You are on page 1of 25

UNICEL FACULDADE LITERATUS CURSO DE NUTRIÇÃO

PROF.:VICTOR BESSA

COMPONENTES:
ADRIANA  ANA CARLA SOUZA  BELISA CRUZ  JOYCEANNE PONTES  KELREM TALITA  MARYELLEN ALFAIA  RENATA CÁSSIA

INTRODUÇÃO .

( Reid et al . afeta beneficamente a saúde do consumidor ..DEFINIÇÃO   O que é? Probióticos são organismos vivos que quando ingeridos em concentrações adequadas. 2003 ) .

. Também define que eles apresentam em sua composição microrganismos vivos que promovem o equilíbrio da microbiota intestinal dos indivíduos que os consomem. cita que os probioticos se constituem de produtos lácteos. devido a sua capacidade de selecionar determinadas bactérias da microbiota intestinal. fermentados ou não.DEFINIÇÃO  Melo (2004).

para um microorganismo ser considerado probioticos tem que possuir os seguintes pré-requisitos .  Fazer parte normal da flora intestinal do     hospedeiro. Segundo Fuller e Cole. (1989). Não ser toxicose/ou patogênicos Estimular Imunidade . Sobreviver à ação das enzimas digestivas. Sobreviver e colonizar rapidamente o intestino do hospedeiro.

 PRINCIPAIS PROBIÓTICOS .

morfologia celular bifurcada  Fermentação: via especifica ( Frutose-6- fosfotase fosfatase ) . Gênero Bifidobacterium   Bacilos Gram Positivos Não esporulados.

longum. .Somente cinco especies de Bifidobacterium de origem humana ( B. breve. adolescentes ) têm atraido a atenção de indústria para a produção de produtos lácteos fermentados com fins terapêuticos ( BOTELHO. 2005 ). bifidum. B. B. B. infantis e B.

 Bifidobactérias são habitantes naturais do trato gastrintestinal humano. Cerca de 30% de todas as bifidobactérias alcançam o intestino delgado vivas atingindo assim.  possui uma boa resistência à acidez gastrica e a sais biliares . altas concentrações no cólon.  Faz parte da flora humana.

e o pH entre 6 e 7 ( Gomes & Malcate. lactose.  A temperatura de crescimento ótimo oscila entre 37 e 41°C. a frutose. . 1999). e a glucose com fontes de carbono. As de origem humana são capazes de utilizar a galactose.

   Gênero Lactobacillus Bacilos Gram positivos Imóveis e não esporulados   Catalase negativas Não redutoras de nitrato  Fermentadores de glicose .

o principal produto final de fermentação é o ácido lático (Wu. . são considerados de interesses como probioticos . energia . 1997 ). Estão presentes na microbiota intestinal de humanos . E podem ultiizar a maioria dos carboidratos como fonte de.

 Resistem à acidez gástrica e aos sais biliares.  Taxa de sobrevivência no trato gastrointestinal entre 2 e 5% ( concentração suficientes no cólon )  Capacidade de aderência ao intestino bastante variável. C .

em relação ao seu modo de ação é difícil definir um único mecanismo. Três possíveis mecanismos de atuação são atribuídos aos probioticos. melhorando seu equilibrio. Porém. . sendo o primeiro deles. PROBIOTICOS NO ORGANISMO O Local de ação dos probioticos é na microbiota do trato gastrintestinal humano.

uma vez que o intestino já possui naturalmente bactérias probioticas e estas competem por nutrientes com as bactérias patogênicas. A competição por sítios de adesão As bactérias intestinais são capazes de produzir alguns ácidos orgânicos a partir de ingredientes alimentares não absorvidos de forma integral do hospedeiro. A competição por nutrientes há também. .

auxiliando a quebra da lactose no intestino. . O segundo é Alteração do metabolismo microbiano através do aumento ou diminuição da atividade enzimática  Alteração do metabolismo microbiano pelos probioticos ocorre por meio do aumento ou diminuição enzimática. Uma função vital das bactérias lácticas na microbiana intestinal é produzir a enzima D-galactosidade.

assim. . através do aumento dos níveis de anticorpos e o aumento da atividade dos macrófagos  O uso dos probioticos pode melhorar a composição da microflora intestinal e. O terceiro é o estimulo da imunidade do hospedeiro. amenizando as respostas inflamatórias . aumentar e manter a barreira imunológica local.

mas também de protease e peptidases.  Digestória : Síntese de enzimas digestivas. FUNÇÕES DOS ROBIOTICOS  Nutricional : Síntese de vitaminas do complexo B ( B1. sobretudo da enzima lactase. B3. . Regula trânsito intestinal e a absorção dos nutrientes. B5. ácido fólico . B6.B12) e vitamina K participando de forma importante para o pool desta vitamina no organismo. B2 .

 Cardiovascular : Tem um papel na normalização do colesterol e triglicerídeos  Metabólica : As bactérias probioticas produzem ácidos graxos de cadeia curta que são substrato metabólico para colonócitos. promovendo condições ideais. . 40-50% da energia adquirida  Imunomoduladora : Essas bactérias são essenciais para o desenvolvimento e a manutenção do sistema imune entérico e sistêmico .

 BENEFÍCIOS NO ORGANISMO Segundo Saade (2006). os principais beneficios à saúde do hospedeiro atribuidos à ingestão de culturas probioticos podem se resumir em :     Controle da microbiota intestinal Estimulação do sistema imune Alivio de constipação Aumento de absorção de minerais e produção de vitaminas . .

 Estabilização da microbiota intestinal após o uso de antibióticos Os probioticos auxiliam a recompor a microbiota intestinal. através de adesão e colonização da mucosa intestinal. o Alivio da intolerância à lactose O ácido lático do iogurte alivia os sintomas de intolerância à lactose em pessoas com deficiência de enzimas lactase. .

 Hipertensão : Evidências preliminares indicam que as bactérias probioticas ou seus produtos fermentados podem ter também um papel no controle da pressão sanguínea. documentando efeitos anti-hipertensivos da ingestão de probioticos .

 FONTES DE PROBIOTICOS .

“PARA VENCER NA VIDA MUITAS VEZES É PRECISO SACRIFICAR.” .