You are on page 1of 3

Miolo A Vida Além 10

13/10/00 5:13 PM

Page 76

CAPÍTULO 4

Noções preliminares sobre o Além
PERGUNTA: — Há agradável surpresa para os desencarnados ao depararem com o panorama do mundo astral? ATANAGILDO: — Usando de termos comuns para o vosso entendimento, posso dizer-vos que até as coisas mais insignificantes do mundo astral são motivos da mais agradável surpresa para os desencarnados que logram a ventura de ingressar no seio confortador das colônias espirituais. Entretanto, em virtude do grande prazer com que a maioria das criaturas se entrega à adoração das formas do mundo material, além do habitual descaso para com a verdadeira vida interior do espírito, mesmo as mais virtuosas ainda se demoram em adaptar-se definitivamente ao cenário do plano astral. A existência física, embora seja de curta duração, é suficiente para fazer a alma olvidar a realidade de sua divina moradia espiritual. PERGUNTA: — Todos os desencarnados são tomados de surpresa, no seu retorno ao Além? ATANAGILDO: — Nem todos, porque essas surpresas variam entre si; para aqueles que merecerem as esferas venturosas, porque levaram uma existência digna e de abnegação ao próximo, elas se manifestam pelo aspecto das paisagens maravilhosas do astral superior. Há desencarnados, entretanto, que não revelam surpresa mesmo diante dos cenários mais belos do Além, porque se trata de enti-

— 76 —

Miolo A Vida Além 10

13/10/00 5:13 PM

Page 77

A Vida Além da Sepultura
dades evoluidíssimas, que já cultuavam em seus espíritos os valores próprios dos panoramas celestiais, mesmo quando ainda se achavam na Terra. Entretanto, quanto aos delinqüentes do vosso mundo, de modo algum podeis imaginar quão terríveis e apavorantes são as cenas que os aguardam no astral inferior; onde os horripilantes quadros dantescos ultrapassam a tudo quanto possais imaginar de pavoroso no mundo terráqueo! PERGUNTA: — Essas diferenças da vida, verificadas pelos recém-desencarnados, distanciam-se completamente das nossas concepções na vida terrena? ATANAGILDO: — As diferenças são bem notáveis quando avaliamos o mundo astral exclusivamente pelo seu panorama exterior, algo semelhante ao cenário terreno, ou então sob o nosso julgamento espiritual exclusivo. É preciso que não vos esqueçais de que estou dando a minha opinião, que pode não ser a mais exata e que se baseia na minha visão espiritual, através daquilo que me é simpático e que suponho ser o mais certo. Sem dúvida, haverá grande diferença nas descrições que vários indivíduos, de diversas profissões, fizerem de uma mesma cidade terrena, as quais hão de variar conforme os diferentes padrões intelectuais e psicológicos dos seus relatores. É evidente que essas descrições hão de apresentar ilustrações completamente opostas entre si, variando naquilo que for dito por um engenheiro, um poeta, um desportista ou um simples aproveitador da vida mundana. Cada relato há de denunciar os gostos preferenciais do seu autor, revelando a sua simpatia pelo aspecto que mais o interessou; o engenheiro há de se preocupar com as edificações e com o aspecto urbanístico da cidade; o poeta celebrará a beleza de suas colinas, jardins, lagos ou enseadas; o desportista se deixará entusiasmar pelos estádios ou agremiações esportivas, enquanto que o homem materialista e gozador do mundo preocuparse-á unicamente com os recantos do vício, as aventuras e

— 77 —

Miolo A Vida Além 10

13/10/00 5:13 PM

Page 78

Ramatís
os ambientes da vida noturna. Eis o motivo por que variam os relatos mediúnicos transmitidos do "lado de cá", que enriquecem a vasta bibliografia espiritualista do mundo material; enquanto alguns desencarnados se preocupam exclusivamente com o sentido "interior" e de poesia espiritual mais contemplativa, de nossa vida no Além, outros preferem se dedicar particularmente aos aspectos das atividades mais "exteriores", como seja a multiplicidade de serviços nos departamentos educativos e de renovação do espírito. Sob o meu modesto pensar, a Terra é um apagado prolongamento de nossas esferas astrais, para onde converge a vida como pobre imitação da realidade espiritual que usufruímos a distância do corpo carnal. Aqui, nota-se certa semelhança entre as nossas atividades sociais, artísticas, arquitetônicas ou psicológicas e as terrenas, mas não deveis considerar o que aqui se passa como sendo "cópias" melhoradas da vossa vida material. Esse é um dos motivos por que, de princípio, muitos desencarnados custam a se convencer de que já abandonaram o corpo físico, visto continuarem a manter seus costumes e tarefas num panorama algo semelhante ao que deixaram ao desencarnar. PERGUNTA: — Embora existam essas semelhanças com a Terra, como poderemos ter uma idéia da superioridade do mundo astral sobre o nosso mundo físico? ATANAGILDO:— Em confronto com a matéria que constitui o panorama do mundo terreno, a substância astral que compõe a vida em nossa esfera oferece sempre particularidades avançadas e bastante diferentes, quer quanto à sua aplicação e tratamento, quer devido à sua mobilidade para conservação das coisas. No mundo astral, são os pensamentos dos seus habitantes o que mais fortemente atua nas suas criações; quanto mais elevadas forem essas regiões, no Além, tanto mais as forças mentais poderão operar com maior êxito e independência. À medida que se

— 78 —