CORROSÃO

Faculdade Ideal - Faci Coordenação de Engenharia Civil Quimica I

Belém – Pará 2013

CONCEITO A corrosão é a deterioração de um corpo sólido por meio de uma ação química ou eletroquímica provocada pelo meio ambiente. A ação química pode ou não estar associada a ações mecânicas ou físicas. .

.IMPORTÂNCIAS DO ESTUDO DA CORROSÃO • Na Engenharia Civil. e outras questões necessárias para fazer uma construção com segurança. sua composição. suporta até o momento de sua fratura) e maleabilidade (a frio e a quente). • O avanço tecnológico tem levado os pesquisadores a desenvolver materiais metálicos com propriedades físicas e químicas que satisfação às exigências mais sofisticadas. condutividade térmica e elétrica e resistência mecânica aos diversos tipos de esforços mecânicos. resistência dos materiais. Como a ductibilidade (propriedade que representa o grau de deformação que um material. a importância é para saber sobre corrosão.

.CUSTOS • Com o avanço tecnológico mundialmente alcançado. os custos da corrosão evidentemente se elevam. tornando-se um fator de grande importância a ser considerado já na fase de projeto de grandes instalações industriais para evitar ou minimizar futuros processos corrosivos.

TIPOS DE CUSTOS 1. etc. Custos diretos: • Custos de substituição de peças danificadas (incluindo energia e mão de obra) • Custos de manutenção de sistemas de proteção (revestimentos. proteção catódica.) .

TIPOS DE CUSTOS 2. Custos indiretos: • Paralisações • Perda de produto • Perda de eficiência • Contaminação de produto • Necessidade de sobre dimensionamento dos projetos .

aviões. tanques. tubagens. Outros custos: • Segurança de instalações. cuja falha pode resultar em perdas humanas (automóveis.TIPOS DE CUSTOS 3. pontes. etc) • Degradação de monumentos .

colocadas no anodo de cuba eletrolítica: ocorre a formação de óxido de alumínio. Cr2O3. conferindo bom aspecto decorativo à peça. no caso. que consiste na oxidação de peças de alumínio. Al2O3. sobre a superfície metálica. • Proteção catódica com anodos de sacrifício para proteção de aço carbono usado em instalações submersas ou enterradas: ocorre a formação de uma pilha galvânica na qual o catodo é o material a ser protegido. • Fosfatização de superfícies metálicas para permitir melhorar aderência de tintas: tratamento com solução contendo ácido fosfórico e íons de zinco e ferro. e o anodo o material a ser corroído. pode ser zinco. com formação da película protetora de óxido de cromo. . protetor. ou suas ligas. • Anodização do alumínio.CASOS BENEFÍCIOS DE CORROSÃO • Oxidação de aços inoxidáveis. possibilitando a aderência adequada da película de tinta aplicada. alumínio ou magnésio. no caso o aço carbono.

carros. são fenômenos muito frequentes no nosso cotidiano. O funcionamento de pilhas e baterias.REAÇÕES DE OXIRREDUÇÃO As reações de oxidação e redução. O processo de enferrujamento do ferro. temos: • • • • • Um material sofrendo combustão (queima). Quando se descolore o cabelo com água oxigenada. que movimentam as calculadoras. brinquedos. também chamadas de reações redox. A queima (combustão) de combustíveis nos veículos. televisões e muitas outras coisas. . Como exemplo. rádios.

isto é. por exemplo: 2H + (aq)+ 2e– → H2 .REAÇÕES DE OXIRREDUÇÃO São reações em que ha variação no numero de oxidação em alguns casos. sempre que há oxidação (perda de elétrons) há também redução (ganho de elétrons) Pode-se definir oxidação como perda de elétrons por uma espécie química. por exemplo: Fe → Fe 2+ (aq)+ 2e– E redução pelo ganho de elétrons por uma espécie química. O fenômeno de oxirredução é simultâneo. perda e ganho de elétrons.

REAÇÕES DE OXIRREDUÇÃO A oxidação e a redução ocorrem simultaneamente. na qual uma espécie química ganha e a outra perde. havendo a transferência de elétrons entre as espécies químicas. e uma não pode existir sem a outra. A combinação das duas reações é chamada de reação de oxirredução. Fe + 2H +(aq) → Fe2+ (aq)+ H2 .

POTENCIAL DE ELETRODO PADRÃO • Eletrodo • Conjunto: metal + solução eletrolítica • Potencial de Eletrodo • Tendência de cessão de elétrons de um metal sólido em uma solução eletrolítica Eletrodo de Ferro .

POTENCIAL DE ELETRODO PADRÃO • Medição depende de: • Concentração • Temperatura • Pressão • Potencial Padrão • Medido em volt • Metal imerso em solução 1M de seus íons • Representado por: .

POTENCIAL DE ELETRODO PADRÃO • Eletrodo de referência • Eletrodo padrão de hidrogênio – E (V) = 0.00 .

POTENCIAL DE ELETRODO PADRÃO Medição de potencial de eletrodo de um elemento E = Emetal – Esolução (Convenção IUPAC) .

Quanto maior o Eº maior a tendência para sofrer redução .

ELETRODOS DE REFERENCIA É um tipo de eletrodo que mantém um potencial constante em relação ao qual o potencial de uma outra meia-pilha pode ser medido. em determinações. Com isso é possivel eliminar a interferência de certos íons. por exemplo o cloreto. de fácil construção e insensível à composição da solução do analito. Usualmente. É desejável que este eletrodo seja robusto. este eletrodo é isolado do meio reacional através de uma junção única por eletrólito. onde se adiciona uma segunda junção com um eletrólito diferente. . Um eletrodo de referência ideal apresenta um potencial conhecido e constante em relação ao eletrodo padrão de hidrogênio (mesmo com a passagem de pequenas correntes). Eletrodo de referência utilizados em laboratórios. Existem eletrodos de dupla junção.

tem a finalidade de manter as duas semicelas eletricamente neutras através da migração de íons. sofre oxidação porque perde elétrons e é o agente oxidante. sofre redução por ganhar elétrons e é o agente redutor. • Cátodo: É o polo positivo. • Ânodo: É o polo negativo. • Uma solução eletrolítica: Também chamada de ponte salina. . • Fio metálico externo: Por meio dele os eletrodos são conectados e há a transferência de elétrons.PILHAS • Dois eletrodos.

no sentido do de maior densidade de elétrons para o de menor.PILHAS ELETRODOS METÁLICOS DIFERENTES Se dois metais de potenciais elétricos diferentes forem imersos em um mesmo meio (solução eletrolítica). e conectados por meio de um condutor eletrônico. O fluxo de elétrons constitui uma corrente elétrica e esta fonte geradora de corrente é a PILHA ELETROQUÍMICA . ocorrerá o fluxo espontâneo de elétrons pelo condutor.

.

formando-se pequenas áreas ativas (anodos) em torno de grandes áreas passivas(catodos).PASSIVA É associada com materiais que apresentam passividade devido à formação de um filme aderente e protetor nas suas superfícies. As regiões cobertas com o filme protetor (passivas) atuam como catodos. Alguns íons são particularmente agressivos às películas de óxidos. o titânio e suas ligas. e o cromo.PILHAS ATIVA . brometos e iodetos. O ataque geralmente ocorre em regiões localizadas onde a película de óxido é menos protetora. como os íons cloretos. como aços inoxidáveis. .

OBRIGADO! .