Higiene e segurança no trabalho

Higiene e segurança no trabalho
• Definição de trabalho

Podemos definir trabalho como qualquer atividade física ou intelectual, realizada por ser humano, cujo objetivo é fazer, transformar ou obter algo.
O trabalho na vida do homem O trabalho sempre fez parte da vida dos seres humanos. Foi através dele que as civilizações conseguiram se desenvolver e alcançar o nível atual. O trabalho gera conhecimentos, riquezas materiais, satisfação pessoal e desenvolvimento económico. Por isso sempre foi muito valorizado em todas as sociedades. Diferença entre trabalho e emprego A diferença entre trabalho e emprego: Enquanto o primeiro envolve a atividade executada em si, o segundo refere-se ao cargo ou ocupação de um indivíduo numa empresa ou órgão público. • Definição de saúde no trabalho

• •

• • •

a saúde e a segurança no trabalho englobam o bem-estar social, mental e físico dos trabalhadores, ou seja, da “pessoa no seu todo”.

O trabalho e a saúde
• acidente de trabalho: é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho". • Doença profissional é aquela que resulta directamente das condições de trabalho, consta da Lista de Doenças e causa incapacidade para o exercício da profissão ou morte.

LISTA DE DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO
• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • Angiossarcoma do fígado Neoplasia maligna dos brônquios e do pulmão Outras neoplasias malignas da pele Polineuropatia devido a outros agentes tóxicos Encefalopatia Tóxica Aguda Blefarite Conjuntivite Queratite e Queratoconjuntivite Arritmias cardíacas Rinite Crônica Ulceração ou Necrose do Septo Nasal Bronquiolite Obliterante Crônica, Enfisema Crônico Difuso ou Fibrose Pulmonar Crônica Estomatite Ulcerativa Crônica Gastroenterite e Colites tóxicas Hipertensão Portal Dermatite de Contato por Irritantes Outras formas de hiperpigmentação pela melanina: “Melanodermia” Leucodermia, não classificada em outra parte (Inclui “Vitiligo Ocupacional”) Ceratose Palmar e Plantar Adquirida

Retrato Estatístico – Acidentes registados em 2009

QUADRO DE ESTATISTICAS DE DOENÇAS PROFISSIONAIS 2008

Fonte: Relatório de Dados Estatísticos do CNPRP/ 2008

Os jovens e a Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho
• os jovens dos 18 aos 24 anos de idade têm, pelo menos, mais 50% de probabilidades de sofrerem lesões no local de trabalho do que os trabalhadores mais experientes. • Factores de risco para os jovens. • não possuir ainda a maturidade física e psicológica necessária • não possuir conhecimentos e formação suficientes • não conhecer os deveres da entidade patronal e os seus próprios deveres e direitos • não se sentir confiantes para falar sempre que houver um problema.

A missão da Organização Internacional do Trabalho.
• A OIT é uma agência “tripartida” da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem por missão promover oportunidades para que todos os trabalhadores (homens e mulheres) possam ter acesso a um trabalho digno e produtivo, em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade. • a sua atividade “a OIT atribui importância especial ao desenvolvimento e aplicação de uma cultura de prevenção em matéria de segurança e saúde nos locais de trabalho em todo o mundo”, atentos os elevados números de sinistralidade laboral e atenta a necessidade de se combater a falta de consciência, de conhecimento e de informação de grande parte das pessoas envolvidas no mundo laboral.

Fatores de risco assoçiados a :
• Locais de trabalho Geralmente, os locais de trabalho são compostos por postos de trabalho, que é a zona na qual os trabalhadores desenvolvem o seu trabalho, zonas de passagem e zonas de armazenamento. O trabalhador, apesar de permanecer grande parte do dia no seu posto de trabalho, tem necessidade de se deslocar pelas outras zonas, partilhando o espaço com materiais, empilhadores, porta-paletas, máquinas de produção, assim como com outros trabalhadores. A sua segurança dependerá, em grande medida, da adequação correcta do local de trabalho. Vejamos a seguir uma série de normativas e recomendações. Entende-se por locais de trabalho as áreas do centro de trabalho, edificadas ou não, nas quais os trabalhadores devem permanecer ou às quais podem aceder em virtude do seu Trabalho

Fatores de riscos associados a:
• Posto de Trabalho O trabalhador deve dispor de uma espaço livre de trabalho que lhe permita movimentar-se com comodidade. Os postos de trabalho têm que estar claramente delimitados. A utilização de sinalização horizontal (linhas no solo) adverte do perigo. Por outro lado, a existência de maquinaria móvel (empilhadores, porta-paletas, etc.) torna recomendável a montagem de elementos de protecção (barreiras de protecção ou outro elemento similar) à volta do posto de trabalho. Se bem que a organização do trabalho é da responsabilidade da empresa, procure que as protecções que delimitam o posto de trabalho se mantenham em boas condições para assegurar a sua eficácia. No caso de detectar qualquer anomalia, informe o seu superior e solicite a sua reparação. A SUA SEGURANÇA DEPENDE DA SUA EFICÁCIA.

Fatores de riscos associados a:
• Máquinas e equipamentos de trabalho. Os principais risco associados a ao uso de maquinas e equipamentos de trabalho depende sobretudo da maneira que é usado e a sua perigosidade. Umas das frequentes razões de acidentes com maquinaria e equipamento é o seu desgaste a falta de proteção e sobre tudo a falta de atenção por parte de quem os usa.

Fatores de riscos associados a:
• Electricidade: A electricidade é a fonte de energia mais utilizada na actividade profissional Os tipos de acidentes de trabalho resultantes do contacto com a corrente eléctrica são: Choques; Electrocussão (acidente com electricidade que seja morta) ;Incêndios (podem ocorrer quando há um curto-circuito, desenvolvendo-se, nessa situação um calor intenso.

Fatores de riscos associados a:
• Incêndio: O risco de incêndio esta presente em praticamente quase todos os contextos de trabalho estes ocorrem sempre pela falta de limpeza, organização e negligencia no local de trabalho • Explosão: o risco de explosão em locais de trabalho só ocorre caso este seja um trabalho que envolva combustíveis ; substancias químicas ou perigosas.

Fatores de riscos associados a:
• • Ruido: Causas. O ruído pode ser definido como um conjunto de sons desagradáveis e frequentemente irritantes. Ao ultrapassar um determinado nível torna-se incómodo, sendo um obstáculo à comunicação e contribuindo para o aumento da fadiga, podendo provocar alterações no sistema nervoso e mesmo traumatismos auditivos. Efeitos. Quando os sons são demasiado fortes, e principalmente se a exposição ao ruído for prolongada e não se utilizar a devida proteção, as células sensoriais constituintes do ouvido interno podem sofrer danos que implicarão uma surdez irreversível. O perigo apresenta-se perante a exposição a ruídos que ultrapassem os 87 dB(A). Prevenção. Sempre que a exposição ao ruído nos postos de trabalho for passível de originar efeitos adversos, deverão ser tomadas medidas que visem proteger os trabalhadores expostos e, simultaneamente monitorizar a efetividade do processo de intervenção. De um modo geral, este plano de prevenção deverá incidir sobre as seguintes medidas: Auditorias iniciais e anuais aos procedimentos utilizados; Avaliação do ruído ocupacional; Medidas de controlo técnico e administrativo das exposições ao ruído; Avaliação e monitorização da função auditiva dos trabalhadores; Fornecimento de proteção auditiva para exposições iguais ou superiores a 80 dB(A). Utilização de proteção individual auditiva para exposições superiores ou iguais a 85 dB(A), independentemente da duração da exposição; Formação e motivação dos trabalhadores; Arquivo dos registos. •

• • • • • • • •

Fatores de riscos associados a:
• Iluimnação. A iluminação constitui um factor que influencia directamente o conforto, a produtividade e a saúde dos profissionais no local de trabalho, podendo provocar efeitos nocivos, seja por deficiência, seja por excesso. Na obtenção de um bom ambiente de trabalho é importante garantir a existência de uma iluminação adequada, caso contrário aumenta a probabilidade de ocorrência de atrasos na execução das tarefas, bem como de aparecimento de stress, dores de cabeça ou fadiga física e nervosa, tendo como principal consequência o absentismo.

Fatores de risco associados a:
• ambientes térmicos. prende-se com a homeotermia (manutenção da temperatura interna do corpo humano no intervalo 37,0 ± 0,8 ºC), a qual assegura o bom funcionamento das principais funções do organismo e, em particular, do sistema nervoso central

Fatores de risco associados a:
• Medidas de prevenção: • Ambientes Frios

• Ambientes quentes

Fatores de risco associados a:
• Ambientes quentes

Movimentação manual de cargas
• técnica correta para o levantamento de cargas (caixa, barra, saco, etc.). O joelho deve ficar adiantado em ângulo de 90 graus. Braços esticados entre as pernas. Dorso plano. Queixo não dirigido para baixo. Pernas distanciadas entre si lateralmente. Carga próxima ao eixo vertical do corpo. Tronco em mínima flexão.

Movimentação manual de cargas
• Movimentação manual de cargas • técnica indicada para a movimentação lateral de carga (no caso, um barril) é a seguinte: posição dos pés em ângulo de 90 graus, para evitar a torção do tronco. No outro croqui, em que o modelo carrega uma caixa, o porte da carga é feito com os braços retos (esticados), de modo a obter menor tensão nos músculos dos mesmos.

Movimentação manual de cargas
• Movimentação manual de cargas.

Movimentação manual de cargas
• Recomendações gerais para o transporte manual de cargas • • • • • • • • • • • Evitar manejo de cargas não adequadas ao biotipo, à forma, tamanho e posição; Usar técnica adequada em função do tipo de carga; Procurar não se curvar; a coluna deve servir como suporte; Quando estiver com o peso, evite rir, espirrar ou tossir; Evitar movimentos de torção em torno do corpo; Manter a carga na posição mais próxima do eixo vertical do corpo; Procurar distribuir simetricamente a carga; Transportar a carga na posição ereta; Movimentar cargas por rolamento, sempre que possível; Posicionar os braços junto ao corpo; Usar sempre o peso do corpo, de forma a favorecer o manejo da ca

Postura a ter quando se trabalha com ecrãs

Stress no trabalho
• O stress pode causar dores de cabeça, problemas de memória, mau humor, insónias, fadiga e tiques nervosos, além de diminuir consideravelmente a sua produtividade. Os fatores que provocam esse estado são os mais variáveis - dívidas, excesso de tarefas, sobrecarga emocional, crises financeiras, etc. Para ser um profissional mais competente e não adoecer, é essencial evitar e combater o stress.

Prevenção de riscos profissionais
• • • • • • • Local de trabalho Fazer com que local de trabalho seja confortável; Ter muito cuidado e seguir todas as regras de segurança na realização de actividades mais perigosas; Organizar o local de trabalho ou o posto de trabalho, não deixar objectos fora dos seus lugares ou mal arrumados. Se tudo estiver no seu lugar não precisa de improvisar perante imprevistos e isso reduz os acidentes; Saber quais os riscos e cuidados que deve ter na actividade que desenvolve e quais as formas de protecção para reduzir esses riscos; Participar sempre nas acções ou cursos de prevenção de acidentes que a empresa lhe proporcionar; Aplicar as medidas e dispositivos de prevenção de acidentes que são facultados, designadamente o uso de vestuário de protecção adequado, como as protecções auriculares para o ruído, óculos, capacetes e dispositivos anti-queda, e equipamento de protecção respiratória, entre outras; Não receie sugerir à empresa onde trabalha a realização de palestras, seminários e acções de formação sobre prevenção de acidentes.

Protecção Colectiva e Individual
• Equipamento de proteção coletiva em altura. • Cintos tipo paraquedista e talabartes; • Trava-quedas retráteis; • Equipamentos para acesso e resgate em espaço confinado; • Equipamentos para resgate; • Ancoragens; • Mosquetões; • Linhas de vida horizontal e vertical: temporária; permanente

Equipamentos de protecção colectiva para o utilização de maquinas.
• Sistema de exaustão: elimina gases, vapores ou poeiras contaminantes. • Insonorização: insonorização da máquina barulhenta para eliminar barulho excessivo. • Comando exterior: mantém as mãos fora da zona de perigo durante o período de trabalho de uma máquina. • Grelha segurança: para conter equipamentos sujeitos a esforços, caso venham a soltaro

Equipamentos de proteção coletiva em ambientes perigosos
• O uso de extintores • Lava olhos estes equipamentos devem existir em locais de manuseio de produtos químicos, em situações de maior risco de projeção ou onde houver risco maior de queimaduras por calor.

Equipamentos de Protecção Individual (EPI):
• Exemplos de equipamentos (EPI) • Luvas- o uso de luvas é essencial para o manuseamento de substancias perigosas • Oculos de proteção – para o uso de maquinas perigosas que possam soltar particulas potencialmente perigosas. • Botas de biqueira de aço- sempre que se trabalhe com objectos pesados o uso destas é essencial.

Plano de Emergência
• O plano de emergência é essencial para uma evacuação segura do local de trabalho. • Exemplo de sinalização de emergência

Plano de emergencia
• Evacuação: na evacuação é necessaria uma planta de emergência para se poder evacuar o local de trabalho em segurança • Exemplo de uma planta de segurança

Preveção para eletricidade e eletronica
Há vários tipos de proteção e de providências que podem ser usados fusíveis e disjuntores Ligação há terra materiais isolantes Uso de luvas de borracha

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful