MICROBIOLOGIA

Mikros (= pequeno) + Bio (= vida) + logos (= ciência)

É classicamente definida como a área da ciência que dedica-se ao estudo de organismos que somente podem ser visualizados ao microscópio. Assim, a microbiologia envolve o estudo de organismos procarióticos (bactérias, archaeas), eucarióticos (algas, protozoários, fungos) e também seres acelulares (vírus).
Tipos de microrganismos estudados pelos microbiologistas. (Adaptado de Tortora et al., Microbiology, 8 ed)

Archaea

Algas

Classificação dos seres vivos
Linnaeus (séc. XVIII): sistema binomial de classificação reinos: Animal e Vegetal. Haeckel (1866): Inclusão do reino Protista, para classificar "animais" e "vegetais" unicelulares
(bactérias, algas, os fungos e protozoários)

Whittaker (1969): Propôs um novo sistema de classificação, onde os seres vivos seriam agrupados em cinco reinos, sendo separados principalmente pelas características morfológicas e fisiológicas:

Classificação dos seres vivos Whittaker (1969): Monera: Procariotos Protista: Eucariotos unicelulares .Protozoários (sem parede celular) e Algas (com parede celular) Fungi: Eucariotos aclorofilados Plantae: Vegetais Animalia: Animais .

C. de acordo com Woese (1977) (Adaptado de Pommerville.(2004) Alcamo's Fundamentals of Microbiology) . pela comparação das sequências de genes que codificavam o rRNA Classificação dos seres vivos.Woese e colaboradores propuseram um novo e revolucionário sistema de classificação baseado principalmente em aspectos evolutivos (filogenéticos). J.

• ARCHAEAE características bactérias.inclui todos os organismos .ÁRVORE DA VIDA Carl Woese: Teoria dos 3 Domínios •EUBACTERIA ou simplesmente Bactéria inclui todas as bactérias e as cianobactérias. eucariontes inclui procariontes com filogenéticas diferentes da •EUKARYA .

CITOLOGIA BACTERIANA .

CÉLULA BACTERIANA .

CÉLULA ANIMAL .

.

PRINCIPAIS FORMAS BACTERIANAS .

Arranjos apresentados pelos cocos .

Arranjos apresentados pelos bacilos .

CÉLULA BACTERIANA .

ESTRUTURAS EXTERNAS À PAREDE CELULAR FLAGELOS FÍMBRIAS PILI (SINGULAR= PILUS) GLICOCÁLIX (CÁPSULA OU CAMADA LIMOSA) .

Ex: E. coli 0157:H7 .ESTRUTURAS EXTERNAS À PAREDE CELULAR FLAGELOS Locomoção (requer energia) Apêndices protéicos helicoidais (flagelina) longos. finos e Respondem a estímulos (taxia) Utilizados para classificação sorológica.

ESTRUTURA FLAGELAR .

.

FILAMENTO AXIAL OU ENDOFLAGELO .

ESTRUTURAS EXTERNAS À PAREDE CELULAR FÍMBRIAS / PILI Apêndices proteícos (pilina) ocos. curtos e numerosos (fímbrias) ou longos e pouco numerosos (pili) Aderência (fímbrias) Transferência de material genético (pili) .

FÍMBRIAS .

pili .

ESTRUTURAS EXTERNAS À PAREDE CELULAR GLICOCÁLIX Polissacarídeo (maioria) externo à parede celular Cápsula: rígida e firmemente aderida à parede / Aderência. dificulta a desidratação. dificulta a fagocitose Camada limosa: frouxamente aderida à parede / Aderência. ajuda na captura de nutrientes próximos à célula. liga as células umas às outras .

GLICOCÁLIX CÁPSULA .

PAREDE CELULAR Semi-rígida Responsável pela forma e rigidez da célula Protege a célula contra possíveis rupturas Componente principal: PEPTIDEOGLICANO (dissacarídeo formado pelos compostos NAcetilglicosamina e N-Acetilmurâmico ligados de forma alternada e a esse último liga-se uma cadeia tetrapeptídica) .

Peptideoglicano .

Ligações peptídicas de bactérias Gram (+) e Gram (-) .

lipoproteínas e porinas) Espaço periplasmático .PAREDE CELULAR BACTÉRIAS GRAM POSITIVAS Camada espessa de peptideoglicano (90%) Contêm ácidos teicóicos/lipoteicóico BACTÉRIAS GRAM NEGATIVAS Camada delgada de peptideoglicano (10%) Membrana externa: (lipopolissacarídeo-LPS.

Parede de bactérias Gram positivas .

Parede de bactérias Gram negativas .

LPS Antigênico Core Tóxico (Endotoxina) .

Parede de bactérias Gram negativas .

.

PAREDE CELULAR E A COLORAÇÃO DE GRAM .

MEMBRANA CITOPLASMÁTICA .

FUNÇÕES DA MEMBRANA CITOPLASMÁTICA Barreira de permeabilidade (seletiva) Sítio de enzimas (digestão de nutrientes e produção de energia) Sítio de proteínas (Transporte de substâncias) .

polissacarídeo (glicogênio.ESTRUTURAS INTRACELULARES Nucleóide Ribossomos Inclusões (gânulos de reserva: fosfato. enxofre) Vacúolos de gás (mantêm a flutuação de procariotos aquáticos) Magnetossomos (inclusões de óxido de ferro) . lipídeo. amido).

ENDOSPOROS (“células em repouso”) Forma de resistência bacteriana Ex: Clostridium. Bacillus Temperaturas extremas Escassez de água Agentes químicos Radiação .

PROCESSO DE FORMAÇÃO 1.1 ESPORULAÇÃO OU ESPOROGÊNESE  FORMACÃO DE ENDOSPOROS DENTRO DE UMA CÉLULA MÃE 1.2 GERMINAÇÃO ATIVADA PELA LESÃO FÍSICA OU QUÍMICA AO REVESTIMENTO DO ENDOSPORO COM LIBERAÇÃO DE ENZIMAS E ROMPIMENTO DAS CAMADAS EXTERNAS COM ENTRADA DE ÁGUA.RECOMEÇA O METABOLISMO .