You are on page 1of 6
Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Motores Alternativos Semestre Verão LEM 2012 – 2013 ISEL (11-12-12) Prof. Manuel Martins 1 Objectivos da unidade curricular e competências a adquirir Introduzir noções fundamentais e competências nas seguintes matérias: Classificação e princípio de funcionamento do motores de combustão interna.  Evolução do motor clássico;  Estudo dos motores a 4 tempos e 2 tempos. Motores “Otto” e “Diesel”;  Cinemática do sistema biela-manivela e cálculo das forças sobre os órgãos mais solicitados do motor;  Prestações dos motores e factores que as influenciam;  Análise e interpretação das curvas características;  Sistemas auxiliares e sua evolução;  Lavagem nos motores a 2 tempos;  Sobrealimentação;  Combustão. Riqueza da mistura e relação ponderal;  Combustíveis e lubrificantes;  Sistemas antipoluição;  Diagnóstico de avarias. ISEL 2 Bibliografia principal Livro ou texto de apoio base: Autor(es): GIACOSA, D Motores Endotérmicos Outros livros de texto recomendados: J. M. ALONSO- Técnicas del Automóvil (Inyección de Gasolina Y Dispositivos Anticontaminación). J. M. ALONSO- Técnicas del Automóvil (Sistemas de inyección de Combustible en los Motores Diesel). JORGE MARTINS - Motores de Combustão Interna. ARIAS-PAZ.- Manual de Técnica Automóvel. FONSECA, Z.- Motores de Combustão Interna. FONSECA, Z.- Emissões Gasosas. TAYLOR, J.- Motores de Combustão Interna. HEYWOOD, J. B. – Internal Combustion Engine Fundamentals (McGraw-Hill). Diversos artigos de diferentes revistas e textos científicos actualizados. ISEL 3 Avaliação de Conhecimentos Avaliação Continua: A. Dois testes escritos com a duração de 1,5 horas cada. A classificação mínima num dos testes não poderá ser inferior a 8,0 valores, devendo a média dos dois testes ser superior ou igual a 10,0 valores numa escala de 0 a 20 valores. A classificação média dos dois testes corresponde a 85% da classificação final. B. Presença em 75% das aulas de laboratório e realização de um trabalho de laboratório com discussão final. A classificação mínima deverá ser de 10,0 valores. Esta classificação corresponde a 15% da classificação final. Avaliação sumativa: Prova escrita com a duração de 2 horas abrangendo toda a matéria. Aprovação com a classificação mínima de 10,0 valores numa escala de 0 a 20 valores. Esta classificação corresponde a 85% da classificação final. Cumprir o ponto B da avaliação contínua. Esta classificação corresponde a 15% da classificação final. ISEL 4 Trabalhos de laboratório Trabalhos propostos para grupos de 2/3 alunos: 1. A regulamentação comunitária tem constituído um factor de progresso para os motores de combustão interna aplicados aos veículos auto. Quais os principais instrumentos por área/temática abrangida e consequências registadas? 2. A poluição atmosférica tem condicionado os veículos auto. Como é identificada e quantificada e que instrumentos e soluções técnicas (e acessórios) foram adoptados nos veículos para a manter dentro de limites aceitáveis? 3. A sobrealimentação de motores diesel, aplicados a veículos auto, pode ser alcançada por transformação de um motor usado. Parametrize esta transformação e a ponderação dos ganhos obtidos. 4. O sistema de refrigeração é um mal necessário e tem-se tornado mais amigo do rendimento do motor com a melhoria das características do fluido refrigerante e do respectivo circuito. Existe a necessidade de procurar utilizar o líquido recomendado pelo fabricante? 5. O Sistema de injecção common rail veio trazer aos motores diesel uma capacidade de resposta que a injecção directa há anos não permitia. Caracterize as vantagens e órgãos envolvidos na comparação. ISEL 5 Trabalhos de laboratório Trabalhos propostos para grupos de 2/3 alunos: 6. A forma das câmaras de combustão e o posicionamento das condutas de admissão são um factor no rendimento dos motores Otto. 7. O combustível é um factor de ponderação na exploração de um motor e de uma frota. Em que se fundamenta a escolha, que alternativas e vantagens associadas? 8. O mercado dos acessórios de automóveis disponibiliza para a maioria das marcas kits para melhorar o rendimento dos motores Otto. Onde actuam e que cuidados a ter? Vale a pena? 9. Injecção Directa a gasolina; 10. Motores a Hidrogénio; 11. Motores Diesel de Dupla Alimentação; 12. Carburador de motor a dois tempos; 13. Turbocompressores; 14. Sistemas de Distribuição variável; 15. Importância da ignição electrónica no rendimento global do motor. ISEL 6