You are on page 1of 8

O Mundo Natural e os

Primeiro Filósofos
Divisão da História
da Filosofia Grega
• Período pré-socrático (séc. VII-V
a.C.) - Problemas cosmológicos.
Período Naturalista: o mundo da
natureza;
• Período socrático (séc. IV a.C.)
Problemas metafísicos. (Sócrates,
Platão, Aristóteles) - natureza e
espírito
• Período pós-socrático (séc. IV
a.C. – VI a.C.) - Problemas morais.
Os principais filósofos pré-socráticos (e
suas escolas) foram:

Escola Jônica: Tales de Mileto,


Anaximenes de Mileto, Anaximandro de
Mileto e Heráclito de Éfeso;

Escola Itálica: Pitágoras de Samos,


Filolau de Crotona e Árquitas de
Tarento;

Escola Eleata: Xenófanes, Parmênides


de Eléia, Zenão de Eléia e Melisso de
Samos.

Escola da Pluralidade: Empédocles de


Os FilósofosAgrigento, Anaxágoras de Clazômena,
Leucipo de Mileto e Demócrito de

Pré-Socráticos
Abdera.
ESCOLA JÔNICA
• Os filósofos desta Escola
explicavam o mundo como
resultante do
desenvolvimento cíclico de
uma natureza comum a
tudo o que existe, sempre
em perpétuo movimento.
Acreditavam na existência
de um princípio que é a
origem de tudo o que
existe.
ESCOLA ITALICA
• A escola teve como ponto de partida a
cidade de Crotona, sul da Itália.
• Esses pensadores manifestam ao
mesmo tempo tendências místico-
religiosas e tendências científico-
racionais. A influência estende-se até
nossos dias.
ESCOLA ELEÁTICA
• A Escola Eleática
recebe esse nome de
Eléia, cidade situada no
sul da Itália.
• As questões filosóficas
concentram-se na
comparação entre o
valor do conhecimento
sensível e o do
conhecimento
Escola da Pluralidade
• A escola dos Atomistas
foi iniciada por
Leucipo (meados do
século V a.C.), e
supunha que a
matéria seria
constituída por átomos
e vácuo. A matéria
dependeriam de
modos de
agrupamento dos
átomos (algo como
Características Gerais:
• A physis (natureza)
• A causalidade (efeito e causa)
• A Arqué (elemento primordial – a
água, o ar, o fogo, o átomo...)
• O cosmo (leis que regem o universo –
contrário de caos)
• O logos (discurso racional)
• O caráter crítico (eram passíveis de
questionamento)