 

Barre = a barra França e os estudantes americanos Barman x bartender

Coquetelaria: arte dos coquetéis Mixologia: a ciência por trás do balcão Mixologia molecular

Barman

CLASSICO Conhecedor das bebidas, das origens, as propriedades, as histórias, seus efeitos no organismo, seu infinito potencial gastronômico

CONTEMPORÂNEO (MIXOLOGO) Conhecimento mais aprofundado das bebidas, busca novos aromas, texturas, combinações, etc.

habilidade Free style Working Flair Pirofagia (o comedor de fogo) Bar triks (truques de bar) .Bartender Flair Flair em inglês: talento.

“Povos dos copos” / Celtas .Mead (hidromel) – mel e água Egípcios e os gregos – cerveja e vinho AMÉRICAS: Incas – CHICHA – fermentação de frutas silvestres e milho Maias – BALCHE – mel e seiva das árvores Astecas – PULQUE – seiva de cactos Índios brasileiros – CAUIM – mandioca e outras raízes fermentadas .Festividades e principalmente nos rituais religiosos.

 ALCOÓLICAS Fermentadas Destiladas Compostas  NÃO-ALCOÓLICAS Refrescantes (sucos. águas. refrigerantes.) Quentes Isotônicas Energéticas        . etc.

 ISOTÔNICAS Concentração de eletrólitos Rápida reidratação  ENERGÉTICAS Compostas principalmente de: cafeína taunina glucoronolactona calorias vitaminas do complexo B    .

 FERMENTADAS  DESTILADAS  COMPOSTAS .

É um processo de transformação de açúcares em álcool quimicamente através das ações das bactérias e leveduras na presença de oxigênio e que libera calor e CO2. .

em 1516) e ainda vigente determina que na produção de cerveja apenas malte. Da Baviera.      3 A 6 % de álcool. água. já produziam algo em torno de 16 tipos diferentes de cerveja. Todas as bebidas obtidas através da fermentação de cereais dos povos antigos é chamada genericamente de cerveja. o mais antigo código alimentício do mundo (instituída pelo rei Guilherme IV. A lei da pureza. 4 000 a. Os babilônios. lúpulo e levedura podem ser utilizados.C. É uma das bebidas mais antigas do mundo. . O código de Hamurabi declara pena de morte para aqueles que diluíssem a cerveja que vendiam.

.

.

Fermentada de arroz e acrescida de água.14 a 18% de álcool. Existe um ritual para se beber saquê. Surgiu por acaso. .

      50ml saquê .kiwi/abacaxi/morango 2 colheres de açúcar Gelo Montado Copo old fashioned .

 10 a 12º GL Variedade da uva Clima Solo Madurez Práticas de elaboração      .

      .) TINTO Consumido mais velho Temperatura de 12 a 16ºC Acompanham pratos mais pesados. saladas.BRANCO Consumido jovem Temperatura de 4 a 12ºC Acompanham pratos leves (entradas. carnes vermelhas. etc. etc.

Chardonnay Moscato Sauvignon Blanc .

Cabernet Franc Cabernet Sauvignon Gamay .

Pompadour Napoleão Bonaparte Alexandre II .       Monge Don Perignón (1668-1715) Segunda fermentação Veuve Clicquot remuage (girar as garrafas) e dégorgement (degolar) Luís XV (1710-1774) e Mdme.

.

CLASSIFICAÇÃO Extra Brut Brut Extra Sec Sec Demi-sec Doux       .

KIR ROYAL 90ml espumante brut 10ml creme de cassis Montado Taça Flute Cereja .

C. Geber..   No ano de 1 000 a. Patrick aperfeiçoou os destilados de cereais na Idade Média . alquimista e filósofo árabe Os destilados eram sugeridos como tônicos e purificantes para tornar água potável St.

    38 a 45ºGL Aguardente de canade-açúcar Descoberta entre 1530 e 1550 Na Alemanha. é a cachaça       Colhida a cana Retira-se o caldo Fermenta Destila o mosto Retira-se a calda e a cabeça Engarrafa o coração . depois da cerveja.

50ml cachaça 6/8 de limão tahiti 2 colheres de açúcar Gelo Montado Copo old fashioned I ENCONTRO ESTADUAL DOS ESTUDANTES DE TURISMO .

destilação e envelhecimento) .   40 a 50º GL Água da vida (valor medicinal de estimulante e animador) Fabricação (malteação. fermentação.

   Scotch Americano Bourbon Rye Corn Canadense    Grain whisky Blended whisky Malt whisky .

MANHATTAN 50ml Rye whisky 20ml vermute tinto gotas de angostura Mexido Taça short drink Decorar com uma cereja WHISKY SOUR 50ml whisky 15ml sumo de limão 2 colheres de açúcar Batido Taça short drink açucarada .

    35 a 44º GL Aguardente de cana-de-açúcar Cubano (sec. XVI) Já foi usado como remédio (90%) .

BACARDI COCKTAIL 40ml rum prata 20ml sumo de limão 10ml groselha Batido Servido na taça de coquetel açucarada DAIQUIRI 50ml rum prata 30ml sumo de limão 1 colher de açúcar Batido Taça de coquetel açucarada .

     30 a 40% “Águinha” Russa ou Polonesa? 40% de álcool no peso Excelente para Coquetéis .

BLOODY MARY 40ml vodka 90ml suco de tomate super temperado Montado Copo short drink Fatia de limão BLACK RUSSIAN 50ml vodka 30ml licor de café Montado Copo old fashioned .

   Existe há mais de 200 anos Destilado de um cacto chamado Agave Azul Degustação  Margarita 50ml tequila 25ml cointreau 30ml sumo de limão 1 colher de açúcar Batido Taça short drink crustada .

LICORES  VERMUTES Vinho submetido a uma infusão com substâncias vegetais que lhe dá o gosto amargo e colorido Significa absinto em português 30 a 42% Infusão Destilação Filtração     I ENCONTRO ESTADUAL DOS ESTUDANTES DE TURISMO .

BITTER    NEGRONI 30ml gin 20ml campari 30ml vermute tinto Montado Copo old fashioned Decorar com fatia de laranja   20 a 43º GL Dr. Siegert (1824) Fadiga e males estomacais Diferem dos licores por serem amargas Angostura e campari . J.

.

       Quantidade ingerida Graduação alcoólica da bebida Velocidade de ingestão Presença de alimentos no estômago Peso e sexo Estado emocional e de saúde geral Experiência anterior de consumo .

 7 0.  .12 A coordenação e o equilíbrio fi cam comprometidos. Sensação de euforia. Perda da coordenação motora fi na.30 Intoxicação grave. visão e audição. * equivalente a uma dose de bebida (28 ml) com graduação alcoólica de 40% (uma dose de uísque.  14 0.08 a 0.  10 0.  20 0. 3 0. a pesquisa foi feita com base num peso médio de 55 kg.15 Alteração maior do controle físico e mental. altura de 1. considera-se peso de 70 kg.03 Sem efeitos evidentes. Fonte: Brailowsky. Para homens.  Confusão mental.06 Sensação de relaxamento e calor. fala. por exemplo) ou um copo de 250 ml de cerveja com graduação alcoólica de 5%.  17 0. ** esta tabela considera os efeitos que aparecem nos bebedores “não experientes”.  Necessidade de auxílio para se movimentar.20 Perda completa do controle motor. Ligeira alteração do estado de ânimo. 5 0. altura de 1.09 Ligeira alteração do equilíbrio. Diminuição do tempo de reação (o bebedor fi ca mais “lento”).02 a 0.60 Morte por depressão respiratória.14 a 0.40 Inconstância.10 a 0. Fala e visão difi cultadas (o bebedor fala “embolado”). 2 0. Consciência mínima.05 a 0.65 m e com intervalo entre doses de uma hora e meia. Diminuição da coordenação motora fi na. 4 0. Simón (1995). Alteração das faculdades mentais.50 Coma profundo.70 m e doses com intervalos menores que uma hora. Alteração do juízo crítico.Nº de doses* Álcool no sangue (g/l) Efeitos**             1 0. Proximidade do estado de coma. Já para mulheres.