You are on page 1of 37

Professor orientador: Mario Tavares.

“Aos queridos professores desejamos um feliz natal e um prospero ano novo, que Deus dera-me sobre suas vidas ricas bênçãos vos faça prosperar neste novo ano que entra”


      

Componentes; Introdução; Objetivo; Referencial Teórico; Principais depósitos no Brasil; Distrito Uranifico de Lagoa Real Metodologia e aparelhagem; Análise dos Resultados; Referencias Bibliográficas;

Daniel Lucio do Nascimento da Silva Janiheryson Felipe de Oliveira Martins Turma 4.1v .302.

 A radioatividade pode proporcionar uma qualidade de vida melhor: emprego na medicina. O uso da radiação para a obtenção de um serviço (como energia elétrica) ou de um produto (como armas nucleares) produz resíduos que estão se acumulando como lixo nuclear numa velocidade acelerada. obtenção de energia elétrica dos reatores nucleares. e assim por diante. No entanto a radioatividade tem resíduos que são perigosos quando mal manipulados. produção de bens de consumo a partir da energia nuclear. .

. que serão mostradas através de mapa temático no decorrer deste trabalho e traves deste mapa poderemos observar os pontos onde a radioatividade é mais intensa e. Visando detectar anomalias. Este trabalho tem por objetivo a analise de dados radiométricos obtidos em uma campanha prospecção radiométrica no Interior do IFRN. portanto mais prejudicial.

 Agradecemos primeiramente a Deus por ter nos guiado durante nossa trajetória de estudantes do CEFET-RN/IFRN e a todos os professores e servidores que de forma direta ou indireta contribuíram para nossa formação como profissionais e cidadãos. .

. Para determinadas combinações de nêutrons e prótons. o núcleo é instável (isótopos radioativos ou radioisótopos) e emitirá energia na forma de ondas eletromagnéticas ou de partículas. são denominados isótopos estáveis. até atingir a estabilidade. o núcleo é estável – nesse caso. A radioatividade é a capacidade que alguns elementos fisicamente instáveis possuem de emitir energia sob forma de partículas ou radiação eletromagnética. Para outras combinações.

Radiação beta (elétrons ou suas antipartículas. da mesma natureza que a luz visível. ou seja.   . radiação eletromagnética. os pósitrons.As principais formas de radiação são:   Emissão de nêutrons. formados por dois prótons e dois nêutrons). cuja carga elétrica é positiva). porém mais energética. as microondas ou os raios X. Radiações gama. Radiação alfa (núcleos de hélio.

que tende a ser liberada sob a forma de radiações. Nesse processo denominado decaimento. A instabilidade dos átomos está associada a um excesso de energia acumulada. Quando há liberação de partículas. A radiação emitida pode ser pura energia eletromagnética ou conter ainda partículas saídas do núcleo do átomo. as propriedades químicas do átomo são alteradas e o elemento transforma-se em outro . o átomo livra-se do excesso de energia e torna-se mais estável.

.

.

Mas muitas pessoas podem estar sendo expostas. sem saber. realizam estudos sobre esse problema.Os danos que a radioatividade pode causar à saúde humana justificam as rigorosas normas de segurança adotadas nas atividades que usam a energia nuclear. por causa do acúmulo de elementos radioativos em resíduos de processos industriais. Inúmeros países. inclusive o Brasil. . a níveis elevados de radiação. visando reduzir ou eliminar os aumentos da radioatividade natural causados pelas tecnologias criadas pelo homem.

O grau de intensidade de alteração no interior da célula dependerá do tipo de radiação incidente. pois elas alteram a estrutura celular. as radiações podem provocar lesões no sistema nervoso.1982). da natureza do tecido ou do órgão afetado. da dose de radiação aplicada e do tempo de exposição do tecido a uma mesma dose de radiação (SAFFIOTI. Devido ao poder penetrante. . na medula óssea e até a morte dos seres vivos.

As partículas beta penetram cerca de um centímetro na pele e podem danificá-la. . sendo detido por uma parede grossa de concreto (GOLDEMBERG. Os raios gama penetram o corpo humano. Quando uma radiação atravessando um meio transforma os átomos em íons. “Esse tipo de radiação provoca queimadura. diz-se que é uma radiação ionizante. De acordo com GOLDEMBERG (1994). defeitos genéticos em gerações futuras e até a morte”. 1994).As partículas alfa são praticamente inofensivas. câncer.

O choque de um nêutron livre com o isótopo Urânio-235 causa a divisão do núcleo desse isótopo em duas partes – dois outros átomos – e ocasiona uma liberação relativamente alta de energia. Além das baterias que geram corrente elétricas. existem os reatores nucleares que podem gerar muita energia. Esse fenômeno é a fissão nuclear. . Os radioisótopos são utilizados como elementos para gerar energia térmica ou elétrica.

.

como nas usinas convencionais. o calor provém da reação de fissão. onde a fonte de calor está situada dentro do vaso de pressão. O aproveitamento e controle da energia liberada (cerca de 200 milhões de elétron-volts em cada fissão) é feito dentro de reatores nucleares. O reator é um gerador termo-elétrico de energia. Ao invés de ser proveniente da queima de gás. . óleo ou carvão.

).A. Segundo esta empresa. segundo dados oficiais (INB – Industrias Nucleares do Brasil S. apenas 25% do território nacional foi objeto de prospecção. e as duas principais delas são a de Caetita (mina Lagoa Real). O Brasil. ocupa a sexta posição no ranking mundial de reservas de urânio (por volta de 309.000t de U2O8 ). e Santa Quitaria (Ceara). .

.

na Bahia . entre 1976 e 1977.O Distrito Uranífero de Lagoa Real está localizado no centro-sul do Estado da Bahia. Foi descoberto durante a execução de uma série de levantamentos aerogeofísicos. e levaram a identificação de 19 áreas mineralizadas. O maciço de Caetité está localizado na porção sul do Craton de São Francisco. 20 Km a nordeste de Caetité.

Gradualmente serão explorados outros depósitos. leste e norte encontram-se extensas áreas rebaixadas sotopostas principalmente por gnaisses e xistos verdes de idade Arqueana ou Proterozóica Inferior. Ao sul. .000 ppm e prevê a produção de cerca 400 toneladas/ano de urânio. granodiorito.É formado por microclina-gnaisses arqueanos juntamente com granito. sienito e anfibolito. Apresenta um teor médio de 3. dentre 33 existentes.

.

.

.

.

5. um cintilometro. . um GPS. um mapa do IFRN com os devidos pontos de amostragem elaborado no MapInfo Professional 8. Para a realização deste utilizamos os seguintes equipamentos.

1º Elaboração da malha de amostragem. 2º Organização de grupo de 8 pessoas para cada linha de amostragem.5 . 5º Confecção do mapa no MapInfo Professional 8. 4º Organização dos dados obtidos em uma tabela no Microsoft Access. 3º Prospecção Radiométrica no IFRN com cintilometro e GPS.

 Observamos os dados obtidos na prospecção radiométrica para analisar os possíveis locais de maior exposição a radioatividade no IFRN (Campos Natal-central). Com os dados em mãos criamos um mapa temático com linhas de isoteor . que mostra a intensidade da radioatividade local .

.

.

portaria. 25. 27 e 37. . 26. Comparando as imagens podemos observar as áreas de maior intensidade de radiação (o objetivo deste estudo e encontrar radiações maiores ou iguais a 400 kvA). Auditório Sá Leitão. respectivamente: Serviço Social. biblioteca Sebastião Fernandes e portaria interna do IFRN. podemos ver que as zonas de maior índice de radiação que são os pontos 21.

pois por afetar o DNA os problemas adquiridos pelas pessoas podem ser transmitidos aos seus filhos e netos dando origem a uma doença genética hereditária. . Um prévio conhecimento dos locais de alta radiação faz com que as pessoas evitem estes lugares e conseqüentemente sofram menos com os efeitos nocivos desta radiação.

2001. Brazil. Bookman.    1) ATINKS. Renan Armando Bernardes Steyer. Albert Stwertka. Jones. 4th edition 2008. 1998) ISBN 0-19-508083-1 4) Revista Medicina & Cia nº 8 (acessado em 25 de outubro de 2009) . Peter. University of Boston. ISBN 0-565-64894-2 3) Guide to the Elements – Revised Edition. LORETTA. Princípios de Química: Questionando a vida moderna e o meio ambiente. (Oxford University Press. Porto Alegre. 2) The World of Polarization.

8) GOLDEMBERG. Newton. São Paulo. Edgard Blucher. 2003. São Paulo. José. O que é Energia nuclear. 7) GOLDEMBERG. s. Radiogenética humana. Energia nuclear. USP. Abril Cultural. . Eliezer de Moura.ed. 6) FREIRE-MAIA. 1994.. Scipione. São Paulo.    5) CARDOSO. Rio de Janeiro. 1972.Apostila Educativa. José. 1985.

10)http://www.1982.   9) SAFFIOTI. Waldemar. . São Paulo.php3?base=. V.br/compo ser./energia/nuclear/artigos/inb.html (Fonte: INB (Indústrias Nucleares do Brasil) 11) Almeida. 2004./energia/nuclear/index.com. Monografia Apresentada ao Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Química Bacharelado da Universidade de São Paulo. 102 f. E. Vozes. A radioatividade e suas aplicações.ambientebrasil. Fundamentos da Radioatividade.html& conteudo=.