You are on page 1of 15

…Hossana ao Filho de David! Bendito o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel! Hossana nas alturas!

(Mt 21,9)

Quando já se aproximavam de Jerusalém, chegaram a Betfagé, junto ao monte das Oliveiras. Jesus enviou dois discípulos, dizendo-lhes: «Ide à aldeia que está em frente de vós e logo encontrareis uma jumenta presa e com ela um jumentinho. Soltai-os e trazei-mos. E, se alguém vos disser alguma coisa, respondereis: ‘O Senhor precisa deles, mas logo os devolverá.’» Os discípulos foram e fizeram como Jesus lhes ordenara. Trouxeram a jumenta e o jumentinho, puseram as suas capas sobre eles e Jesus sentou-se em cima. Uma grande multidão estendia as suas capas no caminho; outros cortavam ramos das árvores e espalhavam-nos pelo chão. E todos diziam em altos brados:

Hossana ao Filho de David! Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor!

Vinde, vamos juntos para o monte das oliveiras, e caminhemos juntos ao encontro de Cristo que se aproxima livremente da sua venerável e beata paixão, cumprindo assim o mistério da nossa salvação.

Ele vai de sua livre vontade em direcção a Jerusalém. Ele desceu dos céus, não para exercer domínio sobre nós como os reis das nações, mas para servir

Aquele que vem será manso e humilde, virá com roupas simples e a sua condição será a de pobre.

Ele não vem para conquistar a glória, Corramos também manifestar nem para se nós ao encontro de uma forma oferece livremente, daquele que seespectacular e vistosa.

imitemos todos sua voz e aquelas «A aqueles não se eleverá nas praças públicas, que já partiram ao seu encontro.
também não gritará», é-nos dito acerce dele.

Ele vem ao nosso encontro. Ele não pretende que lhe façamos um tapete de ramos de oliveira e palmeira, mas que nos prostremos em humilde e profunda adoração diante da sua pessoa.

Acolhamos o Verbo de Deus que vem ao nosso encontro e que nos mostra Aquele que nenhum espaço pode conter. Ele, que é a mansidão por excelência, alegra-se por vir até nós e por estar no nosso meio. Entra no crespúsculo do nosso orgulho, ou melhor entra no mais profundo da nossa infinita miséria, tornando-se igual a nós e, no mais íntimo de nós mesmos, reconduz-nos à dignidade de filhos e filhas de Deus.

Mais do que mantas, capas ou ramos verdes e inanimados,

estendamos-lhe tudo o que somos e temos...

as nossas capacidades e dons, os nossos desejos e ansiedades, as nossas fraquezas e debilidades!

Estendamo-nos nós mesmos revestidos da sua graça, ou melhor, revestidos de Si mesmo. Uma vez baptizados no Seu nome, fomos revestidos de Cristo. Prostremo-nos a seus pés como túnicas estendidas no chão.

O que é que podemos oferecer ao vencedor da morte mais do que simples ramos de oliveira e de palmeira?

Agitemos os ramos espirituais das nossas almas! Também nós cheios de alegria aclamamos: «Bendito aquele que vem em nome do Senhor, o rei de Israel».

Jesus, Tu sobes a Jerusalém para cumprir o teu êxodo pascal!

Ajuda-nos a celebrar a Tua Páscoa unidos a todos os homens e mulheres que connosco peregrinam pela terra.

Jesus, Tu deste-Te na cruz como nova árvore da vida.

Faz com que saboreemos os seus frutos de salvação.

Jesus, tu que vieste salvar-nos do pecado e da morte,

Ajuda-nos a ser testemunhas de fé, de esperança e de caridade.

Hossana a ti, Cristo filho de David e rei da Humanidade. Hossana a ti, vencedeor do inferno e da morte.

HOSSANA ao REI DOS REIS!