You are on page 1of 22

AÇ O R E S

Intercâmbios profissionais
Museus dos Açores e Museus da Catalunha
- Junho de 2002 -

Cristina Gonçalves

Catalunha
Administração estatal

Barcelona
Fonte luminosa e Praça de Espanha, vistas da entrada do MNAC

Administração central Generalitat Administração provincial Diputaciós Administração local Ajuntaments

Museus
(categorias) Nacionais (tutela da Generalitat)

De interesse nacional

Comarcais e locais

Monográficos

Outros (privados, fundações)

Deputação de Barcelona / Oficina de
Património Cultural Rede de Museus Locais
Serviços oferecidos aos museus locais nas seguintes áreas:
Documentação das colecções; Conservação e restauro de bens; Armazenagem comum de infra-estruturas museológicas; Central de empréstimo de equipamento técnico – conservação preventiva, painéis e expositores; Central de compras e contratações conjuntas; Assessoria e estudos; Formação e reciclagem profissional; Produção e gestão de exposições itinerantes; Difusão e comunicação; Comercialização.

Museu de História da Catalunha

Propostas educativas educação formal e não formal, incluindo a educação de adultos e o público com necessidades educativas especiais: narração de contos; itinerários e visitas guiadas; ateliers; jogos de simulação e teatralização; sessões de trabalho com “gente grande”.

Museu de História da Catalunha
Contactar com a sensibilidade sempre mutante e em transformação do público significa abrir um campo de experimentação museológica, dentro do qual se encontram em lugar proeminente a exposição e a difusão, ambas fortemente relacionadas.

“O Conselho dos Sábios” Intercâmbios entre a experiência histórica dos “grandes” e as interrogações dos mais jovens.

Museu Torre Balldovina

Povoado ibérico Puig Castellar Meios de interpretação

Museu Marítim / CREM

Maleta dos piratas

Actividades - educação infantil

Museu Marítim / CREM

Actividades sobre os temas da pirataria e da pesca Escuna “Santa Eulália” (porto de Barcelona) Lugar-instrumento para transmitir aspectos relacionados com o trabalho dos marinheiros e a vida no mar alto, o respeito pelo património e pelo meio ambiente e o reforço de sentimentos tais como a importância do trabalho em grupo.

Museu Nacional da Ciência e da Técnica da Catalunha

Meios multimédia ao longo de alguns percursos,
utilizados por mães e crianças num Domingo de manhã.

Museu da Pele de Igualada e Comarcal de Anoia
Visitas teatralizadas no antigo curtidouro de “Cal Granotes” Estrutura demonstrativa das propriedades da pele

Museu Nacional de Arte da Catalunha

O Departamento de Educação dedica especial atenção: • às pessoas ou aos grupos que sofrem algum tipo de exclusão por razões sociais, físicas ou psicológicas e que dificilmente consideram o Museu como uma referência pessoal - programa “O Museu, espaço comum de integração”; • às propostas pedagógicas externas relacionadas com a Arte e a educação artística - programa “O Museu acolhe”.

MNAC

Educação infantil “Som e cor” aproximação à arte românica

Visitas dinamizadas público infantil e juvenil

Visitas-atelier - em torno de um
tema monográfico das colecções ou das exposições temporárias

MNAC
Os Domingos do MNAC actividades dirigidas ao público familiar

Cursos de formação - incidem
nas especifici-dades do museu como instituição pública, quer no conhecimento das colecções, quer das funções que lhe são próprias

“Guilebert de Foixà, o aprendiz de pintor”

MACBA
Atelier “A janela aberta”
(Domingos)

Exposição temporá- ria –
explicação do monitor no início do percurso pela arte cinética e mecânica do século XX

Recursos on-line

Programas para o professorado

Trabalho no Museu
– programas para estudantes

Animação no exterior

Teatre-Museu Dalí
Construído sobre os restos do antigo teatro de Figueres

«Sense una audiència, sense la presència d’espectadors, aquestes joies no complirien la funció per a la qual van ser creades. L’espectador, per tant, és l’artista final. La seva vista, el cor, la ment – amb una major o menor capacitat per entendre la intenció del creado - dóna vida a les joies.» (Salvador Dali)

Girona

Catedral
O grupo de museólogos dos Açores com Joan Vicens (Associação de Museólogos de Girona)

Museu de Arte de Girona
Ao longo do percurso expositivo, podem “ver-se”, através do tacto, obras representativas dos vários períodos artísticos

Museu do Cinema – Colecção Tomàs Mallol

Recepçã o

Ateliers de animação da imagem

2002 – Ano Gaudí Casa Milà

Piso “La Pedrera” Interiores da arquitectura de Gaudí e quotidiano da burguesia de Barcelona, no início do século XX

Aspectos de inovação na realidade museológica catalã
Grande experiência de trabalho em rede; Cooperação entre diferentes instâncias administrativas e entidades públicas e privadas; Redes temáticas – Lei 17/1990, de Museus; • Consórcios  maior autonomia e eficácia na gestão; • Novo conceito de museu - oficina de conteúdos ou centro emissor de cultura de qualidade, espaço de comunicação que faz viver experiências únicas aos seus diferentes utilizadores e centro prestador de serviços, de acordo com o espírito da sua temática; • Abertura à participação do sector privado e contratação de serviços junto de empresas especializadas  contribuição efectiva para o desenvolvimento económico do país.

O grupo