You are on page 1of 41

O que são redes?

 Conjunto de dois ou mais dispositivos (nós) que usam um conjunto de regras em comum para compartilhar recursos (hardware, dados, mensagens)  Exemplos de rede  Rede local de um domícilio  Rede telefônica  Internet  Exemplos de dispositivos (ou nós)  Computadores  Impressoras  Switches  Roteadores

Endereçamento
• Cada dispositivo tem uma identificação única, ou seja, um endereço • Os endereços se comunicarão via rede, por meio dos protocolos de transmissão (trataremos adiante) • Na Internet, endereços utilizados são IP, do protocolo TCP/IP

Protocolo (Linguagem)
• Protocolos definem as regras de construção de um pacote, criando uma linguagem comum entre diferentes máquinas, que inclui: – Endereços – Correções de erros – Regras de reconstrução de pacotes – Controle de fluxo • Nao adianta enviar mais informações que o endereço de destino possa suportar.

Serviços de rede
 Conjunto de operações implementadas por um protocolo  Cada serviço pode ser usado por diferentes aplicações • Serviço de Criptografia, Serviço de Fluxo, Serviço de Comunicação  Uma aplicação também pode usar vários serviços  Ex. Browser de internet  Serviços orientados à conexão  Estabelece conexão prévia à transmissão dos dados  Gera uma comunicação de dados confiável  Possibilita correção de erros e controle de fluxo  Gera overhead na comunicação, envia dados adicionais.  Serviços sem conexão  Envia dados sem conhecimento prévio  Mais rápido  Menos confiável, pois não há garantia de entrega

Meios • Ambiente físico usado para conectar os nós de uma rede • Meios físicos são variados: – Cabo coaxial – Cabo par trançado – Fibra óptica – Ondas de rádio – Infravermelho – Outros meios .

Classificação das redes • Por área geográfica • Por topologia da rede .

Classificação por área  LAN (Local Area Network)  Permite a conexão de equipamentos em uma pequena região  Encontrada em lares e escritórios de empresas  MAN (Metropolitan Area Network)  Área de abrangência pouco maior que as LANs  Considere uma empresa na mesma cidade. com várias sedes  WAN (Wide Area Network)  Geograficamente distribuída  Altos custos de comunicação  Velocidades menores .

Classificação por área • Outras redes: • SAN (Storage Area Network) – rede exclusiva para armazenamento de dados - • GAN (Global Area Network) – Coleções de redes de longa distância ao longo do Globo .

Classificação por área .

Classificação por topologia • Barramento – – – – – Computadores compartilham cabo único Dados são recebidos por todos. toda rede é afetada Está em desuso. com popularização da Ethernet/estrela . mas só a máquina de destino aceita Somente 1 computador por vez pode transmitir dados Se houver ruptura no cabo.

Classificação por topologia • Anel – Estações conectadas por um único cabo – Conceito de Token para transmissão – Falha em um computador impacta toda rede .

Classificação por topologia • Malha – – – – Utiliza vários segmentos de cabos Oferece redundância e confiabilidade Dispendiosa Geralmente utilizada em conjunto com outras topologias .

Classificação por topologia • Estrela – – – – Topologia mais comum na atualidade Utilizam hubs e switches para intercomunicação Falha em um cabo não paralisa toda rede Ponto único de falha: Switch ou Hub .

Rádio amador  Full Duplex  Recepção e envio ocorrem simultaneamente  Ex.Formas de transmissão  Simplex  Ocorre em apenas uma direção  Ex. Dados via satélite . mas um evento de cada vez  Ex. TV Aberta  Half-Duplex  Ocorre em ambas as direções.

Colisões  Ocorrem quando dois ou mais computadores enviam dados ao mesmo tempo  Ocorrem somente em full-duplex  CSMA/CD (Carrier Sense Multiple Access / Collision Detection)  Dispositivos são avisados da colisão e aguardam tempo aleatório para retransmitir  Não efetivo em redes muito longas ( a detecção é feita pela estação que irá transmitir)  CSMA/CA (Carrier Sense Multiple Access / Collision Avoidance)  Manda um “aviso” de transmissão.  Mais eficaz. porém aumenta o tráfego na rede . tenta evitar a colisão.

o switch atenderá primeiro o pedido com maior prioridade – Se a prioridade é idêntica.Colisões • Prioridade de demanda – Surgiu com as redes Fast Ethernet – Padrão IEEE 802.12 (Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos) – Se dois computadores enviam pedidos ao mesmo tempo. são servidos com alternância .

Cabeamento Suporte Técnico .

Cabeamento .

.

Rack • O rack de rede corporativa deve ser instalado. sendo um (1) para cada Patch panel ou equipamento ativo da rede e organizadores verticais (ARGOLAS). Este rack deve ter as seguintes especificações. deve ser utilizado rack estrutural padrão de 19" instalados em cada andar. cabos de pares de telefonia e cordões ópticos para conexão SERVIDOR/SWITCH. onde serão realizados as terminações de cabos LAN vindos das estações de trabalho. com a finalidade de concentrar os diversos equipamentos e cabos que possuem ligação entre si. Nestes racks devem ser instalados os Patch panels e os SWITCHS/ROTEADORES. com distribuição de pessoas e estações de trabalho em diversos andares. • . Nestes racks deverão conter organizadores horizontais. sendo um (1) a cada 30 cm distribuídas pelo perfilado do rack em ambos os lados. Para escritórios de grande porte. quando utilizados em escritórios de pequeno porte.

Tela de Cobre C – Isolador Dialétrico Interno D – Núcleo de Cobre .Cabeamento Coaxial • • • • A – Revestimento de Plastico B .

Coaxial • • • • • Usados nas redes com topologia de barramento Baixo custo. alta flexibilidade Utiliza conectores BNC Necessita terminador na rede (Avisar o final da rede) Velocidade Máxima 20Mb/s .Cabeamento .

Cabeamento – Par Trançado .

Cabeamento – Par trançado • • • • • Tecnologia mais comum na atualidade Pode ser blindado (STP) ou não (UTP) Tamanho máximo: 100 metros Cat 5 – certificada para 100 Mbps / Cat 5e – 1 Gbps Conector: RJ45 .

O Padrão de Montagem do Cabo 568A • • • • • • • • BRANCO/VERDE VERDE BRANCO/LARANJA AZUL BRANCO/AZUL LARANJA BRANCO/MARROM MARROM .

O Padrão de Montagem do Cabo 568A • • • • • • • • BRANCO/LARANJA LARANJA BRANCO/VERDE AZUL BRANCO/AZUL VERDE BRANCO/MARROM MARROM .

Cabeamento – Cabo Crossover • Um cabo crossover. também conhecido como cabo cruzado. • Em uma das pontas do cabo você deve utilizar o padrão 568a . é um cabo de rede par trançado que permite a ligação de 2 (dois) computadores pelas respectivas placas de rede sem a necessidade de um concentrador (Hub ou Switch) ou a ligação de modems. .enquanto a outra ponta do cabo deve ser montada no padrão568b.

Cabeamento – Fibra Optica .

mas a implementação é mais barata  Núcleo maior permite uso de lasers mais baratos  Conectores mais confiáveis e baratos  Para efeito de comparação. enquanto as fibras Monomodo podem atingir até 80 km no padrão 10 Gigabit .Cabeamento – Fibra  Tecnologia mais cara. as fibras multimodo permitem um alcance de até 550 metros no Gigabit Ethernet e 300 metros no 10 Gigabit. mas atinge maiores distâncias  Fibra monomodo  Caminho único do feixe de laser  Usada para comunicação de longa distância  Mais difícil conexão – núcleo da fibra é mais fino  Fibra multimodo  Diversos caminhos para o feixe  Usada para distâncias mais curtas  A fibra é mais cara.

Cabeamento – Fibra .

Modelo OSI  Padronização de protocolos e padrões pela ISO para Interconexão de sistemas abertos  Sistema aberto. não vinculado a hardware  Sozinho não define arquitetura da rede (Não diz como fazer. apenas o que fazer)  Divisão em 7 camadas  “Dividir para conquistar”  Estabelece uma interface bem definida entre as camadas  Vantagens: Implementação independente das camadas. Adaptabilidade . Reutilização de código.

comunicação  Camadas parceiras se comunicam por um objeto chamado entidade da camada  Entidade pode ser elemento de hardware ou de software  Entidade significa: Capacidade de comunicação  Ex: Protocolo IP. etc  Comunicação entre camadas verticais: Serviços  Comunicação entre camadas horizontais: Protocolos .Camadas . roteador.

Camadas OSI .

dentre outras coisas:  Técnica de transmissão dos dados (half duplex.Camada física  Fluxo de bits pelo meio físico  Totalmente orientada a HW e trata dos aspectos do link físico entre dois computadores  Define. etc)  Pinagem do conector  Níveis do sinal elétrico  Como estabelecer e cancelar a conexão  Não trata:  Significado do que está sendo transmitido  Erros de transmissão .

Voz)  Sem conexão com reconhecimento: Mais confiável – frames incorretos são descartados e retransmitidos  Orientado à conexão: Garante entrega dos quadros na ordem correta e “error free” à camada de rede  Subcamadas MAC (acesso ao meio) e LLC (interface com as demais camadas e controle de erros e de fluxo) . com frame check sequence  FCS – Controle de erros (CRC.Camada de enlace     Detecta e corrige os erros de transmissão da camada física Controle de Fluxo Delimitação de quadros Bits são organizados em frames. etc)  Fornece ao nível de rede 3 tipos de serviços:  Sem conexão e sem reconhecimento: Demora na transmissão é pior que perda de dados (Ex.

mas pode existir o contrário  Ex. Protocolo X. comunicação era apenas com o próximo nó  Funções principais  Endereçamento  Roteamento  Tradução de endereços lógicos em físicos (enlace)  Controle de congestionamento  Normalmente não orientado à conexão.Camada de rede  Transparência com relação às camadas inferiores  Função: Transporte de pacotes  Comunicação se torna ponto a ponto  Nos níveis anteriores.25 .

Camada de transporte • Principal função: garantir confiabilidade dos dados • Particionamento da mensagem em segmentos • Garante a comunicação entre os hosts – Reconhece o recebimento de pacotes – Controle de fluxo – Sequenciamento e retransmissão de pacotes – Pode ser orientado ou não à conexão .

Transmissão de um arquivo muito grande ou envio de mensagens de correio  Atividade – cada ponto de sincronização é uma unidade de diálogo.Camada de sessão  Conexão entre duas aplicações que residem em computadores diferentes  Gerenciamento do “diálogo” entre essas máquinas  Pontos de sincronização  Ex. por exemplo) . Cada grupo de unidades é uma atividade  Estabelece direitos de atividades prioritárias (acessos de administrador.

ANSI. etc) – Criptografia – Compressão de dados .Camada de apresentação • Um grande “tradutor” • Define formato para trocas de mensagens • Funções principais – Tradução de protocolos – Conversão de padrões (ASCII.

Camada de aplicação • “Janela” onde as aplicações conversam com a rede • Identificação dos parceiros na comunicação • Determinação dos níveis de serviço aceitáveis – Retardo. tempo máximo de espera. taxa de erro tolerável • Segurança de acesso e integridade dos dados .

com .PERGUNTAS? Kelly Alves kellyaml@gmail.