You are on page 1of 2

Guerra contra o Sedentarismo

:
- Ajude a economizar dinheiro fazendo atividade física –

Em meio à preocupação da mídia com a divulgação das muitas “potenciais” guerras em
andamento, aliada aos holofotes das prioridades políticas que estão voltados principalmente
para o investimento no combate ao terrorismo, a nossa saúde é tristemente deixada de lado,
perpetuando assim a derrota quase iminente frente a um grande inimigo: o sedentarismo.
Aproximadamente 70% da população norte americana é sedentária, o que propicia que
doenças crônicas ou apareçam precocemente ou tenham sua gravidade exacerbada pela falta
de atividade física (tabela).
Tabela: Condições influenciadas negativamente pelo sedentarismo
Aumento do aparecimento: Aumento da progressão (piora):

• Dor no peito, infarto e doença coronariana • Fraturas vertebrais ou femorais
• Câncer de mama, cólon, pâncreas e próstata • Dores crônicas nas costas
• Insuficiência cardíaca • Traumas raqui-medulares
• Depressão • Fragilidade física
• Aumento de “colesterol ruim” e triglicérides • Doença caquética
• Hipertensão • Quimioterapia
• Obesidade • Acidentes vasculares cerebrais
• Osteoporose • Doenças debilitantes
• Baixa qualidade de vida • Quedas resultando em fraturas
• Doença vascular periférica
• Diabetes tipo II
• Acidente Vascular Cerebral
• Apnéia do sono
• Diminuição do “bom colesterol”
• Dor nas articulações
• Morte prematura
• Fragilidade física
• Doenças da vesícula
• Diminuição das funções cognitivas

Recentes artigos científicos já tratam o sedentarismo como sendo uma “síndrome”
(fraqueza muscular, baixa densidade mineral óssea, aumento das taxas de glicose no sangue
e na urina, diminuição do “bom colesterol”, obesidade, baixo condicionamento físico e
aumento dos batimentos cardíacos em repouso).
Esta síndrome é responsável por aproximadamente 20% das mortes nas pessoas que têm
alguma doença crônica. Seus números de mortalidade são maiores que os de mortes por
arma de fogo, acidente automobilístico, uso ilícito de drogas, doenças sexualmente
transmissíveis e infecções microbianas.
Não bastando isso, gera um gasto anual com cuidados médicos (internações, consultas e
medicamentos) da ordem de 77 bilhões de dólares!
Porém, se a propagação da atividade física fosse melhorada, com maiores investimentos
governamentais e divulgação na mídia, quantias consideráveis de dinheiro (866 dólares por
pessoa, por ano) poderiam ser economizadas.
Sim! Isto é realmente verdade! A prática regular de atividades físicas diminui em 30%
todas as causas de mortalidade, influenciando positivamente 17 diferentes parâmetros de
saúde, mesmo em pessoas que já são portadoras de alguma doença.
Como conseqüência direta, os gastos governamentais, pessoais ou de planos de saúde
com cuidados médicos, poderiam ser redirecionados para outras prioridades, além de obter
benefícios de um sistema de saúde menos sobrecarregado e com doentes de menor
gravidade.
Juntando tudo e trocando em miúdos, a mensagem é: “FAÇA ATIVIDADE FÍSICA
REGULARMENTE”. Assim, além de você poder gozar e levar para o restante de sua vida
inúmeros benefícios dessa saudável prática, terá a possibilidade de economizar um dinheiro
que seria gasto potencialmente com internações, consultas e medicamentos, ajudando assim
a saúde do seu país e fazendo a sua parte como bom soldado na guerra contra o
sedentarismo!

Dr. Lucas Caseri Câmara
• Médico especializado em Fisiologia do Exercício e Treinamento Resistido na
Saúde, na Doença e no Envelhecimento – CECAFI - FMUSP.
• Pós-graduando em Clínica Médica FCMS-UNILUS
• Médico da Academia MAHATMA - Santos

Referências:

Economos CD. Less Exercise Now, MoreDisease Later? The Critical Role of Childhood Interventions in Reducing Chronic Disease
Burden. Nutr Clin Care. 4: 306-13, 2001

Garrett NA. Physical Inactivity – Direct Cost for a health Plan. Am J Prev Med 27 (4): 304-09, 2004

Pratt M, Macera CA, Wang G. Higher Direct Medical Costs Associated With Physical Inactivity. Phys Sportsmed 28 (10) October,
2000. Disponível em: http://www.physsportsmed.com/issues/2000/10_00/pratt.htm. Acesso em: 15/03/2006 - 22: 08: 09.

Booth FW, Chakravarthy MV, Corbin CB, Pangrazi RP, Franks D. Costs ad Consequences of Sedentary Living: New Battleground
for an Old Enemy. Research Digest – President’s Council on Physical Fitness and Sports 3 (16), 2002.

CMS – Centro de Musculação Supervisionada
Exercícios para grupos especiais e fortalecimento muscular para idosos

Natação - Hidroginástica – Musculação – Spinning – Ginástica – Natação Bebê – Water bike
R. Alexandre Herculano, 115.
F. 13 3223-1036
Santos -SP