You are on page 1of 26

FAMETA

Curso de Enfermagem Disciplina: Primeiros Socorros

Aula: Reanimação CardioPulmonar (RCP)
DOCENTE: ENFª MS. JULIANE ZANOVELLI

RIO BRANCO 2013

Objetivos da Aula

 Identificar a PCR.

 Prestar primeiros socorros em vítimas de PCR.
 Realizar as manobras de RCP com eficácia.

 95% morrem antes de chegarem aos PS.Morte Súbita Cardíaca  Estima-se 250. .  820 óbitos por dia.  20% morrem sem sintomas prévios.  1 pessoa a cada minuto.000/episódios/ano.  75% morrem no Pré-Hospitalar.

em que o volume sistólico é inadequado para realizar a perfusão tecidual. O débito cardíaco inadequado para manutenção da vida. .Definição de PCR É a cessação súbita e inesperada da circulação em pacientes cuja expectativa de morte não existia.

.Causas Nos Adultos:  Cardiopatia Isquêmica.  Insuficiência de Coronárias.

.Causas Nas crianças: Doenças respiratórias.

Pequena Circulação .

Diagnosticando a PCR  Nível de consciência  Avaliação do pulso  Avaliação das vias aéreas .

Suporte Básico de Vida (SBV) Circulation (circulação) = massagem cardíaca Air (ar) = Abertura de vias aéreas Breathing (boa ventilação) = Ventilação Defibrillation (desfibrilação) .

mantendo os braços em extensão.colocando a região hipotenar dois dedos acima do apêndice xifóide e deprimir o esterno mínimo 5cm usando o peso do corpo. iniciar a massagem cardíaca.Sequência de Manobras  C (Circulation): circulação artificial: ao detectar ausência de pulso carotídeo. Compressão mínima de 100/ minuto => Iniciar compressões torácicas 30 / 2 ventilações Obs: Retorno total do tórax após cada compressão Minimização das interrupções nas compressões torácicas .

.

2)Dorso flexão da cabeça ( Chin-lift).Sequência de Manobras  A (Airway) : abertura das vias aéreas 1) Obstrução mecânica pela língua: ausência do tônus muscular. a língua e a epiglote poderão ocluir. ( caso haja prótese ou corpo estranho retirá-los). .

.

fechando uma das mãos. pode ser Completa: a vítima consciente indica a realização da manobra de Heimlich (posição do socorrista atrás da vítima. abaixo do apêndice xifóide). . Obstrução por completa ou parcial.Sequência de Manobras 3) Manobra de Jaw-thrust ( deslocar a mandíbula). corpo estranho. envolvendo-a com os braços. que é colocada com o lado do polegar contra o abdômen. OBS essa é mais usada em vítimas com trauma.

não alternar as ventilações (8 a 10 por minuto). Evitar o excesso de ventilação .Sequência de Manobras B (Breathing): ventilação artificial: Paciente não respira => Aplicar duas respirações de resgate (1 segundo) OBS: Se via aérea avançada.

.

Evitar a interrupção da Massagem Cardíaca. .Socorristas Não importa quantos socorristas. o ritmo descrito é: 30 massagens cardíacas x 2 ventilações  A maior importância concentra-se na manutenção do fluxo cardíaco para perfusão cerebral.

V através do choque elétrico em qualquer fase do ciclo cardíaco. Ações: promove a despolarização da totalidade do miocárdio e interrompe a F. Tipos de desfibrilador: Manual e o Automático.Sequência de Manobras Defibrillation (desfibrilação)  Indicações: Ritmo de Fibrilação Ventricular/Taquicardia Ventricular sem pulso.   .

Desfibrilador Manual .

sofisticado  O sistema de análise do ritmo é baseado em microprocessadores. portátil.Desfibrilador Externo Automático (DEA)  Pequeno. que registram analisam o sinal do ECG  DEA: indica o choque por intermédio de mensagens visuais ou sonoras .

.

.  Visa reduzir o intervalo de tempo entre a PCR e a desfibrilação.  Promove DEA ao alcance de leigos treinados em toda comunidade.Desfibrilador Externo Automático (DEA)  Acesso Público à Desfibrilação.

Reconhecimento imediato da PCR e acionamento do serviço de emergência/urgência.  5. RCP precoce. com ênfase nas compressões torácicas.  4.  2.  3. . Rápida desfibrilação.Cadeia de Sobrevivência  1. Suporte avançado de vida eficaz. Cuidados pós-PCR integrados.

Cadeia de Sobrevivência .

. 3. Doença de base e condição clínica anterior a PCR . 2.Quando parar a RCP? 1. Evolução em assistolia após todo os CABDs. Idade. Tempo total das manobras de ressuscitação (de 10 a 30 minutos) 5. Tempo de início das manobras (mais de 15 minutos = óbito) 4.

Vídeo Vídeo .