Lançamento do navio, Acabamento e Prova de mar

Finalização da construção naval

INTRODUÇÃO
• Após a fabricação das estruturas, montagem de blocos e seções, pré-equipagem e edificação do navio, devemos nos preparar para o LANÇAMENTO DO NAVIO E SEU ACABAMENTO NO CAIS que serão os assuntos abordados nessa aula.

Operação do Lançamento

• O lançamento de um navio consiste
essencialmente em transferi-lo da terra firme

para a água.

Operação do Lançamento em Carreira
• Na operação tradicional o navio é lançado perpendicularmente a água de popa. O lançamento

lateral é normalmente usado quando o espelho líquido
disponível é muito limitado, como por exemplo no caso de navios construídos e lançados nas margens de rios estreitos.Exemplo disto é o estaleiro EISA no Rio de Janeiro.

Lançamento longitudinal em carreira
• É o lançamento mais tradicional, onde a
embarcação é deixada “escorregar” por gravidade, em cima de um trilho ao longo do eixo longitudinal. • Necessita de uma área de evolução para o casco bem extensa e requer um cálculo de forças sobre os apoios do casco.

Lançamento longitudinal em carreira
• Alguns estaleiros efetuaram lançamentos de proa, porém isto não é mais efetuado devido ao

fato que a flutuação nesta região ser pequena,
assim a carreira deve ser maior para sustentar a embarcação até o instante de giro. Por outro lado devido ao formato hidrodinâmico da proa a velocidade atingida no lançamento é maior.

Lançamento longitudinal em carreira

Lançamento longitudinal em carreira

Lançamento transversal em carreira
• Lançamento Transversal – É semelhante ao
longitudinal, mas a embarcação escorrega

transversalmente, caindo na água de lado.
• • Necessita de menos área de evolução para o

casco, mas o equilíbrio da embarcação deve
ser bem planejado.

Lançamento transversal em carreira

Carreira de lançamento
• Essencialmente a carreira é constituída por
duas partes: uma móvel ou berço (sobre a

qual assenta o navio) e uma fixa que assenta
na carreira de construção. O escorregamento

da parte móvel sobre a fixa é facilitado pela
lubrificação das faixas de contacto.

Carreira de lançamento
• A carreira deve ter uma inclinação suficiente para fazer o navio deslizar, porém não excessiva aumentando demasiadamente a velocidade da embarcação. • Na região onde está localizada a carreira deve haver espaço suficiente para a embarcação deslizar depois que entrar na água. A profundidade do local deve ser compatível com o tipo de barco a

ser construído. O terreno deve ser devidamente estaqueado para
suportar o peso da embarcação que é transferido através dos picadeiros e do trilho de lançamento.

• Quando a transferência do navio dos picadeiros para o

carro de lançamento é completamente efetuada o gatilho
de retenção é que segura o casco estacionado na carreira até o instante do lançamento. Quando as condições de

maré estão favoráveis o gatilho é acionado liberando o
casco para se movimentar. Neste instante o navio desliza para a água. Uma vez iniciado o movimento de descida na

carreira o casco só irá parar dentro da água.

Desaceleração do navio
• Principalmente em locais mais restritos, deseja-se

interromper o movimento do navio tão logo o casco entre
na água. Para este fim, correntes podem ser presas nos dois bordos do navio com pesos que são arrastados,

anteparas de madeira são construídas na popa visando
criar maior resistência ao movimento, âncoras podem ser arrastadas e outros meios que impeçam o movimento do

casco na água podem ser utilizados.

Ship Launching air bags Lançamento longitudinal com bolsões de ar
• Um tipo de lançamento longitudinal, muito utilizado

quando não se dispõe de carreiras é o lançamento com
bolsões de ar. Basicamente é um lançamento longitudinal, sem a presença de trilhos/carros de carreira. • Os bolsões de ar são inflados pouco antes do

lançamento quando o casco está totalmente pronto

Lançamento por empurramento
• Lançamento por empurramento (Loud-Out) – É
uma técnica onde a construção é feita numa área

plana e a embarcação é empurrada, deslizada ou
carregada para um cais e colocada numa barcaça

ou dique flutuante, para posterior colocação da
mesma na água, flutuando.

Lançamento por empurramento

Lançamento do navio em dique seco
• Um dique seco (também comumente doca seca) é uma bacia estreita ou vaso que pode ser alagada para permitir que o navio possa a ser lançada ao mar, como também pode seer drenada para permitir que o navio venha descansar sobre os picadeiros para que o mesmo seja reparado.

• O dique seco é utilizados em estaleiros de construção como
em estaleiros para manutenção e reparação de embarcações.

Movimentação do dique seco para o dique molhado (cais de acabamento)

Cais de Acabamento

Cais de acabamento

Acabamento do navio
• Assim que o casco é lançado, rebocadores devem estar de prontidão para posicionar a embarcação no cais de acabamento. • Sendo o caís de acabamento uma facilidade de custo inferior ao da carreira, ou do dique, assim que o navio em construção tem condição de flutuabilidade ele é lançado ao mar. • No cais de acabamento o casco irá receber todos os sistemas,

equipamentos, mobiliário, etc, que não puderam ser concluídos na
carreira ou no dique seco.

Sistemas a serem instalados no navio
• São diversos os sistemas a serem instalados no navio para que este seja operacional e exerça sua função específica. Estudaremos nos próximos slides alguns deste sistemas.

1. Sistemas do casco:
• Atracação e fundeio
• Salvatagem • Governo • Mobiliário das acomodações • Navegação • Comunicação • Outros

Atracação e fundeio

Salvatagem

– Motor Principal – Linha de eixo

2. Sistemas da Praça de Máquinas

– Motores Auxiliares – Redes (esgoto, lastro, água,etc) – Outros

MCP e Motores auxiliares

Motor auxiliar/ gerador

Muitos destes sistemas necessitam de instalação elétrica, exemplos são apresentados a seguir:
– Máquina do leme – Serviços domésticos na casaria – Equipamentos de navegação – Equipamentos de comunicação

– Equipamentos acionados por motores elétricos da PM
– Refrigeração de porões – Ventilação e refrigeração da casaria – Outros equipamentos

METODOLOGIA DE INSTALAÇÃO DOS SISTEMAS
• O estaleiro moderno não fabrica sistemas que deverão ser instalados na estrutura, como fazia antigamente. Atualmente ele

simplesmente adquire no mercado o equipamento, ou sistema
completo, e instala de acordo com os requisitos do fabricante. • Os sistemas podem começar a ser instalados no bloco dentro do conceito de pré- equipagem, a instalação continua na carreira e é completada no cais de acabamento.

Sistema de Atracação e Fundeio
• A instalação do sistema de atracação e fundeio se inicia na

pré-equipagem quando são instalados nos blocos
equipamentos menores, tais como: cabeços, buzinas, etc. Já na edificação, os equipamentos maiores são instalados,

tais como: molinetes, cabrestantes, âncoras e amarras
temporárias para o lançamento, etc. Finalmente no cais de acabamento o sistema é completamente instalado com as

suas âncoras e amarras definitivas.

Equipamentos de Carga e Descarga
• Alguns equipamentos simples de carga podem ser fabricados pelo próprio estaleiro. Neste caso os sistemas são fabricados, ensaiados com a carga de teste e finalmente instalados na embarcação no caís de acabamento. • Equipamentos de carga e descarga mais sofisticados são adquiridos pelo estaleiro e instalados no caís de acabamento. Após

a instalação testes são efetuados, eventualmente na presença do
fabricante para efeito de garantia, e o equipamento está preparado para ser entregue.

Equipamentos De Salvatagem
• Estes equipamentos são adquiridos pelo estaleiro de

firmas especializadas e instalados no navio quando ele
se encontra no cais de acabamento. • Como são itens de segurança tanto os equipamentos

quanto os fabricantes devem estar em conformidade
com os requisitos da Marinha do Brasil. Após a instalação a embarcação é vistoriada pela autoridade naval competente.

Sistema de Governo
• O leme do navio é usualmente construído na oficina de casco do estaleiro. Modernamente lemes de alta performance são

adquiridos prontos e instalados no navio. A máquina do leme é
usualmente um equipamento eletro-hidráulico adquirido pelo estaleiro de um fornecedor especializado. • A instalação do leme é necessariamente feita na carreira ou no dique. A máquina do leme pode ser instalada na carreira, ou se necessário no cais de acabamento.

Acabamento do navio/ comissionamento
• Na prática, o processo de comissionamento consiste na aplicação integrada de um conjunto de técnicas e procedimentos de

engenharia para verificar, inspecionar e testar cada componente
físico do empreendimento, desde os individuais, como peças, instrumentos e equipamentos, até os mais complexos, como módulos, subsistemas e sistemas. • Na construção naval o comissionamento inspeciona e testa todos os equipamentos e sistemas a bordo a fim de comprovar a operacionalidade do navio.

Comissionamento

Testes de cais
• Após todos os testes de cais que são realizados no cais de acabamento pela equipe do comissionamento, o próximo passo é a PROVA DE MAR.

Prova de mar
• A função da prova de mar é demonstrar para o

armador e para seus representantes que a estrutura
naval construída atende aos requisitos de contrato e funciona perfeitamente.

• Apesar de existir uma normalização das provas de
mar, regra da ABNT, os testes que deverão ser conduzidos dependem muito da própria embarcação e das exigências do armador.

• Teste dos molinetes (águas rasas),;
• Ajuste da bússola magnética;

Testes mais comuns durante a prova de mar

• Testes de manobrabilidade :
• o Leme de um bordo para outro, o Raio de Giro, o Máquinas tudo avante, para máquinas tudo a re, medida de tempo e velocidade;

Testes mais comuns durante a prova de mar
• Velocidade : com auxilio de indicadores na costa (ou GPS) uma milha marítima é percorrida nos dois sentidos, utilizando a potencia máxima, potencia continua e frações de potencia. As rotações do motor, o tempo e a potencia são anotados (resultados valiosos tanto para o armador como para o estaleiro).

• Consumo de combustível: o consumo de combustive1 da
embarcação é calculado navegando-se algumas horas com o navio.

• http://www.evergreenmaritime.com/products/detail-en3.html