significativas (P < 0,05) na
G. macrocarpum, G. etunicatum, Gigaspora
eficiência dos fungos endomicorrízicos testados em
margarita, G. heterogama, Acaulospora laevis e
relação ao crescimento e absorção de fósforo pela
A. muricata - on dry matter (OM) yields,
gramínea. Os maiores rendimentos de matéria seca
foram verificados com a Inoculação de G. heterogama, concentration and P uptake by Andropogon
G. margarita e G. macrocarpum. Com relação aos gayanus cv. Planaltina were evaluated in a
teores de fósforo, G. fasciculatum, G. etunicatu, greenhouse trial at UEPAE de Porto Velho,
G. macrocarpum e A. muricata foram os fungos utilizing a Yellow Latosol (Oxisol) sterilized at
mais efetivos. Já, as plantas inoculadas com G. hete- 11 O°C ~nd reinoculated with a sair suspension
rogama, G. margarita, G. macrocarpum e G. fascicu- free of mycorrhizal spores. The inoculation of
'atum apresentaram as maiores quantidades absorvidas V AM promoved a significative increment
de fósforo. As taxas de colonização radicular foram
(P < 0,05)on the OM yields, concentration and
afetadas (P < 0,05) pelas diferentes espéciesde MV A,
P uptake. There were significative differences
sendo os maiores valores registrados com a inoculação
de G. heterogama,G. fasciculatum e A. muricata. (P < 0,05)on the efficiency by the V AM fungi
evaluated in relation to OM yields and P
uptake. The highest OM yields were observed
with the inoculation of G. heterogama G.
* Eng. Agr., EMBRAPA/UEPAE Porto Velho, margarita and G. macrocarpum. The fungi more
Caixa Postal 406, Porto Velho - R"dônia. effectives in relation to P concentration were
* * Eng. Agr., Instituto de Zootecnia, Nova Odessa -
G. fasciculatum, G. etunicatum, G. macrocar-
São Paulo. pum and A. muricata. The plants inoculated

Ciên. Agron.. Fortaleza, 20(1/2): pág. 21-24junhofdezembro/I989 21


with G. heterogama, G. margarita, G. macrocar- Dentre as gramíneas forrageiras introdu-
pum and G. fasciculatum exhibited higher lidas e avaliadas em Rondônia, destacou-se
P uptake. The degree of root mycorrhizal entre as mais promissoras Andropogon gayanus
infection was affected (P < 0,05) by the VAM cv. Planaltina. Deste modo, o presente trabalho
species. The best results were obtained with teve por objetivo avaliar os efeitos da inocula-
the inoculation of G. heterogama, G. fascicula- ção de fungos MVA sobre o crescimento e
tum and A. muricata. absorção de P dessaplanta forrageira.

Key-words: Andropogon. grass, vesicular-arbus- MATERIAL E METODOS


cular mycorrhizae, growth and
phosphorus absorption. o ensaio foi conduzido em casa de vege-
tação da UEPAE Porto Velho" utilizando-se um
Latossolo Amarelo, textura argilosa, o qual
INTRODUÇÃO apresentava as seguintes características quí-
micas: pH em água (1: 2,5) = 4,4; AI = 2,7
A formação, manejo e persistência de mE%; Ca + Mg = 1,4 mE%; P = 2ppm e
pastagens melhoradas nos Oxissolos e Ultisso- K = 82ppm.
los da América Latina Tropical têm como um
O solo foi coletado na camada arável
dos principais fatores limitantes os níveis extre-
(O a 20 cm), destorroado e passado em peneira
mamente baixos de fósforo (P) total e disponí-
com abertura de 6,0 mm, sendo, a seguir, esteri-
vel (FEI-JSTER & LEON1). Ademais, devido
lizado em autoclave a 110°C, por uma hora
a alta capacidade de fixação de P nessessolos,
com intervalo de 24 horas, durante três dias, a
quantidades consideráveis devem ser adicio-
vapor fluente e pressãode 1,5 atm.
nadas para satisfazer os requerimentos internos
O delineamento experimental foi em
e externos das plantas forrageiras. Face ao alto
blocos casualizados com quatro repetições,
custo dos adubos fosfatados, métodos alterna-
sendo os tratamentos constituídos por oito
tivos de fertilização são desejáveise devem ser
espécies de MVA: Glomus mossaea, G. fasci-
buscados, visando um manejo mais racional e
econômico das pastagens. Nesse contexto, o culatum, G. macrocarpum, G. etunicatum,
Gigaspora margarita, G. heterogama, Acaulos-
aproveitamento das potencialidades das associa-
pora laevis e A. muricata.
ções micorrízicas é uma alternativa de grande
importância para aumentar a disponibilidade de Cada unidade experimental consistiu de um
P e sua absorção pelas plantas. vaso com capacidade para 2 kg de solo seco. A
Em geral, os efeitos das micorrizas vesículo- inoculação das MV A foi feita adicionando-se
arbusculares (MVA) sobre o crescimento das 5 g de inóculo/vaso (raiz + solo + esporos),
plantas se manifestam pela atuação de um ou contendo cerca de 200 a 250 esporos, o qual
vários mecanismos, tais como: aumento da foi colocado numa camada uniforme a 5 cm
superfície de absorção de nutrientes; maior abaixo do nlvel de semeadura.A fim de assegu-
longevidade das raízes absorventes; melhor rar a presença de outros microrganismos natu-
utilização de formas de nutrientes pouco dispo- rais do solo, aplicou-se 5 ml de uma suspensão
níveis para as plantas não colonizadas; altera- do solo livre de esporos e micélio de fungos
ções na relação água-solo-planta; alterações na MV A. A adubação básicade plantio constou de
relação planta-patógenos; redução dos efeitos 20 ppm de N e 30 ppm de K. O planio foi reali-
adversos do pH, toxidez de alumínio, salinidade zado com sementestratadas com hipoclorito de
e aumento da produção de fitohormônios sódio .por 10 minutos. Após o desbaste,deixou-
(LOPES et alii6; ZAMBOLIM & SIQUEIRA19). se três plantas/vaso. O controle hldrico foi feito
Os efeitos positivos da micorrização sobre diariamente através da pesagem dos vasos,
o crescimento e absorção de P em gramíneas mantendo-se o solo com 80% de sua capacidade
forrageiras dos gêneros Brachiaria, Andropogon, de campo.
Panicum e Sorghum foram relatados em diver- Após 12 semanas de cultivo, as plantas
sos trabalhos (SANO15; SALINAS et alii 14; foram c:>rtadas
. orente ao solo, postas para secar
SAIF12; HOWELER et alii3 e SAIF13). No em estufa a 65 C por 72 horas, sendo a seguir
entanto, essas respostas são condicionadas às pesadas e moldas em peneira de 2 mm. A
inter-relações entre características do solo, concentração de fósforo na matéria seca foi
espéciesde gramíneas e de fungos micorrízicos determinada segundo a metodologia descrita
(POWELL 10). por TEDESCO 18. O percentual de coloni-

22 Ciên. Agron.. Fortaleza. 20( 1/2): pág. 21-24 junhofdezembro/I989


zação radicular foi avaliado através da observa- mesmo ao nível de variedades (SCHENCK
ção, ao microscópio, de 25 fragmentos de raizes et al)16 .
com 2 cm de comprimento, clarificados com Com relação aos teores de fósforo, o maior
KOH e tingidos por azul de tripano em lacto- valor foi verificado com a inoculação de G.
fenol, segundo a técnica de PHILLIPS & fasciculatum, o qual não diferiu esta~istica-
HA YMAN9, utilizando-se o método das inter- mente (P < 0,05) dos obtidos com G. etuni-
secções descrito por GIOVANNETTI & catum, G. macrocarpum e A. mu ri cata. Já, as
MOSSE2. maiores quantidades de fósforo foram absor-
vidas pelas plantas inoculadas com G. hetero-
RESULTADOS E DISCUSSÃO gama, G. macrocarpum, G. margarita e G. fasci-
culatum. Conforme ZAMBOLIM & SIOUEI-
Na Tabela 1 estão apresentados os rendi- RA19 as plantas micorrizadas, por apresenta-
mentos de MS, teores e quantidades absorvidas rem menores valores de Km' maior fluxo de
de P e os percentuais de colonização radicular entrada de fósforo e absorção'fora da zona de
de A. gayanus, em função da inoculação dos esgotamento, tornam-se mais eficientes na
fungos MV A. absorção e utilização de nutrientes, notada-
A análise de variância revelou significância mente o fósforo, SIOUEIRA17 observa que a
(P < 0,05) para o efeito da micorrizaçãosobre micorrização, geralmente, implica em aumento
os rendimentos de MS. Entre os fungos testa- na taxa fotossintética, respiração e transpiração,
dos, os mais eficientes foram G. heterogama, G. o que pode causar efeitos positivos sobre a
margarita e G. macrocarpum, os quais propor- absorção de nutrientes da solução do solo.
cionaram acréscimos de 201, 164 e 155%, As taxas de colonização radicular foram
respectivamente, em relação ao tratamento significativamente afetadas (P < 0,05) pelas
testemunha. Do mesmo modo, KR ISHNA & diferentes espécies de MV A, O maior valor foi
DART4 verificaram diferenças significativas na registrado com a inoculação de G. heterogama,
efetividade de seis espécies de MV A sobre os o qual não diferiu (P < 0,05) apenas dos
rendimentos de MS do milheto (Pennisetum observados com A. muricata e G. fasciculatum.
americanum), sendo os maiores valores regis- Segundo MENGE et alii7, o mecanismo que
trados com a inoculação de Gigaspora calos- regula a relação entre a infecção das raízes por
pora, G. margarita e Glomus fasciculatum. MV A não é ainda bem conhecido, porém deve
Segundo KRUCKELMANN5 as plantas apre- estar associado ao nível crítico interno de
sentam grande variabilidade quanto à suscepti- fósforo da planta hospedeira. Na opinião de
bilidade à formação de MV A, a qual parece ser RATNAYAKE et alii11 altos teores de fósforo
controlada, geneticamente, através das variações no tecido favorecem a biossíntese de fosfoli-
fisiológicas dos endófitos e dos mecanismos de pídios que, por serem constituintes das
infecção, podendo ocorrer especificidade até membranas, reduzem sua permeabilidade e,

TABELA1
Rendimento de Matéria Seca (MSI, Teores e Quantidades Absorvidas de Fósforo e Taxa de Colonização
Radicular de Andropogon gayanu&cv. Planaltina, em Função da Inoculação de Fungos MV A.

Rendimento de MS P Total Colonização Radicular


Tratamentos (g/vaso) %P (mg/vasol (%)

Testemunha 2,76 f 0,096 e 2,65 e


Glomus mossaea 4,69 e 0,111 d 5,21 d 42,1 cd
G. macrocarpum 7,03 abc 0,123 abc 8,64 ab 39,7 cd
G. fasciculatum 5,95,cde 0,131 a 7,79 abc 53,8 ab
G. etunicatum 6,10bcd 0,127 ab 7,75 bc 38,0 d
Gigaspora margarita 7,28' ab O,118bccI 8,59ab 47,6 bc
G. heterogama 8,33 a 0,116 cd 9,66 a 59,2 a
Acaulospora laevis 6,24 bcd O,120bccI 7,49 bc 44,7 cd
A. muricata 5,13 de 0,122 é'n"
.~" 6,25 cd 51,5ab

Médias seguidasda mesma letra não diferem entre si (P 0.051 pelo teste de Duncan

Ciên. Agron., Fortaleza. 20( 1/2): pág. 21-24 jwthofdezembro/I989 7~


conseqüentemente a exsudação de açúcares e 6. LOPES, E. S.; SIQUEIRA, J. O. & ZAMBOLIM,
aminoácidos na rizosfera, diminuindo a ativi- L. Caracterização das micorrizas vesicular-
dade dos porpágulos (germinação e crescimento arbusculares (MVA) e seus efeitos no cresci-
micelial), a penetração e colonização das raízes. mento das plantas. Rev. Bras. Cio Solo, 7: 1 -9,
Isto foi observado no presente trabalho, onde o 1983.
7. MENGE, J. A.; STEIRLE, D.; BAGYARAJ, D. J.;
menor teor de fósforo no tecido das plantas
JONHSON, E. L. V. & LEONARD, R. T.
inoculadas com G. heterogama refletiu-se em
Phosphorus concentrations in plants responsi-
maior taxa de colonização radicular. No ble for inhibition of mycorrhizal infection.
entanto, M I RANDA8 observa que o grau de New Phytol., 80: 575-8,1978.
infecção radicular deve ser considerado mais 8. MIRANDA, J. C. C. de. Influéncia de fungos
como um parâmetro do estabelecimento do endomicorr(zicos inoculados a campo na
fungo, do que da eficiência da associação cultura de sorgo e soja em um solo sob
endomicorrízica. cerrado. Rev. Bras. Cio Solo, 6: 19-23, 1982.
9. PHILLIPS, J. M. & HAYMAN, D. S. Improved
procedure for clearing roots and staining
CONCLUSÕES
parasitic and vesicular-arbuscular mycorrhizal
fungi for rapid assessement for infection. Tr.
a) a inoculação de MVA promoveu acréscimos Br. Mycol. Soc., 55: 158-61, 1970.
significativos no rendimento de matéria seca, 10. POWELL, C. L. Mycorrhizas in hill-country soils.
concentração e absorção de fósforo de 11. Effect of severa I mycorrhizal fungi on
A. gayanus cv. Planaltina; clover growth in sterilized soils. N. Z. J. Agric.
Res., 20: 59-62,1977.
b) os fungos mais efetivos, em termos de rendi-
11. RATNAYAKE, M.; LEONARD, R. T. & MENGE,
mento de matéria secae absorção de fósforo J. A. Root exudation in relation to supply of
foram G. macrocarpum, G. margarita e phosphorus and its possible relevance to
G. heterogama;"e mycorrhizal formation. New Phytol., 81:
c) as plantas inoculadas com G. fasciculatum, 543-52, 1978.
12. SAIF, S. R. Vesicular-arbuscular mycorrhizae in
G. etunicatum, G. macrocarpum apresen-
tropical forage species as influenced by
taram as maiores concentrações de fósforo. season, soil texture, fertilizers, host species
and ecotypes. Angew. Bot., 60: 125-39, 1986.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
13. SAIF, S. R. Growth responses .of tropical forage
plant species to vesicular-arbuscular mycorrhi-
1. FENSTER, W. E. & LEON, L. A. Manejo de Ia zae. Plant and Soil, 97: 25-35,1987.
fertilizaci6n con fosforo para el estableci- 14. SALINAS, J. G.; SANZ, J. I. & SIEVERDING,
miento y mantenimiento de pastos mejorados E. Importance of VA mycorrhizae for
en suelosacidos y infertiles de America Tropi- phosphorus supply to pasture plants in tropi-
cal. In: TERGAS, L. E.; SANCHEZ, P. A. & cal oxisols. Plant and Soil, 84: 347-60, 1985.
SALCEDO, S. S., eds. Producción de pastos 15. SANO, S. M. Influência de endomicorrizas nati-
en suelos acidos de 105tropicos. Cali, CIAT, vas do cerrado no cresciment de plantas. Rev.
p. 119-33. 1979. Bras. Cio Solo, 8: 25-9,1984.
2. GIOVANNETTI, M & MOSSE, B. An evaluation 16. SCHENK, N. C.; KINLOCK, R. A. & DICKSON,
of techniques for measuring vesicular-arbuscu- D. H. Interctions of endomycorrhizal fungi
lar mycorrhizal infection in roots. New and root-knot nematode on soybean. In:
Phytol.. 84: 489-500. 1980. SANDERS, F. E.; MOSSE, B. & TINKER,
3. HOWELWER, R. H.; SIEVERDING, E. & SAIF, P. B. eds., Endomycorrhizas. London,
S. Practical aspectsof mycorrhizal technology Academic Press, 1975. p. 607-17.
in some tropical crops and pastures. Plant and 17. SIQUEIRA, J. O. Nutritional and edaphic factors
Sail. 100: 249-83,1987. affecting spore germination, germ tube
4. KRISHNA, K. R. & DART, P. J. Effect of growth and root colonization by the vesicular-
mycorrhizal inoculation and soluble arbuscular mycorrhizal fungi. Gainesville,
phosphorus ferti lizer on growth and phospho- University of Florida, 1983. Tese Ph.D.
rus uptake of pearl millet. Plant and Sail. 18. TEDESCO, J. M. Extração simultânea de N, P, K,
81:247-56,1984. Ca e Mg em tecido de plantas por digestão
5. KRUCKELMANN, H. W. Effects of fertilizers, com H202 - H2S04' Porto Alegre, Fac. de
soils, soil tillage and plant species on the Agronomia - U FRGS, 1982. 23p. (Informa-
frequency of Endogone chlamydospores and tivo Interno, 2).
mycorrhizal infection in arable soils. In: 19. ZAMBOLIM, L. & SIQUEIRA, J. O. Importância
SANDERS, F. E.; MOSSE, B. & TINKER, e potencial das associações micorrfzicas para
P. B., eds. Endomycorrhizas. London, a agricultura. Belo Horizonte, EPAMIG, 1985.
Academic Press.1975, p. 511-26. 36p. (EPAMIG. Documentos. 26).

24 Ciên. Agron., Fortaleza, 20(1/2): pág. 21-24 junho/dezembro/1989