Genes extranucleares

Genes Extranucleares
• Eucariotos:
– Maior proporção de DNA nuclear – DNA extranuclear (organelar): mitocôndrias (mtDNA) e/ou cloroplastos (cpDNA).

• Mitocôndrias -> fosforilação oxidativa -> ATP • Cloroplastos -> Fotossíntese -> ATP .

000 Kb DNA e 100. • Mitocôndrias: 17Kb DNA e 37 genes .000 genes.000.Número de genes • Núcleo de células humanas: 3.

parte permaneceu na organela (% é diferente entre as espécies) • Dependência da maioria das células eucarióticas modernas dos genes organelares para o seu funcionamento normal .Origem dos genes extranucleares • Endossimbiontes • Parte dos genes da bactéria fagocitada migraram para o núcleo.

• SIMBIOSE OPCIONAL • SIMBIOSE OBRIGATÓRIA .

.

• Existem organismos que podem sobreviver sem suas mitocôndrias ou cloroplastos • Ex: Levedura: Saccharomyces cerevisiae – Energia por fermentação • Plantas que sobrevivem saprofiticamente sem seus genes dos cloroplastos – Energia por decomposição de outros tecidos .

2 cópias se diplóide – Organelar => células diferentes do mesmo organismo. – Nos eucariontes: nuclear => 1 cópia se haplóide.Estrutura dos cromossomos organelares • Maioria é circular (m. número de cópias pode variar . eletrônico) • Material genético menos condensado que o nuclear • Número de cópias: centenas ou milhares por células.

mtDNA .

cpDNA .

• Exemplos: – Folha de beterraba • 40 cloroplastos • Cada cloroplasto contém áreas específicas que se coram intensamente por corantes de DNA => NUCLEÓIDES • 4 a 8 nucleóides • Cada nucleóide possui 4 a 18 moléculas de cpDNA .

– Levedura: • Célula haplóide típica: 1 a 45 mitocôndrias • Cada mitocôndria: 10 a 30 nucleóides • Cada nucleóide: 4 ou 5 moléculas de DNA .

– Células Humanas: • 2 a 10 moléculas de mtDNA/mit • Número de mitocôndrias varia de acordo co o tipo celular: – Várias centenas de moléculas de mtDNA em fibroblastos humanos – 100.000 nos ovócitos humanos .

Genomas mitocondriais/cloroplastos • Funções: – Codificar parte das proteínas do sistema de fosforilação oxidativa/fotossíntese – Codificar RNAt e RNAr e proteínas usadas na síntese de proteínas mitocondriais/cloroplastos .

Mutações no DNA organelar • Taxa de mutações. • FALTA DE ENERGIA: – Crescimento lento – Crescimento de aspecto anormal – Nas plantas: FENÓTIPO BRANCO (falta do pigmento verde – clorofila) . • Em plantas o DNA das organelas não apresenta altas taxas de mutações. em mamíferos. 10X mais alta que no DNA nuclear.

• Exemplos de mutantes mitocondriais: – Fungo Neurospora: • mutante de crescimento lento • Deleção de 4pb no gene • Como é um aeróbio obrigatório. não sobrevive sem mitocôndrias funcionais .

– Leveduras de brotamento • Mutações de ponto no mtDNA • Taxa de divisão lenta • Colônias pequenas (energia pode ser obtida por fermentação) .

– Seres humanos: • Citopatias mitocondriais • Órgãos mais afetados são aqueles que utilizam muito O2 : músculos e nervos • Mutações pontuais até grandes deleções .

Tipos de herança de genes organelares e mutações • 3 níveis de herança: • Expressão de mutações organelares: – Como existem muitas cópias de DNA organelar. difícil ver como uma mutação que afeta a expressão pode chegar a influenciar o fenótipo da célula e do organismo .

ou mistura deles. as células filhas contém apenas um ou outro DNA organelar.• Segregação citoplasmática: – Células onde coexistem DNA organelar mutante + selvagem= célula heteroplasmon – Se a heteroplasmon se divide assexuadamente. .

• Herança Materna/uniparental: – Transmissão durante o ciclo sexual – Zigoto: material genético feminino + material genético masculino + citoplasma do ovócito (com mtDNA ou cpDNA) .

Mitocôndrias e envelhecimento • Teoria do uso e desgaste: – Redução da fosforilação oxidativa – Acúmulo de mutações (deleção de 5Kb) – Ainda pouco compreendida .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful