You are on page 1of 22

AVALIAÇÃO

Prof. Luciano Lopes


 Educador no papel de mediador
entre a experiência cultural e o
educando, praticando atos de avaliação
dentro de aspectos éticos
 Ao aprender, assimilamos a herança
cultural do passado e, ao mesmo
tempo, adquirimos recursos para
superá-la e reinventá-la. O educador,
em sua ação, serve a esse processo.
COMPASSIVIDADE/SOLIDARIEDADE
 Ser solidário significa acolher o aluno
como ele é e como está no momento para
garantir-lhe suporte (cognitivo, afetivo ou
espiritual) para que possa fazer seu
caminho de aprender, de conquistar
autonomia pessoal. O educador não impõe
o que o aluno deve ser, mas busca com ele
o caminho para tornar-se o que necessita
ser.
Conceito
 Um julgamento de valor sobre
manifestações relevantes da realidade,
tendo em vista uma tomada de decisão.
Implica um juízo valorativo que expressa
qualidade do objeto, obrigando,
conseqüentemente, a um posicionamento
efetivo sobre o mesmo (Luckesi)
Conceito
 Subsidiar a construção do melhor
resultado possível e não pura e
simplesmente aprovar ou reprovar
(Luckesi)
 Fonte de decisão sobre os caminhos do
crescimento sadio e feliz, servindo de
suporte para verificar como ajudar o aluno a
alcançar o que deseja (Luckesi)
Conceito
 Acompanhamento da evolução do aluno
no processo de construção do conhecimento
(Jussara Hoffman)
 É um processo contínuo de pesquisas que
visa interpretar os conhecimentos,
habilidades e atitudes dos alunos, tendo em
vista mudanças esperadas no
comportamento, para decidir sobre
alternativas do planejamento do trabalho do
professor (Piletti)
Conceito
 Elemento de reflexão contínua para o
professor sobre sua prática educativa
(PCNs)

 Elemento integrador entre a


aprendizagem e o ensino, conjunto de ações
cujo objetivo é o ajuste e a orientação da
intervenção pedagógica (PCNs)
Provas X Avaliação
 Prova

 Pontual
 Classificatória
 Seletiva
 Autoritária
Provas X Avaliação
 Avaliação

 Diagnóstica
 Inclusiva
 Democrática

 Dialógica (diálogo)
Notas
 Contrários
 Medida imprecisa sobre o desempenho
do aluno
 Não focalizam os objetivos
 Falham como meio de comunicação
entre a escola e os pais

 Defensores
 Comunicar o aprendizado dos alunos
Resistência às Mudanças
 Razão Psicológica
 Repetição da maneira como foram
ensinados
 Razão Histórica
 Herança de modelos pedagógicos
 Modelo de sociedade
 Lógica da exclusão
Questões Iniciais

 Definir os objetivos a serem


alcançados

 O professor precisa estar


compromissado com a aprendizagem dos
alunos
Questões Iniciais

 Proposta político-pedagógica clara,


para que a prática avaliativa seja
coerente com o que a escola pretende

 Qual o perfil de pessoa que se quer


formar, de acordo com o projeto
pedagógico da escola
Princípios da Avaliação
 A serviço da ação
 Como projeto de futuro: o professor
interpreta a prova não para saber o que o
aluno não sabe, mas para pensar em
quais estratégias pedagógicas ele deverá
desenvolver
 Princípio ético: cada aluno tem sua
importância
Princípios da Avaliação
 Totalidade: não deve ser isolado do
processo educativo
 Mediação: existe um mediador entre a
conduta do aluno e conceito atribuído a
ele
 Contradição: os processos de avaliação
não acompanharam o desenvolvimento das
metodologias de ensino
Dimensões do Processo Avaliativo
 Contexto sócio-cultural do aluno
 Saberes significativos
 Questões epistemológicas: como se
aprende, gênese dos conhecimentos
 Cenário educativo/avaliativo
 A metodologia deve se adaptar ao
ambiente educativo
 O aluno é um ser ativo que constrói e
dá sentido à realidade
Funções Didático-Pedagógicas
 Diagnóstica
 Identificação do nível inicial de
conhecimento dos alunos naquela área
 Verificação das particularidades e
características individuais e grupais dos
alunos
 Verificar se os alunos possuem um
repertório mínimo para aprender
Funções Didático-Pedagógicas
 Formativa

 Apontar os erros e acertos dos alunos


e professores no processo ensino-
aprendizagem
 Função de orientar os estudos e esforços
na reformulação do planejamento
 Aplicada no decorrer do processo
Funções Didático-Pedagógicas
 Somativa

 Classificar os alunos segundo níveis


de aproveitamento do processo ensino-
aprendizagem
Parâmetros de Avaliação
 Medidas Referenciadas a NORMA

 Verifica o desempenho de um aluno


com relação aos outros

 Sistemas de seleção e classificação de


alunos
 Uso de testes padronizados
Parâmetros de Avaliação
 Medidas Referenciadas a CRITÉRIOS

 O rendimento do aluno como padrão


de referência

 Fornece orientações sobre como


melhorar os desempenhos falhos
Etapas Processo Avaliativo
 Propósito: Qual a intenção?
 Técnica: A partir do propósito
 Questões: Aspectos abordados
 Aplicação: Coleta de informações
 Respostas dos alunos
 Correção e Classificação
 Conseqüências: Administrativa,
familiar e didática