You are on page 1of 11

Nome: Dipesh Nathoo N.

º : 30

Professor: João Silva

Condensador é um dispositivo elétrico que consiste de duas superfícies condutivas separadas por um meio isolante (dielétrico). Quando se aplica uma voltagem às superfícies, a energia é armazenada no campo elétrico resultante da separação de cargas das superfícies. um simples condensador separando duas folhas de papel alumínio com um filme plástico. A qualidade do condensador é controlada pelo tamanho das duas folhas, pela qualidade de isolamento do plástico e por sua grossura: quanto mais próximas as duas folhas de alumínio estão, melhor é o condensador. Um bom e grande condensador pode facilmente armazenar eletricidade o bastante para derreter uma chave de fenda.. A nuvem funciona como um condensador enorme. A parte superior e a parte inferior da nuvem são como as duas folhas de alumínio. Enormes quantidades de eletricidade podem ser armazenadas dentro desse condensador.

Um condensador é simplesmente constituído por 3 peças : duas peças condutoras idênticas (armaduras) e uma peça isolante (dieléctrico). Condensador pode armazenar energia eléctrica, mas não é usado como alimentador. As suas aplicações não são tão correntes como as das bobinas e das resistências, mas têm larga utilização em electrónica.

Condensador é um componente usado em quase topo tipo de dispositivo eletrônico. Ele permite armazenar cargas elétricas na forma de um campo eletrostático e mantê-la durante um certo período, mesmo que a alimentação elétrica seja cortada. Os Condensadores são usados nas fontes de alimentação, nas placas mãe e em inúmeros outros componentes. A função mais comum é retificar e estabilizar a corrente elétrica, evitando que variações possam danificar qualquer dispositivo.

:

Condensador de Mica

Condensador de Polystyrene

Condensador de Polypropilene

Condensador de Papel

Condensador de Polyester

Condensador Cerâmico

Condensador de Sulfito de Polyphenylene

Condensador de Policarbonato

Condensador Electrolítico

A capacidade de um condensador para acumular carga eléctrica é medido em farads (símbolo F), medida que adquire o seu nome do físico britânico Michael Faraday. Um farad é uma capacidade considerável; normalmente utilizam-se os sub-múltiplos microfarads, nanofarad (nF) e picofarad (pF).

C= Capacidade em Farad; Q= Carga eléctrica em Coulomb; V= Tensão, em Volt.

•A instalação de condensadores deve ser feita em local onde haja boa ventilação e com espaçamento adequado entre as unidades;

• Após desligar, esperar algum tempo para religar ou fazer o aterramento do condensador, Isso por que o cons«densador retém a sua carga por alguns minutos, mesmo desligado;
•Proceder ao aterramento dos condensador antes de trocar sua estrutura os sues terninais; •As operações de ligar e desligar devem ser feitas utilizando-se o disjuntor principal da instalação, antes de se abrir ou fechar a chave principal de condensador, no caso de não haver dispostivos adequados de manobra sob carga; •Evitar a energização simultânea de dois ou mais bancos de condensadores, a fim de se evitar possíveis sobretensões.

Condensador é um dispositivo elétrico que consiste de duas superfícies condutivas separadas por um meio isolante (dielétrico). A energia é armazenada no campo elétrico resultante da separação de cargas das superfícies, é simplesmente constituído por 3 peças : duas peças condutoras idênticas (armaduras) e uma peça isolante (dieléctrico). A função mais comum é retificar e estabilizar a corrente elétrica, evitando que variações possam danificar qualquer dispositivo. Os tipos de condensadores são: Micas, em papel, polystyrene, polypropilene, polyester, cerâmico, sulfito de polyphenylene, policarbonato, electrolítico. A capacidade de um condensador para acumular carga eléctrica é medido em farads (símbolo F).