A PELE

MANICURE/PEDICURE

RENATA DOMINGOS

... O sistema tegumentar é constituído pela pele e por estruturas anexas, tais como o cabelo/pêlo, unhas e glândulas...tegumento significa cobertura...
...O sistema tegumentar protege as estruturas internas, evita a entrada de agentes infecciosos, regula a temperatura do corpo, produz vitamina D e é sensível a estímulos tais como a pressão, a dor e a temperatura.

CARACTERÍSTICAS GERAIS
A superfície da pele, no homem adulto, tem cerca de 15 mil centímetros quadrados. A sua expessura varia conforme o indivíduo e, no mesmo indivíduo, segundo as regiões corporais. Muito delgada nas pálpebras, por ex., e muito espessa nas palmas das mãos e planta dos pés.

A cor varia segundo as idades, regiões do corpo e raça. Nas crianças é mais rosácea e escurece na velhice.

ESTRUTURA DA PELE A pele é constituída por três camadas:  Hipoderme (profunda)  Derme (intermédia)  Epiderme (superfícial) .

SISTEMA TEGUMENTAR / PELE EPIDERME DERME HIPODERME .

HIPODERME HIPODERME .

..... Da mesma forma que uma casa assenta nos seus alicerces. que a liga aos ossos e músculos subjacentes e lhe fornece vasos sanguíneos e nervos.. a pele repousa na hipoderme.

* Os fibroblastos são responsáveis pela produção de 3 tipos de fibras: colagénio (responsável pela firmeza e força estrutural). . elastina (responsável pela elasticidade) e reticulina (reforça o colagénio).  Os principais tipos de células: fibroblastos*. células adiposas (células de gordura) e macrófagos (células imunitárias). A hipoderme é constituída por: tecido conjuntivo e células adiposas.

 Cerca de metade da gordura armazenada no corpo encontra-se na hipoderme e. é responsável pelas diferenças na forma corporal entre o homem e a mulher. sexo e alimentação. a sua quantidade e localização depende da idade.  A gordura na hipoderme funciona como acolchoamento e isolador e. .

.

... . Se a hipoderme constituí os alicerces da casa... a derme forma a maior parte da casa e a epiderme é o seu telhado.

DERME .

maior parte da  Na derme. as glândulas e os vasos linfáticos estendem-se até à derme. A derme é tecido conjuntivo denso irregular com fibroblastos. As terminações nervosas.  O colagénio constitui a principal fibra do tecido conguntivo. os músculos lisos. .  A derme é responsável pela força/resistência estrutural da pele. algumas células adiposas e macrófagos. em comparação com a hipoderme. os folículos pilosos. as células adiposas e os vasos sanguíneos são escassos. mas encontram-se também presentes fibras de elastina e de reticulina.

.

capilares linfáticos e terminações nervosas. foliculos pilosos. . em cada papila encontramos vasos sanguíneos (nutrem as células). DERME RETICULAR: local onde encontramos os anexos cutâneos – glândulas sudoriporas e sebáceas. DERME PAPILAR: existência de prolongamentos que se estendem até à epiderme – papilas. esta camada é bém vascularizada e inervada. Formado por tecido conjuntivo. A derme encontra-se dividida em duas camadas: a derme reticular (+ profunda) e a derme papilar.

EPIDERME .

que fazem parte do sistema imunitário.  A maior parte das células da epiderme são ceratinócitos. A epiderme é constituida por epitélio de descamação estratificado separado da derme por uma membrana.  Outras células são os melanócitos.  A epiderme não é tão espessa como a derme. . que produzem uma mistura proteica – ceratina. não contém vasos sanguíneos e é alimentada por difusão pelos capilares sanguíneos da camada papilar da derme. que contribuem para a cor da pele e as células de Langerhans. Estes são responsáveis pela força estrutural e pelas características de permeabilidade da epiderme.

onde descamam (são eliminadas). À medida que se formam novas células. As células são produzidas na camada mais profunda da epiderme por mitose.  Durante a ceratinização as células morrem. . As células mais externas protegem as mais internas que vão substituindo as já eliminadas. formando uma camada externa de células que resiste à abrasão e forma uma barreira de permeabilidade. as células variam na forma e composição química – ceratinização uma vez que as células vão acumulando ceratina. estas empurram as células mais velhas para a superfície.  À medida que se deslocam nas camadas epidérmicas.

 Apesar deste processo ser contínuo. formando camadas celulares distintas. CAMADA CÓRNEA CAMADA TRANSLÚCIDA CAMADA GRANULOSA CAMADA ESPINHOSA CAMADA BASAL . é possível reconhecer fases de transição.

devido à ceratina presente no interior das células. produz vitamina D. a descamação das células mais superficiais permite que a pele resista à abrasão CAMADA CÓRNEA Estrato mais superfícial da epiderme. parece inicia a ceratinização CAMADA transparente. local onde se mortas.V. protege contra a abrasão e da da radiação U. presente na TRANSLÚCIDA pele espessa.EPIDERME Parte superficial da pele.. dá origem aos pêlos. eproduzem a gordura epidérmica . epitélio de descamação estratificado. devido à gordura que rodeia as células. as células morrem . previne a perda de água. ausente na maior parte da pele fina CAMADA GRANULOSA 2 a 5 camadas de células Produz grânulos de cerato-hialina. 25 ou mais camadas de células de descamação mortas 3 a 5 camadas de células Dispersão de ceratina. unhas e glândulas Dá força estrutural. composto por 5 camadas Barreira que evita a perda de água e a entrada de produtos químicos e microrganismos.

que protege contra a luz ultravioleta . camada única de células. local onde abunda e circula o plasma nutritivo da epiderme CAMADA BASAL Camada profunda da epiderme.8 a 10 camadas de células CAMADA ESPINHOSA Produz fibras de ceratina. a membrana basal da epiderme liga-se à derme Produz as células dos estratos mais superfíciais. os melanócitos produzem e fornecem melanina.

Responsável pela força tecido conjuntivo irregular estrutural e flexibilidade composto por 2 camadas da pele. forma as impressões digitais Principal camada fibrosa da derme. forma linhas de tensão DERME RETICULAR Tapete de fibras de colagénio e elastina . nutrientes e produtos de excreção com os vasos sanguíneos da derme DERME PAPILAR Prolongamentos em direcção à epiderme Traz os vasos sanguíneos para perto da epiderme. forte em muitas direcções. a epiderme troca gases.DERME Parte profunda da pele.

os vasos sanguíneos e nervos da hipoderme atingem a derme . isolamento e acolchoamento. o tecido depósitos de gordura adiposo providencia o armazenamento de energia.HIPODERME Tecido conjuntivo laxo Liga a derme às estruturas com abundantes subjacentes.

FUNÇÕES DA PELE  Protecção  Excreção  Regulação da temperatura corporal  Síntese de vitamina D  Sensibilidade cutânea .

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA PELE  Água  Proteínas  Glícidos  Lípidos  Sais Minerais .

Écrinas: libertam o suor directamente para o exterior .ANEXOS DA PELE  Pêlos/Cabelos  Unhas  Glândulas Sebáceas (sebo)  Glândulas Sudoríperas (suor) .Apocrinas: Libertam o suor para o pêlo .

Encontram-se em todo o corpo.GLÂNDULAS SEBÁCEAS As glândula sebáceas são pequenas e anexas aos foliculos pilosos. . são muito abundantes no couro cabeludo e face. o seu tamanho varia bastante e nem sempre é proporcional ao tamanho do pêlo. à excepção da palma da mão e planta dos pés. Situadas na parte superficial da derme.

A glândula sebácia é formada por duas partes: .Canal excretor: regra geral desemboca no foliculo piloso e por vezes directamente na superfície da pele. PÊLO EPIDERME CANAL EXCRETOR DA GLÂNDULA SEBÁCEA FOLICULO PILOSO PARTE SECRETORA DA GLÂNDULA SEBÁCEA .Secretora: composta por elementos secretores. .

que recobre a camada córnea da epiderme. .O produto da secreção das glândulas sebáceas é uma gordura líquida – o sebo – segregado por volta de 1 a 2 gramas em cada 24 horas. • O sebo amacia e dá brilho ao couro cabeludo e ao pêlo/cabelo. Desempenham a função de produção de sebo com o objectivo de: • Contribuir para a formação do filme hidro-lipidico*. que se assemelha a “água em óleo – oleosa”. * Filme hidro-lipídico: Emulsão natural da nossa pele. • Evita a desidratação. • Acção protectora contra a penetração de substâncias hidrossolúveis.

estado de saúde e é influênciado por alterações hormonais e clima. o excesso de sebo origina os comédons (pontos negros). À volta das glândulas sebáceas existem terminações nervosas. . Este último surge pelo excesso de produção e obstrução do dos folículos pilosos. Quando a secreção de sebo é excessiva ocasiona a seborreia e o acne. o permite a influência do estado nervoso na produção de sebo. Em casos menos graves de obstrução.A quantidade de sebo segregado varia com a idade.

. Têm como função servir de canal auxiliar para a excreção do sebo. Todos os folículos têm agredados um músculo – músculo erector do pêlo – que serve para sustentar o pêlo na vertical (“pele de galinha”).FOLÍCULO PILOSO Possuí no seu interior o pêlo.

.GLÂNDULAS SUDORÍPERAS As glândulas sudoríperas encontram-se em toda a superfície da pele. Estão situadas junto na derme. São particularmente numerosas nas palmas das mãos e dos pés.

. um tubo que é ascendente e atravessa a derme. vindo sair à epiderme.Parte secretora: constituída por um tubo glândular arredondado. é através deste canal que a secreção sudorípera saí para o exterior. asseguram a contracção que favorece a secreção.A glândula sudorípera é composta por um tubo no qual existem duas partes: . . os elementos nervosos e os pequenos músculos inseridos na sua superfície externa.Parte excretora: fazem parte desta.

Um adulto normal segrega cerca de 1 litro de suor por cada 24 horas. Este à medida que se vai segregando. à excepção do momento do exercício físico vigoroso.As glândulas sudoríperas segregam um líquído chamado suor. . vai-se evaporando.

pH da pele 5. •Contribui para o pH ligeiramente ácido da pele. • Excreta toxinas pelos poros da pele. • Contribui para a formação do filme hidro-lipídico.5 6.5 pH do pêlo 0 pH ácido 7 14 pH básico/alcalino pH neutro .Funções do suor: • Manter a temperatura do corpo constante.

INERVAÇÃO DA PELE  Fibras nervosas sensitivas  Fibras nervosas motoras  Fibras nervosas secretoras .

na conjuntiva e na córnea (visão). mãos e pés (tácto).Corpúsculos de Vater-Pacini: por baixo da derme (pressão).Corpúsculos de Ruffini: derme profunda (pressão).por extremidades livres Entre os corpúsculos temos: . . . .Corpúsculos de Krause: debaixo das papilas gustativas (paladar).As terminações livres formam rede de nervos na derme (dor).As fibras sensitivas terminam na pele de duas maneiras: .por meio de corpúsculos (corpúsculos tácteis) . . .Corpúsculos de Meissner: superficiais.

As fibras nervosas secretoras são responsáveis pela actividade glândular. .As fibras motoras são as fibras nervosas que comandam os movimentos e actividades glandulares.

veias e vasos linfáticos. Não há vascularização na epiderme. A vascularização é assegurada por 3 tipos de vasos: artérias. estes situam-se ao nível da derme e hipoderme. drenagem dos dejectos e a regularização térmica do organismo. .VASCULARIZAÇÃO DA PELE A pele possuí uma rede sanguínea importante que assegura a nutrição das células.

TIPOS DE PELE .

PELE ALIPÍDICA PELE DESIDRATADA PELE NORMAL PELE LIPÍDICA OU ACNEICA PELE SENSÍVEL PELE SENIL .

vai descamando com o avançar da idade Textura(espessura): fina Poros: muito fechado Secreção sebácea: diminuida Descamação: propenção a aparecer com a idade Bronze: difícil Suporta bem detergentes: não Resistência a agentes climáticos: muito sensível Rugas: presentes e geralmente são profundas .PELE ALIPÍDICA .Características: Brilho: mate Tacto: suave e não untuoso.

.

Características: Brilho: mate Tacto: àspero e rugoso Textura(espessura): fina Poros: fechados Secreção sebácea e sudorípara: normal ou diminuida Descamação: propenção Bronze: difícil Suporta bem detergentes: não Resistência a agentes climáticos: não Rugas: geralmente apresenta .PELE DESIDRATADA .

.

elástico e flexível Textura(espessura): normal Poros: finos Secreção sebácea e surorípara: equilibrada Descamação: ausente Bronze: fácil Suporta bem detergentes: sim Resistência a agentes climáticos: sim Rugas: pouco presentes .Características: Brilho: mate Tacto: muito suave/aveludada.PELE NORMAL .

.

Características: Brilho: gorduroso Tacto: untuoso Textura(espessura): grossa Poros: dilatados Secreção sebácea e sudorípada: abundante Descamação: pouco presente Bronze: fácil Suporta bem detergentes: sim Resistência a agentes climáticos: sim Rugas: pouco presentes Pontos negros: presentes .PELE LIPÍDICA / ACNEICA .

PELE SENSÍVEL - Características:

Brilho: mate Textura(espessura): fina Secreção sebácea e sudorípada: diminuída Bronze: dificil Suporta bem detergentes: não, muito irritável Resistência a agentes climáticos: não, não suporta exposição solar Rugas: presente, mas muito finas Circulação sanguínea: capilares dilatados, cora facilmente

Perda de elasticidade (aumento de rugas e pregas) . Diminuição da produção de fibras elásticas.Características: Diminuição das funções glandulares.Descamação frequente (áspera) .Escurece a tonalidade . Incapacidade de reter água -A espessura diminui (vasos sanguíneos visíveis) . Deficiente irrigação.Manchas senis .PELE SENIL.Aspecto baço .

.

ALTERAÇÕES DA PELE .

QUERATOSE Existem 3 tipos de queratose: actínica. escamosa e por vezes hiperqueratósica. escamosa.  A lesão típica é seca. da cor da pele. QUERATOSE ACTÍNICA  Pode ser chamada de queratose solar ou manchas do sol. pilosa e seborreica. . é uma condição pré-cancerígena que surge como uma lesão seca. vermelhoacastanhada ou amarelada-preta. resultando da exposição solar prolongada e repetida.

 As lesões da queratose actínica encontram-se em locais de grande exposição solar – couro cabeludo. .  Caso não seja tratada pode evoluir para lesões espessas e desenvolver carcinoma das células escamosas invasivo – tumor. face. O seu inicio é subtil e passa despercebido durante muito tempo. pescoço.  O tratamento para a queratose actínica dura toda a vida. mãos e braços.

TRATAMENTO DA QUERATOSE ACTÍNICA  Terapêticas tópicas: . .nitrogénio líquido.crioterapia  Tratamento fotodinâmico .

mas tendencialmente hereditária.  Mais incisiva nos meses do frio e tende a desaparecer por si só no verão. coxas e nádegas.  Os rolhões provocam o aparecimento de pequenas pápulas pontiagudas. A cara também pode ser afectada.  Causa desconhecida. que costumam localizar-se nos braços.QUERATOSE PILOSA  Doença frequente. . especialmente em crianças. em que as células mortas se soltam da camada superficial da pele e formam rolhões que obtruem os foliculos pilosos.

.TRATAMENTO PARA A QUERATOSE PILOSA  Os sintomas passam por si só.  Ácido salicilico (composto da aspirina): propriedades esfiliantes e antimicrobianas  Tretinoína: fármaco tópico muito usado para o acne – acção de limpeza e produção de Colagéneo.

. de alguns mm a cm.  Aparecimento de “verrugas”. cuja cor varia do castanho claro ao escuro.  Localizam-se predominantemente no tronco.  Afecta ambos os sexos. Não sofre transformação maligna.QUERATOSE SEBORREICA  Também chamada de verruga seborreica ou senil. normalmente múltiplas. face e membros. com maior incidência depois dos 40 anos. pescoço.

com pressão moderada durante alguns segundos  Electrocoagulação superficial  Laser CO2 fraccionado .  Crioterapia com nitrogénio líquido ou neve carbónica.TRATAMENTO DA QUERATOSE SEBORREICA  O tratamento é indicado apenas para fins estéticos.

CALOSIDADES E CALOS Calosidade: é uma zona da parte superior da pele. . Surgem geralmente nas articulações dos pés e entre os dedos dos pés. que se torna anormalmente grossa e forma uma almofada protectora como resposta a uma fricção repetida. Ex: queixo dos violinistas. mas regra geral sobre uma região óssea com fricção repetida. Calo: tem o tamanho de uma ervilha e é uma porção grossa de queratina que se forma nos pés. As calosidades podem formar-se em qualquer parte do corpo.

os calos podem gerar dor.Ao contrário da maioria das calosidades. Calo duro: Forma-se geralmente na planta do pé. cor amarelada. porque o espessamento da pele faz pressão sobre o osso e nervos que se encontram por baixo. A proliferação bacteriana dentro desse calo provoca um abcesso doloroso. . Tem consistência dura. Se a infecção progredir pode espalhar-se aos ossos vizinhos. nas áreas de maior atrito. inicia-se com um espessamento superficial de queratina.

provoca dor de intensidade variada. .Calo mole: É também uma resposta da pele ao atrito e às pressões externas. agravada por calçado de bico fino. Situa-se normalmente entre os dedos dos pés. mas difere por ter consistência mole e cor esbranquiçada.

 Para o tratamento do calo mole faz-se o cuidadoso desbastamento do calo e coloca-se um anteparo de espuma ou silicone entre os dedos para impedir o atrito entre eles.  Para o tratamento do calo duro faz-se o cuidadoso desbastamento e lixamento do calo ou utilização de medicamentos que dissolvem a queratina (pensos com medicação).TRATAMENTO E PROFILAXIA DAS CALOSIDADES E CALOS  São mais fáceis de prevenir do que de tratar. Basta usar um elemento protector e calçado confortável. .

pelo peso do corpo. afundando para dentro da pele. É contagiosa. Com frequência se torna dolorosa. pode produzir “verrugas-filhas” locais ou noutras regiões do corpo. assim permanece comprimida desde o inicio da sua formação. que pode ser um pontilhado vermelho ou negro. mesmo antes de atingir grandes dimensões. circundada por um espessamento da pele. .VERRUGA PLANTAR Surge na planta do pé e. É caracterizida por uma pequena elevação.

TRATAMENTO E PROFILAXIA DA VERRUGA PLANTAR  Ainda não existem medicamentos capazes de combater o vírus causador da verruga.  Assim. o tratamento é feito a partir da destruição de células parasitas. . Ex: cauterização química. utilizando várias técnicas.

mas é mais propício em ambientes sem luz. causadas pela micose.PÉ. Mais comum nos pés. muito húmidos e com matéria orgânica morta.  Podem desenvolver-se em qualquer ambiente. podem surgir desde uma pele avermelhada que descama até bolhas esbranquiçadas na pele. .DE-ATLETA  É uma micose causada por fungos. em condições ideais.  As feridas. entre os dedos (região abafada e húmida). pode proliferar e causar infecções.  Pode incidir na pele e nas unhas. Este fungo.

mas sim algodão (+ respiração). andar descalço em balneários ou piscinas públicas.  Andar descalço o maior tempo possível em casa e usar chinelos em locais públicos.  Os factores que propiciam o pé-de-atleta são: uso de sapatos fechado e meias sintéticas. stress.  Limpar os sapatos por dentro com desinfectante.  Não usar meias sintéticas.  Procurar um dermatologista ao primeiro sintoma. má higiene dos pés. . Normalmente sentem-se comichões nos pés.  O tratamento é feito com cremes antifungicos de aplicação local.  Iniciar o tratamento o mais cedo possível. TRATAMENTO E PROFILAXIA DO PÉ-DE-ATLETA  Lavar e secar bem os pés.

ect. mas também pode ser induzida por outros factores.  Mas. como o stress. loções. a sudação excessida – hiperhidrose – pode ser quer psicológicamente.HIPERHIDROSE  A sudação é um processo normal que facilita a perda de calor do corpo. TRATAMENTO PARA A HIPERHIDROSE  Tratamento tópicos (cremes. quer fisicamente desgastante.)  Toxina Botulinica (infiltração de substância que bloqueia a acção das glândulas sudoriperas) .

.  É importante lavar-se com produtos sem perfume.  O tratamento passa por uma cirurgia de retirada de tecido adiposo nas glândulas sebáceas.BROMIDROSE  O odor corporal é devido à acção de bactérias no nosso corpo.  Quando as bactérias se decompõem propiciam a bromidrose – cheiro intensivo do suor ou chulé. que não é indesejável. Cada indivíduo tem o seu odor corporal próprio.  As doenças e a alimentação influênciam a bromidrose.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful