APENAS UM PEQUENIN O

PÃO

Quem te vai falar é a consciência de um pequeno e simples pão.

Estou entre os teus dedos. Sou bonito e encantador, não achas? Não tenhas medo de me tocar e de me sentir enquanto escutas o que te vou contar…

Devo confessar-te que não sou um pão qualquer… Só há um par de horas é que descobri que nasci para este encontro, para esta celebração que parece tão importante… Ignorava tudo isto fechado no fundo

Tudo começou ontem, quando um padeiro tomou uma boa quantidade de massa já preparada e a separou.
Eu formava parte daquela massa. já tinha começado a familiarizar-me com a água, o sal e o fermento que

Aspirava ser um pão grande, tenro, fofo por dentro e estaladiço por fora. Quando o padeiro começou a separar aquela massa em porções muito pequenas, abri lentamente os olhos e

Foi então que me questionei: Como é que pode ser?... Eu estava destinado a ser um pão grande, desses que se compartem numa mesa familiar, com alegria!

Quando percebi o meu tamanho real, compreendi que nem sequer servia para uma sandes daquelas que as crianças levam para a escola… Naquele momento, pouco antes de ser introduzido no forno, protestei: “Eu aspirava ser um pão grande,

O tempo que passei dentro do forno foi de grande sofrimento e frustração: Para quê padecer aquele calor insuportável se a minha vida não

Quando já estava cozido e preparado, meteram-me com outros irmãos meus dentro dum saco… Todos se faziam a mesma pergunta e sentiam a mesma frustração…

Foi na viagem da padaria até aqui que alguém se encarregou de desvelar o segredo. No saco de transporte havia um pão grande, que todos olhavam com inveja.

Perante as nossas queixas ele começou a dizer-nos: “Parai com as vossas queixas. Escutai e agradecei a sorte que vos tocou.

Hoje à tarde converter-vos–eis em sinal de vida e de esperança. A mesma esperança que trouxe uma mulher chamada Maria Micaela, que passou fazendo o bem e aliviando o sofrimento

Fez-se um grande silêncio entre os pãezitos. Nenhum de nós conseguia compreender

O pão grande, como quem tem autoridade, começou a explicar-nos o sentido da nossa missão: “Atenção, esta tarde ireis

Estais feitos de farinha. A farinha forma-se com muitos grãos de trigo unidos e moídos. Assim foi a vida de Micaela: milhares de pequenos gestos Amassados pela força de Jesus de Nazaré. Mas não

Sereis também imagem das Irmãs Adoradoras. Elas são como grãos de trigo moídos e unidos, convertidas cada dia, em pão para a mulher que,

A nossa vida começava a fazer sentido e pela primeira vez se desenhou um sorriso nos nossos lábios de farinha.

O pão grande continuou: “Tendes no vosso pequeno corpo um pouco de sal, não é verdade? O sal é sinal de fidelidade, daquilo que dura e permanece.

Micaela entendeu em profundidade a mensagem do grão de trigo e, um dia, decidiu abandonar tudo para ir viver com as jovens. Com elas esteve até ao fim… Morreu em Agosto de 1865, em Valência, contagiada pela cólera”.

Ao ouvir isto não cabíamos em nós de tanta alegria. Aquelas palavras davam um sentido novo às nossas vidas.

“Sois sinal do maior sonho que um pão algum dia poderia ter… Sois o amor de Deus presente no meio do Seu povo. Um Deus que se faz pão

Alguns de nós quisemos perguntar o significado daquelas ultimas palavras que certamente não

Mas antes que o pudéssemos fazer, chegámos até aqui.

Puseram-nos num cesto, repartiram-nos e agora estamos nas tuas mãos. E, mesmo sendo um pequenito pão, quero partilhar contigo

Sou farinha, sinal de uma vida amassada por Deus. Sou grão de trigo moído formando um único pão: sinal da unidade. Sou um pouco de sal, sinal de uma vida partilhada. Sou um pouco de fermento; tenho em mim a força do bem que cresce e se espalha para além da dor e dos problemas do mundo. E sou finalmente, sinal de Deus

Entendes isto? Eu não entendo muito, mas é como se o segredo da vida ficasse escondido neste pequeno

Gostava de te poder explicar o porquê de tantas coisas… Mas sou apenas um pãozito que gostaria de abrir um caminho para a vida e a esperança, como aquele que abriu Micaela

Que ela, que foi pão e Eucaristia, te abençoe nesta tarde e que Jesus, que quis ser alimento, te contagie com a sua VIDA

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful