You are on page 1of 27

CEPAP

Centro de Educação Profissional em Atendimento Pré-Hospitalar 1º Grupamento de Socorro de Emergência Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro

Ensinado a salvar vidas

“A CENA”

SUA VIDA DEPENDE DA AVALIAÇÃO

Visão Geral Ambiente: 1º CONDUTA DE SOCORRO Exame da Cena Exame do Trauma Exame caso Clínico Tipo de Exame Exame:Trauma/Clínico Abordagem Inicial QP HPP Ex. Físico Exame Rápido ou Exame Focal ? Condutas Críticas / não críticas Hospital Exame detalhado a caminho / Exame no local Condutas de monitorização a caminho .

Exame da Cena Abordagem sistematizada e hierarquizada do teatro de operações determinando: 1.Necessidades de apoio operacional Limmer et alli. NY. 10º ed..Características da vítima e seu número 3.Necessidades de recursos 5. USA. Emergency Care. 2006 .Natureza do evento 2.Riscos envolvidos 4.

.

.

Emergency Care. Qual é o Nº de vítimas ? 4. 10º ed. Cena está Segura ? 2. Necessito de equipamento ? 5. USA. NY.. Necessito de Apoio operacional ? Limmer et alli. Qual o mecanismo do evento ? 3.Perguntas da Cena 1. 2006 .

crimes NUNCA ENTRE EM UMA CENA NÃO SEGURA .Cena Segura • Controle dos Riscos: 1. Objetos energizados: isolamento 6. Estacionamento das Viaturas 2. Desabamentos e desmoronamentos 5. Secreções Biológicas: proteção 3. Áreas de violência urbana . Produtos Tóxicos: equipamento 4.

isole. Se proteja: seja visto. 3. respeite as regras de segurança. 2. Sinalize: o evento. atenção ao trânsito. use EPIs.Como proceder nas rodovias e posicionar as viaturas • Como proceder nas Rodovias: 1. controle o evento. . disponha de apoio. fique atento. siga as regras de segurança. fique de frente p/ o Fluxo. Proteja as vítimas e sua equipe: sinalize.

quando não for possível. FIQUE SEMPRE COM SUA ATENÇÃO VOLTADA PARA O TRÁFEGO CUIDADO . saia lenta e cuidadosamente. 3.• Regras Gerais: 1. 2. Sempre desça da viatura pelo lado sem tráfego. 5. Desloque-se somente em fila indiana. afastado e protegido. Nunca fique entre o veículo e a faixa de rolamento. Sempre que possível estacione fora da rodovia . Nunca fique dentro do veículo na pista 4.

Posicionamento das Viaturas • Na faixa Expressa de rodovias • Na via marginal ou secundária • No acostamento de rodovias Bologniesi S. 2004. Manual de Procedimentos e Sinalização de Emergência na rodovia. .. Nova Dutra.

Pistas: Tipos Faixas Expressas Faixa Expressas e Via marginal Faixas com Acostamneto .

.

ASE em Comboio 10 a 20 mt. . 10 a 20 mt.

. 200mt.Homem base 75mt.

ASE ISOLADA: VIA EXPRESSA .

HOMEM BASE: 200 MT. 75 MT. Área de deslocamneto no socorro 7 .CONES Triangulo retângulo .

1º Passo ao chegar: 1.a frente . SINALIZAR COM CONES 2º Passo: posicionar a viatura 1. Quando isolado – atrás 2. Quando em comboio. PRÉ SINALIZAR: BANDEIRA 2.

Linhas Elétricas Energizadas .Isolamento da Cena • Perímetro de 40 metros • Indicação: 1. Combustível espalhado 2. Risco de Incêndio 3. Produtos perigosos 4.

Cena com risco de Violência • Cenas de luta • Cenas de troca de tiros • Local com referência de abuso de drogas • Local conhecidamente de risco .

.

óculos. máscaras e avental ( roupas de intervenção ) . Tóxicos e Secreções • Aborde as vítimas com equipamento de proteção: luvas.Proteção contra Fluidos. • Equipamentos específicos contra produtos tóxicos .

.

Bioproteção .

Bioproteção .

• Atendimento individual: duas vítimas • Certifique-se que o evento não esconde mais vítimas .Número de Vítimas • Determina necessidades de apoio • Elege protocolo de múltiplas vítimas . catástrofe.

• Quantidade de Energia • Energia Cinética: Colisões. PAF. irradiada.Mecanismo do Trauma • Tipo de Energia: movimento. térmica. química. Quedas • Colisões – tipos • Inércia .fórmula • Teoria das 3 – Colisões • Equipamento de proteção • Sinais de gravidade .