Como funciona um motor?

O que move um motor? O que faz o motor girar? O COMBUSTÍVEL O que o motor extrai do combustível? Por que é chamado de motor a explosão? .

Elementos básicos de um motor .

Válvula de admissão Válvula de escape Entrada de ar e combustível Saída dos gases Pistão Movimenta os gases Biela Vela Movimenta o pistão Produz uma faísca .

1. Admissão: A válvula de admissão é aberta. empurrando o pistão 4. Compressão: A válvula de admissão é fechada e o pistão comprime os gases no interior do cilindro 3. Explosão: A vela de ignição gera uma faísca. Exaustão: A válvula de escape é aberta. o pistão empurra os gases queimados para fora e a válvula é fechada . a mistura gasosa explode e se expande. o pistão succiona a mistura gasosa para dentro do cilindro 2.

dependendo exclusivamente do estado. Energia interna U corresponde a soma das energias cinéticas médias de todas as suas moléculas (Ec).Termodinâmica A Termodinâmica procura estabelecer as condições de equilíbrio entre o sistema e o meio externo. Energia Interna: forma de energia inerente ao sistema. relacionando as quantidades de calor trocadas e os trabalhos realizados durante o processo. .

Primeira Lei da Termodinâmica Podemos concluir que a energia interna do sistema aumentou de: Q=20 J F U  17 J T = 3J .

Primeira Lei da Termodinâmica: O calor trocado pelo sistema com o meio exterior é igual à variação de sua energia interna mais o trabalho realizado no processo termodinâmico. Q  U   .

O sistema libera (cede) calor. A temperatura do sistema não varia (isotérmica) U  0 U  0  0  0  0 O sistema se expande (volume aumenta) O sistema se contrai (volume diminui) Não há variação no volume do sistema (isocórica) .Q0 Q0 Q0 U  0 O sistema recebe (absorve) calor. O sistema não troca de calor com o meio externo (adiabática) A temperatura do sistema aumenta. A temperatura do sistema diminui.

V Q  U   Obs.Transformações Gasosas Particulares Transformação ISOBÁRICA (pressão constante)   p.: numa transformação isobárica todas as três parcelas são diferentes de zero! .

portanto não há realização de trabalho.  0 U  Q Transformação ISOTÉRMICA (temperatura constante ) A temperatura do gás não sofre variação.Transformação ISOCÓRICA (volume constante ) O volume do gás não varia. não aumenta e nem diminui. U  0 Q  . então a energia interna do gás não varia.

Transformação ADIABÁTICA (o sistema não troca calor com o meio externo) Q0 U   Numa expansão adiabática a temperatura do gás DIMINUI!  0  0 U  0 Numa compressão adiabática a temperatura do gás AUMENTA! U  0 .

Transformação ADIABÁTICA (Gráfico) A → B: adiabática .

.

A a O: o pistão move-se para cima. e o volume aumenta de V2 para V1. assim. ao empurrar o pistão para baixo. o pistão encontra-se praticamente parado na posição mais baixa do cilindro. B para C: a mistura está muito comprimida e encontra-se a uma temperatura superior à inicial. com a temperatura passando de TB para TC. Esta expansão adiabática provoca a queda da temperatura de TC para TD. . logo. A para B: o pistão move-se para cima e comprime adiabaticamente a mistura gasosa. Durante este curto espaço de tempo. enquanto que a válvula permanece aberta. A temperatura aumenta de TA para TB. a pressão e a temperatura aumentam rapidamente. não existe trabalho realizado . logo. O volume permanece praticamente constante devido ao intervalo de tempo ser muito curto. e o ciclo volta a repetir-se. C para D: os gases resultantes da combustão expandem adiabaticamente de V2 para o volume V1. e há a realização de trabalho sobre o gás. sendo realizado trabalho pelo gás.O para A: o pistão move-se para baixo. Neste tempo. O volume diminui de V1 para V2. a mistura de ar e gasolina entra para o cilindro. o volume é constante e por isso não há a realização de trabalho. a saída dos gases resultantes da combustão. de V1 para o volume V2. permitindo. D a A: a válvula de escape é aberta e a pressão diminui num curto intervalo de tempo. ocorrendo então uma pequena descarga elétrica que provoca a sua combustão. à pressão atmosférica.