Gênesis 1:26 e 27
• Imagem • Semelhança

João 1:12
• Filhos de Deus

Romanos 8:1
• Libertos pelo poder do ES

I Coríntios 6:19 e 20
• O corpo como templo do ES • O corpo não é nosso, pertence a Deus • Fomos comprados por um alto preço

.

Conceito de Drogas O termo é utilizado para designar todas as substâncias químicas que alteram as funções do organismo vivo. resultando em mudanças fisiológicas e/ou comportamentais. .

analisar.DROGAS PSICOTRÓPICAS ou PSICOATIVAS: – têm atração pelo sistema nervoso central (capacidade de pensar. abstrair. julgar e agir) .

etc. . Exemplos: L.Tipos de Drogas (substâncias psicoativas) • Perturbadoras (alucinógenas): drogas que perturbam as funções psíquicas. Têm ação confusional. alucinógena.. chá de cogumelos. maconha.D.S.

• Drogas Ilícitas = cujo uso é proibido legalmente = maconha.Drogas Lícitas e Ilícitas • Drogas Lícitas = cujo uso é permitido legalmente = álcool. que é umas das principais determinantes da violência urbana. medicamentos. crack. cafeína. ecstasy. principalmente em função do tráfico de drogas. Responsáveis pelo maior carga de doenças e maior custo social entre as drogas. etc. tabaco. cocaína. inalantes. Responsáveis por significativas mudanças na ordem social. .

2006): .Epidemiologia do Uso de Drogas II Levantamento Domiciliar sobre Uso de Drogas no Brasil (CEBRID.

do álcool. É o caso da cocaína. Temos como exemplo os cogumelos e a trombeteira. unicamente. de substâncias vegetais ou animais como matéria-prima. da maconha. por manipulações químicas em laboratório e não dependem. fabricados pela indústria farmacêutica com finalidade médica. sendo esta matéria-prima usada diretamente como droga ou extraída e purificada.Origem • NATURAIS Certas plantas contém drogas psicoativas. para sua confecção.Tipos de Drogas . Algumas delas são produzidas em escala industrial. consumidos sob a forma de chá • SEMI-SINTÉTICAS São resultados de reações químicas realizadas em laboratórios nas drogas naturais. Temos como exemplos o LSD (Ácido Lisérgico) e o Ecstasy. • SINTÉTICAS São produzidas. . Na categoria de drogas sintéticas incluem-se também os calmantes e os barbitúricos ou remédios para dormir. como as bebidas alcoólicas e o cigarro. do tabaco.

uso compulsivo de uma substância.DROGAS DE ABUSO 1.Adicção: comportamento de abuso. .Dependência: estado fisiológico de neuroadaptação pela administração repetida de uma droga. . que exige esta utilização repetida para evitar o aparecimento da síndrome de abstinência. onde o indivíduo assegura-se do suprimento e apresenta grande tendência a recaída após a interrupção. Termos .

.DROGAS DE ABUSO 1.Tolerância cruzada: quando uma outra droga é capaz de suprimir as manifestações de dependência física causadas pela droga original.Tolerância: quando uma determinada dose da droga não é mais capaz de produzir o mesmo efeito. . Termos . mantendo o estado de dependência física.

DROGAS DE ABUSO 1.Rebote: quando se utiliza uma droga (uso médico) e esta é interrompida inesperadamente. os sintomas voltam de forma exagerada. Termos . sendo assim.Abstinência: são as reações psicológicas e fisiológicas adversas decorrentes da interrupção súbita da droga que produz a dependência. . .

.DROGAS DE ABUSO 1.Recidiva: Se ele interrompe o tratamento para desintoxicar. ocorre uma recidiva da drogadicção. Termos .Desintoxicação: é a redução lenta da droga que causa dependência e que causaria abstinência se fosse interrompida subitamente. .

TOLERÂNCIA • • Alguns tipos de drogas. ou seja. reside o perigo da OVERDOSE ou SUPERDOSE. levam a um efeito chamado TOLERÂNCIA Com o tempo o usuário é levado a 2 situações: – – aumentar a quantidade da droga ou aumentar o número de doses para obter o mesmo efeito ou mudar para uma substância mais forte. uma dose muito forte para o organismo que pode levar à morte . a fim de continuar mantendo os mesmos níveis de prazer • Em ambos os casos. depois de repetidas administrações.

DEPENDÊNCIA FÍSICA • Algumas drogas causam DEPENDÊNCIA FÍSICA: – o organismo se ajusta à presença da droga que passa a ser necessária para que ele funcione normalmente (TRANSTORNOS DE ORDEM FISIOLÁGICA) • Sem a droga: crises ou SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA • Se o dependente físico ficar sem tomar a droga poderá sofrer: calafrios. taquicardia. sudorese. cãibras. entre vários outros sintomas . cefaléia.

DEPENDÊNCIA PSÍQUICA • Impulso psicológico forte (compulsão) para o uso contínuo da droga • O indivíduo é dominado por uma forte vontade. de administrar a droga à qual se habituou . quase incontrolável.

abuso e dependência Não uso Uso experimental Uso esporádico Uso freqüente Uso pesado Abuso Dependência .Uso.

as drogas podem ser classificadas em três categorias: – DEPRESSORAS (PSICOLÉPTICOS) – ESTIMULANTES (PSICOANALÉPTICOS) – PERTURBADORES (PSICODISLÉPTICOS) .CLASSIFICAÇÃO • De acordo com os efeitos produzidos no Sistema Nervoso Central (SNC).

DEPRESSORAS = PSICOLÉPTICAS • Drogas que diminuem a atividade CEREBRAL (alteração quantitativa) • Sob efeito. o SNC trabalha mais lento • As reações do usuário são de – Lentidão – Sonolência – Apatia – Falta de coordenação motora – Dificuldade de concentração – Perda de memória .

xaropes antitussígenos). lança-perfume) – ópio e seus derivados (heroína. clorofórmio.DEPRESSORAS = PSICOLÉPTICAS • São exemplos destes tipos de drogas – álcool – calmantes (barbitúricos. acetona. codeína. cola de sapateiro. . morfina. benzodiazepínicos) – inalantes (éter.

ESTIMULANTES = PSICOANALÉPTICOS • Drogas que aumentam a atividade do SNC (alteração quantitativa) • Sob seus efeitos o usuário se sente com muita energia. disposição. pois estas drogas afastam o cansaço e a fome • Daí serem muito empregadas nos remédios moderadores de apetite .

ESTIMULANTES = PSICOANALÉPTICOS • São exemplos destes tipos de droga – anfetaminas (“bolinhas”. “crack” e “merla”) – cafeína (café. pó de guaraná) – nicotina (tabaco) . “rebites”. moderadores de apetite) – cocaína (pó. chá-mate.

podendo ocorrer: – confusão mental (DELÍRIOS. ALUCINAÇÕES) – despersonalização – distorção do tempo e do espaço .PERTURBADORES = PSICODISLÉPTICOS • São drogas que agem modificando qualitativamente a atividade cerebral. levando o usuário à alteração de sua percepção.

DAIME) – chá-de-lírio (atropina .beladona) – cogumelo (espécie de fungo que parasita excremento de animais .DMT) – LSD-25. comum na Seita União do Vegetal .PERTURBADORES = PSICODISLÉPTICOS • Exemplos destes tipos de drogas são – Maconha (THC) – plantas alucinógenas (cacto chamado “peyote” – princípio ativo = mescalina) – “ayahuasca” (DMT .chá de chacrona. conhecido vulgarmente como ácido – “ecstasy” ou êxtase (MDMA) – anticolinérgicos (Artane® e Bentil®). .

Frases frequentes de usuários de Drogas: 1ª .“COMIGO NÃO ACONTECE!” 3ª .“EU SÓ USO DE VEZ EM QUANDO!” .“EU PARO DE USAR NA HORA QUE EU QUISER!” 2ª .

Se conhecer melhor… . menos tímido.Motivos para experimentar Fugir de problemas com a família/ com os pais Querer ser aceito num grupo de amigos Experimentar sensações novas e gostosas Se sentir mais solto. iniciar paquera… Ir contra as regras da sociedade Escapar de pensamentos e sentimentos ruins Ficar mais à vontade em festas e programas Estudar e aprender com mais facilidade Fazer alguma coisa no tempo livre Aumentar a criatividade.

Álcool .

podem ocorrer convulsões. é um poderoso depressor • Como conseqüência.ÁLCOOL • Agindo sobre o SNC. com distúrbios sensoriais e motores • Se ingerido em quantidade elevada. mentais. haverá mudanças psíquicas. coma e morte por parada cardíaca ou respiratória • Droga mais consumida pela sociedade e causadora de muitos problemas físicos. familiares e sociais .

30 Fonte: I Levantamento Nacional dos Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira. sendo 40% dos homens e 18% das mulheres. 2007. .ÁLCOOL . Adolescentes: 16% de abuso.2007 Taxa de episódio de consumo excessivo de álcool Adultos: 28% apresentaram este tipo de consumo. sendo 21% entre os homens e 12% das mulheres.

Efeitos do álcool Fígado normal Fígado com cirrose .

ALCOOLISMO AGUDO • A EMBRIAGUEZ é caracterizada fundamentalmente pelos sintomas e sinais clínicos • A clássica exteriorização do alcoolismo agudo é a ebriedade. sendo acompanhadas de náuseas. sendo suas principais manifestações: – alterações digestivas: dor epigástrica e secura na boca.são caracterizadas por três períodos distintos: . vômitos e às vezes diarréia. – alterações nervosas ou psíquicas .

ALCOOLISMO AGUDO • 1) FASE EUFÓRICA – 1º período: de euforia com extroversão exagerada • 2) FASE AGITADA – 2º período médico-legal (perturbações psicosensoriais profundas). caracterizado por – – – – – – arreflexia atonia midríase pulso lento hipotensão hipotermia . com diminuição das faculdades mentais e falta de autocontrole • 3) PERÍODO COMATOSO.

INTOXICAÇÃO CRÔNICA • Na intoxicação crônica por etanol podem ocorrer as seguintes alterações no organismo: – transtornos digestivos: • anorexia e intolerância gástrica • pode levar à gastrite e úlcera gástrica – transtornos hepáticos: • esteatose • hepatite alcoólica e • cirrose .

favorecendo a aterosclerose) • transtornos sanguíneos: – ligeira anemia • transtornos endócrinos: podendo ocasionar – impotência – esterilidade e – outras perturbações diversas .INTOXICAÇÃO CRÔNICA • transtornos cardiovasculares: – miocardite tóxica (dilatação cardíaca.

com visão de animais geralmente minúsculos). debilidade dos membros inferiores. caracterizado por confusão mental. delírio (zoopsias. febre – 2) alucinose alcoólica (AUDITIVA) – 3) demência e encefalopatia alcoólica: • destruição progressiva da personalidade • ataques epiletiformes – 4) alucinações persecutórias .INTOXICAÇÃO CRÔNICA • transtornos psíquicos: – 1) delirium tremens: estado psicopático. sudorese. tremor.

MACONHA: Porta de entrada ?... .

relaxamento e vontade de rir. mas pode causar angústia • Perda da capacidade de calcular tempo e espaço e prejuízo da memória e da atenção • Os olhos do usuário ficam avermelhados • A boca fica seca e o coração dispara • O uso continuado leva a problemas respiratórios (bronquites) e pode causar infertilidade no homem . (cânhamo) • Seu PRINCÍPIO ATIVO é o delta-9tetrahidrocanabinol (THC) • Traz a sensação de bem-estar.MACONHA • Erva cujo nome científico é Cannabis sativa L.

MACONHA • A maconha é fumada em forma de cigarro (“fininho”) com o auxílio ou não de uma espécie de piteira conhecida como “marica” • Existe uma resina que é extraída da maconha e que também é fumada e conhecida como HAXIXE • “Skunk” ou “Skank” é maconha cultivada em estufas especiais e que possui alta concentração de THC .

delírios e alucinações .“psicose cocaínica” • Pode também causar convulsão .COCAÍNA • Substância natural extraída do epadu ou folha de coca (Erythroxylon coca) • Traz a sensação de intensa euforia e poder • Se usada intensamente leva a uma sensação de cansaço e ansiedade • Causa dilatação das pupilas e taquicardia • O aumento das doses pode provocar irritabilidade. agressividade.

em até 10 segundos) . também conhecida como CRACK ou MERLA que tem efeitos semelhantes ao pó. mas sentidos mais rapidamente .COCAÍNA • A cocaína pode ser – cheirada (forma mais comum) – injetada ou – fumada (pasta base da coca.

.

• Cerca de 5 vezes mais potente que a cocaína. e mais barata que as outras drogas. precisa ser aquecido e fumado em cachimbos.CRACK • Se apresenta em aspecto de “pedra”. tem sido cada vez mais utilizado .

.

.

Uma cracolândia e seus frequentadores .

são drogas sintéticas estimulantes • Provocam insônia e perda de apetite • sensação de plena energia e os faz falar mais rápido • Dilatação das pupilas (MIDRÍASE) • Aumento do número de batimentos cardíacos (TAQUICARDIA) • Podem causar degeneração de células do cérebro .ANFETAMINAS • Conhecidas como “bolinhas” ou “rebites”.

COLA DE SAPATEIRO
• Efeitos rápidos (segundos a minutos) mas de pouca duração (de 15 a 40 minutos) • Estimulação inicial, seguida de depressão até alucinação • Solventes contidos na cola de sapateiro podem causar lesões na medula, nos rins, no fígado e nos nervos periféricos (os usuários andam com dificuldade)

Cola de Sapateiro

A cola de sapateiro é uma droga pertencente ao grupo dos inalantes, uma vez que é utilizada dessa forma, com absorção pulmonar. Composta por diversas substâncias, como o tolueno e n-hexana, proporciona sensações de excitação, além de alucinações auditivas e visuais que, em contrapartida, são acompanhadas de tontura, náuseas, espirros, tosse, salivação e fotofobia. Tais efeitos são bastante rápidos, levando o indivíduo a inalar novamente.

COGUMELOS
• Alucinógenos naturais que consumidos em forma de chá induzem a alucinações e delírios • Sob seus efeitos, os sons incomuns são percebidos e as cores ficam mais brilhantes • Dilatação das pupilas, suor excessivo, taquicardia, náuseas e vômitos

substância alucinógena sintetizada em laboratório (a partir da substância produzida pelo fungo conhecido como “esporão do centeio” ). formas e contornos • Provoca fusão dos sentidos (sinestesia) na qual os sons parecem adquirir formas que ficam coloridas • Provoca perda da noção de tempo e espaço . • Causa distorções perceptivas nas cores.LSD-25 • Dietilamida do ácido lisérgico.

efeito da droga que é sentido semanas ou meses ou mesmo anos após ela ter sido consumida • Consumido em forma de pontos (microgramas da droga) ou selo (papel seco geralmente estampado que foi embebido pela droga) que são dissolvidos na boca . • Pode causar “flashback” .LSD-25 • O LSD-25 tem poucos efeitos no corpo: o pulso pode ficar mais rápido. as pupilas dilatarem e a pessoa sentir excitação.

ECSTASY • É uma espécie de anfetamina (MDMA) muito potente. consumida em forma de comprimidos • Conhecida como droga do amor porque causa super-excitação ao leve toque da pele • Estimula a comunicação e a intimidade e melhora o humor dos usuários .

muita sede (o usuário pode vir a ingerir até mais de 10 litros de água de uma só vez) diminuição de apetite atenção dispersa episódio de pânico irritabilidade ansiedade morte súbita – – – – – – – .ECSTASY • Como efeitos colaterais inclui: – – – – – – taquicardia hipertensão convulsões trombose hemorragia cerebral hipertermia (elevação da temperatura corporal acima de 40ºC) boca seca.

obtida a partir da modificação química da morfina que. é sintetizada a partir do ópio (retirado de uma papoula). por sua vez. • Atuando sobre o SNC – aumenta o sono – diminui a dor – provoca estado de torpor e calmaria – realidade e fantasia se misturam .HEROÍNA • É uma substância depressora seminatural.

paralisia eventual do estômago e vômitos • Depressão respiratória e cardíaca. fumada e cheirada • Existem medicamento que são derivados da morfina (opióides): láudano de Sydenhan. xaropes e outros . levando o usuário ao estado de coma • Uso se dá através de injeção. elixir paregórico.HEROÍNA • contração das pupilas (MIOSE).

.

periodontite. Bronquite.TABAGISMO • Pneumonia. estômago) • Mancha nos dentes. faringe. laringe. • Câncer (pulmão. Enfisema Pulmonar. DPOC. boca. • Impotência sexual. . esôfago. • Queda da imunidade.

• Envelhecimento mais rápido. • Odor do fumo. • Menos fôlego.TABAGISMO • Menor resistência física. • Pior desempenho nos esportes e na vida sexual. .

Pulmão de fumante Pulmão de não fumanter www.driturralde.com .

.

. ..Existe saída?.

Salmos 121:1 a 8 .