You are on page 1of 29

Sistema Nervoso Sistema Endócrino Função: Coordenar a atividade do nosso organismo

Sistema Nervoso
 Constituição do Sistema Nervoso  Sistema Nervoso Central  Sistema Nervoso Periférico

Sistema Nervoso Central Encéfalo

Sistema Nervoso Periférico Sistema Nervoso Somático Sistema Nervoso Autónomo
Simpático Parassimpático

Espinal Medula

Partem do encéfalo e dirigem-se para as diferentes partes da cabeça (órgãos dos sentidos) .Constituição do Sistema Nervoso Sistema Nervoso Central Sistema Nervoso Periférico  Sistema Nervoso Somático  Recetores Sensoriais  Gânglios  Nervos   Encéfalo (protegida pelas meninges e pelo crânio)  Cérebro  Cerebelo  Bolbo Raquidiano  Espinal Medula (protegida pela coluna vertebral)  Raquidianos . Cranianos .partem da espinal medula e ramificam-se por todo o organismo.

Sistema Nervoso Central Encéfalo Espinal Medula .

Encéfalo Encéfalo .

respiratório e a pressão sanguínea. coordenação dos movimentos e o equilíbrio do corpo. . o ritmo cardíaco.Encéfalo Cerebelo Bolbo Raquidiano  Controla a  Controla a digestão.

Encéfalo  Cérebro:  2 Hemisférios: esquerdo e direito  Corpo caloso  Córtex Cerebral (circunvoluções)   25% de áreas primárias (motoras e sensitivas) 75% de áreas de associação (raciocínio e imaginação) .

Áreas Primárias .

por exemplo). .Sistema Nervoso Periférico Sistema Nervoso Somático  Coordena as funções que nos relacionam com o meio externo (movimentos voluntários. por exemplo) Sistema Nervoso Autónomo  Coordena as funções de vida autónoma (digestão e respiração.

Sistema Nervoso Somático  Gânglios – São aglomerações de corpos celulares de células nervosas. .  Nervos – São conjuntos de fibras nervosas axónios e bainhas de mielina  Recetores Sensoriais – são terminações de células nervosas ou células isoladas que detetam estímulos.

transmitir e responder às mensagens que lhe chega.Funcionamento do Sistema Nervoso  Neurónios – São as células que constituem o sistema nervoso  Função do Neurónio: receber.  Mensagens = Impulsos Nervosos = Mensagens Eletroquímicas .

Constituição de um Neurónio .

Tipos de Neurónios  Sensitivos – conduzem os impulsos para o sistema nervoso central  Associação – estabelecem a ligação entre os neurónios sensitivos e os motores  Motores – conduzem os impulsos do sistema nervoso central para os órgãos efectores (músculos ou glândulas). .

Trajecto do Impulso Nervoso .

 Ocorre a mensagem química. .Impulso Nervoso  Sinapse – Espaço existente entre a arborização terminal de um neurónio e as dendrites de outro. em que substâncias químicas (neurotransmissores) que existem na terminação do neurónio são libertadas para as dendrites do outro neurónio de forma a passar a mensagem.

o calor e a sede  Recetores de estímulos externos = encontram-se nos Órgãos dos Sentidos. Exemplos: o medo.  Recetores de estímulos internos = informam-nos se temos fome ou sede. o som. .Recetores Sensoriais  Estímulos – são factores que obrigam o nosso organismo a reagir. a luz. ou seja o estado do nosso organismo.

Estímulos .

Estruturas que participam na resposta a um estímulo: Recetores sensoriais – neurónios sensitivos – centros nervosos – neurónios motores – órgãos efectores .

Actividade do Sistema Nervoso .

Atos Involuntários determinados pela Espinal medula = Arco Reflexo .

Classificação dos Atos Reflexos quanto ao modo como surge  Inatos – são os que nascem connosco e são comuns a todas as pessoas.  Condicionados ou Adquiridos – adquirem-se pela aprendizagem e variam de pessoa para pessoa. Ex: a sucção e a secreção de saliva pelo contacto de alimentos com a língua. Ex: travar o carro numa emergência .

atividade está mais relacionada com situações de emergência. .Sistema Nervoso Autónomo ou Vegetativo ou Involuntário  Sistema que responde aos estímulos internos e portanto  Sistema Simpático – a sua regula as condições internas do nosso organismo e é controlado pelo hipotálamo. Ex: responde ao medo e à irritação  Sistema Parassimpático – a sua atividade está mais relacionada com situações de recuperação de forças e com o repouso.

Sistema Nervoso Autónomo .

.  Glândula Endócrina: é um órgão que segrega hormonas e liberta-as para a corrente sanguínea. a reprodução entre outros.  Função: regula o metabolismo.Sistema Endócrino  Constituição: formado pelo conjunto das glândulas endócrinas. o crescimento.  Hormonas: são substâncias químicas produzidas por glândulas libertadas para o sangue e que atuam em células-alvo .

Ação das Hormonas .

Sistema Endócrino .

SISTEMA ENDÓCRINO GLÂNDULAS HIPOTÁLAMO HIPÓFISE TIRÓIDE Hormonas tiróideas Corticóides Adrenalina HORMONAS Neuro-hormonas Várias hormonas FUNÇÃO Regula a atividade da hipófise Regula muitas funções do organismo e de outras glândulas endócrinas Regulam o funcionamento de vários órgãos Regulam a quantidade de açúcar e minerais no sangue SUPRA-RENAIS Insulina PÂNCREAS Glucagina •Controla o nível de glicose no sangue •Controla a formação de glicogénio. proteínas e gorduras Estimula a formação de espermatozóides e desenvolve e mantém os caracteres sexuais e secundários Estimulam o crescimento do endométrio e desenvolvem os caracteres sexuais secundários TESTÍCULOS Testosterona Estrogénios Progesterona OVÁRIOS .

por vezes.Sistema Nervoso versus Sistema Hormonal Sistema Nervoso Mensagem de natureza Electroquímica Liberta os neurotransmissores nas sinapses de células-alvo específicas Tem efeitos relativamente locais e específicos em órgãos-alvo Reage rapidamente. podendo demorar segundos a dias Pode continuar a responder após o estímulo ter terminado Adaptação lenta: pode continuar a responder durante dias ou semanas . demorando 1 a 10 microssegundos Termina rapidamente quando o estímulo termina Adaptação rápida à estimulação contínua Sistema Endócrino Mensagem de natureza Química Liberta hormonas na corrente sanguínea para todo o corpo Tem efeitos. gerais e em vários órgãos Reage mais lentamente.