You are on page 1of 68

O uso do Software Livre na Educação

Sinara Duarte

Fortaleza -06/05/2008
Justificativa

 A questão da inclusão social através da informática e


do software livre como alternativa à globalização
hegemônica americana já foi retratada em vasta
bibliografia na WEB.
 As TICs estão se renovando com uma grande rapidez. As
aplicações à educação são muito variadas e, frequentemente,
caras. Não podemos deixar a escola fora do contexto
tecnológico contemporâneo porque a tecnologia já faz parte do
cotidiano.
 O desenvolvimento e o avanço de novas tecnologias vem
permitindo o emprego de novos recursos computacionais para
serem utilizados no âmbito educacional, com destaque
especial para o SL por sua filosofia emancipadora e
revolucionária.
Aspectos Históricos

 Década de 70 – Todo software era livre (o


código fonte era disponível a todos)
 1973 – projeto Unics (depois rebatizado de
Unix) deu origem a diversos outros projetos
(Linux, FreBSB, Solaris, Mac Os Windows X,
etc)
 Os fabricantes limitaram seu uso por meio de
licenças proprietárias
Sofware livre: conceito
 O Software livre é uma questão de liberdade e não de preço e
que respeita 4 liberdades:
 A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito
(liberdade nº 0);
 A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo
para as suas necessidades (Acesso ao código-fonte é um pré-
requisito para esta liberdade);
 A liberdade de redistribuir, inclusive vender, cópias de modo que
você possa ajudar ao seu próximo;
 A liberdade de modificar o programa, e liberar estas
modificações, de modo que toda a comunidade se beneficie.
Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;
O que é o Código-fonte?

 É o conjunto de palavras ou
símbolos escritos de forma
ordenada, contendo
instruções em uma das
linguagens de programação
existentes, de maneira lógica.
 Resumindo: a receita
do bolo
www.ufc.br
Softwares proprietários

 Freeware
 Demo
 Shareware (trial)
 Dominio público
 Software livre ≠software gratuito
 Lei 9.609 de 20/02/1998
O movimento GNU

 Ricard Stallmam
 Pesquisador da MIT
 Insatisfeito com as mudanças
e restrições impostas pelos
fabricantes (Ex: impressora)
 Criador do movimento GNU
(1983)
 Free Software Foundation
(licença GPL)
 Ex: Pioneirismo brasileiro
Santos Dumont
Exemplos de software livre
Software livre e mercado 2009

 Computadores pessoais:
 Windows 97% (pirataria, uso indevido)
 Linux: 2%, outros 1% (Solaris, Mac).
 Empresarial
 Mercado de servidores (internet – Google)
 Supercomputadores (Casas Bahia, Globo,
BB, CEF, TRE, Itau, Forças Armadas) etc
 Fonte: InfoExame
Tela do Big Linux 4,2
Por que usar o SL na educação?

 Custo reduzido
 Segurança
 Compartilhamento do conhecimento
 Direito de escolha
 Permite a personalização
 Escolha ética (legalidade)
 Leve, robusto, prático
Projetos de SL Educacional

 SO Linux Educacional – MEC – Brasil

http://www.linuxeducacional.com/
Projetos de Sl educacional

 Sistema Operacional Linux Kids

http://linuxkidx.blogspot.com/
Edubuntu – SO educacional

http://edubuntu.org/
Pandorga – SO Educacional

Fonte: http://pandorga.rkruger.com.br/
Projeto Classe - UFSC

 Classificação de software livre educativo

http://classe.geness.ufsc.br/index.php/CLASSE
Projeto SL Educacional (BR)
 Documentação e tradução de software livre educacional

http://sleducacional.org/
Projeto Texto Livre - UFMG

http://www.textolivre.org/
Projeto KDE-EDU

 Projeto internacional de criação de softwares


educativos
 http://edu.kde.org/
A INFORMÁTICA
EDUCATIVA E O LINUX: QUE PARCERIA!

 Desde 2004, os
LIEs utilizam o
Kurumim como
padrão.
 Estuda-se a
possibilidade de
uma distribuição
específica para os
Kurumin 7.0
LIES de Fortaleza
 Linux educacional
O LIE – Laboratório de Informática Educativa

O Laboratório de Informática Educativa – LIE


é uma “sala-ambiente”, um espaço
reservado dentro da escola com recursos
midiáticos que tem objetivo primordial
promover a inclusão digital dentro das
escolas.
 Quem atua no LIE: Professor efetivo,
especialista e capacitado em novas
tecnologias educacionais e SL
Software livre: Klettres
Software Letra Livre UECE
Kturtle – Linguagem Logo
Matemática - Kig
Kbruch – matematica
Geografia - Kgeography
Geografia Marble - Atlas
Celestia
Homem Batata – infantil

Partes
do
Corpo
TuxType – Alfabeto
Tuxpaint – multiuso
Tuxpaint
Sequência Lógica
Tuxpaint Linguagem
Tuxpaint – Ligue os Pontos
TuxMath - Tabuada
Geogebra
geogebra
Frozen Bubble – raciocinio lógico
LINVOX - DOSVOX
 BrWriter – Editor de Textos (produção de
textos, digitação de trabalhos) –
cruzadinha, jornal escolar,
 BrCalc – Ideal para cálculos (atividades
com insight para completar – formatação
condicional)
 BRImpress – Slides, criação de albuns ,
aulas expositivas.
Writer - Caça Palavras
Writer – Produção de textos

Obs: Vero – novo corretor ortográfico


Writer – Jornal Escolar
Calc – Planilha Eletrônica
Calc – gramática
Calc - Ditado inglês
Impress
Photobook


GIMP – Edição de fotos
Impress
Projeto Minha Escola, Minha Vida
Hot Potatoes

 O Hot Potatoes é um  Tipo de exercícios criados


conjunto de cinco  Jquiz: Resposta curta
ferramentas de autoria,  Jmix: Sopa de letras
que possibilitam a  Jcross: Palavras cruzadas
elaboração de cinco
tipos básicos de
 Jmatch: Correspondência
exercícios interativos,  Jcloze: Preenchimento de
gerando páginas Web. espaços

Necessita do Wine
Hot Potatoes
Hot Potatoes
Hot Potatoes
Hot Potatoes
Hot Potatoes
Internet

 Blogs e Fotoblogs educativos


 Biblioteca Online (pesquisa escolar)
 WebQuest – Construção do Conhecimento
 Projetos Interdisciplinares (dengue)
 Educação Online
Blog educativo - wordpress

http:www.softwarelivrenaeducacao.wordpress.com
Webquest educativo - NVU
Educação a distância Online

 Eproinfo

http://www.eproinfo.mec.gov.br/default.php
Moodle – ambiente de EA

http://moodle.pucsp.br/
Gcompris: 100 jogos p/2 a 12 anos
CONCLUSÃO

 A pesquisa na área da informática educativa tem evoluído


bastante nos últimos anos, mas ainda há muito que se caminhar
e são muitos os desafios.
 Através da pesquisa percebeu-se que muitas são as
possibilidades e também os riscos envolvidos quando fazem-se
uso das tecnologias educacionais.
 É papel da escola democratizar o acesso a um instrumento de
criação humana, neste caso, o computador. É preciso que os
dirigentes discutam e compreendam as possibilidades
pedagógicas deste valioso recurso.
 O SL tem contribuído de forma impactante na inclusão sócio-
digital de jovens e crianças cearenses.
Onde nos escontrar na net

 Email: sinaraduarte@yahoo.com.br
 sinaraduarte@hotmail.com
 Blog:
softwarelivrenaeducacao.wordpress.com