You are on page 1of 36

FACULDADE LITERATUS Curso de Ciências Biológicas

Prof. MSc. Dulcilene Pereira Martins Bióloga Especialista em Educação Ambiental para o Desenvolvimento Sustentável Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia

Histologia

2013

1

Histologia  parte da biologia que estuda os tecidos que constituem os seres vivos.

Histologia

Tecido epitelial ou simplesmente epitélio  caracteriza-se pela presença de células estreitamente unidas, com pouca substância intercelular, representada basicamente por glicoproteínas com função de adesão. Tecido conjuntivo  forma o arcabouço que sustenta as partes moles do corpo, o tecido conjuntivo apoia e liga os outros tipos de tecido.

2

Histologia

3. Tipos de tecido e suas funções

3

Tipos de tecido e suas funções Tecido epitelial 4 .Histologia 3.

Tecido epitelial Revestimento e glandular 5 .

• A forma do núcleo geralmente acompanha a forma da célula (célula cubóide costumam ter núcleos esféricos e células pavimentosas apresentam núcleos achatados).Histologia 3.1 Tecido epitelial • O tecido epitelial é composto por células epiteliais que apresentam formas variadas (células colunares altas até células pavimentosas – achatadas como ladrilhos). 6 . o que se deve ao fato das células serem justapostas formando folhetos ou aglomerados tridimensionais. • Apresentam células com forma poliédrica. • O núcleo de vários tipos de células epiteliais apresenta forma característica que variam de esférico até alongado ou elíptico.

Funções  Proteção contra a abrasão e agressão.3.  Secreção de muco. detecta sensações através de determinações e corpúsculo do tecido nervoso.  Não possuem vasos sanguíneos (avascularizado). recebendo alimento do tecido conjuntivo sobre o qual repousa.  Sensorial.  Absorção de substâncias (células intestinais).1 Tecido epitelial Histologia  Reveste todas as superfícies internas e externas do corpo (tecido epitelial de revestimento).  Forma glândulas (tecido epitelial glandular ou de secreção). hormônios e outras substâncias. 7 .

3.  Pólo basal ou porção basal é a porção da célula epitelial voltada para o tecido conjuntivo. geralmente voltada para uma cavidade ou espaço.  Pólo apical ou porção apical é a porção voltada para o lado oposto.  A lâmina própria é a camada de tecido conjuntivo onde se apoiam as células epiteliais. Isso ocorre em tecido epitelial de revestimento de órgãos ocos (como do aparelho respiratório. digestório e urinário). 8 .1 Tecido epitelial Histologia  Praticamente todas as células epiteliais estão apoiadas sobre um tecido conjuntivo.

9 .  Os desmossomos são estruturas protéicas que têm por função aumentar a união entre duas células vizinhas.3. Tecido epitelial de revestimento simples da mucosa intestinal. geralmente ligadas por grande número de desmossomos.1 Tecido epitelial de revestimento Histologia  Caracteriza-se por apresentar pequena quantidade de matriz ou substância extracelular  Apresenta suas células justapostas.  A nutrição é feita por difusão a partir do tecido conjuntivo adjacente através da membrana basal.1. bem próximas umas das outras. ou seja.

podendo apresentar microvilosidades na sua superfície.Simples ou uniestratificado Formado por uma única camada de células que ficam repousando sobre a membrana basal (é encontrado no endotélio). 1 .1. estratificado ou pluriestratificado e pseudoestratificado.  ocorre na maior parte do revestimento interno do tubo digestório.  Classificam-se em simples ou uniestratificados. 10 .Histologia 3. sendo formado por células alongadas ou cilíndrica.  formado por células achatadas também chamadas de pavimentosas.1 Tecido epitelial de revestimento  Os epitélios são classificados de acordo com o número de camadas celulares e pela forma de suas células.

por exemplo.1. é formado por várias camadas de células sobre a membrana basal. na epiderme (camada superior da pele) no revestimento do esôfago e na uretra. uma proteína que funciona como impermeabilizante e também dá maior resistência ao tecido. Em azul a membrana basal.3. sendo encontrado.  Pode apresentar as últimas camadas de células mortas pela deposição de queratina.1 Tecido epitelial de revestimento Histologia 2 . 11 . Tecido epitelial estratificado com deposição de queratina na parte superior da epiderme humana.Estratificado ou pluriestratificado  ao contrário do simples.

dando a falsa impressão de se tratar de mais de uma camada de células. todas as células estão em contato com a membrana basal. 12 .  Este epitélio pode ser observado no revestimento do sistema respiratório (fossas nasais.3 .Pseudoestratificado Histologia  Constituído por uma única camada de células (simples). com alturas diferentes e por isso com núcleos em vários níveis. brônquios e traquéia) e nos órgãos reprodutores.  Porém.

Histologia 13 .

Histologia Junções intercelulares  Existem estruturas associadas a membrana plasmática que contribuem para a coesão e comunicação entre as células. presentes na maioria dos tecidos.  São abundantes no tecido epitelial. 14 .  Muitos tipos de células epiteliais exibem várias especializações que constituem as junções celulares.

Histologia Junções intercelulares  As junções tem função não só de adesão.  Outra função é formar canais de comunicação entre células adjacentes. 15 . mas também como vedantes.  A função de vedar previne o fluxo de materiais pelo espaço intercelular.

hemidesmossomos e desmossomos.  Junções impermeáveis que são as zônulas de oclusão.  Junções de comunicação que são as junções comunicantes ou junções 16 gap. .Histologia Junções intercelulares As junções podem classificados em: ser  Junções de adesão que são as zônulas de adesão.

 As zônulas de adesão encontram-se na região ápico-basal. vedando o espaço intercelular. .Histologia Junções intercelulares  As junções estreitas ou zônulas de oclusão são as mais apicais. circunda a célula e proporciona a fusão das membranas. circunda a célula e contribui para a aderência entre as células vizinhas. As junções comunicantes (junções gap) são encontradas em quase toda a 17 membrana.

Histologia Junções intercelulares  Os hemidesmossomos são encontrados na região de contato entre alguns tipos de células epiteliais e sua lâmina basal. 18 .  Apresentam a estrutura de meio desmossomo e prendem a célula epitelial à lâmina basal.

19 . presente na superfície da célula.  É composto de duas partes uma localizada na membrana de uma célula e a outra na membrana da célula vizinha.Junções intercelulares Histologia  Os desmossomos ou mácula de adesão é uma estrutura complexa.

 Os microvilos são projeções podem ser curtas ou longas. estereocílios. cílios e flagelos são especializações que as células epiteliais possuem.  Os cílios e flagelos são prolongamentos longos e com motilidade (se movem).  Os esteriocílios são prolongamentos longos e imóveis de células do epidídimo e do ducto deferente.Especializações da superfície livre das células epiteliais Histologia Função: aumentar a superfície da célula ou mover partículas existentes. estão presentes em algumas células epiteliais. ocorrem em células obsorvitivas e secretoras. 20 .  Microvilos. parecendo mais microvilos longos e ramificados. atuam na absorção (epitélio de revestimento do intestino delgado e dos túbulos proximais dos rins.

Histologia Microvilos Estereocílios Cílios e flagelos 21 .

Histologia 3. lipídios (adrenal.  As células glandulares podem sintetizar. armazenar e secretar proteínas (pâncreas).  As moléculas a serem secretadas geralmente são armazenadas em pequenas vesículas envolvidas por uma membrana chamada grânulos de secreção.1.  As glândulas sudoríparas apresentam células com baixa atividade sintética.2 Tecido epitelial glandular  Constituídos por células especializadas na atividade de secreção. 22 . glândulas sebáceas) ou complexos de carboidrato e proteína (glândulas salivares).  As glândulas mamárias secretam todos os três tipos de substâncias.

2 Tecido epitelial glandular Histologia  Glândulas unicelulares: consistem em células glandulares isoladas (célula caliciforme presente no revestimento do intestino delgado).  Glândulas multicelulares: compostas de agrupamentos de células.  Quando as células mantêm contato com a superfície de onde se originaram formam-se as glândulas exócrinas.3. que podem ser organizadas em cordões ou folículos.1. A conexão toma forma de ductos tubulares por onde as secreções são eliminadas.  Quando a conexão é desfeita formam-se as glândulas endócrinas. sofrendo diferenciação.  Os lúmens dos folículos acumulam grande quantidade de secreção ao contrário das células dos cordões. 23 .  As glândulas são formadas a partir de epitélios de revestimento cujas células proliferam e invadem o tecido conjuntivo subjacente.

como a insulina e o glucagon (endócrina). as mamárias. pois produz enzimas do suco pancreático (exócrina) e hormônios que regulam a glicemia. as sebáceas que fabricam substâncias que lubrificam a pele e os pêlos.  O pâncreas é classificado como glândula mista. 24 . lacrimais e salivares.3.  Glândula exócrina: glândulas sudoríparas que produzem suor.2 Tecido epitelial glandular Histologia  Glândulas endócrinas: a hipófise e a tireóide.1.

1.  Apócrinas (glândula mamária). as glândulas são classificadas em:  Mesócrinas (pâncreas). 25 .2 Tecido epitelial glandular  Conforme os produtos de secreção deixam a célula.Histologia 3. onde o produto de secreção é descarregado junto com porções do citoplasma apical. onde a secreção é liberada pela célula por meio de exocitose.  Holócrinas (glândulas sebáceas). onde o produto de secreção é eliminado juntamente com toda a célula e neste processo a célula repleta de secreção é destruída. sem a perda de outro material celular.

2 Tecido epitelial glandular Com conexão com o tecido de origem Proliferação celular Tecido epitelial Sem conexão com o tecido de origem Formação de glândulas exócrinas Formação de ductos para secreção .Apócrinas Formação de glândulas endócrinas Cordões Com pouca quantidade de secreção Folículos Com grande quantidade de secreção 26 .1.Holócrinas .Histologia 3.Mesócrinas .

Tipos de glândulas exócrinas Tubulosa simples Tubulosa simples ramificada Tubulosa simples enovelada Acinosa simples ramificada Acinosa composta Túbulo-acinosa composta Tubulosa composta 27 .

Glândulas unicelulares .Transição Epitélio glandular Camadas de célula: . 2.Mesócrinas .Estratificados (1.Glândulas pluricelulares Glândulas: .Prismático (colunar ou cilíndrico) 4 .Simples (1.endócrinas Excreção: .exócrinas .Histologia Tecido epitelial resumo Epitélio de revestimento Camadas de célula: . 2 e 3) .Cúbico 3 .Apócrinas 28 .Holócrinas .Pseudo-estratificados Formas das células: 1 .Pavimentoso 2 . 3 e 4) .

MSc. Hematopoiético e Adiposo Prof. Dulcilene Pereira Martins .Tecidos Conjuntivos Propriamente dito (frouxo e Denso). Cartilaginoso. Ósseo.

formando o componente mais resistente do estroma (tecido de sustentação) dos órgãos. • As fibras constituem tendões. 30 .Tecidos Conjuntivos • Responsáveis pelo estabelececimento e manutenção da forma do corpo. cápsulas de órgãos e membranas que envolvem o sistema nervoso central (meninges). • Altamente vascularizado. • As fibras também constituem as paredes existentes dentro de vários órgãos. • Grande quantidade de substâncias intercelulares com muitas células e fibras.

Tecidos Conjuntivos Tecido conjuntivo propriamente dito Frouxo denso Tecido conjuntivo de propriedades especiais Adiposo Hematopoiético Tecido conjuntivo de suporte Cartilaginoso Ósseo 31 .

Os vários tipos de tecidos refletem o seu componente predominante ou a organização estrutural do tecido. 32 .

Principais células • Fibroblasto: sintetizam proteínas colágeno e elastina. • Adipócitos: armazenamento de energia na forma de gorduras neutras e produção de calor. 33 . • Macrófagos: fagocitam substâncias estranhas e bactérias. nas reações alérgicas e na expulsão de parasitas. • Mastócitos: colaboram com as reações imunes e têm papel fundamental na inflamação. • Leucócitos: especializadas na defesa contra microrganismos agressores. • Plasmócitos: produzem anticorpos.

6. 4.Tecido Conjuntivo 1. 8. Fibra Colágena Fibra Elástica Linfócito Monócito Macrófago Fibroblasto Mastócito Célula Mesenquimática Plasmócito Capilar Célula Adiposa 34 . 3. 5. 7. 11. 10. 2. 9.

hipoderme.Conjuntivo Frouxo     Suporta estruturas normalmente sujeitas a pressão e atritos pequenos. nas papilas da derme. 35 . nas membranas serosas que revestem cavidades peritoniais e pleurais. Suporta células epitelais e forma camadas em torno dos vasos saguíneos. São encontrados também nas glândulas. Preenche espaços entre grupos de células musculares.

porém há predominância de fibras colágenas.  As fibras colágenas podem ser organizadas em feixes sem orientação definida (tecido conjuntivo denso não modelado).  As fibras colágenas podem se apresentar em feixes paralelos uns aos outros e alinhados aos fibroblastos (tecido conjuntivo denso modelado).  É menos flexível e mais resistente à tensão que o tecido conjuntivo frouxo.Conjuntivo Denso Adaptado para oferecer resistência e proteção aos tecidos.  36 .  Existem menos células do que no tecido conjuntivo frouxo.