You are on page 1of 16

PRINCÍPIOS DE OCLUSÃO EM IMPLANTES

“ Visar “
Edgard J. Oliveira

Carga axial 3 .Contatos bilaterais e simultâneos em RC e MIC 2 .Trabalho sem interferência 4 .Balanceio sem interferência .1 .

5 .ATM em relação normal .Protrusão com desoclusão posterior 6 .GA harmônico com os movimentos mandibulares 7 .

Forças verticais no sentido do longo eixo do implante 10 – Redução da mesa oclusal no sentido vestíbulo lingual 11 – Anatomia oclusal com cúspides baixas .8 – Distribuição equilibrada das forças oclusais 9 .

12 – Tornar mais suaves os toques oclusais no cantilever 13 – Força oclusal progressiva 14 – Proteger sempre o componente mais fraco ( do ponto de vista mecânico) .

Balanceio sem interferência .Carga axial 3 .Trabalho sem interferência 4 .Contatos bilaterais e simultâneos em RC e MIC 2 .1 .

. sendo nula no encaixe.VIGA FIXA EM UM EXTREMO E APOIADA EM OUTRO A reação do lado fixo é o dobro daquela do lado apoiado. A carga vertical é dobro no lado fixo. A tendência a girar (momento) é maior do lado fixo.

.A reação do lado fixo é o dobro daquela do lado apoiado. A carga vertical é dobro no lado fixo. A tendência a girar (momento) é maior do lado fixo. sendo nula no encaixe.

8 – Distribuição equilibrada das forças oclusais PLANOS INCLINADOS Cargas que se neutralizam .

Forças verticais no sentido do longo eixo do implante CONTATOS OCLUSAIS • planos inclinados • movimentação dos dentes • desvio da mandíbula .9 .

10 – Redução da mesa oclusal no sentido vestíbulo .lingual • reduzir o momento de força • manutenção da estética • manutenção da proteção aos tecidos .

VISTA POSTERIOR MORDIDA DE TOPO .

SULCOS FUNCIONAIS PÉ DE GALINHA .

B P T T B P .

SULCOS FUNCIONAIS DEDOS DAS MÃOS .