ANÁLISE DAS OPÇÕES TRIBUTÁRIAS PARA UMA EMPRESA

COMERCIAL QUE ATUA NO RAMO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

Acadêmico: Marcos Leandro Montagner Ferrari
Orientador: Professor Carlos Henrique Marroni
Novembro de 2012

1 INTRODUÇÃO
2 PROBLEMA DE PESQUISA, JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS
3 METODOLOGIA
4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
5 ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS
6 CONCLUSÕES
7 RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES

2

2%. analisou-se a legislação tributária e fiscal vigente. buscando qual enquadramento minimize a incidência dos impostos e alcance melhores resultados econômicos. Para o embasamento teórico. enfatizando a sua importância na econômica dentro do resultado da empresa. 3 .1 INTRODUÇÃO O planejamento tributário estabelece-se como uma estratégia para as empresas lidarem com a alta carga de aproximadamente 36. Em seguida. abordou-se a descrição da tributação baseada no Lucro Real e Lucro Presumido e a comparação de ambos. Este estudo comparou as opções de tributárias passiveis de adoção na empresa.

A carência de planejamento tributário na maioria das empresas coloca as mesmas em desvantagem no mercado cada vez mais competitivo e acirrado Aquisição de informações úteis que possibilitem utilizá-las na tomada de decisão. 4 .Problema: Através do planejamento tributário se pode definir a melhor opção de tributação para uma empresa comercial que atua no ramo de materiais de construção? Justificativa: Necessidade e interesse em conhecer na teoria e na prática o cálculo e aplicação dos impostos proporcionados por cada Regime de Tributação. envolvendo aspectos tributários e também aperfeiçoar conhecimentos voltados à atuação na contabilidade tributária.

Desenvolver um estudo direcionado as operações da empresa e os efeitos produzidos por cada opção tributária. Verificar a possibilidade de diminuição de carga tributária. Objetivos específicos  Definir uma fundamentação teórica dos regimes e tributos pertinentes a atividade da empresa. Elaborar um diagnóstico das alternativas estudadas e apontamento. tendo como embasamento a legislação vigente. estado do Paraná.Objetivo geral O objetivo desta pesquisa é Identificar a opção tributária mais vantajosa para uma empresa comercial que atua no ramo de materiais de construção na cidade de Maringá. 5 .

Enquadramento metodológico QUANTO AOS OBJETIVOS DESCRITIVA QUANTO À ABORDAGEM QUALITATIVA QUANTO AOS PROCEDIMENTOS ESTUDO DE CASO QUANTO AMBIENTE PESQUISA PESQUISA DE CAMPO FORMA DE PESQUISA BIBLIOGRÁFICA E DOCUMENTAL 6 .

adicional 10%. 7 .Alíquota 9%. CSLL .4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA LUCRO REAL IRPJ e CSLL no Lucro Real Tributos são baseados nos lucros da empresa Pessoas jurídicas obrigadas Trimestral IRPJ – Alíquota 15%.

Base de cálculo percentual 12% Alíquota 9%.4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA LUCRO PRESUMIDO IRPJ e CSLL no Lucro Presumido Apuração do lucro é feito por presunção Cálculo da estimativa do valor do lucro Pagamento Trimestral IRPJ – Base de cálculo presumida percentual 8% Alíquota 15%. CSLL . adicional 10%. 8 .

65% e 7. Incidência PIS/PASEP e COFINS Incidência sobre o faturamento: Cumulativo : não há aproveitamento de créditos .4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA PIS/PASEP e COFINS São tributos incidentes sobre a receita bruta e recolhidos mensalmente. (0.65% e 3%) Não-cumulativo: há aproveitamento de créditos .6%) Regimes especiais de tributação do PIS/PASEP e COFINS Substituição Tributária Monofásica ou tributação concentrada 9 . (1.

8% (empregados) 10 . Contribuem com 20% para contribuição a Seguridade Social (próLabore e empregados) Com 3% resultantes dos riscos ambientais (RAT) (empregados) Contribuição destinada a terceiros de até 5.4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA TRIBUTOS SOBRE A FOLHA DE PAGAMENTO Lucro Real e Presumido contribuem para o Financiamento da Seguridade Social através da folha de salários e pró-labore.

ICMS O imposto é de modalidade não-cumulativa. compensando-se o que é devido em cada operação com o resultado à entrada de mercadoria no estabelecimento. Incide sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação 11 .4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA TRIBUTO ESTADUAL .

12 .5 ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA Comércio atacadista de materiais de construção em geral. Iniciou suas atividades em março de 1982 no município de Maringá no Estado do Paraná. É optante pelo Lucro Real.

5ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS COLETA DOS DADOS Compra de mercadorias para revenda no ano de 2011  Venda de mercadorias no ano de 2011 Relatório Despesas incorridas em 2011 Folha de pagamento do ano de 2011 e DRE. 13 .

754.675.35 101.14 13.11 13.872.78 552.97 1.253.55 Adicional do IRPJ ( 10% ) 1.573.66 680.730.61 932.09 19.990.065.30 1.49 1.132.475.424.424.235.00 1.938.14 13.56 CSLL (9%) 10.597.88 134.49 1.175.204.858. Presum.573.83 3.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS ANÁLISE DOS DADOS COLETADOS REGIME DO LUCRO PRESUMIDO Tabela 01: Apuração do IRPJ no Lucro Presumido Descrição 1° Trimestre 2° Trimestre 3° Trimestre 4° Trimestre Anual Vendas 975.993.83 13.164.65 12.927. Presum.90 Base de Cálculo 78.84 12.61 932.90 Base de Cálculo 117.476.97 1.095.109.151.872.864.95 548.227.271.84 12. 14 .043.97 55.993.78 680.16 98.232.95 4.650.084.109.05 151.650.47 369.68 IRPJ ( 15% ) 11.92 Receitas Financeiras Tabela 02: Apuração da CSLL no Lucro Presumido Descrição 1° Trimestre 2° Trimestre 3° Trimestre 4° Trimestre Anual Vendas 975.269.485.64 365.52 Fonte: Elaborado 16.909.65 15.20 Base Calc.44 4.235.872.518.83 13.724.471.27 TOTAL CSLL 10.00 1.60 88.132.485.39 133.95 1.903.253.757.975.681.927.24 148.85 149.757.30 1.175.269.597.379.906.542.084.990.963.95 4.37 TOTAL IRPJ 13. (12%) 117.746.77 99.20 Base Calc.46 49.821.95 1.542.18.08 150.09 89.82 14.204.314.38 100.808.46 49.27 Receitas Financeiras Fonte: Elaborado pelo autor.69 pelo autor.41 2.62 68. (8%) 78.83 3.88 3.

10 14.079.75 2.329.142.96 10.88 Agosto 449.124.218.134.920.50 2.17 137.671.312.03 10.90 2.17 Total Fonte: Elaborado pelo autor.264.481.89 9.11 9.751.85 2.346.35 Março 304.80 2.809.07 13.930.51 Novembro 378.921.342.20 29.55 Junho 480.80 2.311.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 03: Apuração do PIS/PASEP e COFINS no Lucro Presumido Mês Base cálculo PIS (0.597.458.543.93 Setembro 336.884.39 13.395. 15 .90 2.58 Fevereiro 360.730.30 Outubro 410.94 Julho 449.322.478.34 Abril 329.45 3.752.187.872.65%) COFINS (03%) Janeiro 310.019.31 Maio 443.92 4.50 2.22 13.55 9.216.983.573.57 Dezembro 319.20 2.55 2.609.477.03 9.979.418.631.39 12.42 11.886.098.00 1.

39 Sub total 398.475.352.542.17 COFINS 137.51 TRIBUTOS ESTADUAIS ICMS 14.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 04: Resumo dos tributos apurados no regime do Lucro Presumido TRIBUTOS FEDERAIS IRPJ 68.60 Fonte: Elaborado pelo autor.730.60 FGTS 24.270.17 INSS 88.216. 16 .074.09 TOTAL TRIBUTOS 412.344.270.757.27 PIS 29.09 Sub total 14.92 CSLL 49.

127.27 Outubro 6.554.18 Setembro 5.10 1.41 689.14 4.26 Dezembro 5.80 1.34 3.356.106.930.945.415.328.781.113.06 Junho 7.23 4.90 4.84 3.293.53 Março 5.35 1.826.208.084.468.321.240.42 4.068.50 Agosto 7.25 Fevereiro 5.955.53 2.168.89 56.136.06 5.955.36 Abril 5.203.79 350.378.86 5.412.61 5.023.14 19.89 3.68 2.16 749.52 1.06 Maio 7.42 4.134.637.61 1.05 Total 75.75 Fonte: Elaborado pelo autor.08 Julho 7.112.856.85 3. 17 .422.246.437.278.47 4.748.13 Novembro 6.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 05: Apuração do PIS/PASEP a recolher no Lucro Real Mês Débito Crédito Saldo Janeiro 5.03 5.808.

234.19 20.823.744.64 23.97 1.411.764.166.46 Dezembro 24.314.383.420.224.582.455.613.13 Julho 34.920.33 18.158.47 3.47 8.72 17.140.451.75 22.93 89.56 10.338.29 258.617.37 4.35 23.76 5.86 Maio 33.86 15.550.95 Abril 25.39 Outubro 31.347.13 19.968. 18 .520.725.72 Setembro 25.08 3.144.11 Fevereiro 27.18 5.148.045.168.08 23.33 21.67 6.08 23.94 Março 23.871.18 14.386.219.527.36 Total Fonte: Elaborado pelo autor.95 Junho 36.70 22.27 Novembro 28.154.36 10.806.359.52 Agosto 34.173.05 347.234.99 21.614.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 06: Apuração de COFINS a recolher no Lucro Real Mês Débito Crédito Saldo Janeiro 23.723.

157.996.30 4.332.929.598.67 84.275.73 6.199.42 72.312.00 690.90 1.73 10.17 15.598.77 83.683.331.20 235.) Exclusões Base de Cálc.01 996.009.443.224.168.228.664.098.107.73 12.774.88 39.14 Fonte: Elaborado pelo autor.14 ( + ) Adições ( .15 - 3.87 73.90 408. Social s/ Lucro Líquido 2.27 2.88 35.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 07: Apuração de IRPJ e CSLL no Lucro Real Descrição Resultado antes IRPJ e CSLL 1° 2° 3° 4° Trimestre Trimestre Trimestre Trimestre ANUAL 30.00 690.876.00 690.00 2.760.45 1.165.431.25 Doações Efetuadas 690.049.52 46.60 204.26 4.88 6.328.683.30 1. 19 .90 12.532.60 894.929.25 - - - - - 31.66 7.42 4.45 612.24 - 1.90 230.24 6. IRPJ e CSLL Imposto de Renda Pessoa Jurídica Adicional de Imposto de Renda Total do IRPJ Contrib.92 45.93 21.292.302.810.84 4.00 Multas de Trânsito 306.304.

89 TRIBUTOS ESTADUAIS ICMS 14.158.98 Fonte: Elaborado pelo autor.75 COFINS 89.09 Sub total 14.60 FGTS 24.165.39 Sub total 281.049.270.270.542. 20 .356.36 INSS 88.894.352.09 TOTAL TRIBUTOS 295.624.14 PIS 19.66 CSLL 21.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 08: Resumo dos tributos apurados no Lucro Real TRIBUTOS FEDERAIS IRPJ 39.

788.97 8.369.88 2.055.49 2.78 2.418.74 Outubro 5.461.313.98 2.846.21 Agosto 6.969.97 659.473.904.54 2.04 Setembro 5.02 656.545.997.10 2.38 Julho 6.087.31 Maio 6.667.605.82 7.72 1.37 2.808.16 8.373.21 2.53 5.328.01 Março 5.240.362.34 101.22 707.227.33 622.53 Novembro 6.85 2.65 622.628.72 2.99 1.37 597.97 2.90 2.38 Dezembro 6.48 2.32 2.155.221.37 Fevereiro 5.439.888.60 7.108.225.156.691.38 8.167.00 9.92 2.451.44 8.12 1.151.73 572.561.313.824.451.07 2.809.12 8.12 27.240.34 1.791.68 8.08 601.557.62 20.14 Junho 6.635.861.ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 09: Tributos sobre a folha de pagamento no Lucro Presumido e Lucro Real INSS FGTS INSS sobre FGTS sobre (28.626. Janeiro 6.30 8.87 658.54 2.395.66 Abril Mês TOTAL TOTAL INSS FGTS 665.31 8.129.439.782.237.25 598.623.40 8.628.44 28.17 1.97 599.088.018.856.780.31 2.92 2.85 1.509.35 1.01 1.80 1.98 7.56 2.15 2.71 Total 73.24 1.95 2.916.84 1.80%) (08%) férias/13º sal.220.691.45 Fonte: Elaborado pelo autor.85 2.17 2.062.921.329.52 1.011.190. 21 .547. férias/13º sal.447.

ESTUDO DE CASO E ANÁLISE DOS RESULTADOS Tabela 10: ICMS – PR no Lucro Presumido e Lucro Real Meses Débito Crédito ICMS a Recolher Janeiro 3.374.348.209.46 1.23 Outubro 3.67 1.75 2.637.68 Julho 3.04 1.719.80 671.16 Junho 2.568.67 2.35 Setembro 2.86 3.812.77 1.645.45 Fevereiro 3.099.270.376.336.41 534.971.15 Dezembro 3.44 754.70 2.414.20 252.84 1.578.893.482.409.103.64 1.43 2.237.84 24.145.40 2.23 Total 38.244.449.399.665.453.144.110.96 2.03 690.596.02 Novembro 2.71 Maio 3.31 676.75 14.43 Abril 3.791.09 Fonte: Elaborado pelo autor.956.21 727. 22 .60 1.76 Agosto 3.124.90 Março 3.32 1.23 2.84 2.

36 1.13 135.92 1.352.54% - - Sub total 281.09 0.17 pelo autor.00% Fonte: Elaborado 48.31% 14.10% PIS 19.356.60 1.02% 116.50% 29. 3.352.36% Fonte: Elaborado pelo autor.09 0.049.85% 68.158.09% 28.70% 116.09 0.344.54% 24.90% INSS 88.542.730.09 0.757.074.31% 14.894.270.47% 412.26 75.39 0.35% TRIBUTOS ESTADUAIS ICMS 14.51 8.270. 23 .89 6.75 0.98 6.93% 88.36% CSLL 21.42% 29.46% 49.17 0.31% - - Sub total 14.449.373.COMPARATIVO DOS RESULTADOS Tabela 11:Comparativo total dos tributos no Lucro Presumido e Lucro Real Diferença Descrição AV Lucro AV Diferença Vendas Presumido Vendas Tributos (R$) Lucro Real Tributos (R$) TRIBUTOS FEDERAIS IRPJ 39.057.65% 10.165.62 TOTAL TRIBUTOS 39.216.14 0.39 0.62 41.27 1.42 53.60 9.475.592.16% 398.60% COFINS 89.60 1.270.95% 137.81 53.270.624.31% - - 295.426.449.93% - - FGTS 24.542.66 0.

02%. sendo de 6.47%.36%. 24 . o que é superior a carga tributária do Lucro Real em 39.COMPARATIVO DOS RESULTADOS Compreende pelo quadro que o Lucro Real apresenta menor carga tributária sobre a receita bruta. Enquanto o Lucro Presumido obteve percentual de tributação sobre a receita bruta igual a 9. Com base nos estudos realizados recomenda-se que a empresa permaneça no regime de Tributação do Lucro Real e que mantenha um planejamento tributário anual com a finalidade de poder optar por outro regime que atenda a suas necessidades.

com intuito de determinar o regime de tributação adequado.CONCLUSÕES CONCLUSÕES QUANTO AOS OBJETIVOS  Verificado no planejamento tributário.  Proporcionado à empresa conhecer o regime tributário que apresentou menor carga tributária e conseqüentemente a melhoria em seu resultado. sendo o Lucro Real.  Apresentado os tributos e regimes de tributação.  Verificado a possibilidade de diminuição de carga tributária. 25 .

sendo de 6. pois lhe proporciona menor carga tributária. A empresa pode manter-se enquadrada no regime tributário do Lucro Real.CONCLUSÕES QUANTO AOS RESULTADOS DA PESQUISA  Existe a necessidades da aplicação de um planejamento tributário regularmente com a finalidade de reduzir os tributos.47% da receita bruta. 26 . Necessidade do conhecimento da legislação tributária pertinente a todos os produtos os quais a empresa se dedica em qualquer ramo de atividade para aproveitamento dos creditos e das isenções tributárias.

27 .RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES Recomenda-se a empresa que continue enquadrada no Lucro Real. Efetuar um planejamento tributário regular abrangendo o impostos apresentados e seus impactos na escolha dos regimes de tributação.

membros desta banca.OBRIGADO ! A UEM A meu orientador professor Carlos Henrique Marroni Ao professores Alceu Panosso e Nilton Facci.  A todos os presentes. 28 .