You are on page 1of 62

Você já usou muitas vezes os números, mas será que já parou para pensar sobre: O modo como surgiram os números?

Como foram as primeiras formas de contagem?

Como os números foram criados, ou, será que eles sempre existiram?

.

caçava. para morar. para se alimentar.Quando enfrentamos situações em que queremos saber "quantos". usava cavernas. usava paus e pedras. o homem. Naquele tempo. nossa primeira atitude é contar. para se defender. . pescava e colhia frutos. Então como surgiram os números? Para responder a essa pergunta precisamos ter uma idéia de como esses homens viviam e quais eram suas necessidades. Mas os homens que viveram há milhares de anos não conheciam os números nem sabiam contar.

Mas esse modo de vida foi-se modificando pouco a pouco. Por exemplo: encontrar alimento suficiente para todos os membros de um grupo foi se tornando cada vez mais difícil à medida que a população aumentava e a caça ia se tornando mais rara. O homem começou a procurar formas mais seguras e mais eficientes de atender às suas necessidades.000 anos atrás. Foi então que ele começou a cultivar plantas e criar animais. . há cerca de 10. surgindo a agricultura e o pastoreio.

. Precisavam saber se não faltavam ovelhas. Como os pastores podiam saber se alguma ovelha se perdera ou se outras haviam se juntado ao rebanho? Alguns vestígios indicam que os pastores faziam o controle de seu rebanho usando conjuntos de pedras.Os pastores de ovelhas tinham necessidades de controlar os rebanhos. o pastor separava uma pedra para cada animal que passava e guardava o monte de pedras. Ao soltar as ovelhas.

A palavra talhe significa corte. marcas nas paredes. Os talhes nas barras de madeira. . que eram usados para marcar quantidades. mas eram usados também nós em cordas. talhes em ossos. continuaram a ser usados até o século XVIII na Inglaterra. usamos ainda a correspondência unidade a unidade. Hoje em dia.A correspondência unidade a unidade não era feita somente com pedras. desenhos nas cavernas e outros tipos de marcação.

levantando um dedo para cada objeto. É muito provável que ele tenha utilizado qualquer coisa que estivesse bem à mão e nada estava mais à mão do que seus próprios dedos. provavelmente o homem não usou somente pedras para fazer correspondência um a um. . Certamente o homem primitivo usava também os dedos para fazer contagens.Mas.

Representação numérica  Com o passar do tempo. gestos. as quantidades foram representadas por expressões. palavras e símbolos. . sendo que cada povo tinha a sua maneira de representação.

.

Os sistemas de numeração surgiram quando a relação para enumerar elementos entre conjuntos se esgotou. Posteriormente. Já dos sistemas de números originaram-se os conjuntos numéricos e suas propriedades e relações entre diferentes sistemas de números. maia e indo-arábico. de outras partes do corpo e até objetos. Alguns desses sistemas não usavam valor de posição. então necessário estabelecer uma seqüência ordenada para relacionar um elemento ao seu marcador. que deram origem aos cálculos usados hoje. . egípcio. os sistemas posicionais. romano. dos pés. depois de outra mão. O homem usava os dedos de uma mão. É curioso observar ainda que alguns desses sistemas não tinham representações para o número zero. chinêsjaponês. são os sistemas não-posicionais. Tornou-se. grego. desenvolveram-se alguns sistemas de numeração utilizando um valor como base. Algumas civilizações mais antigas já tinham sistemas de numeração: babilônico.

ALGUNS SÍMBOLOS ANTIGOS No começo da história da escrita de algumas civilizações como a egípcia. a babilônica e outras. os primeiros nove números inteiros eram anotados pela repetição de traços verticais: I 1 II 2 III 3 IIII 4 IIIII 5 IIIIII 6 IIIIIII 7 IIIIIIII 8 IIIIIIIII 9 Depois este método foi mudado. devido à dificuldade de se contar mais do que quatro termos: I 1 II 2 III 3 IIII 4 IIII I 5 IIII II 6 IIII III 7 IIII IIII 8 IIII IIII I 9 .

A Civilização EGÍPCIA .

 Por volta de 3000 a. local que habitavam. os egípcios já tinham um sistema de escrita para a representação dos algarismos utilizando símbolos. A base do sistema egípcio de numeração. muitos dos quais fazendo alguma referência à fauna e à flora das proximidades do Rio Nilo.C.. assim como a do nosso sistema. é decimal. . o que significa que os agrupamentos são feitos em potências de 10.

que indicava o agrupamento.Os egípcios da Antiguidade criaram um sistema muito interessante para escrever números. baseado em agrupamentos. . 1 era representado por uma marca que se parecia com um bastão | 2 por duas marcas || E assim por diante: ||| 7 ||||||| 3 4 5 6 |||| ||||| |||||| 8 9 |||||||| ||||||||| Quando chegavam a 10. eles trocavam as dez marcas: |||||||||| por .

90 Para registrar 100. . trocavam esse agrupamento por um símbolo novo.Feito isso. que parecia um pedaço de corda enrolada: . continuavam até o 19: 10 15 ||||| 11 | 16 |||||| 12 || 17 ||||||| 13 ||| 18 |||||||| 14 |||| 19 ||||||||| O 20 era representado por E continuavam: 30 40 . ao invés de .

o 300... até o 900. eles escreviam todos os números de que necessitavam.000 .000.000 100. Símbolo egípcio Descrição Bastão Calcanhar Rolo de corda Flor de lótus Dedo apontando Peixe Homem ajoelhado Nosso número 1 10 100 1.000 1. que era a figura da flor de lótus: Desta forma. trocando cada dez marcas iguais por uma nova.Juntando vários símbolos de 100.000 10. escreviam o 200. etc. Veja os símbolos usados pelos egípcios e o que significava cada marca.. Dez marcas de 100 eram trocadas por um novo símbolo.

4 . como se pode observar por meio dos exemplos a seguir: 4 17 253 1100 Fazer as atividades 1 a 4 do Caderno do Aluno – pag. usando-se apenas o princípio aditivo. A formação de números nesse sistema é muito simples.

Atividades  1) Traduza os seguintes números para o nosso sistema de numeração (indo-arábico). .

Atividades  2) Escreva os números abaixo nos sistemas de numeração egípcio a) 14 b) 35 c) 40 d) 60 e) 80 f) 185 .

Os babilônicos viviam na Mesopotâmia, nos vales do Rio Tigre e Eufrates, na Ásia. Esta região é ocupada atualmente pelo Iraque.

Sistema de numeração mesopotâmico
 O sistema de numeração dos povos que viveram a

Mesopotâmia por volta de 2000 a.C. é um dos mais antigos sistemas posicionais que conhecemos. Dizemos que um sistema é posicional quando as posições dos símbolos marcam os agrupamentos. Em nossos sistema, por exemplo, o símbolo colocado mais à direita de um número inteiro indica as unidades, em seguida vêm o símbolo das dezenas, o das centenas e assim sucessivamente.

Sistema de numeração mesopotâmico
 Os agrupamentos no sistema mesopotâmico eram feitos em potências de 60, por isso dizemos que é um sistema de numeração sexagesimal, ou de base 60.
 A escrita mesopotâmica era feita em placas de argila com o uso de bastonetes, cunhando-se o barro, daí o nome de escrita cuneiforme.

nesse sistema de numeração. de 1 a 59. no quadro a seguir. o sistema de numeração dos babilônios se parecia muito com o sistema de numeração desenvolvida pelos egípcios.Na escrita dos números de 1 a 59. Observe. os símbolos e a representação de alguns números. ambos eram aditivos. .

.

.

como na contagem do tempo. . o sistema mesopotâmico de numeração era posicional e sexagesimal (base 60). Do 1 ao 59. e cada grupo de dez marcas é trocado pela marca de uma dezena . sugerindo então que os agrupamentos são feitos em potências de 60. os número são formados pelo princípio aditivo.O sistema de numeração mesopotâmico era representado somente por dois símbolos: e .De fato. O 60 passa a ser representado novamente pela marca da unidade . Podemos encontrar vestígios desse sistema de numeração até hoje.

601. Como representar os números: 952. 602. 603. no sistema mesopotâmico as casas.. 25 704 e 43 203? .. da direita para a esquerda representam potências de sessenta: 600..Comparativamente.

 1) Escreva os números abaixo nos sistemas de numeração mesopotâmico.Fazer as atividades do Caderno do Aluno – pags. Atividades a) 14 b) 35 c) 40 d) 60 e) 80 f) 105 . 7 e 8. 6.

.A Civilização maia Por volta de 300 d. desenvolveu-se na América. onde hoje se localiza o sul do México. a civilização maia.C.

o que não ocorre na prática. 20. que são 1. devido ao uso do 360 na casa que deveria ser ocupada pelo 400. 8000.. porém o sistema maia operava com uma irregularidade nesse padrão: na posição de 202. o maia também era posicional. ele era multiplicado por 360.. porém de base 20.  Se o sistema maia fosse estritamente vigesimal (base 20). colocar zero à direita de um número natural corresponderia a multiplicá-lo por 20. . espera-se que os algarismos multipliquem potências de 20.. . 400. Da mesma forma que o sistema de numeração mesopotâmico e que o nosso.  Para um sistema assim. em que o algarismo deveria ser multiplicado por 400.

formando os números: . desde o um até o vinte. . O sistema de numeração dos maias era composto por apenas três símbolos. . como mostra a tabela a seguir.  Isto significa que para cada número. . existia um símbolo diferente. que eram combinados entre si. Esse foi também o primeiro sistema de numeração a criar um símbolo para representar o zero.

 Vamos continuar a sequência para entender a regra: .

9 .Vamos descobrir como se escrevem estes números no sistema maia de numeração? Fazer a atividade do Caderno do Aluno – pag.

Atividades  1) Traduza os seguintes números para o nosso sistema de numeração (indo-arábico). .

 2) Escreva os números abaixo no sistema de numeração maia a) 14 b) 35 c) 40 d) 63 e) 85 f) 185 .

. nomes de reis e papas e outros tipos de representações oficiais em documentos. mostradores de relógios antigos.Este sistema é utilizado até hoje em representações de séculos. capítulos de livros.

Estes são os símbolos usados no sistema de numeração romano: I 1 V 5 X 10 L 50 C 100 D 500 M 1000 Vamos lembrar como eram escritos alguns números: 7 36 152 1711 VII XXXVI CLII 100+50+1+1 MDCCXI 1000+500+100+100+10+1 5+1+1 10+10+10+5+1 . mas para o registro e escrita de números.O sistema romano de numeração não foi concebido para fazer contas.

D para retiradas. L.O princípio subtrativo na composição de números do sistema romano é regido pela seguinte regra: .A subtração na composição de um número só pode ser utilizada entre dois algarismos consecutivos da tabela ordenada dos algarismos romanos e nunca podemos utilizar os algarismos V. Para não repetir 4 vezes um mesmo símbolo. Observe alguns números que seriam escritos com 4 símbolos e como os romanos passaram a escrevê-los: 4 IV 5-1 9 IX 10-1 40 XL 50-10 44 XLIV (50-10)+(5-1) 900 CM 1000-100 . os romanos utilizavam subtração.

.

A civilização chinesa .

lembrando que nosso objetivo é compará-los com o nosso.  Algarismos do sistema tradicional chinês de numeração . porém com algumas diferenças particulares. ambos posicionais como o nosso. Analisaremos os dois sistemas.Os algarismos da civilização chinesa  Existem dois sistemas de numeração na China antiga.

. O interesse do sistema chinês na comparação com o nosso reside no fato de que. como o nosso. ele também utiliza o princípio multiplicativo na composição dos números.

e III d.C. que foi concebido entre os séculos II a. caso contrário pode haver ambiguidade na leitura e compreensão do número . a escrita passa a ser feita conforme nos exemplos: O espaçamento entre as posições deve ser dado de forma clara..C. sendo que cada posição é marcada por um único símbolos. Esse sistema é posicional. como o nosso. O segundo sistema de numeração chinês é o de barras. Observe:  A partir dos números maiores que 9.

etc) com barras horizontais. Exemplos: . ao longo dos anos os chineses passaram a utilizar um sistema de barras horizontais e verticais intercaladas. dezena de milhar. milhões. milhares. etc) eram expressas por meio de um sistema de barras verticais e as unidades de casas pares (dezenas. dezenas de milhões. Atentos a isso. centena. As unidades de casa ímpar (unidade simples. centena de milhar.

que o sistema mesopotâmico não conseguiu resolver. É interessante observar que o sistema chinês resolve bem a questão da ambiguidade de significado dos símbolos. 50444. sendo difícil distinguir notações de números como 5444. 54440. sendo que outros escribas optavam por uma notação mista entre o sistema de barras e o sistema tradicional. porém também lidava com a dificuldade de não ter um símbolo para o zero. . etc  A solução encontrada por alguns foi deixar um espaço vazio na posição que corresponderia ao zero. descrito no início.

20 e 60. Os comandos podem ser de dois tipos: “deixe passar a corrente elétrica” (ligue) ou “não deixe passar a corrente elétrica” (desligue) .  Os elementos radioeletrônicos usados nos computadores são dispositivos construídos para responder a sinais elétricos.Sistema binário de numeração e os computadores  Uma vez conhecido sistemas posicionais de base 10. poderíamos fazer a seguinte pergunta: será que existe alguma aplicação moderna para sistemas de outras bases?  A resposta é sim. e sua aplicação está na linguagem dos computadores.

 Então. utilizando o algarismo 1 para o comando “liga” e 0 para “desliga”. a linguagem mais adequada para programar uma máquina como essa é a binária (sistema de base 2). . os algarismos binários são usados para representar quantidades mínimas de informação.  Na computação. O termo bit deriva do inglês binary digit (dígito binário). chamadas bits.

unidade mínima de informação com que os sistemas informáticos trabalham Binary Digit BIT (0 1) . Os computadores são formados por circuitos digitais  A informação e os dados são codificados em zeros e uns (linguagem máquina) bit .

16. etc. 32. Sistema de numeração binária utiliza combinações dos dígitos 0 e 1  Toda a informação que circula dentro de um sistema informático é organizada em grupos de bits  Os mais frequentes são os múltiplos de 8 bits: 8. .

 1 Byte  8 bits  256 combinações possíveis  No sistema binário (0 e 1).1 bit  21=2 combinações possíveis (0 e 1) . para determinar o número de combinações com n bits. basta calcular 2n  Exemplos: .

2 bit  22=4 combinações possíveis 0 0 0 1 1 0 1 1 .

3 bit  23=8 combinações possíveis 0 0 0 0 0 1 0 1 0 0 1 1 1 0 0 1 0 1 1 1 0 1 1 1 .

. 1 1 1 1 .0 0 0 0 4 bit  24=16 combinações posíveis 0 0 0 1 0 0 1 0 0 0 1 1 0 1 0 0 0 1 0 1 0 1 1 0 1 0 0 0 . . .

DECIMAL 012345678 9 BINÁRIO 01 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0000 0001 0010 0011 0100 0101 0110 0111 1000 1001 .

 Em um sistema binário.21 + 0..22 +1.21 + 0..24 + 0.20  100(2) e) 19 = 1.21 + 1. os algarismos 0 ou 1        multiplicam as potências de 2 para formar os números: Exemplos: a) 1 = 1.20  11(2) d) 4 = 1.23+ 0.20  10(2) c) 3 = 1. 10000000000(2) Como fazemos para transformar um número do sistema decimal para o binário? .21 + 1.20  10011(2) f) 1024 = .22 + 0.20  1(2) b) 2 = 1.

 Exemplo: 20(10) = 10100(2) .Conversão de decimal para binário  Efetuar divisões sucessivas por 2 até se obter o quociente 1  Agrupar o último quociente e todos os restos da divisão encontrados por ordem inversa.

nésimo digito representa a potência de base 2 e expoente n-1. . . .  Somar as multiplicações parciais efectuadas entre o dígito e a potência a ele atribuída .Segundo digito representa a potência de base 2 e expoente 1.Conversão de binário para decimal  Começando a ler o número da direita para a esquerda: .Primeiro digito representa a potência de base 2 e expoente 0.Terceiro digito representa a potência de base 2 e expoente 2.

Conversão de binário para decimal Exemplo: 10100(2) = 20(10) 1 x 24 + 0 x 23 + 1 x 22 + 0 x 21 + 0 x 20 16 + 0 + 4 + 0 + 0 = 20(10) .

17 . 16. 15. E como transformar um número do sistema binário para o sistema decimal de numeração?  a) 1001(2) =  b) 11011(2) =  c) 1110(2) =  d) 110(2) =  Fazer a atividade do Caderno do Aluno – pags.

1024 Mbytes 1 Tbyte .1024 Kbytes 1 Gbyte .1024 Gbytes .8 bits 1 Kbyte .UNIDADE MÍNIMA DE INFORMAÇÃO Binary Digit 1 byte .1024 bytes BIT 01 1 Mbyte .