You are on page 1of 18

Introdução à Administração

As Abordagens Administrativas Prof: Márcio Andrade

A Abordagem Clássica da Administração

A organização científica do trabalho (TAYLOR) A organização administrativa do trabalho (FAYOL)

Administração Científica
1880: 2.700.000 trabalhadores nos Estados Unidos.  1900: 4.500.000 trabalhadores.  Fábricas com 8.000 a 10.000 empregados(siderurgia).  1933 - A Ford em Highland Park: 13.000 empregados. 1915 - 19.000 e 1916 - 33.000  1924 a fábrica de Highland Park empregava 42.000 pessoas. Em River Rouge: 70.000.  Henry Ford: criador da linha de montagem móvel.

A Organização Científica do Trabalho
Frederick Winslow Taylor foi o criador e participante do movimento da administração científica.  Iniciou seus estudos com a observação de problemas nas operações fabris, como: 1)A administração não tinha noção clara da divisão de suas responsabilidades com o trabalhador. As decisões baseavam-se na intuição e no palpite. 2)Não havia incentivos para melhorar o desempenho do trabalhador.

Administração Científica
3)Muitos trabalhadores não cumpriam suas responsabilidades. 4)Não havia integração entre os departamentos da empresa. 5)Os trabalhadores eram colocados em tarefas para as quais não tinham aptidão. 6)Os gerentes ignoravam os benefícios da excelência no desempenho. 7)Conflitos entre capatazes e operários a respeito da quantidade de produção.

Administração Científica
 •

• • •

Idéias Centrais do Movimento: Homo Economicus: O homem é um ser racional e que ao tomar uma decisão conhece todos os cursos de ação possíveis, bem como das conseqüências na opção por qualquer um deles. Previsível e egoísta. Os comportamentos percebidos como inadequados pelos gerentes não eram vistos como sendo o resultado de uma irracionalidade no comportamento dos indivíduos no trabalho, mas sim como decorrentes de defeitos na estrutura da organização ou de problemas na sua implementação (TAYLOR, 1911; FAYOL, 1949). A divisão do trabalho A produção-padrão O incentivo monetário

Administração Científica
 

O berço da administração científica foi a Sociedade Americana dos Engenheiros Mecânicos, fundada em 1880. O problema dos Salários: o salário era fixo e os trabalhadores não viam nenhuma vantagem em produzir além do que achavam adequado. A produção aumentava e a administração diminuía o valor pago por peça. Assim, os trabalhadores mantinham a produção em um nível baixo de produção. 1895 Taylor apresenta o que é considerado o primeiro trabalho da administração científica: um sistema de pagamento por peça. Taylor publicou trabalhos: Notas sobre correias, Um sistema de gratificação por peça, em 1903, o livro, a Administração de operações fabris e em 1911 o livro: Princípios de administração científica.

Administração Científica

Taylor argumentou, na primeira fase, que a administração deveria primeiro procurar descobrir quanto tempo levaria para que um homem, dando o melhor de si, completasse uma tarefa. A administração poderia então estabelecer um pagamento por peça de forma que o trabalhador se visse compelido a trabalhar o suficiente para assegurar remuneração razoável. Para resolver o problema dos salários teria que se descobrir de maneira exata e científica qual a velocidade máxima em que o trabalho poderia ser feito. Estudo sistemático e científico do tempo: dividir cada tarefa em seus elementos básicos e, com a colaboração dos trabalhadores, cronometrá-las e registrá-las. Em seguida era definido tempo-padrão para os elementos básicos.

Administração Científica

 

O sistema de administração de tarefas permitia que a administração controlasse todos os aspectos da produção e dispusesse do trabalho padronizado(eficiência). Na segunda fase, a ênfase do movimento da administração científica desloca-se da produtividade do trabalhador, para o aprimoramento dos métodos de trabalho. Distinção entre o homem médio e o de primeira classe. Padronização de ferramentas e equipamentos, seqüenciamento e programação de operações e estudo de movimentos.

Administração Científica
 2. 3. 4.

5.

Na terceira fase, Taylor sintetiza os objetivos da administração científica: Desenvolver uma ciência para cada elemento do trabalho, para substituir o velho método empírico. Selecionar cientificamente e depois treinar, instruir e desenvolver o trabalhador. Cooperar com os trabalhadores, para garantir que o trabalho seja executado de acordo com os princípios da ciência que foi desenvolvida. Existe uma divisão quase igual de trabalho e de responsabilidade entre a administração e os trabalhadores.

Administração Científica
Os mecanismos ou técnicas (dispositivos da eficiência): 2. Estudo de tempos e movimentos 3. Padronização de ferramentas e instrumentos. 4. Padronização de movimentos. 5. Conveniência de uma área de planejamento. 6. Cartões de instruções. 7. Sistema de pagamento de acordo com o desempenho. 8. Cálculo de custos. “ A produtividade mais elevada resulta da minimização do esforço muscular. A produtividade resulta da eficiência do trabalho e não da maximização do esforço”.

A Organização Administrativa

   

Francis Fayol (1841-1925): A administração é uma atividade comum a todos os empreendimentos humanos (família, negócios, governo) que sempre exigem algum grau de planejamento, organização, comando, coordenação e controle. !860 a 1918 – trabalhou na corporação mineradora e metalúrgica francesa Comambault. Livros: 1916: Administração geral e industrial. 1929 e 1949 reedições na língua inglesa. Divide a empresa em seis atividades ou funções distintas: Função Técnica : produção de bens.

A Organização Administrativa
Funções comerciais: compra, venda, trocas.  Função financeira: relacionada com a procura e utilização de capital.  Função Segurança: relacionada com a proteção de bens e de pessoas.  Função da contabilidade: registro de estoques, balanços, custos, estatísticas.  Função Administração: planejamento, organização, comando, coordenação e controle.

A Organização Administrativa
Planejamento: consiste em examinar o futuro e traçar um plano de ação.  Organização: montar uma estrutura humana e material para realizar o empreendimento.  Comando: manter o pessoal ativo em toda a empresa.  Coordenação: reunir, unificar, harmonizar toda a atividade e esforço.  Controle: cuidar para que tudo se realize de acordo com os planos e as ordens. “ Administrar é uma função dos chefes, que fazem (ou mandam) os outros fazer”.  Atualmente: planejamento, organização, execução e controle.

A Organização Administrativa
  

Proporcionalidade das funções administrativas: a capacidade principal de um operário é a capacidade técnica à medida que se eleva na escala hierárquica, a importância relativa da capacidade administrativa aumenta, enquanto a da capacidade técnica diminui . a capacidade principal do diretor é a capacidade administrativa; quanto mais elevado o nível hierárquico do diretor mais essa capacidade domina.

A Organização Administrativa
 2.

3.

4.

5.

6.

Princípios Gerais de Administração de Fayol: Divisão do Trabalho: consiste na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência. Autoridade e responsabilidade: autoridade é o direito de dar ordem e o poder de esperar obediência. Disciplina: depende da obediência, aplicação, energia, comportamento e respeito aos acordos estabelecidos. Unidade de Comando: cada empregado deve receber ordem de apenas um superior; é o princípio da autoridade única. Unidade de Direção: uma cabeça e um plano para cada grupo de atividades que tenham o mesmo objetivo.

A Organização Administrativa
6. Subordinação dos interesses individuais aos interesses gerais 7. Remuneração do pessoal: deve haver justa e garantida satisfação para os empregados e para a organização em termos de retribuição. 8. Centralização: refere-se a concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização. 9. Cadeia escalar: a linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao mais baixo. Princípio do comando. 10. Ordem: um lugar para cada coisa e cada coisa no deu lugar; ordem material e humana. 11. Eqüidade: amabilidade e justiça para alcançar lealdade do pessoal.

A Organização Administrativa
12. Estabilidade do pessoal: a rotatividade tem um impacto negativo sobre a eficiência da organização. 13. Iniciativa: a capacidade de visualizar um plano e assegurar pessoalmente o seu sucesso. 14. Espírito de equipe: harmonia e união entre as pessoas.