You are on page 1of 10

Densitometia Óssea

Antebraço

• A perda de massa óssea é uma conseqüência inevitável do processo de envelhecimento. como quadril. no indivíduo com osteoporose a perda é tão importante que a massa óssea cai abaixo do limiar para fraturas. com conseqüente aumento da fragilidade óssea e susceptibilidade à fratura. . Entretanto. principalmente em determinados locais.Osteoporose • A osteoporose é uma doença esquelética sistêmica caracterizada por diminuição da massa óssea e deteriorização microarquitetural do tecido ósseo. vértebras e antebraço.

Densitometria óssea (DEXA) • A densitometria de dupla emissão com fonte de raios X (DEXA) é o método mais utilizados no Brasil e permite a avaliação direta da coluna. verificar o risco de fraturas e de acompanhar a evolução dos tratamentos. de estimar a severidade da perda óssea. . região proximal do fêmur e terço distal do radio. regiões mais acometidas pela osteoporose • Permite analisar os pacientes com alto risco de doença metabólica óssea.

Densitometria óssea (DEXA) • DEXA depende da absorção da radiação pelo esqueleto. . Sua acurácia é medida em termos do coeficiente de variação entre o peso das cinzas ósseas e peso do conteúdo mineral ósseo registrado pelo densitômetro. provendo medidas quantitativas da massa óssea.

nos pacientes com antecedentes familiares de fratura de Colles. pois a perda óssea tende a afetar predominantemente o osso cortical. para complementação diagnóstica.Antebraço • A avaliação do antebraço pode ser útil em três situações: 1. 3. . que pode ser avaliado de forma sensível na parte distal do rádio. 2. pois o fator genético é muito importante neste tipo de fratura. quando o fêmur ou a coluna lombar não puderem ser avaliados. no hiperparatiroisdismo primário.

certificando que as costas do paciente estejam eretas e que o ombro esteja alinhado com o centro vertical do posicionador. essa medida deve ser feita desde o processo estilóide da ulna até o olecrano. .Posicionamento • Coloca-se o paciente sentado ao lado da mesa de exame. mede-se o comprimento do antebraço.

isto é. sendo importante recomendar ao paciente que deixe o pulso relaxado e que feche às mãos de modo que com este movimento haja uma retificação do mesmo. A peça de apoio ( posicionador ) para tal deve ser colocada sobre a mesa e deve-se posicionar o antebraço sobre o mesmo.Posicionamento • • O antebraço escolhido é o não dominante. o que colabora com o exame . conforme a figura. o braço contrário à mão que se escreve.

alinhado com o processo do cúbito estilóide. retificados e paralelos e com a presença de uma pequena porção dos ossos da mão.Posicionamento • Posiciona-se o feixe do laser no centro do pulso. mantendo a posição e finalmente inicia-se o exame. a 1 cm abaixo do processo estilóide da ulna. • Verifica-se na tela do computador se a imagem que está sendo escaneada está adequada. . prende-se o mesmo com velcro. observando se o membro está centralizado.

pois outras regiões de interesse no antebraço não são recomendadas. . • A região do rádio 33% (às vezes chamada de rádio 1/ 3) é a região de interesse.Observações importantes • Há diferença significante entre a DMO do membro dominante e a do não dominante em indivíduos saudáveis.

Bibliografia • MARONE..Métodos de Investigação Diagnóstica da Massa Óssea • http:scribd. Cap.17 p. .S.561 . M. LEIVIN.com/ApostiladeDensitometriaOssea • BONTRAGER. – Tratado de posicionamento Radiográfico e Anatomia Associada. S.